Relatorio encontro regional das mulheres da amazonia

416 visualizações

Publicada em

Relatorio encontro regional das mulheres da amazonia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
416
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
240
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatorio encontro regional das mulheres da amazonia

  1. 1. Apoio: MULHERES NO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA AMAZÔNIA I Encontro Regional de Mulheres da Amazônia 30 Novembro – 3 Dezembro 2014 Informe Narrativo DIA 1: CONTEXTO AMAZÔNICO E O PAPEL DAS GRANDES EMPRESAS No primeiro dia do Encontro foi discutido o papel estratégico da região no âmbito nacional e internacional a partir de uma análise crítica das estratégias e projetos impostos a esses territórios. A atividade foi conduzida por Diana Aguiar, colaboradora do I. EQÜIT e da coordenação da campanha Paremos o Poder Corporativo (http://www.stopcorporateimpunity.org/?lang=pt-br), segundo o nome em inglês, Stop Corporate Impunity, que articula e fortalece as resistências locais frente à atuação das grandes empresas transnacionais no mundo inteiro. Durante a atividade destacou-se a importância estratégica dos recursos naturais presentes no território amazônico, enormes riquezas para as grandes empresas nacionais e internacionais que deram origem a inúmeros projetos de extração, aproveitamento e exploração dos mesmos. Madeireiras, mineradoras, empresas do agronegócio, da construção, energia, entre outras, vão definindo os confins e os rumos dos territórios e do desenvolvimento das terras amazônicas sem, na maioria dos casos, a participação dos povos que habitam aquelas terras. Durante o debate foram identificadas as principais partes interessadas, não só as grandes empresas, mas também as consultoras de licenciamento, as instituições públicas e os principais bancos públicos envolvidos. A seguir foi proposta uma atividade de grupo com a metodologia do “Rodizio de mesas” na qual as participantes discutiram de forma coletiva acerca de 3 perguntas: 1. Como enfrentar as grandes empresas?
  2. 2. Entre as respostas apontadas pelas mulheres estão: - a organização, o fortalecimento e a união dos movimentos sociais. - a importância da educação de base e do conhecimento da lei e da constituição federal - a capacidade de definir pontos positivos/negativos sobre a atuação da empresa - a conscientização e organização de atos públicos e ações concretas - parceria com ONGs e imprensa e afins. - a reivindicação dos direitos, mas também o reconhecimento dos deveres cidadãos ou da responsabilidade pública das empresas. - a coragem e a persistência 2. Como influenciar as políticas públicas e ações do governo? Entre as respostas dadas coletivamente se destacam: - estando organizadas em movimento - participando na construção/contribuindo na elaboração de leis e projetos - apresentando propostas - participando mais das bases nas audiências/seções públicas - indicando lideranças comprometidas com as lutas populares/sociais para os cargos públicos e acompanhando a política dos elegidos - protestando nas ruas e entregando documentos de reivindicação aos governos ou funcionários. - exigindo a presença de autoridades nos eventos - utilizando ministérios públicos para pressionar o governo a cumprir demandas populares - capacitando mais as bases sobre seus direitos e deveres 3. Como fortalecer as resistências e ampliar as alianças? Entre as soluções propostas aparecem: - com o fortalecimento da política social e de formação - o aprimoramento da informação/comunicação/divulgação/marketing - com lideranças que trabalhem com o coletivo - através do apoio das entidades parceiras (Formaper/LEF) fortalecer o projeto para o escoamento /formação de cooperativas/economia solidaria/feiras regionais - manter os encontros regionais - ampliando a comunicação coletiva - com formação técnica profissional - promovendo a educação formal - com rotatividade das lideranças - manifestação através de audiências públicas - organização de Feiras de Agricultura (Pressão sobre as Secretarias de Agricultura Familiar) - ampliando alianças com grupos de comunicação (carro volante) - com o fortalecimento dos grupos por trás dos movimentos
  3. 3. Trabalhos em grupo e apresentação dos resultados. DIA 2: 1 - APRESENTAÇÃO DAS PARCEIRAS DO PROJETO O segundo dia de atividades começou com a apresentação das organizações parceiras Formaper e LEF Italia que expuseram para as integrantes do projeto quais os objetivos, a missão, as atividades e os campos de atuação das respectivas organizações. As representantes das organizações parceiras comentaram sobre os projetos implementados conjuntamente em outros países, entre eles, Quirguistão, Rússia (na região da Sibéria) e as Seychelles entre outros. Esse momento se revelou muito interessante para as mulheres brasileiras; conhecer as realidades e experiências de outros grupos de mulheres em varias partes do mundo. 