SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Sistema excretor
Designa-se como
sistema excretor
qualquer conjunto de
órgãos que eliminem o
que o corpo não
necessita, num
organismo, é responsável
pela filtragem do sangue,
regulação do teor de
água e sais minerais e
eliminação de resíduos
nitrogenados formados
durante o metabolismo
celular.
• No ser humano podemos considerar como
  sistemas excretores o sistema urinário (onde é
  produzida a urina) e a pele (que produz suor
  através das glândulas sudoríparas). O sistema
  respiratório, ao eliminar dióxido de carbono, que é
  um dos principais resíduos da respiração celular,
  é por vezes, também incluído neste grupo por
  alguns autores (ainda que, na verdade, não seja
  responsável pela produção de uma "excreção" no
  sentido próprio da palavra). Eliminar as
  substâncias que estão em excesso, para manter o
  equilíbrio, chamado de equilíbrio dinâmico, que é
  fundamental para o bom funcionamento da célula
  com o meio. Homeostase.
Função
   Eliminar as
substâncias que
    estão em
     excesso,
  chamado de
    equilíbrio
dinâmico, que é
 fundamental
  para o bom
funcionamento
da célula com o
      meio.
Conceitos básicos
- Diálise do sangue: do sangue pelo rim; -
Diurese: Processo de formação da urina; -
Micção: Ato de urinar; - Substância diurética:
Aumenta a formação da urina; - Cálculo
Renal: Pedras nos rins ou Ureter, causada
pela má alimentação e a falta de água. Trata-
se com medicamentos ou ultrassom. -
Infecção urinária (cistite): Ardência na micção.
Lesões na uretra.
Componentes do sistema
          urinário humano
• Néfron - Unidade funcional dos rins;
• - Etapas da atividade renal em cada néfron:
• O filtrado glomerular passa para o túbulo contorcido proximal,
  ocorrendo transporte ativo de sódio de volta para o sangue. Processo
  este estimulado pelo hormônio chamado aldosterona (das
  suprarrenais).
• Na alça de Henle, há reabsorção de água, e a urina primária torna-se
  mais concentrada. Este é o local de maior reabsorção de água.
• No túbulo contorcido distal volta a acontecer o transporte ativo, com
  reabsorção de glicose e aminoácidos. Mas neste local também há
  reabsorção passiva de água, estimulada pelo ADH (hormônio
  antidiurético).
• O líquido que chega nos tubos coletores já não contém mais
  aminoácidos, glicose ou vitaminas, o seu teor de água é relativamente
  pequeno, e ele já pode ser considerado urina.
• Substâncias reabsorvidas: água, glicose, eletrólitos,
  aminoácidos, vitaminas; - Substâncias excretadas:
  água, ureia, ácido úrico, amônia, creatinina, Resíduos
  metabólicos; Controle Hormonal da Diurese: ADH -
  Hormônio Anti-Diurético; - produzida pelo
  hipotálamo e libertada pela Hipófise (glândula do
  cérebro que produz e armazena hormônios); - Atua
  no néfron aumentando a reabsorção, e portanto
  diminuindo a diurese.
• Obs.: O álcool inibe a produção de ADH, aumentando
  assim a diurese.
• Diabetes insípida : - Diminui a produção do ADH; -
  Poliúrica; - Desidratação intensa; - Sede excessiva;
• A amônia ou gás amônia, também chamado de
  amoníaco em solução aquosa, é um composto químico
  constituído por um átomo de nitrogênio (N) e três
  átomos de hidrogénio (H). Estes átomos distribuem-se
  numa geometria molecular piramidal e a fórmula
  química do composto é NH3.

• A Ureia é um composto orgânico cristalino, incolor, de
  fórmula (NH2)2CO, com um ponto de fusão de 132,7 °C.
• Tóxica, a ureia forma-se principalmente no fígado, sendo
  filtrada pelos rins e eliminada na urina ou pelo suor, onde
  é encontrada abundantemente; constitui o principal
  produto terminal do metabolismo proteico no ser
  humano e nos demais mamíferos.
• O ácido úrico é um composto orgânico de
  carbono, nitrogênio, oxigênio e hidrogênio.
  Sua fórmula química é C5H4N4O3.
• O ácido úrico é encontrado na urina em
  pequenas quantidades (o produto de
  excreção principal é a uréia). Em alguns
  animais, como aves e répteis é o principal
  produto de eliminação, e é expulso com
  as fezes. O alto teor de nitrogênio no
  ácido úrico é a razão pelo qual o guano é
  tão valioso como fertilizante na agricultura.
• No sangue humano, a concentração de ácido
  úrico entre 3,5 e 7,2 mg/dL é considerada
  normal pela Associação Médica Americana,
  podendo ser encontrado em níveis mais
  baixos nos vegetarianos.
• A gota é uma denominação associada a
  níveis anormais de ácido úrico no organismo.
  A saturação de ácido úrico no sangue
  humano pode dar lugar a um tipo de cálculo
  renal quando o ácido cristaliza nos rins. Uma
  considerável percentagem de enfermos com
  gota chegam a ter cálculos renais do tipo
  úrico.
Cálculos Renais ( Pedras nos rins)
cálculo coraliforme - chifre de veado
Hemodiálise

