1183590403 3060.actuacao numa_emergencia

368 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
368
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
78
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1183590403 3060.actuacao numa_emergencia

  1. 1. Act uaçãoAct uação NumaNuma EmergênciaEmergência SOCORRISMO
  2. 2. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência Princípios básicos dos Primeiros Socorros P. A. S. PREVENIR ALERTAR SOCORRER Aplica-se a todas as alterações ou doenças, independentemente da sua gravidade.
  3. 3. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência Qualquer que seja o acidente, é dever do socorrista actuar rápida, calma e correctamente para:  Preservar a vida  Evitar o agravamento do estado da vítima  Ajudar ao seu restabelecimento
  4. 4. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência A melhor maneira de atingir estes objectivos é cumprir o plano de acção do socorrista: A melhor maneira de atingir estes objectivos é cumprir o plano de acção do socorrista:  Efectuar uma ABORDAGEM (P)  AVALIAR RAPIDAMENTE a situação e o sinistrado para fazer o DIAGNÓSTICO (A)  Prestar socorro imediato e adequado (S)
  5. 5. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência ABORDAGEM Deve ser feita de uma forma: •Rápida •Calma •Controlada ATENÇÃO NÃO CORRER RISCOS Regras Gerais Sempre que enfrentar uma emergência, use o bom senso, conheça as suas limitações e não tente fazer de mais.
  6. 6. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência AVALIAÇÃO DA SITUAÇÃO Factores a ter em conta: •Segurança para o sinistrado •Solicitar ajuda dos «mirones» •Determinar as prioridades •Pedir ajuda
  7. 7. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência SEGURANÇA - PREVENIR Diminua o risco de perigo para si, para a vítima e para quaisquer circunstante e tome precauções no sentido de evitar mais acidentes. No caso de: Acidente rodoviários Desviar o trânsito Colocar triângulo Risco de incêndio Desligar a ignição dos veículos / bateria Deitar terra ou areia em cima da gasolina ou óleo derramado Pergunte a uma vítima quantas pessoas se encontravam no veículo Procure crianças no interior do veículo Verifique a área em volta do veículo SOLICITE AJUDA PARA:
  8. 8. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência SEGURANÇA - PREVENIR Gases Venenosos Cortar a corrente Tome precauções necessárias para evitar novos choques Corte a saída de gás Assegure uma ventilação adequada Choque eléctrico Incêndio e desmoronamento de edifícios Retirar a vítima para local seguro Não correr riscos
  9. 9. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência SOLICITAR AJUDA Alguns circundantes podem ser extremamente úteis e capazes de ajudar o socorrista a: Estancar uma hemorragia grave A efectuar uma tracção de uma fractura Regular o trânsito Impedir as pessoas de se aproximar Pedir assistência
  10. 10. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência DETERMINAR AS PRIORIDADES DE SOCORRO ACHE - Asfixia, Choque, Hemorragia, Envenenamento A B C No sentido de determinar o estado do sinistrado pergunte «o que sucedeu?» Está Consciente Não Está Consciente A - Vias aéreas - desobstruir se necessário B - Ventilação - Ventilação Artificial C - Circulação - Compressão cardíaca externa ASFIXIA
  11. 11. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência DETERMINAR AS PRIORIDADES DE SOCORRO C Vítima inconsciente ou a ventilar ruidosamente Mantenha a vítima aquecida, sossegada e deitada até à chegada de socorros especializados CHOQUE E INCONSCIÊNCIA Posição Lateral de Segurança - PLS
  12. 12. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência DETERMINAR AS PRIORIDADES DE SOCORRO H Verificar se a vítima tem alguma hemorragia grave e estanque-a HEMORRAGIA E ENVENENAMENTOS Qualquer envenenamento pode determinar choque, asfixia e inconsciência
  13. 13. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência PEDIR ASSISTÊNCIA - ALERTAR Se precisar de assistência - ambulância, polícia, bombeiros, etc... INFORMAÇÕES IMPORTANTES Dirija-se a um telefone ou mande um circundante Número do telefone onde se encontra Localização exacta Tipo de acidente Tipo de assistência - quando especializada Número, sexo, idade aproximada Natureza das lesões
  14. 14. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência DIAGNÓSTICO HISTÓRIA - Narração de como o acidente se deu SINTOMAS - São as sensações que o sinistrado experimenta e lhe descreve (ex. dor) SINAIS - São os pormenores que terá de detectar dos seus sentidos (ex. hemorragias)
  15. 15. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência COMO REALIZAR UM EXAME Proceder rapidamente a um exame geral para detectar quaisquer ameaça vital Movê - la o mínimo possível Começar o exame pela cabeça Comparar sempre os dois lados do corpo da vítima Use todos os sentidos REGRAS A ATENDER:
  16. 16. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência COMO REALIZAR UM EXAME CABEÇA Verificação da ventilação À Procura de corpos estranhos
  17. 17. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência COMO REALIZAR UM EXAME CABEÇA Exame dos olhos Verificação do crânio Exame do nariz Verificação dos ouvidos
  18. 18. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência COMO REALIZAR UM EXAME Exame do pescoço Exame da coluna
  19. 19. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência COMO REALIZAR UM EXAME Exame das clavículas Exame das costelas
  20. 20. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência COMO REALIZAR UM EXAME Exame dos joelhos Verificação das ancas Verificação dos Tornozelos
  21. 21. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência SINTOMAS Dor Tonturas Desmaio Frio Calor Sede Náusea Fraqueza Perda temporária de consciência Perda de memória Sensação de osso partido Perda de movimento normal Perda de sensibilidade
  22. 22. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência SINAIS Ventilação Hemorrogia (tipo e volume) Feridas Corpos estranhos Coloração da face Edema Deformidade Hematomas Reflexos Reacções ao toque e ao som Incontinência Marcas de picada de agulha Socos de enjoo VISÃO
  23. 23. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência SINAIS Sensação de humidade Temperatura Pulsação Edema Deformidade Irregularidade Dorido Hálito Combustão (fumo) Gás Álcool TACTO OLFACTO AUDIÇÃO Respiração Gemidos Crepitação
  24. 24. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência PISTAS EXTERNAS VÍTIMA INCONSCIENTE Devem ser inspeccionados: (se possível em presença de uma testemunha) Os bolsos A carteira A pasta Por vezes a sua situação vem descrita num pequeno papel, medalhão, etc...
  25. 25. SOCORRISMO Act uação Numa Emergência RELATÓRIO Quando a vítima deixar de estar sob os seus cuidados, deve transmitir todos os cuidados prestados e sinais e sintomas observados assim como a história.

×