Organização do Organismo

12.261 visualizações

Publicada em

Organização do Organismo; células, tecidos, órgãos, sistemas...

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.261
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
884
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
389
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Professor: essa tabela se encontra na página 57 do material impresso.
  • Organização do Organismo

    1. 1. Organização do organismo
    2. 2. O corpo humano apresenta uma estrutura complexa, formada por vários órgãos que realizam suas funções em conjunto. Assim como outros seres vivos, o ser humano apresenta vários níveis de organização estrutural. Esses níveis associam-se entre si, organizando-se a partir do estruturalmente mais simples para o mais complexo.
    3. 3. CÉLULA As células podem associar-se formando tecidos. TECIDO Os tecidos podem associar-se formando órgãos. ÓRGÃO Os órgãos podem associar-se formando sistemas. SISTEM A O conjunto dos sistemas forma o organismo humano.
    4. 4. 1. Células • Unidade estrutural e funcional básica do organismo, é a menor estrutura capaz de realizar as atividades essenciais à vida. -> Formam os tecidos; -> São de variadas formas, têm diferentes funções e apresentam tamanho reduzido; -> A maioria das células não é visível a olho nu.
    5. 5. • Para desempenhar suas diversas funções, as células apresentam uma estrutura básica formada por citoplasma, membrana plasmática, e núcleo. 1 Citoplasma 2 3 Membrana Plasmática Núcleo
    6. 6. 1.1 Membrana Plasmática • Também chamada de membrana celular, limita as células, separando o meio interno celular do meio externo. • Funções: • Regular a entrada e a saída de substâncias; • Proteger as células; • Participar da comunicação química entre as células.
    7. 7. 1.2 Citoplasma • É todo o conteúdo compreendido entre a membrana plasmática e o núcleo. O citoplasma é formado pelo citossol e pelas organelas. • Citossol – composto por um conjunto de substâncias, tais como proteínas e açúcares, dispersos em água. No citossol ocorrem algumas reações químicas importantes para a manutenção da célula.
    8. 8. • Organelas: estruturas que desempenham funções específicas no interior da célula. Algumas organelas e estruturas presentes no citoplasma de uma célula animal e suas PRINCIPAIS FUNÇÕES: 1. Mitocôndria: participar do processo de respiração celular, liberando energia para a célula. 2. Lisossomo: participar da digestão celular 3. Retículo endoplasmático: Sintetizar e transportar algumas moléculas - REL e RER.
    9. 9. Centríolo: Processo de divisão celular, movimentos celulares e formação dos cílios e flagelos. 5. Complexo golgiense: Secretar substâncias e armazenar moléculas que serão posteriormente utilizadas pelo organismo. 6. Ribossomo:Realizar a síntese de proteínas. 4.
    10. 10. CÉLULA ANIMAL E CÉLULA VEGETAL “Todos os seres vivos são formados por células, mas elas não são todas iguais”. As células animais e vegetais apresentam algumas diferenças estruturais:
    11. 11. ALGUMAS DIFERENÇAS: A célula vegetal é mais rígida e possui forma mais definida, devido a presença de uma parede celular externa – além da membrana plasmática. Os centríolos estão presentes APENAS nas células animais. Os cloroplastos e vacúolos estão presentes APENAS nas células vegetais.
    12. 12. Processos Celulares • As células apresentam processos que lhes permitem capturar moléculas do meio extracelular para dentro do seu citoplasma. Esses processos podem acontecer de duas maneiras: fagocitose e pinocitose.
    13. 13. FAGOCITOSE: é o processo em que a célula engloba partículas grandes em relação ao seu tamanho (ex.:bactérias, fungos ou protozoários).
    14. 14. PINOCITOSE: Na pinocitose são capturadas partículas de tamanho menor em comparação com as da fagocitose e, geralmente, são englobadas partículas líquidas.
    15. 15. 1.3 Núcleo • O núcleo contém em seu interior informações necessárias para o funcionamento celular. Essas informações estão contidas em uma molécula chamada ácido desoxirribonucleico (DNA) e são encaminhadas ao citoplasma por meio de uma molécula sintetizada no núcleo denominada ácido ribonucleico (RNA).
