Universidade de Mogi das Cruzes (UMC)
23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 1
CONCEITOS E DEFINIÇÕES, POR CICILIA PERUZZO
23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 2
 Às 9h, no Estúdio deTelevisão
 Bate-papo com jornalistas daTV Diário
 Mirielly Castro
 SauloTiossi
 Tema: Os Desafio...
 Cada grupo deverá entregar 1 uma reportagem sobre Comunicação
Comunitária
 Base para o item 8 do Projeto – Fundamentaçã...
 Dividida em setores
 3 setores
23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 5
 1º Setor
 Setor Público
 Governo/Estado
 Dispõe (ou deveria dispor) sobre interesses ou utilidades
imediatas da comun...
 2º Setor
 Iniciativa Privada
 Mercado
 Setor Produtivo
 Interesses individuais
 Lucro
23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Ar...
 3º Setor
 Iniciativas privadas/particulares, mas de interesse
público
 Sociedade Civil Organizada
 Não Lucrativas
 A...
 3º Setor
 ONGs
▪ Grupo Social
▪ Formal e autônomo
▪ Ações de solidariedade no campo das políticas públicas
▪ Pressões p...
 3º Setor
 OSCIPs
▪ Organização da Sociedade Civil de Interesse Público
▪ Título fornecido pelo Ministério da Justiça às...
 3º Setor
 Entidades Filantrópicas
▪ Pessoa Jurídica
▪ Presta serviços à sociedade
▪ Sem fins lucrativos
▪ Legislação es...
 Os setores da sociedade
23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 12
 3º Setor
 Derivam dos movimentos populares
 Manifestações e organizações constituídas
▪ Objetivos:
▪ Promover a consci...
 Comunicação
 Entre si e seus públicos
▪ Usuários reais ou potenciais dos serviços, imprensa,
órgãos públicos ou aliados...
 Apropriação de técnicas
 Produção jornalística, radiofônica, RP etc.
 Apropriação de tecnologias
 Meios, veículos em ...
 Intencionalidades
 Opção política – colocar os meios de comunicação a
serviços dos interesses particulares
 Novas font...
 Comunicação dos marginalizados “não chega
a ser força predominante, mas desempenha
papel importante da democratização da...
 Déc. 70 e 80
 Contestação do status quo
 Conscientização política
 Transformação da sociedade capitalista
23/03/2014 ...
 Déc. 70 e 80
 Contestação do status quo
 Conscientização política
 Transformação da sociedade capitalista
 Temática ...
 E o que aconteceu com meios comunitários?
 Hoje
▪ Informação
▪ Educação
▪ Arte e Cultura (até Entretenimento)
▪ Prestaç...
 Momento propício para o desenvolvimento
 Efervescência do 3º setor
 GloCalização
23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | C...
 Tudo junto e misturado
 Formatos artesanais
 Modos grupais
 Canais massivos
 Meios digitais
23/03/2014 Prof. Ms. Agn...
 Comunitária, Alternativa ou Popular
 Pequena escala, porém expressiva, pois está em
todo lugar
23/03/2014 Prof. Ms. Agn...
 John Downing (2002)
 Mídia Radical
 Outros formatos: dança, vestuário, música, rádio,
teatro de rua, vídeo, botton, ca...
 Definição importante:
 “(...) não basta a um meio de comunicação ser
local, falar das coisas do lugar e gozar de
aceita...
 Comunicação Comunitária
 Gestada no contexto dos movimentos populares
 Produzida no âmbito das comunidades e de
agrupa...
 Princípios de comunidade
 Participação ativa, horizontal e democrática dos
cidadãos
 Propriedade e responsabilidade co...
 Conflitos
 Nomenclatura
 Ex.: Rádios Comunitárias
23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 28
23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 29
23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 30
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

14-03-18_Comunicacao-Comunitaria

447 visualizações

Publicada em

Conceito de Comunicação Comunitária + a importância do acesso à comunicação para os grupos marginalizados apresentados a partir de estudos feitos pela pesquisadora Cicilia Peruzzo.

Slides da disciplina Comunicação Comunitária, ministrada pela prof. ms. Agnes Arruda, aos alunos do 5º período de Jornalismo da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC).

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
447
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

