SlideShare uma empresa Scribd logo
Revisão de
Química
Prof. Alcidênio Pessoa
Questão 1
(UFES) Na perfuração de uma jazida petrolífera, a pressão dos gases
faz com que o petróleo jorre para fora. Ao reduzir-se a pressão, o
petróleo bruto pára de jorrar e tem de ser bombeado.
Devido às impurezas que o petróleo bruto contém, ele é submetido a
dois processos mecânicos de purificação, antes do refino: separá-lo da
água salgada e separá-lo de impurezas sólidas como areia e argila.
Esses processos mecânicos de purificação são, respectivamente,
a) decantação e filtração.
b) decantação e destilação fracionada.
c) filtração e destilação fracionada.
d) filtração e decantação.
e) destilação fracionada e decantação.
separá-lo da água salgada: dois líquidos imiscíveis, decantação.
separá-lo de impurezas sólidas: sólido + líquido (heterogêneo), filtração.
Questão 2
Uma das estratégias da indústria cosmética na fabricação de
desodorantes baseia-se no uso de substâncias que obstruem os poros
da pele humana, inibindo a sudorese local. Dentre as substâncias
utilizadas, inclui-se o sulfato de alumínio hexahidratado, Al2(SO4)3.6H2O.
A configuração eletrônica correta do alumínio, tal como se encontra
nessa espécie química, é:
a) idêntica à do elemento neônio
b) 1s2 2s2 2p6 3s2 3p1
c) idêntica a do íon Ca2+
d) 1s2 2s2 2p3
e) (1s2 2s2 2p6)2
13Al 1s2 2s2 2p6 3s2 3p1
13Al+3 1s2 2s2 2p6
10Ne 1s2 2s2 2p6
Questão 3
O artesanato em cerâmica é característico de alguns municípios de
nosso Estado. O processo de produção das peças de barro envolve
misturar determinada quantidade de argila com água, resultando em
uma massa, que depois é aquecida. Os elementos mais freqüentes
nessas argilas são silício, oxigênio, alumínio, ferro, magnésio, potássio e
sódio. Com base nessas informações, é correto afirmar:
a) o silício é o mais eletronegativo e possui configuração eletrônica
[Ne] 3 s2 3 p3.
b) Todos os elementos têm o nível 2 totalmente ocupado.
c) o processo de produção da cerâmica necessita de altas
temperaturas, porque os elementos envolvidos demoram a
combinar-se devido as suas propriedades metálicas.
d) o alumínio possui 3 elétrons na camada de valência.
14Si
8O
13Al
26Fe
12Mg
19K
11Na
Eletronegatividade
1s2 2s2 2p6 3s2 3p2
[Ne] 3s2 3p2
a) Errada
1s2 2s2 2p4
b) Errada
c) Errada
1s2 2s2 2p6 3s2 3p1
d) Correta
Questão 47
Relacione a coluna da direita de acordo com a da esquerda para
caracterizar a interação que existe no estado sólido e, em
seguida, assinale a alternativa que contêm a seqüência coreta.
a) Ligação iônica. ( ) Ligação entre as moléculas de NH3.
b) Ponte de hidrogênio. ( ) Ligação entre as moléculas de CH4.
c) Forças de Van der Waals.( ) Ligação entre os átomos de Mg.
d) Ligação metálica. ( ) Ligação entre as moléculas de CO2.
e) Ligação covalente. ( ) Ligação entre os íons de Ca2+ e C–.
( ) Ligação entre os átomos no HC.
( ) Ligação entre as moléculas de H2.
( ) Ligação entre os átomos de C na grafite.
a) b – c – d – c – a – e – c – e
b) b – d – e – c – d – a – c – b
c) e – e – d – d – a – c – c – b
d) e – b – a – b – a – c – c – c
e) c – c – d – c – a – e – c – b
a) Ligação iônica. ( ) Ligação entre as moléculas de NH3.
b) Ponte de hidrogênio. ( ) Ligação entre as moléculas de CH4.
c) Forças de Van der Waals.( ) Ligação entre os átomos de Mg.
d) Ligação metálica. ( ) Ligação entre as moléculas de CO2.
e) Ligação covalente. ( ) Ligação entre os íons de Ca2+ e C–.
( ) Ligação entre os átomos no HC.
( ) Ligação entre as moléculas de H2.
( ) Ligação entre os átomos de C na grafite.
Moléculas de NH3: Podem formar pontes do hidrogênio.
b
Moléculas de CH4: São apolares e se atraem por forças de Van Der Waals.
c
Átomos de Mg: Metal + metal, ligação metálica.
d
Moléculas de CO2: São apolares e se atraem por forças de Van Der Waals.
c
Ligação entre íons: Ligação iônica.
a
Átomos no HCl: Hidrogênio + ametal, ligação covalente.
e
Moléculas de H2: São apolares e se atraem por forças de Van Der Waals.
c
Átomos de carbono: ametal + ametal, ligação covalente.
e
NH3 Produto
de limpeza.
CH4 Principal
componente do
gás natural.
Mg Usado nos antigos
flashes fotográficos.
CO2
principal
responsável
pelo
aqueciment
o global.
CaCl2 O cloreto de cálcio
tem um gosto
extremamente salgado e é
usado como ingrediente em
algumas comidas para dar
um gosto salgado sem que
aumente o conteúdo de
sódio da comida.
HCl usado para
limpeza e presente no
suco gástrico.
Grafite:
H2 combustível do futuro.
Questão 511
Quanto aos diferentes conceitos de ácidos e bases, qual das
proposições abaixo é correta?
a) Segundo a teoria de Brönsted-Lowry, os ácidos HCN e HSO4
– têm
como bases conjugadas, respectivamente, CN– e SO4
2–.
b) Na reação AlCl3 + Cl2 AlCl4
– + Cl+, o AlCl3 atua como ácido de
Brönsted-Lowry.
c) Na reação HCl(g) + NH3(g) NH4
+Cl–
(s), o HCl é classificado como
um ácido de Arrhenius.
d) Independente com quem reage, a água sempre se comporta
como base de Brönsted-Lowry.
e) Todos os ácidos de Lewis são também ácidos de Arrhenius e
Brönsted-Lowry.
Conceito de brönsted-lowry
Ácidos: são doadores de prótons (H+).
Bases: são receptores de prótons (H+).
Conceito de Lewis
Ácidos: são substâncias que podem aceitar pares de e-.
Bases: são substâncias que podem doar pares de e-.
Conceito de Arrhenius
Ácidos: são substâncias moleculares que em água sofrem
uma reação de ionização originando como câtion
H3O+ (hidrônio ou hidroxônio).
