Gabarito módulo 03

206 visualizações

Publicada em

gabarito

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
206
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gabarito módulo 03

  1. 1. Gabarito PROPRIEDADES COLIGATIVAS 04) 1 = Éter dietílico 2 = Etanol 3 = Solução aquosa de uréia Justificativas:Curva 3 = Elevação ebulioscópica (aumento da temperatura de ebulição) devido à presença de um soluto não volátil.Curvas 1 e 2 = A maior interação entre as moléculas de etanol, devido às ligações hidrogênio, resulta em uma temperatura de ebulição maior do que a do éter dietílico. 45) 1) Medir 24g de NaOH na balança 2) Dissolver o NaOH em água suficiente no béquer 3) Diluir a solução com água até 100 mL no cilindro graduado 47) a) 1,33 x 10 -13 mol/L b) 8 x 10 14 moléculas 48) 51) D→ [Cl - ] = 0,4 mol/L 53) a) 100mL b) 1) pipetar 100 mL de solução de partida 2) transferir para um balão volumétrico de 500 mL 3) completar o volume com água 71) 56) a) 2H2O2 → 2H2O + O2 b) 0,45 mol c) 0,9mol/L 57) a) Haverá passagem de solvente puro para as soluções.Osmose. b) Sim, acima de 100°C. Efeito ebulioscópico. 60) a) 300g b)200g 78)a) Na mesma temperatura, duas soluções isotônicas devem apresentar o mesmo número total de partículas de soluto (moléculas e/ou íons) por litro de solução. Vamos admitir 1,0L de cada solução e que ambas tenham d=1g/mL. SOLUÇÃO 0,9% de NaCl d = 1 g/mL 1,0 L → 1000 g MASSA DE NaCl 100g solução __________ 0,9 g NaCl 1000g solução _________ x g NaCl => x = 9 g NaCl QUANTIDADE EM MOL DE NaCl 1 mol __________ 58,5 g n mol __________ 9 g => n = 0,154 mol Como cada fórmula NaCl contém 2 íons: 2 . (0,154) = 0,3 mol SOLUÇÃO 5,5% DE GLICOSE massa de glicose em 1,0 L de solução = 55 g QUANTIDADE EM MOL DE GLICOSE 1 mol __________ 180 g n mol __________ 55 g => n = 0,3 mol Como as moléculas de glicose não ionizam (soluto molecular), cada litro de solução terá 0,3mol de partículas (moléculas) dissolvidas. Conclusão: ambas as soluções são isotônicas, já que apresentam o mesmo número (0,3mol) de partículas de soluto para cada litro do sistema. b) Uma solução de NaCl a 5,5% terá maior pressão osmótica que o fluido do interior da célula vermelha. Nessas condições, se essa solução for utilizada em injeção endovenosa, poderá provocar o murchamento das células vermelhas, já que passará água (osmose) de dentro delas (meio hipotônico) para fora (meio hipertônico). 79) a) O carbonato de cálcio insolúvel é transformado em acetato de cálcio solúvel. b) Osmose é a passagem do solvente através de uma membrana semipermeável no meio menos concentrado (hipotônico) para o meio mais concentrado (hipertônico). O fenômeno nos dois casos é osmótico O ovo sem casca incha na água, porque a água é hipotônica em relação ao conteúdo dele. Na salmoura, murcha, porque esta é hipertônica (maior pressão osmótica) em relação ao conteúdo do ovo.80) A pressão de vapor de uma substância aumenta com o aumento da temperatura. Quando a pressão de vapor se iguala à pressão local (pressão atmosférica), o líquido entra em ebulição; portanto, em um local onde a pressão atmosférica é 0,7atm, a água entra em ebulição em uma temperatura menor que 100°C. 81) a) Temperatura de ebulição do C2H5Cl ≈ 10°C; Temperatura de ebulição do HCCl3 ≈ 60°C. b) A adição de um soluto não volátil num líquido puro diminui a pressão de vapor do mesmo (tonoscopia). 82) a) - Líquidos puros - I e II - Mais volátil - I (menor PMV) b) II e IV - adição de solução não volátil diminui a PMV. 83) a) Observe o gráfico a seguir: b) Ocorre uma diluição diminuindo proporcionalmente as partículas de soluto em relação à solução. 