SlideShare uma empresa Scribd logo
XII ENEJA Paulo Freire na EJA: 90 anos entre os discursos e as práticas
Três décadas de caminhadas na EJA/AJA :  da curiosidade ingênua a busca epistemológica em Freire   [...] a fundamentação teórica da minha prática [...] se explica ao mesmo tempo nela, não como algo acabado, mas como um movimento dinâmico em que ambas, prática e teoria, se fazem e se refazem. Desta forma, muita coisa que hoje ainda me parece válido, não só na prática realizada e realizando-se, mas na interpretação teórica que fiz dela, poderá vir a ser superada amanhã, não só por mim, mas por outros (FREIRE, 1976, p. 17).
Em busca de inspiração para a escrita/fala nessa mesa   Sentimentos de   alegria/prazer : encontrar os companheiros e dialogar  X  Tenções: responsabilidade; participar do encontro como “visita”; escasso tempo para pensar e produzir; polissemia do tema.
Escutando sobre Freire e escutando Freire: Primeira escuta sobre ele: “curiosidade ingênua”. Escutando Freire: estimulo a curiosidade epistemológica.
Procurando/buscando por Freire e em Freire Freire presente nas ações de ensino, formação, extensão e pesquisa Distanciamentos entre discursos e práticas alfabetizadoras Aglutinando educadores em busca de Freire
Convivência com Freire: curiosidade epistemológica aguçada   Inserção no doutorado: projeto de pesquisa Redimensionamento a partir do olhar de Freire Explicitação das categorias a partir de Ireland e Freire Em Freire, Vygotsky e Ferreiro as contribuições teórico-metodológica às práticas
Freire, “a pedra angular” na EJA e AJA Concepção de AJA Método como pesquisa ação Caracterização dos sujeitos alunos e educadores Papel dos educadores
Sempre em busca de Freire, nunca sem ele   Suas contribuições se dão tanto em nível de reflexões, como em nível de ação: definiu políticas, fez propostas, executou ações, criou um sistema para alfabetizar adultos que possibilitasse a estes a conscientização e a conseqüente intervenção para mudar a si mesmo e o mundo.
Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Oferece referências para compreendermos as condições particulares de formação e desenvolvimento do Estado brasileiro. Mostra-se como um pensamento sempre aberto à universalidade dos temas de seu tempo.
Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Alerta-nos sobre os efeitos positivos e ao mesmo tempo excludentes do avanço da tecnologia - provocando o desemprego e a marginalização - a falta de ética reinante no mundo “moderno” e consumista e nos ilumina com uma concepção de educação e de escola problematizadora e transformadora.
Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Propõe uma série de “saberes” necessários para que o educador possa “ensinar certo”: um saber geral, que parta da consciência de que “mudar é difícil mas é possível”. A partir deste saber geral, saberes específicos que incluam conhecimentos precisos sobre as diferentes áreas do conhecimento; e, conhecimentos sobre as manhas com que os grupos humanos produzem a sua própria sobrevivência.
Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Mostra o papel do alfabetizador no sentido de levar o alfabetizando à compreensão de si mesmo enquanto sujeito cultural e, conseqüentemente, capaz de transformar a si mesmo e o mundo.  Com ele nos instrumentalizamos no sentido de fazer da avaliação uma constante auto-avaliação, de forma que educadores/alfabetizadores e alfabetizandos possam se pôr como constantes refazedores de suas práticas e, conseqüentemente, aprendizes.
Sempre em busca de Freire, nunca sem ele As idéias e experiências de Freire, ao longo dos seus mais de 50 anos de produção, se tornaram formulações escritas concretas que passaram a ser socializadas ao mundo.  No entanto, mesmo as suas idéias e o método de alfabetização conseqüente consolidando-se na área da educação popular e tomando a dimensão nacional e internacional que teve e tem até hoje, eles nunca se tornaram hegemônicos, nem devidamente estudados e compreendidos.
Sempre em busca de Freire, nunca sem ele A complexidade e amplitude da concepção de alfabetização que Freire defende, ancorada numa postura política bastante definida, requerem por parte dos educadores uma formação teórica sólida envolvendo estudos multidisciplinares, além de um profundo conhecimento do seu pensamento e da sua teoria educacional.
Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Como esse estudo e compreensão nem sempre ocorrem, acreditamos que as leituras mal feitas ou as dificuldades de interpretação de Freire, têm levado muitos a tomarem as suas explicações e concepções de forma equivocada, defendendo a alfabetização como uma prática política que deve levar os sujeitos à transformação da realidade, assumindo atitudes ufanistas e messiânicas de que a alfabetização tudo pode.
Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Do ponto de vista institucional, ainda se ressente no pais de políticas públicas que garantam a institucionalização efetiva da EDA e da EJA; políticas de formação continuada para os educadores que possibilitem uma solida formação teórico-metodológica garantidora de práticas pedagógicas de qualidade; condições
Sempre em busca de Freire, nunca sem ele materiais adequadas ao processo de ensinagem. Essas ausências e carências impediram e impedem que o arcabouço teórico-metodológico de Freire possam se tornar hegemônicos e se efetivar na prática.
Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Concluímos nossas reflexões sempre alerta ao que nos diz Torres C. A: “[ .. .] é possível concluir que há boas razões pelas quais na pedagogia da atualidade, podemos ficar com Freire ou contra Freire, mas não sem Freire” (In: GADOTTI E TORRES, 1994, p. 147).
Referências FREIRE, Paulo.  Pedagogia da Autonomia. Saberes necessários à prática educativa . São Paulo: Paz e Terra, 1997. - (Coleção Leituras). _______. “Alfabetização Como Elemento de Formação da Cidadania”. São Paulo/Brasília, maio de 1987, p. 31-58. In:  Política e Educação: ensaios . Paulo Freire. São Paulo: Cortez, 1993. (Coleção questões da nossa época; v. 23).  _______.  Educação Como Prática de Liberdade . 2a. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1969. GADOTTI, Moacir; TORRES, Carlos Alberto (Orgs.).  Educação Popular: Utopia Latino Americana.  São Paulo: Cortez; Editora Universidade de São Paulo, 1994.  GIROUX, Henry A.  Pedagogia Radical: Subsídios . Tradução de Dagmar M. L. Zibas. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1983 (Coleção educação contemporânea).
Referências GIROUX, Henry A. “Alfabetização e a pedagogia do  empowerment  político” (Introdução). In:  Alfabetização: leitura do mundo, leitura da palavra.  Paulo Freire e Donaldo Macedo; tradução Lólio Lourenço de Oliveira. Rio de janeiro: Paz e Terra, 1990, p. 1-27. MOURA, Tânia Maria de Melo.  A Prática pedagógica dos alfabetizadores de jovens e adultos: Contribuições de Freire, Ferreiro e Vygotsky.  1ª ed. Maceió: EDUFAL, 1999. PAIVA , Vanilda Pereira.  Educação Popular e Educação de Adultos . São Paulo: Loyola, 1983.
OBRIGADA PELA ATENÇÃO!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 2 histórico da EJA
Aula 2  histórico da EJAAula 2  histórico da EJA
Aula 2 histórico da EJA
Cassia Brandão
 
