SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
Baixar para ler offline
Raios-x
Médicos e dentistas usam um aparelho
que emite raios x para obter radiografias e
diagnosticar problemas nos órgãos de
seus pacientes (fraturas, caries e etc.).
Avental
revestido
de chumbo
pesa entorno
de 5 kg
Possui chumbo.
Luva utilizada para tirar
radiografia de
bebes e idosos
É uma proteção
para a glândula
tireóide, essa
proteção é revestida
de chumbo.
• Os raios-X é um dos processos mais
simples na área da radiologia, pelos raios-
X pode estas identificando fraturas
ósseas, pneumonia entre outras coisas. O
raios-X é muito importante para a
medicina, sem esse beneficio teria muitas
complicações para identificar fraturas
ósseas entre outros problemas .
Porem os profissionais dessa área tem
medo dos efeitos colaterais, pois ficam
expostos a radiação do aparelho por
muito tempo e também é desconhecidos o
efeitos colaterais.
• No caso da radiologista; Fabiana
Rodrigues de Oliveira, formada na
primeira turma do curso de radiologia
em Goiânia pelo Colégio Osvaldo Cruz,
trabalha na área há seis anos, na parte
da manha ela trabalha no Caís do
Bairro Goya, três vezes por semana ela
cumpri plantão em outro hospital e é
voluntária no Hospital de urgência, o
Hugo.
Ela infelizmente há um ano, descobriu
partículas de césio em seu organismo que
estava descontrolando o seu sistema
imunológico, e pouco depois descobriu
que estava com leucemia.
Sabendo da gravidade do problema ela foi
para Alemanha onde há aparelhos e
médicos qualificados e de ponta.
Desativaram as partículas de césio do seu
organismo, porem ainda estão no mesmo,
“mas desativados”. Felizmente tudo
ocorreu bem e ela regressou novamente
para Goiânia dando continuidade no
tratamento em base local.
-
Perguntamos para ela se tinha medo
de trabalhar com o equipamento,
mas ela disse: “Tenho medo e já
fui vitima, mas gosto do que faço,
pois me sinto um pouquinho
“Deus” e é bom ver que sou útil no
que sei fazer isso é minha
recompensa.".
Medicina Nuclear
O principal uso da medicina nuclear é para fins
diagnósticos, mas ela também apresenta
aplicações terapêuticas para certas doenças,
como por exemplo, hipertireoidismo, câncer de
tireóide, doença de Plummer e dor óssea.
É uma técnica indolor na qual usa pequenas
quantidades de substancias radioativas ou
radioformacos (substâncias que são atraídas
por órgãos ou tecidos específicos).
É única área da medicina que revela
dados sobre a anatomia e a função dos
órgãos, ao contrário da radiologia, que
tipicamente mostra apenas estrutura
anatômica dos órgãos.
Radioterapia
A radioterapia é uma especialidade na medicina
que usa radiação para destruir células
cancerígenas. Essa técnica utiliza vários tipos
de energia que podem atingir o local dos
tumores ou áreas do corpo onde se alojam a
enfermidade.
A radioterapia pode ser usada para dar alívio ao
paciente e melhorar a qualidade de vida,
diminuir o tamanho dos tumores, diminuir ou
estancar hemorragias, ou atuar sobre outros
sintomas, como dor.
• Existem vários tipos de radiação, porém
as mais utilizadas são as
eletromagnéticas (raios-x ou raios gama)
e os elétrons. A radiação gama é um tipo
de radiação eletromagnética gerada e
emitida continuamente no núcleo de
elementos radiativos como o Cobalto,
Césio e Irídio.
• Os elementos radiativos são
armazenados dentro de um recipiente de
material de número atômico alto, chumbo,
para impedir o vazamento da radiação
para o ambiente.
A radioterapia externa é geralmente
realizada em uma sessão por dia, durante
os cinco dias da semana. Durante as
sessões do tratamento. As aplicações
podem ser realizadas com o aparelho em
diversas posições, orientadas pelas
marcas dos campos de radiação.
Cada seção dura de cinco há 20 minutos.
