SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
Escola Hilberto Silva
Turma 1º B
Professora Cristiane Barbosa
Sequência Didática
Gênero Textual: Receita
Período: 1 semana
Direito geral de aprendizagem em Língua Portuguesa:
Compreender e produzir textos orais e escritos de diferentes gêneros, veiculados
em suportes textuais diversos, e para atender a diferentes propósitos
comunicativos, considerando as condições em que os discursos são criados e
recebidos.
Leitura:
Antecipar sentidos e ativar conhecimentos prévios relativos aos textos a serem
lidos pelo professor ou pelas crianças.
Reconhecer finalidades de textos lidos pelo professor ou pelas crianças.
Localizar informações explícitas em textos de diferentes gêneros, temáticas,
lidos pelo professor ou outro leitor experiente.
Produção de textos:
Produzir textos de diferentes gêneros, atendendo a diferentes finalidades, por
meio da atividade de um escriba.
Utilizar vocabulário diversificado e adequado ao gênero e às finalidades
propostas
Revisar coletivamente os textos durante o processo de escrita em que o professor é
escriba, retomando as partes já escritas e planejando os trechos seguintes.
Oralidade:
Participar de interações orais em sala de aula, questionando, sugerindo,
argumentando e respeitando os turnos de fala.
Análise linguística: discursividade, textualidade e normatividade
Analisar a adequação de um texto (lido, escrito ou escutado) aos interlocutores e
à formalidade do contexto ao qual se destina.
Conhecer e usar diferentes suportes textuais, tendo em vista suas
características: finalidades, esfera de circulação, tema, forma de composição,
estilo, etc.
Análise linguística: apropriação do Sistema de Escrita Alfabética
Ler, ajustando a pauta sonora ao escrito.
Segmentar oralmente as sílabas de palavras e compara as palavras quanto ao
tamanho.
Reconhecer que as sílabas variam quanto às suas composições.
Direito Geral de Aprendizagem em Ciências Naturais:
Fazer uso da compreensão sobre o mundo para estabelecer a relação entre o
conhecimento que se produz sobre este mundo e as aplicações e produtos que
tal conhecimento possibilita gerar, quanto dos efeitos de ambos compreensão e
produtos, para a vida social e política dos cidadãos.
Eixo de ensino:
Compreensão das relações entre ciência, sociedade, tecnologia e meio
ambiente.
Direitos específicos de Aprendizagem em Ciências Naturais:
Conhecer a natureza da ciência entendendo como os conhecimentos são
produzidos e suas implicações para a humanidade e o meio ambiente.
Considerar como a ciência e a tecnologia afetam o bem estar, o
desenvolvimento econômico e o progresso das sociedades.
Sequência Didática
1º dia:
1º momento:
Conversa informal sobre a utilização das receitas em casa e os suportes textuais e não
verbais. Conhecimentos prévios dos alunos.
Quem já ouviu falar em receita?
Para que serve?
Quem usa receita em casa?
Onde encontramos a receita escrita? Onde encontramos receitas de forma oral?
2º momento:
Preparação: antecipação da leitura: O que esse livro vai falar? Quem gosta de bolo de
chocolate?
Leitura pelo professor do livro paradidático: Que delícia de bolo (CALIXTO e CALIXTO,
2013).
3º momento:
Interpretação oral sobre conteúdos explícitos do texto.
4º momento:
Descrever as partes de uma receita (lista de ingredientes e modo de preparar)
Listar oralmente os ingredientes da receita. Descrever o modo de preparo.
Registrar no caderno, e com ajuda do professor a lista de ingredientes da receita,
realizando inferências na escrita das palavras.
5º momento:
Aula de ciências: Explicar os processos de industrialização dos alimentos (ingredientes
da receita) até chegar em nossa casa. Retomar o conteúdo do livro Que delícia de bolo
(CALIXTO e CALIXTO, 2013).
2º dia:
1º momento:
Sugerir a elaboração de um livro de receitas:
Confeccionar a capa, páginas do livro.
Explicar como um livro é elaborado, o que deve conter: Título do livro, nome do autor,
quem ilustrou e a editora.
Análise notacional: Função social do texto, qual o público alvo, estrutura do gênero,
suportes encontrados.
3º dia:
1º momento:
Pensar com os alunos sobre a escrita de uma receita.
Sugeri a elaboração de uma receita. SALADA DE FRUTAS:
2º momento:
Falar sobre as partes do texto, vocabulário especifico de uma receita (INGEDIENTES,
MODO DE FAZER).
A receita deve conter 6 frutas para realizar uma análise mais detalhada da escrita das
palavras.
3º momento:
Escrever a receita com ajuda de um escriba:
Escrever com o apoio dos alunos, questionando o que deve escrever passo a passo.
4º momento:
Ilustrar a página da 1ª receita.
5º momento:
Pedir para os alunos trazer uma fruta para a confecção, no dia seguinte.
6º momento:
Falar sobre alimentação saudável. Uso de frutas e verduras.
4º dia:
1º momento:
Análise da língua: Lista de 6 frutas da receita.
Análise Fonológica: sons das letras iniciais.
Análise Fonética: sons das sílabas, letras por sílabas, quais vogais e consoantes
precisam para escrever, nº de letras, de sílabas, repertório das letras, repetição das
letras.
2º momento:
Confecção de um cartaz, figuras de frutas e escrita das mesmas.
3º momento:
Ciências: Falar sobre a diferença entre pomar e jardim. Listar as mesmas frutas da
receita e registrar quais plantas produzem as respectivas frutas.
5º dia:
1º momento: Preparação para confecção da receita. Higienização dos alimentos, das
mãos, uso de touca.
2º momento:
Relembrar a receita para confecção da salada de frutas: Descascar as frutas, cortá-las
em pequenos cubos.
Execução da receita.
3º momento:
Hora de saborear.
Referências Bibliográficas:
BRASIL. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: Concepções e princípios: ano 1.
Unidade 1. Brasília: MEC. 2012.
_______ .Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: Concepções e princípios: ano 1.
Unidade 5. Brasília: MEC. 2012.
CALIXTO e CALIXTO, Elza e Silvia. Que delícia de bolo, Editora Dimensão, 2013.
Anexos:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreheliane
 