Projeto eja power-point
Projeto  eja power-pointProjeto  eja power-point
Projeto eja power-point
midiasnaeducacaonte01
 
Trab paulo freire
Trab paulo freireTrab paulo freire
Trab paulo freire
Felipe Mago
 
Visões da educação de jovens e adultos no brasil
Visões da educação de jovens e adultos no brasilVisões da educação de jovens e adultos no brasil
Visões da educação de jovens e adultos no brasil
Nathalia Domingos
 
Paulo freire para iniciantes
Paulo freire para iniciantesPaulo freire para iniciantes
Paulo freire para iniciantes
Ana Jorge
 
5541
55415541
5541
rpabr
 
MÉTODO PAULO FREIRE E NÍVEIS DE ALFABETIZAÇÃO COM EMÍLIA FERREIRO
MÉTODO PAULO FREIRE E NÍVEIS DE ALFABETIZAÇÃO COM EMÍLIA FERREIROMÉTODO PAULO FREIRE E NÍVEIS DE ALFABETIZAÇÃO COM EMÍLIA FERREIRO
MÉTODO PAULO FREIRE E NÍVEIS DE ALFABETIZAÇÃO COM EMÍLIA FERREIRO
Leila Bezerra
 
Paulo freire
Paulo freirePaulo freire
Paulo freire
proinfogba
 
Fundamentos teóricos e metodológicos da educação de jovens
Fundamentos teóricos e metodológicos da educação de jovensFundamentos teóricos e metodológicos da educação de jovens
Fundamentos teóricos e metodológicos da educação de jovens
Gizelia Reboucas
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Metodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slidesMetodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slides
Sandra Maria Straube
 
Compartilhando o mundo com paulo freire
Compartilhando o mundo com paulo freireCompartilhando o mundo com paulo freire
Compartilhando o mundo com paulo freire
Noemi da silva
 
EJA e Educação Inclusiva
EJA e Educação InclusivaEJA e Educação Inclusiva
EJA e Educação Inclusiva
Lilian Moreira
 
Slide didática
Slide didáticaSlide didática
Slide didática
phamella barbaroto
 
Paulo Freire e suas contribuições para a didática
Paulo Freire e suas contribuições para a didáticaPaulo Freire e suas contribuições para a didática
Paulo Freire e suas contribuições para a didática
andreapaula2014
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Paulo Freire
elianinha
 
