Adolescência 213

7.564 visualizações

Publicada em

1 comentário
5 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.564
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
255
Comentários
1
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Adolescência 213

  1. 1. Faculdade da Serra Gaúcha Adolescência Conceitos e Definições CURSO DE PSICOLOGIA Profª. Ms. Viviane Medeiros Pasqualeto
  2. 2. ADOLESCÊNCIA  A palavra Adolescência deriva do substantivo latino adollacentia (crescer ou crescer em direção à maturidade)
  3. 3. Conceitos de Adolescência“ Etapa evolutiva do desenvolvimento, onde culmina o processo maturativo biopsicossocial do indivíduo”.
  4. 4. Conceitos de Adolescência  “ transição no desenvolvimento, que acontece entre a infância à vida adulta,ocasionando mudanças físicas, cognitivas e psicossociais”.
  5. 5. Conceitos de AdolescênciaÉ uma etapa universal – peculiaridades de acordo com a cultura. É um fenômeno psicológico e social.O adolescente é um sujeito em vias de transformação, imerso em um processo profundo de revisão de seu mundo interno e de suas heranças infantis, visando a adaptação ao novo corpo.
  6. 6. AdolescênciaOMS divide em 3 fases:Adolescência inicial (10 a 14 anos) – caracterizadas pelas transformações físicas (puberdade e as alterações psíquicas decorrentes das mesmas.Adolescência Média (14 a 16-17 anos) – atenção principalmente voltada para as questões que envolvem a sexualidade.
  7. 7. Adolescência Adolescência final (17-20 anos) – entre os pontos mais importantes , destaque para o estabelecimento de novos vínculos com os pais, a questão profissional, a aceitação do novo corpo e dos processos psíquicos do mundo adulto.
  8. 8. Desenvolvimento Físico na Adolescência O COMEÇO DA PUBERDADE: alterações hormonais hormônios sexuais  a puberdade costuma durar aproximadamente 4 anos em ambos os sexos, podendo começar até 3 anos antes nas meninas.
  9. 9. Desenvolvimento Físico na Adolescência Caracteres sexuais primários: Nas MENINAS a mudança dos órgãos sexuais,inicialmente, acontece internamente, portanto, não são visíveis (ovário, tuba uterina, útero e vagina).Nos MENINOS, o primeiro sinal de puberdade é o crescimento dos testículos e do saco escrotal.
  10. 10. Desenvolvimento Físico na Adolescência Caracteres sexuais secundários: Aparecimento dos seios nas MENINAS (primeiro sinal mais evidente de puberdade), e ombros largos nosMENINOS. Há também mudança de voz, e na textura dapele (acne), desenvolvimento muscular e crescimento de pêlos púbicos.
  11. 11. Desenvolvimento Físico na Adolescência Caracteres sexuais secundários:Nos meninos, as mamas também poderão aumentar nesta fase. Isso é normal e poderá durar até 18 meses.Nas meninas ocorre a menarca (10-16 anos...)Então, nesta fase, a menina e o menino atingem maturidade sexual (nos meninos: é a produção de esperma – por volta dos 13 anos nas meninas é a menstruação).
  12. 12. Desenvolvimento Físico na AdolescênciaAtualmente a puberdade inicia mais cedo e a entrada para o mundo do trabalho acontece mais tarde;Instabilidade do humor e intensa afetividade nesta fase, tem relação com hormônios, e, também, idade, temperamento, época da puberdade, relação familiar...
  13. 13. Desenvolvimento Físico na Adolescência Estatura: estirão da adolescência (desencadeado pelos grandes acréscimos dos hormônios do crescimento)... 7 a 15 cm por ano
  14. 14. Desenvolvimento Físico na Adolescência Forma e proporção: as mãos e os pés crescem mais cedo, seguidos pelos braços e pernas... O tronco cresce mais lentamente  Assimetria do corpo... descoordenação
  15. 15. O cérebro adolescente Obra em progresso Mudanças dramáticas nas estruturas cerebrais envolvidas nas emoções, no julgamento, organização do comportamento e autocontrole  Ímpetos emocionais, comportamento de risco ou violento
