SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
EMPRESAS DE PARTICIPAÇÃO/ONGS EMPREENDEDORISMO Loanda-Pr 2010
EMPRESAS DE PARTICIPAÇÃO A empresa de participação segue o conceito de associativismo, visto que nasce a partir da mobilização de pessoas unidas voluntariamente, para satisfazer aspirações e necessidades econômicas, através da reunião de recursos individuais em um capital maior, visando criar uma empresa holding (empresa mãe) que vai investir em oportunidades, voltada à produção de bens e serviços, estimulando o surgimento de micro e pequenas empresas.
  Empresa de Participação é um modelo de investimento em negócios que reúne centenas de pequenos investidores de uma comunidade ou setor empresarial, que aplicam seus recursos, através de uma empresa holding (empresa mãe), na criação de novos negócios ou na capitalização dos já existentes. As EP's têm identidade própria definidas pelas seguintes características:  PARA QUE SERVEM?   Para a criação de novos negócios e também como fonte de recursos financeiros e técnicos para as pequenas empresas, sob forma de capital de risco.  O QUE SÃO ?
Atuam nos setores industrial, comercial, serviços e agropecuário.  QUEM PARTICIPA?   Pessoas jurídicas e físicas das mais variadas profissões, tais como: empresários, técnicos, professores, estudantes, etc.    Um Conselho de Administração e uma Diretoria Executiva indicados e eleitos pela Assembléia Geral.  EM QUE SETORES ATUAM? QUEM ADMINISTRA?
PRINCIPAIS OBJETIVOS     - Despertar a comunidade para um projeto auto-sustentável de desenvolvimento empresarial.     - Criar novas empresas e gerar empregos.  - Deter a fuga de capital da comunidade para fora, inibindo os residentes a aplicarem em investimento sem retorno. Dar oportunidade de investimento seguro a pequenos poupadores.  - Coordenar a gestão das empresas afiliadas, visando a lucratividade de cada uma e  do grupo como um todo.  - Implantar com o capital intelectual da comunidade, modelo de gestão profissional empresarial, que poderá ser utilizado por outros empresários locais.
As ONG’s (Organizações não governamentais) são organizações formadas pela sociedade civil sem fins lucrativos e que tem como missão a resolução de algum problema da sociedade, seja ele econômico, racial, ambiental, e/ou ainda a reivindicação de direitos e melhorias e fiscalização do poder público. São formadas por grupos de pessoas que por sua vez formam oficinas-vivências que oferecem reflexões diante das funções de trabalho e do viver cotidiano.  As empresas de capacitação instigam a aquisição e descobertas de habilidades e capacidades de ações para o mundo em que vive, como recursos operacionais conscientes, que a pessoa pode utilizar no desempenho a ela designado.  ONG’s
A capacitação e a formação como tarefas organizacionais consistem na criação de espaço onde se exercitam habilidades que se desejam desenvolver, ao mesmo tempo em que possibilitam a consciência das ações diante das reflexões.  Também chamado “terceiro setor”, embora essa definição não seja muito clara, as organizações sem fins lucrativos são particulares ou públicas, desde que não tenham como principal objetivo a geração de lucros e, que se houver geração de lucros, estes sejam destinados para o fim a que se dedica a organização não podendo este ser repassado aos proprietários ou diretores da organização.
O objetivo das ONG's é fiscalizar as pessoas públicas, que estejam em cargos públicos e que, portanto, devem prestar contas de seus atos aos administrados. ONG's são importantes instrumentos de defesa do cidadão e pode se valer de todos os recursos legais para a consecução se suas finalidades. E a legislação, constitucional e infraconstitucional garante a gratuidade dos atos necessários ao exercício da cidadania.
VANTAGENS  A proximidade das populações, com trabalho a nível local, micro, mas simultaneamente passível de efeitos multiplicadores; a independência face aos poderes, com uma grande diversidade de fontes de recursos e “imunidade” face aos ciclos políticos eleitorais; DESVANTAGEM  O risco de esvaziamento do Estado de algumas das suas funções essenciais e de ocultar a necessidade de melhorar as condições de um bom governo, de forma a garantir resposta a algumas das necessidades básicas das populações; O risco de agravamento de conflitos dentro das sociedades pela disputa de recursos, na ausência de uma definição clara de complementaridades e da construção de uma agenda comum;
EXEMPLOS DE EMPRESAS DE PARTICIPAÇÃO/ONGS SEBRAE - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas,  A missão do SEBRAE  é  "incrementar a criação e o desenvolvimento das pequenas e micro empresas através de ações educativas, melhorando assim o seu resultado, estimulando o espírito empresarial e reforçando o seu papel socioeconômico" SENAR – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural  É missão do Senar desenvolver ações de Formação Profissional Rural (FPR) e atividades de Promoção Social (PS) voltadas às pessoas do meio rural, contribuindo para sua profissionalização, sua integração na sociedade, melhoria da qualidade de vida e para o pleno exercício da cidadania.
GREENPEACE  É uma organização global e independente que atua para defender o meio ambiente e promover a paz, inspirando as pessoas a mudarem atitudes e comportamentos. PÓLO EMPRESARIAL SPARTACO, EM COTIA – SP O pólo é administrado pela empresa de participação Espri - Empreendimentos, Serviços e Projetos Industrias S/A, EP criada em 1993, atualmente com cerca de 200 acionistas e mais de 3.000 associados.  O pólo conta hoje com seis empresas de diversos setores: confecção, produtos de limpeza biodegradáveis e embalagens plásticas, entre outros. Numa área de aproximadamente 52.000 metros quadrados, o pólo tem espaço disponível para mais quatro empresas.
Adm. Vanderlei Mores Twitter: MoraesVanderlei [email_address] http://admvanderlei.blogspot.com/ Loanda-Pr 2010

