SlideShare uma empresa Scribd logo
Nome: Carla Alexandra nº20
Catarina Martins nº7
Turma: D
Línguas e Humanidades
Professora: Gabriela Rebocho
Ano letivo 2012/2013
Escola Secundária Abel
Salazar
 Introdução;
 Definição de conceitos;
 Psicologia do Desporto;
 Principais características da Psicologia
do Desporto;
 Psicologia do Desporto – conclusão.
 Conclusão;
 Bibliografia/Netgrafia.
 No âmbito da disciplina de Psicologia B
e escolhido um tema do manual volume
2, decidi abordar neste trabalho
Psicologia do Desporto.
 Antes de definirmos e caracterizarmos
Psicologia do Desporto é
necessário, primeiramente, saber definir
cada um dos conceitos: mas o que é a
Psicologia? E o Desporto?
 Psicologia: É a ciência que estuda os processos
mentais. A palavra vem do grego: psico- (alma
ou atividade mental) e -logía (estudo). Esta
disciplina analisa as três dimensões desses
processos: cognitiva, afetiva e comportamental.
 Desporto: É atividade física sujeita a
determinados regulamentos e que geralmente
visa a competição entre praticantes.
 Abordado separadamente cada um dos conceitos podemos
agora integrar os mesmos como uma conceção unificadora.
Psicologia do Desporto pode ser vista em três perspetivas
distintas no ponto de vista teórico-empírico:
 O primeiro ponto de vista aborda a Psicologia do Desporto como uma
área implicada da Psicologia geral, cujos princípios são aplicados para a
compreensão das cognições, emoções e comportamentos dos sujeitos
enquanto desportistas, ou seja, enquanto envolvidos em contextos da
prática competitiva, focando-se assim em atletas – e outros agentes – e
no seu rendimento desportivo;
 A segunda perspetiva integra esta área como uma subdisciplina das
Ciências do Desporto em que visa estudar o efeito da prática competitiva
no comportamento humano e, como tal, o foco de investigação
é, sobretudo, descrever e explicar o comportamento humano nos
contextos desportivos;
 E, por último, a terceira perspetiva centra-se em compreender o
comportamento motor humano nos contextos de
movimento, defendendo que tal só pode ser conseguido através da
interação dos conhecimento nas diversas subdisciplinas científicas –
Fisiologia, Biomecânica, Psicologia, ciências do desenvolvimento – em
conjunto com perspetivas socioculturais.
 Segundo a Federação de
Psicologia do Desporto
esta área é uma área de
intervenção psicológica
que se “preocupa com os
fundamentos, processos e
consequências
psicológicas da regulação
psicológicas de atividades
relacionadas com o
desporto, (…), agindo
como sujeito(s) de tal
atividade”.
 É também de sublinhar que os conceitos de
desporto e de sujeito enquanto desportista deverá
ser amplo implicando todas os tipos de exercícios,
desporto ou atividade física que podem-se tornar
competitivos, educativos, recreativos, como meio de
lazer ou de reabilitação, assim como todas as
pessoas envolvidas em contextos desportivos que
vão desde espetador, pais, professores, juízes,
atletas, treinadores, dirigentes, fisioterapeutas, e por
aí adiante.
 A nível investigacional:
 Básica: Desenvolvimento da teoria e do conhecimento;
 Aplicada: Resolução de problemas práticos.
 A nível intervencional:
 Objetivos: Promoção do crescimento e desenvolvimento pessoal, coletivo ou
organizacional; promoção e otimização do rendimento e da eficácia individual, coletiva ou
organizacional.
 População-Alvo: Atletas e desportistas; treinadores; dirigentes e outros agentes desportistas
(árbitros, professores de educação física, etc.); populações especiais (deficientes, idosos,
etc.); clubes, federações e outras organizações desportivas.
 Educacional: Por exemplo, programa de formação psicológica de árbitros ou treinadores;
 Clínica: Por exemplo, avaliação psicológica;
 Organizacional: Por exemplo, seleção e gestão de recursos humanos de uma organização
desportiva.
 A inter-relação entre ambos os níveis é indispensável, uma vez que enquanto que a investigação têm
como objetivo a produção e o desenvolvimento de conhecimentos aplicados e adaptados às
características específicas do envolvimento em atividades físicas e desportivas, as atividades de
intervenção atuam em diversos pontos como, por exemplo, a nível clínico ajudando os atletas a
superar problemas psicológicos graves, intervenções remediativas para solucionar situações de crise;
a nível educacional e organizacional que visam ajudar os indivíduos e organizações a desenvolverem
competências psicológicas necessárias para a otimização do rendimento e da participação
desportiva.
 A Psicologia do Desporto tem
então como objetivo a
motivação, as implicações
psicológicas de lesões, a
avaliação das capacidades, a
adesão ao exercício, entre
outras, usando como método a
investigação, a educação e
intervenção. Ao mesmo tempo,
esta área da Psicologia procura
a sua promoção e o seu
desenvolvimento, assim como o
desenvolvimento e crescimento
psicológico dos indivíduos e
grupos desportivos, e a
promoção dos rendimentos
individuais/coletivos.
 Finalizado este trabalho sei agora definir
e explicar um ramo da Psicologia – a
Psicologia do Desporto – que hoje em
dia é vital para o fomento do desporto e
para a evolução de um modo rentável
de todos os sujeitos desportistas. Deixo
aqui uns vídeos relacionados:
http://www.youtube.com/watch?v=5QjgFywz
Uwo
http://www.youtube.com/watch?v=D_L9m9o
3Aj8
Bibliografia:
 PSI 12 B, parte 2 “A procura da Mente” –
Areal Editores.
Netgrafia:
 Google Imagens – “Psicologia do
Desporto”

