SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
AVALIAÇÃO MENSAL DE BIOLOGIA
                                                                                2º ANO – ENSINO MÉDIO
                                                                                                                         VALOR TOTAL DA PROVA
OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:
                                                                                                                                   4,0
1. Preencha convenientemente o cabeçalho.
2. Responda as questões à tinta (azul ou preta).
                                                                                                                        ________________________________
3. Use letra legível. Cuide da apresentação de sua prova, evitando borrões.                                                    VALOR OBTIDO NOTA
4. Não empreste nem solicite emprestado material de prova (borracha, caneta, lápis etc.).
5. Rasura nas respostas implicará anulação destas.
6. As questões objetivas só serão consideradas mediante a presença do cálculo na prova.
                                                                                                                        ________________________________
7. Esta prova contém 05 páginas e 06 questões.                                                                                      RUBRICA




DATA: 14/03/2012             2º BIMESTRE              PROFESSORES: HUMBERTO MALHEIROS/ELDON CLAYTON



Aluno:______________________________________________nº:____Turma:____

                                                                     Texto I

                                             Vírus também pode ser infectado por vírus

         Um vírus chamado virófago pode infectar outro vírus e não só outros organismos. Nesse processo, é capaz de
assimilar o gene do vírus hospedeiro e, dessa forma, evoluir geneticamente. A descoberta ocorreu quando uma ameba
foi infectada por um vírus batizado de mamavírus. O virófago, agora chamado de Sputinik, estava aderido à “fábrica de
vírus” que os mamavírus estabeleceram na ameba. O Sputinik, embora não o mate, reduz a reprodução do hospedeiro.

                                                                                     Internet: <http://noticias.terra.com.br/ciencia/322587-EI814500.html>.
                                                                                                                                       Acesso em 14/02/2012.


01) A partir de conhecimentos acerca da temática apresentada e com base em assuntos correlatos, julgue as afirmativas
seguintes. (Valor: 0,5)

1. (C) (E)       Os vírus são parasitas obrigatórios, isto é, necessitam de células hospedeiras para poderem funcionar.
Isso ocorre porque eles dependem de estruturas celulares, como ribossomos e enzimas, para se multiplicar.
2. (C) (E)       Antibióticos podem ser muito eficazes no tratamento de viroses, pois destroem o material genético
constituinte dos vírus infectantes, inativando sua ação.
3. (C) (E)       De acordo com a teoria celular, até 1935, uma estrutura, para ser classificada como viva, deveria ter
organização celular, mesmo que muito simples, como é o caso das bactérias e dos vírus.
4. (C) (E)       Apesar de serem extremamente simples estruturalmente, os vírus também estão submetidos às regras da
seleção natural.
5. (C) (E)       Os vírus apresentam um envoltório de proteínas chamado capsídio, material genético em seu interior e,
às vezes, um envelope lipoproteico.




                                                                    Texto II


        Sir Alexander Fleming, o descobridor da penicilina, realizou um experimento, expondo bactérias a baixos níveis
de penicilina, aumentando a dosagem gradativamente. A cada geração sucessiva, mais bactérias eram capazes de
suportar os efeitos do antibiótico, até um ponto em que sobreviveram algumas bactérias cujas doses regulares de
penicilina não eram suficientes para exterminá-las.
03) Em relação à resistência das bactérias aos antibióticos, analise as afirmativas e, em seguida, julgue-as. (Valor: 0,5)

1. (C) (E)       A resistência é um fenômeno pós-adaptativo que ocorre por seleção de indivíduos raros que podem
sobreviver à aplicação de determinada dose de um antibiótico.
2. (C) (E)       Uma população de bactérias desenvolve resistência a determinado antibiótico, independentemente da
alta pressão de seleção.
3. (C) (E)       A variabilidade genética é importante para a sobrevivência da população, pois, se houver indivíduos pré-
adaptados a certo tipo de antibiótico, o risco de extinção da população é menor.
4. (C) (E)       Uma das possibilidades nocivas de automedicação é o uso de doses muito pequenas, de tal forma que, ao
invés de eliminar a infecção, as bactérias se tornam resistentes ao antibiótico.
5. (C) (E)       Normalmente, um mutante para resistência a antibiótico não seria favorecido pela seleção natural em um
ambiente, sem a presença da droga, mas, ao enfrentar o antibiótico, sua prole pode ser bem-sucedida.


