SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 80
Olá, nós somos
PA U L O F L O R I A N O
E D AV I L I M A




neue.st
O título desta apresentação é
PENSANDO
A EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO
E M P R OJ E T O S P LO N E
O título desta apresentação não é
C O M O FA Z E R W E B S I T E S
E I N T R A N E T S P LO N E
MAIS BONITOS
Ta m b é m n ã o é
POR QUE VOCÊ DEVERIA
CONTRATAR UM ESPECIALISTA
EM EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO
E nem
COMO A EXPERIÊNCIA
D O U S U Á R I O VA I R E S O LV E R
TODOS OS SEUS PROBLEMAS
O nosso objetivo aqui é mostrar
COMO O JEITO DE PENSAR
D E U X P O D E A J U DA R
A R E D U Z I R A C O M P L E X I DA D E
D O S P R OJ E T O S E AT I N G I R
M E L H O R E S R E S U LT A D O S
Pra isso, você não pr ecisa, necessariamente,
SER UM PROFISSIONAL DE UX
OU TER UM PROFISSIONAL
DE UX EM SEU TIME
O mais importante aqui
NÃO É O CONJUNTO
D E H A B I L I DA D E S ,
MAS O JEITO DE PENSAR.
Qual o jeito de pensar de UX?
  E N T E N D E R A F U N D O A S N E C E S S I DA D E S
   DOS USUÁRIOS ANTES DE DESENHAR
   Q U A LQ U E R C O I S A

  R E S O LV E R P R O B L E M A S R E A I S

  T O M A R D E C I S Õ E S D E I M P L E M E N T A Ç Ã O
   L E VA N D O E M C O N T A O I M PA C T O
   NA EXPERIÊNCIA, E NÃO SÓ O CUSTO

  P R I O R I Z A R O P R O D U T O , N Ã O O P R O C E S S O
UX não é uma área, título profissional
o u e t a p a d e u m p r o j e t o.
T O D O S S Ã O R E S P O N S ÁV E I S
PELA EXPERIÊNCIA DE USO
DO PRODUTO
To d o s s ã o r e s p o n s á v e i s p e l a U X :
  S E M P R E Q U E U M D E S E N V O LV E D O R
   ESCREVE UMA LINHA DE CÓDIGO

  S E M P R E Q U E U M D E S I G N E R C R I A O U
   P E R S O N A L I Z A U M E L E M E N T O D E I N T E R FA C E

  S E M P R E Q U E U M E D I T O R P U B L I C A U M A PÁ G I N A
   OU UM DOCUMENTO

  S E M P R E Q U E U M G E S T O R D E F I N E O U A LT E R A
   UMA REGRA DE NEGÓCIO

  S E M P R E Q U E A C O N T E C E A L G O N O A M B I E N T E
   Q U E M U DA A S R E G R A S D O J O G O
USUÁRIOS         NEGÓCIO



              UX

CONTEÚDO                INTERFACE



           TECNOLOGIA
Pa r a q u e a U X p o s s a a j u d a r ,
É PRECISO QUEBRAR
ALGUNS MITOS
  U X C U S T A C A R O


  U X C O N S O M E M U I T O T E M P O


  L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E


  O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E
   PRECISAM


  C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  U X C U S T A C A R O
   Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o

  U X C O N S O M E M U I T O T E M P O


  L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E


  O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E
   PRECISAM


  C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  U X C U S T A C A R O
   Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o

  U X C O N S O M E M U I T O T E M P O
   Pode diminuir substancialmente o tempo dos projetos

  L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E


  O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E
   PRECISAM


  C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  U X C U S T A C A R O
   Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o

  U X C O N S O M E M U I T O T E M P O
   Pode diminuir substancialmente o tempo dos projetos

  L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E
   Fa z e r U X n ã o s i g n i f i c a e n t r e g a r c o i s a s b o n i t a s

  O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E
   PRECISAM


  C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  U X C U S T A C A R O
   Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o

  U X C O N S O M E M U I T O T E M P O
   Pode diminuir substancialmente o tempo dos projetos

  L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E
   Fa z e r U X n ã o s i g n i f i c a e n t r e g a r c o i s a s b o n i t a s

  O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E
   PRECISAM
   A UX não leva em conta apenas os usuários

  C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  U X C U S T A C A R O
   Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o

  U X C O N S O M E M U I T O T E M P O
   Pode diminuir substancialmente o tempo dos projetos

  L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E
   Fa z e r U X n ã o s i g n i f i c a e n t r e g a r c o i s a s b o n i t a s

  O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E
   PRECISAM
   A UX não leva em conta apenas os usuários