Bases: Bases são substâncias iônicas que em água sofrem
uma dissociação, originan-do como ânion OH–
(hidróxido, ou hidroxila ou oxidrila).
a) A base de brönsted é formada a partir dos ácidos pela
saída do H+ (próton), portanto:
ácido base
HCN CN–
HSO4
– SO4
2–.
Correta
b) Como ácido de Brönsted-Lowry é um doador de H+, o
AlCl3 não pode ser um ácido, pois não tem o H+ para
doar.
c) O conceito de Arrhenios só pode ser usado em reações
que envolvam a água (meio aquoso).
Nessa reação podemos usar o conceito de Brönsted-
Lowry
HCl + NH3 Cl- + NH4
+
ácido ácidobase base
d) A água é anfiprótica, ou seja, pode ser ácido ou
base, depende com quem reage.
H2O + CN– OH– + HCN
ácido ácidobase base
HClO4 + H2O ClO4
– + H3O+
ácido ácidobase base
e) Todos os ácidos de Arrhenius são de Brönsted e de
Lewis, mas nem todos de Lewis são de Arrhenius e de
Brönsted.
QUESTÃO 615
(Cesgranrio-RJ) O efeito estufa é um fenômeno de graves
conseqüências climáticas que se deve a altas concentrações de CO2
no ar. Considere que, em dado período, uma indústria "contribuiu" para
o efeito estufa, lançando 88 toneladas de CO2 na atmosfera. O número
de moléculas do gás lançado no ar, naquele período, foi
aproximadamente:
a) 1030.
b) 1026.
c) 1023.
d) 1027.
e) 1024.
m = 88 t de CO2 = 88 106 g de CO2
Qual o número de moléculas de CO2?
CO2
12 g
32 g
44 g/mol
44 g 6,0 1023 moléculas
88 · 106 g x
x = 12 · 1029 moléculas
2
x = 1,2 · 1030 moléculas de CO2
Questão 717
O clorato de potássio (KClO3) pode ser utilizado para a produção de
oxigênio em laboratório. Quando aquecido na presença de um
catalisador, o clorato se decompõe produzindo, além do gás
desejado, cloreto de potássio (KCl). O volume de oxigênio, medido nas
CNTP produzido quando um mol do clorato é consumido, é de:
a) 67,2 L
b) 39,2 L
c) 56,0 L
d) 33,6 L
e) 44,8 L
Escrever a equação balanceada:
KClO3 KCl + O22 32
1 mol V = ? Na CNTP
2 mols de KClO3 3 mols de O2
2 mols de KClO3 3 22,4 L de O2
ou
1 mols de KClO3 x
2 · x = 67,2
x = 33,6 L de O2
Questão 818
(UEL-PR) Considere as seguintes entalpias de formação em kj/mol:
Al2O3(s) = – 1670; MgO(s) = – 604.
Com essas informações, pode-se calcular a variação da entalpia da
reação representada por:
3 MgO (s) + 2 Al (s) 3 Mg (s) + Al2O3 (s)
Seu valor é igual a:
a) – 1066 kj.
b) – 142 kj.
c) + 142 kj.
d) + 1066 kj.
e) + 2274 kj.
H = Hfinal – Hinicial
H = [1 x (– 1670)] – [3 x (– 604)]
(– 1812)H = (–1670) –
1812H = – 1670 +
H = + 142 kj
Questão 919
(Fuvest-SP) benzeno pode ser obtido a partir do hexano por reforma
catalítica, Considere os dados abaixo:
Reação de combustão Calor liberado (kJ/mol de combustível)
H2 (g) + ½ O2 (g) H2O (l) 286
C6H6(l) + 15/2 O2(g) 6 CO2(g) + 3 H2O(l) 3268
C6H14(l) + 19/2 O2(g) 6 CO2(g) + 7 H2O(l) 4163
Pede-se então afirmar que na formação de 1 mol de benzeno, a partir do
hexano, há:
a) liberação de 249 kJ.
b) absorção de 249 kJ.
c) liberação de 609 kJ.
d) absorção de 609 kJ.
e) liberação de 895 kJ.
Cuidado, os valores dados correspondem ao calor liberado e
portanto as três reações tem H negativo.
Reação de combustão Calor liberado (kJ/mol de comb.)
H2 (g) + ½ O2 (g) H2O (l) 286
C6H6(l) + 15/2 O2(g) 6 CO2(g) + 3 H2O(l) 3268
C6H14(l) + 19/2 O2(g) 6 CO2(g) + 7 H2O(l) 4163
ou
H2 (g) + ½ O2 (g) H2O (l) H = - 286 kj/mol
C6H6(l) + 15/2 O2(g) 6 CO2(g) + 3 H2O(l) H = - 3268 kj/mol
C6H14(l) + 19/2 O2(g) 6 CO2(g) + 7 H2O(l) H = - 4163 kj/mol
Vamos aplicar a lei de Hess.
Reação pedida: formação do benzeno a partir do hexano.
C6H14(l) C6H6(l) + H2 (g) H = ?
H2 (g) + ½ O2 (g) H2O (l) H = - 286 kj/mol
4
Inverte e 4
C6H6(l) + 15/2 O2(g) 6 CO2(g) + 3 H2O(l) H = - 3268 kj/mol
C6H14(l) + 19/2 O2(g) 6 CO2(g) + 7 H2O(l) H = - 4163 kj/mol
Inverte
OK
4 H2O (l) 4 H2 (g) + 2 O2 (g) H = + 1144 kj/mol
6 CO2(g) + 3 H2O(l) C6H6(l) + 15/2 O2(g) H = + 3268 kj/mol
C6H14(l) C6H6(l) + 4 H2 (g) H = 1144 + 3268 - 4163
H = + 249 kj
Questão 10
O diagrama representa uma reação química que se processa em
etapas à pressão constante.
O exame do diagrama da figura permite concluir que:
a) a etapa I é a mais rápida.
b) a etapa II é a mais lenta.
c) a etapa III é a mais lenta.
d) a etapa III é a mais rápida.
e) a reação global é exotérmica.
Caminho da reação
Reagentes
Produtos
E.AI
E.AII E.AIII
Analisando o diagrama:
EA III > EAI > EAII
V III < VI < VII
H > 0
Reação
endotémica
Questão 1124
0,365 gramas de ácido clorídrico foram dissolvidos em água suficiente
para produzir 1000 mL de solução. Sobre esta solução foram feitas as
seguintes afirmações:
I. É mais ácida que uma solução de pOH = 13.
II. O seu pH é 2.
III. A sua concentração hidroxiliônica é igual a 10-12 mol/L
estão corretas as afirmativas:
a) I e II
b) I e III
c) II e III
d) Todas
e) apenas II.
m1 = 0,365 g HCl
M = ?
V = 1000 L
HCl
H: 1,0 g
Cl: 35,5 g
36,5 g/mol
100 M = 0,01 mol/L
ou 10-2 mol/L
[H+] = M ·
Ácido forte: = 100%
[H+] = 10-2 · 1
[H+] = 10-2 mol/L
pH = - log [H+]
pH = - log 10-2
pH = 2
I. É mais ácida que uma solução de pOH = 13.
pH + pOH = 14 pH = 14 – 13 pH = 1
II. O seu pH é 2.
III. A sua concentração hidroxiliônica é igual a 10-12 mol/L
pH + pOH = 14 pOH = 14 – 2 pOH = 12
[OH-] = 10-12 mol/L
VMM
m
M
1
1
L1
mol
g
36,5
g0,635
M
L100
mol1
M
Questão 1226
Níquel, cromo e cobalto são utilizados, sob forma de liga, na
confecção de prótese dentária.
Semi-reação Potencial padrão de redução Eº
Ni+2 + 2e– Ni –0,25 V
Co+2 + 2e– Co –0,28 V
Cr+3 + 3e– Cr –0,74 V
