SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 47
REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA:
 IMPACTO E PERSPECTIVAS
Xxxxxxx    TRANSFORMAÇÕES
          TÉCNICO-CIENTÍFICAS

   Denominações:

    Terceira  Revolução Industrial,
    Revolução Científica e Técnica,
    Revolução      Informática,    Era
    Digital,   Sociedade      Técnico-
    Informacional,     Sociedade    do
    Conhecimento.
As
 transformações
     técnico-
    científicas
  consistem nas
    constantes
transformações a
  qual o homem
     provoca.
São estas as
  diversidades e os
contrastes da própria
    sociedade em
   decorrência do
empreendimento do
     capital para
controlar e explorar
   as capacidades
materiais e humanas
   de produção da
       riqueza;
LADO NEGATIVO DAS TECNOLOGIAS

                 Aumento do
               desemprego (falta
               de mão-de-obra);

               Substituição do
                 homem pela
                   máquina;
Xxxxxxx
  MICROBIOLOGIA, MICROELETRÔNICA E
       ENERGIA TERMONUCLEAR
                   Microbiologia :

                  É o ramo da biologia
                     que estuda os
                   microorganismos
                incluindo eucariontes,
                     unicelulares e
                  procariontes como:
               bactérias, fungos e vírus;
 Microeletrônica:

     É o ramo da eletrônica, voltado à
 integração de circuitos eletrônicos,
 promovendo uma miniaturização dos
 componentes em escala microscópica. A
 área engloba tanto os processos de físico-
 químicos de fabricação dos circuitos
 integrados como do circuito entre si.
Energia termonuclear:

           Embora
        utilizadas
  inicialmente para
     fins militares,
       depois das
      experiências
   catastróficas de
      Hiroshima e
 Nagasaki a energia
   nuclear passou a
      ser utilizada,
    principalmente
 para fins pacíficos.
Sua    principal    utilização   é
produção de energia elétrica
através de usinas termonucleares.
No Brasil a primeira usina de energia
nuclear     foi inaugurada em 1985.
Atualmente, as usinas Angra 1 e 2 são
gerenciadas pela Eletronuclear, subsidiada
da Eletrobrás e juntas produziram em
2001 14,4 mil mwh.
Xxxxxx
           CULTURA DIGITAL

             A palavra “digital”
           refere-se a dados usados
           como uma contagem
           discreta.
               O discurso sobre
           cultura digital foi se
           apoiando      em     duas
           convicções:
          Por ser uma cultura,
           representa a ruptura com
           aquilo que a precedeu.
 A crença que cultura
 digital é determinada
   pela existência da
  tecnologia digital.

       É a cultura de
  rede, a cibercultura,
     que sintetiza a
     relação entre a
        sociedade
    contemporânea e
     tecnologias da
      informação;
EXISTE EDUCAÇÃO SEM CULTURA?
    A Escola é um espaço de reprodução
do conhecimento produzido fora dela
pelas ciências, pelas artes, pelos valores,
espaço de preservação e transmissão de
cultura;
Xxxxxx
ALGUMAS DAS NOVAS FORMAS E TÉCNICAS DE
   GESTÃO, DE PRODUÇÃO, DE VENDA E DE
       ORGANIZAÇÃO DE TRABALHO

 TOYOTISMO: o que é?
       É um sistema de organização voltado
  para a produção de mercadorias. Criado no
  Japão, após a Segunda Guerra Mundial, pelo
  engenheiro japonês Taiichi Ohno, o sistema
  foi aplicado na fábrica da Toyota (origem do
  nome do sistema). O Toyotismo espalhou-se a
  partir da década de 1960 por várias regiões do
  mundo e até hoje é aplicado em muitas
  empresas.
CARACTERÍSTICAS DO TOYOTISMO
 Os trabalhadores são educados, treinados e
  qualificados para conhecer todos os processos
  de produção;
 Produzir    somente o necessário, sem
  desperdícios de matéria prima e de tempo;
 Implantação do sistema de qualidade
 total em todas as etapas de produção.
 Além da alta qualidade dos produtos;

 Aplicação do sistema Just in Time;

 Uso de pesquisas de mercado para
 adaptar os produtos às exigências
 dos clientes.
JUST IN TIME

