SlideShare uma empresa Scribd logo
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
Sonopulse II
Combined Therapy
www.vimeo.com/ibramed
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
MODALIDADES TERAPÊUTICAS
• Ultrassom 1 e 3 MHz
• Corrente Russa
• Corrente Interferencial
• Corrente Polarizada
• Corrente Alta Voltagem
• Terapia Combinada
SONOPULSE II
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
ULTRASSOM TERAPÊUTICO
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
CARACTERÍSTICAS:
• 1 MHz ou 3 MHz
• ERA = 10 cm2
• Potência = 20 Watts
• Contínuo ou Pulsado
• Pulsado a 100, 48 e 16 Hz
• Pulsado a 20% e 50%
• Tempo de aplicação: 0 a 30 min
(Área da pele / 10 cm2 (ERA))
• Intensidade: 0 a 2,0 W/cm2
ULTRASSOM
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
Infrassom
• Ondas sonoras audíveis – 20Hz a 20.000Hz
Ultrassom (1MHz e 3MHz)
dermato
• Efeitos Mecânicos e térmicos funcional
- Cavitação: micro bolhas (estável ou transitória)
- Micro Fluxo Acústico (microcorrenteza)
ULTRASSOM
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
• Efeitos Mecânicos: Vibração
- Lipólise
- Mecanotransdução do fibroblasto
- Piezoeletricidade do colágeno
- Neoangiogênese
- Efeito tixotrópico
• Efeitos Térmicos: Vasodilatação
ULTRASSOM
Indicação
• Processo inflamatório
• Pós operatório
• Celulite
• Gordura Localizada
• Fibroses
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
Ratos Wistar
US várias frequências
MHz 100mW/cm2
10 min região abdominal
Microdiálise: noradrenalina
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
CONTRA INDICAÇÕES
• Útero na gravidez
• Globo ocular
• Áreas de Tromboflebite
• Patologias vasculares agudas (TVP)
• Área cardíaca
• Dispositivo Eletrônico Implantado - (ex.: marcapasso cardíaco)
• Implante metálico
• Sistema neurovegetativo
• Cérebro
• Órgãos reprodutores
• Infecções agudas
• Tumores
• Locais com alterações sensitivas
ULTRASSOM
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
CORRENTE RUSSA
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
Corrente Russa
Década de 70, Kots sugeriu pela primeira vez o uso de uma corrente alternada
com freqüência na faixa de 2,5 kHz aplicada em Bursts retangulares de 10ms
com freqüência de 50Hz. Kots reportou com o uso da corrente elétrica, ganho
de força superior a 40% em atletas de elite Russos.
• Corrente despolarizada de média
frequência.
• Promove ganho de força muscular,
aumento do volume e tônus muscular.
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
PARÂMETROS:
• MODO DE ESTIMULAÇÃO (STIM. MODE) - CONT, REC, SINC
• FREQUÊNCIA (FREQUENCY Hz) - 50Hz (fortalecimento muscular)
• RISE, DECAY, ON, OFF - Tempo OFF ≥ Tempo ON
• TEMPO DE APLICAÇÃO - Tempo total de aplicação até 30 minutos
(Depende da condição metabólica de cada paciente, não deve gerar
fadiga).
• INTENSIDADE - Intensidade de acordo com a sensibilidade e tolerância de
cada paciente. Visualizar a contração. Não deve gerar dor intensa.
Corrente Russa
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
TÉCNICA DE APLICAÇÃO :
• Mioenergética (2 eletrodos de silicone carbono no ventre muscular)
• Ponto Motor (1 eletrodo de silicone carbono no ponto motor do músculo
e outro próxima a região)
• Utilizar gel condutor neutro.
Corrente Russa
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
CORRENTE INTERFERENCIAL
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
CARACTERÍSTICAS:
• Corrente de média frequência, corrente alternada, simétrica, pulso
retangular ou sinusoidal
• Nemec, 1959 (Interferencial Therapy: new approach in physical medicine.
Br J Physiother. 12: 9-12)
Corrente Interferencial
• Analgesia
• Contração muscular
• Melhora da microcirculação
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
CARACTERÍSTICAS:
• Frequência portadora: 2 kHz, 4 kHz e 8 kHz
- Fortalecimento muscular = 2 kHz
- Analgesia = 4kHz e 8kHz
• AMF (Frequência modulada da amplitude): 1 a 100 Hz
• Sweep AF (Variação da AMF):
- Deve ser utilizada para evitar acomodação
- Deve ser 60% da AMF
Corrente Interferencial
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
6 seg6 seg
1 s
5 seg
1 s
1 s
1 s
1 s
CARACTERÍSTICAS:
• Forma de variação da AMF (Sweep Mode):
6/6 (quadro agudo)
1/5/1 (quadro agudo)
1/1 (quadro crônico)
Corrente Interferencial
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
CARACTERÍSTICAS:
• Modos de Aplicação
- Bipolar
- Tetrapolar (Normal e Automático)
Corrente Interferencial
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
