SlideShare uma empresa Scribd logo
Prof. Msc Carlos Diehl
O RÁDIO É O MEIO QUE MAIS PERMITE SOLTAR
 A IMAGINAÇÃO

    A imaginação permite viajar muito mais que a
     visão. Nelson Rodrigues já dizia: "O biquíni é uma
     nudez pior que a nudez."
 Título: Sábio
 Homem cansado fala:
 - Ah! Finalmente. Depois de tantos anos,
  atravessei mares, desertos, escalei montanhas...
  Tudo para encontrar o sentido da vida. Valeu o
  sacrifício. Finalmente estou em frente ao sábio
  dos sábios. Eis a luz e a verdade. Mestre, o que
  é a vida?
 - La vie est un fleuve turbulento
 - Ih! E agora?
 Locutor: Agora faça Aliança Francesa.
  Informações: 259-8211.
 Aliança Francesa, o francês com bom humor.
   Apesar de tanto potencial, geralmente as agências
    desprezam o rádio. Não dedicam ao meio o mesmo
    esforço que dedicam para revista e TV, por exemplo.
    Exatamente por isso, o spot é uma excelente
    oportunidade para um profissional no começo de
    carreira mostrar seu talento. Lembre-se disso quando
    um spot cair na sua mão. Capriche. Viaje na
    maionese. Porque já dizia uma antiga peça no rádio.


    "só o rádio pode criar
    situações em que o
    personagem principal
       é a sua imaginação"
"O melhor amigo do homem não é o cachorro, é o rádio.“ (PETIT, 1997)
   "O Petit me perguntou    Definição da
    à queima-roupa:           linguagem.
    Quando um spot de        Cuidado com
    rádio é bom e quando      modismos
    é ruim? E vou            Timing.
    responder à quei-ma-
    roupa, incursionando     Interpretação
    randomicamente pela      Ambientes
    criação e pela           Planos
    produção.” (Armando
                             Excessos
    Mihanovich)
                             Criatividade
                             Qualidade técnica
                             Profissionalismo
   Sempre que possível, tente usar recursos sonoros. Como
    gagueira, buzina, despertador, britadeira, batida de coração, ou
    mesmo um eco:


   Título: Eco II
Voz de locutor com efeito de eco:
- ...No Hospital da Criança Defeituosa faltam leitos, aparelhos,
   equipamentos.
Bom, como você deve ter percebido, aqui está completamente
  vazio. Mulher: Ajude a equipar o Hospital da Criança Defeituosa.
  Ligue para 575-8555 e dê sua contribuição. 575-8555 Homem:
  Esperamos que esta campanha ecoe por toda a cidade.
   Aproveite o imediatismo do meio. Para o produtor de som Sérgio
    Campanelli, "o rádio é um meio instantâneo e o pessoal da
    criação deveria utilizar este aspecto, da notícia frescà'. Por
    exemplo: em 2001, no meio da maior onda de recall realizado
    pelas montadoras no Brasil, a seguinte mensagem foi ao ar:
   Título: Recall
Locutor: Atenção senhores proprietários dos RGs 32.819.613-7 e
  24.806.643-2, produzidos entre março de 1973 e abril de 78.
  Estamos convocando para realizarem um recall de pernas.
  Algumas delas apresentam defeito de fabricação. E pedimos que
  compareçam para a imediata substituição destas peças.
Locutor 2: Infelizmente, a linha de produção da vida não tem
  recal.l Por isso, ajude os atletas da ADD, Associação Desportiva
  para Deficientes, a repararem este erro. Ligue 3862-7143 ou
  acesse www.add.com.br e patrocine os nossos atletas.
   Aprenda a criar situações engraçadas, constrangedoras, provocantes, curiosas. Como mostram
    os exemplos abaixo:
   Título: Delegacia
Homem atende telefone:
- Delegacia de polícia, delegado Paranhos.
- Socorro, delegado, eu fui assaltado aqui na minha casa, delegado. To amarrado no subsolo aqui da
    minha casa.
- Peraí: se o senhor tá amarrado, como chegou num telefone?
- É que eu tô ligando de um celular, delegado.
- Celular? Sei. O senhor está no subsolo, meu amigo, como é que a ligação do celular tá tão boa?
- É que meu celular é um Samsung Voicer 411. É digital CDMA, a ligação é sempre boa, delegado.
- Mas, se esse seu celular Samsung é essa maravilha toda, por que os ladrões não levaram, heín? .
- Sei lá, porque ele é pequenininho, aí ninguém viu, né?
- Sei, claro... Mas, se o senhor tá amarrado, como é que conseguiu discar?
- Ai, Meu Deus, não precisa discar, não. Esse celular Samsung, ele obedece comando de voz, delegado.
     Eu falei "liga pra polícia': ele ligou.
- Ah, liga pra polícia, ele ligou. Ah! Vai passar trote em outro! Locutor: Novo Celular Digital Samsung
    Vóicer 411 com comando de voz: você pede, ele disca. Samsung, para nós já é amanhã.
Homem: - Socorro, socorro!!!
   Mas nem sempre a saída é usar humor. Às vezes é melhor
    elaborar um raciocínio, defender uma tese:


   Título: Bill Gates
   Locutor:
Bill Gates trabalha 15 horas por dia, sentado.
Antônio Ermírio trabalha 18 horas por dia, sentado.
Ted Turner trabalha 11 horas por dia, sentado.
Abílio Diniz trabalha 13 horas por dia, sentado.
Que desculpa você tem agora para não contratar paraplégicos para
  sua empresa?
Associação Desportiva para Deficientes.
Telefone: 846-9101
   Você também pode criar campanhas inteiras no rádio. Confira os
    exemplos da Alumni:


   Título: Posto
   Uma mulher fala:
   - Moço! Por favor, põe 50 paus de vaselina. Mas não da comum,
    tá? Da efetivada. Aproveita, dei uma calibrada no pinel e uma
    molhadinha aqui na frente.
Conforme forem, a gente já troca o óleo agora mesmo. Ai, tá difícil
  de abrir esse complô!
Locutor: Você não percebe, mas pode estar falando inglês assim.
Faça Alumni. Informações: 5644-9700. Alumni. Aqui você aprende.
  De verdade.
Mulher: Mais umas coisas. O senhores conhece o caras que tem
  posto aí atrás?
   Você também pode criar campanhas inteiras no rádio. Confira os
    exemplos da Alumni:


   Título: Decorador
   Um gay fala:
   - Nossa! Não acredito que a senhora está satisfeita com esse
    pico. Melhor cobrir com o topete persa do seu marido. Com uma
    mala desse tamanho cabe um sofá de três vulgares. Ah, e aí
    gente joga uns almofadões, vai ficar lindo.
   Locutor: Você não percebe, mas pode estar falando inglês assim.
   Faça Alumni. Informações: 5644-9700. Alumni. Aqui você
    aprende. De verdade.
   Decorador: Ah!... E tem mais! Aqui no canto eu vou soltar um
    puff maravilhoso!
   Tente criar um spot que não se encaixe em categoria nenhuma.
    Veja a peça a seguir. É raciocínio? É poesia?
   Título: Palavras
Locutor:
Palavras
Palavras não são de ninguém.
Pertencem a todo mundo.
Qualquer um pode usar, escrever qualquer coisa.
Basta enfileirar letras.
Combinar sílabas.
Montar verbos, adjetivos ou substantivos.
As palavras aceitam tudo.
Afirmam o que você quiser.
Negam o que você quiser.
Elogiam, criticam, mentem se você quiser.
Porque as palavras não têm princípios.
Por isso quem as usa precisa ter.
Folha de S.Paulo.
Há 75 anos usando palavras e princípios.
   Está sem idéias? Observe sua família, seus amigos, as pessoas na rua.
    Crie em cima de situações cotidianas.
   Título: Comer você
   Locutor: Você manda o recado assim:
   Homem: Alô, Antenor... Tô ligando pra dar os parabéns pra tua mãe,
    viu?
   Muito gostosa a comida que ela fez... Eu vou ligar pra gente marcar
    outra, tá? Dessa vez eu vou comer a moqueca com você, ok? Tchau,
    tchau. Me liga.
   Locutor continua: Mas pode chegar assim:
   (ouvimos a mesma mensagem, só que picotada por falhas na ligação)
   - Alô, Antenor... Tô ligando pra (interferência) tua mãe, viu? Muito
    gostosa (interferência) ela (interferência), eu vô ligar pra gente
    marcar outra, tá? Dessa vez eu vou comer (interferência) você...
    Tchau, tchau. Me liga.
    Locutor: Chegou o celular digital LG. Com a melhor tecnologia que
    vai acabar com as falhas na recepção de sinal.
   Mas não se limite a seguir estas estruturas, não os veja como fórmulas. Quanto mais
    diferente for sua peça, mais ela vai chamar atenção. O spot abaixo resume tudo.