O operador do aparelho de radioterapia
controla a aplicação do lado de fora da
sala, através de circuito fechado de TV.
Durante as aplicações, o paciente pode
se comunicar com o operador através de
um microfone ambiente. Isso ocorre
devido à radiação emitida no local.
A bomba de Cobalto é um
recipiente contendo
uma fonte de Cobalto,
com um dispositivo que
abre uma pequena
janela e deixa o feixe de
radiação sair de forma
controlada, permitindo
o tratamento do tumor e
ao mesmo tempo
preservando os tecidos
normais a sua volta
Já o acelerador funciona de
maneira muito semelhante a um
aparelho de raios-x, ou seja, a
radiação somente é produzida
quando o aparelho é ligado a uma
fonte de energia elétrica.
A braquiterapia, modalidade de tratamento
na qual o material radiativo é colocado
diretamente em contato com o tecido
tumoral, tem sido muito utilizada no Brasil,
principalmente em tumores ginecológicos.
Atualmente esta técnica, principalmente
em alta taxa de dose, vem sendo
estudada em pacientes com câncer de
próstata.
Tomografia computadorizada
A TC baseia-se nos mesmos
princípios que a radiografia
convencional, segundo os quais
tecidos com diferente composição
absorvem a radiação X de forma
diferente. Ao serem atravessados por
raios X, tecidos mais densos (como o
fígado) ou com elementos mais
pesados (como o cálcio), absorvem
mais radiação que tecidos menos
densos (como o pulmão, que está
cheio de ar).
Mamografia
• Mamografia é uma imagem radiográfica
da mama, produzida através de um
aparelho o de raios-X conhecido como
mamógrafo.
• Um dos recentes avanços da mamografia
(computadorizada). A mamografia digital
se assemelha a convencional por usar
raios X na produção das imagens, porém
o sistema é equipado com receptor digital
e um computador ao invés de um filme
cassete. Na mamografia convencional as
imagens são gravadas em filme. O filme é
revisado pelo radiologista no
negastoscópio.
• Com mamografia digital, a imagem
mamográfica é capturada por um detector
eletrônico especial de raios X o qual
converte a imagem numa foto digital e
pode ser revisado no monitor do
computador. O radiologista pode alterar a
magnificação, orientação, brilho, contraste
através do computador para verificar
melhor áreas da mama.
Angiografia
• Angiografia é o método de visualização
dos vasos sanguíneo que através da
injeção de contraste por dentro desses
vasos e a utilização de radiação (raios x)
é possível que sejam detectadas
anomalias, como estenoses, aneurismas,
etc.
Ressonância Magnética
• O exame de Ressonância magnética,
também é chamado de Ressonância
Nuclear Magnética.
• Com a ajuda da ressonância magnética
imagens finas e em camadas, chamadas
de tomogramas são geradas de qualquer
parte do corpo de qualquer ângulo sem
penetrar no corpo.
• O procedimento do diagnóstico sem estresse
que tem sido aplicado desde o início dos anos
80 trabalha com campos magnéticos fortes e
impulsos curtos de rádio. Ele é baseado no
chamado efeito nuclear. Este termo descreve a
propriedade de um núcleo anatômico para ligar
o seu próprio eixo como um pião,
transformando-o em um pequeno ímã. O núcleo
anatômico de hidrogênio que é apresentado no
corpo em grande número se comporta
exatamente da mesma forma.
• Na ressonância magnética, o corpo é submetido
ao campo magnético que é aproximadamente
30.000 vezes mais forte do que aquele da terra.
Esse campo magnético artificial faz com que os
átomos de hidrogênio do corpo se alinhem em
uma direção ao invés de uma bússola em um
campo magnético na terra. Quando o impulso é
cessado, os átomos retornam à sua posição
original. Durante este relaxamento, os átomos
de hidrogênio emitem sinais ressonantes que
são medidos.
Benefcios da-radiao-raios-x1848