CORRENTE POLARIZADA
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
IONTOFORESE (IONIZAÇÃO)
• Corrente pulsada monofásica em miliampéres (mA)
• Por meio das propriedades da corrente ocorre a migração iônica do
medicamento para o interior dos tecidos.
• Ação através da eletrorepulsão
• Ação local do medicamento
Corrente Polarizada
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
TÉCNICA DE APLICAÇÃO:
• 2 placas de alumínio com as esponjas vegetais azuis, ambas as esponjas
deverão ser umidificadas em água.
• O jacaré vermelho é sempre o pólo ATIVO e o preto é o pólo DISPERSIVO.
(Consenso literário).
• O princípio ativo deverá ficar no pólo ativo
(jacaré vermelho). O equipamento deve
ser ajustado na mesma polaridade do ativo.
Corrente Polarizada
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
TÉCNICA DE APLICAÇÃO:
• Ambos os eletrodos devem ser posicionados na pele da paciente sobre o
local a ser tratado com uma distância de ± 3 ou 4 dedos entre eles.
• Deve-se ajustar a intensidade no equipamento segundo a sensibilidade e
tolerância da paciente.
• O tempo não deve ultrapassar 5 a 10 minutos de aplicação.
INDICAÇÕES : tratamentos de celulite, estrias, tratamentos de cicatrização,
pós operatório, edemas.
Corrente Polarizada
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA DE
ALTA VOLTAGEM - EEAV
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
DEFINIÇÃO:
Corrente de baixa frequência, pulsada, monofásica de dois picos com uma
base de corrente contínua de baixa amplitude.
Capacidade de estimulação:
• Fibras sensoriais
• Fibras motoras
• Fibras nociceptivas
EEAV
Indicação:
• Analgesia
• Controle e redução de edema
• Cicatrização
• Aumento da força muscular
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
PARÂMETROS
• Frequência ajustável
• Intensidade em Volts
• 2 Eletrodos ativos (menores) e 1 dispersivo (maior): a soma da
área dos eletrodos ativos não deve exceder a área do eletrodo
dispersivo em uso.
• Polaridade dos eletrodos: Exerce influência direta sobre os efeitos
terapêuticos esperados (Estimulação catódica ou anódica)
EEAV
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
Protocolo de EEAV (teoria das comportas) :
• Eletrodos na região da dor
• Polaridade negativa no ponto de dor
• Frequência : 80 e 120 Hz
• Intensidade : estimulação sensorial forte
• Tempo : 30 min
EEAV
Mecanismos de controle da dor :
• Teoria da comporta (Gate control)
• Liberação de endorfina (Release of Endorphins)
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
Protocolo para redução de edema:
• Eletrodo ativo na região do edema
• Eletrodo dispersivo a 20 cm do eletrodo ativo
• Polaridade negativa no eletrodo ativo
• Frequência : 8 a 15 Hz
• Intensidade : estimulação motora leve
• Tempo : 30 minutos
EEAV
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
CICATRIZAÇÃO DE ÚLCERAS CUTÂNEAS CRÔNICAS
• Eletrodo ativo sobre a úlcera (acima de gaze embebida em solução salina)
• Eletrodo dispersivo a 20 cm do eletrodo ativo
• Polaridade negativa no eletrodo ativo
• Frequência : 100 a 150 Hz
• Intensidade : 150 a 200 V
• Tempo : 30 a 40 minutos
EEAV
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
CICATRIZAÇÃO DE ÚLCERAS CUTÂNEAS CRÔNICAS
Protocolo alternativo: inversão periódica de polaridade entre o eletrodo ativo
e dispersivo
- -
+
+ +
-
Ferida
Eletrodo
Ativo
Eletrodo
Ativo
Eletrodo
Dispersivo
EEAV
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
Davini, R., Nunes, C. V., Guirro, E. C. O., Guirro, R. R. J. Estimulação elétrica de alta voltagem:
uma opção de tratamento. Rev. Bras. Fisiot. 2004.
EEAV
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
TERAPIA COMBINADA
• Combinação de duas modalidades terapêuticas
• Primeiros relatos na década de 70
(Smeralová et al, 1975; Bernau A, Kruppa G. 1981)
• Modernidade
SONOPULSE II
COMBINED THERAPY
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
ULTRASSOM
(20 Watts)
CORRENTE ELÉTRICA
RUSSA
POL
IBP
HV
SONOPULSE II
COMBINED THERAPY
TREINAMENTOAVANÇADO
P&D Ibramed
www.conexaocefai.com.br
www.ibramed.com.br
Treinamentos CEFAI-IBRAMED
• Erika Zemuner
erika@ibramed.com.br
• Estela Sant’Ana
estela@ibramed.com.br
• Renata Guidi
renata@ibramed.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ultra Som
Ultra SomUltra Som
Eletroterapia - corrente russa - capitulo 7 aula 17
Eletroterapia - corrente russa - capitulo 7 aula 17Eletroterapia - corrente russa - capitulo 7 aula 17
Eletroterapia - corrente russa - capitulo 7 aula 17
Cleanto Santos Vieira
 