   Título: Dia do Rádio
   Mulher fala:
   - Ah! Valdir. Se eu soubesse eu nem tinha vindo.
   É muito pequeno esse seu pintinho.
   Locutor: Esclarecimento.
   Trata-se de uma dona-de-casa preocupada em ampliar seu galinheiro, conversando com um
    funcionário de uma avícola.
   Homem fala:
   - Deputado, quanta grana o senhor vai levar nessa?
   Locutor: Esclarecimento.
   Trata-se do secretário particular de um deputado querendo saber que quantia ele vai necessitar
    para sua viagem.
   Homem fala:
   - Minha sra., olhe seu filho com todo cuidado. Lamento informar, mas é bicha.
   Locutor: Esclarecimento.
   Trata-se de um pediatra informando à jovem mamãe que seu bebê é porta dor de lombrigas,
    também conhecidas como ascaris lumbrigóides.
   Assim é o rádio. O veículo que mais mexe com a imaginação e mais esclarece. Semana do Rádio.
    Homenagem desta emissora e da W/GGK Publicidade.
   DOMINGOS, Carlos. Criação sem pistolão. Rio de Janeiro: Campus, 2003.
   PETIT, Francesc. Propaganda ilimitada. 8ª ed. São Paulo: Siciliano, 1999

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mergulho no telejornalismo - Professor Jonnath Monteiro
Mergulho no telejornalismo - Professor Jonnath MonteiroMergulho no telejornalismo - Professor Jonnath Monteiro
Mergulho no telejornalismo - Professor Jonnath Monteiro
Jonnath Monteiro
 
Aula linguagem audiovisual 03 roteiro publicitário
Aula linguagem audiovisual 03 roteiro publicitárioAula linguagem audiovisual 03 roteiro publicitário
Aula linguagem audiovisual 03 roteiro publicitário
Elizeu Nascimento Silva
 
Aula 03 - Modelo de Lasswell
Aula 03 - Modelo de LasswellAula 03 - Modelo de Lasswell
Aula 03 - Modelo de Lasswell
Elizeu Nascimento Silva
 
Breve história do jornalismo
Breve história do jornalismoBreve história do jornalismo
Breve história do jornalismo
Daniela Ribeiro
 
Mídia I
Mídia IMídia I
Mídia I
Rodrigo Jorge
 
Aula 09 imagens vetoriais
Aula 09   imagens vetoriaisAula 09   imagens vetoriais
Aula 09 imagens vetoriais
Fábio Costa
 
Aula 01 sistemas de composição e processos de impressão
Aula 01   sistemas de composição e processos de impressãoAula 01   sistemas de composição e processos de impressão
Aula 01 sistemas de composição e processos de impressão
Elizeu Nascimento Silva
 
Brainstorming: técnicas e abordagens em grupos
Brainstorming: técnicas e abordagens em gruposBrainstorming: técnicas e abordagens em grupos
Brainstorming: técnicas e abordagens em grupos
Rodrigo Freese Gonzatto
 
Conceitos Básicos Mídia
Conceitos Básicos MídiaConceitos Básicos Mídia
Conceitos Básicos Mídia
Rede Globo
 
Roteiro Para TV
Roteiro Para TVRoteiro Para TV
Roteiro Para TV
Neca Boullosa
 
E-book: Manual de Media Training
E-book: Manual de Media TrainingE-book: Manual de Media Training
E-book: Manual de Media Training
Fernanda Sobral
 
O texto na tv
O texto na tvO texto na tv
O texto na tv
Elvis Vinícius
 
Metodologia para produtos de moda
Metodologia para produtos de modaMetodologia para produtos de moda
Metodologia para produtos de moda
Marcio Duarte
 
Tipografia
TipografiaTipografia
Tipografia
Lo-Ammi Santos
 
Aula 7 Comunicação Institucional
Aula 7   Comunicação InstitucionalAula 7   Comunicação Institucional
Aula 7 Comunicação Institucional
Carlos Alves
 
Introdução à linguagem audiovisual
Introdução à linguagem audiovisualIntrodução à linguagem audiovisual
Introdução à linguagem audiovisual
Thiago Assumpção
 
Introdução ao Audiovisual
Introdução ao Audiovisual Introdução ao Audiovisual
Introdução ao Audiovisual
Vinícius Souza
 
Fundamentos design grafico | Insper
Fundamentos design grafico | InsperFundamentos design grafico | Insper
Fundamentos design grafico | Insper
Fabio Silveira: Designer | Professor
 
Narrativas transmídia em um mundo digital
Narrativas transmídia em um mundo digitalNarrativas transmídia em um mundo digital
Narrativas transmídia em um mundo digital
Luiz Agner
 
Spot
SpotSpot

Mais procurados (20)

Mergulho no telejornalismo - Professor Jonnath Monteiro
Mergulho no telejornalismo - Professor Jonnath MonteiroMergulho no telejornalismo - Professor Jonnath Monteiro
Mergulho no telejornalismo - Professor Jonnath Monteiro
 
Aula linguagem audiovisual 03 roteiro publicitário
Aula linguagem audiovisual 03 roteiro publicitárioAula linguagem audiovisual 03 roteiro publicitário
Aula linguagem audiovisual 03 roteiro publicitário
 
Aula 03 - Modelo de Lasswell
Aula 03 - Modelo de LasswellAula 03 - Modelo de Lasswell
Aula 03 - Modelo de Lasswell
 
Breve história do jornalismo
Breve história do jornalismoBreve história do jornalismo
Breve história do jornalismo
 