   É        um       sistema
de     administração       da
produção que determina
que     nada     deve     ser
produzido, transportado ou
comprado antes da hora
exata. Pode ser aplicado em
qualquer organização, para
reduzir estoques e os custos
decorrentes. O just in time é
o principal pilar do Sistema
Toyota ;
KAN BAN

 Significado:
    Registro ou placa visível;
 É um cartão de sinalização que
  controla os fluxos de produção ou
  transportes em uma indústria
  e substituindo formulários e outras
  formas de solicitar peças;
Xxxx
       REVOLUÇÃO INFORMACIONAL,
        EXCLUSÃO DIGITAL E MASS
                MEDIA

 Revolução Informacional:

        Tem por base um espantoso e
  contínuo avanço das telecomunicações,
  dos meios de comunicação e das novas
  tecnologias da informação.
A nova era digital possibilitou também, a
instantaneidade da veiculação das informações,
isto é, as notícias são transmitidas em tempo real,
com a possibilidade ainda de texto, vídeos,
imagens, links com informações referentes àquele
acontecimento e, além do mais são transmitidos de
modo global.
É o chamado
     conceito do
  ‘hipertexto’, que
mudou nossa forma
de ler e de escrever.
 Esses são apenas
alguns dos aspectos
que ganharam vida
 com o surgimento
     da internet.
 Exclusão digital:

    É um conceito dos campos
  teóricos da comunicação,
  sociologia, tecnologia da
  informação, História e outras
  humanidades,      que     diz
  respeito às extensas camadas
  das sociedades que ficaram à
  margem do fenômeno da
  sociedade da informação e da
  expansão das redes digitais.
É uma realidade
mundial. De acordo
com o Mapa da
Exclusão Digital, que
analisou os dados do
Censo 2000, o nível de
escolaridade é ponto
de importância não só
na geração de renda,
mas também no nível
de inclusão digital dos
estados brasileiros.
 Os cinco mais        Os cinco mais
 incluídos são:        excluídos são:

 Distrito Federal;    Maranhão;
 São Paulo;           Piauí;
 Rio de Janeiro;      Tocantins;
 Santa Catarina;      Acre;
 Paraná;              Alagoas;
 O termo mass media seria os
  meios de comunicação de
  massa (televisão, rádio,
  imprensa, etc.). Porém, esta
  denominação sugere que os
  meios de comunicação são
  agentes de massificação
  social, o que nem sempre
  está de acordo com a
  realidade social observável,
  portanto, essa informação de
  massa é denominada pelo
  mercado capitalista que a
  torna insignificante e pobre
  de conteúdo.
Xxxxxxxx
       NOVAS POSSIBILIDADES DE
    ENTRETENIMENTO E DE EDUCAÇÃO
A TECNOLOGIA A FAVOR DA
            EDUCAÇÃO
 Em poucos anos a tecnologia que favorece o
  entretenimento aumentou exponencialmente.
  Há dez anos não era comum televisões com
  menos de 20 cm de largura e, muito menos,
  sites que permitissem a qualquer usuário o
  envio de conteúdo (como é o caso do
  YouTube).
 Vamos relembrar as tecnologias que
  marcaram nossas vidas e como elas estão
  hoje?
TELEVISÃO




   A primeira transmissão        Hoje as televisões são LED,
 experimental da televisão foi   tela plana e alta definição
em meados da década de 1920
MÍDIAS




                       Lançado oficialmente
                            em 1995




Lançado oficialmente
     em 1963             Último lançamento
Rádio a Pilha   iPod
VIDEO GAME
JOGOS




Jogos ao ar livre       Jogos virtuais
E NA EDUCAÇÃO COMO A
     TECNOLOGIA INFLUENCIA?
 O reconhecimento de uma sociedade cada vez
 mais tecnológica deve ser acompanhado da
 conscientização da necessidade de incluir nos
 currículos escolares as habilidades e
 competências para lidar com as novas
 tecnologias. No contexto de uma sociedade do
 conhecimento, a educação exige uma
 abordagem diferente em que o componente
 tecnológico não pode ser ignorado.