EJA
EJA EJA
Trabalho de te
Trabalho de teTrabalho de te
Trabalho de te
Filipe Rodrigues
 
Temas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo Freire
Temas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo FreireTemas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo Freire
Temas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo Freire
Liany Avila
 
E- BOOK HISTÓRIA,POLÍTICA E CULTURA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
E- BOOK HISTÓRIA,POLÍTICA E CULTURA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOSE- BOOK HISTÓRIA,POLÍTICA E CULTURA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
E- BOOK HISTÓRIA,POLÍTICA E CULTURA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
Marília Bogéa
 

Mais procurados (20)

Aula 2 histórico da EJA
Aula 2  histórico da EJAAula 2  histórico da EJA
Aula 2 histórico da EJA
 
Projeto eja power-point
Projeto  eja power-pointProjeto  eja power-point
Projeto eja power-point
 
Trab paulo freire
Trab paulo freireTrab paulo freire
Trab paulo freire
 
Visões da educação de jovens e adultos no brasil
Visões da educação de jovens e adultos no brasilVisões da educação de jovens e adultos no brasil
Visões da educação de jovens e adultos no brasil
 
Paulo freire para iniciantes
Paulo freire para iniciantesPaulo freire para iniciantes
Paulo freire para iniciantes
 
5541
55415541
5541
 
MÉTODO PAULO FREIRE E NÍVEIS DE ALFABETIZAÇÃO COM EMÍLIA FERREIRO
MÉTODO PAULO FREIRE E NÍVEIS DE ALFABETIZAÇÃO COM EMÍLIA FERREIROMÉTODO PAULO FREIRE E NÍVEIS DE ALFABETIZAÇÃO COM EMÍLIA FERREIRO
MÉTODO PAULO FREIRE E NÍVEIS DE ALFABETIZAÇÃO COM EMÍLIA FERREIRO
 
Paulo freire
Paulo freirePaulo freire
Paulo freire
 
Fundamentos teóricos e metodológicos da educação de jovens
Fundamentos teóricos e metodológicos da educação de jovensFundamentos teóricos e metodológicos da educação de jovens
Fundamentos teóricos e metodológicos da educação de jovens
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Paulo Freire
 
Metodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slidesMetodo Paulo Freire slides
Metodo Paulo Freire slides
 
Compartilhando o mundo com paulo freire
Compartilhando o mundo com paulo freireCompartilhando o mundo com paulo freire
Compartilhando o mundo com paulo freire
 
EJA e Educação Inclusiva
EJA e Educação InclusivaEJA e Educação Inclusiva
EJA e Educação Inclusiva
 
Slide didática
Slide didáticaSlide didática
Slide didática
 
Paulo Freire e suas contribuições para a didática
Paulo Freire e suas contribuições para a didáticaPaulo Freire e suas contribuições para a didática
Paulo Freire e suas contribuições para a didática
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Paulo Freire
 
EJA
EJA EJA
EJA
 
Trabalho de te
Trabalho de teTrabalho de te
Trabalho de te
 
Temas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo Freire
Temas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo FreireTemas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo Freire
Temas Geradores na Educação Infantil Segundo Paulo Freire
 
E- BOOK HISTÓRIA,POLÍTICA E CULTURA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
E- BOOK HISTÓRIA,POLÍTICA E CULTURA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOSE- BOOK HISTÓRIA,POLÍTICA E CULTURA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
E- BOOK HISTÓRIA,POLÍTICA E CULTURA DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
 

Destaque

Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela TrentinRegimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
alexrrosaueja
 
Curso orientacoes eja
Curso orientacoes ejaCurso orientacoes eja
Curso orientacoes eja
telasnorte1
 
Eja - ficha diagnóstica
Eja - ficha diagnósticaEja - ficha diagnóstica
Eja - ficha diagnóstica
josivaldopassos
 
Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultosEducação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos
anagomescarolina
 
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOSEDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
Márcia Castilho de Sales
 
ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL OU DE ...
ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL OU DE ...ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL OU DE ...
ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL OU DE ...
Joselaine
 
Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultosEducação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos
Linda-maria12
 
Eja slides
Eja  slidesEja  slides
Eja slides
lks5
 
Políticas públicas de eja
Políticas públicas de ejaPolíticas públicas de eja
Políticas públicas de eja
Neide Andrade
 
XII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da Silva
XII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da SilvaXII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da Silva
XII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da Silva
alexrrosaueja
 
Projeto Brasil Alfabetizado
Projeto Brasil AlfabetizadoProjeto Brasil Alfabetizado
Projeto Brasil Alfabetizado
Gleice Santos
 
Primeiro dia de formação histórico do programa
Primeiro dia de formação   histórico do programaPrimeiro dia de formação   histórico do programa
Primeiro dia de formação histórico do programa
Claudinha Chagas
 