84) a) IV < II < I < III b) C = 5,8 g/L 85) a) As células sangüíneas murcharão. b) 14,76 atm. 86) a) O solvente puro tem maior PMV, por isso que H2O(v) vai de I para II, através do ar que é a membrana semi- permeável.b) O ponto de congelamento no início é menor, pois possui maior nº de partículas dispersas, com a diluição o nº de partículas por unidade vai diminuindo e o ponto de congelamento vai aumentar.87) 0,0772mol/L 88) a) Aproximadamente 10°C. Unidade 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Dezena 0 B D C ABAIXO A C E C B 1 D FVFVF VFFVF VVFFV VFVFF FVVFV VVFFF VVFFV A B 2 A C B B D A E D C B 3 E A 192g FVFVV 27g VFVFF 76% 40mol VFVFF 32g 4 VFFVF 0,15 mol/L FFFVF FVVFF VVFVF ABAIXO VFVFV ABAIXO ABAIXO FVVVF 5 FVFVF ABAIXO FFVVF ABAIXO FVFVV FFVVV ABAIXO ABAIXO A VFFVV 6 ABAIXO D C C C D B B A E 7 D ABAIXO B FVFFF D FFVV FVFVF D ABAIXO ABAIXO 8 ABAIXO ABAIXO ABAIXO ABAIXO ABAIXO ABAIXO ABAIXO ABAIXO ABAIXO D
  2. 2. b) Devido às partes de hidrogênio existentes entre as moléculas do 1- butanol
  3. 3. 3 TERMOQUÍMICA Unidade 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Dezena 0 A FFFVF VVVVV C B A ABAIXO B A 1 E E 68kcal C VFVFV B FVFVV A FVVFF 57g 2 E VVFVV C C VVVVV FVFVV FVVFF VVFVF 3 ABAIXO ABAIXO FVFVV VFVFF ABAIXO D C FFFFV C A 4 D E B VFFVV A A C VFVVF VFVFV 5 VVFFF VFVFF E E B C A C D A 6 A B B VVVFV FVFVF 27 VVVFV B B VFVFF 7 C A C C C D FVFFV D E C 8 FFVFV 7) a) Δ Hr = - 206 kJ b) Δ Hf = - 189 Kj 29) a) C2H6O(l) + 3 O2(l) → 2 CO2(g) + 3 H2O(l) b) 1320 kJ.mol -1 30) a) H2(g) + ½ O2(g) → H2O(l) b) ΔHx = ΔH1 + ΔH2 + ΔH3 + ΔH4 33) CINÉTICA: 9) catalisador: Cl intermediár io: ClO 70) a) A variação do número de oxidação é igual a 3. b) O dicromato de amônio ((NH4)2 1+ (Cr2O7) 2- ) é um composto iônico, logo, necessita de alta energia de ativação para sua decomposição. Porém, como o calor de reação é elevado, libera muita energia para o meio externo (reação exotérmica), fazendo que o processo de decomposição continue espontaneamente. 72) a) O H2SO4 é o agente desidratante. Apesar da reação ter fatores termodinâmicos favoráveis, ela não ocorre na ausência do ácido devido à fatores cinético-químicos. b) Catalisador. 74- a) V = 78,75 kJ/min b) V = 0,089 mol/min c) m = 113,92 g Unidade 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Dezena 0 D C B A VFVFF FFFFF A FVVFV ABAIXO 1 30 27 VFFFV VFFVV A A VFFVF D VFVVF 2 FVVVF A VFVFF C B VFFVF B VVFFV FFFFV VFFFV 3 C B E B D C D C E D 4 07 FVFVV D A B C C FVVV A B 5 E A D VFVV D B D E D D 6 A C A E B C E B A VFFVF 7 ABAIXO D ABAIXO A ABAIXO ABAIXO ABAIXO ABAIXO ABAIXO ABAIXO 8 C reagentes produtos Complexo ativado Ea ∆E
  4. 4. 4 75- a) Catálise b) Diminui a energia de ativação. 76- a) A superfície de contato na limalha de ferro é bem maior que aquelas de barra de ferro. b) O níquel atua como catalisador. O hidrogênio absorvido na superfície do metal reage com eteno com maior velocidade. 77- a) V = k . [HBr] . [O2] b) 0,2 mol 78- a) C6H12O6(aq) + 6 O2(g) → 6 CO2(g) + 6 H2O(l) b) O abaixamento da temperatura diminui o metabolismo celular, abaixando a necessidade de oxigênio, ou seja, diminui a velocidade das reações químicas. Além disso, o abaixamento da temperatura aumenta a solubilidade do oxigênio no sangue. 