SlideShare uma empresa Scribd logo
Lorena Lima
Psicopedagoga clínica e Institucional
   Aprendizagens Humanas
   Aprender novas habilidades com significado
   Humanização do atendimento hospitalar
   No âmbito Institucional
   No âmbito clínico (diferente de atendimento na
    clinica)
   Teoria sistêmica
   Pediatria
   Processos de aprendizagens no período de
    internação
   Procedimentos na chegada a unidade
    hospitalar
   Entrei no quarto onde estava um menino. Cumprimentei.Apresentei-me
    como estagiária de Psicopedagogia. A tia que acompanhava o menino
    pediu que eu explicasse o que esse serviço oferecia e foi logo dizendo que
    precisava conseguir uma recarga para o tubo de oxigênio que o menino
    utiliza em casa. Aos poucos fui me inteirando da história de SRH um
    menino com 11 anos, consegue ficar apenas 6 horas sem estar conectado
    ao oxigênio. Segundo relato da mãe teve uma infecção generalizada ao
    nascer o que ocasionou lesões no cérebro e no pulmão. Observei que SRH
    é um menino que apresenta bastante insegurança e comportamento
    infantilizado.
   A partir do que observei procurei no material disponível algo que deixasse o menino mais a vontade para conversar e que pudesse criar um certo vínculo para uma intervenção mais efetiva
    Montamos quebra-cabeça, jogamos memória e dominó. Brincamos de escolinha e percebi que ele reconhece as letra do alfabeto e os numerais até 10 mas ainda não lê sílabas.Após conversar
    com a enfermeira responsável pela pediatria, passei algumas instruções: Poderia ir até a sala de brinquedos, escolher um brinquedo ou um livro de histórias para o acompanhante ler.

   Precisou ir ao banheiro, pediu que eu esperasse o seu retorno que eu não fosse embora porque havia gostado muito de brincar comigo. Tive que prometer que eu esperaria a sua volta e que
    eu brincaria mais um pouco com ele. Tentava adivinhar as palavras escritas nos cartazes do quarto. Uma tia do menino estava acompanhando a internação e parecia saber muito mais sobre
    SRH do que a mãe. Deixei o dominó e o jogo da memória para a tia jogar com ele.
   Entrei no quarto onde estava um menino.
    Cumprimentei.Apresentei-me como estagiária de
    Psicopedagogia. A tia que acompanhava o menino
    pediu que eu explicasse o que esse serviço oferecia
    e foi logo dizendo que precisava conseguir uma
    recarga para o tubo de oxigênio que o menino
    utiliza em casa. Aos poucos fui me inteirando da
    história de SRH um menino com 11 anos,
    consegue ficar apenas 6 horas sem estar conectado
    ao oxigênio. Segundo relato da mãe teve uma
    infecção generalizada ao nascer o que ocasionou
    lesões no cérebro e no pulmão. Observei que SRH
    é um menino que apresenta bastante insegurança
    e comportamento infantilizado.
   Brinquei com a menina PRJ 7 anos primeira série. Ela estava sendo medicada
    devido uma picada de inseto que ocasionou grande alergia. PRJ estava ansiosa
    para sair do hospital e voltar logo para casa. Dizia estar com saudades da escola e
    dos colegas. Perguntava a todo instante quando voltaria para casa. A avó
    materna estava acompanhando a menina porque a mãe e o pai trabalham o dia
    todo. Ofereci bonecas, alguns jogos e alguns livros. PRJ convidou-me para
    brincar de casinha. Montamos duas casinhas. Éramos vizinhas. Ela tinha dois
    filhos e eu tinha apenas um bebê. Tudo foi sendo montado por sugestões da
    menina. “Num determinado momento ela estava visitando a vizinha e disse:”
    tenho que ir, se não ele chega e fica brigando...ele bate nas crianças e eu não gosto
    que ele faça isso.” Então eu digo: “ mas porque ele bate nas crianças?” ela
    responde: “ eu não sei ele se encachaça e daí já viu NE...” tchau eu já vou...foi
    bom ter vindo aqui , sempre é bom ter amigos para conversar...contar estas
    trapaça dele...”nisso a avó que havia saído do quarto estava retornando e eu
    respondi: Tchau amiga! volte sempre pode ser pra conversar, ou tomar um
    chimarrão, traga suas meninas para brincar com meu bebê.” Ela olhou séria e
    disse “tchau vizinha.” A enfermeira chegou para verificar os sinais vitais e levar a
    menina para um exame. Eu me despedi e a deixei com os brinquedos, sugerindo
    que a avó lesse uma história para PRJ.
Psicopedagogia hospitalar
Psicopedagogia hospitalar
   É no espaço da transicionalidade que se
    entrelaçam os fios da subjetividade, trama de
    angústia e de esperança. Fios que se
    entrelaçam, se acrescentam e se desfazem,
    adquirindo novas formas e cores, numa dança
    continua. Dança por vezes suave e
    encantadora, por outra vigorosa, agressiva,
    triste ou apaixonada, mas sempre melodia
    expressando o mistério da vida. (WINNICOT,
    1997, p.57)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Psicopedagogia fundamentos basicos
Psicopedagogia fundamentos basicosPsicopedagogia fundamentos basicos
Psicopedagogia fundamentos basicos
Leide Antonino
 