Da letra de imprensa à letra cursiva
Da letra de imprensa à letra cursivaDa letra de imprensa à letra cursiva
Da letra de imprensa à letra cursivaRosemary Batista
 
SEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEIS
SEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEISSEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEIS
SEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEISeducacaodetodos
 
Sequencia didática sistema monetario 3 ano a 2016
Sequencia didática sistema monetario  3 ano a   2016Sequencia didática sistema monetario  3 ano a   2016
Sequencia didática sistema monetario 3 ano a 2016Prefeitura de Cianorte
 
Avaliação adaptada_português (alfabetização)
Avaliação adaptada_português (alfabetização)Avaliação adaptada_português (alfabetização)
Avaliação adaptada_português (alfabetização)Isa ...
 
Sugestão de atividade avaliativa de matemática
Sugestão de atividade avaliativa de matemáticaSugestão de atividade avaliativa de matemática
Sugestão de atividade avaliativa de matemáticaPaulo Alves de Araujo
 
Oficina para casa 1º ano
Oficina para casa 1º anoOficina para casa 1º ano
Oficina para casa 1º anoCláudia Cacal
 
Sitio do picapau amarelo
Sitio do picapau amareloSitio do picapau amarelo
Sitio do picapau amareloSonia Amaral
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012Ðouglas Rocha
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularNethy Marques
 
Proposta curricular para o 3º ano do ensino fundamental
Proposta curricular para o 3º ano do ensino fundamentalProposta curricular para o 3º ano do ensino fundamental
Proposta curricular para o 3º ano do ensino fundamentalRosemary Batista
 
Jogo da Velha da Multiplicação - Prof. Rubiane.pdf
Jogo da Velha da Multiplicação - Prof. Rubiane.pdfJogo da Velha da Multiplicação - Prof. Rubiane.pdf
Jogo da Velha da Multiplicação - Prof. Rubiane.pdfAnabia Rangell
 
Apostila 28 palavras parte 1
Apostila 28 palavras parte 1Apostila 28 palavras parte 1
Apostila 28 palavras parte 1Isa ...
 