    16. 16. • Envoltório nuclear: Delimita o núcleo, separando as estruturas nucleares do citoplasma. • Nucléolo: Parte dos RNAs presentes no nucléolo formará os ribossomos. • Nucleoplasma: Preenche os espaços do núcleo. • Cromatina: Contém intormações necessárias para produção de proteínas, moléculas que atuam no funcionamento celular. Formadora de cromossomos.
    17. 17. Divisão Celular • Em todas as células do organismo, exceto os gametas, os cromossomos encontram-se aos pares. Nos gametas, o número de cromossomos encontra-se pela metade. Os seres humanos, por exemplo, possuem 23 cromossomos em seus gametas, tanto nos óvulos quanto nos espermatozoides. • Existem dois tipos de divisão celular: a mitose e a meiose.
    18. 18. Mitose • É um tipo de divisão celular no qual uma célulamãe divide-se, originando duas células idênticas a ela. • Esse tipo de divisão Celular garante a manutenção e o desenvolvimento dos tecidos e dos órgãos do corpo humano, além de substituir as células mortas.
    19. 19. Meiose • É um tipo de divisão celular na qual uma célula-mãe origina quatro células-filhas diferentes da célula-mãe e entre si. Cada célula-filha possui a metade da quantidade de cromossomos da célula-mãe.
    20. 20. Para saber mais... • Robert Hooke construiu o primeiro microscópio com lentes removíveis, que poderiam ser trocadas caso quisesse observar mais detalhes dos objetos. Exemplo: observação da cortiça.
    21. 21. Tecidos • No corpo humano, os tecidos são formados por diversas células que apresentam estrutura e função semelhantes, além das substâncias intercelulares. • Os quatro principais tecidos do corpo humano são: tecido epitelial, o tecido muscular, o tecido conjuntivo e o tecido nervoso.
    22. 22. Tecido Epitelial • O tecido epitelial geralmente é constituído por células que apresentam formatos variados e que permanecem unidas umas às outras graças a várias especializações de suas membranas. Existem duas formas principais: os epitélios de revestimento e as glândulas. • Os epitélios de revestimento recobrem as superfícies do corpo interna e externamente.
    23. 23. • As glândulas produzem secreções que são utilizadas em vários processos do corpo. • As principais FUNÇÕES dos tecidos epiteliais são: 1. Proteção; 2. Revestimento de superfície; 3. Absorção de moléculas; 4. Secreção de substâncias; 5. Percepção de sensações; 6. Controle de entrada e saída de moléculas no corpo.
    24. 24. • O tecido epitelial pode apresentar uma ou mais camadas de células, cujo formato é variável. Esse tecido é classificado de acordo com a quantidade de camadas de célula que apresenta e de acordo com o formato das células.
    25. 25. Tecido Nervoso • O tecido nervoso é responsável pelo processamento de informações no corpo humano. Apresenta células especializadas chamadas neurônios, que transmitem impulsos nervosos pelo organismo. Os neurônios apresentam, em suas terminações, estruturas que agem como receptores para vários tipos de estímulos, como mecânicos, químicos e térmicos. Esses estímulos são transformados em impulsos nervosos e são transmitidos para o cérebro, órgão formado por vários neurônios.
    26. 26. Tecido Conjuntivo • O tecido conjuntivo caracteriza-se por apresentar células que não estão unidas entre si. Nos espaços entre as células desse tecido existe uma quantidade maior de substância intercelular. • O tecido conjuntivo pode ser de diferentes tipos: 1.Tecido cartilaginoso; 2. Tecido ósseo; 3. Tecido sanguíneo; 4. Tecido adiposo.
    27. 27. Tecido Muscular • O tecido muscular caracteriza-se por ser formado por células alongadas, que podem se contrair, provocando os movimentos. • É o tecido mais abundante no corpo e que precisa da maior parte da energia corporal para realizar suas funções de movimento. Pode-se destacar três tipos: 1. O tecido muscular estriado; 2. O tecido muscular cardíaco; 3. O tecido muscular liso.
    28. 28. Órgãos e Sistemas • Órgão é uma estrutura formada por diferentes tecidos integrados entre si. Os órgãos possuem funções específicas. • Um sistema é um conjunto de órgãos relacionados que trabalham juntos para realizar uma função comum. Cada um dos sistemas é responsável por determinadas funções em nosso corpo. Eles atuam em conjunto para o bom funcionamento do organismo.