O PROJOVEM URBANO E A POLÍTICA NACIONAL DE JUVENTUDE
O PROJOVEM URBANO  E A POLÍTICA NACIONAL DE JUVENTUDE  O PROJOVEM URBANO  E A POLÍTICA NACIONAL DE JUVENTUDE
O PROJOVEM URBANO E A POLÍTICA NACIONAL DE JUVENTUDE
Adilson P Motta Motta
 
Modelo de ficha de planejamento
Modelo de ficha de planejamentoModelo de ficha de planejamento
Modelo de ficha de planejamento
Professora Silva
 
Brasil Alfabetizado 2013
Brasil Alfabetizado 2013Brasil Alfabetizado 2013
Brasil Alfabetizado 2013
Dulcilene Barbosa de Oliveira
 
A formação inicial do educador de jovens e adultos
A formação inicial do educador de jovens e adultosA formação inicial do educador de jovens e adultos
A formação inicial do educador de jovens e adultos
DafianaCarlos
 
“As mulheres e a EJA” 18.03.2011
“As mulheres e a EJA” 18.03.2011“As mulheres e a EJA” 18.03.2011
“As mulheres e a EJA” 18.03.2011
Profesonline
 
FormaçãO Continuada De Educadores De Jovens E Adultos
FormaçãO Continuada De Educadores De Jovens E AdultosFormaçãO Continuada De Educadores De Jovens E Adultos
FormaçãO Continuada De Educadores De Jovens E Adultos
culturaafro
 
Alunos e allunas de eja
Alunos e allunas de ejaAlunos e allunas de eja
Alunos e allunas de eja
Ricardo Jorge Araújo Sousa Peres
 
educacao de jovens e adultos
 educacao de jovens e adultos  educacao de jovens e adultos
educacao de jovens e adultos
Jéssica Nayara
 

Destaque (20)

Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela TrentinRegimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
 
Curso orientacoes eja
Curso orientacoes ejaCurso orientacoes eja
Curso orientacoes eja
 
Eja - ficha diagnóstica
Eja - ficha diagnósticaEja - ficha diagnóstica
Eja - ficha diagnóstica
 
Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultosEducação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos
 
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOSEDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
 
ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL OU DE ...
ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL OU DE ...ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL OU DE ...
ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: INSTRUMENTO DE TRANSFORMAÇÃO SOCIAL OU DE ...
 
Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultosEducação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos
 
Eja slides
Eja  slidesEja  slides
Eja slides
 
Políticas públicas de eja
Políticas públicas de ejaPolíticas públicas de eja
Políticas públicas de eja
 
XII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da Silva
XII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da SilvaXII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da Silva
XII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da Silva
 
Projeto Brasil Alfabetizado
Projeto Brasil AlfabetizadoProjeto Brasil Alfabetizado
Projeto Brasil Alfabetizado
 
Primeiro dia de formação histórico do programa
Primeiro dia de formação   histórico do programaPrimeiro dia de formação   histórico do programa
Primeiro dia de formação histórico do programa
 
O PROJOVEM URBANO E A POLÍTICA NACIONAL DE JUVENTUDE
O PROJOVEM URBANO  E A POLÍTICA NACIONAL DE JUVENTUDE  O PROJOVEM URBANO  E A POLÍTICA NACIONAL DE JUVENTUDE
O PROJOVEM URBANO E A POLÍTICA NACIONAL DE JUVENTUDE
 
Modelo de ficha de planejamento
Modelo de ficha de planejamentoModelo de ficha de planejamento
Modelo de ficha de planejamento
 
Brasil Alfabetizado 2013
Brasil Alfabetizado 2013Brasil Alfabetizado 2013
Brasil Alfabetizado 2013
 
A formação inicial do educador de jovens e adultos
A formação inicial do educador de jovens e adultosA formação inicial do educador de jovens e adultos
A formação inicial do educador de jovens e adultos
 
“As mulheres e a EJA” 18.03.2011
“As mulheres e a EJA” 18.03.2011“As mulheres e a EJA” 18.03.2011
“As mulheres e a EJA” 18.03.2011
 
FormaçãO Continuada De Educadores De Jovens E Adultos
FormaçãO Continuada De Educadores De Jovens E AdultosFormaçãO Continuada De Educadores De Jovens E Adultos
FormaçãO Continuada De Educadores De Jovens E Adultos
 
Alunos e allunas de eja
Alunos e allunas de ejaAlunos e allunas de eja
Alunos e allunas de eja
 
educacao de jovens e adultos
 educacao de jovens e adultos  educacao de jovens e adultos
educacao de jovens e adultos
 

