SlideShare uma empresa Scribd logo
XII Encontro Nacional de Educação de Jovens e Adultos – XII ENEJA Salvador/BA – 20 a 23 de setembro de 2011 CÁTEDRA DA UNESCO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
Mesa Redonda :  “A Política Pública de EJA: da Sexta Conferência Internacional de Educação de Adultos (CONFINTEA VI) ao Plano Nacional de Educação (PNE 2011 a 2020)” 21 de setembro de 2011
Relatório de Observação nº. 4, 2ª edição, Brasília, março de 2011 do CDES A educação das pessoas para a vida e para o trabalho é considerada pelo CDES como o principal fator que marca a diferença entre crescimento e desenvolvimento de um país. O desenvolvimento com crescimento resulta do acesso equitativo dos segmentos populacionais aos direitos e à distribuição da riqueza e da renda, de políticas fortemente voltadas para a formação de pessoas para o exercício da cidadania e o respeito e exploração sustentável da natureza e do trabalho humano. O analfabetismo, consensualmente considerado pelo CDES como a maior das iniquidades e determinante de muitas formas de exclusão, ainda persiste. Os resultados das políticas que incentivam a alfabetização nos diversos grupos sociais atingidos pela falta de oportunidade de aprender as competências mínimas para inserção cidadã e qualificação para o trabalho foram pouco significativos.
A  Declaração de Evidência  do Marco de Ação de Belém afirma que “Em última análise, a aprendizagem e educação de adultos têm como objetivo garantir contextos e processos de aprendizagem que sejam atraentes e sensíveis às necessidades dos adultos como cidadãos ativos. Diz respeito ao desenvolvimento de indivíduos autoconfiantes e autônomos, reconstruindo suas vidas em culturas, sociedades e economias complexas e suscetíveis a rápidas mudanças – no trabalho, na família, na comunidade e na vida social”.
Conjunturas nacional e internacional (2010-2011) No Brasil, período eleitoral, seguido por eleições e início de novo governo (2011); No mundo: crise financeira e econômica – principalmente nos Estados Unidos e na Europa (na Espanha a taxa de desemprego chega a 20% e 50% entre os jovens); agravada pela instabilidade nos países árabes (‘a primavera árabe’ em Tunísia, Egito, Iêmen, Líbia, Arábia Saudita) e no Oriente Médio.  Fortalecimento dos países emergentes como a China, Brasil, Índia, África do Sul e Rússia onde o crescimento econômico continua acima da média mundial, mas temperado com práticas abrangentes e abusivas de corrupção.
As limitações da CONFINTEA CONFINTEA: compromissos e recomendações aprovadas não implicam em obrigações legais – somente morais e éticas.  CONFINTEAS nunca tiveram processos embutidos de monitoramento e avaliação como as metas da Educação para Todos (EPT) e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODGs).  CONFINTEA VI não teve impacto esperado na agenda internacional de desenvolvimento.
Os impactos da CONFINTEA para o Brasil Propiciou um período intenso de mobilização e discussão em torno da EJA; Produziu um documento importante com um conjunto denso e extenso de recomendações – o Documento Nacional Preparatório à VI CONFINTEA; Produziu o Marco de Ação de Belém e o Resumo Executivo distribuído para todos os deputados e senadores brasileiros; Permitiu um período de atividade e discussão inter-ministerial em torno da EJA – o Grupo Inter-Ministerial CONFINTEA. Gerou uma série de atividades buscando implementar os compromissos firmados em Belém centradas na elaboração de um sistema de indicadores para EPJA.
Seguimento da agenda CONFINTEA em âmbito internacional Foco no processo de monitoramento e avaliação das políticas públicas e na coleta de dados e informação sobre EJA: Formação de Grupo Assessor do UIL para CONFINTEA; UIL: plano estratégico e matriz de monitoramento do MAB. UIS: elaboração de modulo piloto para a coleta regular de dados sobre a EJA para a região ALC. OREALC: elaboração de indicadores qualitativos para a região;  Preparativos para novo Relatório Global de Aprendizagem e Educação de Adultos (GRALE) em 2012.
Seguimento da agenda CONFINTEA em âmbito internacional UBO e MEC: elaboração de um sistema de indicadores para EPJA para a região da ALC. Encontro Regional de Seguimento a CONFINTEA realizado em maio de 2011 na cidade de México Assembléia Mundial do ICAE realizada em Malmö, na Suécia em junho de 2011.
O que os dados revelam Entre 2005 e 2010, orçamento do MEC dobrou em termos reais, atingindo patamar de R$ 60 bilhões: 2005 -  3,9% do PIB  2008 -  4,7% do PIB 2009 -  5,0% do PIB PNE -  7,0% ou 10,0% do PIB
O que os dados revelam Política de investimento em educação: diferencial de comprometimento de recursos  per capita  entre nível básico e superior, que era 11,1 vezes maior há dez anos, passou a ser de 5,2%.  Entre 2008 e 2009, o custo-aluno na educação básica subiu 7,4%, enquanto na educação superior o acréscimo foi de 0,3% (MEC/INEP, 2010).
O que os dados revelam Quadro 1 - As maiores desigualdades na escolarização da população brasileira Anos de Estudo (média nacional = 7,4 anos) 20% mais pobres 5,1 anos 20% mais ricos 10,3 anos Rural  4,5 anos Urbana  7,8 anos Nordeste  6,0 anos Sudeste  8,0 anos Pardos/pretos 6,3 anos Brancos 8,1 anos Rural do NE 3,8 anos Urbana do sul  8,0 anos
O que os dados revelam Quadro 2 - Taxa de analfabetismo de pessoas de 15 anos de idade e mais (Brasil = 10%) 20% mais pobres 19,3 20% mais ricos  1,9  Rural 23,6 Urbana  7,7 Nordeste  19,4  Sul  5,5 Rural do NE 34,3 Pardos/pretos 14,3 Brancos 6,3 60 anos e mais 28% 15 a 24 anos 2,2 Fonte : IBGE/PNAD 2008
O que os dados revelam Indicador  População Total 189.952.795 15 anos ou mais 142.998.610 Analfabetos (15 anos ou mais)   14.247.495 1 a 3 anos de estudo (15 anos ou mais)   14.160.729 4 a 7 anos de estudo (17 anos ou mais)   31.826.855 8 a 10 anos de estudo (19 anos ou mais)  20.210.056 Fonte : PNAD/IBGE - 2008
O que os dados revelam Queda na matricula em EJA Geral: 2006 - 4.861.390 2007 - 4.363.406 2008 - 4.151.531 Queda na matricula do primeiro segmento de EJA 2006 - 1.487.072 2007 - 1.142.703 2008 - 1.098.469 Taxas de atendimento em 2008: Alfabetização 9,7%  EJA Fundamental 7,5% EJA Ensino Médio 7,9%
Questões estratégicas No contexto do processo de construção do PNE: Retomada das Recomendações elencadas no Documento Nacional Preparatório à VI CONFINTEA; Novo processo de monitoramento (relatos nacionais) em 2011-2012 com ênfase na alfabetização como base para novo GRALE 2012 e para relatório final da UNLD; Como cruzar esses processos: resgatando 1 e participando de 2. de tal forma que isso pode contribuir para o PNE; Necessidade de profunda avaliação do PBA frente aos resultados;
Questões estratégicas 5. Necessidade de repensar EJA: não há como continuar repetindo mais do mesmo; 6.  Resgatar a discussão sobre indicadores para a EJA: importância de se ter mais e melhores dados sobre a situação da EJA; 7. Mobilização dos educandos: exemplo da rede global de aprendentes (Carta Internacional de Aprendentes); 8. Importância de diálogo entre sociedade civil e governo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação Conferência Livre da Juventude ABU-Recife
Apresentação Conferência Livre da Juventude ABU-RecifeApresentação Conferência Livre da Juventude ABU-Recife
Apresentação Conferência Livre da Juventude ABU-Recife
ABU Recife
 
Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"
Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"
Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"
Conversa Afiada
 
Instrução Qualificação Desemprego População Portuguesa
Instrução Qualificação Desemprego População PortuguesaInstrução Qualificação Desemprego População Portuguesa
Instrução Qualificação Desemprego População Portuguesa
Carlos Gomes
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptadoPrincipais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Ilda Bicacro
 
Sis ibge
Sis ibgeSis ibge
Síntese de indicadores sociais 2013
Síntese de indicadores sociais 2013Síntese de indicadores sociais 2013
Síntese de indicadores sociais 2013
Jose Aldemir Freire
 
Ano Europeu de Luta contra a Pobreza - Educação
Ano Europeu de Luta contra a Pobreza - EducaçãoAno Europeu de Luta contra a Pobreza - Educação
Ano Europeu de Luta contra a Pobreza - Educação
Movimento Esperança Portugal
 
FGV / IBRE – Abertura do Seminário
FGV / IBRE – Abertura do SeminárioFGV / IBRE – Abertura do Seminário
FGV / IBRE – Abertura do Seminário
FGV | Fundação Getulio Vargas
 
20170714 DW Debate:População e Desenvolvimento na SADC: Um olhar Específico p...
20170714 DW Debate:População e Desenvolvimento na SADC: Um olhar Específico p...20170714 DW Debate:População e Desenvolvimento na SADC: Um olhar Específico p...
20170714 DW Debate:População e Desenvolvimento na SADC: Um olhar Específico p...
Development Workshop Angola
 
Original atps
Original atpsOriginal atps
Original atps
Liliane Muniz
 
Novo Ensino Médio - Escolas em Tempo Integral
Novo Ensino Médio -  Escolas em Tempo IntegralNovo Ensino Médio -  Escolas em Tempo Integral
Novo Ensino Médio - Escolas em Tempo Integral
Palácio do Planalto
 
METODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHM
METODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHMMETODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHM
METODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHM
ONGestão
 
Politicas demográficas
Politicas demográficasPoliticas demográficas
Politicas demográficas
Fábio Pombo
 
No fim da fila
No fim da filaNo fim da fila
No fim da fila
Keven Moreira Prates
 
ALGUNS INDICADORES SOCIAIS
ALGUNS INDICADORES SOCIAISALGUNS INDICADORES SOCIAIS
ALGUNS INDICADORES SOCIAIS
Conceição Fontolan
 
Proposta de Política Nacional de Educação em Tempo Integral
Proposta de Política Nacional de Educação em Tempo IntegralProposta de Política Nacional de Educação em Tempo Integral
Proposta de Política Nacional de Educação em Tempo Integral
Palácio do Planalto
 
