SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Unidade Curricular 
Gestão de Estoque
OBJETIVOS DA AULA 
Compreender: 
Conceitos de estoque 
Por que existe estoque 
Os objetivos do planejamento e controle de estoque 
As vantagens e desvantagens do estoque 
Tipos de estoque
O QUE É ESTOQUE ...
O QUE É ESTOQUE? 
Qualquer quantidade de bens físicos que sejam conservados de forma 
improdutiva, por algum intervalo de tempo aguardando seu uso, ou seja, todo 
material parado em algum local, desde que não esteja sendo processado ou 
utilizado naquele momento. 
Moreira (1998)
TODAS OPERAÇÕES MANTÊM ESTOQUE... 
 Hotel 
 Hospital 
 Cozinha industrial 
 Loja de varejo 
 Distribuidor de autopeças 
 Manufatura de linha branca 
 Fabricante de jóias
POR QUE EXISTE ESTOQUE? 
Por causa da existência de uma diferença de ritmo entre fornecimento e demanda.
OBJETIVOS DO PLANEJAMENTO 
CONTROLE DE ESTOQUE 
Assegurar o suprimento adequado de matéria-prima, 
material auxiliar, peças e insumos ao processo de 
fabricação; 
Manter o estoque o mais baixo possível para 
atendimento compatível às necessidades vendidas; 
Identificar os itens obsoletos e defeituosos em estoque; 
Eliminar estes itens; 
Não permitir condições de falta ou excesso em relação à 
demanda de vendas;
OBJETIVOS DO PLANEJAMENTO E CONTROLE 
DE ESTOQUE 
Prevenir contra perdas, danos, extravios ou mau uso; 
Manter as quantidades em relação às necessidades e 
aos registros; 
Fornecer bases concretas para a elaboração de dados 
ao planejamento de curto, médio e longo prazos, das 
necessidades de estoque; 
Manter os custos nos níveis mais baixos possíveis, 
levando em conta os volumes de vendas, prazos, 
recursos e seu efeito sobre o custo de venda do 
produto.
ALGUMAS RAZÕES PARA SE TER ESTOQUE 
Realizar um bom atendimento ao cliente: 
Uma das funções dos estoques é manter a 
disponibilidade de produtos ou serviços ao cliente 
em níveis que satisfaçam a sua grande exigência. 
Com essa disponibilidade, consegue-se, além de 
manter o cliente, aumentar a quantidade de 
produtos vendidos.
ALGUMAS RAZÕES PARA SE TER ESTOQUE 
Equacionar demanda com capacidade de atendimento: 
Devido à sazonalidade de alguns tipos de mercadorias, é 
comum que as organizações fabriquem e estoquem seus 
produtos para vendas posteriores, evitando, com isso, ter 
de gerenciar alguma falta de produto para seus 
consumidores ou um aumento repentino de produção, 
empregando de maneira uniforme a mão de obra e seus 
equipamentos.
ALGUMAS RAZÕES PARA SE TER ESTOQUE 
Redução de custos de transporte: 
Quanto maior a quantidade transportada em um 
veículo, menor o custo unitário do frete na carga. 
O que é necessário verificar, nesse caso, é qual a 
quantidade ideal de carga a ser transportada, de 
modo que não eleve o custo de manutenção dos 
estoques.
ALGUMAS RAZÕES PARA SE TER ESTOQUE 
Abastecer os canais de distribuição: 
Para que o abastecimento aos pontos de venda seja 
realizado de forma contínua, é necessário ter estoques em 
todos os pontos de abastecimento, seja nos centros de 
distribuição, seja transportando-os de um ponto para o 
outro. Dependendo da extensão do canal de distribuição 
do produto, a quantidade de estoques nesse canal é muito 
grande e necessita ser gerenciada, evitando custos 
desnecessários para o bom funcionamento da cadeia.
ALGUMAS RAZÕES PARA NÃO SE 
TER ESTOQUE 
Aumento de Custos: 
Esses custos podem ser subdivididos em custos de 
aquisição e custos de manutenção. Entendo por custo 