Mídia I
Mídia IMídia I
Mídia I
 
Aula 09 imagens vetoriais
Aula 09   imagens vetoriaisAula 09   imagens vetoriais
Aula 09 imagens vetoriais
 
Aula 01 sistemas de composição e processos de impressão
Aula 01   sistemas de composição e processos de impressãoAula 01   sistemas de composição e processos de impressão
Aula 01 sistemas de composição e processos de impressão
 
Brainstorming: técnicas e abordagens em grupos
Brainstorming: técnicas e abordagens em gruposBrainstorming: técnicas e abordagens em grupos
Brainstorming: técnicas e abordagens em grupos
 
Conceitos Básicos Mídia
Conceitos Básicos MídiaConceitos Básicos Mídia
Conceitos Básicos Mídia
 
Roteiro Para TV
Roteiro Para TVRoteiro Para TV
Roteiro Para TV
 
E-book: Manual de Media Training
E-book: Manual de Media TrainingE-book: Manual de Media Training
E-book: Manual de Media Training
 
O texto na tv
O texto na tvO texto na tv
O texto na tv
 
Metodologia para produtos de moda
Metodologia para produtos de modaMetodologia para produtos de moda
Metodologia para produtos de moda
 
Tipografia
TipografiaTipografia
Tipografia
 
Aula 7 Comunicação Institucional
Aula 7   Comunicação InstitucionalAula 7   Comunicação Institucional
Aula 7 Comunicação Institucional
 
Introdução à linguagem audiovisual
Introdução à linguagem audiovisualIntrodução à linguagem audiovisual
Introdução à linguagem audiovisual
 
Introdução ao Audiovisual
Introdução ao Audiovisual Introdução ao Audiovisual
Introdução ao Audiovisual
 
Fundamentos design grafico | Insper
Fundamentos design grafico | InsperFundamentos design grafico | Insper
Fundamentos design grafico | Insper
 
Narrativas transmídia em um mundo digital
Narrativas transmídia em um mundo digitalNarrativas transmídia em um mundo digital
Narrativas transmídia em um mundo digital
 
Spot
SpotSpot
Spot
 

Semelhante a Produção de Spots Radio

EXERCÍCIO
EXERCÍCIOEXERCÍCIO
EXERCÍCIO
Drê Drê
 
D 11.pptx
D 11.pptxD 11.pptx
D 11.pptx
MilenaDoCarmo3
 
Aula 5 Red PP1
Aula 5 Red PP1Aula 5 Red PP1
Aula 5 Red PP1
Gustavo Fischer
 
Avaliação de língua portuguesa 7º ano[1]
Avaliação de língua portuguesa 7º ano[1]Avaliação de língua portuguesa 7º ano[1]
Avaliação de língua portuguesa 7º ano[1]
Maria Coelho
 
Teste Ondjaki (correção)
Teste Ondjaki (correção)Teste Ondjaki (correção)
Teste Ondjaki (correção)
Sílvia Baltazar
 
Aula 5 - Títulos para anúncios
Aula 5 - Títulos para anúnciosAula 5 - Títulos para anúncios
Aula 5 - Títulos para anúncios
guestc118eb
 
Portfolio de Redação 2009 - Felipe Valério
Portfolio de Redação 2009 - Felipe ValérioPortfolio de Redação 2009 - Felipe Valério
Portfolio de Redação 2009 - Felipe Valério
Felipe Valerio
 
Escrita Criativa - Roseane Queiroz
Escrita Criativa - Roseane QueirozEscrita Criativa - Roseane Queiroz
Escrita Criativa - Roseane Queiroz
Zoom Comunicação
 
425 an 01_maio_2013.ok
425 an 01_maio_2013.ok425 an 01_maio_2013.ok
425 an 01_maio_2013.ok
Roberto Rabat Chame
 
Apresentação sobre Redação Publicitária, de Carrascoza.
Apresentação sobre Redação Publicitária, de Carrascoza.Apresentação sobre Redação Publicitária, de Carrascoza.
Apresentação sobre Redação Publicitária, de Carrascoza.
Joyce Gomes
 
Modulo 2015.2 revisado
Modulo 2015.2 revisadoModulo 2015.2 revisado
Modulo 2015.2 revisado
pibidbar
 
Locimar massalai - A arte da oratória
Locimar massalai - A arte da oratória Locimar massalai - A arte da oratória
Locimar massalai - A arte da oratória
LOCIMAR MASSALAI
 
SLIDE5.pdf
SLIDE5.pdfSLIDE5.pdf
SLIDE5.pdf
aidagarcia67
 
Uma jornada legendária
Uma jornada legendáriaUma jornada legendária
Uma jornada legendária
Hitalo Santos
 
Dicas radio e tv
Dicas radio e tvDicas radio e tv
Dicas radio e tv
WebLeandroPereira
 