Mais procurados (20)

Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestre
 
Da letra de imprensa à letra cursiva
Da letra de imprensa à letra cursivaDa letra de imprensa à letra cursiva
Da letra de imprensa à letra cursiva
 
SEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEIS
SEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEISSEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEIS
SEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEIS
 
Sequência Didática PARLENDA
Sequência Didática PARLENDASequência Didática PARLENDA
Sequência Didática PARLENDA
 
Sequencia didática sistema monetario 3 ano a 2016
Sequencia didática sistema monetario  3 ano a   2016Sequencia didática sistema monetario  3 ano a   2016
Sequencia didática sistema monetario 3 ano a 2016
 
Plano de aula bncc0
Plano de aula bncc0Plano de aula bncc0
Plano de aula bncc0
 
Ativ parlenda doce
Ativ parlenda doceAtiv parlenda doce
Ativ parlenda doce
 
Avaliação adaptada_português (alfabetização)
Avaliação adaptada_português (alfabetização)Avaliação adaptada_português (alfabetização)
Avaliação adaptada_português (alfabetização)
 
Sugestão de atividade avaliativa de matemática
Sugestão de atividade avaliativa de matemáticaSugestão de atividade avaliativa de matemática
Sugestão de atividade avaliativa de matemática
 
Oficina para casa 1º ano
Oficina para casa 1º anoOficina para casa 1º ano
Oficina para casa 1º ano
 
Sitio do picapau amarelo
Sitio do picapau amareloSitio do picapau amarelo
Sitio do picapau amarelo
 
Crachá de mesa
Crachá de mesaCrachá de mesa
Crachá de mesa
 
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
PROJETO LEITURA E ESCRITA 2012
 
Apostila gêneros textuais 4º ano
Apostila gêneros textuais  4º anoApostila gêneros textuais  4º ano
Apostila gêneros textuais 4º ano
 
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regularRelatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
Relatorio de acompanhamento do professor do aee e sala regular
 
Projeto semana da pátria
Projeto semana da pátriaProjeto semana da pátria
Projeto semana da pátria
 
Proposta curricular para o 3º ano do ensino fundamental
Proposta curricular para o 3º ano do ensino fundamentalProposta curricular para o 3º ano do ensino fundamental
Proposta curricular para o 3º ano do ensino fundamental
 
Jogo da Velha da Multiplicação - Prof. Rubiane.pdf
Jogo da Velha da Multiplicação - Prof. Rubiane.pdfJogo da Velha da Multiplicação - Prof. Rubiane.pdf
Jogo da Velha da Multiplicação - Prof. Rubiane.pdf
 
Sequencia receita culinaria
Sequencia receita culinariaSequencia receita culinaria
Sequencia receita culinaria
 
Apostila 28 palavras parte 1
Apostila 28 palavras parte 1Apostila 28 palavras parte 1
Apostila 28 palavras parte 1
 

Semelhante a Sequencia didática Salada de Frutas

Sequencia cristiane hilberto
Sequencia cristiane hilbertoSequencia cristiane hilberto
Sequencia cristiane hilbertoMarisa Seara
 
aprendizagem português (1).docx
aprendizagem português (1).docxaprendizagem português (1).docx
aprendizagem português (1).docxElianheCosta
 
Plano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídiaPlano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídiakeilens
 
Plano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídiaPlano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídiakeilens
 
Plano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídiaPlano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídiakeilens
 
Plano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídiaPlano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídiakeilens
 
Plano de aula - Portugês e Ciências
Plano  de aula - Portugês e CiênciasPlano  de aula - Portugês e Ciências
Plano de aula - Portugês e CiênciasMary Alvarenga
 
Projeto "Mucho Gusto" - Iniciação à Língua Espanhola
Projeto "Mucho Gusto" - Iniciação à Língua EspanholaProjeto "Mucho Gusto" - Iniciação à Língua Espanhola
Projeto "Mucho Gusto" - Iniciação à Língua EspanholaEC306norte
 
