Distribuição

2.149 visualizações

Publicada em

asfASD

Publicada em: Arte e fotografia
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.149
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
120
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Distribuição

  1. 1. CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO Praça do composto de Marketing
  2. 2. Prof. Rose Carvalhais Canal de Distribuição  TRANSAÇÃO DE MARKETING OFERTANTE COMPRADORCANAL ESCOA PRODUÇÃO AJUSTA OFERTA FACILITA A COMPRA
  3. 3. Prof. Rose Carvalhais A Natureza dos Canais de Distribuição  Canal de Distribuição: conjunto de organizações interdependentes envolvidas no processo de oferecimento de um produto ou serviço para uso ou consumo de um consumidor final ou usuário empresarial.  (Kotler, 2006)
  4. 4. Prof. Rose Carvalhais A Natureza dos Canais de Distribuição  Características:  Maior eficiência em oferecer mercadorias para mercados – alvo.  Os agentes intermediários, possuem contatos, experiência, especialização e escala operacional; a fim de realizar tarefas em melhores condições que a própria “fabricante”.  Transforma o sortimento de produtos fabricados em sortimento de produtos desejados pelo mercado.
  5. 5. Prof. Rose Carvalhais A Natureza dos Canais de Distribuição  Funções dos canais de distribuição: Na finalização das transações: intermediário informação promoção contato ajuste negociação
  6. 6. Prof. Rose Carvalhais A Natureza dos Canais de Distribuição  Funções dos canais de distribuição: Transações já finalizadas intermediário Distribuição física financiamento riscos
  7. 7. Prof. Rose Carvalhais A Natureza dos Canais de Distribuição  Funções dos canais de distribuição: Mesmo que o custo fique mais alto em função da participação de intermediário(s) no canal, sua execução ganhará em qualidade e eficiência, aumentando consideravelmente as chances de haverem outras transações.
  8. 8. Prof. Rose Carvalhais A Natureza dos Canais de Distribuição  Níveis de Canal (cada etapa de intermediário que realiza uma tarefa para aproximar o produto e sua posse do consumidor final) fabricante fabricante fabricante fabricante consumidor consumidor consumidor consumidor varejista varejista varejista atacadista distribuidor atacadista CANAIS DE MARKETING INDIRETO CANAL DE MARKETING DIRETO
  9. 9. Prof. Rose Carvalhais A Natureza dos Canais de Distribuição  Níveis de Canal fabricante Distribuidor industrial representantes/ Show rooms representantes/ Show rooms Distribuidor industrial Cliente industrial Cliente industrial Cliente industrial Cliente industrial fabricante fabricante fabricante CANAIS DE MARKETING EMPRESARIAL
  10. 10. Prof. Rose Carvalhais Formas de distribuição direta:  Vendas diretas ao cliente  Venda porta a porta  Venda por telefone  Venda por correio  Venda pela internet  Lojas de fábrica (outlets) A Natureza dos Canais de Distribuição
  11. 11. Prof. Rose Carvalhais Comportamento e Organização do Canal  Comportamento do Canal: Objetivos comuns a todos os integrantes. Especialização de funções para cada integrante. Pressuposto de que TODOS os integrantes atuem de maneira harmoniosa, uma vez que o sucesso dos membros depende do sucesso total do canal.
  12. 12. Prof. Rose Carvalhais Comportamento e Organização do Canal  Sistemas Verticais de MKT fabricante atacadista varejista consumidor consumidor varejista fabricante atacadista Canal Convencional de MKT. Sistema Vertical De MKT
  13. 13. Prof. Rose Carvalhais Comportamento e Organização do Canal  Sistema Vertical de Marketing (SVM)  Sistema unificado de atuação.  Foi criado a fim de controlar o comportamento do canal e gerenciar conflitos.  Um membro do canal é dono dos demais ou tem poder de exigir cooperação via contrato.  Qualquer um dos integrantes do canal pode ter o domínio sobre ele.
  14. 14. Prof. Rose Carvalhais Comportamento e Organização do Canal Tipos mais comuns de SVM: 1. SVM Corporativo (estágios sucessivos de produção e distribuição sob um único proprietário) 2. SVM Contratual ( interação entre diferentes empresas ao longo do canal, regulado por contratos entre elas).
