SlideShare uma empresa Scribd logo
AUGUSTO COMTE: POSITIVISMO
ACADÊMICOS
• DENISON DE SOUZA

• DERMISON SALGADO
• JOUSEFE DAVID
• ROGER PIMENTEL
A BIOGRAFIA DE AUGUSTO COMTE
Auguste Comte, o Pai do Positivismo
Auguste Comte – O Fundador
da Sociologia
ISIDORE- AUGUSTE MARIE-FRANÇOIS XAVIER
COMTE
Filósofo e Sociólogo, natural de Montpellier
França.
Nasceu em 1798 e faleceu em Paris em 1857.

Discípulo do conde Claude-Henri de Saint Simon.
• Em 1814, ingressou na Escola Politécnica de Paris.

• 1817-1824 foi secretário do conde Henri de Saint-Simon,
• 1824, rompeu com Saint-Simon ao discordar das ideias deste

•
•

•

•

sobre as relações entre a ciência e a reorganização da
sociedade..
Em 1826, sofreu um colapso nervoso enquanto trabalhava na
criação de uma filosofia positiva.
Em 1842, perdeu o emprego de examinador de admissão à
Escola Politécnica por criticar a corporação universitária
francesa.
1851 e 1854, redigiu o Sistema de política positiva, no qual
expôs algumas das principais consequências de sua concepção
de mundo não-teológica e não-metafisica.
Em 1856, publicou o primeiro volume de Síntese Subjetiva. Não
pôde concluir a obra ao falecer, possivelmente de câncer, em 5
de setembro de 1857, em Paris.
PRINCIPAIS OBRAS
• Opúsculos de Filosofia Social (1816/1828)

• Curso de Filosofia Positiva (1830/1842)
• Sistema de Política Positiva (1851/1854)
• Discurso sobre o Espírito positivo (1844)

• Catecismo Positivista (1852)
• Apelo aos conservadores (1855)
• Síntese Subjetiva (1856)

• Correspondência (1816/1857)
O POSITIVISMO
Emprego dos Termos
Criador da SOCIOLOGIA e do POSITIVISMO
após exaustivos estudos da estática e dinâmica
sociais, idealizou uma sociedade modelo,
tendo o amor como princípio,
a ordem como base
e o progresso como fim.
Campo de Pesquisa
 A herança francesa do iluminismo e as

ondas de choque da Revolução
Francesa levaram Comte a examinar a
sociedade a partir de um estudo
científico.(Curso de Filosofia Social
(1830-1842).
 Filosofia Social no princípio, depois o
termo híbrido grego-latino Sociologia.
Etapas do Pensamento
 Lei

dos três Estados, no qual o
conhecimento está sujeito, em sua
evolução passar por três estados
diferentes.
 Segundo essa Lei, o espírito humano teria
passado por três fases sucessivas.
1º Estado - Teológico
 Pensamento místico, em que o mundo é

dominado
pelas
considerações
do
sobrenatural, religião e Deus.
 Fetichismo (culto de objetos materiais magias)
 Politeísmo (presença de vários deuses)
 Monoteísmo (presença de um único Deus)
2º Estado - Metafísico
 As

atrações do sobrenatural são
substituídas pelo pensamento filosófico
sobre a essência dos fenômenos.
 Reunião de todas as forças numa só
chamada natureza. (panteísmo)
3º Estado: Positivo
 A ciência, ou a observação cuidadosa dos

fatos empíricos, o teste sistemático de
teorias tornam-se modos dominantes para
se acumular conhecimentos.
 Uso
das
leis
científicas
da
Matemática, Astronomia, Física, Química,
Biologia e Lógica)
O MÉTODO POSITIVISTA
•O

Positivismo foi a corrente do
pensamento que dominou a Europa no
Século XIX, Tendo como seu principal
teórico Augusto conte.

• Comte, introduz a concepção de que o

conhecimento só pode ser válido se
provado pelo método cientifico.
• No processo Histórico o positivismo reduz o

papel do homem, enquanto ser pensante e
crítico, para um mero coleto de informações
e fatos presentes nos documentos.
POSITIVISMO E SOCIOLOGIA
• Augusto

Comte foi o formulador
sociologia e o principal iniciador
positivismo.

da
do

O Positivismo é uma corrente filosófica cujo
iniciador principal foi Augusto Comte (17981857). Surgiu como desenvolvimento filosófico
do Iluminismo, a que se associou a afirmação
social das ciências experimentais. Propõe à
existência humana valores completamente
humanos, afastando radicalmente teologia ou
metafísica. Assim, o Positivismo - em sua versão
comtiana, pelo menos - associa uma
interpretação das ciências e uma classificação
do
conhecimento
a
uma
ética
humana, desenvolvida na segunda fase da
carreira
de
Comte.
• A Sociologia é uma das Ciências Humanas que tem como objetos

de estudo a sociedade, a sua organização social e os processos
que interligam os indivíduos em grupos, instituições e associações.
Enquanto a Psicologia estuda o indivíduo na sua singularidade, a
Sociologia estuda os fenômenos sociais, compreendendo as
diferentes formas de constituição das sociedades e suas culturas.

