Comunicação Integrada

3.432 visualizações

Publicada em

PPT de uma aula de comunicação integrada

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.432
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
42
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
168
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comunicação Integrada

  1. 1. Comunicação Integrada
  2. 2. WEB <ul><li>Demonstrações virtuais ; apresentação completa sobre a sua empresa, missão, visão, valores entre outras informações que achar necessário. Esta página faz parte do conjunto de páginas que denominamos &quot;institucionais&quot;, cujo o menu fica na horizontal neste site. Todas as páginas do menu horizontal são editáveis pelo Painel Brasil na Web. Você poderá colocar textos, imagens, criar tabelas, links, personalizar cores e toda a formatação em geral do texto sem precisar se preocupar com o design total da página. </li></ul><ul><li>E-commerce ; Prática de vendas on- line </li></ul><ul><li>Second Life ; que história é essa? </li></ul><ul><li>vivenciar uma outra vida/ É um metaverso. Ou seja, um </li></ul><ul><li>universo (virtual) dentro do nosso universo (real). </li></ul><ul><li>Um mundo digital on-line tridimensional, onde tudo é </li></ul><ul><li>criado pelos seus residentes. www.secondlifebrasil.com.br . Educação a Distância (EaD) </li></ul><ul><li>interação é natural: ao compartilharem suas experiências, os residentes criam novos grupos sociais, onde a distância geográfica do mundo real não tem o menor significado. </li></ul><ul><li>Games ; s Advergames, por exemplo, são jogos que as empresas utilizam para divulgar suas marcas ou produtos pela internet. </li></ul><ul><li>a comercialização desses produtos digitais. É um caminho de futuro para iniciantes e profissionais da área. </li></ul><ul><li>Concursos; </li></ul><ul><li>Comunidades; </li></ul><ul><li>Orkut ; Twitter, Facebook, Msn, Blogs, </li></ul>
  3. 3. WEB – Mkt Viral <ul><li>Viral Marketing. </li></ul><ul><li>O marketing viral é uma forma de obter retorno financeiro direto e, o que é melhor, quase de graça, pois este vírus é uma técnica que tenta explorar redes sociais preexistentes para produzir aumentos exponenciais em conhecimento da marca, como se fosse uma epidemia. Logo, é preciso ter um vírus de idéia que, na verdade, é uma idéia que se propaga no mundo da moda. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Estratégias de marketing viral </li></ul><ul><li>Para se obter sucesso em uma campanha, usando as técnicas de marketing viral, é importante entender quem é o público-alvo ou target primário. Na verdade, o target primário são aquelas pessoas formadoras de opiniões , pessoas que influenciam outras pessoas. As técnicas de marketing viral são muitas, e o conceito é amplo. Portanto, segue apenas algumas técnicas: </li></ul><ul><li>. E-mail Marketing; . Hotsite; e . Vídeos. </li></ul>
  5. 5. E-mail Marketing <ul><li>O primeiro passo para usar e-mail marketing ao propagar marketing viral é encontrar um segmento de clientes potenciais . Não é aceitável enviar e-mail em massa, ou seja, enviar e-mail para todos os clientes da empresa, pois isso pode ser taxado como SPAM e, também, é necessário que o cliente autorize o recebimento da comunicação (opt-in). </li></ul><ul><li>O e-mail marketing deve ser elegante, atraente, informativo, limpo e, sobretudo, deve emocionar o leitor. Não deve possuir textos longos e intermináveis; valorize as imagens, focando no objetivo principal do e-mail, lembrando-se que o cliente não pode ficar só na leitura do e-mail, o cliente deve repassar a mensagem para toda a sua “Colméia de amigos”. </li></ul>
  6. 6. HOTSITE <ul><li>Um hotsite é um ambiente para divulgação de um produto específico, ou seja, o hotsite deve ser focado </li></ul><ul><li>Faça um hotsite motivador , pois é neste momento que você vai ganhar a atenção. Ter um diferencial é a alma do negócio </li></ul><ul><li>VIDEO: Fazer marketing viral por meio de um vídeo é muito interessante e empolgante. </li></ul><ul><li>para propagar um “vírus” por meio de um vídeo na internet é importante, antes de qualquer coisa, definir o suspect , prospect e target . </li></ul>
  7. 7. Suspect – Prospect - Target <ul><li>Suspect são aquelas pessoas que não fazem parte do foco de sua campanha viral. Normalmente, são pessoas que sabem que existe este meio de comunicação (internet/vídeo), porém não se interessam por esta exposição. Logo, não queremos este público. </li></ul><ul><li>prospect são grupos sociais mais próximos de nossa realidade. Algumas vezes eles não possuem recursos para acessar os vídeos, sabem que existe,  gostariam de ver o vídeo, porém não se encontram fortemente influenciados para isto, muitas vezes por falta de recursos. </li></ul><ul><li>target . O público-alvo. Isto é; o que vai fazer o nosso vídeo se propagar pela internet. São pessoas que fazem parte de um grupo pequeno e segmentado e isso é importantíssimo. Identificar o target primário é o ponto principal para começar a pensar no desenvolvimento do vídeo. </li></ul>