Aula 07 Eletroestimulação FES e CR.ppt
Aula 07 Eletroestimulação FES e CR.pptAula 07 Eletroestimulação FES e CR.ppt
Aula 07 Eletroestimulação FES e CR.ppt
SuzyOliveira20
 
ultrasom
ultrasomultrasom
ultrasom
Nay Ribeiro
 
Aula de ultra som 2014.1
Aula de ultra som 2014.1Aula de ultra som 2014.1
Aula de ultra som 2014.1
Regina de Oliveira
 
Neurodyn 10 canais 2013
Neurodyn 10 canais 2013Neurodyn 10 canais 2013
Neurodyn 10 canais 2013
IBRAMED
 
Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...
Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...
Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...
Cleanto Santos Vieira
 
Fisioterapia traumato ortopédica
Fisioterapia traumato ortopédica Fisioterapia traumato ortopédica
Fisioterapia traumato ortopédica
Brasil Telecom/OI
 
laser
laserlaser
Eletroterapia
EletroterapiaEletroterapia
Recursos fisioterapeuticos na dermato funcional
Recursos fisioterapeuticos na dermato funcionalRecursos fisioterapeuticos na dermato funcional
Recursos fisioterapeuticos na dermato funcional
Nathanael Amparo
 
Fisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em TraumatofuncionalFisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em Traumatofuncional
Secretaria Municipal da Cidade do Rio de Janeiro
 
Crioterapia
CrioterapiaCrioterapia
Crioterapia
Hugo Pedrosa
 
Laser Fisioterápico
Laser FisioterápicoLaser Fisioterápico
Laser Fisioterápico
Andreia Evelyn
 
Princípios físicos da água
Princípios físicos da águaPrincípios físicos da água
Princípios físicos da água
FUAD HAZIME
 
Hidroterapia introdução - aula 1
Hidroterapia   introdução - aula 1Hidroterapia   introdução - aula 1
Hidroterapia introdução - aula 1
Cleanto Santos Vieira
 
Mine apostila eletro
Mine apostila eletroMine apostila eletro
Mine apostila eletro
Jaqueline da Silva
 
Hidroterapia programa de exercícios aquáticos terapêuticos - Aula 2
Hidroterapia programa de exercícios aquáticos terapêuticos - Aula 2Hidroterapia programa de exercícios aquáticos terapêuticos - Aula 2
Hidroterapia programa de exercícios aquáticos terapêuticos - Aula 2
Cleanto Santos Vieira
 
Eletroterapia
EletroterapiaEletroterapia
Eletroterapia
Paulo Cardoso
 
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdfslide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
Roosivelt Honorato
 

Mais procurados (20)

Ultra Som
Ultra SomUltra Som
Ultra Som
 
Eletroterapia - corrente russa - capitulo 7 aula 17
Eletroterapia - corrente russa - capitulo 7 aula 17Eletroterapia - corrente russa - capitulo 7 aula 17
Eletroterapia - corrente russa - capitulo 7 aula 17
 