• A Sociologia tem a função de, ao mesmo tempo, observar os

fenômenos que se repetem nas relações sociais – e assim formular
explicações gerais ou teóricas sobre o fato social –, como também
se preocupa com aqueles eventos únicos, como por exemplo, o
surgimento do capitalismo ou do Estado Moderno, explicando seus
significados e importância que esses eventos têm na vida dos
cidadãos.
• A Sociologia nasce da própria sociedade, e por

isso mesmo essa disciplina pode refletir
interesses de alguma categoria social ou ser
usado como função ideológica, contrariando o
ideal de objetividade e neutralidade da ciência.
Nesse sentido, se expõe o paradoxo das
Ciências Sociais, que ao contrário das ciências
da natureza (como a biologia, física, química
etc.), as ciências da sociedade estão dentro do
seu próprio objeto de estudo, pois todo
conhecimento é um produto social.
REFERÊNCIAS
• DURKHEIM, Émile. A função da divisão social do

trabalho. In Os Pensadores. São Paulo: Abril
Cultural, 1983.
• COSTA, João Cruz. Augusto Comte e as Origens do
Positivismo REVISTA DE HISTÓRIA N° 03. São Paulo:
1950 trimestral.
• http://www.brasilescola.com/sociologia/sociologia2.htm
acessando em 05/02/2012.
MUITO OBRIGADO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

história da sociologia
   história da sociologia   história da sociologia
história da sociologia
Colégio Basic e Colégio Imperatrice
 
Karl marx (materialismo histórico)
Karl marx (materialismo histórico)Karl marx (materialismo histórico)
Karl marx (materialismo histórico)
MARISE VON FRUHAUF HUBLARD
 
Aula 08 - O Empirismo
Aula 08 - O EmpirismoAula 08 - O Empirismo
Aula 08 - O Empirismo
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
PriscillaTomazi2015
 
ESCOLA DE FRANKFURT
ESCOLA DE FRANKFURTESCOLA DE FRANKFURT
ESCOLA DE FRANKFURT
Marcioveras
 
Aula 21 filosofia da ciência
Aula 21   filosofia da ciênciaAula 21   filosofia da ciência
Aula 21 filosofia da ciência
professorleo1989
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
Juliana Corvino de Araújo
 
Filosofia e Educação
Filosofia e EducaçãoFilosofia e Educação
Filosofia e Educação
Prof. Saulo Bezerra
 
Aula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
Aula de Filosofia - Filosofia ContemporâneaAula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
Aula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
Rafael Oliveira
 
Período helenístico
Período helenísticoPeríodo helenístico
Período helenístico
Juliana Corvino de Araújo
 
Cap 4 - Filosofia Helenística
Cap 4 - Filosofia HelenísticaCap 4 - Filosofia Helenística
Cap 4 - Filosofia Helenística
José Ferreira Júnior
 
Positivismo - Comte
Positivismo - ComtePositivismo - Comte
Positivismo - Comte
Eduarda Monteiro
 
Modernidade
ModernidadeModernidade
Kant
KantKant
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
Professor Marcelo
 
Paul michel foucault
Paul michel foucaultPaul michel foucault
Paul michel foucault
jorge luiz dos santos de souza
 
Socrates e o nascimento da filosofia
Socrates e o nascimento da filosofiaSocrates e o nascimento da filosofia
Socrates e o nascimento da filosofia
Silvia Cintra
 
Slides - Aula 01 - O surgimento da Antropologia e as suas escolas.pdf
Slides - Aula 01 - O surgimento da Antropologia e as suas escolas.pdfSlides - Aula 01 - O surgimento da Antropologia e as suas escolas.pdf
Slides - Aula 01 - O surgimento da Antropologia e as suas escolas.pdf
Natan Baptista
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
Paula Meyer Piagentini
 