de aquisição o quanto a empresa gasta ao comprar a 
mercadoria (custo da mercadoria, transporte e de 
pedido). No custo de manutenção de estoque estão 
inclusos os custos para manter o material armazenado 
por determinado tempo e todos os custos relacionados 
a seguros, taxas, impostos, perdas ou desgaste da 
mercadoria.
ALGUMAS RAZÕES PARA NÃO SE TER 
ESTOQUE 
Ineficiência na resolução de problemas: 
Percebe-se que quanto maior a quantidade dos estoques, 
menor a chance de encontrarmos problemas durante o 
percurso. Porém, a partir do momento que os estoques 
são reduzidos, os problemas começam a aparecer. Esses 
problemas podem ser exemplificados como uma má 
previsão de demanda do item. A solução mais cômoda e 
fácil é aumentar o estoque para que esses problemas não 
comecem a atrapalhar o bom andamento da operação, 
mas acarretam maiores custos.
TIPOS DE ESTOQUE 
 Estoque de matérias-primas: 
É o estoque de qualquer mercadoria que ainda 
não sofreu alguma transformação por parte do 
fabricante. Em resumo, são todos os materiais que 
se agregam ao produto, fazendo parte integrante 
de seu estado. Podem ser também itens 
comprados prontos ou já processados por outra 
unidade ou empresa.
TIPOS DE ESTOQUE 
 Estoque de materiais auxiliares: 
Compõe-se dos agregados que participam do 
processo de transformação da matéria-prima 
dentro da fábrica. É o material que ajuda e 
participa na execução e transformação do produto, 
porém não se agrega a ele, mas é imprescindível 
no processo de fabricação.
TIPOS DE ESTOQUE 
 Estoque de manutenção: 
Esse estoque é onde estão as peças que servem 
de apoio à manutenção dos equipamentos e 
edifícios. Normalmente, aqui estão também os 
materiais de escritório, usado na empresa.
TIPOS DE ESTOQUE 
 Estoque de material semiacabado: 
Trata-se do material parado em determinada linha 
de montagem, aguardando a sua utilização em 
outra fase do processo. Também conhecido como 
peças em processos, esses estoques podem ou 
não ser restritos, isto é, possuir espaços 
delimitados e controlados, por isso, têm um fator 
altamente influente no custo do produto.
TIPOS DE ESTOQUE 
 Estoque de produtos acabados: 
Considera-se nesse estoque o produto já 
fabricado e pronto para uso que tem como 
princípio básico a disponibilidade ao cliente. Seu 
bom planejamento e seu controle também são de 
suma importância, visto que todo material parado 
em estoque está onerando o custo do produto, 
além de mostrar forte sujeição à obsolescência.
TIPOS DE ESTOQUE 
Estoque de segurança: 
É uma quantidade extra deixada armazenada para 
suprir alguma anormalidade no abastecimento, 
como erros de previsão de consumo e atrasos na 
entrega da mercadoria. O maior benefício do 
estoque de segurança é que, quando alguma 
dessas anomalias acorre no processo, não há a 
falta da mercadoria ao cliente.
TIPOS DE ESTOQUE 
 Estoque em trânsito: 
Toda mercadoria necessita ser transportada de um 
local a outro e durante esse transporte a 
mercadoria não é processada, portanto verifica-se 
outro ponto de estoque, o chamado estoque em 
trânsito. Os fatores que influenciam o custo deste 
estoque são a quantidade movimentada e o tempo 
de transporte da mercadoria.
BIBLIOGRAFIA 
Pozo, Hamilton. Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais: uma abordagem 
Logística. São Paulo: Atlas, 2009. 
Caxito, Fabiano. Logística: um enfoque prático. São Paulo: Saraiva, 2011.
Até a próxima aula...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