    29. 29. Principais sistemas e principais órgãos envolvidos: Sistema Digestório: realiza as funções relacionadas com a digestão dos alimentos e a absorção de nutrientes. Órgãos: boca, esôfago, fígado, estômago, intestino e pâncreas. Sistema Respiratório: realiza as trocas gasosas, captando gás oxigênio que será utilizados pelas células e eliminando o gás carbônico. Órgãos: nariz, faringe, laringe, traqueia e pulmões.
    30. 30. Sistema Cardiovascular: transportar nutrientes e gás oxigênio para todos os tecidos do corpo humano, por meio do sangue. Além disso ele é responsável pelo transporte de resíduos das células para o sistema responsável por sua eliminação. Compõem esse sistema o coração, o sangue e os vasos sanguíneos. Sistema Linfático: Drenar os fluidos que estão em excesso entre as células, transportar vitaminas, gorduras e proteínas provenientes da digestão para o sangue. Compõem esse sistema os vasos linfáticos, o tecido linfático e o baço.
    31. 31. Sistema Urinário: filtrar o sangue, eliminar resíduos, atuar na regulação da pressão das artérias e na manutenção do equilíbrio do volume do sangue. Órgãos: rins, ureteres, bexiga e uretra. Sistema Esquelético: Sustentar o corpo e proteger os órgãos internos. Atua também na movimentação do corpo e na proteção da medula óssea. É formado pelos ossos, pelas cartilagens e pelas articulações.
    32. 32. Sistema Muscular: Atuar na execução de movimentos, manutenção da postura e produção de energia térmica. É formado pelos músculos esqueléticos. Sistema Nervoso: Produção e transmissão de informações pelo corpo por meio da emissão de impulsos nervosos. Órgãos: encéfalo, medula espinhal e nervos.
    33. 33. Sistema Endócrino: Regulação de atividades corporais, por meio da liberação de certas substâncias que controlam e regulam outros órgãos e tecidos. É composto por glândulas. Sistema Reprodutor: Atuar na reprodução e na produção de hormônios sexuais. Apresenta constituição diferente no homem e na mulher. No homem, os principais órgãos: testículos, próstata, uretra e pênis. Na mulher: ovário, vagina e vulva.
    34. 34. Biologia Molecular ●A célula e seus constituintes ● A estrutura dos Ácidos Nucléicos
    35. 35. A célula e seus constituintes
    36. 36. A Célula e seus constituintes Robert Hooke - 1665 Semelhanças entre células de diferentes organismos: – Arquitetura das membranas – Processos metabólicos
    37. 37. Conceitos Básicos  Seres vivos são constituídos de moléculas.  Todos são constituídos pelos mesmos tipos de moléculas.  Em nível molecular todos os organismos funcionam da mesma forma.
    38. 38. Diferenças entre células procariótias e eucarióticas Procarióticas Eucarióticas Envoltório Nuclear Ausente Presente Cromossomos Único Múltiplos Organelas Poucas ou nenhuma Núcleo, mitocôndria, ... Organização celular Principalmente unicelular Principalmente multicelular Citoplasma Sem citoesqueleto Citoesqueleto constituído de filamentos protéicos
    39. 39. Célula Eucariótica
    40. 40. Célula Procariótica
    41. 41. Constituição Molecular de uma Célula Pequenas Moléculas Polímeros Moléculas grandes compostas de muitas cópias de uma pequena molécula, unidas por ligações covalentes
    42. 42. Pequenas Moléculas • Água • Ions – Cl, Na, K, Fe, Ca, Mg, ... • Lipídeos – Acidos graxos, Fosfolipídeos, Colesterol
    43. 43. Lipídios
    44. 44. Polímeros Biológicos • Carboidratos – Fonte de energia; função estrutural • Proteínas – Inúmeras funções biológicas (todo o trabalho celular) • Ácidos Nucléicos – Armazenas as informações genéticas