Positivismo
PositivismoPositivismo
Positivismo
Alexandre Misturini
 

Mais procurados (20)

história da sociologia
   história da sociologia   história da sociologia
história da sociologia
 
Karl marx (materialismo histórico)
Karl marx (materialismo histórico)Karl marx (materialismo histórico)
Karl marx (materialismo histórico)
 
Aula 08 - O Empirismo
Aula 08 - O EmpirismoAula 08 - O Empirismo
Aula 08 - O Empirismo
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
ESCOLA DE FRANKFURT
ESCOLA DE FRANKFURTESCOLA DE FRANKFURT
ESCOLA DE FRANKFURT
 
Aula 21 filosofia da ciência
Aula 21   filosofia da ciênciaAula 21   filosofia da ciência
Aula 21 filosofia da ciência
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
 
Filosofia e Educação
Filosofia e EducaçãoFilosofia e Educação
Filosofia e Educação
 
Aula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
Aula de Filosofia - Filosofia ContemporâneaAula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
Aula de Filosofia - Filosofia Contemporânea
 
Período helenístico
Período helenísticoPeríodo helenístico
Período helenístico
 
Cap 4 - Filosofia Helenística
Cap 4 - Filosofia HelenísticaCap 4 - Filosofia Helenística
Cap 4 - Filosofia Helenística
 
Positivismo - Comte
Positivismo - ComtePositivismo - Comte
Positivismo - Comte
 
Modernidade
ModernidadeModernidade
Modernidade
 
Kant
KantKant
Kant
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Paul michel foucault
Paul michel foucaultPaul michel foucault
Paul michel foucault
 
Socrates e o nascimento da filosofia
Socrates e o nascimento da filosofiaSocrates e o nascimento da filosofia
Socrates e o nascimento da filosofia
 
Slides - Aula 01 - O surgimento da Antropologia e as suas escolas.pdf
Slides - Aula 01 - O surgimento da Antropologia e as suas escolas.pdfSlides - Aula 01 - O surgimento da Antropologia e as suas escolas.pdf
Slides - Aula 01 - O surgimento da Antropologia e as suas escolas.pdf
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
 
Positivismo
PositivismoPositivismo
Positivismo
 

Destaque

Marxismo
MarxismoMarxismo
Augusto comte
Augusto comteAugusto comte
Augusto comte
Marinez Alcides
 
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialéticoKarl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
Marcela Marangon Ribeiro
 
Materialismo Hitórico Dialético
Materialismo Hitórico DialéticoMaterialismo Hitórico Dialético
Materialismo Hitórico Dialético
Alef Sartorato
 
Tópicos capítulo 6
Tópicos capítulo 6  Tópicos capítulo 6
Tópicos capítulo 6
Sandra Pereira
 
Periodos da filosofia
Periodos da filosofiaPeriodos da filosofia
Periodos da filosofia
Raquel Carvalheiro
 
Períodos da Filosofia
Períodos da FilosofiaPeríodos da Filosofia
Períodos da Filosofia
Robson Santos
 

Destaque (7)

Marxismo
MarxismoMarxismo
Marxismo
 
Augusto comte
Augusto comteAugusto comte
Augusto comte
 
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialéticoKarl marx e o materialismo histórico e dialético
Karl marx e o materialismo histórico e dialético
 
Materialismo Hitórico Dialético
Materialismo Hitórico DialéticoMaterialismo Hitórico Dialético
Materialismo Hitórico Dialético
 
Tópicos capítulo 6
Tópicos capítulo 6  Tópicos capítulo 6
Tópicos capítulo 6
 
Periodos da filosofia
Periodos da filosofiaPeriodos da filosofia
Periodos da filosofia
 
Períodos da Filosofia
Períodos da FilosofiaPeríodos da Filosofia
Períodos da Filosofia
 

Semelhante a Positivismo de Augusto Comte

Augusto Conte
Augusto ConteAugusto Conte
Augusto Conte
Juliane Simonaggio
 
Sociologia para o vestibular
Sociologia para o vestibularSociologia para o vestibular
Sociologia para o vestibular
Edenilson Morais
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
Alison Nunes
 
Cp aula 2
Cp aula 2Cp aula 2
Cp aula 2
Maira Conde
 
6. apostila de sociologia
6. apostila de sociologia6. apostila de sociologia
6. apostila de sociologia
Noel Anderley Dos Santos
 
Fundamentos de Sociologia Unidade II
Fundamentos de Sociologia Unidade IIFundamentos de Sociologia Unidade II
Fundamentos de Sociologia Unidade II
Harutchy
 