  8. 8. Endomarketing <ul><li>Endomarketing na web </li></ul><ul><li>Há uma década, a Comunicação Digital surgia como ferramenta de Comunicação Interna. </li></ul><ul><li>As estratégias traçadas sempre exigiam investimento alto e, normalmente, as ações morriam na praia. </li></ul><ul><li>Com a mídia digital, o quadro mudou e o que antes era inviável tornou-se possível: tratar o público da forma como de fato ele é, ou seja, multifacetado. </li></ul><ul><li>OBS: quando a interatividade online surgiu como recurso quase milagroso para criar um real relacionamento com os públicos de uma empresa, tudo mudou. E hoje, passado o período de adaptação, o empregado, receptor da mensagem, muitas vezes faz o caminho de volta e questiona a mensagem, jogando-a no colo do emissor com um enorme sinal de interrogação em anexo. </li></ul><ul><li>Conjunto de ações  focadas no público interno e que tem como objetivo maior conscientizar funcionários e chefias para a importância do atendimento de excelência ao cliente. </li></ul>
  9. 9. Assessoria de imprensa <ul><li>Os assessores de comunicação vêm conquistando espaço como autônomos, empregados ou donos de seu próprio negócio. </li></ul><ul><li>O que é Assessoria de Imprensa </li></ul><ul><li>Serviço prestado a instituições públicas e privadas, que se concentra no envio freqüente de informações jornalísticas, dessas organizações, para os veículos de comunicação em geral. Esses veículos são os jornais diários; revistas semanais, revistas mensais, revistas especializadas, emissoras de rádio, agências de notícias, sites, portais de notícias e emissoras de tevê. </li></ul><ul><li>Um trabalho continuado de Assessoria de Imprensa permitirá à empresa criar um vínculo de confiança com os veículos de comunicação e sedimentar sua imagem de forma positiva na sociedade. </li></ul>
  10. 10. Assessoria de imprensa <ul><li>O que é Assessoria de Comunicação </li></ul><ul><li>A ampliação das atividades das Assessorias de Imprensa nos últimos anos levou o profissional jornalista a atuar em áreas estratégicas das empresas, tornando-se um gestor de comunicação. E isso privilegiou a integração de outros profissionais – relações públicas, propaganda e publicidade – numa equipe multifuncional e eficiente. </li></ul><ul><li>Ao jornalista têm-se aberto oportunidades de atuar como estrategista na elaboração de planos de comunicação mais abrangentes. Esses planos devem privilegiar uma comunicação eficiente não apenas junto à imprensa, mas posicionando as organizações de forma a estabelecer uma interlocução com ética e responsabilidade social, comprometida com os valores da sociedade junto aos seus mais diversos públicos. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>STAKEHOLDERS </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Stakeholder é qualquer pessoa ou organização que tenha interesse, ou seja afetado pelo projeto. </li></ul><ul><li>A palavra vem de: </li></ul><ul><li>Stake: interesse, participação, risco </li></ul><ul><li>Holder: aquele que possui </li></ul><ul><li>Os primeiros stakeholders que imaginamos em um projeto são o Gerente de Projeto, o Patrocinador do Projeto, a Equipe de Projeto e o Cliente. Entretanto, na prática podem existir muitos outros: </li></ul>
  13. 13. <ul><li>A comunidade </li></ul><ul><li>Outras áreas da empresa </li></ul><ul><li>Concorrentes </li></ul><ul><li>Fornecedores </li></ul><ul><li>Investidores e acionistas </li></ul><ul><li>Governo </li></ul><ul><li>As famílias da equipe de projeto </li></ul><ul><li>A partir da identificação dos stakeholders, deve-se preparar um plano de comunicação que garanta o fluxo da informação correta para cada um </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Antes de elaborar um PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO ou de MARKETING, é necessário traçar o perfil de cada um dos integrantes do grupo de influência ou seja STAKEHOLDER </li></ul><ul><li>(sexo, raça, posição social, idade, anseios, necessidades) </li></ul><ul><li>A comunicação será mais efetiva e eficiente ao SABER para QUEM esta sendo DIRECIONADA. </li></ul><ul><li>“ Conhecer detalhadamente os públicos-alvos para que se desenvolve a atividade social é fundamental para o SUCESSO . </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Estão incluídos nos stackeholders os funcionários, gestores, proprietários, fornecedores, clientes, credores, Estado (enquanto entidade fiscal e reguladora), sindicatos e diversas outras pessoas ou entidades que se relacionam com a empresa. </li></ul><ul><li>São várias as formas de classificar os diferentess stakeholders, embora a mais usual é a classificação em internos e externos. </li></ul>

×