MRP na prática - gerenciamento da produção
MRP na prática - gerenciamento da produção MRP na prática - gerenciamento da produção
MRP na prática - gerenciamento da produção Nara Oliveira
 
61321330 adm-estoque-e-almoxarifado
61321330 adm-estoque-e-almoxarifado61321330 adm-estoque-e-almoxarifado
61321330 adm-estoque-e-almoxarifadoVera Gomes
 
Aula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoqueAula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoqueRicardoSilva562385
 
Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)
Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)
Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)Luciano Nicoletti Junior
 
Gestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoGestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoCharles Rebouças
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de comprasDanilo Pires
 
Aula 01 introdução, endereçamento e wms
Aula 01  introdução, endereçamento e wmsAula 01  introdução, endereçamento e wms
Aula 01 introdução, endereçamento e wmsAdilson Paradella
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
ArmazenagemUEMA
 
Gestao de stocks
Gestao de stocksGestao de stocks
Gestao de stockswarier96
 
Armazenagem de Materiais
Armazenagem de MateriaisArmazenagem de Materiais
Armazenagem de MateriaisRobson Costa
 

Mais procurados (20)

MRP na prática - gerenciamento da produção
MRP na prática - gerenciamento da produção MRP na prática - gerenciamento da produção
MRP na prática - gerenciamento da produção
 
61321330 adm-estoque-e-almoxarifado
61321330 adm-estoque-e-almoxarifado61321330 adm-estoque-e-almoxarifado
61321330 adm-estoque-e-almoxarifado
 
Planejamento de Estoque
Planejamento de EstoquePlanejamento de Estoque
Planejamento de Estoque
 
Aula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoqueAula21082020 ferramentas de estoque
Aula21082020 ferramentas de estoque
 
07 aula armazenagem l
07 aula armazenagem l07 aula armazenagem l
07 aula armazenagem l
 
Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)
Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)
Logslides Processos de Armazenagem aula 1 de 14 (2015)
 
Gestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoGestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentação
 
Gestão de Armazéns
Gestão de ArmazénsGestão de Armazéns
Gestão de Armazéns
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
 
Gestão de Materiais e de Stocks
Gestão de Materiais e de StocksGestão de Materiais e de Stocks
Gestão de Materiais e de Stocks
 
Planejamento de Compras
Planejamento de ComprasPlanejamento de Compras
Planejamento de Compras
 
Aula 01 introdução, endereçamento e wms
Aula 01  introdução, endereçamento e wmsAula 01  introdução, endereçamento e wms
Aula 01 introdução, endereçamento e wms
 
Armazenagem
ArmazenagemArmazenagem
Armazenagem
 
Apresentação estoque logística
Apresentação estoque logísticaApresentação estoque logística
Apresentação estoque logística
 
Logística - Cadeia de Suprimentos - SCM -
Logística - Cadeia de Suprimentos - SCM - Logística - Cadeia de Suprimentos - SCM -
Logística - Cadeia de Suprimentos - SCM -
 
Almoxarifado e armazenagem
Almoxarifado e armazenagemAlmoxarifado e armazenagem
Almoxarifado e armazenagem
 
Logística Empresarial
Logística EmpresarialLogística Empresarial
Logística Empresarial
 
Gestao de stocks
Gestao de stocksGestao de stocks
Gestao de stocks
 
Armazenagem de Materiais
Armazenagem de MateriaisArmazenagem de Materiais
Armazenagem de Materiais
 
Aula 01 gestao de materiais
Aula 01 gestao de materiaisAula 01 gestao de materiais
Aula 01 gestao de materiais
 

Destaque

Cap 3 - Gestão financeira de estoques e logística
Cap 3 - Gestão financeira de estoques e logísticaCap 3 - Gestão financeira de estoques e logística
Cap 3 - Gestão financeira de estoques e logísticaFEARP/USP
 
ESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUE
ESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUEESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUE
ESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUEKamilla Lima
 
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. Lucas Matheus
 
Sistema de estoque
Sistema de estoqueSistema de estoque
Sistema de estoqueElvis Bruno
 
Logística Empresarial Estoques
Logística Empresarial EstoquesLogística Empresarial Estoques
Logística Empresarial EstoquesWeNova Consulting
 

Destaque (8)

Cap 3 - Gestão financeira de estoques e logística
Cap 3 - Gestão financeira de estoques e logísticaCap 3 - Gestão financeira de estoques e logística
Cap 3 - Gestão financeira de estoques e logística
 
Estoque
Estoque Estoque
Estoque
 
ESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUE
ESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUEESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUE
ESTOQUES - GESTÃO DE ESTOQUE
 
Gestão de estoques
Gestão de estoquesGestão de estoques
Gestão de estoques
 
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística. Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
Aulas Iniciais - Fundamentos da Logística.
 