• A hemodiálise é
  um processo no
  qual uma
  máquina limpa e
  filtra o sangue,
  fazendo o
  trabalho que um
  rim doente não
  consegue fazer.
• Os rins são os órgãos responsáveis pela
  filtragem do nosso sangue, que reabsorve
  várias substâncias úteis ao nosso organismo.
  Eles são os únicos órgãos do corpo humano
  que podem ser substituídos por uma
  máquina, embora essa substituição não seja
  perfeita.
• Através da hemodiálise, pessoas que
  possuem suas funções renais prejudicadas
  têm a oportunidade de manter uma vida
  próxima do normal, podendo praticar
  atividades físicas, trabalhar, viajar, etc.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Anatomia e fisiologia do sistema urinario
Anatomia e fisiologia do sistema urinarioAnatomia e fisiologia do sistema urinario
Anatomia e fisiologia do sistema urinario120120120120120120
 
Constituição do sangue
Constituição do sangueConstituição do sangue
Constituição do sangueCatir
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretoremanuel
 
Aula 13 sistema urinário - anatomia e fisiologia
Aula 13   sistema urinário - anatomia e fisiologiaAula 13   sistema urinário - anatomia e fisiologia
Aula 13 sistema urinário - anatomia e fisiologiaHamilton Nobrega
 
Trabalho sistema urinário
Trabalho sistema urinário Trabalho sistema urinário
Trabalho sistema urinário Rayanne Leão
 
Sistema urinário - Anatomia humana
Sistema urinário - Anatomia humanaSistema urinário - Anatomia humana
Sistema urinário - Anatomia humanaMarília Gomes
 
Sistema circulatório - Resumo
Sistema circulatório - ResumoSistema circulatório - Resumo
Sistema circulatório - ResumoMatheus Alves
 
Fisiologia Humana 6 - Sistema Renal
Fisiologia Humana 6 - Sistema RenalFisiologia Humana 6 - Sistema Renal
Fisiologia Humana 6 - Sistema RenalHerbert Santana
 
Sistema Endócrino
Sistema EndócrinoSistema Endócrino
Sistema EndócrinoKiller Max
 
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOII - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOsandranascimento
 
Sistema endócrino
Sistema endócrino Sistema endócrino
Sistema endócrino laismoraes93
 

Mais procurados (20)

Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
 
Anatomia e fisiologia do sistema urinario
Anatomia e fisiologia do sistema urinarioAnatomia e fisiologia do sistema urinario
Anatomia e fisiologia do sistema urinario
 
Constituição do sangue
Constituição do sangueConstituição do sangue
Constituição do sangue
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
 
Aula 13 sistema urinário - anatomia e fisiologia
Aula 13   sistema urinário - anatomia e fisiologiaAula 13   sistema urinário - anatomia e fisiologia
Aula 13 sistema urinário - anatomia e fisiologia
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
Trabalho sistema urinário
Trabalho sistema urinário Trabalho sistema urinário
Trabalho sistema urinário
 
Sistema urinário - Anatomia humana
Sistema urinário - Anatomia humanaSistema urinário - Anatomia humana
Sistema urinário - Anatomia humana
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
Sistema excretor
Sistema excretor Sistema excretor
Sistema excretor
 
Sistema circulatório - Resumo
Sistema circulatório - ResumoSistema circulatório - Resumo
Sistema circulatório - Resumo
 
Fisiologia Humana 6 - Sistema Renal
Fisiologia Humana 6 - Sistema RenalFisiologia Humana 6 - Sistema Renal
Fisiologia Humana 6 - Sistema Renal
 
Sistema excretor
Sistema excretorSistema excretor
Sistema excretor
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
Sistema Endócrino
Sistema EndócrinoSistema Endócrino
Sistema Endócrino
 
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIOII - SISTEMA CIRCULATÓRIO
II - SISTEMA CIRCULATÓRIO
 
Fisiologia renal
Fisiologia renalFisiologia renal
Fisiologia renal
 
Sistema digestivo
Sistema digestivoSistema digestivo
Sistema digestivo
 
Sistema endócrino
Sistema endócrino Sistema endócrino
Sistema endócrino
 

Semelhante a Sistema excretor novo

Sistema Urin�rio
Sistema Urin�rioSistema Urin�rio
Sistema Urin�rioDigux
 
Aula 18 sistema excretor
Aula 18   sistema excretorAula 18   sistema excretor
Aula 18 sistema excretorJonatas Carlos
 
