Endomarketing

697 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
697
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Endomarketing

  1. 1. Como alinhar o pensamento das pessoas aos objetivos estratégicos da empresa? ENDOMARKETING
  2. 2. As muitas visões do Endomarketing A comunicação e o marketing interno estão diretamente relacionados com a gestão de pessoas nas empresas. Gestão de pessoas é a atividade gerencial que visa à integração dos indivíduos que atuam numa determinada organização. A felicidade depende diretamente da pessoa. Uma empresa é formada por pessoas. Quanto mais pessoas felizes trabalharem nela, melhor será o seu clima organizacional. A vida das pessoas é formada por tantos aspectos, uma mesma pessoa desempenha tantos papéis, que se torna impossível atribuir a uma empresa a responsabilidade de motivá-la.
  3. 3. O termo endomarketing foi registrado no Brasil em 1996 pelo consultor de empresas Saul Faingaus Bekin. Para Saul Bekin, o endomarketing tem como objetivo realizar e facilitar trocas, construindo lealdade no relacionamento das pessoas com seu cliente interno, compartilhando seus objetivos, cativando e cultivando certa harmonia para fortalecer as relações interpessoais e, principalmente, a comunicação interna. Fazer endomarketing nada mais é do que oferecer ao colaborador educação, atenção e carinho, tornando-o bem preparado e mais bem informado, a fim de que se torne uma pessoa criativa e feliz, capaz de surpreender, encantar e entusiasmar o cliente.
  4. 4. O objetivo do endomarketing é criar uma consciência empresarial (visão, missão, princípios, procedimentos etc.), dentro de um clima organizacional positivo. O propósito é transformar o colaborador em facilitador para consolidar a imagem da empresa e o seu valor para o mercado. Endomarketing – todo e qualquer esforço da empresa no sentido de estabelecer, com seus empregados, um relacionamento produtivo, saudável e duradouro. Hoje, todos os conceitos trabalhados internamente pelas empresas têm a ver com vida. São eles: saúde, segurança, meio ambiente, responsabilidade social, comportamento, qualidade, produtividade, sustentabilidade entre outros.
  5. 5. Bendito seja o público interno “Você pode criar e construir o lugar mais maravilhoso do mundo, mas você ainda precisará das pessoas para transformar esse sonho em realidade.” Walt Disney No marketing interno, embora os canais, instrumentos e ações sejam planejados para atingir coletivamente grupos de funcionários, segmentados de acordo com a estrutura da empresa, deve haver um esforço no sentido de fazer com que a pessoa se sinta única. Existem diversos segmentos de público interno dentro de uma mesma empresa: Empregados contratados – o público denominado empregados contratados deve ser segmentado por cargo e função. Existem empresas que possuem vários níveis de lideranças. Profissionais terceirizados – nem sempre é considerado público interno das empresas.
  6. 6. Aposentados – não pode ser mais produtivo, mas é formador de opinião sobre a empresa na qual trabalhou. Consultores – o grupo de consultores externos também pode ser considerado um segmento de público interno da empresa, uma vez que não apenas interage com ela, mas participa das decisões estratégicas. Acionistas – os que se envolvem na administração da empresa e os que ficam á distância e enxergam as ações apenas como instrumentos de renda. Família – existe uma pressão muito grande pela continuidade dos negócios e nem sempre as pessoas da família estão preparadas para dar continuidade ao que os patriarcas empreendedores começaram e mantiveram até então. Outros – São vários os tipos de público interno que podemos encontrar numa empresa, dependendo do seu porte e setor de atuação. Existem empresas que representam uma determinada comunidade ou cidade. É preciso conhecer muito bem o público interno e reconhecer suas características básicas e essenciais para conseguir atingi-lo.
  7. 7. Cada conceito no seu lugar A comunicação é base para qualquer relacionamento humano. A forma como a empresa se comunica com seus públicos externo e interno contribui fortemente para a construção de sua imagem. Comunicação Interna – ação de tornar comum: objetivos, estratégias e resultados. É a técnica utilizada para alinhar o pensamento das pessoas às políticas, estratégias e diretrizes da empresa. Informação e Integração são os dois caminhos utilizados pelo endomarketing para a motivação de pessoas. Ações de endomarketing são atividades e eventos voltados para a informação e a integração do público interno.
  8. 8. Demandando Endomarketing Atualmente, empresas de todos os portes e segmentos de atuação demandam programas e ações de endomarketing. Essas empresas podem ser agrupadas da seguinte forma: •Empresas que desejam fazer endomarketing, mas não sabem por onde começar. Não existe uma visão clara em relação ao assunto, o que dificulta completamente o início de um processo. •Empresas que possuem um objetivo definido e que acreditam que a comunicação e o marketing interno podem ajudá-las a acelerar o processo. •Empresas que já possuem esforços e ações de endomarketing, porém isolados e desintegrados e que desejam organizar o processo dentro de um mesmo posicionamento.
