SlideShare uma empresa Scribd logo

"Somos Físicos" Medicina Nuclear

Ensino Médio

1 de 10
"Somos Físicos" Medicina Nuclear
ÍNDICE
 O que é medicina nuclear
Doenças causadas pela radiação nuclear
Exames médicos
Surgimento do raio-x
O que é Tomografia
Conclusão
O QUE É ?
A Medicina Nuclear é uma especialidade médica que utiliza métodos seguros,
praticamente indolores, não invasivos e de relativo baixo custo para fornecer
informações que outros exames diagnósticos não conseguiriam, através do
emprego de fontes abertas de radionuclídeos. Habitualmente os materiais
radioativos são administrados in vivo, por via venosa, oral, inalatória ou
subcutânea, e apresentam distribuição para órgãos ou tipos celulares
específicos, não havendo risco de reações alérgicas. Esta distribuição pode
ser ditada por características do próprio elemento radioativo. Outras vezes, o
mesmo é ligado a um outro grupo químico, formando um radiofármaco, com
afinidade por determinados tecidos.
DOENÇAS CAUSADAS PELA RADIAÇÃO
NUCLEAR
As doenças causadas pela radiação nuclear podem ser imediatas, como
queimaduras e vômitos, ou que surgem em longo prazo, como infertilidade e
leucemia. Os riscos de desenvolver problemas são ainda maiores em
crianças e em pessoas que ingeriram alimentos contaminados com radiação
ou que respiraram o ar contaminado.
A gravidade das consequências do excesso de radiação no corpo dependem do
tipo de radiação, da quantidade e do tempo de exposição à radiação, pois
quanto mais tempo de exposição, maior o risco de desenvolver doenças.
CUIDADOS COM EXAMES MÉDICOS
Além dos cuidados que devem ser tomados em caso de acidente nuclear,
também é importante só realizar exames que utilizam radiação, como
tomografia computadorizada e mamografia, com orientação médica.
Deve-se ter ainda mais cautela na realização desses exames em crianças, pois
o efeito da radiação acumula ao longo da vida, podendo provocar alterações
celulares e doenças apenas muitos anos depois da exposição.
SURGIMENTO DO RAIO X
Os raios x foram descobertos por Wilhelm Conrad Röntgen (físico nascido na
Alemanha) no ano de 1895. Em seu experimento, Röntgen fez incidir
elétrons acelerados contra um alvo, como mostra a figura:

Recomendados

Medicina nuclear introducao
Medicina nuclear introducaoMedicina nuclear introducao
Medicina nuclear introducaoTamara Garcia
 
Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01Medicina nuclear aula 01
Medicina nuclear aula 01Walmor Godoi
 
Aplicação da medicina nuclear - Expansion of Nuclear Medicine
Aplicação da medicina nuclear - Expansion of Nuclear MedicineAplicação da medicina nuclear - Expansion of Nuclear Medicine
Aplicação da medicina nuclear - Expansion of Nuclear MedicineLídia Pavan
 
Medicina Nuclear
Medicina NuclearMedicina Nuclear
Medicina Nuclearlilitha
 
Medicina nuclear introdução e assuntos pertinentes à radiologia
Medicina nuclear introdução e assuntos pertinentes à radiologia Medicina nuclear introdução e assuntos pertinentes à radiologia
Medicina nuclear introdução e assuntos pertinentes à radiologia Wendesor Oliveira
 
Questionário Tomografia e Ressonancia UNIRB
Questionário Tomografia e Ressonancia UNIRBQuestionário Tomografia e Ressonancia UNIRB
Questionário Tomografia e Ressonancia UNIRBdanilocbp
 
Benefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios XBenefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios XProfªThaiza Montine
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercicio de radiologia
Exercicio de radiologiaExercicio de radiologia
Exercicio de radiologiaGrazi Pull
 
Aula de tomografia 2019
Aula de tomografia   2019Aula de tomografia   2019
Aula de tomografia 2019FLAVIO LOBATO
 
Mestrado em Radioterapia
Mestrado em RadioterapiaMestrado em Radioterapia
Mestrado em RadioterapiaRui P Rodrigues
 
Tomografia computadorizada em Odontologia
Tomografia computadorizada em OdontologiaTomografia computadorizada em Odontologia
Tomografia computadorizada em OdontologiaLorem Morais
 