  C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
   Provavelmente você apenas acha que conhece
Quick and Dirty
MAIS IMPORTANTE
QUE O PROCESSO,
S Ã O O S R E S U LT A D O S
Na prática
C O M O A U X P O D E A J U DA R ?
Je i t o 1 / 7
AJUDANDO A ENTENDER
P R A VA L E R AS N E C E SS I DA D E S
DOS USUÁRIOS
E ALINHANDO- AS AOS
OBJE TIVOS DE NEGÓCIO
EM INTRANE TS
APROVE IT E QUE OS USUÁRIOS DO SEU PROD UTO
SENTAM A A LGUNS M E TROS DE VOCÊ.
ENTREVISTAS COM USUÁRIOS
PARA L EVAN TAR HIPÓ TESES E ENTENDER PR OBL EMAS,
FLUXOS D E USO E COMPORTAMENTO




 ENTREVISTAS DE 30-45 MINUTOS
 COM USUÁRIOS ATUAIS OU
 POTENCIAIS
GRUPOS DE FOCO
PARA VAL IDAR HIPÓTESES E ENTENDER IN TER AÇÕES
ENT RE PE SSO AS E PARTES DO MESMO FLUXO




 ENTREVISTAS DE 30-45 MINUTOS
 COM USUÁRIOS ATUAIS OU
 POTENCIAIS
OBSERVAÇÃO E TNOGRÁFICA
PARA MA PEAR A EXPE RIÊNCIA DAS PESSOAS EM UM
AMBIENTE R EAL DE UTILIZAÇÃO , LEVANTANDO
PROBLE MAS, MOT IVAÇÕ ES, F RU ST RAÇÕES , E TC.
ENTREVISTAS COM STAKEHOLDERS
PARA L EVAN TAR EXPE C TATIVAS, OBJE TIVOS
ORGANIZACIONAIS, PRIORIDADES E ENTENDER LIMITAÇÕ ES
TESTES DE USABILIDADE
PARA LE VA NTAR PRO BLEMAS E PER CEPÇÃO DE USO




 ENTREVISTAS DE 30-45 MINUTOS
 COM USUÁRIOS ATUAIS OU
 POTENCIAIS
INVENTÁRIO DE CONTEÚDO
PARA LE VA NTAR PAD RÕ ES E INS IGHTS DE VOCABULÁRIO E
ORGANI ZAÇÃO DAS INFO RM AÇÕ ES
ANÁLISE DE MÉ TRICAS
PARA MA PEAR COMPORTA MENT OS DE US O,
CON TEÚ DO S MAIS E MENO S ACESSA DOS
CONSOLIDE OS RESULTADOS
PARA IDENTIFICAR PAD RÕ ES E PR IOR IDADES
PERSONAS
HISTÓRIAS
CRIAM EMPATIA E A JUDAM A VENDER O CONCEIT O
INTERNA MENTE




          “O conteúdo sobre o produto X na
          intranet está desatualizado. Se der
          informações erradas ao cliente, levo
          bronca do chefe. Se ligar para o suporte
          sou penalizado. Simplesmente digo que
          nãoqoferecemos o ortal	
  Corpora0vo?	
  
           O	
   ue	
  é	
  um	
  P produto.”


                Depoimento de usuário em projeto de intranet
Necessidade / issue      Feature



Visualizar informações
                         Página do produto
do produto




Comparar preços          Comparador de preços




Ter apoio na decisão     Reviews, ratings, tour
de compra                do produto




Comprar produto          Carrinho de compras
Je i t o 2 / 7
AJUDANDO A PRIORIZAR
NECESSIDADES E FEATURES
WORKSHOP DE PRIORIZAÇÃO
DE NECESSI DADES, FE ATUR ES OU PR OPO STAS DE VALOR
Maturidade       Facilidade de   Relevância
              
                           organizacional   implementação   estratégica




Serviços online




Brochura online produtos




Páginas amarelas




Instant Messaging                                        
MOSTRANDO QUICK WINS E EVOLUÇÃO
DO PROJE TO


                                     Carrinho   Página do produto



                  2
             Comparador                     1

Relevância
                                     Reviews

                  3
             Tour virtual
                                            4
                                                      Rating




                            Facilidade
Je i t o 3 / 7
AJUDANDO A ESCOLHER
OS PRODUTOS MAIS
ADEQUADOS
Implementação




Treinamento                   Manutenção/
                              governança
Je i t o 4 / 7
A J U DA N D O A O R GA N I Z A R
AS COISAS
UMA COISA, MUITOS NOMES?
U M N O M E , VÁ R I A S C O I S AS
AVALIE VOCABULÁRIOS COMUNS
PARA EN CONTRAR PAD RÕES E INSIGHT S
DE CLASSI FICAÇÃO
TESTE A PROPOSTA
CARD SO RT INGS REM OT OS O U WO RKS HOPS ,
PARA VA LI DAR OU LE VA NTA R EST RU TU RAS
DE ORGA NIZAÇÃO E C LASS IFICAÇÃO