  15. 15. Prof. Rose Carvalhais Comportamento e Organização do Canal Tipos mais comuns de SVM: SVM Contratual ( interação entre diferentes empresas ao longo do canal, regulado por contratos entre elas). 1. Franquia de varejista patrocinado pelo fabricante (ex.: Ford). 2. Franquia de atacadista patrocinado pelo fabricante(ex.: engarrafadoras da Coca-Cola) 3. Franquia de varejista patrocinado por empresa de serviços(ex.: Mc Donald´s, Hotéis)
  16. 16. Prof. Rose Carvalhais Comportamento e Organização do Canal Tipos mais comuns de SVM: 3. SVM administrado (coordena estágios sucessivos de produção e distribuição por meio do tamanho e poder de uma das partes e não por propriedade comum ou laços contratuais)  Fabricantes de marcas “campeãs”ou varejistas líder em seu segmento exercem forte influencia sobre todo o canal.
  17. 17. Prof. Rose Carvalhais Comportamento e Organização do Canal  Sistema Horizontal de Marketing: duas ou mais empresas se juntam em um mesmo nível para explorar uma nova oportunidade de marketing, em condições melhores que se atuassem sozinhas.  Atuar com concorrentes ou não – concorrentes(ex. Financeiras em varejos)  Ação conjunta temporária, permanente ou através da fundação de uma nova empresa (joint venture) ex.: Coca-Cola e Nestlé/ Coca-cola e Procter & Gamble- batatinhas c/Coca. ) –
  18. 18. Prof. Rose Carvalhais Comportamento e Organização do Canal  Sistema híbrido de Marketing ou Multicanais (uma empresa estabelece dois ou mais canais de MKT para alcançar um ou mais segmentos de clientes) produtor distribuidor revendedor varejista Segmento Empresarial 2 Segmento Empresarial 1 Segmento de Consumidor 2 Segmento de Consumidor 1
  19. 19. Prof. Rose Carvalhais Fabricante Atacadistas Comércio de massa Homecenters Comércio de materiais de construção Varejo especializado em pisos Empreiteiras Instaladores InstituiçõesConsumidores Exemplo de canais de marketing para pisos frios
  20. 20. Prof. Rose Carvalhais Fabricante Atacadistas Redes de lojas especializada s Redes de comércio em geral Lojas de departamento s Vendas por correio Supee- mercados Outros varejistas Consumidores 76% 24% 11% 27% 9% 8% 1% 20% Exemplo de canais de marketing para brinquedos
  21. 21. Prof. Rose Carvalhais Comportamento e Organização do Canal  Sistema híbrido de Marketing  Vantagem: amplia a cobertura de vendas de mercado e oferece maior personalização  Desvantagem: gera conflitos e competição entre os diversos canais, se não bem administrados.
  22. 22. Prof. Rose Carvalhais Comportamento e Organização do Canal  Conflito de Canal: divergências sobre as metas e funções de cada membro de um canal. Conflito horizontal: ocorre entre empresas do mesmo nível de canal. Conflito vertical: ocorre entre empresas de diferentes níveis dentro de um mesmo canal.
  23. 23. Prof. Rose Carvalhais Decisões de Projeto do Canal Identificação das principais alternativas: as empresas devem identificar os tipos de membros disponíveis para realizar suas tarefas de canal.  Força de vendas na empresa  Representante de vendas do fabricante  Distribuidores industriais
  24. 24. Prof. Rose Carvalhais Decisões de Projeto do Canal As empresas também devem determinar o número de membros do canal que utilizarão em cada nível: 1. Distribuição intensiva 2. Distribuição exclusiva 3. Distribuição seletiva
  25. 25. Prof. Rose Carvalhais Decisões de Gerenciamento do Canal  Seleção dos membros do canal (grau de atratividade de intermediários qualificados).  Motivação dos membros do canal (“clientes de primeira linha”).  Avaliação dos membros do canal
  26. 26. Desenvolva e explique formas de distribuição do produto: Qual a natureza do canal:  Níveis de Canais  Formas de Distribuição Decisões de Projeto do Canal:  tipos de membros disponíveis para realizar suas tarefas de canal.  Número de membros Comportamento e organização dos canais:  Como evitar conflitos Prof. Rose Carvalhais As questões devem ser baseadas no TIS
  27. 27. Prof. Rose Carvalhais Bibliografia  KOTLER, Philip. Armstrong. Administração . 12ª edição, Pearson, 2006

×