Aula 07 Eletroestimulação FES e CR.ppt
Aula 07 Eletroestimulação FES e CR.pptAula 07 Eletroestimulação FES e CR.ppt
Aula 07 Eletroestimulação FES e CR.ppt
 
ultrasom
ultrasomultrasom
ultrasom
 
Aula de ultra som 2014.1
Aula de ultra som 2014.1Aula de ultra som 2014.1
Aula de ultra som 2014.1
 
Neurodyn 10 canais 2013
Neurodyn 10 canais 2013Neurodyn 10 canais 2013
Neurodyn 10 canais 2013
 
Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...
Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...
Eletroterapia - estimulação nervosa transcutanea (TENS) - agentes elétricos -...
 
Fisioterapia traumato ortopédica
Fisioterapia traumato ortopédica Fisioterapia traumato ortopédica
Fisioterapia traumato ortopédica
 
laser
laserlaser
laser
 
Eletroterapia
EletroterapiaEletroterapia
Eletroterapia
 
Recursos fisioterapeuticos na dermato funcional
Recursos fisioterapeuticos na dermato funcionalRecursos fisioterapeuticos na dermato funcional
Recursos fisioterapeuticos na dermato funcional
 
Fisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em TraumatofuncionalFisioterapia Em Traumatofuncional
Fisioterapia Em Traumatofuncional
 
Crioterapia
CrioterapiaCrioterapia
Crioterapia
 
Laser Fisioterápico
Laser FisioterápicoLaser Fisioterápico
Laser Fisioterápico
 
Princípios físicos da água
Princípios físicos da águaPrincípios físicos da água
Princípios físicos da água
 
Hidroterapia introdução - aula 1
Hidroterapia   introdução - aula 1Hidroterapia   introdução - aula 1
Hidroterapia introdução - aula 1
 
Mine apostila eletro
Mine apostila eletroMine apostila eletro
Mine apostila eletro
 
Hidroterapia programa de exercícios aquáticos terapêuticos - Aula 2
Hidroterapia programa de exercícios aquáticos terapêuticos - Aula 2Hidroterapia programa de exercícios aquáticos terapêuticos - Aula 2
Hidroterapia programa de exercícios aquáticos terapêuticos - Aula 2
 
Eletroterapia
EletroterapiaEletroterapia
Eletroterapia
 
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdfslide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
slide - eletroterapia - prof Roosivelt.pdf
 

Destaque

Corrente interferencial
Corrente interferencialCorrente interferencial
Corrente interferencial
Rodrigo Ferreira
 
Flacidez muscular
Flacidez muscularFlacidez muscular
Flacidez muscular
Nathanael Amparo
 
Ultrassom terapêutico
Ultrassom terapêuticoUltrassom terapêutico
Ultrassom terapêutico
laismoraes93
 
Heccus 2013
Heccus 2013Heccus 2013
Heccus 2013
IBRAMED
 
Sonopeel 2013
Sonopeel 2013Sonopeel 2013
Sonopeel 2013
IBRAMED
 
Us
UsUs
Dermotonus2013
Dermotonus2013Dermotonus2013
Dermotonus2013
IBRAMED
 
Aula técnicas preditivas
Aula técnicas preditivasAula técnicas preditivas
Aula técnicas preditivas
Flávia Cristina
 
Hooke 2013
Hooke 2013Hooke 2013
Hooke 2013
IBRAMED
 
Corrente russa
Corrente russaCorrente russa
Ultrassom
UltrassomUltrassom
Ultrassom
Isabel Amarante
 
Metabolismo enérgético
Metabolismo enérgético Metabolismo enérgético
Metabolismo enérgético
Viviane Vasconcelos
 
Laserterapia
LaserterapiaLaserterapia
Corrientes de Media Frecuencia
Corrientes de Media FrecuenciaCorrientes de Media Frecuencia
Corrientes de Media Frecuencia
Maria Vazquez
 
Corrientes Kotz o Rusas
Corrientes Kotz o RusasCorrientes Kotz o Rusas
Corrientes Kotz o Rusas
Oscar Lara
 
Pós Operatório e Complicações Cirúrgicas
Pós Operatório e Complicações CirúrgicasPós Operatório e Complicações Cirúrgicas
Pós Operatório e Complicações Cirúrgicas
Francisco Doria
 