Com base nessas informações, nos dados da tabela e nos
conhecimentos sobre átomos, ligações químicas, soluções e
eletroquímica, é correto afirmar:
a) Desses elementos químicos, o níquel é o mais fácil de ser oxidado.
b) Cobalto e níquel, nas condições-padrão, formam pilha de maior
diferença de potencial.
c) Níquel e cobalto reagem segundo a equação Ni+2 + Co Ni +
Co+2.
d) Na pilha Cr/Cr+3//Co+2/Co, o cátodo é o cromo.
Semi-reação Potencial padrão de
redução Eº
Ni+2 + 2e– Ni – 0,25 V
Co+2 + 2e– Co – 0,28 V
Cr+3 + 3e– Cr – 0,74 V
O Ni+2 apresenta o maior potencial de redução, portanto é e
espécie que reduz mais facilmente, o Cr+3 é o de menor
potencial de redução e portanto o Cr oxida mais facilmente.
Esses dois elementos formarão a pilha de maior potencial.
Reação entre Niquel e cobalto:
Ni+2 + 2 e– Ni Eº = – 0,25 V
Co Co+2 + 2 e– Eº = + 0,28 V
Ni+2 + Co Co+2 + Ni Eº = – 0,25 V
Questão 13
Entre as funções orgânicas presentes na molécula do antibiótico
tetraciclina, esquematizada abaixo, assinale a alternativa que
apresenta uma função orgânica que não está presente na sua
molécula:
a) Amina
b) Amida
c) ácido carboxílico
d) Cetona
e) Álcool
fenol cetona enol
álcool
cetona
amida
enol
aminaálcool
Questão 1429
(UFRN) Analise a tabela abaixo e marque a alternativa correta:
a) Todos os compostos acima apresentam pontes de hidrogênio.
b) O n-pentano é uma molécula polar.
c) O n-pentano e o álcool n-butílico apresentam forças
intermoleculares de mesma intensidade.
d) A presença de duas hidroxilas no etileno glicol é responsável por
interações intermoleculares bastante fortes, e, por isso, ele é o
composto de maior ponto de ebulição.
Composto massa
molecular (u)
ponto de
ebulição (ºC)
n-pentano 72 36
álcool n-butílico 74 118
etileno glicol 62 198
Composto massamolecular (u) ponto de ebulição (ºC)
n-pentano 72 36
álcool n-butílico 74 118
etileno glicol 62 198
n-pentano
álcool n-butílico
etileno glicol
Molécula apolar pode se ligar apenas por
dipolos induzidos entre si.
Molécula polar devido a presença da
hidroxila pode formar pontes de
hidrogênio entre suas moléculas.
Molécula polar devido a
presença da hidroxila pode
formar pontes de hidrogênio
entre suas moléculas.
Questão 1531
(UEPB) Inúmeros exemplos de substâncias naturais apresentam o
fenômeno da isomeria geométrica. Dentre estas, os feromônios -
substâncias que alguns insetos utilizam para se comunicar, e com
isso, demarcar territórios, dar alarmes ou atrair outros insetos na época
de acasalamento. Atualmente, os cientistas estão tentando criar
armadilhas com feromônios sexuais com o intuito de atrair os machos
(exemplo da mosca doméstica), impedindo dessa forma a propagação
de doenças. Foi observado, no entanto, que o macho da mosca
caseira só é atraído pelo isômero cis. O trans não causa o menor efeito
nesse fenômeno de atração sexual. Dados os compostos abaixo:
I. Pent-2-eno III. Ciclobutano
II. Pent-1-eno IV. pentano
Assinale a alternativa que corresponde aos compostos que apresentam
isomeria (cis-trans):
a) Apenas III. b) Apenas I.
c) Apenas I e II. d) Apenas II e IV.
e) Apenas II e IV.
I. pent-2-eno
CH3 CH CH CH2 CH3
C C
CH3
H H
CH2 CH3
C C
CH3
H CH2
H
CH3
cis Trans
II. pent-1-eno
CH2 CH CH2 CH3
C C
H
H H
CH2 CH3
Não apresenta
isomeria geométrica
III. ciclobutano
CH2 CH2
CH2 CH2
Não apresenta
isomeria geométrica
IV. pentano
CH3 CH2 CH2 CH2 CH3
Não apresenta
isomeria geométrica
Questão 16
Quanto às propriedades químicas e físicas dos compostos
orgânicos, qual das proposições a seguir é correta?
a) A adição de HBr ao propeno produz, preferencialmente, o brometo
de propila através de uma reação de adição eletrofílica, conforme a
reação CH3–CH=CH2 + HBr H3C–CH2–CH2–Br.
b) Os vinhos em contato com o ar e na presença do mycoderma aceti
azedam, isto é, transformam-se em vinagre. Essa transformação é
possível devido aos álcoois primários poderem se oxidar a ácido
carboxílico, como acontece com o etanol do vinho que se
transforma em ácido acético.
c) O fenol comum (hidroxibenzeno) é menos reativo que o benzeno
quanto à substituição eletrofílica devido ao efeito desativante da
oxidrila sobre o anel benzênico.
d) São grupos orto-para dirigentes quando ligados ao anel benzênico: –
NH2, –Cl, –NO2, –CN, –OH.
e) O ponto de ebulição e a solubilidade do propan-1-ol e do butan-1-ol
são iguais porque os dois compostos são monoálcoois primários.
a) Errada. A adição de HBr ao propeno ocorre segundo a regra de
Markovnikov (o eletrófilo se adiciona preferencialmente ao carbono mais
hidrogenado da dupla).
carbono mais hidrogenado
+ HBr
H+
Br-
b) Correta. Álcoois primários oxidam produzindo aldeídos que podem
oxidar produzindo ácidos carboxílicos, álcoois secundários oxidam
produzindo cetonas e ácoois terciários não oxidam.
[O] [O]
[O]
c) Errada. O grupo OH- é ativador do anel aromático.
+-
+
-
+
-
+
- ortoorto
metameta
para
Grupos ativantes aumentam a densidade
eletrônica no anel facilitando portanto a
substituição eletrofílica.
d) Errada. Os grupos –NO2, –CN são desativantes.
e) Errada. O ponto de ebulição cresce com a massa molar. Analisando
os compostos:
propan-1-ol
MM = 60 g/mol
butan-1-ol
MM = 74 g/mol
O ponto de ebulição do butan-1-ol é maior.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lista 25 cálculo estequiométrico
Lista 25   cálculo estequiométricoLista 25   cálculo estequiométrico
Lista 25 cálculo estequiométrico
Colegio CMC
 