Simulado spaece 2012 portugues
Simulado spaece   2012  portuguesSimulado spaece   2012  portugues
Simulado spaece 2012 portugues
JELIANNE carlosjeliane
 
Prova SME Português- 7º Ano
Prova SME Português-  7º AnoProva SME Português-  7º Ano
Prova SME Português- 7º Ano
Patrícia Costa Grigório
 
Oratória
OratóriaOratória
Locução profissional cistã
Locução profissional cistãLocução profissional cistã
Locução profissional cistã
WebExecutivo1
 
Regras basicas para uma boa apresentação 2013
Regras basicas para uma boa apresentação 2013Regras basicas para uma boa apresentação 2013
Regras basicas para uma boa apresentação 2013
Andréia Centagro
 

Semelhante a Produção de Spots Radio (20)

EXERCÍCIO
EXERCÍCIOEXERCÍCIO
EXERCÍCIO
 
D 11.pptx
D 11.pptxD 11.pptx
D 11.pptx
 
Aula 5 Red PP1
Aula 5 Red PP1Aula 5 Red PP1
Aula 5 Red PP1
 
Avaliação de língua portuguesa 7º ano[1]
Avaliação de língua portuguesa 7º ano[1]Avaliação de língua portuguesa 7º ano[1]
Avaliação de língua portuguesa 7º ano[1]
 
Teste Ondjaki (correção)
Teste Ondjaki (correção)Teste Ondjaki (correção)
Teste Ondjaki (correção)
 
Aula 5 - Títulos para anúncios
Aula 5 - Títulos para anúnciosAula 5 - Títulos para anúncios
Aula 5 - Títulos para anúncios
 
Portfolio de Redação 2009 - Felipe Valério
Portfolio de Redação 2009 - Felipe ValérioPortfolio de Redação 2009 - Felipe Valério
Portfolio de Redação 2009 - Felipe Valério
 
Escrita Criativa - Roseane Queiroz
Escrita Criativa - Roseane QueirozEscrita Criativa - Roseane Queiroz
Escrita Criativa - Roseane Queiroz
 
425 an 01_maio_2013.ok
425 an 01_maio_2013.ok425 an 01_maio_2013.ok
425 an 01_maio_2013.ok
 
Apresentação sobre Redação Publicitária, de Carrascoza.
Apresentação sobre Redação Publicitária, de Carrascoza.Apresentação sobre Redação Publicitária, de Carrascoza.
Apresentação sobre Redação Publicitária, de Carrascoza.
 
Modulo 2015.2 revisado
Modulo 2015.2 revisadoModulo 2015.2 revisado
Modulo 2015.2 revisado
 
Locimar massalai - A arte da oratória
Locimar massalai - A arte da oratória Locimar massalai - A arte da oratória
Locimar massalai - A arte da oratória
 
SLIDE5.pdf
SLIDE5.pdfSLIDE5.pdf
SLIDE5.pdf
 
Uma jornada legendária
Uma jornada legendáriaUma jornada legendária
Uma jornada legendária
 
Dicas radio e tv
Dicas radio e tvDicas radio e tv
Dicas radio e tv
 
Simulado spaece 2012 portugues
Simulado spaece   2012  portuguesSimulado spaece   2012  portugues
Simulado spaece 2012 portugues
 
Prova SME Português- 7º Ano
Prova SME Português-  7º AnoProva SME Português-  7º Ano
Prova SME Português- 7º Ano
 
Oratória
OratóriaOratória
Oratória
 
Locução profissional cistã
Locução profissional cistãLocução profissional cistã
Locução profissional cistã
 
Regras basicas para uma boa apresentação 2013
Regras basicas para uma boa apresentação 2013Regras basicas para uma boa apresentação 2013
Regras basicas para uma boa apresentação 2013
 

Mais de Liliane Ennes

Administração de marketing
Administração de marketingAdministração de marketing
Administração de marketing
Liliane Ennes
 
Como fazer sua monografia
Como fazer sua monografiaComo fazer sua monografia
Como fazer sua monografia
Liliane Ennes
 
Coca-Cola A marca que mudou o mundo
Coca-Cola A marca que mudou o mundoCoca-Cola A marca que mudou o mundo
Coca-Cola A marca que mudou o mundo
Liliane Ennes
 
Vampire knight album of best moments2
Vampire knight album of best moments2Vampire knight album of best moments2
Vampire knight album of best moments2
Liliane Ennes
 
Criatividade
CriatividadeCriatividade
Criatividade
Liliane Ennes
 
Vampire knight album of best moments
Vampire knight album of best momentsVampire knight album of best moments
Vampire knight album of best moments
Liliane Ennes
 
Faith the great doctor
Faith the great doctorFaith the great doctor
Faith the great doctor
Liliane Ennes
 
Vampire Knight novel
Vampire Knight novelVampire Knight novel
Vampire Knight novel
Liliane Ennes
 