INDICADORES SOCIAIS
INDICADORES SOCIAISINDICADORES SOCIAIS
INDICADORES SOCIAIS
Conceição Fontolan
 
Relatorio integrado 2013 2014
Relatorio integrado 2013 2014Relatorio integrado 2013 2014
Relatorio integrado 2013 2014
ivanilton
 

Mais procurados (18)

Apresentação Conferência Livre da Juventude ABU-Recife
Apresentação Conferência Livre da Juventude ABU-RecifeApresentação Conferência Livre da Juventude ABU-Recife
Apresentação Conferência Livre da Juventude ABU-Recife
 
Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"
Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"
Estudo "Pnad 2014 - Breves análises"
 
Instrução Qualificação Desemprego População Portuguesa
Instrução Qualificação Desemprego População PortuguesaInstrução Qualificação Desemprego População Portuguesa
Instrução Qualificação Desemprego População Portuguesa
 
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptadoPrincipais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
Principais problemas e soluções sociodemográficos adaptado
 
Sis ibge
Sis ibgeSis ibge
Sis ibge
 
Síntese de indicadores sociais 2013
Síntese de indicadores sociais 2013Síntese de indicadores sociais 2013
Síntese de indicadores sociais 2013
 
Ano Europeu de Luta contra a Pobreza - Educação
Ano Europeu de Luta contra a Pobreza - EducaçãoAno Europeu de Luta contra a Pobreza - Educação
Ano Europeu de Luta contra a Pobreza - Educação
 
FGV / IBRE – Abertura do Seminário
FGV / IBRE – Abertura do SeminárioFGV / IBRE – Abertura do Seminário
FGV / IBRE – Abertura do Seminário
 
20170714 DW Debate:População e Desenvolvimento na SADC: Um olhar Específico p...
20170714 DW Debate:População e Desenvolvimento na SADC: Um olhar Específico p...20170714 DW Debate:População e Desenvolvimento na SADC: Um olhar Específico p...
20170714 DW Debate:População e Desenvolvimento na SADC: Um olhar Específico p...
 
Original atps
Original atpsOriginal atps
Original atps
 
Novo Ensino Médio - Escolas em Tempo Integral
Novo Ensino Médio -  Escolas em Tempo IntegralNovo Ensino Médio -  Escolas em Tempo Integral
Novo Ensino Médio - Escolas em Tempo Integral
 
METODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHM
METODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHMMETODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHM
METODOLOGIA - Metodologia de Cálculo do IDHM
 
Politicas demográficas
Politicas demográficasPoliticas demográficas
Politicas demográficas
 
No fim da fila
No fim da filaNo fim da fila
No fim da fila
 
ALGUNS INDICADORES SOCIAIS
ALGUNS INDICADORES SOCIAISALGUNS INDICADORES SOCIAIS
ALGUNS INDICADORES SOCIAIS
 
Proposta de Política Nacional de Educação em Tempo Integral
Proposta de Política Nacional de Educação em Tempo IntegralProposta de Política Nacional de Educação em Tempo Integral
Proposta de Política Nacional de Educação em Tempo Integral
 
INDICADORES SOCIAIS
INDICADORES SOCIAISINDICADORES SOCIAIS
INDICADORES SOCIAIS
 
Relatorio integrado 2013 2014
Relatorio integrado 2013 2014Relatorio integrado 2013 2014
Relatorio integrado 2013 2014
 

Destaque

XNA for Windows Phone
XNA for Windows PhoneXNA for Windows Phone
XNA for Windows Phone
Ed Donahue
 
Xem nutruoisanghen
Xem nutruoisanghenXem nutruoisanghen
Xem nutruoisanghen
hagiangpl
 
XML without Tears (J Gollner at Intelligent Content 2012)
XML without Tears (J Gollner at Intelligent Content 2012)XML without Tears (J Gollner at Intelligent Content 2012)
XML without Tears (J Gollner at Intelligent Content 2012)
Joe Gollner
 
Xml sitemap stadtklatsch.com
Xml sitemap   stadtklatsch.comXml sitemap   stadtklatsch.com
Xml sitemap stadtklatsch.com
eldundo
 
XI Congreso EC - Primera Ponencia Gonzalo Alonso
XI Congreso EC - Primera Ponencia Gonzalo AlonsoXI Congreso EC - Primera Ponencia Gonzalo Alonso
XI Congreso EC - Primera Ponencia Gonzalo Alonso
Escuelas Católicas
 
Xndir power point
Xndir power pointXndir power point
Xndir power point
liloaida
 
XI Congreso EC - Quinta Ponencia Christopher Day
XI Congreso EC - Quinta Ponencia Christopher DayXI Congreso EC - Quinta Ponencia Christopher Day
XI Congreso EC - Quinta Ponencia Christopher Day
Escuelas Católicas
 
Xlnc - Profil Perusahaan Ekselensi Kreasi Komunika
Xlnc - Profil Perusahaan Ekselensi Kreasi KomunikaXlnc - Profil Perusahaan Ekselensi Kreasi Komunika
Xlnc - Profil Perusahaan Ekselensi Kreasi Komunika
Ahmad Sya'bani
 