(2) sistema renal, dialise e hemodialise
(2) sistema renal, dialise e hemodialise(2) sistema renal, dialise e hemodialise
(2) sistema renal, dialise e hemodialiseRodrigo Vargas
 
Capítulo 05 - sistema urinário
Capítulo 05 - sistema urinárioCapítulo 05 - sistema urinário
Capítulo 05 - sistema urinárioIgor Brant
 
Assistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptx
Assistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptxAssistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptx
Assistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptxVeridyanaValverde1
 
Excreção
ExcreçãoExcreção
ExcreçãoAndilica
 
Excreção2
Excreção2Excreção2
Excreção2Andilica
 
Anatomia_SU_SI_Priscilla.pdf
Anatomia_SU_SI_Priscilla.pdfAnatomia_SU_SI_Priscilla.pdf
Anatomia_SU_SI_Priscilla.pdfniltonlialunga
 
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ AnatomiaAnatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ AnatomiaFranciscaalineBrito
 
SISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologia
SISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologiaSISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologia
SISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologiaADELANEROCHA3
 
aula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologia
aula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologiaaula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologia
aula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologiaIsanaCarlaAmorimSouz
 

Semelhante a Sistema excretor novo (20)

Sistema urinario
Sistema urinarioSistema urinario
Sistema urinario
 
Sistema Urin�rio
Sistema Urin�rioSistema Urin�rio
Sistema Urin�rio
 
Frente 2 aula 10 Excreção Humana
Frente 2 aula 10 Excreção HumanaFrente 2 aula 10 Excreção Humana
Frente 2 aula 10 Excreção Humana
 
O sistema urinário
O sistema urinárioO sistema urinário
O sistema urinário
 
Anatomia - sistema renal
Anatomia - sistema renalAnatomia - sistema renal
Anatomia - sistema renal
 
Aula 18 sistema excretor
Aula 18   sistema excretorAula 18   sistema excretor
Aula 18 sistema excretor
 
Sistema Excretor
Sistema ExcretorSistema Excretor
Sistema Excretor
 
(2) sistema renal, dialise e hemodialise
(2) sistema renal, dialise e hemodialise(2) sistema renal, dialise e hemodialise
(2) sistema renal, dialise e hemodialise
 
Sistema Excretor
Sistema Excretor Sistema Excretor
Sistema Excretor
 
Biofisica da função renal
Biofisica da função renalBiofisica da função renal
Biofisica da função renal
 
Capítulo 05 - sistema urinário
Capítulo 05 - sistema urinárioCapítulo 05 - sistema urinário
Capítulo 05 - sistema urinário
 
Assistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptx
Assistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptxAssistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptx
Assistência de Enfermagem às Afecções Urológicas (1).pptx
 
Excreção
ExcreçãoExcreção
Excreção
 
Osmorregulação
OsmorregulaçãoOsmorregulação
Osmorregulação
 
Excreção2
Excreção2Excreção2
Excreção2
 
Anatomia_SU_SI_Priscilla.pdf
Anatomia_SU_SI_Priscilla.pdfAnatomia_SU_SI_Priscilla.pdf
Anatomia_SU_SI_Priscilla.pdf
 
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ AnatomiaAnatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
Anatomia_SU_SI_ Anatomia-Anatomia_SU_SI_ Anatomia
 
SISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologia
SISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologiaSISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologia
SISTEMA URINÁRIO.pptx anatomia e fisiologia
 
aula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologia
aula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologiaaula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologia
aula sobre sistema excretor, anatomia e fisiologia
 
Fisiologia renal modificado
Fisiologia renal modificadoFisiologia renal modificado
Fisiologia renal modificado
 

Último

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024azulassessoria9
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasdiegosouzalira10
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 

Último (20)

Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
ATIVIDADE 2 - GQ - COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL E NEGOCIAÇÃO - 52_2024
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoasInsegurança nunca mais tem afeta pessoas
Insegurança nunca mais tem afeta pessoas
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 