Quim04 livro-propostos
Quim04 livro-propostosQuim04 livro-propostos
Quim04 livro-propostos
Fábio Oisiovici
 
QUÍMICA - CADERNO DE PROVAS
QUÍMICA - CADERNO DE PROVASQUÍMICA - CADERNO DE PROVAS
QUÍMICA - CADERNO DE PROVAS
Portal NE10
 
Lista 50 estequiometria
Lista 50   estequiometriaLista 50   estequiometria
Lista 50 estequiometria
Colegio CMC
 
Leis ponderais 2
Leis ponderais 2Leis ponderais 2
Leis ponderais 2
Charles Qmc
 
Termoquimicaparte01 supermed
Termoquimicaparte01 supermedTermoquimicaparte01 supermed
Termoquimicaparte01 supermed
Fábio Oisiovici
 
Lista 5 estequiometria
Lista 5   estequiometriaLista 5   estequiometria
Lista 5 estequiometria
Colegio CMC
 
Gabarito 2ª lista estequiometria
Gabarito 2ª lista  estequiometriaGabarito 2ª lista  estequiometria
Gabarito 2ª lista estequiometria
Joao Paulo Oliveira
 
126 quimica ita 2010
126 quimica ita 2010126 quimica ita 2010
126 quimica ita 2010
Juliane Vieira
 
Ita2010 4dia
Ita2010 4diaIta2010 4dia
Ita2010 4dia
cavip
 
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEMEQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
Fábio Oisiovici
 
Exercícios Estequiometria
Exercícios EstequiometriaExercícios Estequiometria
Exercícios Estequiometria
iqscquimica
 
Ita2013 4 dia
Ita2013 4 diaIta2013 4 dia
Ita2013 4 dia
cavip
 
Elite resolve ita_2013-quimica
Elite resolve ita_2013-quimicaElite resolve ita_2013-quimica
Elite resolve ita_2013-quimica
Ana Claudia Pires DA Rosa
 
Dependência de química 2ª ano do ensino médio
Dependência de química 2ª ano do ensino médioDependência de química 2ª ano do ensino médio
Dependência de química 2ª ano do ensino médio
Escola Pública/Particular
 
Lista 9 2014
Lista 9   2014Lista 9   2014
Lista 9 2014
profNICODEMOS
 
Puc02q
Puc02qPuc02q
Puc02q
Davi Duarte
 
Revisão de mol 3 ano
Revisão de mol 3 anoRevisão de mol 3 ano
Revisão de mol 3 ano
Rodrigo Sampaio
 
Exercícios sobre cinética química
Exercícios sobre cinética químicaExercícios sobre cinética química
Exercícios sobre cinética química
Juliane Vieira
 
Cinética Química
Cinética QuímicaCinética Química
Cinética Química
Vinny Silva
 

Mais procurados (20)

Lista 25 cálculo estequiométrico
Lista 25   cálculo estequiométricoLista 25   cálculo estequiométrico
Lista 25 cálculo estequiométrico
 
Quim04 livro-propostos
Quim04 livro-propostosQuim04 livro-propostos
Quim04 livro-propostos
 
QUÍMICA - CADERNO DE PROVAS
QUÍMICA - CADERNO DE PROVASQUÍMICA - CADERNO DE PROVAS
QUÍMICA - CADERNO DE PROVAS
 
Lista 50 estequiometria
Lista 50   estequiometriaLista 50   estequiometria
Lista 50 estequiometria
 
Leis ponderais 2
Leis ponderais 2Leis ponderais 2
Leis ponderais 2
 
Termoquimicaparte01 supermed
Termoquimicaparte01 supermedTermoquimicaparte01 supermed
Termoquimicaparte01 supermed
 
Lista 5 estequiometria
Lista 5   estequiometriaLista 5   estequiometria
Lista 5 estequiometria
 
Gabarito 2ª lista estequiometria
Gabarito 2ª lista  estequiometriaGabarito 2ª lista  estequiometria
Gabarito 2ª lista estequiometria
 
126 quimica ita 2010
126 quimica ita 2010126 quimica ita 2010
126 quimica ita 2010
 
Ita2010 4dia
Ita2010 4diaIta2010 4dia
Ita2010 4dia
 
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEMEQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
EQUILÍBRIO REVISÃO ENEM
 
Exercícios Estequiometria
Exercícios EstequiometriaExercícios Estequiometria
Exercícios Estequiometria
 
Ita2013 4 dia
Ita2013 4 diaIta2013 4 dia
Ita2013 4 dia
 
Elite resolve ita_2013-quimica
Elite resolve ita_2013-quimicaElite resolve ita_2013-quimica
Elite resolve ita_2013-quimica
 
Dependência de química 2ª ano do ensino médio
Dependência de química 2ª ano do ensino médioDependência de química 2ª ano do ensino médio
Dependência de química 2ª ano do ensino médio
 
Lista 9 2014
Lista 9   2014Lista 9   2014
Lista 9 2014
 
Puc02q
Puc02qPuc02q
Puc02q
 
Revisão de mol 3 ano
Revisão de mol 3 anoRevisão de mol 3 ano
Revisão de mol 3 ano
 
Exercícios sobre cinética química
Exercícios sobre cinética químicaExercícios sobre cinética química
Exercícios sobre cinética química
 
Cinética Química
Cinética QuímicaCinética Química
Cinética Química
 

Semelhante a Aula 20 05 - alcidenio

Lista de exercicios de termoquimica
Lista de exercicios de termoquimicaLista de exercicios de termoquimica
Lista de exercicios de termoquimica
Estude Mais
 