Corrientes interferenciales
Corrientes interferencialesCorrientes interferenciales
Corrientes interferenciales
ZenyiF
 
LIC. DANIEL ALFARO
LIC. DANIEL ALFAROLIC. DANIEL ALFARO
LIC. DANIEL ALFARO
MAYETAMARIZ
 
Corrientes interferenciales
Corrientes interferencialesCorrientes interferenciales
Corrientes interferenciales
Jessica espinosa
 
Clase 3º c.interferencial
Clase 3º c.interferencialClase 3º c.interferencial
Clase 3º c.interferencial
P h
 

Destaque (20)

Corrente interferencial
Corrente interferencialCorrente interferencial
Corrente interferencial
 
Flacidez muscular
Flacidez muscularFlacidez muscular
Flacidez muscular
 
Ultrassom terapêutico
Ultrassom terapêuticoUltrassom terapêutico
Ultrassom terapêutico
 
Heccus 2013
Heccus 2013Heccus 2013
Heccus 2013
 
Sonopeel 2013
Sonopeel 2013Sonopeel 2013
Sonopeel 2013
 
Us
UsUs
Us
 
Dermotonus2013
Dermotonus2013Dermotonus2013
Dermotonus2013
 
Aula técnicas preditivas
Aula técnicas preditivasAula técnicas preditivas
Aula técnicas preditivas
 
Hooke 2013
Hooke 2013Hooke 2013
Hooke 2013
 
Corrente russa
Corrente russaCorrente russa
Corrente russa
 
Ultrassom
UltrassomUltrassom
Ultrassom
 
Metabolismo enérgético
Metabolismo enérgético Metabolismo enérgético
Metabolismo enérgético
 
Laserterapia
LaserterapiaLaserterapia
Laserterapia
 
Corrientes de Media Frecuencia
Corrientes de Media FrecuenciaCorrientes de Media Frecuencia
Corrientes de Media Frecuencia
 
Corrientes Kotz o Rusas
Corrientes Kotz o RusasCorrientes Kotz o Rusas
Corrientes Kotz o Rusas
 
Pós Operatório e Complicações Cirúrgicas
Pós Operatório e Complicações CirúrgicasPós Operatório e Complicações Cirúrgicas
Pós Operatório e Complicações Cirúrgicas
 
Corrientes interferenciales
Corrientes interferencialesCorrientes interferenciales
Corrientes interferenciales
 
LIC. DANIEL ALFARO
LIC. DANIEL ALFAROLIC. DANIEL ALFARO
LIC. DANIEL ALFARO
 
Corrientes interferenciales
Corrientes interferencialesCorrientes interferenciales
Corrientes interferenciales
 
Clase 3º c.interferencial
Clase 3º c.interferencialClase 3º c.interferencial
Clase 3º c.interferencial
 

Semelhante a Sonopulse II 2013

Aula-de-Meios-físicos-no-tratamento-da-dor.pdf
Aula-de-Meios-físicos-no-tratamento-da-dor.pdfAula-de-Meios-físicos-no-tratamento-da-dor.pdf
Aula-de-Meios-físicos-no-tratamento-da-dor.pdf
FrancianeOliveira22
 
Tonificar glúteos - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Tonificar glúteos - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)Tonificar glúteos - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Tonificar glúteos - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Tudo Belo Estética
 
Tonificar mamas - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Tonificar mamas - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)Tonificar mamas - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Tonificar mamas - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Tudo Belo Estética
 
Sonodemia+electrolog+galvan+outrascorr_+diatermia
Sonodemia+electrolog+galvan+outrascorr_+diatermiaSonodemia+electrolog+galvan+outrascorr_+diatermia
Sonodemia+electrolog+galvan+outrascorr_+diatermia
Ana Pereira
 
Eletroacupuntura
EletroacupunturaEletroacupuntura
Eletroacupuntura
onomekyo
 
Eletroterapia - aparelhos multimodais e pulso de alta voltagem- agentes elétr...
Eletroterapia - aparelhos multimodais e pulso de alta voltagem- agentes elétr...Eletroterapia - aparelhos multimodais e pulso de alta voltagem- agentes elétr...
Eletroterapia - aparelhos multimodais e pulso de alta voltagem- agentes elétr...
Cleanto Santos Vieira
 
