Antibióticos – soluções e problemas

7.316 visualizações

Publicada em

Antibióticos – soluções e problemas; aula preparatória para vestibulinhos, conteúdo de Ciências naturais.

Publicada em: Educação
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.316
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
462
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
93
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Antibióticos – soluções e problemas

  1. 1. Antibióticos: Soluções e problemas
  2. 2. Glossário• Agente etiológico: o que causa a doença.• Ectoparasita: Parasita que ataca externamente ohospedeiro.• Endoparasita: Parasita que ataca internamente ohospedeiro.• Epidemia: Denominação dada a doença contagiosaque atinge rapidamente um grande numero de pessoasnuma mesma época.• Hospedeiro: Animal ou planta que dá abrigo ounutre outro organismo, que pode ser causador dedoenças.• Infecção: ataque por organismos microscópico.
  3. 3. GlossárioInfestação: doença causada pela instalação ereprodução de organismo macroscópicoParasita: aquele que vive a custa do outro.Profilaxia: atitudes que previnem contra a instalação dequalquer doença.Transmissor: organismo que transmite o parasita entrediferentes hospedeiros.Pandemia: epidemia espalhada num país ou em váriaspartes do mundo
  4. 4. Antibióticos: Introdução
  5. 5. Sanatórios para tratamento datuberculose
  6. 6. Descoberta do Antibiótico
  7. 7. Produção de Fármacos
  8. 8. Antibióticos para todos e paratudo
  9. 9. Grandes quantidades de antibióticos foram despejadosno ambiente
  10. 10. Antibiótico? Antibiose?
  11. 11. DefiniçãoAntibiose ou AmensalismoRelação interespecífica desarmônica na qual uma dasespécies (inibidora) prejudica a outra espécie(amensal) sem com isso se beneficiar, por meio desubstancias que produz e libera, e que prejudicam ocrescimento e/ou a reprodução da outra espécie.
  12. 12. Relações ecológicas
  13. 13. Antibiose ou Amensalismo
  14. 14. Antibiose ou Amensalismo
  15. 15. Se a pessoa está com uma gripeviral, qual antibiótico ela devetomar?R: Nenhum
  16. 16. Bactérias
  17. 17. Bactérias
  18. 18. Bactérias são procariontesProcariontes: organismos unicelulares e microscópicos quenão possuem núcleo organizadoO tamanho das bactérias geralmente varia de 0,5 a 5 μmSó podem ser vistas com microscópioSem microscópio é possível ver as colôniasCARACTERISTICASA maior bactéria conhecida foidescoberto em 1999 e se chamaPérola de Enxofre de Namibia(Thiomargarita Namibiensis).Ela pode ser vista com olho nudevido a um diâmetro até 0,75mm.
  19. 19. Bactérias do bem
  20. 20. Importância Bacteriana• As bactérias também têm sua importância no meio ambiente, assim comoqualquer ser vivo.• - Decomposição: atuam na reciclagem da matéria, devolvendo aoambiente moléculas e elementos químicos reutilizáveis por outros seresvivos.• - Fermentação: algumas bactérias são utilizadas nas indústrias paraproduzir iogurte, queijo, etc (derivados do leite)• - Indústria farmacêutica: na fabricação de antibióticos e vitaminas• - Indústria química: na produção de alcoois, como metanol, etanol, etc;- Genética: com a alteração de seu DNA, pode-se fazer produtos deinteresse dos seres humanos, como insulina• - Fixação do Nitrogênio: retiram o nitrogênio do ar e o fixa no solo,servindo de alimentação para as plantas
  21. 21. Microbiota Natural
  22. 22. Bactéria
  23. 23. PlasmídeoPlasmídeos são moléculas de DNA extra cromossomais que podem serpassados de bactéria à bactéria, carregando consigo informações genéticas(e até mesmo novos genes). 
  24. 24. Forma das bactérias
  25. 25. Cultura de bactérias
  26. 26. Coloração de Gram
  27. 27. Bactérias vista ao microscópio
  28. 28. Bactérias patogênicas
  29. 29. Doenças humanas causadas porbactérias
  30. 30. Antibiótico ou Antimicrobiano?