A pré história da sociologia
A pré história da sociologiaA pré história da sociologia
A pré história da sociologia
Diego Brelaz
 
Aula sobre sociologia clássica
Aula sobre sociologia clássicaAula sobre sociologia clássica
Aula sobre sociologia clássica
josiwedig1
 
Resumosocio4
Resumosocio4Resumosocio4
Resumosocio4
Natan Camacho
 
O que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica MarklineO que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica Markline
Marklin's lady
 
O que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica MarklineO que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica Markline
Marklin's lady
 
Positivismo
PositivismoPositivismo
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
e neto
 
Comte
ComteComte
Sociologia de Comte para Ensino Médio
Sociologia de Comte para Ensino MédioSociologia de Comte para Ensino Médio
Sociologia de Comte para Ensino Médio
Matheus Rodrigues
 
As origens e os principais teóricos da sociologia
As origens e os principais teóricos  da sociologiaAs origens e os principais teóricos  da sociologia
As origens e os principais teóricos da sociologia
Lucio Oliveira
 
Positivismo
PositivismoPositivismo
Positivismo
Henrique Amaral
 
3EM_Aula 1 - Sociologia uma ciência da sociedade.pptx
3EM_Aula 1 - Sociologia uma ciência da sociedade.pptx3EM_Aula 1 - Sociologia uma ciência da sociedade.pptx
3EM_Aula 1 - Sociologia uma ciência da sociedade.pptx
SamaraDosSantosCarva1
 
Aula - Conceito Geral da Sociologia.pptx
Aula - Conceito Geral da Sociologia.pptxAula - Conceito Geral da Sociologia.pptx
Aula - Conceito Geral da Sociologia.pptx
LucianoSoares624804
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
guest6a86aa
 

Semelhante a Positivismo de Augusto Comte (20)

Augusto Conte
Augusto ConteAugusto Conte
Augusto Conte
 
Sociologia para o vestibular
Sociologia para o vestibularSociologia para o vestibular
Sociologia para o vestibular
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
 
Cp aula 2
Cp aula 2Cp aula 2
Cp aula 2
 
6. apostila de sociologia
6. apostila de sociologia6. apostila de sociologia
6. apostila de sociologia
 
Fundamentos de Sociologia Unidade II
Fundamentos de Sociologia Unidade IIFundamentos de Sociologia Unidade II
Fundamentos de Sociologia Unidade II
 
A pré história da sociologia
A pré história da sociologiaA pré história da sociologia
A pré história da sociologia
 
Aula sobre sociologia clássica
Aula sobre sociologia clássicaAula sobre sociologia clássica
Aula sobre sociologia clássica
 
Resumosocio4
Resumosocio4Resumosocio4
Resumosocio4
 
O que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica MarklineO que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica Markline
 
O que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica MarklineO que é sociologia- Jéssica Markline
O que é sociologia- Jéssica Markline
 
Positivismo
PositivismoPositivismo
Positivismo
 
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
Os Clássicos da Sociologia (Émile Durkheim)
 
Comte
ComteComte
Comte
 
Sociologia de Comte para Ensino Médio
Sociologia de Comte para Ensino MédioSociologia de Comte para Ensino Médio
Sociologia de Comte para Ensino Médio
 
As origens e os principais teóricos da sociologia
As origens e os principais teóricos  da sociologiaAs origens e os principais teóricos  da sociologia
As origens e os principais teóricos da sociologia
 
Positivismo
PositivismoPositivismo
Positivismo
 
3EM_Aula 1 - Sociologia uma ciência da sociedade.pptx
3EM_Aula 1 - Sociologia uma ciência da sociedade.pptx3EM_Aula 1 - Sociologia uma ciência da sociedade.pptx
3EM_Aula 1 - Sociologia uma ciência da sociedade.pptx
 
Aula - Conceito Geral da Sociologia.pptx
Aula - Conceito Geral da Sociologia.pptxAula - Conceito Geral da Sociologia.pptx
Aula - Conceito Geral da Sociologia.pptx
 
O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?O QUE É SOCIOLOGIA?
O QUE É SOCIOLOGIA?
 