 Os educadores devem estar preparados para
 usar a toda essa tecnologia.
E as escolas estão
preparadas para receber
   tanta tecnologia?
RECURSOS PEDAGÓGICOS
  SUBSTITUÍDOS PELOS AVANÇOS
        TECNOLÓGICOS




Mimeógrafo        Xerocopiadora
Máquina de Escrever   Computador
Retroprojetor   Data Show
Quadro Negro




Quadro Branco   Lousa Eletrônica
EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA
Xxxxxx
O futuro? Será assim? Onde vamos parar??
Reflitamos...
REFERÊNCIAS
 LIBÂNEO, José Carlos. Educação
  Escolar: políticas, estrutura e
  organização. 10. ed. São Paulo:
  Cortez, 2012.
 www.suapesquisa.com. Acessado em
  04.09.12. Às 22:00 hs.
 www.tecmundo.com.br. Acessado em
 04.09.12. Às 22:30 hs.
 www.cedu.ufal.br. Acessado em
 04.09.12. Às 22:40 hs.
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO
CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DE IMPERATRIZ
PROFª XXXXXXX XXXXXXXX XX XXXXX XXXX
      DISCIPLINA: SUPERVISÃO ESCOLAR
            CURSO DE PEDAGOGIA



   XXXXX XXXXXX X. XXXXX

  XXXXXXX X. XXXXX XXXXX

  XXXXXXX X. X. XXXXXXXXX

  XXXXXX XXXXXX X. XXXXX

  XXXXXXX X. XXXXX. XXXXX

 XXXXXXX XXXXXX X. XXXXX
A partir do tema
                          NOVAS POSSIBILIDADES DE
                     ENTRETENIMENTO E DE EDUCAÇÃO
    deve se interagir com o público ouvinte fazendo perguntas, observando as
 respostas e complementando a fala do ouvinte. Veja o exemplo: Quem chegou a
  ter em casa a primeira televisão? (Espera a reação das pessoas, para só depois
colocar a 1ª gravura. Fazer comentários. Coloca-se a 2ª gravura. Dar pausa, neste
momento, para que o impacto seja mais forte e as pessoas percebam as diferenças
     existentes entre as antigas e as novas tecnologias e assim sucessivamente.
        No tema RECURSOS PEDAGÓGICOS SUBSTITUÍDOS PELOS AVANÇOS
                                 TECNOLÓGICOS
  segue a mesma linha de exposição, sempre questionando e esperando a reação e
    participação do público além de aproveitar a oportunidade para abordar a
situação atual das escolas públicas e particulares, aquelas que possuem os recursos
                      mais avançados e as que são excluídas...
           Como os avanços tecnológicos acontecem cada vez mais rápido,
  NÃO ESQUEÇA DE ATUALIZAR AS GRAVURAS CASO, AO CHEGAR EM
               SUAS MÃOS, JÁ ESTIVEREM ULTRAPASSADAS.

                                   Boa Sorte!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

História e Principios das tics
História e Principios das ticsHistória e Principios das tics
História e Principios das tics
joaocarvalhoprof
 
EvoluçãO Da Tecnologia
EvoluçãO Da TecnologiaEvoluçãO Da Tecnologia
EvoluçãO Da Tecnologia
guest4fc34a
 
Impactos da Tecnologia
Impactos da TecnologiaImpactos da Tecnologia
Impactos da Tecnologia
carla4m
 
Quarta Revolução Industrial
Quarta Revolução IndustrialQuarta Revolução Industrial
Quarta Revolução Industrial
Rui Filipe Garcia
 
4º bim 3º ano geog tópico 35 sociedade da informação
4º bim 3º ano geog tópico 35  sociedade da informação4º bim 3º ano geog tópico 35  sociedade da informação
4º bim 3º ano geog tópico 35 sociedade da informação
Atividades Diversas Cláudia
 
O trabalho e as novas tecnologias
O trabalho e as novas tecnologiasO trabalho e as novas tecnologias
O trabalho e as novas tecnologias
Joana Costa
 
O impacto das novas tecnologias na sociedade
O impacto das novas tecnologias na sociedadeO impacto das novas tecnologias na sociedade
O impacto das novas tecnologias na sociedade
Celi Jandy Moraes Gomes
 
Aula i sociedade da informacao
Aula i   sociedade da informacaoAula i   sociedade da informacao
Aula i sociedade da informacao
aulasdejornalismo
 

Mais procurados (14)

Prós e Contras da Tecnologia
Prós e Contras da TecnologiaPrós e Contras da Tecnologia
Prós e Contras da Tecnologia
 