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

PSICOLOGIA APLICADA
PSICOLOGIA APLICADAPSICOLOGIA APLICADA
PSICOLOGIA APLICADA
Vitor Manuel de Carvalho
 
Psicologia Esportiva 2
Psicologia Esportiva 2Psicologia Esportiva 2
Psicologia Esportiva 2
Dom Fisiologia
 
Psicologia do esporte
Psicologia do esportePsicologia do esporte
Psicologia do esporte
Hannah Dantas
 
Psicologia do esporte geral
Psicologia do esporte geralPsicologia do esporte geral
Psicologia do esporte geral
Adriana Fayad Campos
 
A psicologia clínica
A psicologia clínicaA psicologia clínica
A psicologia clínica
Luis De Sousa Rodrigues
 
Saúde e Condição Física
Saúde e Condição FísicaSaúde e Condição Física
Saúde e Condição Física
Luís Rita
 
Psicologia Aplicada (versão actualizada)
Psicologia Aplicada (versão actualizada)Psicologia Aplicada (versão actualizada)
Psicologia Aplicada (versão actualizada)
Jorge Barbosa
 
O treino das competências psicológicas
O treino das competências psicológicasO treino das competências psicológicas
O treino das competências psicológicas
Claudio Roberto
 
Psicologia do Esporte
Psicologia do EsportePsicologia do Esporte
Psicologia do Esporte
Nelson Novaes Neto
 
Psicologia Clínica
Psicologia ClínicaPsicologia Clínica
Psicologia Clínica
Anna C
 
Orientação
OrientaçãoOrientação
Orientação
Luis Quinta-Nova
 
Psicologia aplicada
Psicologia aplicadaPsicologia aplicada
Psicologia aplicada
Gabriel Cristiano
 
Atividades desportivas e a sua influencia na politica, economia e sociedade
Atividades desportivas e a sua influencia na politica, economia e sociedadeAtividades desportivas e a sua influencia na politica, economia e sociedade
Atividades desportivas e a sua influencia na politica, economia e sociedade
Ana Felizardo
 
Psicologia Esportiva 1
Psicologia Esportiva 1Psicologia Esportiva 1
Psicologia Esportiva 1
Dom Fisiologia
 
Psicologia Aplicada
Psicologia AplicadaPsicologia Aplicada
Psicologia Aplicada
Henrique Vieira
 
Desporto e Saúde
Desporto e SaúdeDesporto e Saúde
Desporto e Saúde
gatinhos
 
Doping
DopingDoping
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
Pedro Silva
 