                                                         Texto III


         Fora das células hospedeiras, um vírus não manifestará atividade vital. Quando, na célula hospedeira, o material
genético do vírus entra em atividade e utiliza a máquina celular para a formação de novos vírus. Com propósito
ilustrativo, são mostradas, na figura a seguir, de forma esquemática, algumas etapas da reprodução de um retrovírus.




                                                                             Internet: <http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/imagens>.
                                                                                                                     Acesso em 10/02/2012.



03) Sob a análise das informações contidas no Texto III e com base em conhecimentos relacionados, julgue as
proposições a seguir. (Valor: 0,5)

1. (C) (E)       A principal caraterística dos retrovírus é a existência, neles, da enzima transcriptase reversa, a qual torna
possível a síntese de DNA a partir de RNA. O RNA é o material genético dos retrovírus.
2. (C) (E)       O DNA de um retrovírus, sintetizado pós-infecção da bactéria, vai para o citoplasma, formando
plasmídios, que passam a comandar a síntese do RNA e das proteínas virais.
3. (C) (E)       Um retrovírus adere à superfície de uma célula graças à existência de moléculas proteicas na membrana
plasmática, levando essa célula imediatamente à morte.
4. (C) (E)       O agente causador da síndrome da imunodeficiênca adquirida (AIDS), doença que vem se disseminando
rapidamente no mundo, é um retrovírus, conhecido como HIV.
5. (C) (E)       A reprodução de um retrovírus inclui a penetração do DNA viral no núcleo da célula hospedeira e sua
integração ao cromossomo dela. Ocorre, no núcleo, a transcrição do DNA viral em RNA viral.
Texto IV

         Com uma regularidade impressionante, as infecções hospitalares têm sido noticiadas pela imprensa e têm
tornado os hospitais – locais que deveriam estar associados com a promoção e cuidados com a saúde – ambientes
potencialmente perigosos para nosso bem-estar. A taxa de mortalidade por infecção hospitalar alcança níveis alarmantes
em todo o mundo. Só no Brasil, o problema está por trás de 45 mil óbitos anuais, em média, em cerca de doze milhões
de internações.
        A infecção hospitalar ou nosocomial (do grego nosos = doença, komeo = cuidar) é provavelmente tão antiga
quanto os próprios hospitais. Os primeiros relatos desse fenômeno, porém, só foram registrados na Áustria, durante o
início no século XIX, atingindo mulheres após o parto. Pesquisas mostraram que essa contaminação ocorria devido à
falta de assepsia das mãos durante a realização dos partos.

                                                                                       Internet: <http://www.cienciahoje.uol.com.br>.
                                                                                                              Acesso em 31/01/2012.


04) A respeito desse assunto, foram feitas algumas afirmações. (Valor: 0,5)

    I.     As infecções hospitalares podem ser provocadas por um crescimento explosivo de espécies oportunistas
           presentes na flora bacteriana dos pacientes.
    II.    Assepsia e antissepsia são práticas necessárias para a redução de infecções no ambiente hospitalar.
    III.   O uso frequente de antimicrobianos, com fins profiláticos ou terapêuticos, pode selecionar micro-organismos
           resistentes no ambiente hospitalar.
    IV.    A utilização correta de antibióticos nos hospitais permanece sendo uma boa medida para a redução de
           infecções.
    V.     Uma das maiores contribuições para o combate às doenças bacterianas foi a descoberta da atividade antibiótica
           da penicilina por Alexander Fleming.

    Estão CORRETAS as alternativas:

    a)     I, II, III, IV e V.
    b)     I, III e V apenas.
    c)     II e IV apenas.
    d)     II, III e IV apenas.

                                                         Texto V

         Como a AIDS permanece incurável, a medicina concentra boa parte de seus esforços em torná-la uma doença
passível de ser mantida sob controle. Nos últimos anos, avançou-se muito nesse sentido, mas a batalha contra o HIV
ainda esbarra na capacidade de o vírus ganhar resistência aos medicamentos disponíveis (...). Hoje, 30 000 brasileiros já
não respondem ao tratamento com o coquetel de remédios que significaram uma revolução na década passada. Para eles,
a maior esperança é a criação de novas drogas. Um grande passo foi dado na semana passada, com a aprovação pela
FDA, a agência americana de controle de remédios, de uma substância chamada maraviroc, fabricada pelo laboratório
Pfizer. Ela inaugura uma nova classe terapêutica contra o vírus da AIDS.