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1.mód 14 valorização e empreendedorismo rural
1.mód 14   valorização e empreendedorismo rural1.mód 14   valorização e empreendedorismo rural
1.mód 14 valorização e empreendedorismo rural
Pelo Siro
 
Empreendedorismo 1 e 2
Empreendedorismo 1 e 2Empreendedorismo 1 e 2
Empreendedorismo 1 e 2
siqueiralc
 

Mais procurados (20)

Gestão empreendedorismo
Gestão empreendedorismoGestão empreendedorismo
Gestão empreendedorismo
 
Empreendedorismo e o empreendedor
Empreendedorismo e o empreendedorEmpreendedorismo e o empreendedor
Empreendedorismo e o empreendedor
 
Empreendedorismo
Empreendedorismo Empreendedorismo
Empreendedorismo
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Aula 1 empreendedorismo - conceitos iniciais
Aula 1   empreendedorismo - conceitos iniciaisAula 1   empreendedorismo - conceitos iniciais
Aula 1 empreendedorismo - conceitos iniciais
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Empreendedorismo aula 01
Empreendedorismo   aula 01Empreendedorismo   aula 01
Empreendedorismo aula 01
 
Introdução empreendedorismo
Introdução empreendedorismoIntrodução empreendedorismo
Introdução empreendedorismo
 
1.mód 14 valorização e empreendedorismo rural
1.mód 14   valorização e empreendedorismo rural1.mód 14   valorização e empreendedorismo rural
1.mód 14 valorização e empreendedorismo rural
 
Slides aula 1 introdução ao empreendedorismo
Slides aula 1   introdução ao empreendedorismoSlides aula 1   introdução ao empreendedorismo
Slides aula 1 introdução ao empreendedorismo
 
História e conceito do empreendedorismo
História e conceito do empreendedorismoHistória e conceito do empreendedorismo
História e conceito do empreendedorismo
 
Empreendedorismo 1 e 2
Empreendedorismo 1 e 2Empreendedorismo 1 e 2
Empreendedorismo 1 e 2
 
Slide empreendedorismo
Slide empreendedorismoSlide empreendedorismo
Slide empreendedorismo
 
Aula Empreendedorismo
Aula EmpreendedorismoAula Empreendedorismo
Aula Empreendedorismo
 
Tipos de empreendedores
Tipos de empreendedoresTipos de empreendedores
Tipos de empreendedores
 
Empreendedorismo 01
Empreendedorismo 01Empreendedorismo 01
Empreendedorismo 01
 
Fundamentos de empreendedorismo eduardo faraco
Fundamentos de empreendedorismo   eduardo faracoFundamentos de empreendedorismo   eduardo faraco
Fundamentos de empreendedorismo eduardo faraco
 
Aula empreendedorismo
Aula empreendedorismoAula empreendedorismo
Aula empreendedorismo
 
Educação Empreendedora
Educação EmpreendedoraEducação Empreendedora
Educação Empreendedora
 

Destaque (9)

Empreendedorismo - FATEC 2006 - Tomas Sparano Martins
Empreendedorismo - FATEC 2006 - Tomas Sparano MartinsEmpreendedorismo - FATEC 2006 - Tomas Sparano Martins
Empreendedorismo - FATEC 2006 - Tomas Sparano Martins
 