Radioterapia química
Radioterapia químicaRadioterapia química
Radioterapia químicaLaylis Amanda
 
Medicina nuclear - WENDESOR - RADIOLOGIA - INTRODUÇÃO -
Medicina nuclear - WENDESOR - RADIOLOGIA - INTRODUÇÃO - Medicina nuclear - WENDESOR - RADIOLOGIA - INTRODUÇÃO -
Medicina nuclear - WENDESOR - RADIOLOGIA - INTRODUÇÃO - Wendesor Oliveira
 
Tomografia Computadorizada - Introdução
Tomografia Computadorizada - IntroduçãoTomografia Computadorizada - Introdução
Tomografia Computadorizada - Introduçãocelais0814
 
Progrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJ
Progrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJProgrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJ
Progrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJAlex Eduardo Ribeiro
 
Introdução à Radioterapia
Introdução à RadioterapiaIntrodução à Radioterapia
Introdução à RadioterapiaRui P Rodrigues
 
Medicina nuclear e Radiologia Digital
Medicina nuclear e Radiologia DigitalMedicina nuclear e Radiologia Digital
Medicina nuclear e Radiologia DigitalNoara Thomaz
 

Mais procurados (20)

Medicina Nuclear
Medicina NuclearMedicina Nuclear
Medicina Nuclear
 
Exercicio de radiologia
Exercicio de radiologiaExercicio de radiologia
Exercicio de radiologia
 
Aula de tomografia 2019
Aula de tomografia   2019Aula de tomografia   2019
Aula de tomografia 2019
 
Tomografia feixe conico
Tomografia feixe conicoTomografia feixe conico
Tomografia feixe conico
 
Mestrado em Radioterapia
Mestrado em RadioterapiaMestrado em Radioterapia
Mestrado em Radioterapia
 
Radioterapia antineoplásica
Radioterapia antineoplásicaRadioterapia antineoplásica
Radioterapia antineoplásica
 
Tomografia computadorizada em Odontologia
Tomografia computadorizada em OdontologiaTomografia computadorizada em Odontologia
Tomografia computadorizada em Odontologia
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Radioterapia química
Radioterapia químicaRadioterapia química
Radioterapia química
 
Apostila tomografia prof. ricardo pereira
Apostila tomografia   prof. ricardo pereiraApostila tomografia   prof. ricardo pereira
Apostila tomografia prof. ricardo pereira
 
Radioterapia adjuvante no_câncer_de_mama
Radioterapia adjuvante no_câncer_de_mamaRadioterapia adjuvante no_câncer_de_mama
Radioterapia adjuvante no_câncer_de_mama
 
Radioterapia e suas técnicas.
Radioterapia e suas técnicas.Radioterapia e suas técnicas.
Radioterapia e suas técnicas.
 
Medicina nuclear - WENDESOR - RADIOLOGIA - INTRODUÇÃO -
Medicina nuclear - WENDESOR - RADIOLOGIA - INTRODUÇÃO - Medicina nuclear - WENDESOR - RADIOLOGIA - INTRODUÇÃO -
Medicina nuclear - WENDESOR - RADIOLOGIA - INTRODUÇÃO -
 
Tomografia Computadorizada - Introdução
Tomografia Computadorizada - IntroduçãoTomografia Computadorizada - Introdução
Tomografia Computadorizada - Introdução
 
Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
 
Progrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJ
Progrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJProgrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJ
Progrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJ
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Radiologia revisão aula 1
Radiologia revisão aula 1Radiologia revisão aula 1
Radiologia revisão aula 1
 
Introdução à Radioterapia
Introdução à RadioterapiaIntrodução à Radioterapia
Introdução à Radioterapia
 
Medicina nuclear e Radiologia Digital
Medicina nuclear e Radiologia DigitalMedicina nuclear e Radiologia Digital
Medicina nuclear e Radiologia Digital
 

Destaque

Medicina Nuclear
Medicina NuclearMedicina Nuclear
Medicina NuclearGaro TM
 
Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog http://fisi...
Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisi...Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisi...
Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog http://fisi...Rodrigo Penna
 
Medicina Nuclear
Medicina NuclearMedicina Nuclear
Medicina Nuclearfcisilotto
 

Destaque (6)

Medicina Nuclear
Medicina NuclearMedicina Nuclear
Medicina Nuclear
 
Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog http://fisi...
Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisi...Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisi...
Cintilografia: Medicina Nuclear - Conteúdo vinculado ao blog http://fisi...
 