21 - Planejamento 7º Ano Regular - 19ª Semana de aula - 20-05 a 24-05.pdf
21 - Planejamento 7º Ano Regular - 19ª Semana de aula - 20-05 a 24-05.pdf21 - Planejamento 7º Ano Regular - 19ª Semana de aula - 20-05 a 24-05.pdf
21 - Planejamento 7º Ano Regular - 19ª Semana de aula - 20-05 a 24-05.pdfRondinelliRamon
 
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011Fundação Victor Civita
 
Linguagens 2ª SÉRIE 3º Bimestre Professor.pdf
Linguagens 2ª SÉRIE 3º Bimestre Professor.pdfLinguagens 2ª SÉRIE 3º Bimestre Professor.pdf
Linguagens 2ª SÉRIE 3º Bimestre Professor.pdfGernciadeProduodeMat
 
Seleção e produção de materiais didáticos
Seleção e produção de materiais didáticosSeleção e produção de materiais didáticos
Seleção e produção de materiais didáticosloja5deabril
 
Projeto O Grande Rabanete
Projeto O Grande RabaneteProjeto O Grande Rabanete
Projeto O Grande RabaneteLakalondres
 
Plano de aula com objeto hipermídia
Plano de aula com objeto hipermídiaPlano de aula com objeto hipermídia
Plano de aula com objeto hipermídiajapquimica
 
Plano de aula com objeto hipermídia
Plano de aula com objeto hipermídiaPlano de aula com objeto hipermídia
Plano de aula com objeto hipermídiajapquimica
 
Plano de aula com objeto hipermídia
Plano de aula com objeto hipermídiaPlano de aula com objeto hipermídia
Plano de aula com objeto hipermídiajapquimica
 

Semelhante a Sequencia didática Salada de Frutas (20)

Sequencia cristiane hilberto
Sequencia cristiane hilbertoSequencia cristiane hilberto
Sequencia cristiane hilberto
 
aprendizagem português (1).docx
aprendizagem português (1).docxaprendizagem português (1).docx
aprendizagem português (1).docx
 
Plano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídiaPlano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídia
 
Plano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídiaPlano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídia
 
Plano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídiaPlano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídia
 
Plano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídiaPlano de aula autoria de objeto hipermídia
Plano de aula autoria de objeto hipermídia
 
Plano de aula - Portugês e Ciências
Plano  de aula - Portugês e CiênciasPlano  de aula - Portugês e Ciências
Plano de aula - Portugês e Ciências
 
Projeto "Mucho Gusto" - Iniciação à Língua Espanhola
Projeto "Mucho Gusto" - Iniciação à Língua EspanholaProjeto "Mucho Gusto" - Iniciação à Língua Espanhola
Projeto "Mucho Gusto" - Iniciação à Língua Espanhola
 
21 - Planejamento 7º Ano Regular - 19ª Semana de aula - 20-05 a 24-05.pdf
21 - Planejamento 7º Ano Regular - 19ª Semana de aula - 20-05 a 24-05.pdf21 - Planejamento 7º Ano Regular - 19ª Semana de aula - 20-05 a 24-05.pdf
21 - Planejamento 7º Ano Regular - 19ª Semana de aula - 20-05 a 24-05.pdf
 
Prime - Escrita
Prime - EscritaPrime - Escrita
Prime - Escrita
 
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
Panorama de Língua Estrangeira - Prêmio Victor Civita 2011
 
Linguagens 2ª SÉRIE 3º Bimestre Professor.pdf
Linguagens 2ª SÉRIE 3º Bimestre Professor.pdfLinguagens 2ª SÉRIE 3º Bimestre Professor.pdf
Linguagens 2ª SÉRIE 3º Bimestre Professor.pdf
 
Ensino fundamental 1
Ensino fundamental 1Ensino fundamental 1
Ensino fundamental 1
 
Metodologia do ensino
Metodologia do ensinoMetodologia do ensino
Metodologia do ensino
 
Seleção e produção de materiais didáticos
Seleção e produção de materiais didáticosSeleção e produção de materiais didáticos
Seleção e produção de materiais didáticos
 
1unidade ativ-3-objeto-hiper
1unidade ativ-3-objeto-hiper1unidade ativ-3-objeto-hiper
1unidade ativ-3-objeto-hiper
 