Lista de exercícios VI Termoquímica
Lista de exercícios VI TermoquímicaLista de exercícios VI Termoquímica
Lista de exercícios VI Termoquímica
Carlos Priante
 
IME ITA - Aula 12 - QUI I - Reações Inorgânicas - Eurico.PDF
IME ITA - Aula 12 - QUI I - Reações Inorgânicas - Eurico.PDFIME ITA - Aula 12 - QUI I - Reações Inorgânicas - Eurico.PDF
IME ITA - Aula 12 - QUI I - Reações Inorgânicas - Eurico.PDF
ElizeuFelix4
 
145 093513 reacoes_inorganicasagamenon
145 093513 reacoes_inorganicasagamenon145 093513 reacoes_inorganicasagamenon
145 093513 reacoes_inorganicasagamenon
Andrey Luiz
 
Termoquímica 2015 exercicios ii unidade
Termoquímica 2015 exercicios ii unidadeTermoquímica 2015 exercicios ii unidade
Termoquímica 2015 exercicios ii unidade
Junior Dou
 
Unidade4 2012 csa_gabarit_op115,128,130
Unidade4 2012 csa_gabarit_op115,128,130Unidade4 2012 csa_gabarit_op115,128,130
Unidade4 2012 csa_gabarit_op115,128,130
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 
AULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptx
AULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptxAULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptx
AULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptx
ThaisMoreira82
 
Exercicios de termoquimica com gabarito
Exercicios de termoquimica com gabaritoExercicios de termoquimica com gabarito
Exercicios de termoquimica com gabarito
Estude Mais
 
Ita2011 4dia
Ita2011 4diaIta2011 4dia
Ita2011 4dia
cavip
 
Ita2011 4dia
Ita2011 4diaIta2011 4dia
Ita2011 4dia
Thommas Kevin
 
2°em química rec final_exercícios
2°em química rec final_exercícios2°em química rec final_exercícios
2°em química rec final_exercícios
Adriana Ignácio
 
Calculo estequiometrico
Calculo estequiometricoCalculo estequiometrico
Calculo estequiometrico
Hugo Cruz Rangel
 
Reacoes quimicas e estequiometria
Reacoes quimicas e estequiometriaReacoes quimicas e estequiometria
Reacoes quimicas e estequiometria
Estude Mais
 
Exercicio de estequiometria
Exercicio de estequiometriaExercicio de estequiometria
Exercicio de estequiometria
Estude Mais
 
Ita2008 4dia
Ita2008 4diaIta2008 4dia
Ita2008 4dia
cavip
 
Cálculos químicos
Cálculos químicosCálculos químicos
Cálculos químicos
Kaleb Reis
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
Vinny Silva
 
Cálculo estequiométricos
Cálculo estequiométricosCálculo estequiométricos
Cálculo estequiométricos
Rogeria Gregio
 
Trabalho de química 3° periodo
Trabalho de química 3° periodoTrabalho de química 3° periodo
Trabalho de química 3° periodo
nildeci nascimento
 
Cálculos estequiométricos - Exercícios.
Cálculos estequiométricos - Exercícios.Cálculos estequiométricos - Exercícios.
Cálculos estequiométricos - Exercícios.
Mara Farias
 

Semelhante a Aula 20 05 - alcidenio (20)

Lista de exercicios de termoquimica
Lista de exercicios de termoquimicaLista de exercicios de termoquimica
Lista de exercicios de termoquimica
 
Lista de exercícios VI Termoquímica
Lista de exercícios VI TermoquímicaLista de exercícios VI Termoquímica
Lista de exercícios VI Termoquímica
 
IME ITA - Aula 12 - QUI I - Reações Inorgânicas - Eurico.PDF
IME ITA - Aula 12 - QUI I - Reações Inorgânicas - Eurico.PDFIME ITA - Aula 12 - QUI I - Reações Inorgânicas - Eurico.PDF
IME ITA - Aula 12 - QUI I - Reações Inorgânicas - Eurico.PDF
 
145 093513 reacoes_inorganicasagamenon
145 093513 reacoes_inorganicasagamenon145 093513 reacoes_inorganicasagamenon
145 093513 reacoes_inorganicasagamenon
 
Termoquímica 2015 exercicios ii unidade
Termoquímica 2015 exercicios ii unidadeTermoquímica 2015 exercicios ii unidade
Termoquímica 2015 exercicios ii unidade
 
Unidade4 2012 csa_gabarit_op115,128,130
Unidade4 2012 csa_gabarit_op115,128,130Unidade4 2012 csa_gabarit_op115,128,130
Unidade4 2012 csa_gabarit_op115,128,130
 
AULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptx
AULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptxAULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptx
AULA 09 - TERMOQUÍMICA.pptx
 
Exercicios de termoquimica com gabarito
Exercicios de termoquimica com gabaritoExercicios de termoquimica com gabarito
Exercicios de termoquimica com gabarito
 
Ita2011 4dia
Ita2011 4diaIta2011 4dia
Ita2011 4dia
 
Ita2011 4dia
Ita2011 4diaIta2011 4dia
Ita2011 4dia
 
2°em química rec final_exercícios
2°em química rec final_exercícios2°em química rec final_exercícios
2°em química rec final_exercícios
 
Calculo estequiometrico
Calculo estequiometricoCalculo estequiometrico
Calculo estequiometrico
 
Reacoes quimicas e estequiometria
Reacoes quimicas e estequiometriaReacoes quimicas e estequiometria
Reacoes quimicas e estequiometria
 
Exercicio de estequiometria
Exercicio de estequiometriaExercicio de estequiometria
Exercicio de estequiometria
 
Ita2008 4dia
Ita2008 4diaIta2008 4dia
Ita2008 4dia
 
Cálculos químicos
Cálculos químicosCálculos químicos
Cálculos químicos
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Cálculo estequiométricos
Cálculo estequiométricosCálculo estequiométricos
Cálculo estequiométricos
 
Trabalho de química 3° periodo
Trabalho de química 3° periodoTrabalho de química 3° periodo
Trabalho de química 3° periodo
 
Cálculos estequiométricos - Exercícios.
Cálculos estequiométricos - Exercícios.Cálculos estequiométricos - Exercícios.
Cálculos estequiométricos - Exercícios.
 