Modelo de relatório da Prova de Aptidão Profissional
Modelo de relatório da Prova de Aptidão ProfissionalModelo de relatório da Prova de Aptidão Profissional
Psicologia criminal e forense trabalho
Psicologia criminal e forense trabalhoPsicologia criminal e forense trabalho
Psicologia criminal e forense trabalho
TatianaSilva205
 

Mais procurados (20)

PSICOLOGIA APLICADA
PSICOLOGIA APLICADAPSICOLOGIA APLICADA
PSICOLOGIA APLICADA
 
Psicologia Esportiva 2
Psicologia Esportiva 2Psicologia Esportiva 2
Psicologia Esportiva 2
 
Psicologia do esporte
Psicologia do esportePsicologia do esporte
Psicologia do esporte
 
Psicologia do esporte geral
Psicologia do esporte geralPsicologia do esporte geral
Psicologia do esporte geral
 
A psicologia clínica
A psicologia clínicaA psicologia clínica
A psicologia clínica
 
Saúde e Condição Física
Saúde e Condição FísicaSaúde e Condição Física
Saúde e Condição Física
 
Psicologia Aplicada (versão actualizada)
Psicologia Aplicada (versão actualizada)Psicologia Aplicada (versão actualizada)
Psicologia Aplicada (versão actualizada)
 
O treino das competências psicológicas
O treino das competências psicológicasO treino das competências psicológicas
O treino das competências psicológicas
 
Psicologia do Esporte
Psicologia do EsportePsicologia do Esporte
Psicologia do Esporte
 
Psicologia Clínica
Psicologia ClínicaPsicologia Clínica
Psicologia Clínica
 
Orientação
OrientaçãoOrientação
Orientação
 
Psicologia aplicada
Psicologia aplicadaPsicologia aplicada
Psicologia aplicada
 
Atividades desportivas e a sua influencia na politica, economia e sociedade
Atividades desportivas e a sua influencia na politica, economia e sociedadeAtividades desportivas e a sua influencia na politica, economia e sociedade
Atividades desportivas e a sua influencia na politica, economia e sociedade
 
Psicologia Esportiva 1
Psicologia Esportiva 1Psicologia Esportiva 1
Psicologia Esportiva 1
 
Psicologia Aplicada
Psicologia AplicadaPsicologia Aplicada
Psicologia Aplicada
 
Desporto e Saúde
Desporto e SaúdeDesporto e Saúde
Desporto e Saúde
 
Doping
DopingDoping
Doping
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
 
Modelo de relatório da Prova de Aptidão Profissional
Modelo de relatório da Prova de Aptidão ProfissionalModelo de relatório da Prova de Aptidão Profissional
Modelo de relatório da Prova de Aptidão Profissional
 
Psicologia criminal e forense trabalho
Psicologia criminal e forense trabalhoPsicologia criminal e forense trabalho
Psicologia criminal e forense trabalho
 

Semelhante a Psicologia do Desporto - trabalho Psicologia B – 12ºano

Texto 2 psicologia do esporte
Texto 2   psicologia do esporteTexto 2   psicologia do esporte
Texto 2 psicologia do esporte
Isabella Belem
 
PROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docx
PROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docxPROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docx
PROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docx
xvtyxkcd9d
 
MEMÓRIA E COGNIÇÃO: UM ESTUDO SOBRE A PERFORMANCE DO CAPOEIRISTA PELO OLHAR D...
MEMÓRIA E COGNIÇÃO: UM ESTUDO SOBRE A PERFORMANCE DO CAPOEIRISTA PELO OLHAR D...MEMÓRIA E COGNIÇÃO: UM ESTUDO SOBRE A PERFORMANCE DO CAPOEIRISTA PELO OLHAR D...
MEMÓRIA E COGNIÇÃO: UM ESTUDO SOBRE A PERFORMANCE DO CAPOEIRISTA PELO OLHAR D...
VernicaHolandaSantos
 
Psicologia do desporto flavia vieira
Psicologia do desporto flavia vieiraPsicologia do desporto flavia vieira
Psicologia do desporto flavia vieira
flaviapv90
 
Psicologia do desporto flavia vieira
Psicologia do desporto flavia vieiraPsicologia do desporto flavia vieira
Psicologia do desporto flavia vieira
flaviapv90
 