Afetividade e Aprendizagem: Arelação professor aluno.
Afetividade e Aprendizagem: Arelação professor aluno.Afetividade e Aprendizagem: Arelação professor aluno.
Afetividade e Aprendizagem: Arelação professor aluno.
Kelly Moreira
 
Psicopedagogia institucional
Psicopedagogia institucional Psicopedagogia institucional
Psicopedagogia institucional
Vanessa Casaro
 
Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)
Paula Santos
 
Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
Carlos Caldas
 
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRiaPsicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Silvia Marina Anaruma
 
Abordagem Humanista na Educação
Abordagem Humanista na EducaçãoAbordagem Humanista na Educação
Abordagem Humanista na Educação
Carol Messias
 
Plano de estágio ênfase em psicopatologia
Plano de estágio   ênfase em psicopatologiaPlano de estágio   ênfase em psicopatologia
Plano de estágio ênfase em psicopatologia
narasc
 
Fundamentos da psicopedagogia
Fundamentos da psicopedagogiaFundamentos da psicopedagogia
Fundamentos da psicopedagogia
UNICEP
 
Aula III A psicologia hospitalar e a
Aula III    A psicologia hospitalar e aAula III    A psicologia hospitalar e a
Aula III A psicologia hospitalar e a
Artur Mamed
 
Aula - Introdução à Psicologia 1
Aula - Introdução à Psicologia 1Aula - Introdução à Psicologia 1
Aula - Introdução à Psicologia 1
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Apresentacao vygotsky 1
Apresentacao vygotsky 1Apresentacao vygotsky 1
Apresentacao vygotsky 1
Nuap Santana
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
Marcela Montalvão Teti
 
Memorial_reflexivo_de_estagio_.docx
Memorial_reflexivo_de_estagio_.docxMemorial_reflexivo_de_estagio_.docx
Memorial_reflexivo_de_estagio_.docx
Rafael408221
 
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudo
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudoO relatório psicológico deve conter, modelo de laudo
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudo
Ana Cristina Balthazar
 
A teoria de ensino-aprendizagem de Vygotsky
A teoria de ensino-aprendizagem de VygotskyA teoria de ensino-aprendizagem de Vygotsky
A teoria de ensino-aprendizagem de Vygotsky
Joel Neto Pereira
 
Teorias do desenvolvimento
Teorias do desenvolvimentoTeorias do desenvolvimento
Teorias do desenvolvimento
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
O Pedagog Nos Hospitais[1]
O Pedagog Nos Hospitais[1]O Pedagog Nos Hospitais[1]
O Pedagog Nos Hospitais[1]
guest47da22
 
Psicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalPsicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacional
Thiago de Almeida
 

Mais procurados (20)

Psicopedagogia fundamentos basicos
Psicopedagogia fundamentos basicosPsicopedagogia fundamentos basicos
Psicopedagogia fundamentos basicos
 
Afetividade e Aprendizagem: Arelação professor aluno.
Afetividade e Aprendizagem: Arelação professor aluno.Afetividade e Aprendizagem: Arelação professor aluno.
Afetividade e Aprendizagem: Arelação professor aluno.
 