14-03-18_Comunicacao-Comunitaria

  1. 1. Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 1
  2. 2. CONCEITOS E DEFINIÇÕES, POR CICILIA PERUZZO 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 2
  3. 3.  Às 9h, no Estúdio deTelevisão  Bate-papo com jornalistas daTV Diário  Mirielly Castro  SauloTiossi  Tema: Os Desafios de se Fazer Jornalismo Comunitário  Apresentação e discussão das melhores reportagens do Diário Comunidade 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 3
  4. 4.  Cada grupo deverá entregar 1 uma reportagem sobre Comunicação Comunitária  Base para o item 8 do Projeto – Fundamentação Teórica  Formato livre, no entanto, deve conter, ao menos:  1 fonte bibliográfica  2 fontes profissionais  2 fontes da comunidade  Reportagens para impresso devem vir diagramadas no formato do Página 1, de preferência com fotografias, contendo, em local escolhido pelo grupo, o expediente.  Reportagens eletrônicas devem vir em CD, DVD ou pendrive, acompanhadas de roteiro impresso com identificação do grupo e das fontes.  Entrega:  15 de abril de 2014 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 4
  5. 5.  Dividida em setores  3 setores 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 5
  6. 6.  1º Setor  Setor Público  Governo/Estado  Dispõe (ou deveria dispor) sobre interesses ou utilidades imediatas da comunidade ▪ Administrativo ▪ Legislativo ▪ Judiciário  Princípio: Supremacia do interesse público em face do interesse individual  Interesse protegido: Do Estado ou da Sociedade? 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 6
  7. 7.  2º Setor  Iniciativa Privada  Mercado  Setor Produtivo  Interesses individuais  Lucro 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 7
  8. 8.  3º Setor  Iniciativas privadas/particulares, mas de interesse público  Sociedade Civil Organizada  Não Lucrativas  Assistência Social  Lei 9.790 de 23/03/99 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 8
  9. 9.  3º Setor  ONGs ▪ Grupo Social ▪ Formal e autônomo ▪ Ações de solidariedade no campo das políticas públicas ▪ Pressões políticas em proveito de populações excluídas das condições da cidadania ▪ Não têm valor jurídico 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 9
  10. 10.  3º Setor  OSCIPs ▪ Organização da Sociedade Civil de Interesse Público ▪ Título fornecido pelo Ministério da Justiça às ONGs ▪ Facilitar o aparecimento de parcerias e convênios com todos os níveis de governo e órgãos públicos ▪ Permite que doações realizadas por empresas possam ser descontadas no imposto de renda 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 10
  11. 11.  3º Setor  Entidades Filantrópicas ▪ Pessoa Jurídica ▪ Presta serviços à sociedade ▪ Sem fins lucrativos ▪ Legislação específica ▪ Fundações ▪ Pessoa Jurídica ▪ Sem proprietário, titular, ou sócios ▪ Instituidor ▪ Destina recursos para fim específico 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 11
  12. 12.  Os setores da sociedade 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 12
  13. 13.  3º Setor  Derivam dos movimentos populares  Manifestações e organizações constituídas ▪ Objetivos: ▪ Promover a conscientização, a organização e a ação dos segmentos das classes subalternas, visando satisfazer seus interesses e necessidades.  Ex.: melhorar o nível de vida, promover o desenvolvimento educativo- cultural, contribuir para a preservação ou recuperação do meio ambiente, assegurar a garantia de poder exercitar os direitos de participação política etc.  Ampliar a conquista de direitos de cidadania  Pessoas individualmente  Conjunto de excluídos 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 13
  14. 14.  Comunicação  Entre si e seus públicos ▪ Usuários reais ou potenciais dos serviços, imprensa, órgãos públicos ou aliados, sociedade como um todo ▪ Necessidade -> Fortalecimento 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 14
  15. 15.  Apropriação de técnicas  Produção jornalística, radiofônica, RP etc.  Apropriação de tecnologias  Meios, veículos em si 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 15
  16. 16.  Intencionalidades  Opção política – colocar os meios de comunicação a serviços dos interesses particulares  Novas fontes de informação  Participação ativa do cidadão como protagonista do processo  Ampliação do número de canais  Inclusão de novos emissores  Processo educativo 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 16
  17. 17.  Comunicação dos marginalizados “não chega a ser força predominante, mas desempenha papel importante da democratização da informação e da cidadania” (PERUZZO, 2014, p. 2). 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 17
  18. 18.  Déc. 70 e 80  Contestação do status quo  Conscientização política  Transformação da sociedade capitalista 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 18
  19. 19.  Déc. 70 e 80  Contestação do status quo  Conscientização política  Transformação da sociedade capitalista  Temática incorporada nos grandes meios ▪ Linha editorial ▪ Meios segmentados 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 19
  20. 20.  E o que aconteceu com meios comunitários?  Hoje ▪ Informação ▪ Educação ▪ Arte e Cultura (até Entretenimento) ▪ Prestação de Serviço ▪ Divulgação de manifestações ▪ Etc. ▪ Demanda específica ▪ Realidade local ▪ Movimento ao qual está ligado ▪ Incorporação de novos meios ▪ Inovação 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 20
  21. 21.  Momento propício para o desenvolvimento  Efervescência do 3º setor  GloCalização 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 21
  22. 22.  Tudo junto e misturado  Formatos artesanais  Modos grupais  Canais massivos  Meios digitais 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 22
  23. 23.  Comunitária, Alternativa ou Popular  Pequena escala, porém expressiva, pois está em todo lugar 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 23
  24. 24.  John Downing (2002)  Mídia Radical  Outros formatos: dança, vestuário, música, rádio, teatro de rua, vídeo, botton, cartuns etc. 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 24
  25. 25.  Definição importante:  “(...) não basta a um meio de comunicação ser local, falar das coisas do lugar e gozar de aceitação pública para configurar-se como comunitário.” (PERUZZO, 2014, p. 3). 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 25
  26. 26.  Comunicação Comunitária  Gestada no contexto dos movimentos populares  Produzida no âmbito das comunidades e de agrupamentos sociais com identidades e interesses comuns  Sem fins lucrativos 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 26
  27. 27.  Princípios de comunidade  Participação ativa, horizontal e democrática dos cidadãos  Propriedade e responsabilidade coletiva  Identificação com a cultura e interesses locais  Poder de contribuir para a democratização do conhecimento e da cultura  Interesses das comunidades 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 27
  28. 28.  Conflitos  Nomenclatura  Ex.: Rádios Comunitárias 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 28
  29. 29. 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 29
  30. 30. 23/03/2014 Prof. Ms. Agnes Arruda | Comunicação Comunitária 30

×