Xerrada treballadors familiars 6.0
Xerrada treballadors familiars 6.0Xerrada treballadors familiars 6.0
Xerrada treballadors familiars 6.0
AACCSF2011
 
Xenus dn
Xenus dnXenus dn
Xenus dn
Ravinder Karra
 
غريب حيوي Xenobiotics
غريب حيوي  Xenobioticsغريب حيوي  Xenobiotics
غريب حيوي Xenobiotics
mahdi osman
 
Xiaoli Lu Iscram Summer School
Xiaoli Lu Iscram Summer SchoolXiaoli Lu Iscram Summer School
Xiaoli Lu Iscram Summer School
Xiaoli LU
 

Destaque (12)

XNA for Windows Phone
XNA for Windows PhoneXNA for Windows Phone
XNA for Windows Phone
 
Xem nutruoisanghen
Xem nutruoisanghenXem nutruoisanghen
Xem nutruoisanghen
 
XML without Tears (J Gollner at Intelligent Content 2012)
XML without Tears (J Gollner at Intelligent Content 2012)XML without Tears (J Gollner at Intelligent Content 2012)
XML without Tears (J Gollner at Intelligent Content 2012)
 
Xml sitemap stadtklatsch.com
Xml sitemap   stadtklatsch.comXml sitemap   stadtklatsch.com
Xml sitemap stadtklatsch.com
 
XI Congreso EC - Primera Ponencia Gonzalo Alonso
XI Congreso EC - Primera Ponencia Gonzalo AlonsoXI Congreso EC - Primera Ponencia Gonzalo Alonso
XI Congreso EC - Primera Ponencia Gonzalo Alonso
 
Xndir power point
Xndir power pointXndir power point
Xndir power point
 
XI Congreso EC - Quinta Ponencia Christopher Day
XI Congreso EC - Quinta Ponencia Christopher DayXI Congreso EC - Quinta Ponencia Christopher Day
XI Congreso EC - Quinta Ponencia Christopher Day
 
Xlnc - Profil Perusahaan Ekselensi Kreasi Komunika
Xlnc - Profil Perusahaan Ekselensi Kreasi KomunikaXlnc - Profil Perusahaan Ekselensi Kreasi Komunika
Xlnc - Profil Perusahaan Ekselensi Kreasi Komunika
 
Xerrada treballadors familiars 6.0
Xerrada treballadors familiars 6.0Xerrada treballadors familiars 6.0
Xerrada treballadors familiars 6.0
 
Xenus dn
Xenus dnXenus dn
Xenus dn
 
غريب حيوي Xenobiotics
غريب حيوي  Xenobioticsغريب حيوي  Xenobiotics
غريب حيوي Xenobiotics
 
Xiaoli Lu Iscram Summer School
Xiaoli Lu Iscram Summer SchoolXiaoli Lu Iscram Summer School
Xiaoli Lu Iscram Summer School
 

Semelhante a Xii eneja cátedra unesco - prof. timothy ireland

Plano Nacional de Educação
Plano Nacional de EducaçãoPlano Nacional de Educação
Plano Nacional de Educação
Deputado Paulo Rubem - PDT
 
Carmen Gatto - MEC - EJA
Carmen Gatto - MEC - EJACarmen Gatto - MEC - EJA
Carmen Gatto - MEC - EJA
alexrrosaueja
 
Políticas Públicas para EJA - MEC
Políticas Públicas para EJA - MECPolíticas Públicas para EJA - MEC
Políticas Públicas para EJA - MEC
Tânia Márcia Tomaszewski
 
Políticas públicas de eja
Políticas públicas de ejaPolíticas públicas de eja
Políticas públicas de eja
Neide Andrade
 
Xii eneja prof. maria margarida machado
Xii eneja   prof. maria margarida machadoXii eneja   prof. maria margarida machado
Xii eneja prof. maria margarida machado
alexrrosaueja
 
Relatório global sobre aprendizagem e educação de adultos
Relatório global sobre aprendizagem e educação de adultosRelatório global sobre aprendizagem e educação de adultos
Relatório global sobre aprendizagem e educação de adultos
isabepaiva
 
Um novo Plano Nacional de Educação para um novo Projeto de Sociedade
Um novo Plano Nacional de Educação para um novo Projeto de SociedadeUm novo Plano Nacional de Educação para um novo Projeto de Sociedade
Um novo Plano Nacional de Educação para um novo Projeto de Sociedade
Deputado Paulo Rubem - PDT
 
Exposição sobre o futuro Plano Nacional de Educação
Exposição sobre o futuro Plano Nacional de EducaçãoExposição sobre o futuro Plano Nacional de Educação
Exposição sobre o futuro Plano Nacional de Educação
paulo rubem santiago
 
Análise pl 8035 comissão especial
Análise pl 8035 comissão especialAnálise pl 8035 comissão especial
Análise pl 8035 comissão especial
pme-santoestevao
 
Relatorio global aprendizagem_Educacao_adultos
Relatorio global aprendizagem_Educacao_adultosRelatorio global aprendizagem_Educacao_adultos
Relatorio global aprendizagem_Educacao_adultos
ELIAS OMEGA
 
Relatório global sobre aprendizagem e educação de adultos
Relatório global sobre aprendizagem e educação de adultosRelatório global sobre aprendizagem e educação de adultos
Relatório global sobre aprendizagem e educação de adultos
Maria Santos
 