Auros didatica principal
Auros didatica principalAuros didatica principal
Auros didatica principal
 
O Empreendedorismo
O EmpreendedorismoO Empreendedorismo
O Empreendedorismo
 
2 conceito de empreendedorismo e de empresa
2 conceito de empreendedorismo e de empresa2 conceito de empreendedorismo e de empresa
2 conceito de empreendedorismo e de empresa
 
empreendedorismo
empreendedorismoempreendedorismo
empreendedorismo
 
Apostila Empreendedorismo - Prof. Ivan Jacomassi Junior
Apostila Empreendedorismo - Prof. Ivan Jacomassi JuniorApostila Empreendedorismo - Prof. Ivan Jacomassi Junior
Apostila Empreendedorismo - Prof. Ivan Jacomassi Junior
 
Empreendedorismo corporativo aula 1 e 2 slides
Empreendedorismo corporativo   aula 1 e 2 slidesEmpreendedorismo corporativo   aula 1 e 2 slides
Empreendedorismo corporativo aula 1 e 2 slides
 
Aula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismoAula 01 empreendedorismo
Aula 01 empreendedorismo
 
EMPREENDEDORISMO
EMPREENDEDORISMOEMPREENDEDORISMO
EMPREENDEDORISMO
 

Semelhante a Empreendedorismo

fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação...
fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação...fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação...
fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação...
ABCR
 
Cartilha nocoes basicas_sobre_cooperativismo_sds
Cartilha nocoes basicas_sobre_cooperativismo_sdsCartilha nocoes basicas_sobre_cooperativismo_sds
Cartilha nocoes basicas_sobre_cooperativismo_sds
Claudio Inacio Schuck
 
Marta livro: os protagonistas nos processos de abertura de empresas ...
Marta livro: os protagonistas nos processos de abertura de empresas ...Marta livro: os protagonistas nos processos de abertura de empresas ...
Marta livro: os protagonistas nos processos de abertura de empresas ...
martaluciaschaedler
 

Semelhante a Empreendedorismo (20)

EMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVA
EMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVAEMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVA
EMPREENDEDORISMO, INOVACAO E ECONOMIA CRIATIVA
 
parte4-organizao-171014133358.pptx
parte4-organizao-171014133358.pptxparte4-organizao-171014133358.pptx
parte4-organizao-171014133358.pptx
 
Artemisia
ArtemisiaArtemisia
Artemisia
 
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
Da Experiência, Um Método - Manual de Sistematização de Jornada Integral para...
 
fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação...
fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação...fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação...
fabcr22_ppt palestrantes_Masterclass_ESG: O que isso tem a ver com a captação...
 
GESTÃO D INOVAÇÃO DE EMPRESAS E EMPREENDEDORISMO.ppt
GESTÃO D INOVAÇÃO DE EMPRESAS E EMPREENDEDORISMO.pptGESTÃO D INOVAÇÃO DE EMPRESAS E EMPREENDEDORISMO.ppt
GESTÃO D INOVAÇÃO DE EMPRESAS E EMPREENDEDORISMO.ppt
 
Cartilha nocoes basicas_sobre_cooperativismo_sds
Cartilha nocoes basicas_sobre_cooperativismo_sdsCartilha nocoes basicas_sobre_cooperativismo_sds
Cartilha nocoes basicas_sobre_cooperativismo_sds
 
Marta livro: os protagonistas nos processos de abertura de empresas ...
Marta livro: os protagonistas nos processos de abertura de empresas ...Marta livro: os protagonistas nos processos de abertura de empresas ...
Marta livro: os protagonistas nos processos de abertura de empresas ...
 
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
2012 10 SEWF PAnel Social Enterprise Strategies: National & municipal policie...
 
Social Enterprise Strategies: National & municipal policies & strategies for ...
Social Enterprise Strategies: National & municipal policies & strategies for ...Social Enterprise Strategies: National & municipal policies & strategies for ...
Social Enterprise Strategies: National & municipal policies & strategies for ...
 