                                                                                                          Revista Veja. 15/08/2007

05) A partir do texto e com base em assuntos correlatos, explique, em um parágrafo, o mecanismo de reprodução do
HIV em seu ciclo lítico. (Valor: 0,5)
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________



                                                       Texto VI

         Os vírus já mataram milhões de pessoas e continuam sendo uma ameaça para a humanidade. Os antibióticos,
considerados como a grande conquista na cura de doenças, não têm qualquer efeito sobre os vírus, porque esses
organismos apresentam características bastante peculiares.
         Em um teste, uma amostra do material infectado, coletado de um paciente, foi semeada em uma placa contendo
os nutrientes necessários à multiplicação do parasita. Nessa placa, foram colocados quatro pequenos discos de papel, que
apresentavam, cada um deles, um diferente antibiótico.
         A figura a seguir representa esse teste. Os círculos de 1 a 4 representam os discos com antibiótico. A zona
escura representa a área da placa na qual houve crescimento do parasita.




06) Diante do exposto, responda o que se pede.

a) Identifique o parasita causador dessa doença. (Valor: 0,2)
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________


b) Interprete o resultado do teste e indique o melhor antibiótico ao paciente. (Valor: 0,4)
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________


c) Justifique ambas respostas. (Valor: 0,4)
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula recuperação biologia 2º ano
Aula recuperação biologia 2º anoAula recuperação biologia 2º ano
Aula recuperação biologia 2º anoProf.PS CEET
 
1° simulado 2014 / Curso Popular / UEPA Salvaterra
1° simulado 2014 / Curso Popular  / UEPA Salvaterra1° simulado 2014 / Curso Popular  / UEPA Salvaterra
1° simulado 2014 / Curso Popular / UEPA SalvaterraWender Gomes
 
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópiacristiana Leal
 
Respostas da galera virus e reinos
Respostas da galera virus e reinosRespostas da galera virus e reinos
Respostas da galera virus e reinosVivi Alves
 
Resumo teórico de virologia
Resumo teórico de virologiaResumo teórico de virologia
Resumo teórico de virologiaemanuel
 
Doenças infecto-parasitárias
Doenças infecto-parasitáriasDoenças infecto-parasitárias
Doenças infecto-parasitáriasFabio Dias
 
Polo palmares virus completo
Polo palmares virus completoPolo palmares virus completo
Polo palmares virus completomarciliosilva01
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monerasanthdalcin
 
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungiLista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungiCarlos Priante
 
Bac, virus , fungi e protista
Bac, virus , fungi e protistaBac, virus , fungi e protista
Bac, virus , fungi e protistaEdilena Rodrigues
 

Mais procurados (20)

Aula recuperação biologia 2º ano
Aula recuperação biologia 2º anoAula recuperação biologia 2º ano
Aula recuperação biologia 2º ano
 
1° simulado 2014 / Curso Popular / UEPA Salvaterra
1° simulado 2014 / Curso Popular  / UEPA Salvaterra1° simulado 2014 / Curso Popular  / UEPA Salvaterra
1° simulado 2014 / Curso Popular / UEPA Salvaterra
 
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
 
Respostas da galera virus e reinos
Respostas da galera virus e reinosRespostas da galera virus e reinos
Respostas da galera virus e reinos
 
Virus
VirusVirus
Virus
 
Resumo teórico de virologia
Resumo teórico de virologiaResumo teórico de virologia
Resumo teórico de virologia
 
Doenças infecto-parasitárias
Doenças infecto-parasitáriasDoenças infecto-parasitárias
Doenças infecto-parasitárias
 
Polo palmares virus completo
Polo palmares virus completoPolo palmares virus completo
Polo palmares virus completo
 
Os vírus
Os vírusOs vírus
Os vírus
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monera
 
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungiLista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
Lista de exercícios vii reinos monera, protista e fungi
 
Biologia questoes-fungos
Biologia questoes-fungosBiologia questoes-fungos
Biologia questoes-fungos
 