A Política Pública da EJA: da VI Confitea ao PNE 2011-2020 - Profª Drª Maria ...
A Política Pública da EJA: da VI Confitea ao PNE 2011-2020 - Profª Drª Maria ...A Política Pública da EJA: da VI Confitea ao PNE 2011-2020 - Profª Drª Maria ...
A Política Pública da EJA: da VI Confitea ao PNE 2011-2020 - Profª Drª Maria ...
Alexandre da Rosa
 
Slides discussões iniciais
Slides   discussões iniciaisSlides   discussões iniciais
Slides discussões iniciais
Jair Jr Silveira
 
Relatorio unesco pet
Relatorio unesco petRelatorio unesco pet
Relatorio unesco pet
educagil
 
11° relatorio-de-monitoramento-global-de-educacao-para-todos
11° relatorio-de-monitoramento-global-de-educacao-para-todos11° relatorio-de-monitoramento-global-de-educacao-para-todos
11° relatorio-de-monitoramento-global-de-educacao-para-todos
profleandrog
 
EducaoFinanceira. Campos, Belão, Paschoalotto e Endo. 2021.pdf
EducaoFinanceira. Campos, Belão, Paschoalotto e Endo. 2021.pdfEducaoFinanceira. Campos, Belão, Paschoalotto e Endo. 2021.pdf
EducaoFinanceira. Campos, Belão, Paschoalotto e Endo. 2021.pdf
WhendelWhesley1
 
Escassez de professores no ensino médio
Escassez de professores no ensino médioEscassez de professores no ensino médio
Escassez de professores no ensino médio
Jemuel Araújo da Silva
 
Educação e desenvolvimento, estudo do CGEE sobre modelos educacionais
Educação e desenvolvimento, estudo do CGEE sobre modelos educacionaisEducação e desenvolvimento, estudo do CGEE sobre modelos educacionais
Educação e desenvolvimento, estudo do CGEE sobre modelos educacionais
Luis Nassif
 
ODM - Objetivos de Desenvolvimento do Milênio: relatório 2014
ODM - Objetivos de Desenvolvimento do Milênio: relatório 2014ODM - Objetivos de Desenvolvimento do Milênio: relatório 2014
ODM - Objetivos de Desenvolvimento do Milênio: relatório 2014
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Ensino Superior Cabo-verdiano: Percurso, Ganhos e Desafios.
Ensino Superior Cabo-verdiano: Percurso, Ganhos e Desafios.Ensino Superior Cabo-verdiano: Percurso, Ganhos e Desafios.
Ensino Superior Cabo-verdiano: Percurso, Ganhos e Desafios.
Arnaldo Brito
 

Semelhante a Xii eneja cátedra unesco - prof. timothy ireland (20)

Plano Nacional de Educação
Plano Nacional de EducaçãoPlano Nacional de Educação
Plano Nacional de Educação
 
Carmen Gatto - MEC - EJA
Carmen Gatto - MEC - EJACarmen Gatto - MEC - EJA
Carmen Gatto - MEC - EJA
 
Políticas Públicas para EJA - MEC
Políticas Públicas para EJA - MECPolíticas Públicas para EJA - MEC
Políticas Públicas para EJA - MEC
 
Políticas públicas de eja
Políticas públicas de ejaPolíticas públicas de eja
Políticas públicas de eja
 
Xii eneja prof. maria margarida machado
Xii eneja   prof. maria margarida machadoXii eneja   prof. maria margarida machado
Xii eneja prof. maria margarida machado
 
Relatório global sobre aprendizagem e educação de adultos
Relatório global sobre aprendizagem e educação de adultosRelatório global sobre aprendizagem e educação de adultos
Relatório global sobre aprendizagem e educação de adultos
 
Um novo Plano Nacional de Educação para um novo Projeto de Sociedade
Um novo Plano Nacional de Educação para um novo Projeto de SociedadeUm novo Plano Nacional de Educação para um novo Projeto de Sociedade
Um novo Plano Nacional de Educação para um novo Projeto de Sociedade
 
Exposição sobre o futuro Plano Nacional de Educação
Exposição sobre o futuro Plano Nacional de EducaçãoExposição sobre o futuro Plano Nacional de Educação
Exposição sobre o futuro Plano Nacional de Educação
 
Análise pl 8035 comissão especial
Análise pl 8035 comissão especialAnálise pl 8035 comissão especial
Análise pl 8035 comissão especial
 
Relatorio global aprendizagem_Educacao_adultos
Relatorio global aprendizagem_Educacao_adultosRelatorio global aprendizagem_Educacao_adultos
Relatorio global aprendizagem_Educacao_adultos
 
Relatório global sobre aprendizagem e educação de adultos
Relatório global sobre aprendizagem e educação de adultosRelatório global sobre aprendizagem e educação de adultos
Relatório global sobre aprendizagem e educação de adultos
 
A Política Pública da EJA: da VI Confitea ao PNE 2011-2020 - Profª Drª Maria ...
A Política Pública da EJA: da VI Confitea ao PNE 2011-2020 - Profª Drª Maria ...A Política Pública da EJA: da VI Confitea ao PNE 2011-2020 - Profª Drª Maria ...
A Política Pública da EJA: da VI Confitea ao PNE 2011-2020 - Profª Drª Maria ...
 