Último

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 

Último (20)

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 

Aula 20 05 - alcidenio

  • 2. Questão 1 (UFES) Na perfuração de uma jazida petrolífera, a pressão dos gases faz com que o petróleo jorre para fora. Ao reduzir-se a pressão, o petróleo bruto pára de jorrar e tem de ser bombeado. Devido às impurezas que o petróleo bruto contém, ele é submetido a dois processos mecânicos de purificação, antes do refino: separá-lo da água salgada e separá-lo de impurezas sólidas como areia e argila. Esses processos mecânicos de purificação são, respectivamente, a) decantação e filtração. b) decantação e destilação fracionada. c) filtração e destilação fracionada. d) filtração e decantação. e) destilação fracionada e decantação. separá-lo da água salgada: dois líquidos imiscíveis, decantação. separá-lo de impurezas sólidas: sólido + líquido (heterogêneo), filtração.
  • 3.
  • 4. Questão 2 Uma das estratégias da indústria cosmética na fabricação de desodorantes baseia-se no uso de substâncias que obstruem os poros da pele humana, inibindo a sudorese local. Dentre as substâncias utilizadas, inclui-se o sulfato de alumínio hexahidratado, Al2(SO4)3.6H2O. A configuração eletrônica correta do alumínio, tal como se encontra nessa espécie química, é: a) idêntica à do elemento neônio b) 1s2 2s2 2p6 3s2 3p1 c) idêntica a do íon Ca2+ d) 1s2 2s2 2p3 e) (1s2 2s2 2p6)2 13Al 1s2 2s2 2p6 3s2 3p1 13Al+3 1s2 2s2 2p6 10Ne 1s2 2s2 2p6
  • 5. Questão 3 O artesanato em cerâmica é característico de alguns municípios de nosso Estado. O processo de produção das peças de barro envolve misturar determinada quantidade de argila com água, resultando em uma massa, que depois é aquecida. Os elementos mais freqüentes nessas argilas são silício, oxigênio, alumínio, ferro, magnésio, potássio e sódio. Com base nessas informações, é correto afirmar: a) o silício é o mais eletronegativo e possui configuração eletrônica [Ne] 3 s2 3 p3. b) Todos os elementos têm o nível 2 totalmente ocupado. c) o processo de produção da cerâmica necessita de altas temperaturas, porque os elementos envolvidos demoram a combinar-se devido as suas propriedades metálicas. d) o alumínio possui 3 elétrons na camada de valência.
  • 6. 14Si 8O 13Al 26Fe 12Mg 19K 11Na Eletronegatividade 1s2 2s2 2p6 3s2 3p2 [Ne] 3s2 3p2 a) Errada 1s2 2s2 2p4 b) Errada c) Errada 1s2 2s2 2p6 3s2 3p1 d) Correta
  • 7. Questão 47 Relacione a coluna da direita de acordo com a da esquerda para caracterizar a interação que existe no estado sólido e, em seguida, assinale a alternativa que contêm a seqüência coreta. a) Ligação iônica. ( ) Ligação entre as moléculas de NH3. b) Ponte de hidrogênio. ( ) Ligação entre as moléculas de CH4. c) Forças de Van der Waals.( ) Ligação entre os átomos de Mg. d) Ligação metálica. ( ) Ligação entre as moléculas de CO2. e) Ligação covalente. ( ) Ligação entre os íons de Ca2+ e C–. ( ) Ligação entre os átomos no HC. ( ) Ligação entre as moléculas de H2. ( ) Ligação entre os átomos de C na grafite. a) b – c – d – c – a – e – c – e b) b – d – e – c – d – a – c – b c) e – e – d – d – a – c – c – b d) e – b – a – b – a – c – c – c e) c – c – d – c – a – e – c – b
  • 8. a) Ligação iônica. ( ) Ligação entre as moléculas de NH3. b) Ponte de hidrogênio. ( ) Ligação entre as moléculas de CH4. c) Forças de Van der Waals.( ) Ligação entre os átomos de Mg. d) Ligação metálica. ( ) Ligação entre as moléculas de CO2. e) Ligação covalente. ( ) Ligação entre os íons de Ca2+ e C–. ( ) Ligação entre os átomos no HC. ( ) Ligação entre as moléculas de H2. ( ) Ligação entre os átomos de C na grafite. Moléculas de NH3: Podem formar pontes do hidrogênio. b Moléculas de CH4: São apolares e se atraem por forças de Van Der Waals. c Átomos de Mg: Metal + metal, ligação metálica. d Moléculas de CO2: São apolares e se atraem por forças de Van Der Waals. c Ligação entre íons: Ligação iônica. a Átomos no HCl: Hidrogênio + ametal, ligação covalente. e Moléculas de H2: São apolares e se atraem por forças de Van Der Waals. c Átomos de carbono: ametal + ametal, ligação covalente. e
  • 9. NH3 Produto de limpeza. CH4 Principal componente do gás natural. Mg Usado nos antigos flashes fotográficos. CO2 principal responsável pelo aqueciment o global.
  • 10. CaCl2 O cloreto de cálcio tem um gosto extremamente salgado e é usado como ingrediente em algumas comidas para dar um gosto salgado sem que aumente o conteúdo de sódio da comida. HCl usado para limpeza e presente no suco gástrico. Grafite: H2 combustível do futuro.
  • 11. Questão 511 Quanto aos diferentes conceitos de ácidos e bases, qual das proposições abaixo é correta? a) Segundo a teoria de Brönsted-Lowry, os ácidos HCN e HSO4 – têm como bases conjugadas, respectivamente, CN– e SO4 2–. b) Na reação AlCl3 + Cl2 AlCl4 – + Cl+, o AlCl3 atua como ácido de Brönsted-Lowry. c) Na reação HCl(g) + NH3(g) NH4 +Cl– (s), o HCl é classificado como um ácido de Arrhenius. d) Independente com quem reage, a água sempre se comporta como base de Brönsted-Lowry. e) Todos os ácidos de Lewis são também ácidos de Arrhenius e Brönsted-Lowry.
  • 12. Conceito de brönsted-lowry Ácidos: são doadores de prótons (H+). Bases: são receptores de prótons (H+). Conceito de Lewis Ácidos: são substâncias que podem aceitar pares de e-. Bases: são substâncias que podem doar pares de e-. Conceito de Arrhenius Ácidos: são substâncias moleculares que em água sofrem uma reação de ionização originando como câtion H3O+ (hidrônio ou hidroxônio). Bases: Bases são substâncias iônicas que em água sofrem uma dissociação, originan-do como ânion OH– (hidróxido, ou hidroxila ou oxidrila).