CARD SORTING
PALAVRAS-CHAVE
PODEM A POIAR O RELACIONA MENT O ENTR E CONTEÚDOS
RESTRIÇÕES DE CONTEÚDO
MINIMIZAM CONTEÚDOS NO LOCAL ERRADO
REGRAS DE CONTEÚDO
INFORMAM REGRAS DE NEGÓCIO AO SISTEMA
Je i t o 5 / 7
A J U DA N D O A P R OJ E TA R A
E X P E R I Ê N C I A D E N AV E GAÇ Ã O
PROTOTIPE
PARA MAT ERIALIZAR CO NCEITO S
E PENSAR COM MAIS D E TA LHE NAS INTER AÇÕES
PODE SER DE ALTA FIDELIDADE
PODE TER UMA APRESENTAÇÃO
MAIS DESCONTRAÍDA
MAS NA MAIORIA DAS VEZES UM
RABISCOFRAME FUNCIONA MUITO BEM
GERADOR DE PROTÓTIPOS COM CONTEÚDO
COLLEC TI VE .LO R EMI PSUM
ESTES MÉTODOS SÃO MEIOS
PA R A C O M U N I C A R C O N C E I T O S
POR QUE NÃO UMA COLAGEM ILUSTRANDO
OS COMPONENTES?
O I M P O RTA N T E É I D E N T I F I C A R
O QUE FUNCIONA DENTRO
D O C O N T E X T O D O P R OJ E T O
E DA E Q U I P E
Dica
S E VO C Ê I R Á VA L I DA R E S TA E TA PA
C O M E X E C U T I VO S , U M W I R E F R A M E
D E A LTA F I D E L I DA D E É O Q U E VA I
FUNCIONAR
U S E AC E L E R A D O R E S
(SEM MEDO)
NAVEGAÇÃO MULTIFACE TADA
EEA .FACE TEDNAVIGATION
LISTAGEM COM FILTROS
COLLEC TI VE .FLEXITOPIC
GLOSSÁRIO
PLONE.G LOSS ARY
MEGA MENU
COLLEC TI VE .COLLAGE .MEGAM ENU
PREVISÃO DO TEMPO
COLLEC TI VE .WEATHE R
Je i t o 6 / 7
A J U DA N D O A O BT E R F E E D B AC K
AO LONGO DO PROCESSO
TESTES COM PROTÓTIPO EM PAPEL
PARA OBTE R FEEDB AC K RÁ PIDA E CO NTINU AM ENTE
SOBRE A EVOLUÇÃO D O PROJE TO
TESTES A/B
TESTES REMOTOS
CLICKMAP
ZE T TWE RK.CLICKM AP
Te s t e , i n d e p e n d e n t e m e n t e d o m é t o d o
TESTAR COM 1 USUÁRIO
É 10 0 % M E L H O R
DO QUE TESTAR COM NENHUM
TESTANDO COM 5 USUÁRIOS
VOCÊ CONSEGUE LE VA NTA R 85% DO S PROBLEMAS




             Fonte: http://www.useit.com/alertbox/20000319.html
Je i t o 7 / 7
AJUDANDO O PRODUTO
A EVOLUIR
Por que não r edesenhar?
  R E D E S E N H O S S E T O R N A M P R OJ E T O S G R A N D E S ,
   C H E I O S D E Q U E S T Õ E S P O L Í T I C A S E D E VA I DA D E

  R E D E S E N H O S S E T O R N A M P R OJ E T O S C O M P L E XO S
   C O M D E C I S Õ E S T O M A DA S D E M A N E I R A
   D E S C E N T R A L I Z A DA , D I F Í C E I S D E A C O M PA N H A R

  GA S T A - S E M U I T O E E S P E R A - S E A P E R F E I Ç Ã O ,
   O QUE É IMPOSSÍVEL DE ATINGIR

  É I M P O S S Í V E L “ C O N G E L A R ” U M P R O D U T O
   DIGITAL




                   http://www.slideshare.net/lrosenfeld/redesign-must-die
Ao invés de r edesenhar, r efinar
  P R I O R I Z A R P R O B L E M A S E Q U E S T Õ E S
   Q U E T E N H A M M A I O R I M PA C T O