Slides discussões iniciais
Slides   discussões iniciaisSlides   discussões iniciais
Slides discussões iniciais
 
Relatorio unesco pet
Relatorio unesco petRelatorio unesco pet
Relatorio unesco pet
 
11° relatorio-de-monitoramento-global-de-educacao-para-todos
11° relatorio-de-monitoramento-global-de-educacao-para-todos11° relatorio-de-monitoramento-global-de-educacao-para-todos
11° relatorio-de-monitoramento-global-de-educacao-para-todos
 
EducaoFinanceira. Campos, Belão, Paschoalotto e Endo. 2021.pdf
EducaoFinanceira. Campos, Belão, Paschoalotto e Endo. 2021.pdfEducaoFinanceira. Campos, Belão, Paschoalotto e Endo. 2021.pdf
EducaoFinanceira. Campos, Belão, Paschoalotto e Endo. 2021.pdf
 
Escassez de professores no ensino médio
Escassez de professores no ensino médioEscassez de professores no ensino médio
Escassez de professores no ensino médio
 
Educação e desenvolvimento, estudo do CGEE sobre modelos educacionais
Educação e desenvolvimento, estudo do CGEE sobre modelos educacionaisEducação e desenvolvimento, estudo do CGEE sobre modelos educacionais
Educação e desenvolvimento, estudo do CGEE sobre modelos educacionais
 
ODM - Objetivos de Desenvolvimento do Milênio: relatório 2014
ODM - Objetivos de Desenvolvimento do Milênio: relatório 2014ODM - Objetivos de Desenvolvimento do Milênio: relatório 2014
ODM - Objetivos de Desenvolvimento do Milênio: relatório 2014
 
Ensino Superior Cabo-verdiano: Percurso, Ganhos e Desafios.
Ensino Superior Cabo-verdiano: Percurso, Ganhos e Desafios.Ensino Superior Cabo-verdiano: Percurso, Ganhos e Desafios.
Ensino Superior Cabo-verdiano: Percurso, Ganhos e Desafios.
 

Mais de alexrrosaueja

Platão
PlatãoPlatão
Platão
alexrrosaueja
 
Projeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do Sul
Projeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do SulProjeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do Sul
Projeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do Sul
alexrrosaueja
 
Projeto Educação Física para a EJA
Projeto Educação Física para a EJAProjeto Educação Física para a EJA
Projeto Educação Física para a EJA
alexrrosaueja
 
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela TrentinRegimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
alexrrosaueja
 
Prof. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - Mapas
Prof. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - MapasProf. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - Mapas
Prof. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - Mapas
alexrrosaueja
 
Prof. Christiane Oliveira - EMEF Santos Dumont
Prof. Christiane Oliveira - EMEF Santos DumontProf. Christiane Oliveira - EMEF Santos Dumont
Prof. Christiane Oliveira - EMEF Santos Dumont
alexrrosaueja
 
Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental
Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação AmbientalProf. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental
Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental
alexrrosaueja
 
I Mostra Cultura Africana - Apresentação
I Mostra Cultura Africana - ApresentaçãoI Mostra Cultura Africana - Apresentação
I Mostra Cultura Africana - Apresentação
alexrrosaueja
 
Jorge Floriano - MP/RS - Direitos Humanos
Jorge Floriano - MP/RS - Direitos HumanosJorge Floriano - MP/RS - Direitos Humanos
Jorge Floriano - MP/RS - Direitos Humanos
alexrrosaueja
 
Joiran M. da Silva - MEC - Educação Inclusiva
Joiran M. da Silva - MEC - Educação InclusivaJoiran M. da Silva - MEC - Educação Inclusiva
Joiran M. da Silva - MEC - Educação Inclusiva
alexrrosaueja
 
Gládis Kaercher - UFRGS - Diversidade
Gládis Kaercher - UFRGS - DiversidadeGládis Kaercher - UFRGS - Diversidade
Gládis Kaercher - UFRGS - Diversidade
alexrrosaueja
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
alexrrosaueja
 
Quilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa Avancini
Quilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa AvanciniQuilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa Avancini
Quilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa Avancini
alexrrosaueja
 
Aula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa Avancini
Aula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa AvanciniAula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa Avancini
Aula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa Avancini
alexrrosaueja
 
XII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da Silva
XII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da SilvaXII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da Silva
XII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da Silva
alexrrosaueja
 
Xii eneja daniel cara
Xii eneja   daniel caraXii eneja   daniel cara
Xii eneja daniel cara
alexrrosaueja
 
Xii eneja maria luiza
Xii eneja   maria luizaXii eneja   maria luiza
Xii eneja maria luiza
alexrrosaueja
 
XII ENEJA - Tânia
XII ENEJA - TâniaXII ENEJA - Tânia
XII ENEJA - Tânia
alexrrosaueja
 
Seminário agenda territorial
Seminário   agenda territorialSeminário   agenda territorial
Seminário agenda territorial
alexrrosaueja
 

Mais de alexrrosaueja (20)

Platão
PlatãoPlatão
Platão
 
Projeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do Sul
Projeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do SulProjeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do Sul
Projeto Conhecendo Nossas Origens - EMEF Rio Grande do Sul
 
