SlideShare uma empresa Scribd logo
Oficina II
Recursos Tecnológicos na Educação
Superior
Ementa
 Tecnologia e educação.
 O uso de softwares pedagógicos como
instrumento de apoio ás atividades de
ensino.
 Emprego de recursos da tecnologia nas
aulas: desenvolvimento de vídeos, filmes,
páginas de internet e pequenos softwares.
Tecnologias na Educação
x
Informática Educativa
Informática Educativa
A informática é mais uma disciplina integrada ao currículo.
Ensina-se, por exemplo, linguagens de programação e a utilizar os
softwares do Office.
A informática é utilizada como um
recurso, uma ferramenta para a
construção de conhecimento.
A principal forma de trabalhar é
através de projetos, webquests,
webgincanas, projetos
colaborativos entre escolas
geograficamente separadas.
Tecnologias na Educação
Histórico da Tecnologia na Educação
1975 - A Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, iniciou cooperação
técnica com o LAB do Massachussets Institute of Technology - MIT, criando um
grupo interdisciplinar para pesquisar o uso de computadores com linguagem
LOGO na educação de crianças.
Histórico da Tecnologia na Educação
 “LOGO” é, ao mesmo tempo, uma linguagem de programação de
alto nível, uma metodologia de ensino e uma filosofia educacional,
ela propõe o uso do computador como ferramenta no processo
educacional, permitindo que as pessoas dominem conceitos mais
profundos de Matemática, Ciências, Linguagem e em muitas outras
áreas do conhecimento. (PAPERT, 1985).
Histórico da Tecnologia na Educação
 Algumas versões do LOGO
 SuperLogo
 MswLogo
 TinyLogo
 NetLogo
Mais informações:
 http://omnis.if.ufrj.br/~carlos/infoenci/logo.html
Histórico da Tecnologia na Educação
 A cultura nacional de informática na
educação teve início nos anos 80, a partir
dos resultados de dois seminários
internacionais (1981 e 1982) sobre o uso do
computador como ferramenta auxiliar do
processo de ensino-aprendizagem.
Fonte:História da Informática Educativa no Brasil do Site do MEC/SEED/PROINFO
Tecnologias da Informação e
Comunicação (TIC´s)
Tecnologias da informação e comunicação
(TIC´s)
 Principais tecnologias da informação e comunicação- Projetos
 Projeto Praia - Projeto realizado a distância por Multiplicadores, Professores e
Especialistas
 Resolução de Problemas no Ensino Médio - Exemplo de atividade, realizada
a distância
 Projeto Brasil/Argentina - Projeto realizado entre alunos do Ensino
Fundamental do Brasil e Argentina
 Aprender Juntos - Projeto Brasil/Canadá
 LTNet-Brasil - Espaço virtual aberto para trocas entre escolas e construção de
projetos
 Clube Virtual de Matemática - Clube virtual destinado a profissionais de
educação, independente da área do conhecimento, que queiram contribuir para
a desmistificação da Matemática como disciplina isolada
Artes, usando planilha
 Desafios sugeridos pelos Multiplicadores Djalma Hermenegildo Giovanelli do
NTE de Gurupi/TO e Denise Arakaki Takemoto do Centro Municipal de
Tecnologia Educacional Campo Grande/MS
 Peixe no Excel
 Ambiente aquático
 Mosaico
 Oficina Excel: Criando propostas de projetos - Diversas atividades e projeto
do trabalho, enviados pelo Prof. Adalto Dias Soares, CAIC Santa Maria/DF.
Trabalho com alfabeto, sílabas, cruzadinhas e muito mais.
Papéis dos aprendizes e dos educadores em ambientes de
aprendizagem baseados nas TICs
 Analisar e debater as mudanças nos papéis
de aprendizes e educadores a partir da
introdução das novas TICs
 http://www.portalensinando.com.br/ensinand
o/principal/principal.asp
Impacto das TICs em diferentes contextos
educacionais
 Analisar e debater o impacto das TICs nos
ambientes offline, online e à distância,
envolvendo exemplos de ensino e
aprendizado nos níveis superior, médio e
básico.
Educação à distância mediada pelas TICs
 Desenvolver a habilidade de estruturar
ensino e aprendizado utilizando sistemas de
ensino à distância.
Termos Educacionais
 Educação on line: A educação acontece através