Psicologia do desporto flavia vieira
Psicologia do desporto flavia vieiraPsicologia do desporto flavia vieira
Psicologia do desporto flavia vieira
flaviav90
 
Psicologia desp. cópia
Psicologia desp.   cópiaPsicologia desp.   cópia
Psicologia desp. cópia
Catarina Dias
 
Psicologia aplicada
Psicologia aplicadaPsicologia aplicada
Psicologia aplicada
AnaKlein1
 
Psicologia aplicada
Psicologia aplicadaPsicologia aplicada
Psicologia aplicada
AnaKlein1
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
Mundus Esportivus
 
Fundamentos metodologicos da ginastica
Fundamentos metodologicos da ginasticaFundamentos metodologicos da ginastica
Fundamentos metodologicos da ginastica
Leonardo Delgado
 
Esporte e analise
Esporte e analiseEsporte e analise
Esporte e analise
Gelsa Silva
 
Esporte ensino -saúde e políticas públicas
Esporte ensino -saúde e políticas públicasEsporte ensino -saúde e políticas públicas
Esporte ensino -saúde e políticas públicas
marcelosilveirazero1
 
Apostila fundamentos da ginástica
Apostila fundamentos da ginásticaApostila fundamentos da ginástica
Apostila fundamentos da ginástica
Nayara de Queiroz
 
Fundamentos metodológicos da ginastica
Fundamentos metodológicos da ginastica Fundamentos metodológicos da ginastica
Fundamentos metodológicos da ginastica
marcelosilveirazero1
 
Psicologia introdução
Psicologia introduçãoPsicologia introdução
Psicologia introdução
Chrys Souza
 
AULA 01 INTRODUÇÃO A PSI APLICADA.pdf
AULA 01 INTRODUÇÃO A PSI APLICADA.pdfAULA 01 INTRODUÇÃO A PSI APLICADA.pdf
AULA 01 INTRODUÇÃO A PSI APLICADA.pdf
MirnaKathary1
 
A psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atual
A psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atualA psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atual
A psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atual
simonevilas
 
Aula_Psicologia Organizacional e do Trabalho.pptx
Aula_Psicologia Organizacional e do Trabalho.pptxAula_Psicologia Organizacional e do Trabalho.pptx
Aula_Psicologia Organizacional e do Trabalho.pptx
hibiscocloset
 
Quando devo consultar um psicólogo?
Quando devo consultar um psicólogo?Quando devo consultar um psicólogo?
Quando devo consultar um psicólogo?
Tookmed
 

Semelhante a Psicologia do Desporto - trabalho Psicologia B – 12ºano (20)

Texto 2 psicologia do esporte
Texto 2   psicologia do esporteTexto 2   psicologia do esporte
Texto 2 psicologia do esporte
 
PROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docx
PROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docxPROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docx
PROJETO INTEGRADOR PSICOLOGIA DO ESPORTE.docx
 
MEMÓRIA E COGNIÇÃO: UM ESTUDO SOBRE A PERFORMANCE DO CAPOEIRISTA PELO OLHAR D...
MEMÓRIA E COGNIÇÃO: UM ESTUDO SOBRE A PERFORMANCE DO CAPOEIRISTA PELO OLHAR D...MEMÓRIA E COGNIÇÃO: UM ESTUDO SOBRE A PERFORMANCE DO CAPOEIRISTA PELO OLHAR D...
MEMÓRIA E COGNIÇÃO: UM ESTUDO SOBRE A PERFORMANCE DO CAPOEIRISTA PELO OLHAR D...
 
Psicologia do desporto flavia vieira
Psicologia do desporto flavia vieiraPsicologia do desporto flavia vieira
Psicologia do desporto flavia vieira
 
Psicologia do desporto flavia vieira
Psicologia do desporto flavia vieiraPsicologia do desporto flavia vieira
Psicologia do desporto flavia vieira
 
Psicologia do desporto flavia vieira
Psicologia do desporto flavia vieiraPsicologia do desporto flavia vieira
Psicologia do desporto flavia vieira
 
Psicologia desp. cópia
Psicologia desp.   cópiaPsicologia desp.   cópia
Psicologia desp. cópia
 