Exercícios 7 ano
Exercícios 7 anoExercícios 7 ano
Exercícios 7 ano
 
Reino monera e vírus
Reino monera e vírusReino monera e vírus
Reino monera e vírus
 
Bac, virus , fungi e protista
Bac, virus , fungi e protistaBac, virus , fungi e protista
Bac, virus , fungi e protista
 
lista_gabriel2
lista_gabriel2lista_gabriel2
lista_gabriel2
 
Virus
VirusVirus
Virus
 
Microbiologia Geral - Vírus
Microbiologia Geral - VírusMicrobiologia Geral - Vírus
Microbiologia Geral - Vírus
 
Vírus e reino monera[1]
Vírus e reino monera[1]Vírus e reino monera[1]
Vírus e reino monera[1]
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
 

Semelhante a Avaliação mensal - 2o ANO - I BIM

Treinamento - Monera e vírus super super med
Treinamento - Monera e vírus super super medTreinamento - Monera e vírus super super med
Treinamento - Monera e vírus super super medemanuel
 
monerasprotistasfungos______________.pdf
monerasprotistasfungos______________.pdfmonerasprotistasfungos______________.pdf
monerasprotistasfungos______________.pdfMayaraLaun1
 
Antibióticos – soluções e problemas
 Antibióticos – soluções e problemas Antibióticos – soluções e problemas
Antibióticos – soluções e problemasClécio Bubela
 
Aulão de Biologia 2024 para ENEM e UECE.pptx
Aulão de Biologia 2024 para ENEM e UECE.pptxAulão de Biologia 2024 para ENEM e UECE.pptx
Aulão de Biologia 2024 para ENEM e UECE.pptxEwertonCaracas
 
Revisão bahiana 2
Revisão bahiana 2Revisão bahiana 2
Revisão bahiana 2bioemanuel
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema ImunológicoSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema ImunológicoTurma Olímpica
 
(Questionário) Mecanismos Específicos de Defesa do Hospedeiro: Introdução à I...
(Questionário) Mecanismos Específicos de Defesa do Hospedeiro: Introdução à I...(Questionário) Mecanismos Específicos de Defesa do Hospedeiro: Introdução à I...
(Questionário) Mecanismos Específicos de Defesa do Hospedeiro: Introdução à I...Mylla Marques
 
Biologia-ENEM-Questoes-por-assunto.pdf
Biologia-ENEM-Questoes-por-assunto.pdfBiologia-ENEM-Questoes-por-assunto.pdf
Biologia-ENEM-Questoes-por-assunto.pdfTulioAugustoCavalhae
 
Prova Microrganismos 7º ano.docx
Prova Microrganismos 7º ano.docxProva Microrganismos 7º ano.docx
Prova Microrganismos 7º ano.docxEduardoCerchi2
 
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosferaRegina Silva
 
Biologia enem-questoes-por-assunto
Biologia enem-questoes-por-assuntoBiologia enem-questoes-por-assunto
Biologia enem-questoes-por-assuntoraphahendrigo13
 
Caso clínico Furúnculo
Caso clínico FurúnculoCaso clínico Furúnculo
Caso clínico FurúnculoThiago Henrique
 

Semelhante a Avaliação mensal - 2o ANO - I BIM (20)

Treinamento - Monera e vírus super super med
Treinamento - Monera e vírus super super medTreinamento - Monera e vírus super super med
Treinamento - Monera e vírus super super med
 
monerasprotistasfungos______________.pdf
monerasprotistasfungos______________.pdfmonerasprotistasfungos______________.pdf
monerasprotistasfungos______________.pdf
 
Antibióticos – soluções e problemas
 Antibióticos – soluções e problemas Antibióticos – soluções e problemas
Antibióticos – soluções e problemas
 
Material revisional-i mpressao
Material revisional-i mpressaoMaterial revisional-i mpressao
Material revisional-i mpressao
 
Aulão de Biologia 2024 para ENEM e UECE.pptx
Aulão de Biologia 2024 para ENEM e UECE.pptxAulão de Biologia 2024 para ENEM e UECE.pptx
Aulão de Biologia 2024 para ENEM e UECE.pptx
 
Prova microbiologia b2
Prova microbiologia b2Prova microbiologia b2
Prova microbiologia b2
 