    45. 45. CONSTITUIÇÃO CELULAR
    46. 46. Biotecnologia A estrutura dos Ácidos Nucleicos
    47. 47. Estrutura dos Ácidos Nucleicos •DNA – Ácido desoxirribonucléico •RNA – Ácido Ribonucléico mRNA tRNA rRNA hnRNA snRNA
    48. 48. História Em 1928, Frederick Griffith realizou vários experimentos que forneceram evidências que a informação genética está contida em uma molécula específica 1869 - Friedrich Miescher Substância ácida no núcleo = ácido nucléico 1944 - Avery, MacLeod e McCarty Sugeriram a função do DNA 1953 - Hershey Comprovou a função do DNA
    49. 49. A estrutura dos Ácidos Nucleicos Enrolamento da dupla fita
    50. 50. A estrutura dos Ácidos Nucleicos
    51. 51. Ligações
    52. 52. 1953 - Watson e Crick Elucidaram a estrutura do DNA
    53. 53. Ácidos nucléicos Anéis aromáticos- hidrofóbicos
    54. 54. GRUPO CETO C=O GRUPO AMINO C-NH2 PH adicional - N dos anéis aromáticos Ligação fosfodiéster Orientação Representação (5’ Pareamento 3’) Uniformidade
    55. 55. Estrutura do DNA
    56. 56. Desnaturação e Renaturação
    57. 57. Diferença entre DNA e RNA DNA Bases Nitrogenadas – – – – Adenina Guanina Citosina Timina RNA – Purinas – – Pirimidinas – Adenina Guanina Citosina Uracila Açúcar Desoxirribose Fita dupla Ribose Fita simples
    58. 58. Estrutura do RNA mRNA – transfere a informação genética aos ribossomos (1 a 5 % do RNA total) rRNA – 75 % do RNA total tRNA – 10 a 15 % do total hnRNA – RNA heterogêneo nuclear snRNA – RNA pequeno nuclear rRNA tRNA
    59. 59. DNA Replicação Trasncrição Reversa DNA Transcrição RNA Tradução Proteína
    60. 60. Corpo Humano • Cada um de nós é fisicamente único, desde a forma de nossa pele até o tamanho e o formato dos nossos órgãos. • O que temos em comum é um milagroso conjunto de sistemas internos, cada qual com sua própria e precisa regra de funcionamento.
    61. 61. O que é o corpo humano? Segundo Roy Clover: • “ O corpo humano é a sede pulsante da vida biológica.” • “O corpo humano é uma máquina intrincada e desenvolvida mais complexa e magnífica que todos os computadores e invenções que nos rodeiam. “ O corpo humano apresenta níveis de organização. • Do nível mais complexo para o mais simples, temos: Corpo, sistemas, órgãos, tecidos e células. • O corpo humano é formado por conjunto de sistemas internos, cada qual com sua própria e precisa regra de funcionamento que se somam nas ações para a manifestação da vida que o habita.
    62. 62. ANATOMIA DIVISÃO DO CORPO HUMANO: •CABEÇA •PESCOÇ O •TRONCO
    63. 63. ANATOMIA DIVISÃO DO CORPO HUMANO: TRONCO TÓRAX ABDÓMEN
    64. 64. ANATOMIA DIVISÃO DO CORPO HUMANO: MEMBROS SUPERIORES INFERIORES
    65. 65. DIVISÃO DO CORPO HUMANO: MEMBROS SUPERIORES RAIZ OMBRO PARTE LIVRE BRAÇO ANTEBRAÇ O MÃO
    66. 66. DIVISÃO DO CORPO HUMANO: MEMBROS INFERIORE SRAIZ PARTE LIVRE QUADRIL COXA PERNA PÉ
    67. 67. Tecido: Do ponto de vista da biologia, um tecido é um conjunto de células especializadas, iguais ou diferentes entre si, separadas ou não por líquidos e substâncias intercelulares, que realizam determinada função num organismo multicelular. Órgão: Conjunto de tecidos que evoluiu para realizar uma determinada função biológica. Aparelho: formam os sistemas. Sistema: Na biologia, um sistema ou sistema orgânico é um grupo de órgãos que juntos executam determinada tarefa. Alguns sistemas comuns, como aqueles presentes em mamíferos e outros animais, e vistos na anatomia humana, são aqueles como o sistema circulatório, o sistema respiratório, o sistema nervoso, etc.