Sistema de estoque
Sistema de estoqueSistema de estoque
Sistema de estoque
 
Administração de materiais 2008_02
Administração de materiais 2008_02Administração de materiais 2008_02
Administração de materiais 2008_02
 
Logística Empresarial Estoques
Logística Empresarial EstoquesLogística Empresarial Estoques
Logística Empresarial Estoques
 

Semelhante a Conceitos 1

Noções de administração de material
Noções de administração de materialNoções de administração de material
Noções de administração de materialJohn Paul John Paul
 
A logistica estoques net
A logistica   estoques netA logistica   estoques net
A logistica estoques netFernando santos
 
Gestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalhoGestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalhojorgecs6
 
Logística de produção
Logística de produçãoLogística de produção
Logística de produçãoSandro Souza
 
aprovisionamento
aprovisionamentoaprovisionamento
aprovisionamentoJorge Dias
 
Gerenciamento de materias: uso de ferramentas
Gerenciamento de materias: uso de ferramentasGerenciamento de materias: uso de ferramentas
Gerenciamento de materias: uso de ferramentasNara Oliveira
 
Ficha de trabalho nº15 mod 4 - cv- revisões
Ficha de trabalho nº15   mod 4 - cv- revisõesFicha de trabalho nº15   mod 4 - cv- revisões
Ficha de trabalho nº15 mod 4 - cv- revisõesLeonor Alves
 
Ficha de trabalho nº15 mod 4 - cv- revisões
Ficha de trabalho nº15   mod 4 - cv- revisõesFicha de trabalho nº15   mod 4 - cv- revisões
Ficha de trabalho nº15 mod 4 - cv- revisõesLeonor Alves
 
Controlar estoques, uma necessidade
Controlar estoques, uma necessidadeControlar estoques, uma necessidade
Controlar estoques, uma necessidadePedro Palma
 
2º trabalho jorge madeira
2º trabalho  jorge  madeira2º trabalho  jorge  madeira
2º trabalho jorge madeirawarier96
 
Aprovisionamento
AprovisionamentoAprovisionamento
Aprovisionamentosomol12
 
Gerenciando seu empreendimento e7
Gerenciando seu empreendimento   e7Gerenciando seu empreendimento   e7
Gerenciando seu empreendimento e7silviofsouza
 

Semelhante a Conceitos 1 (20)

Noções de administração de material
Noções de administração de materialNoções de administração de material
Noções de administração de material
 
Adm estoque
Adm  estoqueAdm  estoque
Adm estoque
 
04 aula estocagem
04 aula estocagem04 aula estocagem
04 aula estocagem
 
Gestão de stocks
Gestão de stocksGestão de stocks
Gestão de stocks
 
A logistica estoques net
A logistica   estoques netA logistica   estoques net
A logistica estoques net
 
Gestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalhoGestao stock4º trabalho
Gestao stock4º trabalho
 
Logística de produção
Logística de produçãoLogística de produção
Logística de produção
 
aprovisionamento
aprovisionamentoaprovisionamento
aprovisionamento
 
Aula 3
Aula 3Aula 3
Aula 3
 
Gerenciamento de materias: uso de ferramentas
Gerenciamento de materias: uso de ferramentasGerenciamento de materias: uso de ferramentas
Gerenciamento de materias: uso de ferramentas
 
Ficha de trabalho nº15 mod 4 - cv- revisões
Ficha de trabalho nº15   mod 4 - cv- revisõesFicha de trabalho nº15   mod 4 - cv- revisões
Ficha de trabalho nº15 mod 4 - cv- revisões
 
Ficha de trabalho nº15 mod 4 - cv- revisões
Ficha de trabalho nº15   mod 4 - cv- revisõesFicha de trabalho nº15   mod 4 - cv- revisões
Ficha de trabalho nº15 mod 4 - cv- revisões
 
Armazenagem e Estoque
Armazenagem e EstoqueArmazenagem e Estoque
Armazenagem e Estoque
 
Controlar estoques, uma necessidade
Controlar estoques, uma necessidadeControlar estoques, uma necessidade
Controlar estoques, uma necessidade
 
CONTROLE DE ESTOQUE.pdf
CONTROLE DE ESTOQUE.pdfCONTROLE DE ESTOQUE.pdf
CONTROLE DE ESTOQUE.pdf
 
2º trabalho jorge madeira
2º trabalho  jorge  madeira2º trabalho  jorge  madeira
2º trabalho jorge madeira
 