  9. 9. Um padrão para a comunicação de recursos humanos – As empresas, na sua maioria, possuem uma política de recursos humanos. O que não existe é uma comunicação de recursos humanos, através da qual possam ser divulgados assuntos como: política de cargos e salários, programas de treinamento, programas de carreira e desenvolvimento, benefícios, incentivos etc. O Marketing de benefícios – é uma importante parte do endomarketing e tem sido uma das grandes demandas por parte das empresas. As pessoas somente reconhecem os benefícios de uma determinada empresa quando vão trabalhar em outra que não oferece os mesmos benefícios. A empresa precisa utilizar todos os canais e instrumentos de comunicação interna para lembrar aos colaboradores sobre o que oferecem em termos de benefícios. A informação como um benefício – Benefício é tudo aquilo que é oferecido ao público interno para que ele tenha uma maior qualidade de vida e bem estar.
  10. 10. As 150 melhores empresas para você trabalhar Encontrar o nome da empresa nessa edição passou a ser objeto de desejo da área de recursos humanos. O objetivo deve ser sempre o relacionamento empresa/empregado. Não é a Revista Exame que coloca uma empresa entre “As 150 melhores...” e, sim a percepção positiva do público interno retratada nas suas respostas. O marketing de incentivos É um esforço isolado com início, meio e fim. Para motivar uma pessoa a qualquer ação, é preciso conseguir acionar a sua mente e o seu coração. A padronização do atendimento ao público Esta tem sido mais uma das grandes descobertas do endomarketing: padronizar sistemas e processos de atendimento, disseminando atitudes e conceitos a serem utilizados no contato com o cliente.
  11. 11. A sensibilização para um determinado programa ou ação Uma demanda que têm sido muito constante é a sensibilização para que as pessoas participem das pesquisas de clima e de ambiência organizacional. Algumas empresas conseguem que apenas um porcentual muito baixo do público interno emita sua opinião. A informação capaz de gerar um sentido para o trabalho realizado Quando as pessoas sabem o que estão produzindo, para que serve, como será utilizado e, principalmente, quais os benefícios disso para o mundo, trabalham muito mais motivadas, além de fazerem a sua parte como cidadãos.
  12. 12. Encantando pelo conteúdo A informação é o produto da comunicação interna e a principal estratégia de aproximação da empresa com seu público interno. A informação deve ser transmitida com linguagem simples e clara, permitindo uma leitura rápida e eficaz. Deve ser exposta em lugares estratégicos, estar acompanhada de apelos visuais, terem padronização e periodicidade. Para momentos de falta de informação inédita, a empresa deve ter materiais prontos que sirvam para reforçar conceitos, princípios, valores etc. A consistência de um esforço de endomarketing acontece exatamente pelo seu conteúdo que deve ser coerente com a gestão, com a atitude da direção da empresa, com a imagem de marca de seus produtos e serviços e com o nível cultural e social da maioria dos funcionários.
  13. 13. Empresas que possuem processos integrados e sistemáticos de comunicação interna costumam estabelecer grupos de conteúdos a serem trabalhados. Corporativo (da empresa para o público interno das unidades, lojas, filiais ou franquias) e Locais (da unidade, loja, filial ou franquia para o seu público interno). À medida que a relação empresa/empregado se desenvolve, torna-se necessária a segmentação de públicos e conseqüente especificação de mensagens. Endomarketing serve exatamente para isso: dar valor e visibilidade para a informação, permitindo que o público interno a reconheça de forma positiva, independente de qual seja o conteúdo.
  14. 14. Formatando a Idéia O interesse das pessoas pela comunicação interna está diretamente associado ao conteúdo, ao que se quer comunicar. Além de conquistar credibilidade, uma informação precisa ser transparente, ter agilidade, ser repassada através de um canal ou instrumento de visual arrojado e contar com um bom nível de descontração. A forma, assim como o conteúdo, precisa ter coerência com a gestão da empresa, com a atitude da sua direção, com a imagem de marca de seus produtos e serviços e com o nível cultural e social da maioria de seus funcionários. Tenho ouvido muito a expressão “isso vai acabar”, quando as pessoas se referem à comunicação interna feita em papel. Por mais que os meios eletrônicos e digitais tenham evoluído, a comunicação interna continua muito concentrada no papel. Devemos utilizar os meios eletrônicos e digitais como complementares.