  16. 16. O cérebro adolescente Os lobos parietal e temporal associados às áreas espacial, sensorial, auditiva e da linguagem, se desenvolvem na adolescência... O cérebro está bem equipado para lidar com desafios sociais e intelectuais. O córtex pré-frontal ainda está em desenvolvimento, o que pode explicar a impulsividade e as decisões imprudentes.
  17. 17. O cérebro adolescente O volume da substância cinzenta atinge o ápice na infância e diminui na adolescência As imagens de ressonância magnética ao lado mostram o grande volume de substância cinzenta (em vermelho) e os volumes menores (em azul e roxo). Essa sequência indica que as áreas que desempenham funções mais avançadas, como os lobos frontais, se desenvolvem depois.
  18. 18. O cérebro adolescente Em estudo recente, com imagens de ressonância magnética, monitorou-se as respostas cerebrais de adolescentes a uma série de imagens. Diante da fotografia de uma pessoa expressando medo, os voluntários adultos identificaram a emoção corretamente, mas muitos dos adolescentes notaram uma emoção diferente, como espanto ou raiva. Descobriu-se que eles usavam uma parte diferente do cérebro ao processar as informações emocionais.
  19. 19. Desenvolvimento cognitivo na Adolescência Estágio das Operações Formais de Piaget  Mais alto nível de desenvolvimento cognitivo  Pensamentos em termos abstratos  A partir de 11 anos, +-  Maneira mais flexível de manipular a informação  Símbolos  Metáforas
  20. 20. Desenvolvimento Cognitivo na Adolescência O pensamento formal é essencialmente hipotético- dedutivo: a dedução não mais se refere diretamente a realidades percebidas, mas a enunciados hipotéticos, isto é, a proposições que se referem a hipóteses ou apresentam dados apenas como simples dados, independentemente de seu caráter real: a dedução consiste, em ligar essas suposições e delas deduzir suas consequências necessárias, mesmo quando sua verdade experimental não ultrapassa o possível.
  21. 21. Desenvolvimento Cognitivo na Adolescência É essa inversão de sentido entre o real e o possível que, mais que qualquer outra propriedade subsequente, caracteriza o pensamento formal: em vez de apenas introduzir um início de necessidade no real, como ocorre nas inferências concretas, realiza desde o início a síntese entre o possível e o necessário, deduzindo com rigor as conclusões de premissas, cuja verdade inicialmente é admitida apenas por hipótese, indo assim para o real. (PIAGET, 1970, p.188)
  22. 22. Desenvolvimento Cognitivo na Adolescência Capacidade para lidar com a lógica combinatória e com problemas em que diversos fatores atuam simultaneamente. Capacidade de utilizar um segundo sistema de símbolos, um conjunto de símbolos para símbolos (por exemplo, álgebra). O futuro passa a ser tão real quanto o presente... Opções e possibilidades... Imaginações sobre papéis diferentes...
  23. 23. Desenvolvimento Cognitivo na Adolescência Capacidade de pensar sobre o pensamento, de olhar para dentro Conceituação do pensamento dos outros Embora consiga conceituar o pensamento dos outros, não consegue diferenciar os objetos para os quais são dirigidos esses pensamentos dos objetos que são foco de sua própria preocupação... Egocentrismo adolescente – audiência imaginária, acreditando ser sempre o foco de atenção.
  24. 24. Desenvolvimento Cognitivo na Adolescência Quando o jovem é muito crítico em relação a si mesmo, imagina que a audiência também será crítica... Como essa audiência é construída por si mesmo é evidente que aqueles aspectos mais suscetíveis é que serão observados
  25. 25. Desenvolvimento Cognitivo na Adolescência Desejo de privacidade: reação ao sentimento de estar sob o olhar crítico das outras pessoas
  26. 26. Desenvolvimento Cognitivo na Adolescência Admiração por si mesmos... Audiência mais afetuosa... Dificuldade em diferenciar o que ele crê ser atraente e o que os outros admiram é responsável por muito da extravagância desses jovens no que diz respeito ao vestuário, aos cortes e coloração dos cabelos