2 slides - gestão de estoques
2   slides - gestão de estoques2   slides - gestão de estoques
2 slides - gestão de estoques
 
Aprovisionamento
AprovisionamentoAprovisionamento
Aprovisionamento
 
Controle de estoques (funcionalidades)
Controle de estoques (funcionalidades)Controle de estoques (funcionalidades)
Controle de estoques (funcionalidades)
 
Gerenciando seu empreendimento e7
Gerenciando seu empreendimento   e7Gerenciando seu empreendimento   e7
Gerenciando seu empreendimento e7
 

Mais de Hortênsia Morais (6)

Os 5
Os 5Os 5
Os 5
 
T&q
T&qT&q
T&q
 
A+f
A+fA+f
A+f
 
Aula 6 i&t
Aula 6   i&tAula 6   i&t
Aula 6 i&t
 
R&c
R&cR&c
R&c
 
Classificação
ClassificaçãoClassificação
Classificação
 

Último

Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Mary Alvarenga
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?Rosalina Simão Nunes
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinhaMary Alvarenga
 
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptxLírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptxfabiolalopesmartins1
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 

Último (20)

Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptxLírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
Lírica Camoniana- A mudança na lírica de Camões.pptx
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 

Conceitos 1

  • 2. OBJETIVOS DA AULA Compreender: Conceitos de estoque Por que existe estoque Os objetivos do planejamento e controle de estoque As vantagens e desvantagens do estoque Tipos de estoque
  • 3. O QUE É ESTOQUE ...
  • 4. O QUE É ESTOQUE? Qualquer quantidade de bens físicos que sejam conservados de forma improdutiva, por algum intervalo de tempo aguardando seu uso, ou seja, todo material parado em algum local, desde que não esteja sendo processado ou utilizado naquele momento. Moreira (1998)
  • 5. TODAS OPERAÇÕES MANTÊM ESTOQUE...  Hotel  Hospital  Cozinha industrial  Loja de varejo  Distribuidor de autopeças  Manufatura de linha branca  Fabricante de jóias
  • 6. POR QUE EXISTE ESTOQUE? Por causa da existência de uma diferença de ritmo entre fornecimento e demanda.
  • 7. OBJETIVOS DO PLANEJAMENTO CONTROLE DE ESTOQUE Assegurar o suprimento adequado de matéria-prima, material auxiliar, peças e insumos ao processo de fabricação; Manter o estoque o mais baixo possível para atendimento compatível às necessidades vendidas; Identificar os itens obsoletos e defeituosos em estoque; Eliminar estes itens; Não permitir condições de falta ou excesso em relação à demanda de vendas;
  • 8. OBJETIVOS DO PLANEJAMENTO E CONTROLE DE ESTOQUE Prevenir contra perdas, danos, extravios ou mau uso; Manter as quantidades em relação às necessidades e aos registros; Fornecer bases concretas para a elaboração de dados ao planejamento de curto, médio e longo prazos, das necessidades de estoque; Manter os custos nos níveis mais baixos possíveis, levando em conta os volumes de vendas, prazos, recursos e seu efeito sobre o custo de venda do produto.
  • 9. ALGUMAS RAZÕES PARA SE TER ESTOQUE Realizar um bom atendimento ao cliente: Uma das funções dos estoques é manter a disponibilidade de produtos ou serviços ao cliente em níveis que satisfaçam a sua grande exigência. Com essa disponibilidade, consegue-se, além de manter o cliente, aumentar a quantidade de produtos vendidos.
  • 10. ALGUMAS RAZÕES PARA SE TER ESTOQUE Equacionar demanda com capacidade de atendimento: Devido à sazonalidade de alguns tipos de mercadorias, é comum que as organizações fabriquem e estoquem seus produtos para vendas posteriores, evitando, com isso, ter de gerenciar alguma falta de produto para seus consumidores ou um aumento repentino de produção, empregando de maneira uniforme a mão de obra e seus equipamentos.
  • 11. ALGUMAS RAZÕES PARA SE TER ESTOQUE Redução de custos de transporte: Quanto maior a quantidade transportada em um veículo, menor o custo unitário do frete na carga. O que é necessário verificar, nesse caso, é qual a quantidade ideal de carga a ser transportada, de modo que não eleve o custo de manutenção dos estoques.