Filosofia 11º ano - Ciência & Tecnologia: na vida quotidiana
Filosofia 11º ano - Ciência & Tecnologia: na vida quotidianaFilosofia 11º ano - Ciência & Tecnologia: na vida quotidiana
Filosofia 11º ano - Ciência & Tecnologia: na vida quotidiana
 
História e Principios das tics
História e Principios das ticsHistória e Principios das tics
História e Principios das tics
 
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃOTECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO
TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO
 
EvoluçãO Da Tecnologia
EvoluçãO Da TecnologiaEvoluçãO Da Tecnologia
EvoluçãO Da Tecnologia
 
Impactos da Tecnologia
Impactos da TecnologiaImpactos da Tecnologia
Impactos da Tecnologia
 
Quarta Revolução Industrial
Quarta Revolução IndustrialQuarta Revolução Industrial
Quarta Revolução Industrial
 
Novas tecnologias e mudança cultural da sociedade moderna seminário
Novas tecnologias e mudança cultural da sociedade moderna seminárioNovas tecnologias e mudança cultural da sociedade moderna seminário
Novas tecnologias e mudança cultural da sociedade moderna seminário
 
Novas tecnologias word
Novas tecnologias wordNovas tecnologias word
Novas tecnologias word
 
4º bim 3º ano geog tópico 35 sociedade da informação
4º bim 3º ano geog tópico 35  sociedade da informação4º bim 3º ano geog tópico 35  sociedade da informação
4º bim 3º ano geog tópico 35 sociedade da informação
 
Nova educação requerida em um futuro econômico com máquinas inteligentes
Nova educação requerida em um futuro econômico com máquinas inteligentesNova educação requerida em um futuro econômico com máquinas inteligentes
Nova educação requerida em um futuro econômico com máquinas inteligentes
 
O trabalho e as novas tecnologias
O trabalho e as novas tecnologiasO trabalho e as novas tecnologias
O trabalho e as novas tecnologias
 
O impacto das novas tecnologias na sociedade
O impacto das novas tecnologias na sociedadeO impacto das novas tecnologias na sociedade
O impacto das novas tecnologias na sociedade
 
Aula i sociedade da informacao
Aula i   sociedade da informacaoAula i   sociedade da informacao
Aula i sociedade da informacao
 

Destaque

A revolução tecnologica 3d
A revolução tecnologica 3dA revolução tecnologica 3d
A revolução tecnologica 3d
eercavalcanti
 

Destaque (20)

Apres. Unidade 1 Texto 3
Apres. Unidade 1   Texto 3Apres. Unidade 1   Texto 3
Apres. Unidade 1 Texto 3
 
A revolução tecnologica 3d
A revolução tecnologica 3dA revolução tecnologica 3d
A revolução tecnologica 3d
 
Prevencion ximena tocornal
Prevencion ximena tocornalPrevencion ximena tocornal
Prevencion ximena tocornal
 
Slide pesquisa de campo-atrasos
Slide pesquisa de campo-atrasosSlide pesquisa de campo-atrasos
Slide pesquisa de campo-atrasos
 
Ley 4 1993
Ley 4 1993Ley 4 1993
Ley 4 1993
 
Tema 3
Tema 3Tema 3
Tema 3
 
Trabajo 2
Trabajo 2Trabajo 2
Trabajo 2
 
Slide aprender construindo-info setransfmandocomprof
Slide aprender construindo-info setransfmandocomprofSlide aprender construindo-info setransfmandocomprof
Slide aprender construindo-info setransfmandocomprof
 
Slide automatico-professora mestre e tia
Slide automatico-professora mestre e tiaSlide automatico-professora mestre e tia
Slide automatico-professora mestre e tia
 
Slide matematica-pesquisa de campo
Slide matematica-pesquisa de campoSlide matematica-pesquisa de campo
Slide matematica-pesquisa de campo
 
Tema 5
Tema 5Tema 5
Tema 5
 
Origens da orientação educacional slide
Origens da orientação educacional slideOrigens da orientação educacional slide
Origens da orientação educacional slide
 
Slide prof primaria-mestre ou tia
Slide  prof primaria-mestre ou tiaSlide  prof primaria-mestre ou tia
Slide prof primaria-mestre ou tia
 
Para pensar e responder
Para pensar e responderPara pensar e responder
Para pensar e responder
 
Reflexões História da África
Reflexões História da ÁfricaReflexões História da África
Reflexões História da África
 