Revisão bahiana 2
Revisão bahiana 2Revisão bahiana 2
Revisão bahiana 2
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
 
Unidade3 bio12 ano20_21
Unidade3 bio12 ano20_21Unidade3 bio12 ano20_21
Unidade3 bio12 ano20_21
 
T.d vírus
T.d vírusT.d vírus
T.d vírus
 
1
11
1
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema ImunológicoSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
 
(Questionário) Mecanismos Específicos de Defesa do Hospedeiro: Introdução à I...
(Questionário) Mecanismos Específicos de Defesa do Hospedeiro: Introdução à I...(Questionário) Mecanismos Específicos de Defesa do Hospedeiro: Introdução à I...
(Questionário) Mecanismos Específicos de Defesa do Hospedeiro: Introdução à I...
 
Biologia-ENEM-Questoes-por-assunto.pdf
Biologia-ENEM-Questoes-por-assunto.pdfBiologia-ENEM-Questoes-por-assunto.pdf
Biologia-ENEM-Questoes-por-assunto.pdf
 
Prova Microrganismos 7º ano.docx
Prova Microrganismos 7º ano.docxProva Microrganismos 7º ano.docx
Prova Microrganismos 7º ano.docx
 
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
1.vírus e bactérias + ecossistemas biosfera
 
Biologia enem-questoes-por-assunto
Biologia enem-questoes-por-assuntoBiologia enem-questoes-por-assunto
Biologia enem-questoes-por-assunto
 
Caso clínico Furúnculo
Caso clínico FurúnculoCaso clínico Furúnculo
Caso clínico Furúnculo
 
Prova microbiologia b1
Prova microbiologia b1Prova microbiologia b1
Prova microbiologia b1
 
Avaliação
AvaliaçãoAvaliação
Avaliação
 

Mais de Eldon Clayton

Características gerais dos animais
Características gerais dos animaisCaracterísticas gerais dos animais
Características gerais dos animaisEldon Clayton
 
Avaliação mensal - 1o ANO
Avaliação mensal - 1o ANOAvaliação mensal - 1o ANO
Avaliação mensal - 1o ANOEldon Clayton
 
Composição química dos seres vivos
Composição química dos seres vivosComposição química dos seres vivos
Composição química dos seres vivosEldon Clayton
 

Mais de Eldon Clayton (9)

Partes das células
Partes das célulasPartes das células
Partes das células
 
Características gerais dos animais
Características gerais dos animaisCaracterísticas gerais dos animais
Características gerais dos animais
 
Avaliação mensal - 1o ANO
Avaliação mensal - 1o ANOAvaliação mensal - 1o ANO
Avaliação mensal - 1o ANO
 
Reino Monera
Reino MoneraReino Monera
Reino Monera
 
Composição química dos seres vivos
Composição química dos seres vivosComposição química dos seres vivos
Composição química dos seres vivos
 