Psicopedagogia institucional
Psicopedagogia institucional Psicopedagogia institucional
Psicopedagogia institucional
 
Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)Desenvolvimento infantil (1)
Desenvolvimento infantil (1)
 
Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
 
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRiaPsicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
 
Abordagem Humanista na Educação
Abordagem Humanista na EducaçãoAbordagem Humanista na Educação
Abordagem Humanista na Educação
 
Plano de estágio ênfase em psicopatologia
Plano de estágio   ênfase em psicopatologiaPlano de estágio   ênfase em psicopatologia
Plano de estágio ênfase em psicopatologia
 
Fundamentos da psicopedagogia
Fundamentos da psicopedagogiaFundamentos da psicopedagogia
Fundamentos da psicopedagogia
 
Aula III A psicologia hospitalar e a
Aula III    A psicologia hospitalar e aAula III    A psicologia hospitalar e a
Aula III A psicologia hospitalar e a
 
Aula - Introdução à Psicologia 1
Aula - Introdução à Psicologia 1Aula - Introdução à Psicologia 1
Aula - Introdução à Psicologia 1
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
 
Apresentacao vygotsky 1
Apresentacao vygotsky 1Apresentacao vygotsky 1
Apresentacao vygotsky 1
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 
Memorial_reflexivo_de_estagio_.docx
Memorial_reflexivo_de_estagio_.docxMemorial_reflexivo_de_estagio_.docx
Memorial_reflexivo_de_estagio_.docx
 
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudo
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudoO relatório psicológico deve conter, modelo de laudo
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudo
 
A teoria de ensino-aprendizagem de Vygotsky
A teoria de ensino-aprendizagem de VygotskyA teoria de ensino-aprendizagem de Vygotsky
A teoria de ensino-aprendizagem de Vygotsky
 
Teorias do desenvolvimento
Teorias do desenvolvimentoTeorias do desenvolvimento
Teorias do desenvolvimento
 
O Pedagog Nos Hospitais[1]
O Pedagog Nos Hospitais[1]O Pedagog Nos Hospitais[1]
O Pedagog Nos Hospitais[1]
 
Psicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalPsicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacional
 

Semelhante a Psicopedagogia hospitalar

Psicopedagogia hospitalar blog
Psicopedagogia hospitalar blogPsicopedagogia hospitalar blog
Psicopedagogia hospitalar blog
estudosacademicospedag
 
F icha de perso
F icha de persoF icha de perso
F icha de perso
Andre Campanhã
 
Hq 04 ficar ou não ficar
Hq 04   ficar ou não ficarHq 04   ficar ou não ficar
Hq 04 ficar ou não ficar
Nádia Elizabeth Barbosa Villas Bôas
 
32 florentino 1-abril-a corrigir
32 florentino 1-abril-a corrigir32 florentino 1-abril-a corrigir
32 florentino 1-abril-a corrigir
Florentino Junior
 
História 3º ano B
História 3º ano BHistória 3º ano B
História 3º ano B
Marilena
 
Documentária de não ficção.
Documentária de não ficção.Documentária de não ficção.
Documentária de não ficção.
CarolSilva5572
 
Princesa-do-Desejo.pdf
Princesa-do-Desejo.pdfPrincesa-do-Desejo.pdf
Princesa-do-Desejo.pdf
CamilaSGaspar
 
PRINCESA DO DESEJO: desventuras de uma jovem
PRINCESA DO DESEJO: desventuras de uma jovemPRINCESA DO DESEJO: desventuras de uma jovem
PRINCESA DO DESEJO: desventuras de uma jovem
CamilaSGaspar
 