Psicologia aplicada
Psicologia aplicadaPsicologia aplicada
Psicologia aplicada
 
Psicologia aplicada
Psicologia aplicadaPsicologia aplicada
Psicologia aplicada
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
 
Fundamentos metodologicos da ginastica
Fundamentos metodologicos da ginasticaFundamentos metodologicos da ginastica
Fundamentos metodologicos da ginastica
 
Esporte e analise
Esporte e analiseEsporte e analise
Esporte e analise
 
Esporte ensino -saúde e políticas públicas
Esporte ensino -saúde e políticas públicasEsporte ensino -saúde e políticas públicas
Esporte ensino -saúde e políticas públicas
 
Apostila fundamentos da ginástica
Apostila fundamentos da ginásticaApostila fundamentos da ginástica
Apostila fundamentos da ginástica
 
Fundamentos metodológicos da ginastica
Fundamentos metodológicos da ginastica Fundamentos metodológicos da ginastica
Fundamentos metodológicos da ginastica
 
Psicologia introdução
Psicologia introduçãoPsicologia introdução
Psicologia introdução
 
AULA 01 INTRODUÇÃO A PSI APLICADA.pdf
AULA 01 INTRODUÇÃO A PSI APLICADA.pdfAULA 01 INTRODUÇÃO A PSI APLICADA.pdf
AULA 01 INTRODUÇÃO A PSI APLICADA.pdf
 
A psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atual
A psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atualA psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atual
A psicologia organizacional no brasil sua evolucao e situacao atual
 
Aula_Psicologia Organizacional e do Trabalho.pptx
Aula_Psicologia Organizacional e do Trabalho.pptxAula_Psicologia Organizacional e do Trabalho.pptx
Aula_Psicologia Organizacional e do Trabalho.pptx
 
Quando devo consultar um psicólogo?
Quando devo consultar um psicólogo?Quando devo consultar um psicólogo?
Quando devo consultar um psicólogo?
 

Mais de mluisavalente

Trabalho filosofia_10ºD.pdf
Trabalho  filosofia_10ºD.pdfTrabalho  filosofia_10ºD.pdf
Trabalho filosofia_10ºD.pdf
mluisavalente
 
Texto 1
Texto 1Texto 1
Texto 1
mluisavalente
 
A liberdade
A liberdadeA liberdade
A liberdade
mluisavalente
 
Trab psic occipital zé
Trab psic occipital  zéTrab psic occipital  zé
Trab psic occipital zé
mluisavalente
 
Psicologia B
Psicologia  BPsicologia  B
Psicologia B
mluisavalente
 
Lana do cérebro tg cat campos
Lana do cérebro tg cat camposLana do cérebro tg cat campos
Lana do cérebro tg cat campos
mluisavalente
 
Trab psicologia mar 12ºb
Trab psicologia mar  12ºbTrab psicologia mar  12ºb
Trab psicologia mar 12ºb
mluisavalente
 
Sentido da existência humana 11º b andreia
Sentido da existência humana 11º b andreiaSentido da existência humana 11º b andreia
Sentido da existência humana 11º b andreia
mluisavalente
 
Ficha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiar
Ficha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiarFicha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiar
Ficha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiar
mluisavalente
 
Logica proposicional convertido
Logica proposicional convertidoLogica proposicional convertido
Logica proposicional convertido
mluisavalente
 
Ficha de trabalho introdução lógica convertido
Ficha de trabalho introdução lógica convertidoFicha de trabalho introdução lógica convertido
Ficha de trabalho introdução lógica convertido
mluisavalente
 
Filosofia 11
Filosofia 11Filosofia 11
Filosofia 11
mluisavalente
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
mluisavalente
 
Tg ação humana
Tg ação humana  Tg ação humana
Tg ação humana
mluisavalente
 
Filosofia jessica
Filosofia jessicaFilosofia jessica
Filosofia jessica
mluisavalente
 
Psicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e EducacionalPsicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e Educacional
mluisavalente
 
Trabalho psicologia - Clínica e Forense
Trabalho  psicologia - Clínica e ForenseTrabalho  psicologia - Clínica e Forense
Trabalho psicologia - Clínica e Forense
mluisavalente
 
O arauto de salazar
O arauto de salazarO arauto de salazar
O arauto de salazar
mluisavalente
 