Projeto Educação Física para a EJA
Projeto Educação Física para a EJAProjeto Educação Física para a EJA
Projeto Educação Física para a EJA
 
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela TrentinRegimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
 
Prof. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - Mapas
Prof. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - MapasProf. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - Mapas
Prof. Danilo - Curso da Diversidade - Indígenas - Mapas
 
Prof. Christiane Oliveira - EMEF Santos Dumont
Prof. Christiane Oliveira - EMEF Santos DumontProf. Christiane Oliveira - EMEF Santos Dumont
Prof. Christiane Oliveira - EMEF Santos Dumont
 
Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental
Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação AmbientalProf. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental
Prof. Viviane Furtado - EMEF Nelson P. Terra - Projeto Educação Ambiental
 
I Mostra Cultura Africana - Apresentação
I Mostra Cultura Africana - ApresentaçãoI Mostra Cultura Africana - Apresentação
I Mostra Cultura Africana - Apresentação
 
Jorge Floriano - MP/RS - Direitos Humanos
Jorge Floriano - MP/RS - Direitos HumanosJorge Floriano - MP/RS - Direitos Humanos
Jorge Floriano - MP/RS - Direitos Humanos
 
Joiran M. da Silva - MEC - Educação Inclusiva
Joiran M. da Silva - MEC - Educação InclusivaJoiran M. da Silva - MEC - Educação Inclusiva
Joiran M. da Silva - MEC - Educação Inclusiva
 
Gládis Kaercher - UFRGS - Diversidade
Gládis Kaercher - UFRGS - DiversidadeGládis Kaercher - UFRGS - Diversidade
Gládis Kaercher - UFRGS - Diversidade
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Quilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa Avancini
Quilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa AvanciniQuilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa Avancini
Quilombo Chácara das Rosas - Prof. Dra. Elsa Avancini
 
Aula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa Avancini
Aula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa AvanciniAula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa Avancini
Aula Quilombos no Brasil - Prof. Elsa Avancini
 
XII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da Silva
XII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da SilvaXII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da Silva
XII ENEJA - Apresentação SECADI-MEC - Mauro José da Silva
 
Xii eneja daniel cara
Xii eneja   daniel caraXii eneja   daniel cara
Xii eneja daniel cara
 
Xii eneja maria luiza
Xii eneja   maria luizaXii eneja   maria luiza
Xii eneja maria luiza
 
XII ENEJA - Tânia
XII ENEJA - TâniaXII ENEJA - Tânia
XII ENEJA - Tânia
 
Seminário agenda territorial
Seminário   agenda territorialSeminário   agenda territorial
Seminário agenda territorial
 

