MEDIDORES DE VAZÃO ESPECIAIS

MEDIDO R DE VAZÃO TÉRMI C O
( ANEMÔ M ETR O )

Salvador – BA
2014
APRESENTAÇÃO
Discentes:
 Jason Levy
 Jorge Ueiner
 Tauã Henrique
 Victor Canabrava
 Victor Said
Docente: Hugo Antônio...
INTRODUÇÃO
Medidores de Vazão Especiais são caracterizados por efetuar
medição por inferência de outras variáveis. Os medi...
PRINCÍPIO FÍSICO

D I F E R E N C I A L C O N S TA N T E D E T E M P E R AT U R A ,
VA R I A Ç Ã O D A R E S I S T Ê N C I...
PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO

Diferencial Constante
de Temperatura
Variação da Resistência Elétrica
Variação da Corrente Elé...
DESCRIÇÃO FUNCIONAL

ANEMÔ M ETR O:
MEDIDO R ES DE VAZÃO POR TEMPE R AT U R A
DESCRIÇÃO FUNCIONAL
 Indicado para medir fluxos de gases e líquidos

Medidor de Vazão Térmico inserido em uma tubulação, ...
DESCRIÇÃO FUNCIONAL
 Constituído por dois sensores de temperatura;

 ∆ T (Diferencial de temperatura);

Sensores de temp...
DESCRIÇÃO FUNCIONAL
 1º Caso: não há fluxo, ou seja, não há vazão.

Sensores inseridos na tubulação contendo um
fluido es...
DESCRIÇÃO FUNCIONAL
 2º Caso: Fluido em movimento, ou seja, há vazão.

Sensores inseridos na tubulação contendo
fluido em...
DESCRIÇÃO FUNCIONAL
 As características do gás influencia no efeito de

resfriamento.

Moléculas do gás retirando partes ...
Fluxograma do Efeito de Resfriamento
R1

R2

I
I

T1

T2
PRINCÍPIO E DESCRIÇÃO FUNCIONAL

R

R
A

R1

R2
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

PRECISÃ O, TEMPO DE
RESPOSTA, REPETI B I LI D A D E, ETC.
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS











Mede vazão de gás em SCFM, Nm³/h, kg/h, outros.
Precisão para a Vazão.
Mede te...
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Medidor de Inserção
Medidor em Linha
Medidor Thermal padrão
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Dimensional de Medidor Thermal em Linha
INSTALAÇÃO

PROCEDI M EN TO OPERA CI O N A L DE
INSTALA Ç Ã O
INSTALAÇÃO
INSTALAÇÃO
CONCLUSÃO
Analisando todo o contexto abordado no presente seminário pode-se
concluir que o medidor de vazão térmico é um i...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS












ARAÚJO, Márcio Valério de. Sistemas de Medidas e Instrumentação. Disponív...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Medidor de vazão térmico

1.602 visualizações

Publicada em

Medidor de vazão térmico

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.602
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Medidor de vazão térmico