de uma rede, porém, não existe uma mediação por
parte de um docente, além do material ficar
disponível de forma linear, bastando apenas o aluno
avançar até o final do curso.
 Educação a distância: Ao contrario da “educação
on line”, essa sim é mediada por um docente e por
uma equipe de profissionais que utiliza diversos
recursos que podem ser através de chat, fórum ou
utilizando diferentes outros formatos tecnológicos.
EAD
 Conceitos e Características Aspectos
tecnológicos
 Uso de recursos básicos da Internet para o
Ensino a Distância
 Videoconferência: requisitos ambientais,
de rede, computacionais ,Compressão de
vídeo, formas de transmissão e padrões
Conceitos e Características Aspectos
tecnológicos - EAD
 O termo e-Learning é fruto maduro de uma
combinação ocorrida entre o ensino com
auxílio da tecnologia e a educação a
distância.
 Ambas modalidades convergiram para a
educação on-line e para o treinamento
baseado em Web, que ao final resultou no e-
Learning.
Exemplos de E-learning
Moodle
TelEduc
Ferramentas de EAD
 Teleconferência
 Videoconferência
Definições em EAD
 E-Learning
 Sistemas LMS
 BLOG
 Twitter
 WEB 2.0
 Wikipédia
 FAQ´s
E-Learning
 O termo e-Learning é fruto maduro de uma
combinação ocorrida entre o ensino com auxílio da
tecnologia e a educação a distância.
 No e-Learning, as etapas de ensino são pré-
programadas, divididas em módulos e são utilizados
diversos recursos como o e-mail, textos e imagens
digitalizadas, sala de bate-papo, links para fontes
externas de informações, vídeos e teleconferências,
entre outras.
Sistemas LMS
 A fim de apoiar o processo de e-Learning,
foram desenvolvidos os LMS’s (Learning
Management System), sistemas de gestão
de ensino e aprendizagem na web.
Softwares projetados para atuarem como
salas de aula virtuais, gerando várias
possibilidades de interações entre os seus
participantes.
A diferença entre o Jornal, Blog e o
Twitter
 Jornal: "Lennon foi assassinado ontem".
 Blog: "Lennon acaba de ser
assassinado".
 Twitter: "Lennon está dando autógrafo
p/ um esquisitão"
BLOG
 Um blog (contração do termo "Web log"), é um site cuja estrutura permite a
atualização rápida a partir de acréscimos dos chamados artigos, ou "posts".
 Muitos blogs fornecem comentários ou notícias sobre um assunto em particular;
outros funcionam mais como diários online.
 Um blog típico combina texto, imagens e links para outros blogs, páginas da
web e mídias relacionadas a seu tema. A capacidade de leitores deixarem
comentários de forma a interagir com o autor e outros leitores é uma parte
importante de muitos blogs.
BLOG
 Muitos sites oferecem gratuitamente serviço
de hospedagem de blog com ferramentas
que ajudam na configuração da página na
web.
 http:// www.fazerblogs.com
 https://www.blogger.com/start
 http://srsregina.blogspot.com
Twitter
Twitter
 Twitter é uma rede social e servidor para
microblogging que permite aos usuários que
enviem e leiam atualizações pessoais de
outros contatos (em textos de até 140
caracteres, conhecidos como "tweets"),
através da própria Web, por SMS e por
softwares específicos instalados em
dispositivos portateis como o Twitterberry
desenvolvido para o Blackberry.
Web 2.0
 "Web 2.0 é a mudança para uma internet
como plataforma, e um entendimento das
regras para obter sucesso nesta nova
plataforma. Entre outras, a regra mais
importante é desenvolver aplicativos que
aproveitem os efeitos de rede para se
tornarem melhores quanto mais são usados
pelas pessoas, aproveitando a
inteligência coletiva"
— Tim O'Reilly
Wiki
 Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 A palavra "wiki" é muitas vezes associada ao
acrônimo "what I know, is, " ("o que sei é"). A
palavra é também associada a "wiki" que, na
linguagem indígena havaiana, significa rápido ou
acelerado..
 Muitos wikis são criados por grupos de pessoas
com afinidades sobre determinados assuntos, que
se reúnem e trocam pensamentos e ideias.
