Sistema excretor

5.269 visualizações

Publicada em

Sistema excretor

  1. 1. Sistema excretor Prof. Emanuel
  2. 2. Sistema Excretor - homeostasia Prof. Emanuel  É responsável pela manutenção do meio interno, regulação do teor de água e sais minerais e eliminação de resíduos nitrogenados formados durante o metabolismo celular. Sistema urinário Pele Sist. respiratório
  3. 3. Cálices Bacinete Uretérios Bexiga Uretra Rins Vias Uriníferas Sistema urinário humano - Componentes Prof. Emanuel
  4. 4. Rins Funções:  Eliminação de toxinas do sangue.  Controle do equilíbrio hidroeletrolítico  Regular a produção de hemácias.  Regular a pressão arterial. Prof. Emanuel
  5. 5. Rins • Borda interna é côncava e possui o hilo renal Prof. Emanuel • São órgãos pares, localizados na região posterior do abdomem • Borda externa é convexa • Pólo superior – Glândula adrenal
  6. 6. Localização dos rins Prof. Emanuel
  7. 7. Visão dorsal dos rins Prof. Emanuel
  8. 8. Rins Prof. Emanuel Córtex Medula (pirâmide) Cálice Cálice Hilo Artéria renal veia renal Bacinete Ureter Artéria renal
  9. 9. Rins Prof. Emanuel
  10. 10. Rins – Cálculo renal Prof. Emanuel Rim Cálculo no ureter Ureter Bexiga
  11. 11. Vias uriníferas  São vias condutoras de urina: Prof. Emanuel a) Bacinete – Local para onde convergem os cálices b) Ureter – Canal muscular que sai do bacinete até a bexiga c) Bexiga – Órgão cavitário armazenador da urina d) Uretra – canal de eliminação da urina para o meio externo
  12. 12. Néfron Glomérulo Cápsula de Bowman Tubo proximal (TCP) Alça de Henle Tubo distal (TCD) Fisiologia urinária Prof. Emanuel Córtex Medula Alça de Henle Tubo contorcido proximal Cápsula de Bowman Glomérulo Tubo contorcido distal Tubo coletor
  13. 13. Fisiologia urinária Prof. Emanuel
  14. 14. Fisiologia urinária Prof. Emanuel Córtex Medula
  15. 15. a) Filtração – Ocorre nos glomérulos Etapas da formação de urina Arteríola aferente Arteríola eferente Cápsula de bowmam TCP Prof. Emanuel
  16. 16. SANGUE (Glomérulo) ÁGUA E SAIS AMINOÁCIDOS VITAMINAS EXCRETAS GLICOSE HEMÁCIAS PROTEÍNAS FILTRADO (Cápsula de Bowman) ÁGUA E SAIS AMINOÁCIDOS VITAMINAS EXCRETAS GLICOSE Etapas da formação de urina Prof. Emanuel a) Filtração – Ocorre nos glomérulos
  17. 17. 180 litros de filtrado são produzidos por dia 1.400 litros de sangue Excreção diária (média): 2 litros de urina O que acontece com os 178 litros filtrados por dia ? Etapas da formação de urina Prof. Emanuel Arteríola aferente Arteríola eferente Cápsula de bowmam
  18. 18. 178 litros /dia Filtração Reabsorção Reabsorção Etapas da formação de urina Prof. Emanuel b) Reabsorção – 90% do filtrado é reabsorvido.
  19. 19. b) Reabsorção – Ocorre nos tubos néfricos. Etapas da formação de urina Prof. Emanuel
  20. 20. Alterações na produção de urina Prof. Emanuel Urina 0.05% amônia, 0.18% sulfatos, 0.12% fosfatos, 0.6% cloretos, 0.01% magnésio, 0.015% Cálcio, 0.6% potássio, 0.1% sódio, 0.1% creatinina, 0.03% ac. Úrico, 2% uréia, 95% água Glicosúria Proteinúria Hematúria
  21. 21. Produção de excretas Prof. Emanuel •Os grupamentos nitrogenados liberados no metabolismo oxidativo de proteínas e ácidos nucléicos podem originar amônia • A amônia pode ser convertida em outros produtos nitrogenados
  22. 22. Classificação dos animais Prof. Emanuel Amoniotélicos Ureotélicos Uricotélicos
  23. 23. Produção de excretas Prof. Emanuel
  24. 24. Classificação dos animais quanto a principal excreta nitrogenada da urina Classificação solubilidade toxidade exemplos AMONIOTÉLICO ALTA ALTA Osteíctes Anfíbios (larvas) Invertebrados UREOTÉLICO MÉDIA MÉDIA Anfíbios Condríctes mamíferos URICOTÉLICO BAIXA BAIXA Aves Répteis Insetos Prof. Emanuel
  25. 25. A produção de uréia (ureogênese) ocorre no fígado ORNITINA CITRULINA ARGININAURÉIA NH3 + CO2 H2O NH3 H2O H2O Ciclo da Ornitina Prof. Emanuel
  26. 26. Regulação da função renal  ADH Ingestão de água Hipotálamo Neuro hipófise ADH no sangue Rins Estimulação das aquaporinas na alça de Henle Aumento da reabsorção de água Redução da diurese Prof. Emanuel
  27. 27. Regulação da função renal  Renina X Angiotensina X aldosterona Prof. Emanuel Queda da pressão arterial Liberação de renina Ativação da angiotensina Contração da musculatura das artérias Aumento da pressão arterial Liberação de aldosterona pela adrenal Aumenta a reabsorção de sais Aumento da pressão arterial
  28. 28. • Perdem água por osmose • Bebem muita água • Rins com glomérulos reduzidos • Eliminam sais ativamente pelas brânquias • Urina concentrada e volume reduzido  Peixes de água salgada (marinhos) Sais Osmorregulação Prof. Emanuel
  29. 29.  Peixes de água doce (dulcícolas) Osmorregulação Prof. Emanuel
  30. 30.  Peixes de água doce (dulcícolas) • Ganham água por osmose • Bebem pouca água • Rins com glomérulos desenvolvidos • Sais minerais são absorvidos ativamente pelas brânquias • Urina muito diluída Osmorregulação Prof. Emanuel
  31. 31.  Peixes de água doce (dulcícolas) Osmorregulação Prof. Emanuel
  32. 32.  Uremia fisiológica • Os condríctes acumulam uréia (uremia) igualando a osmolaridade do sangue com a da água. Osmorregulação Prof. Emanuel
  33. 33. • Urina pastosa (ácido úrico); • Glândulas de excreção de sais, posicionadas na cabeça Osmorregulação - Répteis Prof. Emanuel
  34. 34. • Urina pastosa (concentrada) • A ausência de bexiga facilita o vôo • Aves marinhas possuem glândulas de sal Osmorregulação - Aves Prof. Emanuel

×