PRINCESA DO DESEJO.docx
PRINCESA DO DESEJO.docxPRINCESA DO DESEJO.docx
PRINCESA DO DESEJO.docx
SOLANOCOSTA
 
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Cirlei Santos
 
PowerpointecicloII
PowerpointecicloIIPowerpointecicloII
PowerpointecicloII
emefpliniodequeiroz
 
Nossa Escola tem História
Nossa Escola tem HistóriaNossa Escola tem História
Nossa Escola tem História
Calogs
 
Capítulo 1: Lulital - a magia começa
Capítulo 1: Lulital - a magia começaCapítulo 1: Lulital - a magia começa
Capítulo 1: Lulital - a magia começa
pribeletato
 
O PEQUENO HANS.pdf
O PEQUENO HANS.pdfO PEQUENO HANS.pdf
Pressão
PressãoPressão
O Desenvolvimento dos Sentidos na Criança O Papel do Arteterapeuta Utilizando...
O Desenvolvimento dos Sentidos na Criança O Papel do Arteterapeuta Utilizando...O Desenvolvimento dos Sentidos na Criança O Papel do Arteterapeuta Utilizando...
O Desenvolvimento dos Sentidos na Criança O Papel do Arteterapeuta Utilizando...
raquel souza
 
Momentos de verdade
Momentos de verdadeMomentos de verdade
Momentos de verdade
Carina Teixeira
 
Slaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escolaSlaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escola
anaparecidaraca
 
17302332 Espiritismo Infantil Historia 69
17302332 Espiritismo Infantil Historia 6917302332 Espiritismo Infantil Historia 69
17302332 Espiritismo Infantil Historia 69
Ana Cristina Freitas
 
17302332 Espiritismo Infantil Historia 69
17302332 Espiritismo Infantil Historia 6917302332 Espiritismo Infantil Historia 69
17302332 Espiritismo Infantil Historia 69
Ana Cristina Freitas
 

Semelhante a Psicopedagogia hospitalar (20)

Psicopedagogia hospitalar blog
Psicopedagogia hospitalar blogPsicopedagogia hospitalar blog
Psicopedagogia hospitalar blog
 
F icha de perso
F icha de persoF icha de perso
F icha de perso
 
Hq 04 ficar ou não ficar
Hq 04   ficar ou não ficarHq 04   ficar ou não ficar
Hq 04 ficar ou não ficar
 
32 florentino 1-abril-a corrigir
32 florentino 1-abril-a corrigir32 florentino 1-abril-a corrigir
32 florentino 1-abril-a corrigir
 
História 3º ano B
História 3º ano BHistória 3º ano B
História 3º ano B
 
Documentária de não ficção.
Documentária de não ficção.Documentária de não ficção.
Documentária de não ficção.
 
Princesa-do-Desejo.pdf
Princesa-do-Desejo.pdfPrincesa-do-Desejo.pdf
Princesa-do-Desejo.pdf
 
PRINCESA DO DESEJO: desventuras de uma jovem
PRINCESA DO DESEJO: desventuras de uma jovemPRINCESA DO DESEJO: desventuras de uma jovem
PRINCESA DO DESEJO: desventuras de uma jovem
 
PRINCESA DO DESEJO.docx
PRINCESA DO DESEJO.docxPRINCESA DO DESEJO.docx
PRINCESA DO DESEJO.docx
 
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
 
PowerpointecicloII
PowerpointecicloIIPowerpointecicloII
PowerpointecicloII
 
Nossa Escola tem História
Nossa Escola tem HistóriaNossa Escola tem História
Nossa Escola tem História
 
Capítulo 1: Lulital - a magia começa
Capítulo 1: Lulital - a magia começaCapítulo 1: Lulital - a magia começa
Capítulo 1: Lulital - a magia começa
 
O PEQUENO HANS.pdf
O PEQUENO HANS.pdfO PEQUENO HANS.pdf
O PEQUENO HANS.pdf
 
Pressão
PressãoPressão
Pressão
 
O Desenvolvimento dos Sentidos na Criança O Papel do Arteterapeuta Utilizando...
O Desenvolvimento dos Sentidos na Criança O Papel do Arteterapeuta Utilizando...O Desenvolvimento dos Sentidos na Criança O Papel do Arteterapeuta Utilizando...
O Desenvolvimento dos Sentidos na Criança O Papel do Arteterapeuta Utilizando...
 