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...Wendesor Oliveira
 
Introdução à Radioterapia
Introdução à RadioterapiaIntrodução à Radioterapia
Introdução à RadioterapiaRui P Rodrigues
 
Progrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJ
Progrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJProgrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJ
Progrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJAlex Eduardo Ribeiro
 
Mestrado em Radioterapia
Mestrado em RadioterapiaMestrado em Radioterapia
Mestrado em RadioterapiaRui P Rodrigues
 
Radioterapia no Cancro da Mama
Radioterapia no Cancro da MamaRadioterapia no Cancro da Mama
Radioterapia no Cancro da MamaRui P Rodrigues
 
Biofisica radioterapia 1
Biofisica radioterapia 1Biofisica radioterapia 1
Biofisica radioterapia 1Rafael Ramos
 
Efeitos Secundários e Sequelas da Radioterapia
Efeitos Secundários e Sequelas da RadioterapiaEfeitos Secundários e Sequelas da Radioterapia
Efeitos Secundários e Sequelas da RadioterapiaRui P Rodrigues
 
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por RadiaçõesRadioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por RadiaçõesFernando Belome Feltrin
 
Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem.blogspot.c...
Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem.blogspot.c...Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem.blogspot.c...
Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem.blogspot.c...Rodrigo Penna
 
Livro de radioterapia
Livro de radioterapiaLivro de radioterapia
Livro de radioterapiaFLAVIO LOBATO
 
Radioterapia - Planeamento e Organização de Recursos
Radioterapia - Planeamento e Organização de RecursosRadioterapia - Planeamento e Organização de Recursos
Radioterapia - Planeamento e Organização de RecursosRui P Rodrigues
 
Benefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios XBenefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios XProfªThaiza Montine
 
Tomografia computadorizada em Odontologia
Tomografia computadorizada em OdontologiaTomografia computadorizada em Odontologia
Tomografia computadorizada em OdontologiaLorem Morais
 
Como é trabalhar em um serviço de radioterapia (físico médico)
Como é trabalhar em um serviço de radioterapia (físico médico)Como é trabalhar em um serviço de radioterapia (físico médico)
Como é trabalhar em um serviço de radioterapia (físico médico)Lucas Radicchi
 

Mais procurados (20)

Radioterapia adjuvante no_câncer_de_mama
Radioterapia adjuvante no_câncer_de_mamaRadioterapia adjuvante no_câncer_de_mama
Radioterapia adjuvante no_câncer_de_mama
 
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
 
Introdução à Radioterapia
Introdução à RadioterapiaIntrodução à Radioterapia
Introdução à Radioterapia
 
Tcc inca
Tcc incaTcc inca
Tcc inca
 
Progrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJ
Progrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJProgrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJ
Progrma de Qualidade em Radioterapia - INCA/RJ
 
Mestrado em Radioterapia
Mestrado em RadioterapiaMestrado em Radioterapia
Mestrado em Radioterapia
 
Radioterapia no Cancro da Mama
Radioterapia no Cancro da MamaRadioterapia no Cancro da Mama
Radioterapia no Cancro da Mama
 
Biofisica radioterapia 1
Biofisica radioterapia 1Biofisica radioterapia 1
Biofisica radioterapia 1
 
Efeitos Secundários e Sequelas da Radioterapia
Efeitos Secundários e Sequelas da RadioterapiaEfeitos Secundários e Sequelas da Radioterapia
Efeitos Secundários e Sequelas da Radioterapia
 
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por RadiaçõesRadioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
Radioterapia - Tratamento de Câncer por Radiações
 
Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem.blogspot.c...
Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem.blogspot.c...Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem.blogspot.c...
Radioterapia - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem.blogspot.c...
 
Imagenologia
ImagenologiaImagenologia
Imagenologia
 
Livro de radioterapia
Livro de radioterapiaLivro de radioterapia
Livro de radioterapia
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Radioterapia - Planeamento e Organização de Recursos
Radioterapia - Planeamento e Organização de RecursosRadioterapia - Planeamento e Organização de Recursos
Radioterapia - Planeamento e Organização de Recursos
 
Planejamento prostata
Planejamento prostataPlanejamento prostata
Planejamento prostata
 
Tomografia feixe conico
Tomografia feixe conicoTomografia feixe conico
Tomografia feixe conico
 
Benefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios XBenefícios da Radiação - Raios X
Benefícios da Radiação - Raios X
 
Tomografia computadorizada em Odontologia
Tomografia computadorizada em OdontologiaTomografia computadorizada em Odontologia
Tomografia computadorizada em Odontologia
 
Como é trabalhar em um serviço de radioterapia (físico médico)
Como é trabalhar em um serviço de radioterapia (físico médico)Como é trabalhar em um serviço de radioterapia (físico médico)
Como é trabalhar em um serviço de radioterapia (físico médico)
 