Tema 1
Tema 1Tema 1
Tema 1
 
Slide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blogSlide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blog
 
Ppt tema 2 versión plataforma
Ppt tema 2 versión plataformaPpt tema 2 versión plataforma
Ppt tema 2 versión plataforma
 
Agente administrativo
Agente administrativoAgente administrativo
Agente administrativo
 
Slide o estágio na história da educação
Slide o estágio na  história da educaçãoSlide o estágio na  história da educação
Slide o estágio na história da educação
 

Semelhante a Slide revoluçao tecnologica

Slide revoluaotecnologica-120905180751-phpapp02
Slide revoluaotecnologica-120905180751-phpapp02Slide revoluaotecnologica-120905180751-phpapp02
Slide revoluaotecnologica-120905180751-phpapp02
flavia sousa
 
Apresentação aula tecnologias_educação_aula1
Apresentação aula tecnologias_educação_aula1Apresentação aula tecnologias_educação_aula1
Apresentação aula tecnologias_educação_aula1
Claudio Oliveira
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
robertavilanova
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
ianamoura
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
Cícero Félix
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
gabigloss
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
milafeehily
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
wyllenna
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
JulyCarvalho
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
keillakan
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
Mirelle Cruz
 
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Rita Brito
 
A revolução da tecnologia de informação
A revolução da tecnologia de informaçãoA revolução da tecnologia de informação
A revolução da tecnologia de informação
pjuanvieira
 

Semelhante a Slide revoluçao tecnologica (20)

Slide revoluaotecnologica-120905180751-phpapp02
Slide revoluaotecnologica-120905180751-phpapp02Slide revoluaotecnologica-120905180751-phpapp02
Slide revoluaotecnologica-120905180751-phpapp02
 
O que são tecnologias e porque elas são essenciais
O que são tecnologias e porque elas são essenciaisO que são tecnologias e porque elas são essenciais
O que são tecnologias e porque elas são essenciais
 
Trabalho da ti cs valendo
Trabalho da ti cs valendoTrabalho da ti cs valendo
Trabalho da ti cs valendo
 
Apresentação aula tecnologias_educação_aula1
Apresentação aula tecnologias_educação_aula1Apresentação aula tecnologias_educação_aula1
Apresentação aula tecnologias_educação_aula1
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
 
A revolução tecnológica
A revolução tecnológicaA revolução tecnológica
A revolução tecnológica
 
A revolução informacional ou pós industrial
A revolução informacional ou pós industrialA revolução informacional ou pós industrial
A revolução informacional ou pós industrial
 
Modulo 16 - O domínio da tecnologia
Modulo 16 - O domínio da tecnologiaModulo 16 - O domínio da tecnologia
Modulo 16 - O domínio da tecnologia
 
Um mundo em rede
Um mundo em redeUm mundo em rede
Um mundo em rede
 
1254920712 manual tic
1254920712 manual tic1254920712 manual tic
1254920712 manual tic
 
Tecnologia 2
Tecnologia 2Tecnologia 2
Tecnologia 2
 
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
Tecnologias de Informação e Comunicação – Domínio da Audição e Surdez - Apres...
 
A revolução da tecnologia de informação
A revolução da tecnologia de informaçãoA revolução da tecnologia de informação
A revolução da tecnologia de informação
 

Mais de estudosacademicospedag

Diagnóstico institucional slides nº 03
Diagnóstico institucional slides nº 03Diagnóstico institucional slides nº 03
Diagnóstico institucional slides nº 03
estudosacademicospedag
 
Slide o estágio na história da educação
Slide o estágio na  história da educaçãoSlide o estágio na  história da educação
Slide o estágio na história da educação
estudosacademicospedag
 
Origens da orientação educacional aula 1
Origens da orientação educacional aula 1Origens da orientação educacional aula 1
Origens da orientação educacional aula 1
estudosacademicospedag
 
Relatório de estágio sistematização
Relatório de estágio sistematizaçãoRelatório de estágio sistematização
Relatório de estágio sistematização
estudosacademicospedag
 

Mais de estudosacademicospedag (20)

Teste tibetano
Teste tibetanoTeste tibetano
Teste tibetano
 
Slides nº 02 ok
Slides nº 02 okSlides nº 02 ok
Slides nº 02 ok
 
Slides nº 01 ok
Slides nº 01 okSlides nº 01 ok
Slides nº 01 ok
 
Psicopedagogia hospitalar
Psicopedagogia hospitalarPsicopedagogia hospitalar
Psicopedagogia hospitalar
 