  1. 1. MEDIDORES DE VAZÃO ESPECIAIS MEDIDO R DE VAZÃO TÉRMI C O ( ANEMÔ M ETR O ) Salvador – BA 2014
  2. 2. APRESENTAÇÃO Discentes:  Jason Levy  Jorge Ueiner  Tauã Henrique  Victor Canabrava  Victor Said Docente: Hugo Antônio Disciplina: MVI Tema Geral: Medidores especiais de vazão Tema Específico: Medidor de vazão térmico Turma: 5822 – Unidade III Curso: Automação Industrial
  3. 3. INTRODUÇÃO Medidores de Vazão Especiais são caracterizados por efetuar medição por inferência de outras variáveis. Os medidores de vazão térmicos são um dos tipos de medidores especiais. Genericamente, pode ser denominado como sendo: Medidor de Vazão Térmico, Medidor de vazão por Convecção Forçada, Medidor de Vazão por Balanço Térmico, Anemômetro – princípio de funcionamento deste – ou Sensor de Fio Quente. Construtivamente, este instrumento é relativamente simples: caracteriza-se como sendo um tubo de mesmo diâmetro da tubulação, que possui dois termoresistores.
  4. 4. PRINCÍPIO FÍSICO D I F E R E N C I A L C O N S TA N T E D E T E M P E R AT U R A , VA R I A Ç Ã O D A R E S I S T Ê N C I A E L É T R I C A , VA R I A Ç Ã O D A C O R R E N T E E L É T R I C A , M E D I Ç Ã O D E VA Z Ã O
  5. 5. PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO Diferencial Constante de Temperatura Variação da Resistência Elétrica Variação da Corrente Elétrica Medição de Vazão
  6. 6. DESCRIÇÃO FUNCIONAL ANEMÔ M ETR O: MEDIDO R ES DE VAZÃO POR TEMPE R AT U R A
  7. 7. DESCRIÇÃO FUNCIONAL  Indicado para medir fluxos de gases e líquidos Medidor de Vazão Térmico inserido em uma tubulação, imagem ilustrativa.
  8. 8. DESCRIÇÃO FUNCIONAL  Constituído por dois sensores de temperatura;  ∆ T (Diferencial de temperatura); Sensores de temperatura do medidor de vazão térmico inseridos na tubulação, imagem ilustrada.
  9. 9. DESCRIÇÃO FUNCIONAL  1º Caso: não há fluxo, ou seja, não há vazão. Sensores inseridos na tubulação contendo um fluido estático imagem ilustrada.
  10. 10. DESCRIÇÃO FUNCIONAL  2º Caso: Fluido em movimento, ou seja, há vazão. Sensores inseridos na tubulação contendo fluido em movimento, imagem ilustrada.
  11. 11. DESCRIÇÃO FUNCIONAL  As características do gás influencia no efeito de resfriamento. Moléculas do gás retirando partes do calor do sensor aquecido, imagem ilustrativa.
  12. 12. Fluxograma do Efeito de Resfriamento R1 R2 I I T1 T2
  13. 13. PRINCÍPIO E DESCRIÇÃO FUNCIONAL R R A R1 R2
  14. 14. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PRECISÃ O, TEMPO DE RESPOSTA, REPETI B I LI D A D E, ETC.
  15. 15. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS          Mede vazão de gás em SCFM, Nm³/h, kg/h, outros. Precisão para a Vazão. Mede temperatura de processo do gás. ± 1% da leitura/ ± 0,2% para o fundo de escala. Sinal de saída de 4- 20 mA para vazão e temperatura. Repetibilidade. RS2321 para Palm Hendheld ou computador, RS422/ 4852± 0,2% F.E Modbus, Profibus-DP, DeviceNet & Ethernet. Tempo de Resposta. Invócrulo NEMA 4x3 projetado para áreas classificadas 0,9 segundos (one time constant)¹ como Classe I, DIV 2, Gr.B, C & D4 Precisão para a temperatura. Usinado em AISI 316; opcional em Hastelloy C2765. ± 1,8 °F (± 1,0 °C) para -40 a 300 °F (-40 a 149 °C); Alta sensibilizade- Detecção de vazamento. ± 3,6 °F (± 2,0 °C) para 300 a 500 °F (249 a 260 °C). Perda de carga desprezível. Velocidade mínima de 60 SFPM² (0,3 Nm/s) Sem partes móveis.
  16. 16. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Medidor de Inserção Medidor em Linha Medidor Thermal padrão
  17. 17. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Dimensional de Medidor Thermal em Linha
  18. 18. INSTALAÇÃO PROCEDI M EN TO OPERA CI O N A L DE INSTALA Ç Ã O
  19. 19. INSTALAÇÃO
  20. 20. INSTALAÇÃO
  21. 21. CONCLUSÃO Analisando todo o contexto abordado no presente seminário pode-se concluir que o medidor de vazão térmico é um instrumento de destaque, pois apresenta boas vantagens no que diz respeito à medição da vazão, como por exemplo, o seu tempo de resposta, erros, precisão na temperatura e vazão além dos custos de instalação e manutenção. Tendo o seu funcionamento baseado em cálculos estruturados e precisos, confere uma confiabilidade no que diz respeito à medição e controle, o que viabiliza e fornece ao processo certa estabilidade.
  22. 22. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS           ARAÚJO, Márcio Valério de. Sistemas de Medidas e Instrumentação. Disponível em: <http://goo.gl/iGJrCo>. Acesso em 3 de dez. 2013, 18h34min. Contechind (online). Disponível em: <http://goo.gl/fZRRlcf>. Acesso em: 08 de Janeiro de 2014. Contechind. Disponível em <http://goo.gl/RWY8dV>. Acesso em 07 de Janeiro de 2014. CORRÊA, L.A.C.; AMARAL, J. L. M. Utilização do princípio de convecção forçada no desenvolvimento de um: Medidor de vazão inteligente. X SBAI – Simpósio Brasileiro de Automação Inteligente. 18 a 21 de setembro de 201. São João del-Rei - MG - Brasil GOUVEIA, R. Medidor de vazão termal. Disponível em: <http://goo.gl/QTDOj2>. Acesso em: 04 de Janeiro de 2014. NETO, E. F. Et. al. Instrumentação Básica II: Vazão, Temperatura e Analítica. CPM – Programa de Certificação Pessoal e Manual. SENAI. Espirito Santo, 1999. Swagelock (online). Disponível em: <http://goo.gl/RBnI37>. Acesso em: 07 de Janeiro de 2014. Universidade de Brasília- UnB (online). Disponível em <http://goo.gl/iAZ9zf>. Acesso em: 07 de Janeiro de 2014. Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG (online). Disponível em <http://goo.gl/zbSZqN>. Acesso em 06 de Janeiro de 2014. Youtube. Disponível em: <http://goo.gl/9RP533>. Acesso em: 07 de Janeiro de 2014.

×