Classificação

1.673 visualizações

Publicada em

Classificação

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.673
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.148
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Classificação

  1. 1. Unidade Curricular: Gestão de Estoque
  2. 2. OBJETIVOS DA AULA Compreender: Classificação, Especificação e Padronização de materiais e produtos
  3. 3. CLASSIFICAÇÃO DE MATERIAIS E PRODUTOS É o processo de aglutinação de materiais e produtos por características semelhantes. Existem infinitas formas de classificar materiais e produtos. Uma boa classificação deve obedecer a alguns critérios.
  4. 4. CRITÉRIOS PARA CLASSIFICAÇÃO DE MATERIAIS E PRODUTOS Abrangência Deve tratar de uma gama de características em vez de reunir apenas materiais para serem classificados. Flexibilidade Deve permitir diversos tipos de classificação. Praticidade A classificação deve ser direta e simples.
  5. 5. TIPOS DE CLASSIFICAÇÃO Por demanda Materiais que se estocam São materiais que devem existir em estoque e para os quais deve existir alguns parâmetros de ressuprimento. Materiais que não se estocam São materiais de demanda imprevisível para os quais não são definidos parâmetros para suprir.
  6. 6. TIPOS DE CLASSIFICAÇÃO Perecibilidade  A adoção da classificação por perecimento permite: Determinar lotes de compra mais racionais.  Programar as revisões periódicas para detectar falhas de estocagem, visando corrigi-las e baixar materiais sem condição de uso. Selecionar adequadamente os locais de estocagem, utilizando técnicas adequadas de manuseio e transporte bem como orientar os funcionários quanto aos cuidados necessários.
  7. 7. TIPOS DE CLASSIFICAÇÃO Periculosidade A adoção desta classificação visa identificar materiais que oferecem risco a segurança. Também será de muita utilidade em relação ao manuseio, transporte e armazenagem. Segue as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Exemplo: • Gases • Produtos Químicos
  8. 8. TIPOS DE CLASSIFICAÇÃO Dificuldade de Aquisição Deve-se considerar apenas as características  intrínsecas da difícil obtenção. • Fabricação especial • Escassez no mercado • Sazonalidade • Monopólio • Importações
  9. 9. TIPOS DE CLASSIFICAÇÃO Materiais Críticos São materiais de reposição específica de um equipamento ou de um grupo de equipamentos iguais, cuja demanda não é previsível e cuja decisão de estocar é tomada com base na análise do risco de não ter disponível estes materiais quando necessário.
  10. 10. IDENTIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CRÍTICOS  Por problemas de obtenção: Material importado; Existência de um único fornecedor; Escassez no mercado; Material Estratégico; De difícil fabricação ou obtenção.
  11. 11. IDENTIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CRÍTICOS  Por razões econômicas: Material de elevado valor Material com elevado custo de armazenagem Material com elevado custo de transporte
  12. 12. IDENTIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CRÍTICOS  Por problemas de armazenagem e transporte: Material perecível; Material de alta periculosidade; Material de elevado peso; Material de grandes dimensões.
  13. 13. IDENTIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CRÍTICOS  Por problemas de previsão: Material com utilização de difícil previsão.  Por razões de segurança: Material de reposição de alto custo Material para equipamento vital da produção.
  14. 14. ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAIS OU PRODUTOS O que é especificação??? Especificar significa descrever detalhadamente o aspecto físico de um material.
  15. 15. ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAIS OU PRODUTOS DEFINIÇÃO: “ É o tipo de norma que se destina a fixar condições exigíveis para aceitação e/ou recebimento de matérias-primas, produtos semiacabados, produtos acabados, etc.”, conforme Resolução n° 03/76, do Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – Conmetro – usando das atribuições que lhe confere a Lei nº 5.966, de 11/12/1973.
  16. 16. ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAIS OU PRODUTOS De uma forma mais simples, pode ser definida como: “A descrição das características de um material, que o identifica e o distingue de seus similares”
  17. 17. ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAIS OU PRODUTOS EXEMPLO DE NORMA DA ABNT ESPECIFICAÇÃO Norma: ABNT NBR 5991 Título: Embalagens plásticas para álcool – Requisitos e métodos de ensaio Objetivo: Fixa características exigíveis para embalagens plásticas, de até 5 L, destinadas ao envasilhamento de álcool, qualquer que seja sua graduação, para comercialização. Publicação: 30/07/1997 Status: Em vigor
  18. 18. ESPECIFICAÇÃO DE MATERIAIS OU PRODUTOS PRINCIPAIS OBJETIVOS -Facilitar a tarefa de coleta de preços; -Cuidados no transporte; -Facilitar a identificação, inspeção, armazenagem e preservação do material; -Fixar condições e características exigíveis na fabricação e fornecimento dos materiais.
  19. 19. PADRONIZAÇÃO DOS MATERIAIS OU PRODUTOS PADRÃO: é uma especificação cuidadosamente estabelecida que cobre o material, a configuração, as medidas do produto e assim por diante. Produtos padronizados são semelhantes e intercambiáveis.
  20. 20. PADRONIZAÇÃO DOS MATERIAIS OU PRODUTOS Ex¹: Lâmpadas (bocais e consumo em Watts padronizados) Ex²:Camisas (tamanhos padronizados) A “padronização” ajuda a viabilizar a produção em massa...
  21. 21. PADRONIZAÇÃO DOS MATERIAIS OU PRODUTOS DEFINIÇÃO: Análise de materiais para permitir seu intercâmbio, com vistas à redução do número de variedades e consequente ganho de economia;
  22. 22. PADRONIZAÇÃO DOS MATERIAIS OU PRODUTOS OBJETIVOS DA PADRONIZAÇÃO • Diminuir número de itens de estoque, evitando a variedade de materiais de mesma classe e utilizados para o mesmo fim com consequente redução de custos; • Eliminar itens pouco eficientes e de baixa qualidade, evitando o desperdício;
  23. 23. Até próxima aula...

×