Agências tradicionais x digitais: uma batalha controversa – follow the money

2.409 visualizações

Publicada em

Palestra apresentada no Social Media Week São Paulo 2015

Uma disputa começa sempre que surge uma nova demanda no mercado, afinal existe realmente a necessidade de novos players, neste caso as agências digitais, para barganhar esses clientes ou é só criar uma nova área nas agências tradicionais para oferecer uma comunicação mais “integrada”? A proposta da palestra é confrontar o modelo de negócio dessas agências para entender, sobretudo, a proposta de valor que elas oferecem às marcas ávidas por impactar usuários e, por outro lado, identificar o modelo de rentabilidade que elas utilizam. A base da apresentação será a pesquisa do doutorado da palestrante, onde investiga-se se as agências digitais brasileiras possuem um modelo de negócio estruturado e quais são os componentes principais que determinam o sucesso neste segmento. Follow the money, é aí que mora a contraversão dessa batalha.

Publicada em: Negócios
1 comentário
17 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.409
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
977
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
17
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Agências tradicionais x digitais: uma batalha controversa – follow the money

  1. 1. AGÊNCIAS TRADICIONAIS X DIGITAIS: uma batalha controversa follow the money! vo
  2. 2. NA MENTE DO INICIANTE HÁ MAIS POSSIBILIDADES DO QUE NA MENTE DO EXPERT S h u n r y u S u z u k i seja! humilde!
  3. 3. SEMPRE OUVIMOS EM TODOS OS EVENTOS QUE O IDEAL É A INTEGRAÇÃOOn! Off!
  4. 4. QUE O CERTO É FOCAR NA EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO E NÃO NA PLATAFORMA
  5. 5. M A S , N A P R ÁT I C A É B E M D I F E R E N T E Parece simples!
  6. 6. COMO SERÁ QUE CLIENTES E AGÊNCIAS PODEM ALCANÇAR UM BOM RESULTADO?
  7. 7. JÁ SEI, VOU CONTRATAR UMA AGÊNCIA! full service!
  8. 8. VAMOS COM CALMA JOVEM, O QUE É UMA AGÊNCIA CRIATIVA INTEGRADA PRA VOCÊ?
  9. 9. H Á 3 F O R M A S D E C O N S E G U I R U M A C O M U N I C A Ç Ã O I N T E G R A D A : A G Ê N C I A P L A N E J A E E X E C U TA T U D O I N T E R N A M E N T E A G Ê N C I A P L A N E J A E E X E C U TA C O M A J U D A D E PA R C E I R O S A E Q U I P E D O C L I E N T E P L A N E J A A I N T E G R A Ç Ã O E E X E C U TA C O M F O R N E C E D O R E S E S P E C I A L I Z A D O S 1! 2! 3!
  10. 10. LIDANDO COM TODO UM ECOSSISTEMA AGÊNCIAS FORNECEDORES PARCEIROS MÍDIA MARCAS/CLIENTES CONSUMIDOR vo FULL ESPECIALIZADAS TRADICIONAL vo FREELAS PRODUTORAS PLATAFORMAS vo MÍDIAS SOCIAIS INFLUENCIADORES VEÍCULOS BUREAUS
  11. 11. TODOS ESTÃO PASSANDO POR MUDANÇAS SIGNIFICATIVAS EM SEU MODELO DE NEGÓCIO
  12. 12. Cliente! SAIU DO MODELO PRODUCT CENTER PARA CUSTOMER CENTER A L G U N S J Á E S T Ã O PA S S A N D O A O E X P E R I E N C E C E N T E R
  13. 13. Cliente! É INCENTIVADO A COMPRAR A MÍDIA DIRETAMENTE
  14. 14. GRANDE DISTRIBUIDORA DE CONTEÚDO, NÃO PRODUZ MAIS (quase) NADA Mídia !
  15. 15. NOVAS FERRAMENTAS DE MENSURAÇÃO DE RESULTADOS Mídia !
  16. 16. SEGMENTAÇÃO EVOLUIU DE DEMOGRÁFICA PARA COMPORTAMENTAL Mídia !
  17. 17. E M P O D E R A M E N T O M U D A N Ç A N O P R O C E S S O D E D E C I S Ã O D E C O M P R A F R A G M E N TA Ç Ã O D A A U D I Ê N C I A S E G U N D A T E L A | R E A L T I M E Consumidor!
  18. 18. ! agências?!! E as
  19. 19. A FESTA ACABOU, PERDERAM O PRINCIPAL CENTRO DE RENTABILIDADE comissão por agenciamento!
  20. 20. AGREGARAM PROFISSIONAIS DE DIVERSAS ÁREAS: C O M U N I C A Ç Ã O, P R O G R A M A D O R E S , E S TAT Í S T I C A , A R Q U I T E T O S D A I N F O R M A Ç Ã O, A N A L I S TA D E S I S T E M A , P E S Q U I S A D E M E R C A D O, E N G E N H E I R O S D E S O F T W A R E S .
  21. 21. INCORPORARAM PROCESSOS DA TECNOLOGIA
  22. 22. PRECISAM REINVENTAR SEU MODELO DE NEGÓCIO ! agências?!! As