  A P R O V E I T A R Q U I C K - W I N S
   O U P R O B L E M A S FÁ C E I S D E R E S O LV E R

  L A N Ç A R P E Q U E N A S M E L H O R I A S ,
   T E S T Á - L A S E A DA P T Á - L A S




                   http://www.slideshare.net/lrosenfeld/redesign-must-die
Crie   Teste   Aprenda   Adapte
E OS VIZINHOS, O QUE ESTÃO FAZENDO?
O QUE P ODEMOS PENSA R/ FA ZER NESS E S ENTIDO?
Esta apresentação encontra-se em slideshare.net/neuestudio




Dúvidas?
PA U LO F LO R I A N O 
paulo@neuestudio.com.br
@prfloriano

DAVI LIMA
da vi@neuestudio.com.br / da vi@simplesconsultoria.com.br
@davilima6




neue.st

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Pensando a Experiência do Usuário em Projetos Plone - Plone Symposium South America

Inventta+ where innovation lives
Inventta+ where innovation livesInventta+ where innovation lives
Inventta+ where innovation lives
Inventta
 

Semelhante a Pensando a Experiência do Usuário em Projetos Plone - Plone Symposium South America (20)

Análise de viabilidade financeira em projetos de eficiência energética
Análise de viabilidade financeira em projetos de eficiência energéticaAnálise de viabilidade financeira em projetos de eficiência energética
Análise de viabilidade financeira em projetos de eficiência energética
 
Minicurso • Empreendedorismo em TI
Minicurso • Empreendedorismo em TIMinicurso • Empreendedorismo em TI
Minicurso • Empreendedorismo em TI
 
BIM hive
BIM hiveBIM hive
BIM hive
 
A Ideia e a Empresa | Indústria Criativa
A Ideia e a Empresa | Indústria CriativaA Ideia e a Empresa | Indústria Criativa
A Ideia e a Empresa | Indústria Criativa
 
Product Inception: aplicando Design Thinking em um framework Agile
Product Inception: aplicando Design Thinking em um framework AgileProduct Inception: aplicando Design Thinking em um framework Agile
Product Inception: aplicando Design Thinking em um framework Agile
 
Gabriel Ishida - Consultoria
Gabriel Ishida - ConsultoriaGabriel Ishida - Consultoria
Gabriel Ishida - Consultoria
 
Agências tradicionais x digitais: uma batalha controversa – follow the money
Agências tradicionais x digitais: uma batalha controversa – follow the moneyAgências tradicionais x digitais: uma batalha controversa – follow the money
Agências tradicionais x digitais: uma batalha controversa – follow the money
 
VTEX Training Day Alessandro Gil
VTEX Training Day   Alessandro GilVTEX Training Day   Alessandro Gil
VTEX Training Day Alessandro Gil
 
Transformação Digital
Transformação DigitalTransformação Digital
Transformação Digital
 
Viatys conseil présentation générale 2016
Viatys conseil présentation générale 2016Viatys conseil présentation générale 2016
Viatys conseil présentation générale 2016
 
A Percepção do Relações Públicas a Respeito de seu Papel na Era da Comunicaçã...
A Percepção do Relações Públicas a Respeito de seu Papel na Era da Comunicaçã...A Percepção do Relações Públicas a Respeito de seu Papel na Era da Comunicaçã...
A Percepção do Relações Públicas a Respeito de seu Papel na Era da Comunicaçã...
 
Pitch Pliq.pdf
Pitch Pliq.pdfPitch Pliq.pdf
Pitch Pliq.pdf
 
Pitch Pliq.pdf
Pitch Pliq.pdfPitch Pliq.pdf
Pitch Pliq.pdf
 
Inventta+ where innovation lives
Inventta+ where innovation livesInventta+ where innovation lives
Inventta+ where innovation lives
 
DESENVOLVEDORES, ONDE FOI QUE A TÉCNICA DEVOROU A ESSÊNCIA DO NOSSO TRABALHO?
DESENVOLVEDORES, ONDE FOI QUE A TÉCNICA DEVOROU A ESSÊNCIA DO NOSSO TRABALHO?DESENVOLVEDORES, ONDE FOI QUE A TÉCNICA DEVOROU A ESSÊNCIA DO NOSSO TRABALHO?
DESENVOLVEDORES, ONDE FOI QUE A TÉCNICA DEVOROU A ESSÊNCIA DO NOSSO TRABALHO?
 