  15. 15. Informação: principal caminho para a motivação Qual o produto ou serviço trocado no processo da comunicação interna? A informação é o produto da comunicação interna e o “objeto de valor” que se estabelece na relação empresa/empregado. Empresa e público interno trocam a informação que, no final, acabará por beneficiar o cliente. A informação, como produto da comunicação interna, serve para envolver funcionários num esforço único de aderência às estratégias e objetivos da empresa como o propósito de gerar diferenciais de qualidade para o consumidor final. A informação, dentro de uma empresa, é de domínio da sua direção. É ela que toma a decisão que, mais tarde, vai transformar-se em informação para ser enviada, através das mais diversas formas, para as demais partes da pirâmide organizacional.
  16. 16. Juntando pessoas, áreas, unidades e empresas A integração é, sem dúvida, decorrente de um bom processo de informação. Não há nada que desintegre mais do que níveis diferentes de informação, especialmente quando algumas pessoas a utilizam como forma de poder. A integração entre áreas é um pouco mais difícil, em função de os objetivos não serem os mesmos e, na maior parte das vezes, a estrutura e o funcionamento também não. A integração é mais difícil em empresas que possuem muitas unidades ou lojas. Infelizmente, a integração não é decorrente de aspectos positivos como, por exemplo, a troca de experiências e, sim, decorrente de boatos e de posições (via e-mail ou por telefone).
  17. 17. Uma das maiores dificuldades do endomarketing está na questão geográfica, pois é bem mais fácil desenvolver qualquer processo de comunicação quando todo o público está no mesmo lugar. As empresas têm sofrido para encontrar formas de promover a integração do público interno. A empresa só deve investir em integração, após ter investido em informação. Como integrar pessoas, áreas e processos, se o colaborador não domina as informações mais básicas sobre a empresa? Como integrar pessoas, áreas e processos, se o colaborador sequer conhece a dimensão da empresa? Como integrar pessoas, áreas e processos, se o colaborador sequer se sente integrado à empresa na qual trabalha?
  18. 18. Liderança: o melhor caminho para a informação A informação segue dois caminhos: Por meio das lideranças; e Por meio de canais, instrumentos e ações. Liderança: primeiro e principal caminho para o conteúdo da comunicação interna. Os líderes devem ser capazes de promover o direcionamento da informação, ter uma visão empresarial ao repassá-la e fazer com que ela sirva de fator de motivação para o público interno. Papel de intermediários entre a direção da empresa e a base da pirâmide organizacional.
  19. 19. Para manter o pessoal motivado, concentrado e na direção certa, o líder também precisa estar motivado, concentrado e na direção certa. Os líderes mais respeitados são aqueles que possuem habilidades de comunicação. São aqueles capazes de identificar e satisfazer as necessidades legítimas de seus liderados e utilizam a comunicação para quebrar as barreiras existentes neste sentido. Quanto mais tempo fora de sua sala estiver um líder, mais contatos diretos de comunicação face a face ele estará fazendo. O carisma é uma característica fundamental para a comunicação face a face.
  20. 20. Motivação: uma responsabilidade a ser dividida A felicidade completa somente pode ser alcançada se houver equilíbrio nos ambientes: pessoal e profissional. A motivação é um processo com intensidade, direção e persistência dos esforços de uma pessoa para o alcance de uma determinada meta. O que as empresas desejam hoje, é mais do que motivação. É engajamento. As empresas desejam ter empregados engajados para obterem maiores níveis de qualidade, maiores índices de produtividade e, principalmente, um excelente atendimento ao público.
  21. 21. Nunca espere 100% de resultado Ao adotar um processo de comunicação interna, a empresa nunca deve esperar 100% de resultado em nível de informação, integração, motivação e/ou engajamento. Dois grupos: os positivos e os negativos. O grande desafio das empresas, hoje, é transformar funcionários em aliados, sem esquecer que uma estrutura empresarial democrática depende basicamente da liberdade da informação, do incentivo à criatividade e do livre curso das idéias.
  22. 22. Ouvindo o Público Interno Ouvir as pessoas com o objetivo de: •Conhecer os sentimentos e as percepções do público interno como a empresa vem se comunicando com ele; e •Levantar necessidades de comunicação e marketing interno, identificando espaços a serem preenchidos em nível de informação e de integração.
  23. 23. O processo de diagnóstico é focado nos seguintes fatores: •Perfil do público interno; •Processo de informação; •Níveis de informação, de integração e de motivação; •Canais, instrumentos e ações de comunicação interna; •Comunicação interna informal; •Imagem interna da empresa; •Imagem externa da empresa; •Comunicação face a face; •Percepção sobre os programas corporativos; •Percepção sobre campanhas internas.
  24. 24. A técnica utilizada é a de grupos focais, que prevê a reunião de pessoas para discussão de assuntos colocados em pauta por um período de uma hora. Os grupos são heterogêneos, compostos por até quinze pessoas, representando todos os cargos e áreas da empresa, porém separado por nível: lideranças; chefias intermediárias; e base; tanto administrativas quanto operacionais. Retrato do sentimento e da percepção das pessoas em relação à empresa e seus processos.