Momentos de verdade
Momentos de verdadeMomentos de verdade
Momentos de verdade
 
Slaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escolaSlaides contos infantis na pré escola
Slaides contos infantis na pré escola
 
17302332 Espiritismo Infantil Historia 69
17302332 Espiritismo Infantil Historia 6917302332 Espiritismo Infantil Historia 69
17302332 Espiritismo Infantil Historia 69
 
17302332 Espiritismo Infantil Historia 69
17302332 Espiritismo Infantil Historia 6917302332 Espiritismo Infantil Historia 69
17302332 Espiritismo Infantil Historia 69
 

Mais de estudosacademicospedag

Teste tibetano
Teste tibetanoTeste tibetano
Teste tibetano
estudosacademicospedag
 
Para pensar e responder
Para pensar e responderPara pensar e responder
Para pensar e responder
estudosacademicospedag
 
Slides nº 02 ok
Slides nº 02 okSlides nº 02 ok
Slides nº 02 ok
estudosacademicospedag
 
Slides nº 01 ok
Slides nº 01 okSlides nº 01 ok
Slides nº 01 ok
estudosacademicospedag
 
Psicopedagogia institucional slides 04-para o blog
Psicopedagogia institucional  slides 04-para o blogPsicopedagogia institucional  slides 04-para o blog
Psicopedagogia institucional slides 04-para o blog
estudosacademicospedag
 
Diagnóstico institucional slides nº 03
Diagnóstico institucional slides nº 03Diagnóstico institucional slides nº 03
Diagnóstico institucional slides nº 03
estudosacademicospedag
 
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
estudosacademicospedag
 
Slide a funçao supervisora
Slide  a funçao supervisoraSlide  a funçao supervisora
Slide a funçao supervisora
estudosacademicospedag
 
Slide revoluçao tecnologica
Slide revoluçao tecnologicaSlide revoluçao tecnologica
Slide revoluçao tecnologica
estudosacademicospedag
 
Slide revoluçao tecnologica
Slide revoluçao tecnologicaSlide revoluçao tecnologica
Slide revoluçao tecnologica
estudosacademicospedag
 
Slide o estágio na história da educação
Slide o estágio na  história da educaçãoSlide o estágio na  história da educação
Slide o estágio na história da educação
estudosacademicospedag
 
Slide o estágio na história da educação
Slide o estágio na  história da educaçãoSlide o estágio na  história da educação
Slide o estágio na história da educação
estudosacademicospedag
 
Slide orientação educacional
Slide orientação educacionalSlide orientação educacional
Slide orientação educacional
estudosacademicospedag
 
Slide automatico-professora mestre e tia
Slide automatico-professora mestre e tiaSlide automatico-professora mestre e tia
Slide automatico-professora mestre e tia
estudosacademicospedag
 
Slide prof primaria-mestre ou tia
Slide  prof primaria-mestre ou tiaSlide  prof primaria-mestre ou tia
Slide prof primaria-mestre ou tia
estudosacademicospedag
 
Slide pesquisa de campo-atrasos
Slide pesquisa de campo-atrasosSlide pesquisa de campo-atrasos
Slide pesquisa de campo-atrasos
estudosacademicospedag
 
Slide matematica-pesquisa de campo
Slide matematica-pesquisa de campoSlide matematica-pesquisa de campo
Slide matematica-pesquisa de campo
estudosacademicospedag
 
Slide matematica-pesquisa de campo
Slide matematica-pesquisa de campoSlide matematica-pesquisa de campo
Slide matematica-pesquisa de campo
estudosacademicospedag
 