AWS Startup Day Florianópolis
AWS Startup Day Florianópolis AWS Startup Day Florianópolis
AWS Startup Day Florianópolis
 
TDC SP 2019 Facilitando a Vida do PO e do Time com BDD
TDC SP 2019   Facilitando a Vida do PO e do Time com BDDTDC SP 2019   Facilitando a Vida do PO e do Time com BDD
TDC SP 2019 Facilitando a Vida do PO e do Time com BDD
 
TDC SP 2019 - Facilitando a Vida do PO e do Time com BDD
TDC SP 2019 - Facilitando a Vida do PO e do Time com BDDTDC SP 2019 - Facilitando a Vida do PO e do Time com BDD
TDC SP 2019 - Facilitando a Vida do PO e do Time com BDD
 
Criação / Desenvolvimento de Marca [Grupo Renda]
Criação / Desenvolvimento de Marca [Grupo Renda]Criação / Desenvolvimento de Marca [Grupo Renda]
Criação / Desenvolvimento de Marca [Grupo Renda]
 
Live 3 cafezinho o que as pessoas esperam das empresas
Live 3 cafezinho  o que as pessoas esperam das empresasLive 3 cafezinho  o que as pessoas esperam das empresas
Live 3 cafezinho o que as pessoas esperam das empresas
 

Mais de Neue Labs

Mais de Neue Labs (20)

Como lançar sua startup sem vender seu carro
Como lançar sua startup sem vender seu carro Como lançar sua startup sem vender seu carro
Como lançar sua startup sem vender seu carro
 
Números e contexto
Números e contextoNúmeros e contexto
Números e contexto
 
MeuPortifa - Erros e acertos do 1º ano de uma startup
MeuPortifa - Erros e acertos do 1º ano de uma startupMeuPortifa - Erros e acertos do 1º ano de uma startup
MeuPortifa - Erros e acertos do 1º ano de uma startup
 
Faça o que você ama: mitos e verdades
Faça o que você ama: mitos e verdadesFaça o que você ama: mitos e verdades
Faça o que você ama: mitos e verdades
 
Pare de construir e comece a aprender
Pare de construir e comece a aprender Pare de construir e comece a aprender
Pare de construir e comece a aprender
 
De funcionários a sócios - Como construir uma cultura de empreendedorismo
De funcionários a sócios - Como construir uma cultura de empreendedorismoDe funcionários a sócios - Como construir uma cultura de empreendedorismo
De funcionários a sócios - Como construir uma cultura de empreendedorismo
 
Growth hacking
Growth hackingGrowth hacking
Growth hacking
 
Busca por informacao
Busca por informacaoBusca por informacao
Busca por informacao
 
O SEO que o seu usuário não enxerga
O SEO que o seu usuário não enxergaO SEO que o seu usuário não enxerga
O SEO que o seu usuário não enxerga
 
Design e Estratégia
Design e EstratégiaDesign e Estratégia
Design e Estratégia
 
Gestão de Produtos em Startups
Gestão de Produtos em StartupsGestão de Produtos em Startups
Gestão de Produtos em Startups
 
UX e Fontes de Tráfego
UX e Fontes de TráfegoUX e Fontes de Tráfego
UX e Fontes de Tráfego
 
Lean UX - Tendências e Boas Práticas
Lean UX - Tendências e Boas PráticasLean UX - Tendências e Boas Práticas
Lean UX - Tendências e Boas Práticas
 
Lorem Ipsum - Conteúdo Estratégico Para a Web
Lorem Ipsum - Conteúdo Estratégico Para a WebLorem Ipsum - Conteúdo Estratégico Para a Web
Lorem Ipsum - Conteúdo Estratégico Para a Web
 
Tendências Socioculturais
Tendências SocioculturaisTendências Socioculturais
Tendências Socioculturais
 
Gestão de Produtos
Gestão de ProdutosGestão de Produtos
Gestão de Produtos
 
Landing Pages Matadoras - CPBR7
 Landing Pages Matadoras - CPBR7 Landing Pages Matadoras - CPBR7
Landing Pages Matadoras - CPBR7
 
Tipografia - Do passado até os dias atuais
Tipografia - Do passado até os dias atuaisTipografia - Do passado até os dias atuais
Tipografia - Do passado até os dias atuais
 
Storytelling & Startups
Storytelling & StartupsStorytelling & Startups
Storytelling & Startups
 
Teoria das Redes
Teoria das RedesTeoria das Redes
Teoria das Redes
 

Pensando a Experiência do Usuário em Projetos Plone - Plone Symposium South America