Mais de Roger Pimentel

Hahnemann bacelar - História da Arte na Amazônia
Hahnemann bacelar - História da Arte na AmazôniaHahnemann bacelar - História da Arte na Amazônia
Hahnemann bacelar - História da Arte na Amazônia
Roger Pimentel
 
Orlando Brito - Introdução a Fotografia
Orlando Brito - Introdução a FotografiaOrlando Brito - Introdução a Fotografia
Orlando Brito - Introdução a Fotografia
Roger Pimentel
 
Pablo Picasso e o Cubismo.
Pablo Picasso e o Cubismo.Pablo Picasso e o Cubismo.
Pablo Picasso e o Cubismo.
Roger Pimentel
 
Ecoturismo e Conservação dos Recursos Naturais, Turismo em Território Indíge...
Ecoturismo e Conservação dos Recursos Naturais,  Turismo em Território Indíge...Ecoturismo e Conservação dos Recursos Naturais,  Turismo em Território Indíge...
Ecoturismo e Conservação dos Recursos Naturais, Turismo em Território Indíge...
Roger Pimentel
 
Construtivismo - Escultura no Construtivismo
Construtivismo - Escultura no ConstrutivismoConstrutivismo - Escultura no Construtivismo
Construtivismo - Escultura no Construtivismo
Roger Pimentel
 
Teoria da percepção
Teoria da percepção Teoria da percepção
Teoria da percepção
Roger Pimentel
 
Arquitetura barroca - História da Arte
Arquitetura barroca - História da ArteArquitetura barroca - História da Arte
Arquitetura barroca - História da Arte
Roger Pimentel
 
Impressão Offset
Impressão Offset Impressão Offset
Impressão Offset
Roger Pimentel
 

Mais de Roger Pimentel (8)

Hahnemann bacelar - História da Arte na Amazônia
Hahnemann bacelar - História da Arte na AmazôniaHahnemann bacelar - História da Arte na Amazônia
Hahnemann bacelar - História da Arte na Amazônia
 
Orlando Brito - Introdução a Fotografia
Orlando Brito - Introdução a FotografiaOrlando Brito - Introdução a Fotografia
Orlando Brito - Introdução a Fotografia
 
Pablo Picasso e o Cubismo.
Pablo Picasso e o Cubismo.Pablo Picasso e o Cubismo.
Pablo Picasso e o Cubismo.
 
Ecoturismo e Conservação dos Recursos Naturais, Turismo em Território Indíge...
Ecoturismo e Conservação dos Recursos Naturais,  Turismo em Território Indíge...Ecoturismo e Conservação dos Recursos Naturais,  Turismo em Território Indíge...
Ecoturismo e Conservação dos Recursos Naturais, Turismo em Território Indíge...
 
Construtivismo - Escultura no Construtivismo
Construtivismo - Escultura no ConstrutivismoConstrutivismo - Escultura no Construtivismo
Construtivismo - Escultura no Construtivismo
 
Teoria da percepção
Teoria da percepção Teoria da percepção
Teoria da percepção
 
Arquitetura barroca - História da Arte
Arquitetura barroca - História da ArteArquitetura barroca - História da Arte
Arquitetura barroca - História da Arte
 