2 - RESULTADOS DOS DIAGNÓSTICOS PARTICIPATIVOS MUNICIPAIS E APRESENTAÇÃO DOS RELATÓRIOS DE DADOS SECUNDÁRIOS Dando seguimento à metodologia começada nos encontros estaduais, foram apresentados pelo I. Eqüit os Relatórios de Dados Secundários relativos a cada município e cópias impressas foram entregues às representantes dos municípios. Os relatórios contêm grande quantidade de dados estatísticos sobre educação, saúde, serviços públicos, vulnerabilidade social, economia, meio ambiente, entro outros. Foi apresentada sua estrutura e facilitada a leitura dos gráficos e das tabelas. Na parte da tarde as duplas de mulheres de cada município trabalharam na leitura e entendimento dos relatórios para encontrar informações úteis ao entendimento dos problemas locais e fazer uma comparação com os dados dos Diagnósticos Participativos que elas coletaram no nível local. Várias observações já foram levantadas durante esta primeira leitura, entre as quais a necessidade de obter maiores dados relativos à agricultura. Ficou entendido que os dois documentos serão a base para a construção do Relatório Municipal definitivo, e que isso representa o trabalho dos próximos meses de projeto, tanto do lado dos parceiros (Eqüit, LEF e Formaper), quanto dos grupos de mulheres que
  4. 4. compartilharão e trabalharão as informações com as companheiras dos respectivos municípios. Fundamental será neste sentido a comunicação e a coordenação entre o trabalho feito localmente e aquele feito pelas entidades que coordenam o projeto. DIA 3: COMUNICAÇÃO No terceiro dia de atividades dedicamo-nos a questões relativas à comunicação. Iniciamos os trabalhos com um panorama geral acerca de conceitos básicos, como o que é comunicar, quem comunica, o que são meios de comunicação de massa, sua influência e interesses, o que é a democratização da comunicação e qual a importância do Marco Regulatório nesse âmbito. Durante esse primeiro momento (toda a manhã) houve bastante diálogo por parte das participantes, que demonstraram interesse nos temas apresentados, engajando-se em expor suas perspectivas e acompanhando o desenrolar da conversa. Ainda, mostramos exemplos de propagandas e matérias tendenciosas, outras de cunho mais democrático, facilitando assim a assimilação dos conceitos passados. Após a pausa para o almoço, retomamos a discussão já focadas na importância da comunicação para o projeto que, no caso, se desdobra em comunicação interna e comunicação externa. Nesse momento, foram passadas as primeiras noções sobre como utilizar as ferramentas de comunicação próprias do projeto para a circulação de informações:  INTERNA através principalmente dos grupos de email divididos por Estado: o Amazonas: mdsamazonas@googlegroups.com o Maranhão: mdsmaranhao@googlegroups.com o Pará: mdspara@googlegroups.com  EXTERNA através do blog do projeto (http://mulheresnaamazonia.blogspot.com.br/ no qual a ideia é que as próprias participantes tenham acesso e subam materiais – vídeo, áudio, artigos, convocações...), do site de apresentação do projeto (http://mulheresnaamazonia.org.br) e do folder do projeto, do qual foi preparada uma proposta inicial pelo I. Eqüit a ser discutida e finalizada com as participantes. Foram ainda criados emails para todas as participantes que ainda não possuíam um endereço virtual. Depois do panorama sobre a importância da comunicação e articulação das informações, tanto para o projeto quanto para o fortalecimento das mulheres local, regional e nacionalmente, finalmente partimos para o exercício, colocando em prática as diversas formas de mídia. Nesse sentido, fizeram-se grupos divididos por interesse para que cada um produzisse um material: uma declaração, um vídeo, a finalização do folder – desde sua arte até o texto contido –, e uma matéria elaborada a partir de fotografias das próprias participantes.
  5. 5. O resultado foi exibido por cada grupo, engajados na proposta com criatividade e gerando interessantes materiais, alguns deles já disponíveis na internet. Grupo de Trabalho Folder do Projeto Apresentação Grupo de Trabalho Produção Audiovisual Grupo de Trabalho Produção de uma “Declaração” Apresentação Grupo de Trabalho Grupo de Trabalho sobre matéria fotográfica DIA 4: RECAPITULAÇÃO E PRÓXIMOS PASSOS  Dona Eunice nos lembra da importância de assumir o compromisso com o trabalho coletivo. 1 – PRIMEIRO PASSO: SOCIALIZAR com as COMPANHEIRAS Na volta ao Município fazer a recapitulação do encontro com as companheiras do grupo local utilizando a programação do encontro em Belém, lembrando as atividades realizadas em cada dia. 2- SEGUNDO PASSO: ESTUDAR E ESMIUÇAR OS DIAGNÓSTICOS
  6. 6. DRP dos municípios + Relatórios de Dados Secundários Após debate com as companheiras locais, definir e nos enviar o que vocês acham que ficou faltando nos dados secundários ou nos próprios Diagnósticos municipais. Fazer uma tabela com duas colunas para que fique registrado: DPR Relatórios Eqüit Ex. Faltam dados sobre educação. Ex. Faltam dados sobre agricultura. … … 3- TERCEIRO PASSO: FOCAR NOS TEMAS E NAS QUESTÕES Começar a pensar nas prioridades do município 4- QUARTO PASSO: REFAZER O DIAGNÓSTICO MUNICIPAL 5- QUINTO PASSO: DIVULGAR O QUE ESTAMOS FAZENDO TODAS JUNTAS! Encaminhamentos e Tarefas: - Marcamos o próximo encontro para Abril - Definir data entre 15 e 21 de Abril - Aprofundar temas específicos das mulheres/de gênero - Agendar debate sobre o tema das mudanças climáticas Lembretes para equipe Eqüit: Mandar a programação do encontro para as listas – estamos enviando Fazer o relatório de Brejo Grande do Araguaia – feito e enviado Complementar os relatórios com a parte de agricultura – estamos fazendo e enviaremos semana que vem

×