  • 12. ALGUMAS RAZÕES PARA SE TER ESTOQUE Abastecer os canais de distribuição: Para que o abastecimento aos pontos de venda seja realizado de forma contínua, é necessário ter estoques em todos os pontos de abastecimento, seja nos centros de distribuição, seja transportando-os de um ponto para o outro. Dependendo da extensão do canal de distribuição do produto, a quantidade de estoques nesse canal é muito grande e necessita ser gerenciada, evitando custos desnecessários para o bom funcionamento da cadeia.
  • 13. ALGUMAS RAZÕES PARA NÃO SE TER ESTOQUE Aumento de Custos: Esses custos podem ser subdivididos em custos de aquisição e custos de manutenção. Entendo por custo de aquisição o quanto a empresa gasta ao comprar a mercadoria (custo da mercadoria, transporte e de pedido). No custo de manutenção de estoque estão inclusos os custos para manter o material armazenado por determinado tempo e todos os custos relacionados a seguros, taxas, impostos, perdas ou desgaste da mercadoria.
  • 14. ALGUMAS RAZÕES PARA NÃO SE TER ESTOQUE Ineficiência na resolução de problemas: Percebe-se que quanto maior a quantidade dos estoques, menor a chance de encontrarmos problemas durante o percurso. Porém, a partir do momento que os estoques são reduzidos, os problemas começam a aparecer. Esses problemas podem ser exemplificados como uma má previsão de demanda do item. A solução mais cômoda e fácil é aumentar o estoque para que esses problemas não comecem a atrapalhar o bom andamento da operação, mas acarretam maiores custos.
  • 15. TIPOS DE ESTOQUE  Estoque de matérias-primas: É o estoque de qualquer mercadoria que ainda não sofreu alguma transformação por parte do fabricante. Em resumo, são todos os materiais que se agregam ao produto, fazendo parte integrante de seu estado. Podem ser também itens comprados prontos ou já processados por outra unidade ou empresa.
  • 16. TIPOS DE ESTOQUE  Estoque de materiais auxiliares: Compõe-se dos agregados que participam do processo de transformação da matéria-prima dentro da fábrica. É o material que ajuda e participa na execução e transformação do produto, porém não se agrega a ele, mas é imprescindível no processo de fabricação.
  • 17. TIPOS DE ESTOQUE  Estoque de manutenção: Esse estoque é onde estão as peças que servem de apoio à manutenção dos equipamentos e edifícios. Normalmente, aqui estão também os materiais de escritório, usado na empresa.
  • 18. TIPOS DE ESTOQUE  Estoque de material semiacabado: Trata-se do material parado em determinada linha de montagem, aguardando a sua utilização em outra fase do processo. Também conhecido como peças em processos, esses estoques podem ou não ser restritos, isto é, possuir espaços delimitados e controlados, por isso, têm um fator altamente influente no custo do produto.
  • 19. TIPOS DE ESTOQUE  Estoque de produtos acabados: Considera-se nesse estoque o produto já fabricado e pronto para uso que tem como princípio básico a disponibilidade ao cliente. Seu bom planejamento e seu controle também são de suma importância, visto que todo material parado em estoque está onerando o custo do produto, além de mostrar forte sujeição à obsolescência.
  • 20. TIPOS DE ESTOQUE Estoque de segurança: É uma quantidade extra deixada armazenada para suprir alguma anormalidade no abastecimento, como erros de previsão de consumo e atrasos na entrega da mercadoria. O maior benefício do estoque de segurança é que, quando alguma dessas anomalias acorre no processo, não há a falta da mercadoria ao cliente.
  • 21. TIPOS DE ESTOQUE  Estoque em trânsito: Toda mercadoria necessita ser transportada de um local a outro e durante esse transporte a mercadoria não é processada, portanto verifica-se outro ponto de estoque, o chamado estoque em trânsito. Os fatores que influenciam o custo deste estoque são a quantidade movimentada e o tempo de transporte da mercadoria.
  • 22. BIBLIOGRAFIA Pozo, Hamilton. Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais: uma abordagem Logística. São Paulo: Atlas, 2009. Caxito, Fabiano. Logística: um enfoque prático. São Paulo: Saraiva, 2011.
  • 23. Até a próxima aula...