QUÍMICA – Prof. Fernando Abreu
GABARITO COMENTADO – 1º EXAME DE QUALIFICAÇÃO UERJ 2016 – PROF. FERNANDO ABREU
QUESTÃO 31. ...
QUÍMICA – Prof. Fernando Abreu
GABARITO COMENTADO – 1º EXAME DE QUALIFICAÇÃO UERJ 2016 – PROF. FERNANDO ABREU
(D)
COMENTÁR...
QUÍMICA – Prof. Fernando Abreu
GABARITO COMENTADO – 1º EXAME DE QUALIFICAÇÃO UERJ 2016 – PROF. FERNANDO ABREU
compostos de...
QUÍMICA – Prof. Fernando Abreu
GABARITO COMENTADO – 1º EXAME DE QUALIFICAÇÃO UERJ 2016 – PROF. FERNANDO ABREU
(D)
COMENTÁR...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

1º eq uerj 2016 gabarito de química comentado - prof. fernando abreu

2.356 visualizações

Publicada em

1º EQ UERJ 2016 - GABARITO DE QUÍMICA COMENTADO - PROF. FERNANDO ABREU

Publicada em: Educação
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.356
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1º eq uerj 2016 gabarito de química comentado - prof. fernando abreu

  1. 1. QUÍMICA – Prof. Fernando Abreu GABARITO COMENTADO – 1º EXAME DE QUALIFICAÇÃO UERJ 2016 – PROF. FERNANDO ABREU QUESTÃO 31. O suco gástrico contém um ácido, produzido pelas células da parede do estômago, que desempenha papel fundamental para a eficiência do processo digestório no ser humano. O ânion do ácido produzido no estômago corresponde ao elemento químico pertencente ao grupo 17 e ao terceiro período da tabela de classificação periódica. Esse ácido é denominado: (A) nítrico (B) sulfúrico (C) clorídrico (D) fluorídrico COMENTÁRIO DA QUESTÃO: O REFERIDO ELEMENTO É O Cℓ, LOGO, O ÂNION É O Cℓ -1 , QUE É LIBERADO PELO ÁCIDO CLORÍDRICO (HCℓ). QUESTÃO 33. Cosméticos de uso corporal, quando constituídos por duas fases líquidas imiscíveis, são denominados óleos bifásicos. Observe na tabela as principais características de um determinado óleo bifásico. Para diferenciar as duas fases, originariamente incolores, é adicionado ao óleo um corante azul de natureza iônica, que se dissolve apenas na fase em que o solvente apresenta maior afinidade pelo corante. Essa adição não altera as massas e volumes das fases líquidas. As duas fases líquidas do óleo bifásico podem ser representadas pelo seguinte esquema: (A) (B) (C)
  2. 2. QUÍMICA – Prof. Fernando Abreu GABARITO COMENTADO – 1º EXAME DE QUALIFICAÇÃO UERJ 2016 – PROF. FERNANDO ABREU (D) COMENTÁRIO DA QUESTÃO: A DENSIDADE DA FASE AQUOSA (d=1,0g/mL) É MAIOR DO QUE A DA FASE ORGÂNICA (d=0,8g/mL), PORTANTO, NO FUNDO DO RECIPIENTE TEREMOS A FASE AQUOSA (QUE É POLAR). POR SE TRATAR DE UM CORANTE DE NATUREZA IÔNICA, OU SEJA, POLAR, SOMENTE A FASE AQUOSA APRESENTARÁ A COLORAÇÃO AZUL. OBSERVANDO A TABELA, NOTA-SE QUE O VOLUME DA FASE ORGÂNICA É MAIOR. QUESTÃO 41. Em um experimento, foi analisado o efeito do número de átomos de carbono sobre a solubilidade de alcoóis em água, bem como sobre a quiralidade das moléculas desses alcoóis. Todas as moléculas de alcoóis testadas tinham número de átomos de carbono variando de 2 a 5, e cadeias carbônicas abertas e não ramificadas. Dentre os alcoóis utilizados contendo um centro quiral, aquele de maior solubilidade em água possui fórmula estrutural correspondente a: (A) (B) (C) (D) COMENTÁRIO DA QUESTÃO: NAS OPÇÕES (A) E (B) NÃO EXISTE CARBONO QUIRAL. NAS OPÇÕES (C) E (D) EXISTE O CARBONO QUIRAL, ENTRETANTO, COMO A CADEIA CARBÔNICA DE (C) É MENOR, ESTA ESTRUTURA, COMPARADA COM A (D), SE TORNA MAIS SOLÚVEL EM ÁGUA. QUESTÃO 44. No preparo de pães e bolos, é comum o emprego de fermentos químicos, que agem liberando gás carbônico, responsável pelo crescimento da massa. Um dos principais
  3. 3. QUÍMICA – Prof. Fernando Abreu GABARITO COMENTADO – 1º EXAME DE QUALIFICAÇÃO UERJ 2016 – PROF. FERNANDO ABREU compostos desses fermentos é o bicarbonato de sódio, que se decompõe sob a ação do calor, de acordo com a seguinte equação química: Considere o preparo de dois bolos com as mesmas quantidades de ingredientes e sob as mesmas condições, diferindo apenas na temperatura do forno: um foi cozido a 160ºC e o outro a 220ºC. Em ambos, todo o fermento foi consumido. O gráfico que relaciona a massa de CO2 formada em função do tempo de cozimento, em cada uma dessas temperaturas de preparo, está apresentado em: (A) (B) (C)
  4. 4. QUÍMICA – Prof. Fernando Abreu GABARITO COMENTADO – 1º EXAME DE QUALIFICAÇÃO UERJ 2016 – PROF. FERNANDO ABREU (D) COMENTÁRIO DA QUESTÃO: COMO FOI USADA A MESMA QUANTIDADE DE BICARBONATO DE SÓDIO, A MESMA QUANTIDADE DE CO2 FOI LIBERADA, PORÉM, PARA O FORNO AQUECIDO A 220ºC, O TEMPO FOI MENOR.

×