Doramas japoneses,koreanos,tailandeses,chineses
Doramas japoneses,koreanos,tailandeses,chinesesDoramas japoneses,koreanos,tailandeses,chineses
Doramas japoneses,koreanos,tailandeses,chineses
Liliane Ennes
 
Criativem
CriativemCriativem
Criativem
Liliane Ennes
 
Trabalho de filosofia religiões
Trabalho de filosofia religiõesTrabalho de filosofia religiões
Trabalho de filosofia religiões
Liliane Ennes
 
Transtorno do tripolar
Transtorno do tripolarTranstorno do tripolar
Transtorno do tripolar
Liliane Ennes
 
Significado do nome liliane
Significado do nome lilianeSignificado do nome liliane
Significado do nome liliane
Liliane Ennes
 
Tda campanha dos alimentos
Tda campanha dos alimentosTda campanha dos alimentos
Tda campanha dos alimentos
Liliane Ennes
 
Objetivos do milenio
Objetivos do milenioObjetivos do milenio
Objetivos do milenio
Liliane Ennes
 
Comunicação intrapessoal é a comunicação que uma pessoa tem consigo mesma
Comunicação intrapessoal é a comunicação que uma pessoa tem consigo mesmaComunicação intrapessoal é a comunicação que uma pessoa tem consigo mesma
Comunicação intrapessoal é a comunicação que uma pessoa tem consigo mesma
Liliane Ennes
 
Propaganda palio adventure locker da fiat
Propaganda palio adventure locker da fiatPropaganda palio adventure locker da fiat
Propaganda palio adventure locker da fiat
Liliane Ennes
 
Conotação
ConotaçãoConotação
Conotação
Liliane Ennes
 
4 relatorio tda[1]
4 relatorio tda[1]4 relatorio tda[1]
4 relatorio tda[1]
Liliane Ennes
 
Entrevista ao gerente do comper
Entrevista ao gerente do comperEntrevista ao gerente do comper
Entrevista ao gerente do comper
Liliane Ennes
 

Mais de Liliane Ennes (20)

Administração de marketing
Administração de marketingAdministração de marketing
Administração de marketing
 
Como fazer sua monografia
Como fazer sua monografiaComo fazer sua monografia
Como fazer sua monografia
 
Coca-Cola A marca que mudou o mundo
Coca-Cola A marca que mudou o mundoCoca-Cola A marca que mudou o mundo
Coca-Cola A marca que mudou o mundo
 
Vampire knight album of best moments2
Vampire knight album of best moments2Vampire knight album of best moments2
Vampire knight album of best moments2
 
Criatividade
CriatividadeCriatividade
Criatividade
 
Vampire knight album of best moments
Vampire knight album of best momentsVampire knight album of best moments
Vampire knight album of best moments
 
Faith the great doctor
Faith the great doctorFaith the great doctor
Faith the great doctor
 
Vampire Knight novel
Vampire Knight novelVampire Knight novel
Vampire Knight novel
 
Doramas japoneses,koreanos,tailandeses,chineses
Doramas japoneses,koreanos,tailandeses,chinesesDoramas japoneses,koreanos,tailandeses,chineses
Doramas japoneses,koreanos,tailandeses,chineses
 
Criativem
CriativemCriativem
Criativem
 
Trabalho de filosofia religiões
Trabalho de filosofia religiõesTrabalho de filosofia religiões
Trabalho de filosofia religiões
 
Transtorno do tripolar
Transtorno do tripolarTranstorno do tripolar
Transtorno do tripolar
 
Significado do nome liliane
Significado do nome lilianeSignificado do nome liliane
Significado do nome liliane
 
Tda campanha dos alimentos
Tda campanha dos alimentosTda campanha dos alimentos
Tda campanha dos alimentos
 
Objetivos do milenio
Objetivos do milenioObjetivos do milenio
Objetivos do milenio
 
Comunicação intrapessoal é a comunicação que uma pessoa tem consigo mesma
Comunicação intrapessoal é a comunicação que uma pessoa tem consigo mesmaComunicação intrapessoal é a comunicação que uma pessoa tem consigo mesma
Comunicação intrapessoal é a comunicação que uma pessoa tem consigo mesma
 
Propaganda palio adventure locker da fiat
Propaganda palio adventure locker da fiatPropaganda palio adventure locker da fiat
Propaganda palio adventure locker da fiat
 
Conotação
ConotaçãoConotação
Conotação
 
4 relatorio tda[1]
4 relatorio tda[1]4 relatorio tda[1]
4 relatorio tda[1]
 
Entrevista ao gerente do comper
Entrevista ao gerente do comperEntrevista ao gerente do comper
Entrevista ao gerente do comper
 