  27. 27. Desenvolvimento Cognitivo na Adolescência Egocentrismo em relação ao sexo oposto  Cuidado com o visual  Maior preocupação em ser observado do que observar o outro
  28. 28. Eu e os crocodilos
  29. 29. Aspectos imaturos do pensamento adolescente, Elkind Segundo o psicólogo David Elkind (1984, 1998), a imaturidade do pensamento se manifesta pelo menos de 6 maneiras características:  Idealismo e criticismo  Tendência à discussão  Indecisão  Hipocrisia aparente  Autoconsciência  Ser especial e invulnerabilidade
  30. 30. Síndrome Normal da Adolescência Descrita por Knobel e Aberrastury como conjunto de comportamentos considerados anormais ou patológicos em outra fase do desenvolvimento. Esta síndrome apresenta-se com as seguintes características:
  31. 31. Síndrome Normal da Adolescência1. Busca de si mesmo e da identidade adulta: mudança corporal, modificações de atitudes, física e do manejo do corpo.2.Tendência grupal: desloca o sentimento de dependência dos pais para o grupo de companheiros e amigos, obedecendo as regras grupais em relação a tudo.
  32. 32. Síndrome Normal da Adolescência3.Necessidade de intelectualizar e fantasiar: manipulação de idéias, pensamento abstrato, capacidade de pensar o mundo de forma imaginária, criação de idéias, capacidade de fantasiar,capacidade de introjetar, preocupação com princípios éticos,filosóficos e sociais.4.Crises religiosas: atitudes de ateísmo ou misticismo, ambas como situações extremas e cheia de fanatismos.
  33. 33. Síndrome Normal da Adolescência5.Evolução sexual: desde o auto-erotismo até a heterossexualidade.6.Atitude social reivindicatória: através de sua atividade e sua força tenta modificar a sociedade.7.Contradições sucessivas em todas as manifestações da conduta.8.Separação progressiva dos pais.9.Constantes flutuações do humor e do estado de ânimo.
  34. 34. Características Psicológicas Impulsividade Oscilações de humor Onipotência Recolhimento Crítica Contestação acentuada
  35. 35. Identificação com o grupo de iguaisConflito com a geração precedente
  36. 36. O processo adolescenteRedefinição da imagem corporal (corpo infantil X corpo adulto). Processo de separação individuação (mudança no tipo de vinculo). Elaboração de lutos referentes à perda da condição infantil.
  37. 37. Reorganização de valoresAquisição da imagem corporal definitiva Estruturação final da personalidade
  38. 38. A adolescência é:Momento de reorganização, muitas mudanças em pouco tempo.Questionamento a respeito de quem eu sou, o que eu quero para mim, o que eu gosto, como serei no futuro, o que é esperado de mim... A onipotência como forma de negociação e defesas pelo momento pelo qual estão passando.
  39. 39. Profundo mergulho para dentro do seu mundo interno – revisão das relações de sujeito com os pais da infância. Ex: Devaneios, isolamento no quarto, diários, etc...
  40. 40. Na adolescência o jovem se dá conta da não onisciência dos pais. O jovem passa a enxergar os pais de uma outra perspectiva – ansiedade confusional.- Se meus pais não sabem tudo, quem sabe? Eu devo saber? Quem eu sou?
  41. 41. Tenta resolver essas questões, bem como a dor psíquica resultante dessas descobertas e dessas perdas.
  42. 42. Tarefa desenvolvimental na Adolescência Definição da Identidade sexual Relação afetiva duradoura Moral própriaRelação recíproca com a geração precedente Capacidade para assumir compromissos profissionais
  43. 43. “... Os jovens são apaixonados, irascíveis e tendem a se deixar levar por seus impulsos, particularmente os sexuais, e nestesentido não conhecem a continência. Também são volúveis, e seus desejos inconstantes, além de transitórios e veementes. Levamtudo ao extremo, seja amor, ódio ou qualquer outra coisa. Acham que sabem de tudo...”Aristóteles, 384-322 a.C.
  44. 44. Maravilhas do Corpo Humano

×