  • 1. Olá, nós somos PA U L O F L O R I A N O E D AV I L I M A neue.st
  • 2. O título desta apresentação é PENSANDO A EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO E M P R OJ E T O S P LO N E
  • 3. O título desta apresentação não é C O M O FA Z E R W E B S I T E S E I N T R A N E T S P LO N E MAIS BONITOS
  • 4. Ta m b é m n ã o é POR QUE VOCÊ DEVERIA CONTRATAR UM ESPECIALISTA EM EXPERIÊNCIA DO USUÁRIO
  • 5. E nem COMO A EXPERIÊNCIA D O U S U Á R I O VA I R E S O LV E R TODOS OS SEUS PROBLEMAS
  • 6. O nosso objetivo aqui é mostrar COMO O JEITO DE PENSAR D E U X P O D E A J U DA R A R E D U Z I R A C O M P L E X I DA D E D O S P R OJ E T O S E AT I N G I R M E L H O R E S R E S U LT A D O S
  • 7. Pra isso, você não pr ecisa, necessariamente, SER UM PROFISSIONAL DE UX OU TER UM PROFISSIONAL DE UX EM SEU TIME
  • 8. O mais importante aqui NÃO É O CONJUNTO D E H A B I L I DA D E S , MAS O JEITO DE PENSAR.
  • 9. Qual o jeito de pensar de UX?   E N T E N D E R A F U N D O A S N E C E S S I DA D E S DOS USUÁRIOS ANTES DE DESENHAR Q U A LQ U E R C O I S A   R E S O LV E R P R O B L E M A S R E A I S   T O M A R D E C I S Õ E S D E I M P L E M E N T A Ç Ã O L E VA N D O E M C O N T A O I M PA C T O NA EXPERIÊNCIA, E NÃO SÓ O CUSTO   P R I O R I Z A R O P R O D U T O , N Ã O O P R O C E S S O
  • 10. UX não é uma área, título profissional o u e t a p a d e u m p r o j e t o. T O D O S S Ã O R E S P O N S ÁV E I S PELA EXPERIÊNCIA DE USO DO PRODUTO
  • 11. To d o s s ã o r e s p o n s á v e i s p e l a U X :   S E M P R E Q U E U M D E S E N V O LV E D O R ESCREVE UMA LINHA DE CÓDIGO   S E M P R E Q U E U M D E S I G N E R C R I A O U P E R S O N A L I Z A U M E L E M E N T O D E I N T E R FA C E   S E M P R E Q U E U M E D I T O R P U B L I C A U M A PÁ G I N A OU UM DOCUMENTO   S E M P R E Q U E U M G E S T O R D E F I N E O U A LT E R A UMA REGRA DE NEGÓCIO   S E M P R E Q U E A C O N T E C E A L G O N O A M B I E N T E Q U E M U DA A S R E G R A S D O J O G O
  • 12. USUÁRIOS NEGÓCIO UX CONTEÚDO INTERFACE TECNOLOGIA
  • 13. Pa r a q u e a U X p o s s a a j u d a r , É PRECISO QUEBRAR ALGUNS MITOS
  • 14.   U X C U S T A C A R O   U X C O N S O M E M U I T O T E M P O   L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E   O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E PRECISAM   C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  • 15.   U X C U S T A C A R O Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o   U X C O N S O M E M U I T O T E M P O   L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E   O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E PRECISAM   C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  • 16.   U X C U S T A C A R O Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o   U X C O N S O M E M U I T O T E M P O Pode diminuir substancialmente o tempo dos projetos   L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E   O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E PRECISAM   C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  • 17.   U X C U S T A C A R O Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o   U X C O N S O M E M U I T O T E M P O Pode diminuir substancialmente o tempo dos projetos   L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E Fa z e r U X n ã o s i g n i f i c a e n t r e g a r c o i s a s b o n i t a s   O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E PRECISAM   C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  • 18.   U X C U S T A C A R O Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o   U X C O N S O M E M U I T O T E M P O Pode diminuir substancialmente o tempo dos projetos   L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E Fa z e r U X n ã o s i g n i f i c a e n t r e g a r c o i s a s b o n i t a s   O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E PRECISAM A UX não leva em conta apenas os usuários   C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E