  31. 31. Antibiótico ou Antimicrobiano?Antibiótico é uma substância produzida por fungos e bactérias que temo poder de combater microorganismos causadores de infecção noorganismo. Exemplo a Penicilina, que é sintetizada pelos fungos dogênero Penicillium e tem atividade bactericida.Hoje a indústria farmacêutica produz essas substâncias artificialmente,não podendo assim então serem denominados antibióticos ( por nãoserem sintetizadas por microorganismos).Por isso a essas novas substâncias foi atribuída o nome deAntimicrobiano.Atualmente a maioria dos medicamentos utilizados paradebelar infecções bacterianas são Antimicrobianos e nãoAntibióticos.
  32. 32. BACTERIOSTÁTICO XBACTERICIDAS Bacteriostático = inibem a reproduçãobacteriana sendo as mesmas destruídas pelonosso sistema de imunológico; Bactericidas – Matam as bactérias, masnão destroem as células mortas.
  33. 33. Espectro de açãoRefere-se à diversidade de organismos afetados pelo agente.Geralmente os antimicrobianos são de estreito ou de amploespectro.Atualmente, há uma procura pelos laboratórios para encontrarantimicrobianos de espectro restrito, que atuam especificamentesobre um ou um pequeno número de microrganismosHoje, os antibióticos comercializados enquadram-se nascategorias de pequeno e amplo espectro de ação.
  34. 34. Seleção do antibiótico adequadoAntibiograma
  35. 35. Resistência bacteriana
  36. 36. PROBLEMAS COM O USO DEANTIBIÓTICOSRESISTÊNCIA ÀS DROGAS:Resistência Natural:O microorganismo carece doprocesso metabólico ou do sítio-alvo afetado peladrogaResistência Adquirida:Desenvolvimento deresistência por um microorganismo (anteriormentesensível), devido ao uso de um ATB durante certoperíodo de tempo.
  37. 37. Mecanismos de Resistênciabacteriana
  38. 38. O papel do plasmídeo na resistênciabacterianaOs plasmídeos contém geralmente um ou dois marcadores selecionáveis queconferem uma vantagem seletiva à bactéria que os abriga, por exemplo, acapacidade de construir uma resistência a antibióticos.A resistência advém da presença de pelo menos um gene que codifiqueuma enzima capaz de neutralizar um determinado antibiótico.A existência de plasmídeos com diversos genes de resistência a diferentesantibióticos é um problema no tratamento de doenças bacterianas: com autilização generalizada de antibióticos, os plasmídeos evoluíram de forma aconferir multi-rresistências aos seus hospedeiros bacterianos, tornando essasdoenças de difícil tratamento. Muitos destes plasmídeos contêm adicionalmente "genes de transferência", quecodificam proteínas capazes de formar pili através dos quais as bactériastransferem plasmídeos entre si, contribuindo para a proliferaçãode estirpes multi-rresistentes.
  39. 39. ConjugaçãoNeste processo a bactéria faz a transferência de seu materialdiretamente à outra bactéria, através de uma estruturaproteinada auxiliadora denominada pilus sexual, presenteapenas nas bactérias que doam material genético. Veja:Conjugação
  40. 40. Seleção de mutantes no halo deinibição do antibiograma
  41. 41. PROBLEMAS COM O USO DEANTIBIÓTICOSTOXICIDADE:Irritação Local: Irritação gástrica Dor e formação de abscessos Antibióticos irritantes: eritromicina,tetraciclinas, cloranfenicol, certas cefalosporinas
  42. 42. PROBLEMAS COM O USO DEANTIBIÓTICOSREAÇÕES DE HIPERSENSIBILIDADE:Mais comuns com: Penicilinas Cefalosporinas Sulfonamidas
  43. 43. PROBLEMAS COM O USO DEANTIBIÓTICOSRESISTÊNCIA ÀS DROGAS:Existem 3 categorias gerais:1) o fármaco não atinge o seu alvo2) o fármaco é inativado3) o alvo é alterado
  44. 44. PREVENÇÃO DA RESISTÊNCIA A ANTIBIÓTICOS não usar de modo indiscriminado e inadequado utilizar por período de tempo adequado preferir o uso de ATB de ação rápida e seletivos (espectroestreito) Utilizar associação de fármacos quando houver necessidade detratamento prolongado. as infecções por microorganismos notáveis pelodesenvolvimento de resistência (S.aureus, E.coli, M.tuberculosis, Proteus) devem ser tratadas intensivamente
  45. 45. PROBLEMAS COM O USO DEANTIBIÓTICOSSUPERINFECÇÃO: É o surgimento de uma nova infecção emfunção da terapia antimicrobiana Está comumente associada ao uso de ATB deamplo espectro ( penicilinas de amplo espectro,cefalosporinas, tetraciclinas, cloranfenicol)