Destaque

Socialising the Enterprise: it’s also about the process - Andrew Gilboy
Socialising the Enterprise: it’s also about the process - Andrew GilboySocialising the Enterprise: it’s also about the process - Andrew Gilboy
Socialising the Enterprise: it’s also about the process - Andrew GilboyOpenKnowledge srl
 
El nostre cos
El nostre cosEl nostre cos
El nostre cosJoan Sans
 
O documento oficial da CPRH
O documento oficial da CPRHO documento oficial da CPRH
O documento oficial da CPRHJamildo Melo
 
患者さん医療関係者と合意しながら患者安全
患者さん医療関係者と合意しながら患者安全患者さん医療関係者と合意しながら患者安全
患者さん医療関係者と合意しながら患者安全Takahiro Matsumoto
 
Introduction to Hypersensitivity & Allergy
Introduction to Hypersensitivity & Allergy Introduction to Hypersensitivity & Allergy
Introduction to Hypersensitivity & Allergy Dr Alok Tripathi
 
BD臨床微生物チュートリアル血液培養2012
BD臨床微生物チュートリアル血液培養2012BD臨床微生物チュートリアル血液培養2012
BD臨床微生物チュートリアル血液培養2012tutorial_master
 
人としての発展と社会組織発展を視野にいれた医療シミュレーション
人としての発展と社会組織発展を視野にいれた医療シミュレーション人としての発展と社会組織発展を視野にいれた医療シミュレーション
人としての発展と社会組織発展を視野にいれた医療シミュレーションTakahiro Matsumoto
 
IDATEN冬セミナー2016_中心静脈カテーテル関連感染
IDATEN冬セミナー2016_中心静脈カテーテル関連感染IDATEN冬セミナー2016_中心静脈カテーテル関連感染
IDATEN冬セミナー2016_中心静脈カテーテル関連感染Sentaro Iwabuchi
 
肺炎の診断と治療(平成25年)
肺炎の診断と治療(平成25年)肺炎の診断と治療(平成25年)
肺炎の診断と治療(平成25年)Takashi Ohfuji
 

Destaque (20)

Audience
AudienceAudience
Audience
 
Zurich2011
Zurich2011Zurich2011
Zurich2011
 
Qur’an on thunder
Qur’an on thunderQur’an on thunder
Qur’an on thunder
 
Resume
ResumeResume
Resume
 
Socialising the Enterprise: it’s also about the process - Andrew Gilboy
Socialising the Enterprise: it’s also about the process - Andrew GilboySocialising the Enterprise: it’s also about the process - Andrew Gilboy
Socialising the Enterprise: it’s also about the process - Andrew Gilboy
 
Acplogo
AcplogoAcplogo
Acplogo
 
Postre
PostrePostre
Postre
 
Ley 438 94
Ley 438   94Ley 438   94
Ley 438 94
 
Luisao
LuisaoLuisao
Luisao
 
El nostre cos
El nostre cosEl nostre cos
El nostre cos
 
O documento oficial da CPRH
O documento oficial da CPRHO documento oficial da CPRH
O documento oficial da CPRH
 
患者さん医療関係者と合意しながら患者安全
患者さん医療関係者と合意しながら患者安全患者さん医療関係者と合意しながら患者安全
患者さん医療関係者と合意しながら患者安全
 
Introduction to Hypersensitivity & Allergy
Introduction to Hypersensitivity & Allergy Introduction to Hypersensitivity & Allergy
Introduction to Hypersensitivity & Allergy
 
BLSのエビデンス
BLSのエビデンスBLSのエビデンス
BLSのエビデンス
 
BD臨床微生物チュートリアル血液培養2012
BD臨床微生物チュートリアル血液培養2012BD臨床微生物チュートリアル血液培養2012
BD臨床微生物チュートリアル血液培養2012
 
N 4 reversed cpc 2
N 4 reversed cpc 2N 4 reversed cpc 2
N 4 reversed cpc 2
 
人としての発展と社会組織発展を視野にいれた医療シミュレーション
人としての発展と社会組織発展を視野にいれた医療シミュレーション人としての発展と社会組織発展を視野にいれた医療シミュレーション
人としての発展と社会組織発展を視野にいれた医療シミュレーション
 