  • 19.   U X C U S T A C A R O Ta m b é m p o d e c u s t a r p o u c o   U X C O N S O M E M U I T O T E M P O Pode diminuir substancialmente o tempo dos projetos   L AY O U T / I N T E R F A C E N Ã O S Ã O P R I O R I D A D E Fa z e r U X n ã o s i g n i f i c a e n t r e g a r c o i s a s b o n i t a s   O S U S U Á R I O S N Ã O S A B E M D O Q U E PRECISAM A UX não leva em conta apenas os usuários   C O N H E C E M O S O S U S U Á R I O S O S U F I C I E N T E Provavelmente você apenas acha que conhece
  • 20.
  • 21. Quick and Dirty MAIS IMPORTANTE QUE O PROCESSO, S Ã O O S R E S U LT A D O S
  • 22. Na prática C O M O A U X P O D E A J U DA R ?
  • 23. Je i t o 1 / 7 AJUDANDO A ENTENDER P R A VA L E R AS N E C E SS I DA D E S DOS USUÁRIOS E ALINHANDO- AS AOS OBJE TIVOS DE NEGÓCIO
  • 24. EM INTRANE TS APROVE IT E QUE OS USUÁRIOS DO SEU PROD UTO SENTAM A A LGUNS M E TROS DE VOCÊ.
  • 25. ENTREVISTAS COM USUÁRIOS PARA L EVAN TAR HIPÓ TESES E ENTENDER PR OBL EMAS, FLUXOS D E USO E COMPORTAMENTO ENTREVISTAS DE 30-45 MINUTOS COM USUÁRIOS ATUAIS OU POTENCIAIS
  • 26. GRUPOS DE FOCO PARA VAL IDAR HIPÓTESES E ENTENDER IN TER AÇÕES ENT RE PE SSO AS E PARTES DO MESMO FLUXO ENTREVISTAS DE 30-45 MINUTOS COM USUÁRIOS ATUAIS OU POTENCIAIS
  • 27. OBSERVAÇÃO E TNOGRÁFICA PARA MA PEAR A EXPE RIÊNCIA DAS PESSOAS EM UM AMBIENTE R EAL DE UTILIZAÇÃO , LEVANTANDO PROBLE MAS, MOT IVAÇÕ ES, F RU ST RAÇÕES , E TC.
  • 28. ENTREVISTAS COM STAKEHOLDERS PARA L EVAN TAR EXPE C TATIVAS, OBJE TIVOS ORGANIZACIONAIS, PRIORIDADES E ENTENDER LIMITAÇÕ ES
  • 29. TESTES DE USABILIDADE PARA LE VA NTAR PRO BLEMAS E PER CEPÇÃO DE USO ENTREVISTAS DE 30-45 MINUTOS COM USUÁRIOS ATUAIS OU POTENCIAIS
  • 30. INVENTÁRIO DE CONTEÚDO PARA LE VA NTAR PAD RÕ ES E INS IGHTS DE VOCABULÁRIO E ORGANI ZAÇÃO DAS INFO RM AÇÕ ES
  • 31. ANÁLISE DE MÉ TRICAS PARA MA PEAR COMPORTA MENT OS DE US O, CON TEÚ DO S MAIS E MENO S ACESSA DOS
  • 32. CONSOLIDE OS RESULTADOS PARA IDENTIFICAR PAD RÕ ES E PR IOR IDADES
  • 33.
  • 35. HISTÓRIAS CRIAM EMPATIA E A JUDAM A VENDER O CONCEIT O INTERNA MENTE “O conteúdo sobre o produto X na intranet está desatualizado. Se der informações erradas ao cliente, levo bronca do chefe. Se ligar para o suporte sou penalizado. Simplesmente digo que nãoqoferecemos o ortal  Corpora0vo?   O   ue  é  um  P produto.” Depoimento de usuário em projeto de intranet
  • 36. Necessidade / issue Feature Visualizar informações Página do produto do produto Comparar preços Comparador de preços Ter apoio na decisão Reviews, ratings, tour de compra do produto Comprar produto Carrinho de compras
  • 37. Je i t o 2 / 7 AJUDANDO A PRIORIZAR NECESSIDADES E FEATURES
  • 38. WORKSHOP DE PRIORIZAÇÃO DE NECESSI DADES, FE ATUR ES OU PR OPO STAS DE VALOR
  • 39. Maturidade Facilidade de Relevância   organizacional implementação estratégica Serviços online Brochura online produtos Páginas amarelas Instant Messaging  
  • 40. MOSTRANDO QUICK WINS E EVOLUÇÃO DO PROJE TO Carrinho Página do produto 2 Comparador 1 Relevância Reviews 3 Tour virtual 4 Rating Facilidade
  • 41. Je i t o 3 / 7 AJUDANDO A ESCOLHER OS PRODUTOS MAIS ADEQUADOS
