Apresentação 1 jornada de negócios inclusivos

1.906 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.906
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
894
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação 1 jornada de negócios inclusivos

  1. 1. COOPERATIVISMOCooperativismo, capacitação, formação profissional, autogestão e odesenvolvimento social nas cooperativas Brasília, 18 de junho de 2011 /00
  2. 2. 2 /00
  3. 3. Cooperativismo:“União disciplinada de forças para o bem comum” 3 /00
  4. 4. COOPERATIVISMO É um movimento internacional queobjetiva a libertação do homem do seuindividualismo por meio da cooperação entre aspessoas. Em sua essência, portanto, oCooperativismo busca a constituição de umasociedade justa, livre e fraterna, por meio daorganização social e econômica da comunidadeem bases democráticas, para atender asnecessidades reais, remunerando adequadamenteo trabalho de cada um dos seus cooperados. 4 /00
  5. 5. COOPERATIVISMO NO MUNDO Inglaterra - Manchester - Bairro de Rochdale; 21 de dezembro de 1844; 28 tecelões; Sociedade dos Probos Pioneiros de Rochdale. /00
  6. 6. /00
  7. 7. ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DO COOPERATIVISMO Aliança Cooperativa Internacional – ACI (1895 - Genebra – Suíça) Aliança Cooperativa das Américas – ACI Américas (São José – Costa Rica) OCB SESCOOP (Brasília) (Brasília) OCDF SESCOOP/DF (Brasília) (Brasília) /00
  8. 8. VALORES DO COOPERATIVISMO• Ajuda mútua e responsabilidade• Democracia• Igualdade A crença nos• Eqüidade valores desperta a responsabilidade social e a• Solidariedade preocupação pelo semelhante• Éticos /00
  9. 9. PRINCÍPIOS DO COOPERATIVISMO• Adesão voluntária e livre• Gestão democrática pelos membros• Participação econômica dos membros• Autonomia e independência• Educação, formação e informação• Intercooperação• Interesse pela comunidade Os princípios são as linhas orientadoras por meio das quais as cooperativas levam os seus valores à prática 9 /00
  10. 10. COOPERATIVAOrganização de pelo menos vintepessoas físicas unidas pela cooperaçãoe ajuda mútua, com objetivoseconômicos e sociais comuns, cujo osaspectos legais e doutrinários sãodistintos de outras empresas. 10 /00
  11. 11. CARACTERÍSTICAS DASSOCIEDADES COOPERATIVASVariabilidade e limitação de capital social;Singularidade de voto;Quorum para deliberação baseado no nº de associados;Retorno proporcional das sobras líquidas do exercício;Neutralidade política e indiscriminação religiosa, racial e social;Prestação de assistência aos associados. 11 /00
  12. 12. RELAÇÃO COOPERATIVA X COOPERADO DONO COOPERADO COOPERATIVA USUÁRIO 12 /00
  13. 13. DIREITOS DOS COOPERADOSVotar e ser votado;Participar de todas as operações da cooperativa;Receber o retorno das sobras apuradas no fim do ano;Examinar livros e documentos;Participar e convocar assembléia, quando necessário;Pedir esclarecimentos aos conselhos de Administração e Fiscal;Opinar e defender suas idéias;Propor ao C. de Administração, ou à Assembléia Geral, medidas de interesse da Cooperativa. 13 /00
  14. 14. DEVERES DOS COOPERADOSOperar com a Cooperativa;Participar das Assembléias Gerais;Integralizar suas Quotas-partes;Aumentar seu capital na Cooperativa;Acatar as decisões da maioria;Votar nas eleições da cooperativa;Zelar pelo patrimônio da cooperativa;Cumprir o estatuto e o regimento interno. 14 /00
  15. 15. ORGANOGRAMA HIERÁRQUICO (DIRETORIA) ASSEMBLÉIA GERAL CONSELHO FISCAL DIRETORIA 15 /00
  16. 16. DAS ASSEMBLEIAS GERAISAssembleia Geral Ordinária compete: Prestação de contas dos órgãos de administração; Destinação das sobras apuradas ou rateio das perdas; Eleição dos componentes dos órgãos de administração; Fixação de honoráriosAssembleia Geral Extraordinária compete: Deliberar sobre qualquer assunto; Reforma do Estatuto Mudança do objeto da sociedade; Fusão e incorporação ou desmembramento; 16 /00
  17. 17. DOS ÓRGÃOS DE ADMINISTRAÇÃOConselho de Administração ou Diretoria – Composto exclusivamente de associados; – Mandato nunca superior a 4 anos; – Renovação obrigatória de no mínimo 1/3; – Não podem compor a mesma diretoria ou conselho, parentes entre si até o 2 grau; – Remuneração; – Competência;Conselho Fiscal – Composto de 3 membros efetivos e 3 suplentes; – Eleição anual, para renovação de 1/3 dos componentes. 17 /00
  18. 18. 4 PILARES BÁSICOS PARA O SUCESSO DAS COOPERATIVASNECESSIDADE VIABILIDADE LIDERANÇA ECONÔMICA EDUCAÇÃO A cooperativa deveÉ fundamental que ser economicamente viável e competitiva Fazer acontecer todos tenham a percepção da de forma a Educação para a necessidade de viabilizar as cooperação, constituir a atividades de capacitação e cooperativa seus cooperados treinamento /00