Psicopedagogia hospitalar blog
Psicopedagogia hospitalar blogPsicopedagogia hospitalar blog
Psicopedagogia hospitalar blog
 
Psicopedagogia institucional slides 04-para o blog
Psicopedagogia institucional  slides 04-para o blogPsicopedagogia institucional  slides 04-para o blog
Psicopedagogia institucional slides 04-para o blog
 
Diagnóstico institucional slides nº 03
Diagnóstico institucional slides nº 03Diagnóstico institucional slides nº 03
Diagnóstico institucional slides nº 03
 
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
 
Slide a funçao supervisora
Slide  a funçao supervisoraSlide  a funçao supervisora
Slide a funçao supervisora
 
Slide o estágio na história da educação
Slide o estágio na  história da educaçãoSlide o estágio na  história da educação
Slide o estágio na história da educação
 
Slide orientação educacional
Slide orientação educacionalSlide orientação educacional
Slide orientação educacional
 
Slide matematica-pesquisa de campo
Slide matematica-pesquisa de campoSlide matematica-pesquisa de campo
Slide matematica-pesquisa de campo
 
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacaoSlide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
 
Slide pesquisa de campo-atrasos
Slide pesquisa de campo-atrasosSlide pesquisa de campo-atrasos
Slide pesquisa de campo-atrasos
 
Origens da orientação educacional aula 1
Origens da orientação educacional aula 1Origens da orientação educacional aula 1
Origens da orientação educacional aula 1
 
Orientação educacional slide 2
Orientação educacional   slide 2Orientação educacional   slide 2
Orientação educacional slide 2
 
Origens da orientação educacional slide
Origens da orientação educacional slideOrigens da orientação educacional slide
Origens da orientação educacional slide
 
Relatório de estágio sistematização
Relatório de estágio sistematizaçãoRelatório de estágio sistematização
Relatório de estágio sistematização
 
Os tres enfoques de pesquisa
Os tres enfoques de pesquisaOs tres enfoques de pesquisa
Os tres enfoques de pesquisa
 
Slide curriculos e programas
Slide curriculos e programasSlide curriculos e programas
Slide curriculos e programas
 

Último

ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
azulassessoria9
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
GisellySobral
 

Último (20)

Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptxProva nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
Prova nivel 3 da XXII OBA DE 2019 - GABARITO POWER POINT.pptx
 
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da provaESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
ESPANHOL PARA O ENEM (2).pdf questões da prova
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdfVIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 