Último

epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 

Último (20)

epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 

Produção de Spots Radio

  • 2. O RÁDIO É O MEIO QUE MAIS PERMITE SOLTAR A IMAGINAÇÃO  A imaginação permite viajar muito mais que a visão. Nelson Rodrigues já dizia: "O biquíni é uma nudez pior que a nudez."
  • 3.
  • 4.  Título: Sábio  Homem cansado fala:  - Ah! Finalmente. Depois de tantos anos, atravessei mares, desertos, escalei montanhas... Tudo para encontrar o sentido da vida. Valeu o sacrifício. Finalmente estou em frente ao sábio dos sábios. Eis a luz e a verdade. Mestre, o que é a vida?  - La vie est un fleuve turbulento  - Ih! E agora?  Locutor: Agora faça Aliança Francesa. Informações: 259-8211.  Aliança Francesa, o francês com bom humor.
  • 5. Apesar de tanto potencial, geralmente as agências desprezam o rádio. Não dedicam ao meio o mesmo esforço que dedicam para revista e TV, por exemplo. Exatamente por isso, o spot é uma excelente oportunidade para um profissional no começo de carreira mostrar seu talento. Lembre-se disso quando um spot cair na sua mão. Capriche. Viaje na maionese. Porque já dizia uma antiga peça no rádio.  "só o rádio pode criar situações em que o personagem principal é a sua imaginação"
  • 6. "O melhor amigo do homem não é o cachorro, é o rádio.“ (PETIT, 1997)
  • 7. "O Petit me perguntou  Definição da à queima-roupa: linguagem. Quando um spot de  Cuidado com rádio é bom e quando modismos é ruim? E vou  Timing. responder à quei-ma- roupa, incursionando  Interpretação randomicamente pela  Ambientes criação e pela  Planos produção.” (Armando  Excessos Mihanovich)  Criatividade  Qualidade técnica  Profissionalismo
  • 8. Sempre que possível, tente usar recursos sonoros. Como gagueira, buzina, despertador, britadeira, batida de coração, ou mesmo um eco:  Título: Eco II Voz de locutor com efeito de eco: - ...No Hospital da Criança Defeituosa faltam leitos, aparelhos, equipamentos. Bom, como você deve ter percebido, aqui está completamente vazio. Mulher: Ajude a equipar o Hospital da Criança Defeituosa. Ligue para 575-8555 e dê sua contribuição. 575-8555 Homem: Esperamos que esta campanha ecoe por toda a cidade.
  • 9. Aproveite o imediatismo do meio. Para o produtor de som Sérgio Campanelli, "o rádio é um meio instantâneo e o pessoal da criação deveria utilizar este aspecto, da notícia frescà'. Por exemplo: em 2001, no meio da maior onda de recall realizado pelas montadoras no Brasil, a seguinte mensagem foi ao ar:  Título: Recall Locutor: Atenção senhores proprietários dos RGs 32.819.613-7 e 24.806.643-2, produzidos entre março de 1973 e abril de 78. Estamos convocando para realizarem um recall de pernas. Algumas delas apresentam defeito de fabricação. E pedimos que compareçam para a imediata substituição destas peças. Locutor 2: Infelizmente, a linha de produção da vida não tem recal.l Por isso, ajude os atletas da ADD, Associação Desportiva para Deficientes, a repararem este erro. Ligue 3862-7143 ou acesse www.add.com.br e patrocine os nossos atletas.
  • 10. Aprenda a criar situações engraçadas, constrangedoras, provocantes, curiosas. Como mostram os exemplos abaixo:  Título: Delegacia Homem atende telefone: - Delegacia de polícia, delegado Paranhos. - Socorro, delegado, eu fui assaltado aqui na minha casa, delegado. To amarrado no subsolo aqui da minha casa. - Peraí: se o senhor tá amarrado, como chegou num telefone? - É que eu tô ligando de um celular, delegado. - Celular? Sei. O senhor está no subsolo, meu amigo, como é que a ligação do celular tá tão boa? - É que meu celular é um Samsung Voicer 411. É digital CDMA, a ligação é sempre boa, delegado. - Mas, se esse seu celular Samsung é essa maravilha toda, por que os ladrões não levaram, heín? . - Sei lá, porque ele é pequenininho, aí ninguém viu, né? - Sei, claro... Mas, se o senhor tá amarrado, como é que conseguiu discar? - Ai, Meu Deus, não precisa discar, não. Esse celular Samsung, ele obedece comando de voz, delegado. Eu falei "liga pra polícia': ele ligou. - Ah, liga pra polícia, ele ligou. Ah! Vai passar trote em outro! Locutor: Novo Celular Digital Samsung Vóicer 411 com comando de voz: você pede, ele disca. Samsung, para nós já é amanhã. Homem: - Socorro, socorro!!!