Projeto O Grande Rabanete
Projeto O Grande RabaneteProjeto O Grande Rabanete
Projeto O Grande Rabanete
 
Plano de aula com objeto hipermídia
Plano de aula com objeto hipermídiaPlano de aula com objeto hipermídia
Plano de aula com objeto hipermídia
 
Plano de aula com objeto hipermídia
Plano de aula com objeto hipermídiaPlano de aula com objeto hipermídia
Plano de aula com objeto hipermídia
 
Plano de aula com objeto hipermídia
Plano de aula com objeto hipermídiaPlano de aula com objeto hipermídia
Plano de aula com objeto hipermídia
 

Mais de Marisa Seara

O RATO DO CAMPO E O RATO DA CIDADE
O RATO DO CAMPO E O RATO DA CIDADEO RATO DO CAMPO E O RATO DA CIDADE
O RATO DO CAMPO E O RATO DA CIDADEMarisa Seara
 
A MENINA QUE NÃO GOSTAVA DE FRUTA
A MENINA QUE NÃO GOSTAVA DE FRUTAA MENINA QUE NÃO GOSTAVA DE FRUTA
A MENINA QUE NÃO GOSTAVA DE FRUTAMarisa Seara
 
O casamento do bode com a raposa
O casamento do bode com a raposaO casamento do bode com a raposa
O casamento do bode com a raposaMarisa Seara
 
CONTO OU NÃO CONTO?
CONTO OU NÃO CONTO?CONTO OU NÃO CONTO?
CONTO OU NÃO CONTO?Marisa Seara
 
Um caminhão nas estrelas
Um caminhão nas estrelasUm caminhão nas estrelas
Um caminhão nas estrelasMarisa Seara
 
Turma da Mônica e o MINISTÉRIO PÚBLICO
Turma da Mônica e o MINISTÉRIO PÚBLICOTurma da Mônica e o MINISTÉRIO PÚBLICO
Turma da Mônica e o MINISTÉRIO PÚBLICOMarisa Seara
 
Turma da Mônica cuidando do mundo
Turma da Mônica cuidando do mundoTurma da Mônica cuidando do mundo
Turma da Mônica cuidando do mundoMarisa Seara
 
QUANDO ME SINTO ZANGADO
QUANDO ME SINTO ZANGADOQUANDO ME SINTO ZANGADO
QUANDO ME SINTO ZANGADOMarisa Seara
 
QUANDO ME SINTO TRISTE
QUANDO ME SINTO TRISTEQUANDO ME SINTO TRISTE
QUANDO ME SINTO TRISTEMarisa Seara
 
QUANDO ME SINTO ASSUSTADO
QUANDO ME SINTO ASSUSTADOQUANDO ME SINTO ASSUSTADO
QUANDO ME SINTO ASSUSTADOMarisa Seara
 
QUANDO ME SINTO FELIZ
QUANDO ME SINTO FELIZQUANDO ME SINTO FELIZ
QUANDO ME SINTO FELIZMarisa Seara
 
O REI DOS CANUDINHOS
O REI DOS CANUDINHOSO REI DOS CANUDINHOS
O REI DOS CANUDINHOSMarisa Seara
 

Mais de Marisa Seara (20)

O RATO DO CAMPO E O RATO DA CIDADE
O RATO DO CAMPO E O RATO DA CIDADEO RATO DO CAMPO E O RATO DA CIDADE
O RATO DO CAMPO E O RATO DA CIDADE
 
A MENINA QUE NÃO GOSTAVA DE FRUTA
A MENINA QUE NÃO GOSTAVA DE FRUTAA MENINA QUE NÃO GOSTAVA DE FRUTA
A MENINA QUE NÃO GOSTAVA DE FRUTA
 
SACI PERERÊ
SACI PERERÊSACI PERERÊ
SACI PERERÊ
 
CADE MEU DOCE
CADE MEU DOCECADE MEU DOCE
CADE MEU DOCE
 
O casamento do bode com a raposa
O casamento do bode com a raposaO casamento do bode com a raposa
O casamento do bode com a raposa
 
MICO MANECO
MICO MANECOMICO MANECO
MICO MANECO
 
CONTO OU NÃO CONTO?
CONTO OU NÃO CONTO?CONTO OU NÃO CONTO?
CONTO OU NÃO CONTO?
 