    68. 68. Tecidos, o que são? • Tecido é um grupo de células integradas que desempenham uma determinada função. 1= •     Tipos de tecidos: Epitelial Conjuntivo Muscular Nervoso 2= Exemplos: 1= Tecido conjuntivo sanguíneo 2=Tecido epitelial - Epiderme
    69. 69. Cada órgão De que são formados os órgãos? é formado por um conjunto de tecidos que se integram para executarem uma função. Coração – Tecido Muscular Estriado Cardíaco – Função: contrair s para bombear o sangue pelo corpo. Estômago – Tecidos epitelial, tecido muscular liso, tecido conjuntivo... Função: produzir suco gástrico e realizar a digestão
    70. 70. De que são formados os sistemas? Cada sistema é formado por um conjunto de órgãos que se integram para executarem uma função específica. Exemplos Sistema Digestório, Sistema Urinário, Sistema Respiratório ...
    71. 71. SISTEMA Ósseo ou esquelético É constituído por um total de 206 ossos. FUNÇÃO: • Sustentação e conformação do corpo; • Proteção de órgãos internos como:
    72. 72. Proteção de órgãos internos
    73. 73. •Local de armazenamento de Ca (cálcio) e P (fósforo);
    74. 74. •Local de armazenamento de Ca (cálcio) e P (fósforo); •Local de produção de células sanguíneas (na medula óssea);
    75. 75. •Local de armazenamento de Ca (cálcio) e P (fósforo); •Local de produção de células sangüíneas (na medula óssea); •Sistema de alavanca que, movimentada pelos músculos, permitem o deslocamento do
    76. 76. CLASSIFICAÇÃO DOS OSSOS Osso longo Osso Laminar Osso Pneumático Osso Curto Osso Irregular
    77. 77. COLUNA VERTEBRAL 7 vértebras cervicais 12 vértebras torácicas 5 vértebras lombares 5 vértebras sacrais 4 vértebras
    78. 78. C lavícula Esterno Process o xifóide Ilíaco Patela Costela s Úmero Ulna Rádio Fêmur Fíbula Tíbia
    79. 79. Parieta l Frontal Occipita l Esfenóide Temporal Temporal
    80. 80. Manúbrio do Esterno Esterno Caixa torácica Processo Xifóide
    81. 81. ARTICULAÇÕES: Articulações são estruturas que servem para unir dois ou mais ossos. Elas também permitem a realização de movimentos.
    82. 82. Movimentos: - Flexão
    83. 83. Movimentos: - Flexão - Extensão
    84. 84. Movimentos: - Flexão - Extensão - Rotação
    85. 85. SISTEMA Os músculos são elementos MUSCULAR corpo. activos do movimento do A musculatura não apenas torna possível o movimento como determina a posição e a postura do esqueleto.
    86. 86. Tipos de músculos: Esquelético - - Liso - Cardíaco
    87. 87. SISTEMA RESPIRATÓRIO É uma característica dos seres vivos, pois o O² é importante para a energia celular. Obtemos o O² do ar que
    88. 88. FUNÇÃO: Responsável pela respiração, isto é:
    89. 89. FUNÇÃO: Responsável pela respiração, isto é: •Fornecimento de o² para ser distribuído pelo sangue a todas as células do corpo;
    90. 90. FUNÇÃO: Responsável pela respiração, isto é: •Fornecimento de o² para ser distribuído pelo sangue a todas as células do corpo; •E a eliminação de CO² do organismo.
    91. 91. Divisão: Vias aéreas superiores: •Nariz •Fossas nasais •Faringe •Laringe
    92. 92. Divisão: Vias aéreas inferiores: •Traquéia •Brônquios •Alvéolos pulmonares •Pulmões
    93. 93. IMPORTANTE: IMPORTANTE Manter as vias aéreas desobstruídas.
    94. 94. A hematose, que é a troca gasosa, ocorre a nível de alvéolos pulmonares que é a passagem do O² dos alvéolos para o sangue, e o CO² do sangue para dentro dos alvéolos
    95. 95. Sistema Digestivo Destina-se à saída dos nutrientes (carboidratos, açucares, lípidos, gorduras, proteínas, vitaminas, sais minerais e água) dos alimentos para assegurar a vida celular.
    96. 96. FUNÇÃO: •Mastigação; •Deglutição; •Digestão dos alimentos; •Absorção dos nutrientes; •Eliminação de substâncias que não foram e não são aproveitadas pelo organismo.