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacaoSlide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
estudosacademicospedag
 
Slide pesquisa de campo-atrasos
Slide pesquisa de campo-atrasosSlide pesquisa de campo-atrasos
Slide pesquisa de campo-atrasos
estudosacademicospedag
 

Mais de estudosacademicospedag (20)

Teste tibetano
Teste tibetanoTeste tibetano
Teste tibetano
 
Para pensar e responder
Para pensar e responderPara pensar e responder
Para pensar e responder
 
Slides nº 02 ok
Slides nº 02 okSlides nº 02 ok
Slides nº 02 ok
 
Slides nº 01 ok
Slides nº 01 okSlides nº 01 ok
Slides nº 01 ok
 
Psicopedagogia institucional slides 04-para o blog
Psicopedagogia institucional  slides 04-para o blogPsicopedagogia institucional  slides 04-para o blog
Psicopedagogia institucional slides 04-para o blog
 
Diagnóstico institucional slides nº 03
Diagnóstico institucional slides nº 03Diagnóstico institucional slides nº 03
Diagnóstico institucional slides nº 03
 
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01Dificuldades de aprendizagem  slides nº 01
Dificuldades de aprendizagem slides nº 01
 
Slide a funçao supervisora
Slide  a funçao supervisoraSlide  a funçao supervisora
Slide a funçao supervisora
 
Slide revoluçao tecnologica
Slide revoluçao tecnologicaSlide revoluçao tecnologica
Slide revoluçao tecnologica
 
Slide revoluçao tecnologica
Slide revoluçao tecnologicaSlide revoluçao tecnologica
Slide revoluçao tecnologica
 
Slide o estágio na história da educação
Slide o estágio na  história da educaçãoSlide o estágio na  história da educação
Slide o estágio na história da educação
 
Slide o estágio na história da educação
Slide o estágio na  história da educaçãoSlide o estágio na  história da educação
Slide o estágio na história da educação
 
Slide orientação educacional
Slide orientação educacionalSlide orientação educacional
Slide orientação educacional
 
Slide automatico-professora mestre e tia
Slide automatico-professora mestre e tiaSlide automatico-professora mestre e tia
Slide automatico-professora mestre e tia
 
Slide prof primaria-mestre ou tia
Slide  prof primaria-mestre ou tiaSlide  prof primaria-mestre ou tia
Slide prof primaria-mestre ou tia
 
Slide pesquisa de campo-atrasos
Slide pesquisa de campo-atrasosSlide pesquisa de campo-atrasos
Slide pesquisa de campo-atrasos
 
Slide matematica-pesquisa de campo
Slide matematica-pesquisa de campoSlide matematica-pesquisa de campo
Slide matematica-pesquisa de campo
 
Slide matematica-pesquisa de campo
Slide matematica-pesquisa de campoSlide matematica-pesquisa de campo
Slide matematica-pesquisa de campo
 
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacaoSlide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
Slide psicologia da aprendizagem-posgraduacao
 
Slide pesquisa de campo-atrasos
Slide pesquisa de campo-atrasosSlide pesquisa de campo-atrasos
Slide pesquisa de campo-atrasos
 