Slide revoluçao tecnologica

  • 2. Xxxxxxx TRANSFORMAÇÕES TÉCNICO-CIENTÍFICAS  Denominações: Terceira Revolução Industrial, Revolução Científica e Técnica, Revolução Informática, Era Digital, Sociedade Técnico- Informacional, Sociedade do Conhecimento.
  • 3. As transformações técnico- científicas consistem nas constantes transformações a qual o homem provoca.
  • 4. São estas as diversidades e os contrastes da própria sociedade em decorrência do empreendimento do capital para controlar e explorar as capacidades materiais e humanas de produção da riqueza;
  • 5. LADO NEGATIVO DAS TECNOLOGIAS  Aumento do desemprego (falta de mão-de-obra);  Substituição do homem pela máquina;
  • 6. Xxxxxxx MICROBIOLOGIA, MICROELETRÔNICA E ENERGIA TERMONUCLEAR Microbiologia : É o ramo da biologia que estuda os microorganismos incluindo eucariontes, unicelulares e procariontes como: bactérias, fungos e vírus;
  • 7.  Microeletrônica: É o ramo da eletrônica, voltado à integração de circuitos eletrônicos, promovendo uma miniaturização dos componentes em escala microscópica. A área engloba tanto os processos de físico- químicos de fabricação dos circuitos integrados como do circuito entre si.
  • 8. Energia termonuclear: Embora utilizadas inicialmente para fins militares, depois das experiências catastróficas de Hiroshima e Nagasaki a energia nuclear passou a ser utilizada, principalmente para fins pacíficos.
  • 9. Sua principal utilização é produção de energia elétrica através de usinas termonucleares.
  • 10. No Brasil a primeira usina de energia nuclear foi inaugurada em 1985. Atualmente, as usinas Angra 1 e 2 são gerenciadas pela Eletronuclear, subsidiada da Eletrobrás e juntas produziram em 2001 14,4 mil mwh.
  • 11. Xxxxxx CULTURA DIGITAL A palavra “digital” refere-se a dados usados como uma contagem discreta. O discurso sobre cultura digital foi se apoiando em duas convicções:  Por ser uma cultura, representa a ruptura com aquilo que a precedeu.
  • 12.  A crença que cultura digital é determinada pela existência da tecnologia digital. É a cultura de rede, a cibercultura, que sintetiza a relação entre a sociedade contemporânea e tecnologias da informação;
  • 13. EXISTE EDUCAÇÃO SEM CULTURA? A Escola é um espaço de reprodução do conhecimento produzido fora dela pelas ciências, pelas artes, pelos valores, espaço de preservação e transmissão de cultura;
  • 14. Xxxxxx ALGUMAS DAS NOVAS FORMAS E TÉCNICAS DE GESTÃO, DE PRODUÇÃO, DE VENDA E DE ORGANIZAÇÃO DE TRABALHO  TOYOTISMO: o que é? É um sistema de organização voltado para a produção de mercadorias. Criado no Japão, após a Segunda Guerra Mundial, pelo engenheiro japonês Taiichi Ohno, o sistema foi aplicado na fábrica da Toyota (origem do nome do sistema). O Toyotismo espalhou-se a partir da década de 1960 por várias regiões do mundo e até hoje é aplicado em muitas empresas.
  • 15. CARACTERÍSTICAS DO TOYOTISMO  Os trabalhadores são educados, treinados e qualificados para conhecer todos os processos de produção;  Produzir somente o necessário, sem desperdícios de matéria prima e de tempo;
  • 16.  Implantação do sistema de qualidade total em todas as etapas de produção. Além da alta qualidade dos produtos;  Aplicação do sistema Just in Time;  Uso de pesquisas de mercado para adaptar os produtos às exigências dos clientes.
  • 17. JUST IN TIME É um sistema de administração da produção que determina que nada deve ser produzido, transportado ou comprado antes da hora exata. Pode ser aplicado em qualquer organização, para reduzir estoques e os custos decorrentes. O just in time é o principal pilar do Sistema Toyota ;
  • 18. KAN BAN  Significado: Registro ou placa visível;  É um cartão de sinalização que controla os fluxos de produção ou transportes em uma indústria e substituindo formulários e outras formas de solicitar peças;
  • 19.
  • 20. Xxxx REVOLUÇÃO INFORMACIONAL, EXCLUSÃO DIGITAL E MASS MEDIA  Revolução Informacional: Tem por base um espantoso e contínuo avanço das telecomunicações, dos meios de comunicação e das novas tecnologias da informação.
  • 21. A nova era digital possibilitou também, a instantaneidade da veiculação das informações, isto é, as notícias são transmitidas em tempo real, com a possibilidade ainda de texto, vídeos, imagens, links com informações referentes àquele acontecimento e, além do mais são transmitidos de modo global.
  • 22. É o chamado conceito do ‘hipertexto’, que mudou nossa forma de ler e de escrever. Esses são apenas alguns dos aspectos que ganharam vida com o surgimento da internet.
