Fisiopatol
ogiaCONTEÚDO PARA A NP1
Diferença entre sinais e sintomas
 Sinais: é o que dá para ver. Ex: febre, vermelhidão, manchas, pressão,
batimento cardí...
Aspecto cronológico da doença
 Período de encubação: não há sinais nem sintomas.
 Período prodrômico: sinais e sintomas ...
A evolução da doença
Cura c/ ou s/
sequela
Se
não Cronificação Complicação
Óbito
Agressão, defesa, adaptação e lesão
Agressão > Defesa
Qualquer estímulo da natureza
pode fazer uma agressão, que
faz com q...
Diferenças entre Necrose e Apoptose
Necrose
 É a morte celular que ocorre após
uma lesão extensa, devido a agentes
químic...
Causas das lesões
 Endógenas: originadas da genética.
 Exógenas: vem de fora e pode se tornar endógena.
 Causa idiopáti...
Causas exógenas
 • Força mecânica •
 Abrasão: arranca células da epiderme por esmagamento ou fricção, ex:
ralado, bolhas...
 • Variações da pressão atmosférica •
 Síndrome da descompressão: formação de bolas gasosas no sangue por
queda muito rá...
Outros tipos de agentes de lesão
físicos
 Variações de temperatura (elevação ou diminuição)
 Radiação
 Luz solar
 Som
As células quanto a capacidade de
divisão
 Lábeis: células que se multiplicam constantemente, sem estímulo. Ex: pele
 Es...
Alterações de volume celular
 Hipertrofia: é quando a célula recebe um estímulo fora do normal e faz com
que aumente a pr...
Alterações da taxa de divisão celular
 Hiperplasia: aumento da taxa de divisão da célula, mas não há
alteração. Ex: hiper...
Alteração da diferenciação celular
 Metaplasia: a célula modifica sua diferenciação frente a um
agente de lesão. Ex: alte...
Alterações da proliferação e da
diferenciação celular
 Displasia: taxa de divisão muito alta ou muito baixa unida a
perda...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

RESUMO FISIOPATOLOGIA - agressão, defesa, necrose e apoptose, causas das lesões e alterações celulares

1.089 visualizações

Publicada em

Resumo sobre todas as formas de agressão contra o organismo e sua defesa, suas causas e consequencias, diferença entre necrose e apoptose, mutações celulares, aplasia.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.089
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

RESUMO FISIOPATOLOGIA - agressão, defesa, necrose e apoptose, causas das lesões e alterações celulares

  1. 1. Fisiopatol ogiaCONTEÚDO PARA A NP1
  2. 2. Diferença entre sinais e sintomas  Sinais: é o que dá para ver. Ex: febre, vermelhidão, manchas, pressão, batimento cardíaco.  Sintomas: é que o não dá para ver. Ex: dor, tristeza.
  3. 3. Aspecto cronológico da doença  Período de encubação: não há sinais nem sintomas.  Período prodrômico: sinais e sintomas inespecíficos.  Período de estado: sinais e sintomas característicos.
  4. 4. A evolução da doença Cura c/ ou s/ sequela Se não Cronificação Complicação Óbito
  5. 5. Agressão, defesa, adaptação e lesão Agressão > Defesa Qualquer estímulo da natureza pode fazer uma agressão, que faz com que o organismo crie uma defesa. Adaptação > Lesão A partir desta defesa pode haver uma adaptação do organismo gerando uma lesão. Lesão > Estado final Essas lesões podem ser reversíveis ou irreversíveis. Ao ser irreversível, 2 fatos são possíveis: a necrose ou a apoptose.
  6. 6. Diferenças entre Necrose e Apoptose Necrose  É a morte celular que ocorre após uma lesão extensa, devido a agentes químicos e físicos que promove rápido colapso da homeostase interna. Apoptose  É um tipo de "autodestruição celular" que requer energia e produção de proteína para a sua execução.
  7. 7. Causas das lesões  Endógenas: originadas da genética.  Exógenas: vem de fora e pode se tornar endógena.  Causa idiopática: quando a causa é desconhecida.  Criptogenética: causada por algum agente gênico, mas não se sabe qual e nem a causa.
  8. 8. Causas exógenas  • Força mecânica •  Abrasão: arranca células da epiderme por esmagamento ou fricção, ex: ralado, bolhas, arranhões.  Laceração: rompimento do tecido por estiramento.  Contusão: ruptura de pequenos vasos com hemorragia e inchaço sem sangramento visível, ex: galo.  Incisão: lesão por bordas afiadas. Mais extensa do que profunda, ex: cortes, cirurgias.  Perfuração: lesão por material perfurante. Mais profunda do que extensa, ex: injeção, facada.  Fratura: Ruptura de tecidos duros (ossos e cartilagens)
  9. 9.  • Variações da pressão atmosférica •  Síndrome da descompressão: formação de bolas gasosas no sangue por queda muito rápida de pressão.  Condição hipobárica devido a altitude: os alvéolos passam a absorver menos quantidade de oxigênio, ocorrendo vasoconstrição e causando a hipóxia. Baixa quantidade de oxigênio.
  10. 10. Outros tipos de agentes de lesão físicos  Variações de temperatura (elevação ou diminuição)  Radiação  Luz solar  Som
  11. 11. As células quanto a capacidade de divisão  Lábeis: células que se multiplicam constantemente, sem estímulo. Ex: pele  Estáveis: precisa de estímulo para se multiplicar, caso contrário ficam em repouso. Ex: fibroblasto  Permanente: são células que nunca se multiplicam. Ex: neurônio e fibra muscular.
  12. 12. Alterações de volume celular  Hipertrofia: é quando a célula recebe um estímulo fora do normal e faz com que aumente a produção de metabólitos, aumentando seu volume. Ex: hipertrofia miocárdica.  Hipotrofia: é quando a célula sofre uma agressão e diminui seu metabolismo, fazendo com que seu volume diminua também. Ex: hipotrofia por intoxicação por chumbo.  Atrofia: a célula reduz seu volume chegando à morte e reabsorção.
  13. 13. Alterações da taxa de divisão celular  Hiperplasia: aumento da taxa de divisão da célula, mas não há alteração. Ex: hiperplasia de mama por uso de esteroides.  Hipoplasia: diminuição da taxa de divisão da célula com redução do tecido. Ex: redução do timo na puberdade.  Aplasia: ausência de algum tecido. Ex: aplasia da medula óssea.
  14. 14. Alteração da diferenciação celular  Metaplasia: a célula modifica sua diferenciação frente a um agente de lesão. Ex: alteração do epitélio da traqueia em cúbico simples em decorrência do tabagismo.
  15. 15. Alterações da proliferação e da diferenciação celular  Displasia: taxa de divisão muito alta ou muito baixa unida a perda da diferenciação. É usada geralmente quando se desconhece a patogênese da lesão. Ex: displasia renal.  Neoplasia: divisão celular descontrolada com perda da diferenciação. A célula neoplásica não segue estímulos fisiológicos.

×