Semelhante a XII ENEJA - Tânia

Paulo freirebranco332
Paulo freirebranco332Paulo freirebranco332
Paulo freirebranco332
Priscila Aristimunha
 
Ad1 - Didática.pptx
Ad1 - Didática.pptxAd1 - Didática.pptx
Ad1 - Didática.pptx
GabrielaCrespo23
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Paulo Freire
Ailton Adriano
 
Método Paulo Freire com Imagens
Método Paulo Freire com ImagensMétodo Paulo Freire com Imagens
Método Paulo Freire com Imagens
Adilson P Motta Motta
 
Maria Montessori e Paulo Freire.ppt
Maria Montessori e Paulo Freire.pptMaria Montessori e Paulo Freire.ppt
Maria Montessori e Paulo Freire.ppt
CliderleneSousa
 
Apresentação.pptx
Apresentação.pptxApresentação.pptx
Apresentação.pptx
PedroHenriqueGenario
 
Na_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptx
Na_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptxNa_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptx
Na_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptx
AdaAsotief
 
UENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptx
UENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptxUENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptx
UENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptx
FernandaLima290989
 
Ad1 didática grupo
Ad1 didática grupoAd1 didática grupo
Ad1 didática grupo
JOCELIARAMOSRIBEIROX
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Paulo Freire
KarenCaldeira4
 
Resumo paulo freire biobibliografia
Resumo paulo freire biobibliografiaResumo paulo freire biobibliografia
Resumo paulo freire biobibliografia
Novautos Noticias
 
Thiago ingrassia pereira uffs
Thiago ingrassia pereira  uffsThiago ingrassia pereira  uffs
Thiago ingrassia pereira uffs
Joviana Vedana da Rosa
 
Paulo freire e a educação à distância
Paulo freire e a educação à distânciaPaulo freire e a educação à distância
Paulo freire e a educação à distância
Margareth Desmarais
 
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
GluciaGarciaDaSilva
 
APRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptx
APRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptxAPRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptx
APRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptx
isabellysantospessan
 
Paulo Freire.pptx
Paulo Freire.pptxPaulo Freire.pptx
Paulo Freire.pptx
marinamachado67
 
Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Paulo Freire, um olhar além do tempo...Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Gilvana Santos Sena
 
APRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptx
APRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptxAPRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptx
APRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptx
MARCOS VINICIUS OLIVEIRA SENTINELI
 
Saul, ana maria paulo freire e a formacao de educadores
Saul, ana maria   paulo freire e a formacao de educadoresSaul, ana maria   paulo freire e a formacao de educadores
Saul, ana maria paulo freire e a formacao de educadores
marcaocampos
 
APRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptx
APRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptxAPRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptx
APRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptx
MARCOS VINICIUS OLIVEIRA SENTINELI
 

Semelhante a XII ENEJA - Tânia (20)

Paulo freirebranco332
Paulo freirebranco332Paulo freirebranco332
Paulo freirebranco332
 
Ad1 - Didática.pptx
Ad1 - Didática.pptxAd1 - Didática.pptx
Ad1 - Didática.pptx
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Paulo Freire
 
Método Paulo Freire com Imagens
Método Paulo Freire com ImagensMétodo Paulo Freire com Imagens
Método Paulo Freire com Imagens
 
Maria Montessori e Paulo Freire.ppt
Maria Montessori e Paulo Freire.pptMaria Montessori e Paulo Freire.ppt
Maria Montessori e Paulo Freire.ppt
 
Apresentação.pptx
Apresentação.pptxApresentação.pptx
Apresentação.pptx
 
Na_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptx
Na_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptxNa_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptx
Na_pratica_ppt-base_educacao_integral_vs-final_rev (1).pptx
 
UENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptx
UENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptxUENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptx
UENFPAULOFREIREPEDAGOGIA.pptx
 
Ad1 didática grupo
Ad1 didática grupoAd1 didática grupo
Ad1 didática grupo
 
Paulo Freire
Paulo FreirePaulo Freire
Paulo Freire
 
Resumo paulo freire biobibliografia
Resumo paulo freire biobibliografiaResumo paulo freire biobibliografia
Resumo paulo freire biobibliografia
 
Thiago ingrassia pereira uffs
Thiago ingrassia pereira  uffsThiago ingrassia pereira  uffs
Thiago ingrassia pereira uffs
 
Paulo freire e a educação à distância
Paulo freire e a educação à distânciaPaulo freire e a educação à distância
Paulo freire e a educação à distância
 
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
Paulo Freire, o Patrono da Educaçao Brasileira, AD1 Glaucia, Kianny, Márith, ...
 
APRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptx
APRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptxAPRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptx
APRESENT. CURSO DE PEDAGOGIA - PAULO FREIRE.pptx
 
Paulo Freire.pptx
Paulo Freire.pptxPaulo Freire.pptx
Paulo Freire.pptx
 
Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Paulo Freire, um olhar além do tempo...Paulo Freire, um olhar além do tempo...
Paulo Freire, um olhar além do tempo...
 
APRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptx
APRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptxAPRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptx
APRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptx
 
Saul, ana maria paulo freire e a formacao de educadores
Saul, ana maria   paulo freire e a formacao de educadoresSaul, ana maria   paulo freire e a formacao de educadores
Saul, ana maria paulo freire e a formacao de educadores
 
APRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptx
APRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptxAPRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptx
APRESENTAÇÃO PAULO FREIRE.pptx
 

Mais de alexrrosaueja

Platão
PlatãoPlatão
Platão
alexrrosaueja
 
Projeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do Sul
Projeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do SulProjeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do Sul
Projeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do Sul
alexrrosaueja
 
Projeto Educação Física para a EJA
Projeto Educação Física para a EJAProjeto Educação Física para a EJA
Projeto Educação Física para a EJA
alexrrosaueja
 
Prof. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - Mapas
Prof. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - MapasProf. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - Mapas
Prof. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - Mapas
alexrrosaueja
 
Prof. Christiane Oliveira - EMEF Santos Dumont
Prof. Christiane Oliveira - EMEF Santos DumontProf. Christiane Oliveira - EMEF Santos Dumont
Prof. Christiane Oliveira - EMEF Santos Dumont
alexrrosaueja
 
Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental
Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação AmbientalProf. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental
Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental
alexrrosaueja
 
I Mostra Cultura Africana - Apresentação
I Mostra Cultura Africana - ApresentaçãoI Mostra Cultura Africana - Apresentação
I Mostra Cultura Africana - Apresentação
alexrrosaueja
 
Jorge Floriano - MP/RS - Direitos Humanos
Jorge Floriano - MP/RS - Direitos HumanosJorge Floriano - MP/RS - Direitos Humanos
Jorge Floriano - MP/RS - Direitos Humanos
alexrrosaueja
 
Joiran M. da Silva - MEC - Educação Inclusiva
Joiran M. da Silva - MEC - Educação InclusivaJoiran M. da Silva - MEC - Educação Inclusiva
Joiran M. da Silva - MEC - Educação Inclusiva
alexrrosaueja
 
Gládis Kaercher - UFRGS - Diversidade
Gládis Kaercher - UFRGS - DiversidadeGládis Kaercher - UFRGS - Diversidade
Gládis Kaercher - UFRGS - Diversidade
alexrrosaueja
 
Carmen Gatto - MEC - EJA
Carmen Gatto - MEC - EJACarmen Gatto - MEC - EJA
Carmen Gatto - MEC - EJA
alexrrosaueja
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
alexrrosaueja
 
Quilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa Avancini
Quilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa AvanciniQuilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa Avancini
Quilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa Avancini
alexrrosaueja
 
Aula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa Avancini
Aula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa AvanciniAula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa Avancini
Aula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa Avancini
alexrrosaueja
 
Xii eneja cátedra unesco - prof. timothy ireland
Xii eneja   cátedra unesco - prof. timothy irelandXii eneja   cátedra unesco - prof. timothy ireland
Xii eneja cátedra unesco - prof. timothy ireland
alexrrosaueja
 
Xii eneja daniel cara
Xii eneja   daniel caraXii eneja   daniel cara
Xii eneja daniel cara
alexrrosaueja
 
Xii eneja maria luiza
Xii eneja   maria luizaXii eneja   maria luiza
Xii eneja maria luiza
alexrrosaueja
 
Xii eneja prof. maria margarida machado
Xii eneja   prof. maria margarida machadoXii eneja   prof. maria margarida machado
Xii eneja prof. maria margarida machado
alexrrosaueja
 
Seminário agenda territorial
Seminário   agenda territorialSeminário   agenda territorial
Seminário agenda territorial
alexrrosaueja
 

Mais de alexrrosaueja (20)

Platão
PlatãoPlatão
Platão
 
Projeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do Sul
Projeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do SulProjeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do Sul
Projeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do Sul
 
Projeto Educação Física para a EJA
Projeto Educação Física para a EJAProjeto Educação Física para a EJA
Projeto Educação Física para a EJA
 
Prof. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - Mapas
Prof. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - MapasProf. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - Mapas
Prof. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - Mapas
 
Prof. Christiane Oliveira - EMEF Santos Dumont
Prof. Christiane Oliveira - EMEF Santos DumontProf. Christiane Oliveira - EMEF Santos Dumont
Prof. Christiane Oliveira - EMEF Santos Dumont
 
Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental
Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação AmbientalProf. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental
Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental
 