    97. 97. Órgãos complementares •Glândulas salivares; •Fígado ; •Pâncreas.
    98. 98. SISTEMA CIRCULATÓRIO - O sistema circulatório é um sistema fechado, sem comunicação com o exterior. É constituído por um órgão central que é o:
    99. 99. SISTEMA CIRCULATÓRIO - Por tubos que são os vasos sanguíneos por onde passa o sangue .
    100. 100. FUNÇÃO - SISTEMA CIRCULATÓRIO • A função básica é de conduzir material nutritivo (nutrientes) e o oxigénio a todas as células do nosso organismo;
    101. 101. FUNÇÃO - SISTEMA CIRCULATÓRIO • A função básica é de conduzir material nutritivo (nutrientes) e o oxigênio a todas as células do nosso organismo; • Recolher do organismo substâncias tóxicas e em excesso que serão filtradas
    102. 102. Constituição: 1. CORAÇÃO : Funciona como uma bomba contrátil propulsora, para mandar sangue a todas as partes do corpo.
    103. 103. O CORAÇÃO REALIZA DOIS MOVIMENTOS: Sístole – Movimento de contração do músculo cardíaco. O sangue é impulsionado para os vasos sanguíneos.
    104. 104. O CORAÇÃO REALIZA DOIS MOVIMENTOS: Sístole – Movimento de contração do músculo cardíaco. O sangue é impulsionado para os vasos sangüíneos. Diástole – Movimento de relaxamento do músculo cardíaco. O coração enche-se de sangue.
    105. 105. 2. Vasos sanguíneos: Artérias: •São vasos sanguíneos que recebem o sangue sob pressão do coração para qualquer parte do corpo; •Elas pulsam; • As suas paredes são espessas; •Quando são cortadas, o sangue esguicha; • A maioria é mais profunda no corpo.
    106. 106. Veias: •São vasos sanguíneos que levam o sangue de qualquer parte do corpo para o coração; •Elas não pulsam; •As suas paredes são finas e flácidas; •Quando são cortadas o sangue escorre; •A maioria é mais superficial no corpo.
    107. 107. Capilares: •São vasos sanguíneos de calibre reduzido.
    108. 108. Sangue: •Responsável em levar para todas as células do nosso organismo substâncias nutritivas, hormónios, de que as células necessitam para viver e exercer as suas funções;
    109. 109. •O sangue recebe o oxigénio nos pulmões para o levar às células, e recebe das células o gás carbónico e leva-o para os pulmões para que seja eliminado;
    110. 110. •O sangue recebe o oxigênio nos pulmões para leva-lo às células, e recebe das células o gás carbônico e leva para os pulmões para que seja eliminado; •Recebe também, das células do corpo, resíduos ou escórias e deixa nos rins que os eliminará através da urina;
    111. 111. •O sangue recebe o oxigênio nos pulmões para leva-lo às células, e recebe das células o gás carbônico e leva para os pulmões para que seja eliminado; •Recebe também, das células do corpo, resíduos ou escórias e deixa nos rins que os eliminará através da urina; •O sangue é responsável pelo equilíbrio térmico;
    112. 112. •O sangue recebe o oxigênio nos pulmões para leva-lo às células, e recebe das células o gás carbônico e leva para os pulmões para que seja eliminado; •Recebe também, das células do corpo, resíduos ou escórias e deixa nos rins que os eliminará através da urina; •O sangue é responsável pelo equilíbrio térmico;
    113. 113. O veículo é o sangue, que é composto por: Parte líquida - Plasma (nutrição) Parte sólida - Hemácias (células vermelhas) transporte de gases. - Leucócitos (células brancas) defesa. - Plaquetas Coagulação.
    114. 114. É através do sangue que levamos a “energia da vida” para todas as células de todos os tecidos do corpo.
    115. 115. É através do sangue que levamos a “energia da vida” para todas as células de todos os tecidos do corpo. ENTÃO: “qualquer alteração no sistema circulatório, acarretará uma dificuldade de nutrição, oxigenação, defesa e coagulação dos tecidos, podendo levar ao sofrimento e morte celular.”
    116. 116. Grande circulação E Pequena circulação
    117. 117. Sistema Sensorial Os órgãos dos sentidos colocam o organismo humano em contato com o mundo exterior.