Sistema excretor novo

  • 1. Sistema excretor Designa-se como sistema excretor qualquer conjunto de órgãos que eliminem o que o corpo não necessita, num organismo, é responsável pela filtragem do sangue, regulação do teor de água e sais minerais e eliminação de resíduos nitrogenados formados durante o metabolismo celular.
  • 2. • No ser humano podemos considerar como sistemas excretores o sistema urinário (onde é produzida a urina) e a pele (que produz suor através das glândulas sudoríparas). O sistema respiratório, ao eliminar dióxido de carbono, que é um dos principais resíduos da respiração celular, é por vezes, também incluído neste grupo por alguns autores (ainda que, na verdade, não seja responsável pela produção de uma "excreção" no sentido próprio da palavra). Eliminar as substâncias que estão em excesso, para manter o equilíbrio, chamado de equilíbrio dinâmico, que é fundamental para o bom funcionamento da célula com o meio. Homeostase.
  • 3. Função Eliminar as substâncias que estão em excesso, chamado de equilíbrio dinâmico, que é fundamental para o bom funcionamento da célula com o meio.
  • 4. Conceitos básicos - Diálise do sangue: do sangue pelo rim; - Diurese: Processo de formação da urina; - Micção: Ato de urinar; - Substância diurética: Aumenta a formação da urina; - Cálculo Renal: Pedras nos rins ou Ureter, causada pela má alimentação e a falta de água. Trata- se com medicamentos ou ultrassom. - Infecção urinária (cistite): Ardência na micção. Lesões na uretra.
  • 5. Componentes do sistema urinário humano • Néfron - Unidade funcional dos rins; • - Etapas da atividade renal em cada néfron: • O filtrado glomerular passa para o túbulo contorcido proximal, ocorrendo transporte ativo de sódio de volta para o sangue. Processo este estimulado pelo hormônio chamado aldosterona (das suprarrenais). • Na alça de Henle, há reabsorção de água, e a urina primária torna-se mais concentrada. Este é o local de maior reabsorção de água. • No túbulo contorcido distal volta a acontecer o transporte ativo, com reabsorção de glicose e aminoácidos. Mas neste local também há reabsorção passiva de água, estimulada pelo ADH (hormônio antidiurético). • O líquido que chega nos tubos coletores já não contém mais aminoácidos, glicose ou vitaminas, o seu teor de água é relativamente pequeno, e ele já pode ser considerado urina.
  • 6.
  • 7. • Substâncias reabsorvidas: água, glicose, eletrólitos, aminoácidos, vitaminas; - Substâncias excretadas: água, ureia, ácido úrico, amônia, creatinina, Resíduos metabólicos; Controle Hormonal da Diurese: ADH - Hormônio Anti-Diurético; - produzida pelo hipotálamo e libertada pela Hipófise (glândula do cérebro que produz e armazena hormônios); - Atua no néfron aumentando a reabsorção, e portanto diminuindo a diurese. • Obs.: O álcool inibe a produção de ADH, aumentando assim a diurese. • Diabetes insípida : - Diminui a produção do ADH; - Poliúrica; - Desidratação intensa; - Sede excessiva;
  • 8. • A amônia ou gás amônia, também chamado de amoníaco em solução aquosa, é um composto químico constituído por um átomo de nitrogênio (N) e três átomos de hidrogénio (H). Estes átomos distribuem-se numa geometria molecular piramidal e a fórmula química do composto é NH3. • A Ureia é um composto orgânico cristalino, incolor, de fórmula (NH2)2CO, com um ponto de fusão de 132,7 °C. • Tóxica, a ureia forma-se principalmente no fígado, sendo filtrada pelos rins e eliminada na urina ou pelo suor, onde é encontrada abundantemente; constitui o principal produto terminal do metabolismo proteico no ser humano e nos demais mamíferos.
  • 9. • O ácido úrico é um composto orgânico de carbono, nitrogênio, oxigênio e hidrogênio. Sua fórmula química é C5H4N4O3. • O ácido úrico é encontrado na urina em pequenas quantidades (o produto de excreção principal é a uréia). Em alguns animais, como aves e répteis é o principal produto de eliminação, e é expulso com as fezes. O alto teor de nitrogênio no ácido úrico é a razão pelo qual o guano é tão valioso como fertilizante na agricultura.
  • 10. • No sangue humano, a concentração de ácido úrico entre 3,5 e 7,2 mg/dL é considerada normal pela Associação Médica Americana, podendo ser encontrado em níveis mais baixos nos vegetarianos. • A gota é uma denominação associada a níveis anormais de ácido úrico no organismo. A saturação de ácido úrico no sangue humano pode dar lugar a um tipo de cálculo renal quando o ácido cristaliza nos rins. Uma considerável percentagem de enfermos com gota chegam a ter cálculos renais do tipo úrico.
  • 11. Cálculos Renais ( Pedras nos rins)
  • 12.
  • 13. cálculo coraliforme - chifre de veado
  • 14. Hemodiálise • A hemodiálise é um processo no qual uma máquina limpa e filtra o sangue, fazendo o trabalho que um rim doente não consegue fazer.
  • 15. • Os rins são os órgãos responsáveis pela filtragem do nosso sangue, que reabsorve várias substâncias úteis ao nosso organismo. Eles são os únicos órgãos do corpo humano que podem ser substituídos por uma máquina, embora essa substituição não seja perfeita. • Através da hemodiálise, pessoas que possuem suas funções renais prejudicadas têm a oportunidade de manter uma vida próxima do normal, podendo praticar atividades físicas, trabalhar, viajar, etc.