Último

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 

Psicopedagogia hospitalar

  • 2. Aprendizagens Humanas  Aprender novas habilidades com significado  Humanização do atendimento hospitalar
  • 3. No âmbito Institucional  No âmbito clínico (diferente de atendimento na clinica)
  • 4. Teoria sistêmica  Pediatria  Processos de aprendizagens no período de internação  Procedimentos na chegada a unidade hospitalar
  • 5. Entrei no quarto onde estava um menino. Cumprimentei.Apresentei-me como estagiária de Psicopedagogia. A tia que acompanhava o menino pediu que eu explicasse o que esse serviço oferecia e foi logo dizendo que precisava conseguir uma recarga para o tubo de oxigênio que o menino utiliza em casa. Aos poucos fui me inteirando da história de SRH um menino com 11 anos, consegue ficar apenas 6 horas sem estar conectado ao oxigênio. Segundo relato da mãe teve uma infecção generalizada ao nascer o que ocasionou lesões no cérebro e no pulmão. Observei que SRH é um menino que apresenta bastante insegurança e comportamento infantilizado.  A partir do que observei procurei no material disponível algo que deixasse o menino mais a vontade para conversar e que pudesse criar um certo vínculo para uma intervenção mais efetiva Montamos quebra-cabeça, jogamos memória e dominó. Brincamos de escolinha e percebi que ele reconhece as letra do alfabeto e os numerais até 10 mas ainda não lê sílabas.Após conversar com a enfermeira responsável pela pediatria, passei algumas instruções: Poderia ir até a sala de brinquedos, escolher um brinquedo ou um livro de histórias para o acompanhante ler.  Precisou ir ao banheiro, pediu que eu esperasse o seu retorno que eu não fosse embora porque havia gostado muito de brincar comigo. Tive que prometer que eu esperaria a sua volta e que eu brincaria mais um pouco com ele. Tentava adivinhar as palavras escritas nos cartazes do quarto. Uma tia do menino estava acompanhando a internação e parecia saber muito mais sobre SRH do que a mãe. Deixei o dominó e o jogo da memória para a tia jogar com ele.
  • 6. Entrei no quarto onde estava um menino. Cumprimentei.Apresentei-me como estagiária de Psicopedagogia. A tia que acompanhava o menino pediu que eu explicasse o que esse serviço oferecia e foi logo dizendo que precisava conseguir uma recarga para o tubo de oxigênio que o menino utiliza em casa. Aos poucos fui me inteirando da história de SRH um menino com 11 anos, consegue ficar apenas 6 horas sem estar conectado ao oxigênio. Segundo relato da mãe teve uma infecção generalizada ao nascer o que ocasionou lesões no cérebro e no pulmão. Observei que SRH é um menino que apresenta bastante insegurança e comportamento infantilizado.
  • 7. Brinquei com a menina PRJ 7 anos primeira série. Ela estava sendo medicada devido uma picada de inseto que ocasionou grande alergia. PRJ estava ansiosa para sair do hospital e voltar logo para casa. Dizia estar com saudades da escola e dos colegas. Perguntava a todo instante quando voltaria para casa. A avó materna estava acompanhando a menina porque a mãe e o pai trabalham o dia todo. Ofereci bonecas, alguns jogos e alguns livros. PRJ convidou-me para brincar de casinha. Montamos duas casinhas. Éramos vizinhas. Ela tinha dois filhos e eu tinha apenas um bebê. Tudo foi sendo montado por sugestões da menina. “Num determinado momento ela estava visitando a vizinha e disse:” tenho que ir, se não ele chega e fica brigando...ele bate nas crianças e eu não gosto que ele faça isso.” Então eu digo: “ mas porque ele bate nas crianças?” ela responde: “ eu não sei ele se encachaça e daí já viu NE...” tchau eu já vou...foi bom ter vindo aqui , sempre é bom ter amigos para conversar...contar estas trapaça dele...”nisso a avó que havia saído do quarto estava retornando e eu respondi: Tchau amiga! volte sempre pode ser pra conversar, ou tomar um chimarrão, traga suas meninas para brincar com meu bebê.” Ela olhou séria e disse “tchau vizinha.” A enfermeira chegou para verificar os sinais vitais e levar a menina para um exame. Eu me despedi e a deixei com os brinquedos, sugerindo que a avó lesse uma história para PRJ.
  • 10. É no espaço da transicionalidade que se entrelaçam os fios da subjetividade, trama de angústia e de esperança. Fios que se entrelaçam, se acrescentam e se desfazem, adquirindo novas formas e cores, numa dança continua. Dança por vezes suave e encantadora, por outra vigorosa, agressiva, triste ou apaixonada, mas sempre melodia expressando o mistério da vida. (WINNICOT, 1997, p.57)