    118. 118. É C O Tato Visão N S T I T U Í D O P O R Olfato Paladar Audição
    119. 119. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS Diversos seres podem parasitar o organismo humano, causando prejuízos consideráveis à saúde ou até mesmo ocasionando a morte. As doenças parasitárias humanas são, entre outras, aquelas provocadas por vírus, bactérias, protozoários e vermes.
    120. 120. I. Alguns conceitos  Agente etiológico: agente causador da doença   Vetor: o agente transmissor da doença  Hospedeiro intermediário: aquele que abriga a fase assexuada/juvenil do parasita. Hospedeiro definitivo: aquele que abriga a fase sexuada/adulta do parasita. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS
    121. 121. II. Doenças causadas por vírus  São chamadas viroses.  Reservatórios naturais: animais portadores do vírus (não o ser humano), mas que não o transmitem. Exemplo: a raiva, transmitida principalmente por cães, gatos e morcegos.  Outros exemplos de viroses: aids, gripe, sarampo, catapora, dengue, febre amarela, caxumba, varíola, rubéola, hepatites A, B e C, poliomielite, Sars.  As doenças virais podem ser transmitidas por meio de secreções (como saliva, sangue e esperma). Algumas delas podem ser prevenidas pela vacinação. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS
    122. 122. III. Doenças causadas por bactérias  As bactérias se instalam: • entre as células dos tecidos; • nas superfícies dos órgãos; • nas cavidades dos órgãos. Algumas bactérias são parasitas intracelulares obrigatórios.  Bactérias oportunistas: só causam doenças quando o sistema de defesa do hospedeiro está debilitado.  Exemplos de doenças bacterianas: cólera, tuberculose, tétano, meningite meningocócica, hanseníase, botulismo, sífilis, gonorreia, febre maculosa, leptospirose, coqueluche, difteria, febre tifoide.  Tratamento das infecções bacterianas: é feito com antibióticos.  Prevenção de muitas doenças causadas por bactérias: é feita pela vacinação. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS
    123. 123. IV. Doenças causadas por protozoários • São genericamente chamadas protozooses. • Na malária, o ser humano é considerado o hospedeiro intermediário, e o mosquito, o hospedeiro definitivo no ciclo do protozoário. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS
    124. 124. IV. Doenças causadas por protozoários CICLO DO Plasmodium vivax, CAUSADOR DA MALÁRIA Representação sem escala DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS
    125. 125. V. Doenças causadas por vermes  São genericamente chamadas verminoses. Os principais vermes que infestam o organismo humano pertencem aos filos: • Platyhelminthes (vermes achatados); • Nematelminthes (vermes cilíndricos). DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS
    126. 126. V. Doenças causadas por vermes DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS
    127. 127. V. Doenças causadas por vermes Na esquistossomose, na teníase e na filariose, o ser humano é o hospedeiro definitivo do parasita. Os hospedeiros intermediários são, respectivamente: o caramujo, o porco (T. solium) ou o boi (T. saginata) e o mosquito Culex. CICLO DA TÊNIA DO PORCO (Taenia solium) DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS Representação sem escala
    128. 128. VI. Dinâmica das doenças parasitárias  Epidemia: aumento súbito de uma doença em uma população  Endemia: ocorre quando uma doença se mantém praticamente constante numa determinada região.  Pandemia: acontece quando uma doença atinge mais de um continente, em uma onda epidêmica que pode se prolongar por anos.  Surto: um caso particular de epidemia, em que todos os casos estão relacionados entre si. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS
    129. 129. EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 3 (Unicamp-SP) Notícias recentes informam que, no Brasil, há mais de quatro milhões de pessoas contaminadas pela esquistossomose. A doença, que no século passado era comum apenas nas zonas rurais do país, já atinge mais de 80% das áreas urbanas, sendo considerada pela Organização Mundial de Saúde uma das doenças mais negligenciadas no mundo. A esquistossomose é causada pelo Schistosoma mansoni. a) O ciclo do Schistosoma mansoni, acima esquematizado, está dividido em três fases. Em qual das três fases ocorre a infestação do homem? Explique como ocorre a infestação. RESPOSTA: A infestação ocorre na fase 2 (meio aquático), em que a cercária penetra ativamente a pele do homem. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS – NO VESTIBULAR