  • 13. a) A base de brönsted é formada a partir dos ácidos pela saída do H+ (próton), portanto: ácido base HCN CN– HSO4 – SO4 2–. Correta b) Como ácido de Brönsted-Lowry é um doador de H+, o AlCl3 não pode ser um ácido, pois não tem o H+ para doar. c) O conceito de Arrhenios só pode ser usado em reações que envolvam a água (meio aquoso). Nessa reação podemos usar o conceito de Brönsted- Lowry HCl + NH3 Cl- + NH4 + ácido ácidobase base
  • 14. d) A água é anfiprótica, ou seja, pode ser ácido ou base, depende com quem reage. H2O + CN– OH– + HCN ácido ácidobase base HClO4 + H2O ClO4 – + H3O+ ácido ácidobase base e) Todos os ácidos de Arrhenius são de Brönsted e de Lewis, mas nem todos de Lewis são de Arrhenius e de Brönsted.
  • 15. QUESTÃO 615 (Cesgranrio-RJ) O efeito estufa é um fenômeno de graves conseqüências climáticas que se deve a altas concentrações de CO2 no ar. Considere que, em dado período, uma indústria "contribuiu" para o efeito estufa, lançando 88 toneladas de CO2 na atmosfera. O número de moléculas do gás lançado no ar, naquele período, foi aproximadamente: a) 1030. b) 1026. c) 1023. d) 1027. e) 1024.
  • 16. m = 88 t de CO2 = 88 106 g de CO2 Qual o número de moléculas de CO2? CO2 12 g 32 g 44 g/mol 44 g 6,0 1023 moléculas 88 · 106 g x x = 12 · 1029 moléculas 2 x = 1,2 · 1030 moléculas de CO2
  • 17. Questão 717 O clorato de potássio (KClO3) pode ser utilizado para a produção de oxigênio em laboratório. Quando aquecido na presença de um catalisador, o clorato se decompõe produzindo, além do gás desejado, cloreto de potássio (KCl). O volume de oxigênio, medido nas CNTP produzido quando um mol do clorato é consumido, é de: a) 67,2 L b) 39,2 L c) 56,0 L d) 33,6 L e) 44,8 L Escrever a equação balanceada: KClO3 KCl + O22 32 1 mol V = ? Na CNTP 2 mols de KClO3 3 mols de O2 2 mols de KClO3 3 22,4 L de O2 ou 1 mols de KClO3 x 2 · x = 67,2 x = 33,6 L de O2
  • 18. Questão 818 (UEL-PR) Considere as seguintes entalpias de formação em kj/mol: Al2O3(s) = – 1670; MgO(s) = – 604. Com essas informações, pode-se calcular a variação da entalpia da reação representada por: 3 MgO (s) + 2 Al (s) 3 Mg (s) + Al2O3 (s) Seu valor é igual a: a) – 1066 kj. b) – 142 kj. c) + 142 kj. d) + 1066 kj. e) + 2274 kj. H = Hfinal – Hinicial H = [1 x (– 1670)] – [3 x (– 604)] (– 1812)H = (–1670) – 1812H = – 1670 + H = + 142 kj
  • 19. Questão 919 (Fuvest-SP) benzeno pode ser obtido a partir do hexano por reforma catalítica, Considere os dados abaixo: Reação de combustão Calor liberado (kJ/mol de combustível) H2 (g) + ½ O2 (g) H2O (l) 286 C6H6(l) + 15/2 O2(g) 6 CO2(g) + 3 H2O(l) 3268 C6H14(l) + 19/2 O2(g) 6 CO2(g) + 7 H2O(l) 4163 Pede-se então afirmar que na formação de 1 mol de benzeno, a partir do hexano, há: a) liberação de 249 kJ. b) absorção de 249 kJ. c) liberação de 609 kJ. d) absorção de 609 kJ. e) liberação de 895 kJ.
  • 20. Cuidado, os valores dados correspondem ao calor liberado e portanto as três reações tem H negativo. Reação de combustão Calor liberado (kJ/mol de comb.) H2 (g) + ½ O2 (g) H2O (l) 286 C6H6(l) + 15/2 O2(g) 6 CO2(g) + 3 H2O(l) 3268 C6H14(l) + 19/2 O2(g) 6 CO2(g) + 7 H2O(l) 4163 ou H2 (g) + ½ O2 (g) H2O (l) H = - 286 kj/mol C6H6(l) + 15/2 O2(g) 6 CO2(g) + 3 H2O(l) H = - 3268 kj/mol C6H14(l) + 19/2 O2(g) 6 CO2(g) + 7 H2O(l) H = - 4163 kj/mol Vamos aplicar a lei de Hess.
  • 21. Reação pedida: formação do benzeno a partir do hexano. C6H14(l) C6H6(l) + H2 (g) H = ? H2 (g) + ½ O2 (g) H2O (l) H = - 286 kj/mol 4 Inverte e 4 C6H6(l) + 15/2 O2(g) 6 CO2(g) + 3 H2O(l) H = - 3268 kj/mol C6H14(l) + 19/2 O2(g) 6 CO2(g) + 7 H2O(l) H = - 4163 kj/mol Inverte OK 4 H2O (l) 4 H2 (g) + 2 O2 (g) H = + 1144 kj/mol 6 CO2(g) + 3 H2O(l) C6H6(l) + 15/2 O2(g) H = + 3268 kj/mol C6H14(l) C6H6(l) + 4 H2 (g) H = 1144 + 3268 - 4163 H = + 249 kj
  • 22. Questão 10 O diagrama representa uma reação química que se processa em etapas à pressão constante. O exame do diagrama da figura permite concluir que: a) a etapa I é a mais rápida. b) a etapa II é a mais lenta. c) a etapa III é a mais lenta. d) a etapa III é a mais rápida. e) a reação global é exotérmica.
  • 23. Caminho da reação Reagentes Produtos E.AI E.AII E.AIII Analisando o diagrama: EA III > EAI > EAII V III < VI < VII H > 0 Reação endotémica
  • 24. Questão 1124 0,365 gramas de ácido clorídrico foram dissolvidos em água suficiente para produzir 1000 mL de solução. Sobre esta solução foram feitas as seguintes afirmações: I. É mais ácida que uma solução de pOH = 13. II. O seu pH é 2. III. A sua concentração hidroxiliônica é igual a 10-12 mol/L estão corretas as afirmativas: a) I e II b) I e III c) II e III d) Todas e) apenas II.
  • 25. m1 = 0,365 g HCl M = ? V = 1000 L HCl H: 1,0 g Cl: 35,5 g 36,5 g/mol 100 M = 0,01 mol/L ou 10-2 mol/L [H+] = M · Ácido forte: = 100% [H+] = 10-2 · 1 [H+] = 10-2 mol/L pH = - log [H+] pH = - log 10-2 pH = 2 I. É mais ácida que uma solução de pOH = 13. pH + pOH = 14 pH = 14 – 13 pH = 1 II. O seu pH é 2. III. A sua concentração hidroxiliônica é igual a 10-12 mol/L pH + pOH = 14 pOH = 14 – 2 pOH = 12 [OH-] = 10-12 mol/L VMM m M 1 1 L1 mol g 36,5 g0,635 M L100 mol1 M