I Mostra Cultura Africana - Apresentação
I Mostra Cultura Africana - ApresentaçãoI Mostra Cultura Africana - Apresentação
I Mostra Cultura Africana - Apresentação
 
Jorge Floriano - MP/RS - Direitos Humanos
Jorge Floriano - MP/RS - Direitos HumanosJorge Floriano - MP/RS - Direitos Humanos
Jorge Floriano - MP/RS - Direitos Humanos
 
Joiran M. da Silva - MEC - Educação Inclusiva
Joiran M. da Silva - MEC - Educação InclusivaJoiran M. da Silva - MEC - Educação Inclusiva
Joiran M. da Silva - MEC - Educação Inclusiva
 
Gládis Kaercher - UFRGS - Diversidade
Gládis Kaercher - UFRGS - DiversidadeGládis Kaercher - UFRGS - Diversidade
Gládis Kaercher - UFRGS - Diversidade
 
Carmen Gatto - MEC - EJA
Carmen Gatto - MEC - EJACarmen Gatto - MEC - EJA
Carmen Gatto - MEC - EJA
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Quilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa Avancini
Quilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa AvanciniQuilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa Avancini
Quilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa Avancini
 
Aula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa Avancini
Aula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa AvanciniAula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa Avancini
Aula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa Avancini
 
Xii eneja cátedra unesco - prof. timothy ireland
Xii eneja   cátedra unesco - prof. timothy irelandXii eneja   cátedra unesco - prof. timothy ireland
Xii eneja cátedra unesco - prof. timothy ireland
 
Xii eneja daniel cara
Xii eneja   daniel caraXii eneja   daniel cara
Xii eneja daniel cara
 
Xii eneja maria luiza
Xii eneja   maria luizaXii eneja   maria luiza
Xii eneja maria luiza
 
Xii eneja prof. maria margarida machado
Xii eneja   prof. maria margarida machadoXii eneja   prof. maria margarida machado
Xii eneja prof. maria margarida machado
 
Seminário agenda territorial
Seminário   agenda territorialSeminário   agenda territorial
Seminário agenda territorial
 

Último

Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
VictorEmanoel37
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
EduardoLealSilva
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 

Último (20)

Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da químicaTEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
TEORIAS UECE.pdf química geral nome de cientistas famosos da química
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa CivilSeminário de Gestão Pública e Defesa Civil
Seminário de Gestão Pública e Defesa Civil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 