    130. 130. EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 3 b) O S. mansoni pertence ao filo Platyhelminthes, assim como outros parasitas, como Taenia saginata, Taenia solium e Fasciola hepatica. Esses parasitas apresentam características relacionadas com o endoparasitismo. Indique duas dessas características e dê sua função. RESPOSTA: Estruturas de fixação dentro do hospedeiro, como ventosas e ganchos; produção de grande número de ovos, resistentes a condições externas, aumentando a probabilidade de sobrevivência das espécies; presença de cutícula resistente a substâncias produzidas pelo hospedeiro; sistema digestório incompleto ou ausente, absorvendo nutrientes diretamente do hospedeiro. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS – NO VESTIBULAR
    131. 131. EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 5 (Fuvest-SP) Em entrevista concedida à revista eletrônica ComCiência, publicada pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, Carlos Vogt afirmou: a) O controle da proliferação de mosquitos é uma medida adotada para combate a doenças. Para qual(is) da(s) cinco doenças citadas no texto acima essa estratégia pode ser efetiva? RESPOSTA: Essa estratégia é efetiva para as doenças que apresentam um mosquito como vetor. Das doenças citadas,a febre amarela, a leishmaniose, a malária e a dengue seriam prevenidas com o controle da proliferação de mosquitos. b) Distribua as cinco doenças em grupos, de acordo com o tipo de agente causador. Justifique os grupos formados. RESPOSTA: Febre amarela e dengue são doenças virais; as outras são causadas por protozoários. Dessa forma, há dois grupos: Grupo I: doenças virais (febre amarela e dengue) Grupo II: protozooses (malária, leishmaniose e doença de Chagas). DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS – NO VESTIBULAR
    132. 132. EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 11 (UFMS) A teníase é uma parasitose com ocorrência frequente na história da humanidade, e o homem atua como único hospedeiro definitivo. São conhecidas duas espécies: Taenia solium e Taenia saginata, cujas formas adultas são encontradas no intestino delgado. Sobre essa parasitose, é correto afirmar que: (01) o gênero Taenia spp. apresenta o corpo em forma de fita, com ventosas na porção denominada escólex ou escólice, e numerosas proglotes contendo os órgãos reprodutivos masculino e feminino; é, portanto, hermafrodita. (02) a infecção por essas espécies, no homem, ocorre pela ingestão de carne suína ou bovina, contendo as formas metacestoides viáveis, respectivamente, de Taenia solium e da Taenia saginata. (04) o homem pode se infectar com ovos das formas adultas de Taenia saginata, quer seja por autoinfecção ou não, desenvolvendo assim a cisticercose nos tecidos. (08) o aspecto mais importante do parasitismo por Taenia solium, nos humanos, é o risco do desenvolvimento da cisticercose, sendo a mais grave aquela com localização cerebral. DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS – NO VESTIBULAR
    133. 133. EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 11 (16) a infecção dos suínos e bovinos ocorre quando os animais têm acesso às áreas alagadas, contaminadas com as cercárias, as quais penetram ativamente na pele e, pela corrente circulatória, atingem os tecidos onde se desenvolvem até a forma de metacestoide (cisticercose). (32) os caramujos aquáticos atuam na dispersão e na manutenção da infecção no ambiente, sendo fundamentais na epidemiologia dessa parasitose. Soma: 01 + 02 + 08 = 11 DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS – NO VESTIBULAR
    134. 134. EXERCÍCIOS ESSENCIAIS 15 (UFSCar-SP) Existem diversas doenças que afetam o homem e que são causadas por agentes patogênicos, tais como vírus, bactérias e protozoários. Com relação a esses agentes, existem medidas profiláticas como, por exemplo, lavar bem alimentos que são ingeridos crus, o combate a insetos transmissores e o uso de agulhas e seringas esterilizadas. Essas medidas profiláticas seriam úteis, respectivamente, no combate da a) leishmaniose, dengue e tifo. b) hepatite B, tifo e leishmaniose. c) amebíase, febre amarela e hepatite B. d) amebíase, sífilis e dengue. e) leishmaniose, dengue e hepatite B. RESPOSTA: C DOENÇAS PARASITÁRIAS HUMANAS – NO VESTIBULAR

    ×