FAQ´s
 Frequently Asked Questions- FAQ significa
questões frequentemente perguntadas. É um
recurso muito útil no atendimento aos
clientes pela Internet.
Moodle
Para se instalar a plataforma é necessário ter alguns pré-requisitos:
 Um servidor de páginas – preferencialmente Apache –
http://apache.org
 O pré-interpretador de textos PHP - http://php.net
 Um servidor de Bancos de Dados – preferencialmente MySQL -
http://mysql.com
Isso é o que chamamos de tríade ou AMP – Apache, MySQL e PHP – e
qualquer combinação desses três elementos em qualquer plataforma é
capaz de rodar o Moodle sem problemas adicionais.
Moodle
 Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment - Moodle é um software livre, de
apoio à aprendizagem, executado num ambiente virtual.
 Em linguagem coloquial, o verbo to moodle descreve o processo de navegar
despretensiosamente por algo, enquanto fazem-se outras coisas ao mesmo tempo.
 O programa é gratuito (ver licença GNU-GPL) e pode ser instalado em diversos ambientes (Unix,
Linux, Windows, Mac OS)
 Muitas instituições de ensino (básico e superior) e centros de formação estão adaptando a
plataforma aos próprios conteúdos, com sucesso, não apenas para cursos totalmente virtuais,
mas também como apoio aos cursos presenciais. A plataforma também vem sendo utilizada para
outros tipos de atividades que envolvem formação de grupos de estudo, treinamento de
professores e até desenvolvimento de projetos. Muito usado também na Educação a distância.
Moodle
 Plataformas similares
 Amadeus lms
 Ambiente Virtual SOLAR
 AVA-UNISINOS
 Blackboard
 Desire2Learn
 DeskEaD
 Dokeos
 TelEduc (Unicamp)
 WebCT
 Eureka (PUCPR)
 AVA (UNITINS)
Lista de mitos
 Você precisa ter conhecimentos avançados em informática para usar o Moodle: Aqui o ponto é
interessante fazer uma comparação, assim como fez o Tomaz Lasic. Você sabe usar um e-mail? Anexar
arquivos? Caso saiba, esse é o conhecimento necessário para usar o Moodle! Só isso? Sim, na maioria
das situações é apenas um trabalho de gerenciar uma interface na internet, voltava para educação.
 Com o Moodle, você precisa estar o tempo todo na frente do computador: Tudo vai depender de
como você planejou o seu curso ou disciplina. Por exemplo, um curso assíncrono é projetado para que
os alunos possam participar independente da hora em que o tutor esteja online. Agora, se o curso for
síncrono, em todos os sistemas e não só no Moodle o tutor precisa ficar online no computador. Portanto,
o mito é infundado.
 Os alunos adoram o Moodle, por ser uma rede social para educação: Esse é um dos mitos mais
perigosos, pois o Moodle sozinho não resolve um curso. A instituição precisa investir em conteúdos e na
capacitação de tutores. Nos primeiros momentos, os alunos podem até ficar empolgados com a
novidade, mas depois perdem o interesse e deixam de acessar o sistema.
 O Moodle é próprio para jogos educativos e atividades recreativas na internet: O sistema até
permite a utilização desse tipo de conteúdo, mas o foco dele é na interação entre alunos e tutores. Os
jogos são apenas mais uma ferramenta.
 O Moodle é apenas mais uma das ferramentas necessárias para ensinar na internet, com o tempo
ele será superado: Essa é uma meia verdade. No curto prazo não acredito que o Moodle venha a
desaparecer, mas evoluir. O que aprendemos hoje será defasado em pouco tempo? Essa é uma
afirmação que se aplica em todos os campos do conhecimento e não apenas ao uso do Moodle.
Avaliação
 Sistema de Avaliação:
 As avaliações comporão 3 notas parciais, sendo a
primeira oriunda das notas de Participação em
Fóruns e Chats debatendo assuntos relacionados a
EAD, a segunda criação de um Portifólio ou Blog
elaborado pelo aluno a partir de suas atividades no
laboratório e a terceira oriunda da avaliação de um
Projeto a ser desenvolvido durante a disciplina.
 A nota final será calculada da seguinte forma: MF =
(2xNPart + 2xPortOnLine+ 6xNProj )/10