79- a) CH2=CH2(g)+H2(g) → CH3-CH3(g) ΔH < 0 A reação é acelerada pela adição de níquel, paládio ou platina, pois esses metais promovem a catálise do processo, abaixando a energia de ativação da reação. b) Observe o gráfico a seguir: EQUILÍBRIO 10) [H2] = [I2] = 0,2 mol/L [HI] = 1,5 mol/L 15) 215 000 KJ 20) a) [NO] e [O2] aumentam e [NO2] diminui b) [NO] e [O2] diminuem e [NO2] aumenta 23) a) Catalisador. Participa das etapas do processo sem sofrer alteração qualitativa ou quantitativa. b) Não. A constante de equilíbrio para uma determinada reação depende apenas da temperatura. 32) a) desloca o equilíbrio para a direita. b) porque não há variação de volume. 33) a) Intestino - meio básico, desloca os equilíbrios de ionização do H3PO4 para a direita, aumentando a concentração de íons fosfato. b) 3 Ca 2+ (aq) + 2 PO4 3- (aq) ↔ Ca3 (PO4)2(s) 44) 77) a) Kp = (PH2 . PI2) / P 2 HI b) [H2] → diminuiu [I2] → diminuiu [HI] → aumentou 62) a) Favorece → reação endotérmica b) Favorece → contração volumétrica. Questões Abertas Unidade 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Dezena 0 VVVVV FVFVV FVVFF VFVFV FVFVF VVVVV VFFVV FVFVV B 1 ABAIXO VVFFF FFFFV 49 VFFVV ABAIXO 2,25 VFVVF FVVVF FVFVF 2 ABAIXO FFVVF FFVFV ABAIXO FFVVF FVFFV VFFFV VVFFF FVFFV FVFVV 3 FVVVF C ABAIXO ABAIXO A D B B E D 4 A D 60 D ABAIXO FFFVV C A C “C” 5 D A D D B B FVFFVV A Apenas I B 6 E FVFFV ABAIXO VFFFV C E
  5. 5. 5 66) a) CoCl2(s) + 2 H2O(g) ↔ CoCl2 . 2 H2O(s) b) úmido → rosa (equilíbrio deslocado para a direita) seco → azul (equilíbrio deslocado para a esquerda) 67) I) A adição de N2O4 causará deslocamento da posição de equilíbrio para a direita. A quantidade de NO2 irá aumentar. II) Quando a pressão no sistema diminui, o sistema responde produzindo mais moléculas do gás, o que faz a pressão aumentar, no sentido de reagir à variação. Uma vez que mais moléculas estão sendo formadas se N2O4 está se decompondo, a quantidade de NO2, no equilíbrio, irá aumentar. III) Sendo a reação endotérmica, pode-se escrever da seguinte maneira, onde calor aparece como reagente: Calor + N2O4(g) ↔ 2NO2(g) Uma vez que o aumento da temperatura é acompanhado por adição de calor, o sistema irá responde absorvendo calor - isto significa que o equilíbrio se deslocará para a direita. Deve-se notar, entretanto, que quando o equilíbrio se restabelece, existirá mais NO2 presente. IV) Um catalisador não tem efeito sobre o equilíbrio químico. O catalisador afeta a velocidade da reação, fazendo com que as reações alcancem o equilíbrio mais rapidamente. Assim, a quantidade de NO2, no equilíbrio, não sofrerá alterações. b) A única variação que afeta a Kc é a variação de temperatura. O aumento da temperatura (adição de calor) irá aumentar Kc para esta reação, que é endotérmica. 68) a) Reação II → variação do Nox b) Equilíbrio desloca para a direita devido a diminuição de íons H + 69) a) Kc = [CO2] [H2O] b) pCO2 = pH2O = 0,5 atm 70) a) Kp = P N2O4/P 2 NO2 b) No primeiro ambiente a temperatura era maior. 71) Kc = [H2O] 4 /[H2] 4 a) Direita, Princípio de Le Chatelier. b) Nenhum, Fe no estado sólido. c) Não desloca equilíbrio, apenas faz com que o equilíbrio seja atingido mais rapidamente. 72) É exotérmico, pois o aumento de temperatura desloca equilíbrio para lado endotérmico (esquerda). 73) a) Desloca o equilíbrio para a direita. b) Desloca o equilíbrio para a esquerda. c) Não desloca o equilíbrio. d) Desloca o equilíbrio para a direita "Princípio de Le Chatelier". 74) a) NO + 1/2 O2 ↔ NO2 ΔH = -56,6 kJ b) Diminuição da temperatura e aumento da pressão. 75) a) equilíbrio se desloca para a esquerda b) equilíbrio se desloca para a esquerda 76) a) 2CO(g) + 1O2(g) ↔ 2CO2(g) b) Pelo princípio de Le Chatelier, aumentando a pressão desloca o equilíbrio no sentido da reação que se dá com contração de volume.

×