  • 42. Implementação Treinamento Manutenção/ governança
  • 43. Je i t o 4 / 7 A J U DA N D O A O R GA N I Z A R AS COISAS
  • 45. U M N O M E , VÁ R I A S C O I S AS
  • 46. AVALIE VOCABULÁRIOS COMUNS PARA EN CONTRAR PAD RÕES E INSIGHT S DE CLASSI FICAÇÃO
  • 47. TESTE A PROPOSTA CARD SO RT INGS REM OT OS O U WO RKS HOPS , PARA VA LI DAR OU LE VA NTA R EST RU TU RAS DE ORGA NIZAÇÃO E C LASS IFICAÇÃO CARD SORTING
  • 48. PALAVRAS-CHAVE PODEM A POIAR O RELACIONA MENT O ENTR E CONTEÚDOS
  • 49. RESTRIÇÕES DE CONTEÚDO MINIMIZAM CONTEÚDOS NO LOCAL ERRADO
  • 50. REGRAS DE CONTEÚDO INFORMAM REGRAS DE NEGÓCIO AO SISTEMA
  • 51. Je i t o 5 / 7 A J U DA N D O A P R OJ E TA R A E X P E R I Ê N C I A D E N AV E GAÇ Ã O
  • 52. PROTOTIPE PARA MAT ERIALIZAR CO NCEITO S E PENSAR COM MAIS D E TA LHE NAS INTER AÇÕES
  • 53. PODE SER DE ALTA FIDELIDADE
  • 54. PODE TER UMA APRESENTAÇÃO MAIS DESCONTRAÍDA
  • 55. MAS NA MAIORIA DAS VEZES UM RABISCOFRAME FUNCIONA MUITO BEM
  • 56. GERADOR DE PROTÓTIPOS COM CONTEÚDO COLLEC TI VE .LO R EMI PSUM
  • 57. ESTES MÉTODOS SÃO MEIOS PA R A C O M U N I C A R C O N C E I T O S
  • 58. POR QUE NÃO UMA COLAGEM ILUSTRANDO OS COMPONENTES?
  • 59. O I M P O RTA N T E É I D E N T I F I C A R O QUE FUNCIONA DENTRO D O C O N T E X T O D O P R OJ E T O E DA E Q U I P E
  • 60. Dica S E VO C Ê I R Á VA L I DA R E S TA E TA PA C O M E X E C U T I VO S , U M W I R E F R A M E D E A LTA F I D E L I DA D E É O Q U E VA I FUNCIONAR
  • 61. U S E AC E L E R A D O R E S (SEM MEDO)
  • 62. NAVEGAÇÃO MULTIFACE TADA EEA .FACE TEDNAVIGATION
  • 63. LISTAGEM COM FILTROS COLLEC TI VE .FLEXITOPIC
  • 65. MEGA MENU COLLEC TI VE .COLLAGE .MEGAM ENU
  • 66. PREVISÃO DO TEMPO COLLEC TI VE .WEATHE R
  • 67. Je i t o 6 / 7 A J U DA N D O A O BT E R F E E D B AC K AO LONGO DO PROCESSO
  • 68. TESTES COM PROTÓTIPO EM PAPEL PARA OBTE R FEEDB AC K RÁ PIDA E CO NTINU AM ENTE SOBRE A EVOLUÇÃO D O PROJE TO
  • 71. CLICKMAP ZE T TWE RK.CLICKM AP
  • 72. Te s t e , i n d e p e n d e n t e m e n t e d o m é t o d o TESTAR COM 1 USUÁRIO É 10 0 % M E L H O R DO QUE TESTAR COM NENHUM
  • 73. TESTANDO COM 5 USUÁRIOS VOCÊ CONSEGUE LE VA NTA R 85% DO S PROBLEMAS Fonte: http://www.useit.com/alertbox/20000319.html
  • 74. Je i t o 7 / 7 AJUDANDO O PRODUTO A EVOLUIR
  • 75.
  • 76. Por que não r edesenhar?   R E D E S E N H O S S E T O R N A M P R OJ E T O S G R A N D E S , C H E I O S D E Q U E S T Õ E S P O L Í T I C A S E D E VA I DA D E   R E D E S E N H O S S E T O R N A M P R OJ E T O S C O M P L E XO S C O M D E C I S Õ E S T O M A DA S D E M A N E I R A D E S C E N T R A L I Z A DA , D I F Í C E I S D E A C O M PA N H A R   GA S T A - S E M U I T O E E S P E R A - S E A P E R F E I Ç Ã O , O QUE É IMPOSSÍVEL DE ATINGIR   É I M P O S S Í V E L “ C O N G E L A R ” U M P R O D U T O DIGITAL http://www.slideshare.net/lrosenfeld/redesign-must-die
  • 77. Ao invés de r edesenhar, r efinar   P R I O R I Z A R P R O B L E M A S E Q U E S T Õ E S Q U E T E N H A M M A I O R I M PA C T O   A P R O V E I T A R Q U I C K - W I N S O U P R O B L E M A S FÁ C E I S D E R E S O LV E R   L A N Ç A R P E Q U E N A S M E L H O R I A S , T E S T Á - L A S E A DA P T Á - L A S http://www.slideshare.net/lrosenfeld/redesign-must-die
  • 78. Crie Teste Aprenda Adapte
  • 79. E OS VIZINHOS, O QUE ESTÃO FAZENDO? O QUE P ODEMOS PENSA R/ FA ZER NESS E S ENTIDO?
  • 80. Esta apresentação encontra-se em slideshare.net/neuestudio Dúvidas? PA U LO F LO R I A N O paulo@neuestudio.com.br @prfloriano DAVI LIMA da vi@neuestudio.com.br / da vi@simplesconsultoria.com.br @davilima6 neue.st