Impressão Offset
Impressão Offset Impressão Offset
Impressão Offset
 

Último

PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 

Positivismo de Augusto Comte

  • 2. ACADÊMICOS • DENISON DE SOUZA • DERMISON SALGADO • JOUSEFE DAVID • ROGER PIMENTEL
  • 3. A BIOGRAFIA DE AUGUSTO COMTE
  • 4. Auguste Comte, o Pai do Positivismo
  • 5. Auguste Comte – O Fundador da Sociologia ISIDORE- AUGUSTE MARIE-FRANÇOIS XAVIER COMTE Filósofo e Sociólogo, natural de Montpellier França. Nasceu em 1798 e faleceu em Paris em 1857. Discípulo do conde Claude-Henri de Saint Simon.
  • 6. • Em 1814, ingressou na Escola Politécnica de Paris. • 1817-1824 foi secretário do conde Henri de Saint-Simon, • 1824, rompeu com Saint-Simon ao discordar das ideias deste • • • • sobre as relações entre a ciência e a reorganização da sociedade.. Em 1826, sofreu um colapso nervoso enquanto trabalhava na criação de uma filosofia positiva. Em 1842, perdeu o emprego de examinador de admissão à Escola Politécnica por criticar a corporação universitária francesa. 1851 e 1854, redigiu o Sistema de política positiva, no qual expôs algumas das principais consequências de sua concepção de mundo não-teológica e não-metafisica. Em 1856, publicou o primeiro volume de Síntese Subjetiva. Não pôde concluir a obra ao falecer, possivelmente de câncer, em 5 de setembro de 1857, em Paris.
  • 7. PRINCIPAIS OBRAS • Opúsculos de Filosofia Social (1816/1828) • Curso de Filosofia Positiva (1830/1842) • Sistema de Política Positiva (1851/1854) • Discurso sobre o Espírito positivo (1844) • Catecismo Positivista (1852) • Apelo aos conservadores (1855) • Síntese Subjetiva (1856) • Correspondência (1816/1857)
  • 9. Emprego dos Termos Criador da SOCIOLOGIA e do POSITIVISMO após exaustivos estudos da estática e dinâmica sociais, idealizou uma sociedade modelo, tendo o amor como princípio, a ordem como base e o progresso como fim.
  • 10. Campo de Pesquisa  A herança francesa do iluminismo e as ondas de choque da Revolução Francesa levaram Comte a examinar a sociedade a partir de um estudo científico.(Curso de Filosofia Social (1830-1842).  Filosofia Social no princípio, depois o termo híbrido grego-latino Sociologia.
  • 11. Etapas do Pensamento  Lei dos três Estados, no qual o conhecimento está sujeito, em sua evolução passar por três estados diferentes.  Segundo essa Lei, o espírito humano teria passado por três fases sucessivas.
  • 12. 1º Estado - Teológico  Pensamento místico, em que o mundo é dominado pelas considerações do sobrenatural, religião e Deus.  Fetichismo (culto de objetos materiais magias)  Politeísmo (presença de vários deuses)  Monoteísmo (presença de um único Deus)
  • 13. 2º Estado - Metafísico  As atrações do sobrenatural são substituídas pelo pensamento filosófico sobre a essência dos fenômenos.  Reunião de todas as forças numa só chamada natureza. (panteísmo)
  • 14. 3º Estado: Positivo  A ciência, ou a observação cuidadosa dos fatos empíricos, o teste sistemático de teorias tornam-se modos dominantes para se acumular conhecimentos.  Uso das leis científicas da Matemática, Astronomia, Física, Química, Biologia e Lógica)
  • 16. •O Positivismo foi a corrente do pensamento que dominou a Europa no Século XIX, Tendo como seu principal teórico Augusto conte. • Comte, introduz a concepção de que o conhecimento só pode ser válido se provado pelo método cientifico.
  • 17. • No processo Histórico o positivismo reduz o papel do homem, enquanto ser pensante e crítico, para um mero coleto de informações e fatos presentes nos documentos.
  • 19. • Augusto Comte foi o formulador sociologia e o principal iniciador positivismo. da do O Positivismo é uma corrente filosófica cujo iniciador principal foi Augusto Comte (17981857). Surgiu como desenvolvimento filosófico do Iluminismo, a que se associou a afirmação social das ciências experimentais. Propõe à existência humana valores completamente humanos, afastando radicalmente teologia ou metafísica. Assim, o Positivismo - em sua versão comtiana, pelo menos - associa uma interpretação das ciências e uma classificação do conhecimento a uma ética humana, desenvolvida na segunda fase da carreira de Comte.
  • 20. • A Sociologia é uma das Ciências Humanas que tem como objetos de estudo a sociedade, a sua organização social e os processos que interligam os indivíduos em grupos, instituições e associações. Enquanto a Psicologia estuda o indivíduo na sua singularidade, a Sociologia estuda os fenômenos sociais, compreendendo as diferentes formas de constituição das sociedades e suas culturas. • A Sociologia tem a função de, ao mesmo tempo, observar os fenômenos que se repetem nas relações sociais – e assim formular explicações gerais ou teóricas sobre o fato social –, como também se preocupa com aqueles eventos únicos, como por exemplo, o surgimento do capitalismo ou do Estado Moderno, explicando seus significados e importância que esses eventos têm na vida dos cidadãos.
  • 21. • A Sociologia nasce da própria sociedade, e por isso mesmo essa disciplina pode refletir interesses de alguma categoria social ou ser usado como função ideológica, contrariando o ideal de objetividade e neutralidade da ciência. Nesse sentido, se expõe o paradoxo das Ciências Sociais, que ao contrário das ciências da natureza (como a biologia, física, química etc.), as ciências da sociedade estão dentro do seu próprio objeto de estudo, pois todo conhecimento é um produto social.
  • 22. REFERÊNCIAS • DURKHEIM, Émile. A função da divisão social do trabalho. In Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1983. • COSTA, João Cruz. Augusto Comte e as Origens do Positivismo REVISTA DE HISTÓRIA N° 03. São Paulo: 1950 trimestral. • http://www.brasilescola.com/sociologia/sociologia2.htm acessando em 05/02/2012.