Medicina nuclear
Medicina nuclearMedicina nuclear
Medicina nuclear
 
Medicina Nuclear.
Medicina Nuclear.Medicina Nuclear.
Medicina Nuclear.
 
Medicina Nuclear
Medicina NuclearMedicina Nuclear
Medicina Nuclear
 
Medicina Nuclear
Medicina NuclearMedicina Nuclear
Medicina Nuclear
 

Semelhante a "Somos Físicos" Medicina Nuclear

Como Funciona Uma MáQuina De Raios X
Como Funciona Uma MáQuina De Raios XComo Funciona Uma MáQuina De Raios X
Como Funciona Uma MáQuina De Raios XAulasParticulares
 
Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848rodrison
 
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.Lucas Senna
 
Efeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde Humana
Efeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde HumanaEfeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde Humana
Efeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde HumanaRenato Sabbatini
 
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes Fabiano Ladislau
 
Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)
Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)
Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)alvido muaviraca
 
Aplicações da radioatividade
Aplicações da radioatividadeAplicações da radioatividade
Aplicações da radioatividadeAna Clara Raft
 
A RadiaçãO Na Medicina
A RadiaçãO Na MedicinaA RadiaçãO Na Medicina
A RadiaçãO Na Medicinaguest573ee4
 
Lista de Exercícios_9ºano_2º bimestre.pdf
Lista de Exercícios_9ºano_2º bimestre.pdfLista de Exercícios_9ºano_2º bimestre.pdf
Lista de Exercícios_9ºano_2º bimestre.pdfGabriela Almas
 
RADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptx
RADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptxRADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptx
RADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptxMeryslandeMoreira1
 
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdfOficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdfMonicaTapety
 
Proteção Radiologica palestra
Proteção Radiologica palestraProteção Radiologica palestra
Proteção Radiologica palestraRenata Cristina
 
Evolução Radiologia
Evolução RadiologiaEvolução Radiologia
Evolução RadiologiaThyago Soares
 

Semelhante a "Somos Físicos" Medicina Nuclear (20)

Como Funciona Uma MáQuina De Raios X
Como Funciona Uma MáQuina De Raios XComo Funciona Uma MáQuina De Raios X
Como Funciona Uma MáQuina De Raios X
 
Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848
 
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
 
Imagenologia
ImagenologiaImagenologia
Imagenologia
 
Efeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde Humana
Efeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde HumanaEfeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde Humana
Efeitos de RF de Baixa Intensidade na Saúde Humana
 
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
Palestra de Efeitos Biológicos das Radiações Ionizantes
 
Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)
Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)
Importancia da radio imagiologia no diagnostico medico(1)
 
Aplicações da radioatividade
Aplicações da radioatividadeAplicações da radioatividade
Aplicações da radioatividade
 
A RadiaçãO Na Medicina
A RadiaçãO Na MedicinaA RadiaçãO Na Medicina
A RadiaçãO Na Medicina
 
Lista de Exercícios_9ºano_2º bimestre.pdf
Lista de Exercícios_9ºano_2º bimestre.pdfLista de Exercícios_9ºano_2º bimestre.pdf
Lista de Exercícios_9ºano_2º bimestre.pdf
 
Radiação emitida por aparelhos celulares
Radiação emitida por aparelhos celularesRadiação emitida por aparelhos celulares
Radiação emitida por aparelhos celulares
 
RADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptx
RADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptxRADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptx
RADIOPROTEÇÃO APLICADA A RADIOTERAPIA CECAPTEC.pptx
 
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdfOficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
Oficina_Raios-X_agosto2011_Mario.pdf
 
Aplicação da radioatividade na medicina
Aplicação da radioatividade na medicinaAplicação da radioatividade na medicina
Aplicação da radioatividade na medicina
 
Ressonância magnética
Ressonância magnéticaRessonância magnética
Ressonância magnética
 
DiagnóStico Por Imagem Prof Vagner Sá
DiagnóStico Por Imagem   Prof  Vagner SáDiagnóStico Por Imagem   Prof  Vagner Sá
DiagnóStico Por Imagem Prof Vagner Sá
 