Conferencia Empreendedorismo Social
Conferencia Empreendedorismo SocialConferencia Empreendedorismo Social
Conferencia Empreendedorismo Social
 
GLOSSÁRIO DO TERCEIRO SETOR
GLOSSÁRIO DO TERCEIRO SETOR GLOSSÁRIO DO TERCEIRO SETOR
GLOSSÁRIO DO TERCEIRO SETOR
 
GLOSSÁRIO DO TERCEIRO SETOR
GLOSSÁRIO  DO  TERCEIRO  SETOR GLOSSÁRIO  DO  TERCEIRO  SETOR
GLOSSÁRIO DO TERCEIRO SETOR
 
Negocios com impacto social
Negocios com impacto socialNegocios com impacto social
Negocios com impacto social
 
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TERCEIRO SETOR: FORTALECER AS ORGANIZAÇÕES PARA A S...
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TERCEIRO SETOR: FORTALECER AS ORGANIZAÇÕES PARA A S...POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TERCEIRO SETOR: FORTALECER AS ORGANIZAÇÕES PARA A S...
POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O TERCEIRO SETOR: FORTALECER AS ORGANIZAÇÕES PARA A S...
 
Diálogo natal curso planejamento e gestão de institutos e fundações mar-2014
Diálogo natal   curso planejamento e gestão de institutos e fundações mar-2014Diálogo natal   curso planejamento e gestão de institutos e fundações mar-2014
Diálogo natal curso planejamento e gestão de institutos e fundações mar-2014
 
Revista do Desenvolvimento Local – 3ª edição
Revista do Desenvolvimento Local – 3ª ediçãoRevista do Desenvolvimento Local – 3ª edição
Revista do Desenvolvimento Local – 3ª edição
 
Renata truzzi negocios sociais
Renata truzzi   negocios sociaisRenata truzzi   negocios sociais
Renata truzzi negocios sociais
 
Festival 2014 - Ampliando o impacto dos negócios sociais no Brasil
Festival 2014 - Ampliando o impacto dos negócios sociais no BrasilFestival 2014 - Ampliando o impacto dos negócios sociais no Brasil
Festival 2014 - Ampliando o impacto dos negócios sociais no Brasil
 
Mapa do Ecossistema de Inovação - Rio de Janeiro
Mapa do Ecossistema de Inovação - Rio de JaneiroMapa do Ecossistema de Inovação - Rio de Janeiro
Mapa do Ecossistema de Inovação - Rio de Janeiro
 

Último

Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Dirceu Resende
 

Último (6)

From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfFrom_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
 
Certificado - Data Analytics - CoderHouse.pdf
Certificado - Data Analytics - CoderHouse.pdfCertificado - Data Analytics - CoderHouse.pdf
Certificado - Data Analytics - CoderHouse.pdf
 
Apresentação Comercial VITAL DATA 2024.pdf
Apresentação Comercial VITAL DATA 2024.pdfApresentação Comercial VITAL DATA 2024.pdf
Apresentação Comercial VITAL DATA 2024.pdf
 
Concurso Caixa TI - Imersão Final - Rogério Araújo.pdf
Concurso Caixa TI - Imersão Final - Rogério Araújo.pdfConcurso Caixa TI - Imersão Final - Rogério Araújo.pdf
Concurso Caixa TI - Imersão Final - Rogério Araújo.pdf
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
 