  • 26. Questão 1226 Níquel, cromo e cobalto são utilizados, sob forma de liga, na confecção de prótese dentária. Semi-reação Potencial padrão de redução Eº Ni+2 + 2e– Ni –0,25 V Co+2 + 2e– Co –0,28 V Cr+3 + 3e– Cr –0,74 V Com base nessas informações, nos dados da tabela e nos conhecimentos sobre átomos, ligações químicas, soluções e eletroquímica, é correto afirmar: a) Desses elementos químicos, o níquel é o mais fácil de ser oxidado. b) Cobalto e níquel, nas condições-padrão, formam pilha de maior diferença de potencial. c) Níquel e cobalto reagem segundo a equação Ni+2 + Co Ni + Co+2. d) Na pilha Cr/Cr+3//Co+2/Co, o cátodo é o cromo.
  • 27. Semi-reação Potencial padrão de redução Eº Ni+2 + 2e– Ni – 0,25 V Co+2 + 2e– Co – 0,28 V Cr+3 + 3e– Cr – 0,74 V O Ni+2 apresenta o maior potencial de redução, portanto é e espécie que reduz mais facilmente, o Cr+3 é o de menor potencial de redução e portanto o Cr oxida mais facilmente. Esses dois elementos formarão a pilha de maior potencial. Reação entre Niquel e cobalto: Ni+2 + 2 e– Ni Eº = – 0,25 V Co Co+2 + 2 e– Eº = + 0,28 V Ni+2 + Co Co+2 + Ni Eº = – 0,25 V
  • 28. Questão 13 Entre as funções orgânicas presentes na molécula do antibiótico tetraciclina, esquematizada abaixo, assinale a alternativa que apresenta uma função orgânica que não está presente na sua molécula: a) Amina b) Amida c) ácido carboxílico d) Cetona e) Álcool fenol cetona enol álcool cetona amida enol aminaálcool
  • 29. Questão 1429 (UFRN) Analise a tabela abaixo e marque a alternativa correta: a) Todos os compostos acima apresentam pontes de hidrogênio. b) O n-pentano é uma molécula polar. c) O n-pentano e o álcool n-butílico apresentam forças intermoleculares de mesma intensidade. d) A presença de duas hidroxilas no etileno glicol é responsável por interações intermoleculares bastante fortes, e, por isso, ele é o composto de maior ponto de ebulição. Composto massa molecular (u) ponto de ebulição (ºC) n-pentano 72 36 álcool n-butílico 74 118 etileno glicol 62 198
  • 30. Composto massamolecular (u) ponto de ebulição (ºC) n-pentano 72 36 álcool n-butílico 74 118 etileno glicol 62 198 n-pentano álcool n-butílico etileno glicol Molécula apolar pode se ligar apenas por dipolos induzidos entre si. Molécula polar devido a presença da hidroxila pode formar pontes de hidrogênio entre suas moléculas. Molécula polar devido a presença da hidroxila pode formar pontes de hidrogênio entre suas moléculas.
  • 31. Questão 1531 (UEPB) Inúmeros exemplos de substâncias naturais apresentam o fenômeno da isomeria geométrica. Dentre estas, os feromônios - substâncias que alguns insetos utilizam para se comunicar, e com isso, demarcar territórios, dar alarmes ou atrair outros insetos na época de acasalamento. Atualmente, os cientistas estão tentando criar armadilhas com feromônios sexuais com o intuito de atrair os machos (exemplo da mosca doméstica), impedindo dessa forma a propagação de doenças. Foi observado, no entanto, que o macho da mosca caseira só é atraído pelo isômero cis. O trans não causa o menor efeito nesse fenômeno de atração sexual. Dados os compostos abaixo: I. Pent-2-eno III. Ciclobutano II. Pent-1-eno IV. pentano Assinale a alternativa que corresponde aos compostos que apresentam isomeria (cis-trans): a) Apenas III. b) Apenas I. c) Apenas I e II. d) Apenas II e IV. e) Apenas II e IV.
  • 32. I. pent-2-eno CH3 CH CH CH2 CH3 C C CH3 H H CH2 CH3 C C CH3 H CH2 H CH3 cis Trans II. pent-1-eno CH2 CH CH2 CH3 C C H H H CH2 CH3 Não apresenta isomeria geométrica III. ciclobutano CH2 CH2 CH2 CH2 Não apresenta isomeria geométrica IV. pentano CH3 CH2 CH2 CH2 CH3 Não apresenta isomeria geométrica
  • 33. Questão 16 Quanto às propriedades químicas e físicas dos compostos orgânicos, qual das proposições a seguir é correta? a) A adição de HBr ao propeno produz, preferencialmente, o brometo de propila através de uma reação de adição eletrofílica, conforme a reação CH3–CH=CH2 + HBr H3C–CH2–CH2–Br. b) Os vinhos em contato com o ar e na presença do mycoderma aceti azedam, isto é, transformam-se em vinagre. Essa transformação é possível devido aos álcoois primários poderem se oxidar a ácido carboxílico, como acontece com o etanol do vinho que se transforma em ácido acético. c) O fenol comum (hidroxibenzeno) é menos reativo que o benzeno quanto à substituição eletrofílica devido ao efeito desativante da oxidrila sobre o anel benzênico. d) São grupos orto-para dirigentes quando ligados ao anel benzênico: – NH2, –Cl, –NO2, –CN, –OH. e) O ponto de ebulição e a solubilidade do propan-1-ol e do butan-1-ol são iguais porque os dois compostos são monoálcoois primários.
  • 34. a) Errada. A adição de HBr ao propeno ocorre segundo a regra de Markovnikov (o eletrófilo se adiciona preferencialmente ao carbono mais hidrogenado da dupla). carbono mais hidrogenado + HBr H+ Br- b) Correta. Álcoois primários oxidam produzindo aldeídos que podem oxidar produzindo ácidos carboxílicos, álcoois secundários oxidam produzindo cetonas e ácoois terciários não oxidam. [O] [O] [O]
  • 35. c) Errada. O grupo OH- é ativador do anel aromático. +- + - + - + - ortoorto metameta para Grupos ativantes aumentam a densidade eletrônica no anel facilitando portanto a substituição eletrofílica. d) Errada. Os grupos –NO2, –CN são desativantes. e) Errada. O ponto de ebulição cresce com a massa molar. Analisando os compostos: propan-1-ol MM = 60 g/mol butan-1-ol MM = 74 g/mol O ponto de ebulição do butan-1-ol é maior.