Mídia e novas mídias 3

6.282 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.282
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.337
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mídia e novas mídias 3

  1. 1. Mídia e novas mídias mba opet - junho 2014 NEYQUEIROZazevedo
  2. 2. / neyqueirozazevedo NEY@QUEIROZazevedo.com.br @neyqueiroz www.midiaeconsumo.com.br | www.rotaserutas.com.br professor pós fgv, OPET, PUC-PR, Positivo, unibrasil, ibpex, fag mestre [PUC.PR], graduado comunicação social e direito coordenador mba comunicação digital e curso publicidade e propaganda - unibrasil professor pesquisador “novos modelos de comunicação na era digital” coordenador do “projeto comunicativos” diretor executivo grupo wpm (outdoormídia + centermídia + green digital)
  3. 3. o repensar da mídia ooh
  4. 4. Mídia Digital OOH
  5. 5. Mídia Digital OOH
  6. 6. a tecnologia na mídia oohinteratividade, QR Codes, ...
  7. 7. impactos no dia-a- dia das pessoas
  8. 8. Mídia Exterior? Promo? ! ! ! ! ! Guerrilha? Guerra? Militar? Guerrilheiros?
  9. 9. A revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, nº 241,  traz na capa 40 dicas para o pequeno empresário crescer na crise. E a dica 4, acima, sugere o uso de marketing de guerrilha.
  10. 10. Quais são os conceitos base do Marketing de Guerrilha?
  11. 11. 1 Ações nada tradicionais
  12. 12. Ações nada tradicionais Marketing de guerrilha não é fazer ações interruptivas. É fazer ações que criam um diálogo com o consumidor, que o envolvam de uma forma que a propaganda tradicional não consegue e fazê-lo pensar como se estivesse participando de algo genuinamente inusitado. Ele quer vivenciar a marca, experimentar. Marketing de guerrilha é correr riscos.
  13. 13. 2 Baixo custo
  14. 14. Baixo custo O conteúdo criado é capaz de gerar o boca-a-boca, provocar notícias e atrair a atenção dos veículos de comunicação, gerando assim mídia espontânea. O Marketing de Guerrilha não está atrelado a compra de qualquer tipo de mídia.
  15. 15. 3 Alto impacto
  16. 16. Alto impacto
  17. 17. Quais são as principais ferramentas utilizadas pelo ! marketing de guerrilha?
  18. 18. Astroturfing Astroturfing são ações políticas ou publicitárias que tentam criar a impressão de que na realidade tratam- se de movimentos espontâneos e populares; ou seja, uma ação que busca ter cara de movimento espontâneo e popular.
  19. 19. Cases – Oi ‘Bloqueio Não’ Em 2007 a Oi criou uma campanha de Astroturfing para divulgar o benefício de vender celulares desbloqueados. Para isso, foi criado o site www.bloqueionao.com.br onde eram coletadas assinaturas online (foram mais de um milhão) e os consumidores podiam fazer depoimentos. ! A empresa só é mencionada no rodapé, onde há uma indicação "Defendem essa causa".
  20. 20. Emboscada A emboscada pode-se definir como um esforço planejado, para se associar indiretamente a um evento. O objetivo é ganhar ao menos algum reconhecimento, com um investimento muito menor, em contra partida aos esforços de um patrocinador oficial. ! Na teoria, a emboscada consiste na criação de ações no entorno ou dentro de eventos que chamem a atenção para outra marca. Isso, obviamente, sem pagar cotas de patrocínio.
  21. 21. michael johnson, olimpíadas de 1996
  22. 22. Durante a Eurocopa, em 2012, ficou famoso o caso do atleta dinamarquês Nicklas Bendtner, que foi punido pela UEFA por ter comemorado um gol contra Portugal exibindo uma cueca com propaganda do site de apostas Paddy Power. A "ideia brilhante" do jogador não demorou a ganhar punição: uma multa de 80 mil libras.
  23. 23. Marketing Invisível O marketing invisível tem como objetivo expor uma marca ao consumidor, fazendo-o interagir com um produto, sem ele perceber que se trata de uma experiência de comunicação. ! A interação com a marca deve ser tanto off-line, para a interação casual com o target, quanto on-line, através do monitoramento e da interação com o público em comunidades, redes sociais, blogs e fóruns na Internet.
  24. 24. Cases – Sony Ericsson
  25. 25. PR Stunt Os veículos de comunicação (rádios, revistas, jornais, tvs, sites e blogs) procuram incessantemente notícias e pautas para as suas publicações, havendo aí uma grande brecha para se conseguir mídia espontânea por meio da criação de um determinado fato que chame a atenção. ! O objetivo do PR Stunt é a criação de situações inusitadas e surpreendentes que gerem mídia espontânea.
  26. 26. Cases – Improv Everywhere
  27. 27. P&G Rio
  28. 28. ! RESUMINDO: Marketing de Guerrilha é um conjunto de estratégias - Pouco convencionais - Que geram mídia espontânea - De baixo custo - Onde o consumidor é impactado com pertinência. !
  29. 29. Existe 1 policial para cada 47 bandidos. Ação em parques com 47 "bandidos" correndo de 1 "policial"
 
 “9MM: São Paulo” é inspirada livremente em casos policiais e no resultado de vários meses de pesquisa, que incluíram entrevistas e depoimentos de policiais verdadeiros. Isto deu origem à primeira minissérie dramática da Fox, uma produção que revela as complexidades enfrentadas pela força policial para o cumprimento da lei em uma cidade tão intensa como São Paulo.
  30. 30. 05 A U L A
  31. 31. Guerrilha envolve riscos…
  32. 32. 05 A U L A ! Um movimento em prol de um mundo:
 Mais otimista.
 Mais sensível.
 Mais solidário.
 Muito mais feminino.
 
 Queremos que a vida seja muito mais cor-de-rosa.
 
 Pequenas atitudes tornam o mundo mais rosa. Conheça algumas:
 - Sorria mais
 - Olhe os problemas com mais leveza e otimismo
 - Seja mais gentil e paciente no trânsito
 - Estenda mais a mão a quem precisa de você
 - Diga mais "Eu te amo"
 - Brinque mais
 - Leve a vida menos a sério
 - Admire mais as diferenças
 - Ouça mais
 
 www.movimentorosa.com/ ! !
  33. 33. as marcas querem estar onde as pessoasestão! Independente da ferramenta.
  34. 34. Mas não basta mais apenas falar
  35. 35. Os consumidores querem dialogar
  36. 36. Os consumidores querem conteúdo
  37. 37. Os consumidores querem interagir
  38. 38. E o ambiente digital é perfeitopara isso!!!

×