Trabalho: Famílias e violência
Trabalho: Famílias e violência Trabalho: Famílias e violência
Trabalho: Famílias e violência
mluisavalente
 
Trabalho: Família e violência doméstica
Trabalho: Família e violência domésticaTrabalho: Família e violência doméstica
Trabalho: Família e violência doméstica
mluisavalente
 

Mais de mluisavalente (20)

Trabalho filosofia_10ºD.pdf
Trabalho  filosofia_10ºD.pdfTrabalho  filosofia_10ºD.pdf
Trabalho filosofia_10ºD.pdf
 
Texto 1
Texto 1Texto 1
Texto 1
 
A liberdade
A liberdadeA liberdade
A liberdade
 
Trab psic occipital zé
Trab psic occipital  zéTrab psic occipital  zé
Trab psic occipital zé
 
Psicologia B
Psicologia  BPsicologia  B
Psicologia B
 
Lana do cérebro tg cat campos
Lana do cérebro tg cat camposLana do cérebro tg cat campos
Lana do cérebro tg cat campos
 
Trab psicologia mar 12ºb
Trab psicologia mar  12ºbTrab psicologia mar  12ºb
Trab psicologia mar 12ºb
 
Sentido da existência humana 11º b andreia
Sentido da existência humana 11º b andreiaSentido da existência humana 11º b andreia
Sentido da existência humana 11º b andreia
 
Ficha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiar
Ficha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiarFicha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiar
Ficha de trabalho lógica proposicional 2 fotocopiar
 
Logica proposicional convertido
Logica proposicional convertidoLogica proposicional convertido
Logica proposicional convertido
 
Ficha de trabalho introdução lógica convertido
Ficha de trabalho introdução lógica convertidoFicha de trabalho introdução lógica convertido
Ficha de trabalho introdução lógica convertido
 
Filosofia 11
Filosofia 11Filosofia 11
Filosofia 11
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
Tg ação humana
Tg ação humana  Tg ação humana
Tg ação humana
 
Filosofia jessica
Filosofia jessicaFilosofia jessica
Filosofia jessica
 
Psicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e EducacionalPsicologia escolar e Educacional
Psicologia escolar e Educacional
 
Trabalho psicologia - Clínica e Forense
Trabalho  psicologia - Clínica e ForenseTrabalho  psicologia - Clínica e Forense
Trabalho psicologia - Clínica e Forense
 
O arauto de salazar
O arauto de salazarO arauto de salazar
O arauto de salazar
 
Trabalho: Famílias e violência
Trabalho: Famílias e violência Trabalho: Famílias e violência
Trabalho: Famílias e violência
 
Trabalho: Família e violência doméstica
Trabalho: Família e violência domésticaTrabalho: Família e violência doméstica
Trabalho: Família e violência doméstica
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 

Último (20)