  • 11. Mas nem sempre a saída é usar humor. Às vezes é melhor elaborar um raciocínio, defender uma tese:  Título: Bill Gates  Locutor: Bill Gates trabalha 15 horas por dia, sentado. Antônio Ermírio trabalha 18 horas por dia, sentado. Ted Turner trabalha 11 horas por dia, sentado. Abílio Diniz trabalha 13 horas por dia, sentado. Que desculpa você tem agora para não contratar paraplégicos para sua empresa? Associação Desportiva para Deficientes. Telefone: 846-9101
  • 12. Você também pode criar campanhas inteiras no rádio. Confira os exemplos da Alumni:  Título: Posto  Uma mulher fala:  - Moço! Por favor, põe 50 paus de vaselina. Mas não da comum, tá? Da efetivada. Aproveita, dei uma calibrada no pinel e uma molhadinha aqui na frente. Conforme forem, a gente já troca o óleo agora mesmo. Ai, tá difícil de abrir esse complô! Locutor: Você não percebe, mas pode estar falando inglês assim. Faça Alumni. Informações: 5644-9700. Alumni. Aqui você aprende. De verdade. Mulher: Mais umas coisas. O senhores conhece o caras que tem posto aí atrás?
  • 13. Você também pode criar campanhas inteiras no rádio. Confira os exemplos da Alumni:  Título: Decorador  Um gay fala:  - Nossa! Não acredito que a senhora está satisfeita com esse pico. Melhor cobrir com o topete persa do seu marido. Com uma mala desse tamanho cabe um sofá de três vulgares. Ah, e aí gente joga uns almofadões, vai ficar lindo.  Locutor: Você não percebe, mas pode estar falando inglês assim.  Faça Alumni. Informações: 5644-9700. Alumni. Aqui você aprende. De verdade.  Decorador: Ah!... E tem mais! Aqui no canto eu vou soltar um puff maravilhoso!
  • 14. Tente criar um spot que não se encaixe em categoria nenhuma. Veja a peça a seguir. É raciocínio? É poesia?  Título: Palavras Locutor: Palavras Palavras não são de ninguém. Pertencem a todo mundo. Qualquer um pode usar, escrever qualquer coisa. Basta enfileirar letras. Combinar sílabas. Montar verbos, adjetivos ou substantivos. As palavras aceitam tudo. Afirmam o que você quiser. Negam o que você quiser. Elogiam, criticam, mentem se você quiser. Porque as palavras não têm princípios. Por isso quem as usa precisa ter. Folha de S.Paulo. Há 75 anos usando palavras e princípios.
  • 15. Está sem idéias? Observe sua família, seus amigos, as pessoas na rua. Crie em cima de situações cotidianas.  Título: Comer você  Locutor: Você manda o recado assim:  Homem: Alô, Antenor... Tô ligando pra dar os parabéns pra tua mãe, viu?  Muito gostosa a comida que ela fez... Eu vou ligar pra gente marcar outra, tá? Dessa vez eu vou comer a moqueca com você, ok? Tchau, tchau. Me liga.  Locutor continua: Mas pode chegar assim:  (ouvimos a mesma mensagem, só que picotada por falhas na ligação)  - Alô, Antenor... Tô ligando pra (interferência) tua mãe, viu? Muito gostosa (interferência) ela (interferência), eu vô ligar pra gente marcar outra, tá? Dessa vez eu vou comer (interferência) você... Tchau, tchau. Me liga.  Locutor: Chegou o celular digital LG. Com a melhor tecnologia que vai acabar com as falhas na recepção de sinal.
  • 16. Mas não se limite a seguir estas estruturas, não os veja como fórmulas. Quanto mais diferente for sua peça, mais ela vai chamar atenção. O spot abaixo resume tudo.  Título: Dia do Rádio  Mulher fala:  - Ah! Valdir. Se eu soubesse eu nem tinha vindo.  É muito pequeno esse seu pintinho.  Locutor: Esclarecimento.  Trata-se de uma dona-de-casa preocupada em ampliar seu galinheiro, conversando com um funcionário de uma avícola.  Homem fala:  - Deputado, quanta grana o senhor vai levar nessa?  Locutor: Esclarecimento.  Trata-se do secretário particular de um deputado querendo saber que quantia ele vai necessitar para sua viagem.  Homem fala:  - Minha sra., olhe seu filho com todo cuidado. Lamento informar, mas é bicha.  Locutor: Esclarecimento.  Trata-se de um pediatra informando à jovem mamãe que seu bebê é porta dor de lombrigas, também conhecidas como ascaris lumbrigóides.  Assim é o rádio. O veículo que mais mexe com a imaginação e mais esclarece. Semana do Rádio. Homenagem desta emissora e da W/GGK Publicidade.
  • 17. DOMINGOS, Carlos. Criação sem pistolão. Rio de Janeiro: Campus, 2003.  PETIT, Francesc. Propaganda ilimitada. 8ª ed. São Paulo: Siciliano, 1999