  46. 46. PROBLEMAS COM O USO DEANTIBIÓTICOSSUPERINFECÇÃO:É mais comum quando as defesas do hospedeiro estãocomprometidas: terapia com corticóides Leucemias e outras neoplasias ( particularmente quandotratadas com agentes antineoplásicos) Síndrome de imunodeficiência adquirida (AIDS) Diabetes, lupus eritematoso disseminado
  47. 47. Medidas para minimizar assuperinfecções Utilizar um antimicrobiano específico (espectroestreito) sempre que possivel Não utilizar antimicrobianos para o tratamentodesnecessariamente (ex: infecções virais) Não prolongar desnecessariamente a terapiaantimicrobiana
  48. 48. PROBLEMAS COM O USO DEANTIBIÓTICOSDEFICIÊNCIAS NUTRICIONAISO uso prolongado de ATB pode resultar emdeficiências de: Vitaminas do complexo B Vitamina KNeomicina anormalidades morfológicas damucosa intestinalEsteatorréia esíndrome de máabsorção
  49. 49. Exercícios01. (UNESP) Considerando-se as doenças: gripe, paralisia infantil, gonorréia,doença de Chagas, amarelão, cólera, tuberculose e febre amarela, pergunta-se:Quais delas são passíveis de tratamento com antibióticos? Por quê?02. (FUVEST) Um estudante escreveu o seguinte em uma prova:“As bactérias não têm núcleo nem DNA”. Você concorda com o estudante?Justifique.03UNEBE) Certas infecções hospitalares podem ser de difícil combate por meiode antibióticos comumente utilizados. Este feito deve-se à:a) indução, nas bactérias, de resistência aos antibióticos;b) convivência de portadores de diversos tipos de infecção;c) seleção de linhagens de bactérias resistentes aos antibióticos;d) rejeição de antibióticos pelo organismo humano;e) tendência da bactéria a se habituar aos antibióticos.
  50. 50. 04(MED. VASSOURAS) Numa placa de Petri com meio de cultura foram semeadasbactérias causadoras de pneumonia. Por um acaso, um esporo de fungo caiu dentro daplaca, resultando numa colônia, enquanto as bactérias desenvolveram outras colônias naperiferia, conforme o esquema a seguir:No espaço entre a colônia de fungos e a de bactérias, foram evidenciadas substânciasproduzidas pelo fungo.Podemos perceber que a relação entre as duas populações em questão é do tipo:a) predatismo, sendo o fungo predador das bactérias;b) comensalismo, porque a bactéria se alimenta das substâncias produzidaspelo fungo;c) competição, uma vez que ambos competem pelo mesmo nicho ecológico;d) parasitismo, porque o fungo utiliza as bactérias sem matá-las;e) amensalismo, sendo a população bacteriana contida pelas substânciasproduzidas pelo fungo.
  51. 51. 05.(UFRJ) Um grande número de doenças do homem é provocado por infecçõesbacterianas. Para combater essas infecções, é comum o uso de antibióticos. O exameantibiograma é usado para escolher o antibiótico correto para cada infecção. O examepode ser resumido da seguinte maneira: uma amostra do material infectado dopaciente é semeada numa placa contendo nutrientes necessários para o crescimentodas bactérias. Pequenos discos contendo, cada um deles, um tipo diferente deantibiótico são então colocados na placa. Decorrido o tempo necessário para que asbactérias se multipliquem, a placa é analisada. Na figura abaixo, que representa umadessas placas, os discos com letras representam os diferentes antibióticos e a zonaescura representa a área de crescimento das bactérias. Analisando essa placa, que antibióticos você receitaria ao paciente? Justifique.
  52. 52. Respostas01. Gonorréia, cólera e tuberculose, porque os agentes etiológicos são bactérias.      02. Não. A bactéria não apresenta núcleo organizado. Seu material genético (DNA)está  disperso no citoplasma. Não há carioteca, nem nucléolos. Além do DNAprincipal contido no nucleóide, ela possui outros segmentos de DNA circularformando os plasmídeos.03. C04. E05. A e D - Porque as bactérias são sensíveis, ou seja, morrem em presença dessesantibióticos. Para os demais (B, C, E, F) as bactérias são resistentes e,conseqüentemente, eles sãoinócuos(Que não provoca prejuízo; que não ocasiona danos).

×