VITOR VIRTUAL
VITOR VIRTUALVITOR VIRTUAL
VITOR VIRTUAL
 
TREM DE FERRO
TREM DE FERROTREM DE FERRO
TREM DE FERRO
 
NO CIRCO
NO CIRCONO CIRCO
NO CIRCO
 
Um caminhão nas estrelas
Um caminhão nas estrelasUm caminhão nas estrelas
Um caminhão nas estrelas
 
Turma da Mônica e o MINISTÉRIO PÚBLICO
Turma da Mônica e o MINISTÉRIO PÚBLICOTurma da Mônica e o MINISTÉRIO PÚBLICO
Turma da Mônica e o MINISTÉRIO PÚBLICO
 
Turma da Mônica cuidando do mundo
Turma da Mônica cuidando do mundoTurma da Mônica cuidando do mundo
Turma da Mônica cuidando do mundo
 
Tristeza
TristezaTristeza
Tristeza
 
QUANDO ME SINTO ZANGADO
QUANDO ME SINTO ZANGADOQUANDO ME SINTO ZANGADO
QUANDO ME SINTO ZANGADO
 
QUANDO ME SINTO TRISTE
QUANDO ME SINTO TRISTEQUANDO ME SINTO TRISTE
QUANDO ME SINTO TRISTE
 
QUANDO ME SINTO ASSUSTADO
QUANDO ME SINTO ASSUSTADOQUANDO ME SINTO ASSUSTADO
QUANDO ME SINTO ASSUSTADO
 
QUANDO ME SINTO FELIZ
QUANDO ME SINTO FELIZQUANDO ME SINTO FELIZ
QUANDO ME SINTO FELIZ
 
O REI DOS CANUDINHOS
O REI DOS CANUDINHOSO REI DOS CANUDINHOS
O REI DOS CANUDINHOS
 
O QUE HÁ DE BOM
O QUE HÁ DE BOMO QUE HÁ DE BOM
O QUE HÁ DE BOM
 

Último

Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfRILTONNOGUEIRADOSSAN
 

Último (20)

Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 

Sequencia didática Salada de Frutas

  • 1. Escola Hilberto Silva Turma 1º B Professora Cristiane Barbosa Sequência Didática Gênero Textual: Receita Período: 1 semana Direito geral de aprendizagem em Língua Portuguesa: Compreender e produzir textos orais e escritos de diferentes gêneros, veiculados em suportes textuais diversos, e para atender a diferentes propósitos comunicativos, considerando as condições em que os discursos são criados e recebidos. Leitura: Antecipar sentidos e ativar conhecimentos prévios relativos aos textos a serem lidos pelo professor ou pelas crianças. Reconhecer finalidades de textos lidos pelo professor ou pelas crianças. Localizar informações explícitas em textos de diferentes gêneros, temáticas, lidos pelo professor ou outro leitor experiente. Produção de textos: Produzir textos de diferentes gêneros, atendendo a diferentes finalidades, por meio da atividade de um escriba. Utilizar vocabulário diversificado e adequado ao gênero e às finalidades propostas Revisar coletivamente os textos durante o processo de escrita em que o professor é escriba, retomando as partes já escritas e planejando os trechos seguintes. Oralidade: Participar de interações orais em sala de aula, questionando, sugerindo, argumentando e respeitando os turnos de fala. Análise linguística: discursividade, textualidade e normatividade Analisar a adequação de um texto (lido, escrito ou escutado) aos interlocutores e à formalidade do contexto ao qual se destina.
  • 2. Conhecer e usar diferentes suportes textuais, tendo em vista suas características: finalidades, esfera de circulação, tema, forma de composição, estilo, etc. Análise linguística: apropriação do Sistema de Escrita Alfabética Ler, ajustando a pauta sonora ao escrito. Segmentar oralmente as sílabas de palavras e compara as palavras quanto ao tamanho. Reconhecer que as sílabas variam quanto às suas composições. Direito Geral de Aprendizagem em Ciências Naturais: Fazer uso da compreensão sobre o mundo para estabelecer a relação entre o conhecimento que se produz sobre este mundo e as aplicações e produtos que tal conhecimento possibilita gerar, quanto dos efeitos de ambos compreensão e produtos, para a vida social e política dos cidadãos. Eixo de ensino: Compreensão das relações entre ciência, sociedade, tecnologia e meio ambiente. Direitos específicos de Aprendizagem em Ciências Naturais: Conhecer a natureza da ciência entendendo como os conhecimentos são produzidos e suas implicações para a humanidade e o meio ambiente. Considerar como a ciência e a tecnologia afetam o bem estar, o desenvolvimento econômico e o progresso das sociedades. Sequência Didática 1º dia: 1º momento: Conversa informal sobre a utilização das receitas em casa e os suportes textuais e não verbais. Conhecimentos prévios dos alunos. Quem já ouviu falar em receita? Para que serve? Quem usa receita em casa? Onde encontramos a receita escrita? Onde encontramos receitas de forma oral? 2º momento:
  • 3. Preparação: antecipação da leitura: O que esse livro vai falar? Quem gosta de bolo de chocolate? Leitura pelo professor do livro paradidático: Que delícia de bolo (CALIXTO e CALIXTO, 2013). 3º momento: Interpretação oral sobre conteúdos explícitos do texto. 4º momento: Descrever as partes de uma receita (lista de ingredientes e modo de preparar) Listar oralmente os ingredientes da receita. Descrever o modo de preparo. Registrar no caderno, e com ajuda do professor a lista de ingredientes da receita, realizando inferências na escrita das palavras. 5º momento: Aula de ciências: Explicar os processos de industrialização dos alimentos (ingredientes da receita) até chegar em nossa casa. Retomar o conteúdo do livro Que delícia de bolo (CALIXTO e CALIXTO, 2013). 2º dia: 1º momento: Sugerir a elaboração de um livro de receitas: Confeccionar a capa, páginas do livro. Explicar como um livro é elaborado, o que deve conter: Título do livro, nome do autor, quem ilustrou e a editora. Análise notacional: Função social do texto, qual o público alvo, estrutura do gênero, suportes encontrados. 3º dia: 1º momento: Pensar com os alunos sobre a escrita de uma receita. Sugeri a elaboração de uma receita. SALADA DE FRUTAS: 2º momento: Falar sobre as partes do texto, vocabulário especifico de uma receita (INGEDIENTES, MODO DE FAZER). A receita deve conter 6 frutas para realizar uma análise mais detalhada da escrita das palavras. 3º momento: Escrever a receita com ajuda de um escriba: Escrever com o apoio dos alunos, questionando o que deve escrever passo a passo. 4º momento: Ilustrar a página da 1ª receita. 5º momento: Pedir para os alunos trazer uma fruta para a confecção, no dia seguinte. 6º momento: Falar sobre alimentação saudável. Uso de frutas e verduras.
  • 4. 4º dia: 1º momento: Análise da língua: Lista de 6 frutas da receita. Análise Fonológica: sons das letras iniciais. Análise Fonética: sons das sílabas, letras por sílabas, quais vogais e consoantes precisam para escrever, nº de letras, de sílabas, repertório das letras, repetição das letras. 2º momento: Confecção de um cartaz, figuras de frutas e escrita das mesmas. 3º momento: Ciências: Falar sobre a diferença entre pomar e jardim. Listar as mesmas frutas da receita e registrar quais plantas produzem as respectivas frutas. 5º dia: 1º momento: Preparação para confecção da receita. Higienização dos alimentos, das mãos, uso de touca. 2º momento: Relembrar a receita para confecção da salada de frutas: Descascar as frutas, cortá-las em pequenos cubos. Execução da receita. 3º momento: Hora de saborear. Referências Bibliográficas: BRASIL. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: Concepções e princípios: ano 1. Unidade 1. Brasília: MEC. 2012. _______ .Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: Concepções e princípios: ano 1. Unidade 5. Brasília: MEC. 2012. CALIXTO e CALIXTO, Elza e Silvia. Que delícia de bolo, Editora Dimensão, 2013.