  25. 25. As pessoas devem ter a oportunidade de falar, questionando, sugerindo e contribuindo com idéias e opiniões... Café com o Presidente, reuniões dos funcionários com a diretoria, concursos internos, caixa de sugestões, ombudsman interno? A informação deve descer, mas também subir. A comunicação interna é uma responsabilidade da empresa, assim como a definição, formato, periodicidade e outros detalhes dos canais instrumentos e ações. Obviamente, é importante contar com a participação do público interno. Mas não para tudo. Pesquisa de clima ou pesquisa de engajamento mostra a percepção e não a realidade.
  26. 26. Exemplos de Endomarketing
  27. 27. Missão, Visão e Valores
  28. 28. NESTLÉ Missão da Empresa Oferecer ao consumidor brasileiro produtos reconhecidamente líderes em qualidade e valor nutritivo, que contribuam para uma alimentação mais saudável e agradável, gerando sempre oportunidades de negócio para a Companhia e valor compartilhado com a sociedade brasileira. Valores da Empresa Pessoas em 1º lugar; Estreito Relacionamento de Nossas Marcas com o Consumidor; Liderança de Mercado e de Atitude; Qualidade Superior; Desempenho; Comprometimento; Respeito; Ética; Transparência.
  29. 29. TOYOTA Princípios da Toyota • Respeito pelos idiomas e leis de todos os países do mundo, com atividades transparentes e justas que demonstram suas ações de bom cidadão do mundo; • Respeitar a cultura e costumes de todos os países e contribuir para o desenvolvimento econômico e social através de atividades empresariais em cada comunidade; • Dedicar todos os esforços para criar produtos que mantenham a harmonia com o meio ambiente, para conseguir melhorar a qualidade de vida em todas as regiões em que a Toyota está presente;
  30. 30. • Criar e desenvolver tecnologias de ponta e oferecer excelentes produtos e serviços que satisfaçam as necessidades dos clientes de todo o mundo; • Estimular uma cultura empresarial que promova a criatividade individual e o valor do trabalho em equipe, gerando ao mesmo tempo a confiança mútua e respeito entre os trabalhadores de nível operário e de direção; • Incentivar o crescimento em harmonia com a comunidade global através de um gerenciamento inovador; • Colaborar com outras empresas visando conseguir um crescimento estável a longo prazo com benefícios mútuos.
  31. 31. PORTO SEGURO Missão Nossa missão é assumir riscos e prestar serviços, garantindo agilidade, por meio de um atendimento familiar que supere expectativas, a custos competitivos. Filosofia A Porto Seguro é o conjunto de pessoas formado por seus funcionários, dirigentes, acionistas, corretores e prestadores de serviços, que se orienta e se responsabiliza pelos seguintes valores, exemplos e compromissos: • Cooperação, trabalho, sinceridade e justiça são nossos valores fundamentais. • Funcionários, dirigentes, acionistas, corretores e prestadores de serviços são interdependentes, devendo lutar uns pelos outros. • A concórdia interna e externa deve ser alcançada por meio de princípios éticos. • O diálogo e a participação têm como objetivo estimular idéias e não atingir pessoas. • Todos têm o direito e o dever de expor sua opinião como contribuição dentro de uma conduta igualitária e ética.
  32. 32. • A busca da perfeição exige humildade, determinação e paciência. • Erros acontecem e devem ser corrigidos de imediato, com o sentido de oportunidade para melhoria e crescimento. • O trabalho deve ser visto como carreira e não como ocupação. • A dedicação de cada um não deve restringir-se às tarefas de sua função. • Postura de simplicidade, sem personalismo. • É nossa a responsabilidade pela manutenção de uma administração simples, informal, flexível, ágil e integrada. • Não se beneficiar da função para vantagens pessoais. • Criar oportunidades de trabalho produtivo e preparar sucessores capazes. • Buscar o desenvolvimento e a realização dos funcionários, corretores e prestadores de serviços. "De que vale fazer arranha-céus se não há mais almas humanas para morar neles". Érico Veríssimo
  33. 33. "Pessoas, serviços, lucros." Essas três palavras resumem a filosofia e a fórmula dos negócios da FedEx. Como se tivesse acabado de sair de um livro de administração, a filosofia interna e externa da FedEx é traduzida por treinamento e transferência de poder para os funcionários, atendimento ao cliente e rentabilidade. Segundo Frederick Smith, fundador e presidente da FedEx, o triângulo pessoas- serviços-lucros é na verdade um círculo "que prova que, quando os funcionários estão satisfeitos, prestam um serviço de nível superior aos clientes, que por sua vez nos recompensam com sua preferência, que gera nossos lucros". FedEx

×