Sistemática
SistemáticaSistemática
Sistemática
 
Gabarito mensal
Gabarito mensalGabarito mensal
Gabarito mensal
 
Histologia vegetal
Histologia vegetalHistologia vegetal
Histologia vegetal
 
Prática de flores
Prática de floresPrática de flores
Prática de flores
 

Avaliação mensal - 2o ANO - I BIM

  • 1. AVALIAÇÃO MENSAL DE BIOLOGIA 2º ANO – ENSINO MÉDIO VALOR TOTAL DA PROVA OBSERVAÇÕES IMPORTANTES: 4,0 1. Preencha convenientemente o cabeçalho. 2. Responda as questões à tinta (azul ou preta). ________________________________ 3. Use letra legível. Cuide da apresentação de sua prova, evitando borrões. VALOR OBTIDO NOTA 4. Não empreste nem solicite emprestado material de prova (borracha, caneta, lápis etc.). 5. Rasura nas respostas implicará anulação destas. 6. As questões objetivas só serão consideradas mediante a presença do cálculo na prova. ________________________________ 7. Esta prova contém 05 páginas e 06 questões. RUBRICA DATA: 14/03/2012 2º BIMESTRE PROFESSORES: HUMBERTO MALHEIROS/ELDON CLAYTON Aluno:______________________________________________nº:____Turma:____ Texto I Vírus também pode ser infectado por vírus Um vírus chamado virófago pode infectar outro vírus e não só outros organismos. Nesse processo, é capaz de assimilar o gene do vírus hospedeiro e, dessa forma, evoluir geneticamente. A descoberta ocorreu quando uma ameba foi infectada por um vírus batizado de mamavírus. O virófago, agora chamado de Sputinik, estava aderido à “fábrica de vírus” que os mamavírus estabeleceram na ameba. O Sputinik, embora não o mate, reduz a reprodução do hospedeiro. Internet: <http://noticias.terra.com.br/ciencia/322587-EI814500.html>. Acesso em 14/02/2012. 01) A partir de conhecimentos acerca da temática apresentada e com base em assuntos correlatos, julgue as afirmativas seguintes. (Valor: 0,5) 1. (C) (E) Os vírus são parasitas obrigatórios, isto é, necessitam de células hospedeiras para poderem funcionar. Isso ocorre porque eles dependem de estruturas celulares, como ribossomos e enzimas, para se multiplicar. 2. (C) (E) Antibióticos podem ser muito eficazes no tratamento de viroses, pois destroem o material genético constituinte dos vírus infectantes, inativando sua ação. 3. (C) (E) De acordo com a teoria celular, até 1935, uma estrutura, para ser classificada como viva, deveria ter organização celular, mesmo que muito simples, como é o caso das bactérias e dos vírus. 4. (C) (E) Apesar de serem extremamente simples estruturalmente, os vírus também estão submetidos às regras da seleção natural. 5. (C) (E) Os vírus apresentam um envoltório de proteínas chamado capsídio, material genético em seu interior e, às vezes, um envelope lipoproteico. Texto II Sir Alexander Fleming, o descobridor da penicilina, realizou um experimento, expondo bactérias a baixos níveis de penicilina, aumentando a dosagem gradativamente. A cada geração sucessiva, mais bactérias eram capazes de suportar os efeitos do antibiótico, até um ponto em que sobreviveram algumas bactérias cujas doses regulares de penicilina não eram suficientes para exterminá-las.
  • 2. 03) Em relação à resistência das bactérias aos antibióticos, analise as afirmativas e, em seguida, julgue-as. (Valor: 0,5) 1. (C) (E) A resistência é um fenômeno pós-adaptativo que ocorre por seleção de indivíduos raros que podem sobreviver à aplicação de determinada dose de um antibiótico. 2. (C) (E) Uma população de bactérias desenvolve resistência a determinado antibiótico, independentemente da alta pressão de seleção. 3. (C) (E) A variabilidade genética é importante para a sobrevivência da população, pois, se houver indivíduos pré- adaptados a certo tipo de antibiótico, o risco de extinção da população é menor. 4. (C) (E) Uma das possibilidades nocivas de automedicação é o uso de doses muito pequenas, de tal forma que, ao invés de eliminar a infecção, as bactérias se tornam resistentes ao antibiótico. 5. (C) (E) Normalmente, um mutante para resistência a antibiótico não seria favorecido pela seleção natural em um ambiente, sem a presença da droga, mas, ao enfrentar o antibiótico, sua prole pode ser bem-sucedida. Texto III Fora das células hospedeiras, um vírus não manifestará atividade vital. Quando, na célula hospedeira, o material genético do vírus entra em atividade e utiliza a máquina celular para a formação de novos vírus. Com propósito ilustrativo, são mostradas, na figura a seguir, de forma esquemática, algumas etapas da reprodução de um retrovírus. Internet: <http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/imagens>. Acesso em 10/02/2012. 03) Sob a análise das informações contidas no Texto III e com base em conhecimentos relacionados, julgue as proposições a seguir. (Valor: 0,5) 1. (C) (E) A principal caraterística dos retrovírus é a existência, neles, da enzima transcriptase reversa, a qual torna possível a síntese de DNA a partir de RNA. O RNA é o material genético dos retrovírus. 