IDATEN冬セミナー2016_中心静脈カテーテル関連感染
IDATEN冬セミナー2016_中心静脈カテーテル関連感染IDATEN冬セミナー2016_中心静脈カテーテル関連感染
IDATEN冬セミナー2016_中心静脈カテーテル関連感染
 
胸水検査 講義
胸水検査 講義胸水検査 講義
胸水検査 講義
 
肺炎の診断と治療(平成25年)
肺炎の診断と治療(平成25年)肺炎の診断と治療(平成25年)
肺炎の診断と治療(平成25年)
 

Semelhante a Benefcios da-radiao-raios-x1848

Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3marioaraujorosas1
 
Qualificação Profissional
Qualificação ProfissionalQualificação Profissional
Qualificação ProfissionalOsvaldo Machado
 
Aula 1 aparelhos de radiodiagnósticos
Aula 1  aparelhos de radiodiagnósticosAula 1  aparelhos de radiodiagnósticos
Aula 1 aparelhos de radiodiagnósticosMagno Cavalheiro
 
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdf
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdfRessonancia magnetica professor desconhecido.pdf
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdfPatriciaFarias81
 
Medicina Nuclear
Medicina NuclearMedicina Nuclear
Medicina Nuclearlilitha
 
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdfAULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdfJosivaldoSilva32
 
Apresentação_grupo 4.pptx
Apresentação_grupo 4.pptxApresentação_grupo 4.pptx
Apresentação_grupo 4.pptxbrunaraevely1
 
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.Lucas Senna
 
Tipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptx
Tipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptxTipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptx
Tipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptxRaquelOlimpio1
 
Tipos de exames Radiológicos, ultrassonografia.pptx
Tipos de exames Radiológicos, ultrassonografia.pptxTipos de exames Radiológicos, ultrassonografia.pptx
Tipos de exames Radiológicos, ultrassonografia.pptxRaquelOlimpio1
 
Medicina nuclear e Radiologia Digital
Medicina nuclear e Radiologia DigitalMedicina nuclear e Radiologia Digital
Medicina nuclear e Radiologia DigitalNoara Thomaz
 
Tecnólogo em radiologia - Ludmila
Tecnólogo em radiologia - LudmilaTecnólogo em radiologia - Ludmila
Tecnólogo em radiologia - LudmilaLuiz Cesar Faria
 

Semelhante a Benefcios da-radiao-raios-x1848 (20)

Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
Apresentação3.pptx fisica das radiaçaaooooo3
 
Qualificação Profissional
Qualificação ProfissionalQualificação Profissional
Qualificação Profissional
 
Aula 1 aparelhos de radiodiagnósticos
Aula 1  aparelhos de radiodiagnósticosAula 1  aparelhos de radiodiagnósticos
Aula 1 aparelhos de radiodiagnósticos
 
"Somos Físicos" Medicina Nuclear
"Somos Físicos" Medicina Nuclear"Somos Físicos" Medicina Nuclear
"Somos Físicos" Medicina Nuclear
 
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdf
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdfRessonancia magnetica professor desconhecido.pdf
Ressonancia magnetica professor desconhecido.pdf
 
Ressonancia magnetica
Ressonancia magneticaRessonancia magnetica
Ressonancia magnetica
 
Medicina Nuclear
Medicina NuclearMedicina Nuclear
Medicina Nuclear
 
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdfAULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
AULA 1 - RADIOTERAPIA INTRODUÇÃO E HISTÓRIA.pdf.pdf
 
Aplicação da radioatividade na medicina
Aplicação da radioatividade na medicinaAplicação da radioatividade na medicina
Aplicação da radioatividade na medicina
 
Apresentação_grupo 4.pptx
Apresentação_grupo 4.pptxApresentação_grupo 4.pptx
Apresentação_grupo 4.pptx
 
Imagenologia
ImagenologiaImagenologia
Imagenologia
 
Radioterapia INTRODUCAO
Radioterapia INTRODUCAORadioterapia INTRODUCAO
Radioterapia INTRODUCAO
 
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
Radiação: conceito, histórico, aplicações e prevenção.
 
Tipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptx
Tipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptxTipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptx
Tipos de exames Radiológicos, e posições radiológicas .pptx
 
Tipos de exames Radiológicos, ultrassonografia.pptx
Tipos de exames Radiológicos, ultrassonografia.pptxTipos de exames Radiológicos, ultrassonografia.pptx
Tipos de exames Radiológicos, ultrassonografia.pptx
 
2 Radiotaividade
2 Radiotaividade2 Radiotaividade
2 Radiotaividade
 
Medicina nuclear e Radiologia Digital
Medicina nuclear e Radiologia DigitalMedicina nuclear e Radiologia Digital
Medicina nuclear e Radiologia Digital
 
Artigo bioterra v17_n2_06
Artigo bioterra v17_n2_06Artigo bioterra v17_n2_06
Artigo bioterra v17_n2_06
 
Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
 
Tecnólogo em radiologia - Ludmila
Tecnólogo em radiologia - LudmilaTecnólogo em radiologia - Ludmila
Tecnólogo em radiologia - Ludmila
 

Benefcios da-radiao-raios-x1848

  • 2.
  • 3. Médicos e dentistas usam um aparelho que emite raios x para obter radiografias e diagnosticar problemas nos órgãos de seus pacientes (fraturas, caries e etc.).
  • 4.
  • 6. Possui chumbo. Luva utilizada para tirar radiografia de bebes e idosos É uma proteção para a glândula tireóide, essa proteção é revestida de chumbo.
  • 7. • Os raios-X é um dos processos mais simples na área da radiologia, pelos raios- X pode estas identificando fraturas ósseas, pneumonia entre outras coisas. O raios-X é muito importante para a medicina, sem esse beneficio teria muitas complicações para identificar fraturas ósseas entre outros problemas .
  • 8. Porem os profissionais dessa área tem medo dos efeitos colaterais, pois ficam expostos a radiação do aparelho por muito tempo e também é desconhecidos o efeitos colaterais.
  • 9. • No caso da radiologista; Fabiana Rodrigues de Oliveira, formada na primeira turma do curso de radiologia em Goiânia pelo Colégio Osvaldo Cruz, trabalha na área há seis anos, na parte da manha ela trabalha no Caís do Bairro Goya, três vezes por semana ela cumpri plantão em outro hospital e é voluntária no Hospital de urgência, o Hugo.
  • 10. Ela infelizmente há um ano, descobriu partículas de césio em seu organismo que estava descontrolando o seu sistema imunológico, e pouco depois descobriu que estava com leucemia. Sabendo da gravidade do problema ela foi para Alemanha onde há aparelhos e médicos qualificados e de ponta.
  • 11. Desativaram as partículas de césio do seu organismo, porem ainda estão no mesmo, “mas desativados”. Felizmente tudo ocorreu bem e ela regressou novamente para Goiânia dando continuidade no tratamento em base local. -
  • 12. Perguntamos para ela se tinha medo de trabalhar com o equipamento, mas ela disse: “Tenho medo e já fui vitima, mas gosto do que faço, pois me sinto um pouquinho “Deus” e é bom ver que sou útil no que sei fazer isso é minha recompensa.".
  • 13. Medicina Nuclear O principal uso da medicina nuclear é para fins diagnósticos, mas ela também apresenta aplicações terapêuticas para certas doenças, como por exemplo, hipertireoidismo, câncer de tireóide, doença de Plummer e dor óssea. É uma técnica indolor na qual usa pequenas quantidades de substancias radioativas ou radioformacos (substâncias que são atraídas por órgãos ou tecidos específicos).
  • 14. É única área da medicina que revela dados sobre a anatomia e a função dos órgãos, ao contrário da radiologia, que tipicamente mostra apenas estrutura anatômica dos órgãos.
  • 15. Radioterapia A radioterapia é uma especialidade na medicina que usa radiação para destruir células cancerígenas. Essa técnica utiliza vários tipos de energia que podem atingir o local dos tumores ou áreas do corpo onde se alojam a enfermidade. A radioterapia pode ser usada para dar alívio ao paciente e melhorar a qualidade de vida, diminuir o tamanho dos tumores, diminuir ou estancar hemorragias, ou atuar sobre outros sintomas, como dor.
  • 16. • Existem vários tipos de radiação, porém as mais utilizadas são as eletromagnéticas (raios-x ou raios gama) e os elétrons. A radiação gama é um tipo de radiação eletromagnética gerada e emitida continuamente no núcleo de elementos radiativos como o Cobalto, Césio e Irídio.