Star Lux 300 - Apresentação.ppt
Star Lux 300 - Apresentação.pptStar Lux 300 - Apresentação.ppt
Star Lux 300 - Apresentação.ppt
SulLaserLocaes1
 
Apresentação Vectus.pptx
Apresentação Vectus.pptxApresentação Vectus.pptx
Apresentação Vectus.pptx
SulLaserLocaes1
 
O alta freqüência.
O alta freqüência.O alta freqüência.
O alta freqüência.
Míriam Ferreira
 
Apostila acupuntura laser rev iv
Apostila acupuntura laser rev ivApostila acupuntura laser rev iv
Apostila acupuntura laser rev iv
Narume Pina
 
Octopus relax - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Octopus relax - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)Octopus relax - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Octopus relax - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Tudo Belo Estética
 
Apostila acupuntura laser
Apostila acupuntura laser Apostila acupuntura laser
Apostila acupuntura laser
Narume Pina
 
Apostila acupuntura laser rev iv
Apostila acupuntura laser rev ivApostila acupuntura laser rev iv
Apostila acupuntura laser rev iv
Narume Pina
 
ANGIO: TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
ANGIO: TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICAANGIO: TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
ANGIO: TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
Herculys Douglas Clímaco Marques
 
Guia límine-htm
Guia límine-htmGuia límine-htm
Guia límine-htm
Tudo Belo Estética
 
Termoterapia ultra-som - capítulo 14
Termoterapia   ultra-som - capítulo 14Termoterapia   ultra-som - capítulo 14
Termoterapia ultra-som - capítulo 14
Cleanto Santos Vieira
 

Semelhante a Sonopulse II 2013 (16)

Aula-de-Meios-físicos-no-tratamento-da-dor.pdf
Aula-de-Meios-físicos-no-tratamento-da-dor.pdfAula-de-Meios-físicos-no-tratamento-da-dor.pdf
Aula-de-Meios-físicos-no-tratamento-da-dor.pdf
 
Tonificar glúteos - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Tonificar glúteos - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)Tonificar glúteos - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Tonificar glúteos - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
 
Tonificar mamas - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Tonificar mamas - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)Tonificar mamas - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Tonificar mamas - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
 
Sonodemia+electrolog+galvan+outrascorr_+diatermia
Sonodemia+electrolog+galvan+outrascorr_+diatermiaSonodemia+electrolog+galvan+outrascorr_+diatermia
Sonodemia+electrolog+galvan+outrascorr_+diatermia
 
Eletroacupuntura
EletroacupunturaEletroacupuntura
Eletroacupuntura
 
Eletroterapia - aparelhos multimodais e pulso de alta voltagem- agentes elétr...
Eletroterapia - aparelhos multimodais e pulso de alta voltagem- agentes elétr...Eletroterapia - aparelhos multimodais e pulso de alta voltagem- agentes elétr...
Eletroterapia - aparelhos multimodais e pulso de alta voltagem- agentes elétr...
 
Star Lux 300 - Apresentação.ppt
Star Lux 300 - Apresentação.pptStar Lux 300 - Apresentação.ppt
Star Lux 300 - Apresentação.ppt
 
Apresentação Vectus.pptx
Apresentação Vectus.pptxApresentação Vectus.pptx
Apresentação Vectus.pptx
 
O alta freqüência.
O alta freqüência.O alta freqüência.
O alta freqüência.
 
Apostila acupuntura laser rev iv
Apostila acupuntura laser rev ivApostila acupuntura laser rev iv
Apostila acupuntura laser rev iv
 
Octopus relax - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Octopus relax - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)Octopus relax - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
Octopus relax - Sugestão de uso Ultra Derm Control (VACUOTERAPIA)
 
Apostila acupuntura laser
Apostila acupuntura laser Apostila acupuntura laser
Apostila acupuntura laser
 
Apostila acupuntura laser rev iv
Apostila acupuntura laser rev ivApostila acupuntura laser rev iv
Apostila acupuntura laser rev iv
 
ANGIO: TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
ANGIO: TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICAANGIO: TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
ANGIO: TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA MAGNÉTICA
 
Guia límine-htm
Guia límine-htmGuia límine-htm
Guia límine-htm
 
Termoterapia ultra-som - capítulo 14
Termoterapia   ultra-som - capítulo 14Termoterapia   ultra-som - capítulo 14
Termoterapia ultra-som - capítulo 14
 

Sonopulse II 2013