2. (C) (E) O DNA de um retrovírus, sintetizado pós-infecção da bactéria, vai para o citoplasma, formando plasmídios, que passam a comandar a síntese do RNA e das proteínas virais. 3. (C) (E) Um retrovírus adere à superfície de uma célula graças à existência de moléculas proteicas na membrana plasmática, levando essa célula imediatamente à morte. 4. (C) (E) O agente causador da síndrome da imunodeficiênca adquirida (AIDS), doença que vem se disseminando rapidamente no mundo, é um retrovírus, conhecido como HIV. 5. (C) (E) A reprodução de um retrovírus inclui a penetração do DNA viral no núcleo da célula hospedeira e sua integração ao cromossomo dela. Ocorre, no núcleo, a transcrição do DNA viral em RNA viral.
  • 3. Texto IV Com uma regularidade impressionante, as infecções hospitalares têm sido noticiadas pela imprensa e têm tornado os hospitais – locais que deveriam estar associados com a promoção e cuidados com a saúde – ambientes potencialmente perigosos para nosso bem-estar. A taxa de mortalidade por infecção hospitalar alcança níveis alarmantes em todo o mundo. Só no Brasil, o problema está por trás de 45 mil óbitos anuais, em média, em cerca de doze milhões de internações. A infecção hospitalar ou nosocomial (do grego nosos = doença, komeo = cuidar) é provavelmente tão antiga quanto os próprios hospitais. Os primeiros relatos desse fenômeno, porém, só foram registrados na Áustria, durante o início no século XIX, atingindo mulheres após o parto. Pesquisas mostraram que essa contaminação ocorria devido à falta de assepsia das mãos durante a realização dos partos. Internet: <http://www.cienciahoje.uol.com.br>. Acesso em 31/01/2012. 04) A respeito desse assunto, foram feitas algumas afirmações. (Valor: 0,5) I. As infecções hospitalares podem ser provocadas por um crescimento explosivo de espécies oportunistas presentes na flora bacteriana dos pacientes. II. Assepsia e antissepsia são práticas necessárias para a redução de infecções no ambiente hospitalar. III. O uso frequente de antimicrobianos, com fins profiláticos ou terapêuticos, pode selecionar micro-organismos resistentes no ambiente hospitalar. IV. A utilização correta de antibióticos nos hospitais permanece sendo uma boa medida para a redução de infecções. V. Uma das maiores contribuições para o combate às doenças bacterianas foi a descoberta da atividade antibiótica da penicilina por Alexander Fleming. Estão CORRETAS as alternativas: a) I, II, III, IV e V. b) I, III e V apenas. c) II e IV apenas. d) II, III e IV apenas. Texto V Como a AIDS permanece incurável, a medicina concentra boa parte de seus esforços em torná-la uma doença passível de ser mantida sob controle. Nos últimos anos, avançou-se muito nesse sentido, mas a batalha contra o HIV ainda esbarra na capacidade de o vírus ganhar resistência aos medicamentos disponíveis (...). Hoje, 30 000 brasileiros já não respondem ao tratamento com o coquetel de remédios que significaram uma revolução na década passada. Para eles, a maior esperança é a criação de novas drogas. Um grande passo foi dado na semana passada, com a aprovação pela FDA, a agência americana de controle de remédios, de uma substância chamada maraviroc, fabricada pelo laboratório Pfizer. Ela inaugura uma nova classe terapêutica contra o vírus da AIDS. Revista Veja. 15/08/2007 05) A partir do texto e com base em assuntos correlatos, explique, em um parágrafo, o mecanismo de reprodução do HIV em seu ciclo lítico. (Valor: 0,5) _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________
  • 4. _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ Texto VI Os vírus já mataram milhões de pessoas e continuam sendo uma ameaça para a humanidade. Os antibióticos, considerados como a grande conquista na cura de doenças, não têm qualquer efeito sobre os vírus, porque esses organismos apresentam características bastante peculiares. Em um teste, uma amostra do material infectado, coletado de um paciente, foi semeada em uma placa contendo os nutrientes necessários à multiplicação do parasita. Nessa placa, foram colocados quatro pequenos discos de papel, que apresentavam, cada um deles, um diferente antibiótico. A figura a seguir representa esse teste. Os círculos de 1 a 4 representam os discos com antibiótico. A zona escura representa a área da placa na qual houve crescimento do parasita. 06) Diante do exposto, responda o que se pede. a) Identifique o parasita causador dessa doença. (Valor: 0,2) _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ b) Interprete o resultado do teste e indique o melhor antibiótico ao paciente. (Valor: 0,4) _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ c) Justifique ambas respostas. (Valor: 0,4) _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________