  • 17. • Os elementos radiativos são armazenados dentro de um recipiente de material de número atômico alto, chumbo, para impedir o vazamento da radiação para o ambiente.
  • 18. A radioterapia externa é geralmente realizada em uma sessão por dia, durante os cinco dias da semana. Durante as sessões do tratamento. As aplicações podem ser realizadas com o aparelho em diversas posições, orientadas pelas marcas dos campos de radiação.
  • 19. Cada seção dura de cinco há 20 minutos. O operador do aparelho de radioterapia controla a aplicação do lado de fora da sala, através de circuito fechado de TV. Durante as aplicações, o paciente pode se comunicar com o operador através de um microfone ambiente. Isso ocorre devido à radiação emitida no local.
  • 20. A bomba de Cobalto é um recipiente contendo uma fonte de Cobalto, com um dispositivo que abre uma pequena janela e deixa o feixe de radiação sair de forma controlada, permitindo o tratamento do tumor e ao mesmo tempo preservando os tecidos normais a sua volta
  • 21. Já o acelerador funciona de maneira muito semelhante a um aparelho de raios-x, ou seja, a radiação somente é produzida quando o aparelho é ligado a uma fonte de energia elétrica.
  • 22. A braquiterapia, modalidade de tratamento na qual o material radiativo é colocado diretamente em contato com o tecido tumoral, tem sido muito utilizada no Brasil, principalmente em tumores ginecológicos. Atualmente esta técnica, principalmente em alta taxa de dose, vem sendo estudada em pacientes com câncer de próstata.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 27. A TC baseia-se nos mesmos princípios que a radiografia convencional, segundo os quais tecidos com diferente composição absorvem a radiação X de forma diferente. Ao serem atravessados por raios X, tecidos mais densos (como o fígado) ou com elementos mais pesados (como o cálcio), absorvem mais radiação que tecidos menos densos (como o pulmão, que está cheio de ar).
  • 29. • Mamografia é uma imagem radiográfica da mama, produzida através de um aparelho o de raios-X conhecido como mamógrafo.
  • 30. • Um dos recentes avanços da mamografia (computadorizada). A mamografia digital se assemelha a convencional por usar raios X na produção das imagens, porém o sistema é equipado com receptor digital e um computador ao invés de um filme cassete. Na mamografia convencional as imagens são gravadas em filme. O filme é revisado pelo radiologista no negastoscópio.
  • 31. • Com mamografia digital, a imagem mamográfica é capturada por um detector eletrônico especial de raios X o qual converte a imagem numa foto digital e pode ser revisado no monitor do computador. O radiologista pode alterar a magnificação, orientação, brilho, contraste através do computador para verificar melhor áreas da mama.
  • 33. • Angiografia é o método de visualização dos vasos sanguíneo que através da injeção de contraste por dentro desses vasos e a utilização de radiação (raios x) é possível que sejam detectadas anomalias, como estenoses, aneurismas, etc.
  • 34. Ressonância Magnética • O exame de Ressonância magnética, também é chamado de Ressonância Nuclear Magnética. • Com a ajuda da ressonância magnética imagens finas e em camadas, chamadas de tomogramas são geradas de qualquer parte do corpo de qualquer ângulo sem penetrar no corpo.
  • 35. • O procedimento do diagnóstico sem estresse que tem sido aplicado desde o início dos anos 80 trabalha com campos magnéticos fortes e impulsos curtos de rádio. Ele é baseado no chamado efeito nuclear. Este termo descreve a propriedade de um núcleo anatômico para ligar o seu próprio eixo como um pião, transformando-o em um pequeno ímã. O núcleo anatômico de hidrogênio que é apresentado no corpo em grande número se comporta exatamente da mesma forma.
  • 36. • Na ressonância magnética, o corpo é submetido ao campo magnético que é aproximadamente 30.000 vezes mais forte do que aquele da terra. Esse campo magnético artificial faz com que os átomos de hidrogênio do corpo se alinhem em uma direção ao invés de uma bússola em um campo magnético na terra. Quando o impulso é cessado, os átomos retornam à sua posição original. Durante este relaxamento, os átomos de hidrogênio emitem sinais ressonantes que são medidos.