Xii eneja cátedra unesco - prof. timothy ireland

  • 1. XII Encontro Nacional de Educação de Jovens e Adultos – XII ENEJA Salvador/BA – 20 a 23 de setembro de 2011 CÁTEDRA DA UNESCO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
  • 2. Mesa Redonda : “A Política Pública de EJA: da Sexta Conferência Internacional de Educação de Adultos (CONFINTEA VI) ao Plano Nacional de Educação (PNE 2011 a 2020)” 21 de setembro de 2011
  • 3. Relatório de Observação nº. 4, 2ª edição, Brasília, março de 2011 do CDES A educação das pessoas para a vida e para o trabalho é considerada pelo CDES como o principal fator que marca a diferença entre crescimento e desenvolvimento de um país. O desenvolvimento com crescimento resulta do acesso equitativo dos segmentos populacionais aos direitos e à distribuição da riqueza e da renda, de políticas fortemente voltadas para a formação de pessoas para o exercício da cidadania e o respeito e exploração sustentável da natureza e do trabalho humano. O analfabetismo, consensualmente considerado pelo CDES como a maior das iniquidades e determinante de muitas formas de exclusão, ainda persiste. Os resultados das políticas que incentivam a alfabetização nos diversos grupos sociais atingidos pela falta de oportunidade de aprender as competências mínimas para inserção cidadã e qualificação para o trabalho foram pouco significativos.
  • 4. A Declaração de Evidência do Marco de Ação de Belém afirma que “Em última análise, a aprendizagem e educação de adultos têm como objetivo garantir contextos e processos de aprendizagem que sejam atraentes e sensíveis às necessidades dos adultos como cidadãos ativos. Diz respeito ao desenvolvimento de indivíduos autoconfiantes e autônomos, reconstruindo suas vidas em culturas, sociedades e economias complexas e suscetíveis a rápidas mudanças – no trabalho, na família, na comunidade e na vida social”.
  • 5. Conjunturas nacional e internacional (2010-2011) No Brasil, período eleitoral, seguido por eleições e início de novo governo (2011); No mundo: crise financeira e econômica – principalmente nos Estados Unidos e na Europa (na Espanha a taxa de desemprego chega a 20% e 50% entre os jovens); agravada pela instabilidade nos países árabes (‘a primavera árabe’ em Tunísia, Egito, Iêmen, Líbia, Arábia Saudita) e no Oriente Médio. Fortalecimento dos países emergentes como a China, Brasil, Índia, África do Sul e Rússia onde o crescimento econômico continua acima da média mundial, mas temperado com práticas abrangentes e abusivas de corrupção.
  • 6. As limitações da CONFINTEA CONFINTEA: compromissos e recomendações aprovadas não implicam em obrigações legais – somente morais e éticas. CONFINTEAS nunca tiveram processos embutidos de monitoramento e avaliação como as metas da Educação para Todos (EPT) e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODGs). CONFINTEA VI não teve impacto esperado na agenda internacional de desenvolvimento.
  • 7. Os impactos da CONFINTEA para o Brasil Propiciou um período intenso de mobilização e discussão em torno da EJA; Produziu um documento importante com um conjunto denso e extenso de recomendações – o Documento Nacional Preparatório à VI CONFINTEA; Produziu o Marco de Ação de Belém e o Resumo Executivo distribuído para todos os deputados e senadores brasileiros; Permitiu um período de atividade e discussão inter-ministerial em torno da EJA – o Grupo Inter-Ministerial CONFINTEA. Gerou uma série de atividades buscando implementar os compromissos firmados em Belém centradas na elaboração de um sistema de indicadores para EPJA.
  • 8. Seguimento da agenda CONFINTEA em âmbito internacional Foco no processo de monitoramento e avaliação das políticas públicas e na coleta de dados e informação sobre EJA: Formação de Grupo Assessor do UIL para CONFINTEA; UIL: plano estratégico e matriz de monitoramento do MAB. UIS: elaboração de modulo piloto para a coleta regular de dados sobre a EJA para a região ALC. OREALC: elaboração de indicadores qualitativos para a região; Preparativos para novo Relatório Global de Aprendizagem e Educação de Adultos (GRALE) em 2012.
  • 9. Seguimento da agenda CONFINTEA em âmbito internacional UBO e MEC: elaboração de um sistema de indicadores para EPJA para a região da ALC. Encontro Regional de Seguimento a CONFINTEA realizado em maio de 2011 na cidade de México Assembléia Mundial do ICAE realizada em Malmö, na Suécia em junho de 2011.
  • 10. O que os dados revelam Entre 2005 e 2010, orçamento do MEC dobrou em termos reais, atingindo patamar de R$ 60 bilhões: 2005 - 3,9% do PIB 2008 - 4,7% do PIB 2009 - 5,0% do PIB PNE - 7,0% ou 10,0% do PIB
  • 11. O que os dados revelam Política de investimento em educação: diferencial de comprometimento de recursos per capita entre nível básico e superior, que era 11,1 vezes maior há dez anos, passou a ser de 5,2%. Entre 2008 e 2009, o custo-aluno na educação básica subiu 7,4%, enquanto na educação superior o acréscimo foi de 0,3% (MEC/INEP, 2010).
  • 12. O que os dados revelam Quadro 1 - As maiores desigualdades na escolarização da população brasileira Anos de Estudo (média nacional = 7,4 anos) 20% mais pobres 5,1 anos 20% mais ricos 10,3 anos Rural 4,5 anos Urbana 7,8 anos Nordeste 6,0 anos Sudeste 8,0 anos Pardos/pretos 6,3 anos Brancos 8,1 anos Rural do NE 3,8 anos Urbana do sul 8,0 anos
  • 13. O que os dados revelam Quadro 2 - Taxa de analfabetismo de pessoas de 15 anos de idade e mais (Brasil = 10%) 20% mais pobres 19,3 20% mais ricos 1,9 Rural 23,6 Urbana 7,7 Nordeste 19,4 Sul 5,5 Rural do NE 34,3 Pardos/pretos 14,3 Brancos 6,3 60 anos e mais 28% 15 a 24 anos 2,2 Fonte : IBGE/PNAD 2008
  • 14. O que os dados revelam Indicador População Total 189.952.795 15 anos ou mais 142.998.610 Analfabetos (15 anos ou mais) 14.247.495 1 a 3 anos de estudo (15 anos ou mais) 14.160.729 4 a 7 anos de estudo (17 anos ou mais) 31.826.855 8 a 10 anos de estudo (19 anos ou mais) 20.210.056 Fonte : PNAD/IBGE - 2008
  • 15. O que os dados revelam Queda na matricula em EJA Geral: 2006 - 4.861.390 2007 - 4.363.406 2008 - 4.151.531 Queda na matricula do primeiro segmento de EJA 2006 - 1.487.072 2007 - 1.142.703 2008 - 1.098.469 Taxas de atendimento em 2008: Alfabetização 9,7% EJA Fundamental 7,5% EJA Ensino Médio 7,9%
  • 16. Questões estratégicas No contexto do processo de construção do PNE: Retomada das Recomendações elencadas no Documento Nacional Preparatório à VI CONFINTEA; Novo processo de monitoramento (relatos nacionais) em 2011-2012 com ênfase na alfabetização como base para novo GRALE 2012 e para relatório final da UNLD; Como cruzar esses processos: resgatando 1 e participando de 2. de tal forma que isso pode contribuir para o PNE; Necessidade de profunda avaliação do PBA frente aos resultados;
  • 17. Questões estratégicas 5. Necessidade de repensar EJA: não há como continuar repetindo mais do mesmo; 6. Resgatar a discussão sobre indicadores para a EJA: importância de se ter mais e melhores dados sobre a situação da EJA; 7. Mobilização dos educandos: exemplo da rede global de aprendentes (Carta Internacional de Aprendentes); 8. Importância de diálogo entre sociedade civil e governo.