XII ENEJA - Tânia

  • 1. XII ENEJA Paulo Freire na EJA: 90 anos entre os discursos e as práticas
  • 2. Três décadas de caminhadas na EJA/AJA : da curiosidade ingênua a busca epistemológica em Freire [...] a fundamentação teórica da minha prática [...] se explica ao mesmo tempo nela, não como algo acabado, mas como um movimento dinâmico em que ambas, prática e teoria, se fazem e se refazem. Desta forma, muita coisa que hoje ainda me parece válido, não só na prática realizada e realizando-se, mas na interpretação teórica que fiz dela, poderá vir a ser superada amanhã, não só por mim, mas por outros (FREIRE, 1976, p. 17).
  • 3. Em busca de inspiração para a escrita/fala nessa mesa Sentimentos de alegria/prazer : encontrar os companheiros e dialogar X Tenções: responsabilidade; participar do encontro como “visita”; escasso tempo para pensar e produzir; polissemia do tema.
  • 4. Escutando sobre Freire e escutando Freire: Primeira escuta sobre ele: “curiosidade ingênua”. Escutando Freire: estimulo a curiosidade epistemológica.
  • 5. Procurando/buscando por Freire e em Freire Freire presente nas ações de ensino, formação, extensão e pesquisa Distanciamentos entre discursos e práticas alfabetizadoras Aglutinando educadores em busca de Freire
  • 6. Convivência com Freire: curiosidade epistemológica aguçada Inserção no doutorado: projeto de pesquisa Redimensionamento a partir do olhar de Freire Explicitação das categorias a partir de Ireland e Freire Em Freire, Vygotsky e Ferreiro as contribuições teórico-metodológica às práticas
  • 7. Freire, “a pedra angular” na EJA e AJA Concepção de AJA Método como pesquisa ação Caracterização dos sujeitos alunos e educadores Papel dos educadores
  • 8. Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Suas contribuições se dão tanto em nível de reflexões, como em nível de ação: definiu políticas, fez propostas, executou ações, criou um sistema para alfabetizar adultos que possibilitasse a estes a conscientização e a conseqüente intervenção para mudar a si mesmo e o mundo.
  • 9. Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Oferece referências para compreendermos as condições particulares de formação e desenvolvimento do Estado brasileiro. Mostra-se como um pensamento sempre aberto à universalidade dos temas de seu tempo.
  • 10. Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Alerta-nos sobre os efeitos positivos e ao mesmo tempo excludentes do avanço da tecnologia - provocando o desemprego e a marginalização - a falta de ética reinante no mundo “moderno” e consumista e nos ilumina com uma concepção de educação e de escola problematizadora e transformadora.
  • 11. Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Propõe uma série de “saberes” necessários para que o educador possa “ensinar certo”: um saber geral, que parta da consciência de que “mudar é difícil mas é possível”. A partir deste saber geral, saberes específicos que incluam conhecimentos precisos sobre as diferentes áreas do conhecimento; e, conhecimentos sobre as manhas com que os grupos humanos produzem a sua própria sobrevivência.
  • 12. Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Mostra o papel do alfabetizador no sentido de levar o alfabetizando à compreensão de si mesmo enquanto sujeito cultural e, conseqüentemente, capaz de transformar a si mesmo e o mundo. Com ele nos instrumentalizamos no sentido de fazer da avaliação uma constante auto-avaliação, de forma que educadores/alfabetizadores e alfabetizandos possam se pôr como constantes refazedores de suas práticas e, conseqüentemente, aprendizes.
  • 13. Sempre em busca de Freire, nunca sem ele As idéias e experiências de Freire, ao longo dos seus mais de 50 anos de produção, se tornaram formulações escritas concretas que passaram a ser socializadas ao mundo. No entanto, mesmo as suas idéias e o método de alfabetização conseqüente consolidando-se na área da educação popular e tomando a dimensão nacional e internacional que teve e tem até hoje, eles nunca se tornaram hegemônicos, nem devidamente estudados e compreendidos.
  • 14. Sempre em busca de Freire, nunca sem ele A complexidade e amplitude da concepção de alfabetização que Freire defende, ancorada numa postura política bastante definida, requerem por parte dos educadores uma formação teórica sólida envolvendo estudos multidisciplinares, além de um profundo conhecimento do seu pensamento e da sua teoria educacional.
  • 15. Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Como esse estudo e compreensão nem sempre ocorrem, acreditamos que as leituras mal feitas ou as dificuldades de interpretação de Freire, têm levado muitos a tomarem as suas explicações e concepções de forma equivocada, defendendo a alfabetização como uma prática política que deve levar os sujeitos à transformação da realidade, assumindo atitudes ufanistas e messiânicas de que a alfabetização tudo pode.
  • 16. Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Do ponto de vista institucional, ainda se ressente no pais de políticas públicas que garantam a institucionalização efetiva da EDA e da EJA; políticas de formação continuada para os educadores que possibilitem uma solida formação teórico-metodológica garantidora de práticas pedagógicas de qualidade; condições
  • 17. Sempre em busca de Freire, nunca sem ele materiais adequadas ao processo de ensinagem. Essas ausências e carências impediram e impedem que o arcabouço teórico-metodológico de Freire possam se tornar hegemônicos e se efetivar na prática.
  • 18. Sempre em busca de Freire, nunca sem ele Concluímos nossas reflexões sempre alerta ao que nos diz Torres C. A: “[ .. .] é possível concluir que há boas razões pelas quais na pedagogia da atualidade, podemos ficar com Freire ou contra Freire, mas não sem Freire” (In: GADOTTI E TORRES, 1994, p. 147).
  • 19. Referências FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. Saberes necessários à prática educativa . São Paulo: Paz e Terra, 1997. - (Coleção Leituras). _______. “Alfabetização Como Elemento de Formação da Cidadania”. São Paulo/Brasília, maio de 1987, p. 31-58. In: Política e Educação: ensaios . Paulo Freire. São Paulo: Cortez, 1993. (Coleção questões da nossa época; v. 23). _______. Educação Como Prática de Liberdade . 2a. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1969. GADOTTI, Moacir; TORRES, Carlos Alberto (Orgs.). Educação Popular: Utopia Latino Americana. São Paulo: Cortez; Editora Universidade de São Paulo, 1994. GIROUX, Henry A. Pedagogia Radical: Subsídios . Tradução de Dagmar M. L. Zibas. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1983 (Coleção educação contemporânea).
  • 20. Referências GIROUX, Henry A. “Alfabetização e a pedagogia do empowerment político” (Introdução). In: Alfabetização: leitura do mundo, leitura da palavra. Paulo Freire e Donaldo Macedo; tradução Lólio Lourenço de Oliveira. Rio de janeiro: Paz e Terra, 1990, p. 1-27. MOURA, Tânia Maria de Melo. A Prática pedagógica dos alfabetizadores de jovens e adultos: Contribuições de Freire, Ferreiro e Vygotsky. 1ª ed. Maceió: EDUFAL, 1999. PAIVA , Vanilda Pereira. Educação Popular e Educação de Adultos . São Paulo: Loyola, 1983.