  23. 23. É N E S S E M O M E N T O Q U E S U R G E O D I L E M A : O MERCADO PRECISA OU NÃO DE AGÊNCIAS COM FOCO NO DIGITAL?
  24. 24. DIGITAL É COMPORTAMENTO, TECNOLOGIA. não ! sim!
  25. 25. Quem pode fazer isso?! ( ) A GÊ NCI A TR A DICIO N A L ( ) A GÊ NCI A L F ULL S E RV ICE ( ) A GÊ NCI A DIGITA L E S PE CI A LIZ A DA
  26. 26. A PERGUNTA ERRADA. Quem?! Quanto?!$
  27. 27. follow the money, ! É AÍ QUE MORA A CONTRAVERSÃO DESSA BATALHA. 
  28. 28. O que?! Como?! A PERGUNTA CERTA SERIA
  29. 29. S E A A G Ê NC I A Q UIS E R AT I NG I R O C O NS UM I D O R , E L A PRE CIS A RE S PIRA R O DIGITA L DO INÍCIO AO FIM DO JOB.
  30. 30. QUALQUER AGÊNCIA PODE FAZER ISSO?
  31. 31. SOMENTE AQUELAS AGÊNCIAS QUE TEM UMA GESTÃO ABERTA PARA A INOVAÇÃO. AGREGANDO MUDANÇA NAS ÁREAS, NOS PROCESSOS, NA PROPOSTA DE VALOR E NAS FONTES DE RECEITAS. não !
  32. 32. O CONCEITO TEM QUE SER MULTIPLATAFORMA E NÃO ADAPTAR 'as peças' PARA O DIGITAL.
  33. 33. ENTÃO É SÓ EU COLOCAR UMA ÁREA DE DIGITAL NA MINHA AGÊNCIA E ESTÁ TUDO RESOLVIDO?
  34. 34. É PRECISO REPENSAR O MODELO DE NEGÓCIO
  35. 35. O QUE FAZ UM CLIENTE CONTRATAR A SUA AGÊNCIA E NÃO OUTRA? Proposta de valor!
  36. 36. POR MUITO TEMPO ACREDITOU-SE QUE ERA POR CONTA DA TÃO PREMIADA CRIATIVIDADE.
  37. 37. { 58% dos participantes responderam que é devido as entregas de resultados reais para o negócio deles, enquanto 50% disseram que é por causa da qualidade da entrega e do cumprimento dos prazos. Por acreditarem nisso, eles se dedicam mais verba dentro da estrutura de custos à contratação de profissionais qualificados.
  38. 38. VOCÊ ESTÁ FAZENDO SUA PARTE OU ESTÁ PENSANDO EM LIKES E SHARES?
  39. 39. QUAIS SÃO OS RECURSOS NECESSÁRIOS PARA ENTREGAR ESSES RESULTADOS?
  40. 40. Como os fluxos de trabalho aparecerem em segunda colocação entre os recursos mais relevantes para o negócio de uma agência criativa que oferece serviços digitais, é importante observar que 39% delas se dividem por área, 24% por equipe de projeto e 17% por departamento. Esses dados dão indícios de uma tendência que está sendo especulada pelo mercado da distribuição operacional por equipe do projeto, uma herança do negócio de TI (Tecnologia da Informação), onde maior parte das agências com maior tempo de mercado nasceram.
  41. 41. QUE TIPO DE PARCERIAS ESTRATÉGICAS É PRECISO TER?
  42. 42. •  89% dos participantes declararam que já terceirizou serviço com outros fornecedores. •  Os concorrentes também demonstraram ter um papel importante entre os parceiros-chave das agências digitais, 42% delas declararam já terem terceirizado serviços com algum concorrente direto ou indireto. •  Quando o assunto é realizar algum tipo de parceria - que envolve tanto subcontratação quanto participar de licitações e concorrências juntos – 66% afirmam que a agência que representa já selou acordos com algum concorrente.
  43. 43. Apesar de no Brasil frequentemente adquirir uma conotação negativa, o lobby, por definição, não está relacionado ao uso de meios ilícitos para o exercício de influência em contratações públicas ou privadas. 11% dos participantes afirmaram que suas agências já contrataram lobistas, 9% preferiu não responder, podendo representar ou falta de acesso à informação ou um certo receio de realizar essa afirmação.
  44. 44. QUAIS SÃO AS FONTES DE RECEITAS?
  45. 45. QUAL É A ESTRUTURA DE CUSTO?
  46. 46. A D I V I S Ã O E N T R E A G Ê N C I A S D I G I TA I S E A G Ê N C I A S T R A D I C I O N A I S N Ã O FA Z S E N T I D O Q U A N D O O O B J E T I V O É P R O P O R C I O N A R A M E L H O R experiência para o público. P O RTA N T O, A G Ê N C I A S C R I AT I VA S T E N D E M A O F E R E C E M U M A E S T R AT É G I A O N / O F F PA R A S E U S C L I E N T E S , E S TA B E L E C E N D O PA R C E R I A S PA R A A E X E C U Ç Ã O C O M P L E TA D O J O B .
  47. 47. “Sorte é o que acontece quando capacidade encontra-se com oportunidade.” ―Sêneca
  48. 48. #obrigada

×