  19. 19. Necessidade Propósito COOPERATIVA Cooperativa Um por todos, todos por um Viabilidade Educação Econômico- Financeiro Liderança /00
  20. 20. CONSTITUIÇÃO DE UMA COOPERATIVA Lei 5.764 de 1971; Atos constitutivos: Reunir grupo de mínimo 20 pessoas com interessescomuns; Convocação da Assembleia Geral de Constituição; Aprovação do Estatuto; Eleição da primeira Diretoria e Conselho Fiscal; Registros Obrigatórios: JCDF e OCDF. 20 /00
  21. 21. COOPERATIVA, ELO ENTRE O HOMEM E O TRABALHO EU TODOS FAMÍLIA TODOS GERAMDEMANDAS TRABALHO EXIGEM RESPOSTAS COOPERATIVA MERCADO /00
  22. 22. IGREJA PREFEITURA SINDICATOESCOLA COOPERATIVAHOSPITAL CLUBE PARTIDO POLÍTICO /00
  23. 23. Associação Cooperativa Empresa MercantilUnião de pessoas que se União de pessoas que se organizam para Sociedade empresária. É,organizam para fins não exercer atividade econômica ou adquirir bens. geralmente, uma sociedade deeconômicos. Caracterizada como sociedade simples, é capital. regida pela Lei 5.764/71.Não tem fins lucrativos e Objetivo principal é a prestação de serviços Objetiva a maximização doseconômicos aos cooperados. O lucro não é finalidade, mas lucros para os sócios. pode ser conseqüência da realização de uma atividade econômica.Número ilimitado de Número ilimitado de associados, salvo Número ilimitado ou não deassociados impossibilidade técnica de prestação de acionistas. serviços. No entanto, deve ser constituída pelo número mínimo de 20 pessoas físicas.Cada pessoa tem direito Controle democrático: cada pessoa tem direito Voto proporcional ao capitala um voto, desde que a um voto, independente do capital por ela investido e/ou ao número deesteja em pleno gozo dos investido, desde que esteja em pleno gozo dos ações. Quanto mais ações, maisseus direitos sociais seus direitos sociais. participação na votação. 23 /00
  24. 24. Associação Cooperativa Empresa MercantilAssembléias: quorum é Assembléias Gerais: quorum é baseado no Quando há Assembléias, obaseado no número de número de cooperados. quorum é proporcional aoassociados. capital dos sócios.Não tem ações ou A cooperativa é estruturada por uma capital Transferência das ações equotas de capital, mas social e mantida por uma taxa de quotas a terceirosdevem haver fontes de administração. Não é permitida arecursos para a sua transferência das quotas-partes deste capital amanutenção. terceiros, estranhos à sociedade.Não gera excedente. Retorno dos excedentes proporcional ao Lucro proporcional ao capital volume das operações. investido pelo sócio.Representa e defende os Presta serviço aos cooperados, para que eles Presta serviços à sociedade.interesses dos trabalhem e produzam para a sociedade ou Comércio de qualquer naturezaassociados adquiram bens.Os associados devem ter A cooperativa deve assegurar o direito de Tem mais direitos quem tiverdireitos iguais, mas o igualdade de todos os cooperados, sejam eles majoração de capital.estatuto poderá instituir fundadores ou não, membros dos órgãos Geralmente, estas questõescategorias com eletivos ou não. Ou seja, filosófica e estão definidas no atovantagens especiais. legalmente, TODOS são donos da constitutivo. cooperativa. 24 /00
  25. 25. Profissionalização Formação de da Gestão Redes Intercooperativas TENDÊNCIAS DO COOPERATIVISMO Responsabilidade Educação Social Cooperativista /00
  26. 26. O cooperativismo hoje26 Estados da Federação 01 Distrito Federal Municípios: 1.407Exportações: US$ 4,417 Bilhões6.652 cooperativas9.016.527 associados298.182 empregados 26 /00
  27. 27. Sistema cooperativista  Distribuição de cooperativas por ramos Saúde - 13,0% Transporte - 15,0% Consumo - 2,0% Educacional - 5,0% Mineral - 1,0% Habitacional - 4,0% Infraestrutura - 2,0% Turismo e Lazer - 0,5%Trabalho - 15,0% Especial - 0,2% Produção - 4,0% Crédito - 16,0% Agropecuário - 23,0% 27 /00
  28. 28. Sistema OCB - Composição 28 /00
  29. 29. Evolução do número de empregados 350Milhares 274 298 300 251 255 250 218 195 200 182 200 167 169 175 171 151 150 120 117 116 111 100 50 - 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 29 /00
  30. 30. ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO HUMANO - IDH  O IDH leva em consideração os indicadores de educação, longevidade e renda. Os valores médios do IDH para os municípios com a presença de cooperativas são maiores do que aqueles que não têm cooperativas. 30 /00
  31. 31. IDH e municípios com sede de cooperativas 31 /00
  32. 32. É preciso repensar nossas atitudes e ações em nível individual e organizacional /00
  33. 33. OBRIGADO PELA ATENÇÃO Roberto MaraziPresidente do Sistema OCDF-Sescoop/DF marazi@ocdf.org.br (61) 3345-3036 33 /00

×