  • 23.  Exclusão digital: É um conceito dos campos teóricos da comunicação, sociologia, tecnologia da informação, História e outras humanidades, que diz respeito às extensas camadas das sociedades que ficaram à margem do fenômeno da sociedade da informação e da expansão das redes digitais.
  • 24. É uma realidade mundial. De acordo com o Mapa da Exclusão Digital, que analisou os dados do Censo 2000, o nível de escolaridade é ponto de importância não só na geração de renda, mas também no nível de inclusão digital dos estados brasileiros.
  • 25.  Os cinco mais  Os cinco mais incluídos são: excluídos são:  Distrito Federal;  Maranhão;  São Paulo;  Piauí;  Rio de Janeiro;  Tocantins;  Santa Catarina;  Acre;  Paraná;  Alagoas;
  • 26.  O termo mass media seria os meios de comunicação de massa (televisão, rádio, imprensa, etc.). Porém, esta denominação sugere que os meios de comunicação são agentes de massificação social, o que nem sempre está de acordo com a realidade social observável, portanto, essa informação de massa é denominada pelo mercado capitalista que a torna insignificante e pobre de conteúdo.
  • 27. Xxxxxxxx NOVAS POSSIBILIDADES DE ENTRETENIMENTO E DE EDUCAÇÃO
  • 28. A TECNOLOGIA A FAVOR DA EDUCAÇÃO  Em poucos anos a tecnologia que favorece o entretenimento aumentou exponencialmente. Há dez anos não era comum televisões com menos de 20 cm de largura e, muito menos, sites que permitissem a qualquer usuário o envio de conteúdo (como é o caso do YouTube).  Vamos relembrar as tecnologias que marcaram nossas vidas e como elas estão hoje?
  • 29. TELEVISÃO A primeira transmissão Hoje as televisões são LED, experimental da televisão foi tela plana e alta definição em meados da década de 1920
  • 30. MÍDIAS Lançado oficialmente em 1995 Lançado oficialmente em 1963 Último lançamento
  • 33. JOGOS Jogos ao ar livre Jogos virtuais
  • 34. E NA EDUCAÇÃO COMO A TECNOLOGIA INFLUENCIA?  O reconhecimento de uma sociedade cada vez mais tecnológica deve ser acompanhado da conscientização da necessidade de incluir nos currículos escolares as habilidades e competências para lidar com as novas tecnologias. No contexto de uma sociedade do conhecimento, a educação exige uma abordagem diferente em que o componente tecnológico não pode ser ignorado.  Os educadores devem estar preparados para usar a toda essa tecnologia.
  • 35. E as escolas estão preparadas para receber tanta tecnologia?
  • 36. RECURSOS PEDAGÓGICOS SUBSTITUÍDOS PELOS AVANÇOS TECNOLÓGICOS Mimeógrafo Xerocopiadora
  • 37. Máquina de Escrever Computador
  • 38. Retroprojetor Data Show
  • 39. Quadro Negro Quadro Branco Lousa Eletrônica
  • 41. Xxxxxx O futuro? Será assim? Onde vamos parar??
  • 43.
  • 44. REFERÊNCIAS  LIBÂNEO, José Carlos. Educação Escolar: políticas, estrutura e organização. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2012.  www.suapesquisa.com. Acessado em 04.09.12. Às 22:00 hs.  www.tecmundo.com.br. Acessado em 04.09.12. Às 22:30 hs.  www.cedu.ufal.br. Acessado em 04.09.12. Às 22:40 hs.
  • 45. UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO CENTRO DE ESTUDOS SUPERIORES DE IMPERATRIZ PROFª XXXXXXX XXXXXXXX XX XXXXX XXXX DISCIPLINA: SUPERVISÃO ESCOLAR CURSO DE PEDAGOGIA XXXXX XXXXXX X. XXXXX XXXXXXX X. XXXXX XXXXX XXXXXXX X. X. XXXXXXXXX XXXXXX XXXXXX X. XXXXX XXXXXXX X. XXXXX. XXXXX XXXXXXX XXXXXX X. XXXXX
  • 46.
  • 47. A partir do tema NOVAS POSSIBILIDADES DE ENTRETENIMENTO E DE EDUCAÇÃO deve se interagir com o público ouvinte fazendo perguntas, observando as respostas e complementando a fala do ouvinte. Veja o exemplo: Quem chegou a ter em casa a primeira televisão? (Espera a reação das pessoas, para só depois colocar a 1ª gravura. Fazer comentários. Coloca-se a 2ª gravura. Dar pausa, neste momento, para que o impacto seja mais forte e as pessoas percebam as diferenças existentes entre as antigas e as novas tecnologias e assim sucessivamente. No tema RECURSOS PEDAGÓGICOS SUBSTITUÍDOS PELOS AVANÇOS TECNOLÓGICOS segue a mesma linha de exposição, sempre questionando e esperando a reação e participação do público além de aproveitar a oportunidade para abordar a situação atual das escolas públicas e particulares, aquelas que possuem os recursos mais avançados e as que são excluídas... Como os avanços tecnológicos acontecem cada vez mais rápido, NÃO ESQUEÇA DE ATUALIZAR AS GRAVURAS CASO, AO CHEGAR EM SUAS MÃOS, JÁ ESTIVEREM ULTRAPASSADAS. Boa Sorte!!