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 

Psicologia do Desporto - trabalho Psicologia B – 12ºano

  • 1. Nome: Carla Alexandra nº20 Catarina Martins nº7 Turma: D Línguas e Humanidades Professora: Gabriela Rebocho Ano letivo 2012/2013 Escola Secundária Abel Salazar
  • 2.  Introdução;  Definição de conceitos;  Psicologia do Desporto;  Principais características da Psicologia do Desporto;  Psicologia do Desporto – conclusão.  Conclusão;  Bibliografia/Netgrafia.
  • 3.  No âmbito da disciplina de Psicologia B e escolhido um tema do manual volume 2, decidi abordar neste trabalho Psicologia do Desporto.
  • 4.  Antes de definirmos e caracterizarmos Psicologia do Desporto é necessário, primeiramente, saber definir cada um dos conceitos: mas o que é a Psicologia? E o Desporto?  Psicologia: É a ciência que estuda os processos mentais. A palavra vem do grego: psico- (alma ou atividade mental) e -logía (estudo). Esta disciplina analisa as três dimensões desses processos: cognitiva, afetiva e comportamental.  Desporto: É atividade física sujeita a determinados regulamentos e que geralmente visa a competição entre praticantes.
  • 5.  Abordado separadamente cada um dos conceitos podemos agora integrar os mesmos como uma conceção unificadora. Psicologia do Desporto pode ser vista em três perspetivas distintas no ponto de vista teórico-empírico:  O primeiro ponto de vista aborda a Psicologia do Desporto como uma área implicada da Psicologia geral, cujos princípios são aplicados para a compreensão das cognições, emoções e comportamentos dos sujeitos enquanto desportistas, ou seja, enquanto envolvidos em contextos da prática competitiva, focando-se assim em atletas – e outros agentes – e no seu rendimento desportivo;  A segunda perspetiva integra esta área como uma subdisciplina das Ciências do Desporto em que visa estudar o efeito da prática competitiva no comportamento humano e, como tal, o foco de investigação é, sobretudo, descrever e explicar o comportamento humano nos contextos desportivos;  E, por último, a terceira perspetiva centra-se em compreender o comportamento motor humano nos contextos de movimento, defendendo que tal só pode ser conseguido através da interação dos conhecimento nas diversas subdisciplinas científicas – Fisiologia, Biomecânica, Psicologia, ciências do desenvolvimento – em conjunto com perspetivas socioculturais.
  • 6.  Segundo a Federação de Psicologia do Desporto esta área é uma área de intervenção psicológica que se “preocupa com os fundamentos, processos e consequências psicológicas da regulação psicológicas de atividades relacionadas com o desporto, (…), agindo como sujeito(s) de tal atividade”.
  • 7.  É também de sublinhar que os conceitos de desporto e de sujeito enquanto desportista deverá ser amplo implicando todas os tipos de exercícios, desporto ou atividade física que podem-se tornar competitivos, educativos, recreativos, como meio de lazer ou de reabilitação, assim como todas as pessoas envolvidas em contextos desportivos que vão desde espetador, pais, professores, juízes, atletas, treinadores, dirigentes, fisioterapeutas, e por aí adiante.
  • 8.  A nível investigacional:  Básica: Desenvolvimento da teoria e do conhecimento;  Aplicada: Resolução de problemas práticos.  A nível intervencional:  Objetivos: Promoção do crescimento e desenvolvimento pessoal, coletivo ou organizacional; promoção e otimização do rendimento e da eficácia individual, coletiva ou organizacional.  População-Alvo: Atletas e desportistas; treinadores; dirigentes e outros agentes desportistas (árbitros, professores de educação física, etc.); populações especiais (deficientes, idosos, etc.); clubes, federações e outras organizações desportivas.  Educacional: Por exemplo, programa de formação psicológica de árbitros ou treinadores;  Clínica: Por exemplo, avaliação psicológica;  Organizacional: Por exemplo, seleção e gestão de recursos humanos de uma organização desportiva.  A inter-relação entre ambos os níveis é indispensável, uma vez que enquanto que a investigação têm como objetivo a produção e o desenvolvimento de conhecimentos aplicados e adaptados às características específicas do envolvimento em atividades físicas e desportivas, as atividades de intervenção atuam em diversos pontos como, por exemplo, a nível clínico ajudando os atletas a superar problemas psicológicos graves, intervenções remediativas para solucionar situações de crise; a nível educacional e organizacional que visam ajudar os indivíduos e organizações a desenvolverem competências psicológicas necessárias para a otimização do rendimento e da participação desportiva.
  • 9.  A Psicologia do Desporto tem então como objetivo a motivação, as implicações psicológicas de lesões, a avaliação das capacidades, a adesão ao exercício, entre outras, usando como método a investigação, a educação e intervenção. Ao mesmo tempo, esta área da Psicologia procura a sua promoção e o seu desenvolvimento, assim como o desenvolvimento e crescimento psicológico dos indivíduos e grupos desportivos, e a promoção dos rendimentos individuais/coletivos.
  • 10.  Finalizado este trabalho sei agora definir e explicar um ramo da Psicologia – a Psicologia do Desporto – que hoje em dia é vital para o fomento do desporto e para a evolução de um modo rentável de todos os sujeitos desportistas. Deixo aqui uns vídeos relacionados: http://www.youtube.com/watch?v=5QjgFywz Uwo http://www.youtube.com/watch?v=D_L9m9o 3Aj8
  • 11. Bibliografia:  PSI 12 B, parte 2 “A procura da Mente” – Areal Editores. Netgrafia:  Google Imagens – “Psicologia do Desporto”