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
 

Empreendedorismo

  • 1. EMPRESAS DE PARTICIPAÇÃO/ONGS EMPREENDEDORISMO Loanda-Pr 2010
  • 2. EMPRESAS DE PARTICIPAÇÃO A empresa de participação segue o conceito de associativismo, visto que nasce a partir da mobilização de pessoas unidas voluntariamente, para satisfazer aspirações e necessidades econômicas, através da reunião de recursos individuais em um capital maior, visando criar uma empresa holding (empresa mãe) que vai investir em oportunidades, voltada à produção de bens e serviços, estimulando o surgimento de micro e pequenas empresas.
  • 3.   Empresa de Participação é um modelo de investimento em negócios que reúne centenas de pequenos investidores de uma comunidade ou setor empresarial, que aplicam seus recursos, através de uma empresa holding (empresa mãe), na criação de novos negócios ou na capitalização dos já existentes. As EP's têm identidade própria definidas pelas seguintes características: PARA QUE SERVEM? Para a criação de novos negócios e também como fonte de recursos financeiros e técnicos para as pequenas empresas, sob forma de capital de risco. O QUE SÃO ?
  • 4. Atuam nos setores industrial, comercial, serviços e agropecuário. QUEM PARTICIPA? Pessoas jurídicas e físicas das mais variadas profissões, tais como: empresários, técnicos, professores, estudantes, etc.   Um Conselho de Administração e uma Diretoria Executiva indicados e eleitos pela Assembléia Geral. EM QUE SETORES ATUAM? QUEM ADMINISTRA?
  • 5. PRINCIPAIS OBJETIVOS   - Despertar a comunidade para um projeto auto-sustentável de desenvolvimento empresarial.   - Criar novas empresas e gerar empregos. - Deter a fuga de capital da comunidade para fora, inibindo os residentes a aplicarem em investimento sem retorno. Dar oportunidade de investimento seguro a pequenos poupadores. - Coordenar a gestão das empresas afiliadas, visando a lucratividade de cada uma e do grupo como um todo. - Implantar com o capital intelectual da comunidade, modelo de gestão profissional empresarial, que poderá ser utilizado por outros empresários locais.
  • 6. As ONG’s (Organizações não governamentais) são organizações formadas pela sociedade civil sem fins lucrativos e que tem como missão a resolução de algum problema da sociedade, seja ele econômico, racial, ambiental, e/ou ainda a reivindicação de direitos e melhorias e fiscalização do poder público. São formadas por grupos de pessoas que por sua vez formam oficinas-vivências que oferecem reflexões diante das funções de trabalho e do viver cotidiano. As empresas de capacitação instigam a aquisição e descobertas de habilidades e capacidades de ações para o mundo em que vive, como recursos operacionais conscientes, que a pessoa pode utilizar no desempenho a ela designado. ONG’s
  • 7. A capacitação e a formação como tarefas organizacionais consistem na criação de espaço onde se exercitam habilidades que se desejam desenvolver, ao mesmo tempo em que possibilitam a consciência das ações diante das reflexões. Também chamado “terceiro setor”, embora essa definição não seja muito clara, as organizações sem fins lucrativos são particulares ou públicas, desde que não tenham como principal objetivo a geração de lucros e, que se houver geração de lucros, estes sejam destinados para o fim a que se dedica a organização não podendo este ser repassado aos proprietários ou diretores da organização.
  • 8. O objetivo das ONG's é fiscalizar as pessoas públicas, que estejam em cargos públicos e que, portanto, devem prestar contas de seus atos aos administrados. ONG's são importantes instrumentos de defesa do cidadão e pode se valer de todos os recursos legais para a consecução se suas finalidades. E a legislação, constitucional e infraconstitucional garante a gratuidade dos atos necessários ao exercício da cidadania.
  • 9. VANTAGENS A proximidade das populações, com trabalho a nível local, micro, mas simultaneamente passível de efeitos multiplicadores; a independência face aos poderes, com uma grande diversidade de fontes de recursos e “imunidade” face aos ciclos políticos eleitorais; DESVANTAGEM O risco de esvaziamento do Estado de algumas das suas funções essenciais e de ocultar a necessidade de melhorar as condições de um bom governo, de forma a garantir resposta a algumas das necessidades básicas das populações; O risco de agravamento de conflitos dentro das sociedades pela disputa de recursos, na ausência de uma definição clara de complementaridades e da construção de uma agenda comum;
  • 10. EXEMPLOS DE EMPRESAS DE PARTICIPAÇÃO/ONGS SEBRAE - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, A missão do SEBRAE  é  "incrementar a criação e o desenvolvimento das pequenas e micro empresas através de ações educativas, melhorando assim o seu resultado, estimulando o espírito empresarial e reforçando o seu papel socioeconômico" SENAR – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural É missão do Senar desenvolver ações de Formação Profissional Rural (FPR) e atividades de Promoção Social (PS) voltadas às pessoas do meio rural, contribuindo para sua profissionalização, sua integração na sociedade, melhoria da qualidade de vida e para o pleno exercício da cidadania.
  • 11. GREENPEACE É uma organização global e independente que atua para defender o meio ambiente e promover a paz, inspirando as pessoas a mudarem atitudes e comportamentos. PÓLO EMPRESARIAL SPARTACO, EM COTIA – SP O pólo é administrado pela empresa de participação Espri - Empreendimentos, Serviços e Projetos Industrias S/A, EP criada em 1993, atualmente com cerca de 200 acionistas e mais de 3.000 associados. O pólo conta hoje com seis empresas de diversos setores: confecção, produtos de limpeza biodegradáveis e embalagens plásticas, entre outros. Numa área de aproximadamente 52.000 metros quadrados, o pólo tem espaço disponível para mais quatro empresas.
  • 12. Adm. Vanderlei Mores Twitter: MoraesVanderlei [email_address] http://admvanderlei.blogspot.com/ Loanda-Pr 2010