Proteção Radiologica palestra
Proteção Radiologica palestraProteção Radiologica palestra
Proteção Radiologica palestra
 
Evolução Radiologia
Evolução RadiologiaEvolução Radiologia
Evolução Radiologia
 
aula 99.pptx
aula 99.pptxaula 99.pptx
aula 99.pptx
 
Contaminacao radioativa
Contaminacao radioativaContaminacao radioativa
Contaminacao radioativa
 

Mais de Vania Lima "Somos Físicos"

"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias
"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias
"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e SubstânciasVania Lima "Somos Físicos"
 
"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica
"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica   "Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica
"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica Vania Lima "Somos Físicos"
 

Mais de Vania Lima "Somos Físicos" (20)

Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
 
Física - Energia Térmica
Física - Energia Térmica   Física - Energia Térmica
Física - Energia Térmica
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
 
Física - Calorimetria
Física - CalorimetriaFísica - Calorimetria
Física - Calorimetria
 
Fisica - Modelos Atômicos
Fisica - Modelos AtômicosFisica - Modelos Atômicos
Fisica - Modelos Atômicos
 
Física - Energia Calorífica
Física - Energia CaloríficaFísica - Energia Calorífica
Física - Energia Calorífica
 
Física - Modelos Atômicos
Física - Modelos AtômicosFísica - Modelos Atômicos
Física - Modelos Atômicos
 
Física - Modelos Atômicos
Física - Modelos Atômicos Física - Modelos Atômicos
Física - Modelos Atômicos
 
Física - Modelos Atômicos
Física - Modelos AtômicosFísica - Modelos Atômicos
Física - Modelos Atômicos
 
Fisica - Modelos Atômicos
Fisica - Modelos AtômicosFisica - Modelos Atômicos
Fisica - Modelos Atômicos
 
"Somos Físicos" A Água
"Somos Físicos" A Água"Somos Físicos" A Água
"Somos Físicos" A Água
 
"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias
"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias
"Somos Físicos" Átomos, Moléculas e Substâncias
 
"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica
"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica   "Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica
"Somos Físicos" Ciclo do Nitrogênio e Produção da Soda Cáustica
 
"Somos Físicos" O Petróleo na Economia
"Somos Físicos" O Petróleo na Economia"Somos Físicos" O Petróleo na Economia
"Somos Físicos" O Petróleo na Economia
 
"Somos Físicos" Conservação das Massas
"Somos Físicos" Conservação das Massas"Somos Físicos" Conservação das Massas
"Somos Físicos" Conservação das Massas
 
"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria
 
"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria
 

Último

Rochas e minerais. ( conceito, classificação)pptx
Rochas  e minerais. ( conceito, classificação)pptxRochas  e minerais. ( conceito, classificação)pptx
Rochas e minerais. ( conceito, classificação)pptxrickriordan
 
quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...
quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...
quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...cancela
 
Origens Historicas da psicologia experimental.ppt
Origens Historicas da psicologia experimental.pptOrigens Historicas da psicologia experimental.ppt
Origens Historicas da psicologia experimental.pptcleisonpereirapsi
 
Matemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdf
Matemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdfMatemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdf
Matemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdfcarlos204935
 
Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...
Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...
Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...cancela
 
Instrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdf
Instrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdfInstrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdf
Instrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdfalexmeloliveira
 

Último (6)

Rochas e minerais. ( conceito, classificação)pptx
Rochas  e minerais. ( conceito, classificação)pptxRochas  e minerais. ( conceito, classificação)pptx
Rochas e minerais. ( conceito, classificação)pptx
 
quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...
quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...
quem sou eu_minerais, cartões de pesquisa sobre minerais, 11º ano de escolari...
 
Origens Historicas da psicologia experimental.ppt
Origens Historicas da psicologia experimental.pptOrigens Historicas da psicologia experimental.ppt
Origens Historicas da psicologia experimental.ppt
 
Matemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdf
Matemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdfMatemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdf
Matemática 10 ano apresentação Funções PPT.pdf
 
Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...
Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...
Identificação de minerais e suas propriedades, 11º ano de escolaridade de bio...
 
Instrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdf
Instrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdfInstrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdf
Instrucoes-de-Instalacao-Software-de-Selecao-VRF-Midea.pdf
 

"Somos Físicos" Medicina Nuclear

  • 2. ÍNDICE  O que é medicina nuclear Doenças causadas pela radiação nuclear Exames médicos Surgimento do raio-x O que é Tomografia Conclusão
  • 3. O QUE É ? A Medicina Nuclear é uma especialidade médica que utiliza métodos seguros, praticamente indolores, não invasivos e de relativo baixo custo para fornecer informações que outros exames diagnósticos não conseguiriam, através do emprego de fontes abertas de radionuclídeos. Habitualmente os materiais radioativos são administrados in vivo, por via venosa, oral, inalatória ou subcutânea, e apresentam distribuição para órgãos ou tipos celulares específicos, não havendo risco de reações alérgicas. Esta distribuição pode ser ditada por características do próprio elemento radioativo. Outras vezes, o mesmo é ligado a um outro grupo químico, formando um radiofármaco, com afinidade por determinados tecidos.
  • 4. DOENÇAS CAUSADAS PELA RADIAÇÃO NUCLEAR As doenças causadas pela radiação nuclear podem ser imediatas, como queimaduras e vômitos, ou que surgem em longo prazo, como infertilidade e leucemia. Os riscos de desenvolver problemas são ainda maiores em crianças e em pessoas que ingeriram alimentos contaminados com radiação ou que respiraram o ar contaminado. A gravidade das consequências do excesso de radiação no corpo dependem do tipo de radiação, da quantidade e do tempo de exposição à radiação, pois quanto mais tempo de exposição, maior o risco de desenvolver doenças.
  • 5. CUIDADOS COM EXAMES MÉDICOS Além dos cuidados que devem ser tomados em caso de acidente nuclear, também é importante só realizar exames que utilizam radiação, como tomografia computadorizada e mamografia, com orientação médica. Deve-se ter ainda mais cautela na realização desses exames em crianças, pois o efeito da radiação acumula ao longo da vida, podendo provocar alterações celulares e doenças apenas muitos anos depois da exposição.
  • 6. SURGIMENTO DO RAIO X Os raios x foram descobertos por Wilhelm Conrad Röntgen (físico nascido na Alemanha) no ano de 1895. Em seu experimento, Röntgen fez incidir elétrons acelerados contra um alvo, como mostra a figura:
  • 7. RAIO X Do filamento desse dispositivo saem elétrons acelerados em razão da alta diferença de potencial entre os terminais. Os elétrons que saem do filamento vão em direção ao alvo com o qual eles colidirão e serão desacelerados bruscamente, convertendo a energia cinética (movimento) em raios x e grande parte em calor. A radiação x emitida, em razão da frenagem do feixe de elétrons, recebe a denominação de Bremsstrahlung, que siguinifica radiação de freio.
  • 8. TOMOGRAFIA Para que ela serve? Mas afinal, para que é que a tomografia computadorizada serve? De uma forma geral, ela se responsabiliza pelo fornecimento de imagens em definição muito melhor do que a do simples raio X, conseguindo então detectar quaisquer alterações que venham a prejudicar ossos, órgãos, tecidos e outras estruturas do corpo, por mais pequenas que elas sejam.
  • 9. O QUE É ? O exame de tomografia computadorizada é um exame de imagens que é realizado por meio de raios X. Esses raios tem como principal intuito a captação de imagens em alta definição de estruturas do corpo, como é o caso de órgãos, ossos e outras partes específicas do corpo humano. Essa máquina tem como principal característica a realização de radiografias de caráter transversais. A cada um dos registros realizados, as imagens passam pelo processamento de um computador, a fim de formar uma cadeia de fotografias com inúmeros detalhes sobre aquilo que se busca estudar/analisar no corpo humano.
  • 10. CONCLUSÃO A medicina nuclear tem seu lado bom e ruim , o lado positivo que com a criação de diversos exames como raio x e tomografia ajudou muito a estudar o corpo humano e descobrir varias doenças , e com isso agilizar o tratamento dessas doenças . E o lado negativo e que voçê não pode ter muito contato com a radiação ,e não pode tá fazendo diversas vezes esses exames ,por que a principal doença que causa e o câncer .