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

CVAs
CVAsCVAs
Plataforma de ensino virtual
Plataforma de ensino virtualPlataforma de ensino virtual
Plataforma de ensino virtual
medisconsultoria
 
50 Ferramentas online para professores
50 Ferramentas online para professores50 Ferramentas online para professores
50 Ferramentas online para professores
António Pires
 
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Sandra Oliveira
 
Caderno de estudo unidade 2
Caderno de estudo   unidade 2Caderno de estudo   unidade 2
Caderno de estudo unidade 2
Maria de Lourdes Lourenço
 
Módulo 7
Módulo 7Módulo 7
Módulo 7
Pedro Silva
 
Políticas públicas e novas tecnologias
Políticas públicas e novas tecnologiasPolíticas públicas e novas tecnologias
Políticas públicas e novas tecnologias
Grupo Educação, Mídias e Comunidade Surda
 
Comparação entre Plataformas de Gestão de Conteudos
Comparação entre Plataformas de Gestão de ConteudosComparação entre Plataformas de Gestão de Conteudos
Comparação entre Plataformas de Gestão de Conteudos
Maria Munteanu
 
Aceder, Criar e Partilhar Prudentemente
Aceder, Criar e Partilhar PrudentementeAceder, Criar e Partilhar Prudentemente
Aceder, Criar e Partilhar Prudentemente
Fernando Rui Campos
 
Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...
Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...
Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...
ANATED
 
Proposta de oficina by delziene perdoncini com recursos da web 2.0 2012
Proposta de oficina by delziene perdoncini com recursos da web 2.0   2012Proposta de oficina by delziene perdoncini com recursos da web 2.0   2012
Proposta de oficina by delziene perdoncini com recursos da web 2.0 2012
Delziene Jesus
 
Exemplos de plataformas moocs
Exemplos de plataformas moocsExemplos de plataformas moocs
Exemplos de plataformas moocs
Kayque Oliveira
 
Tutor
TutorTutor
Trab webquest 1
Trab webquest 1Trab webquest 1
Trab webquest 1
PEDROPOLERY
 
curso 40horas
curso 40horascurso 40horas
curso 40horas
Bethreis
 
Ai ad-tp2-g2-a
Ai ad-tp2-g2-aAi ad-tp2-g2-a
Ai ad-tp2-g2-a
SofiaAmaro
 
Introdução à disciplina
Introdução à disciplinaIntrodução à disciplina
Iste 2012
Iste 2012Iste 2012
Iste 2012
Gabriela Rodella
 

Mais procurados (18)

CVAs
CVAsCVAs
CVAs
 
Plataforma de ensino virtual
Plataforma de ensino virtualPlataforma de ensino virtual
Plataforma de ensino virtual
 
50 Ferramentas online para professores
50 Ferramentas online para professores50 Ferramentas online para professores
50 Ferramentas online para professores
 
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
Plataformas Colaborativas e de Aprendizagem
 
Caderno de estudo unidade 2
Caderno de estudo   unidade 2Caderno de estudo   unidade 2
Caderno de estudo unidade 2
 
Módulo 7
Módulo 7Módulo 7
Módulo 7
 
Políticas públicas e novas tecnologias
Políticas públicas e novas tecnologiasPolíticas públicas e novas tecnologias
Políticas públicas e novas tecnologias
 
Comparação entre Plataformas de Gestão de Conteudos
Comparação entre Plataformas de Gestão de ConteudosComparação entre Plataformas de Gestão de Conteudos
Comparação entre Plataformas de Gestão de Conteudos
 
Aceder, Criar e Partilhar Prudentemente
Aceder, Criar e Partilhar PrudentementeAceder, Criar e Partilhar Prudentemente
Aceder, Criar e Partilhar Prudentemente
 
Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...
Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...
Curso a distância para alunos com deficiência visual - Preocupações e Cuidado...
 
Proposta de oficina by delziene perdoncini com recursos da web 2.0 2012
Proposta de oficina by delziene perdoncini com recursos da web 2.0   2012Proposta de oficina by delziene perdoncini com recursos da web 2.0   2012
Proposta de oficina by delziene perdoncini com recursos da web 2.0 2012
 
Exemplos de plataformas moocs
Exemplos de plataformas moocsExemplos de plataformas moocs
Exemplos de plataformas moocs
 
Tutor
TutorTutor
Tutor
 
Trab webquest 1
Trab webquest 1Trab webquest 1
Trab webquest 1
 
curso 40horas
curso 40horascurso 40horas
curso 40horas
 
Ai ad-tp2-g2-a
Ai ad-tp2-g2-aAi ad-tp2-g2-a
Ai ad-tp2-g2-a
 
Introdução à disciplina
Introdução à disciplinaIntrodução à disciplina
Introdução à disciplina
 
Iste 2012
Iste 2012Iste 2012
Iste 2012
 

Destaque

Apresentação sobre trabalhos acadêmicos-Biblioteca da EESC- janeiro_2013
Apresentação sobre trabalhos acadêmicos-Biblioteca da EESC- janeiro_2013Apresentação sobre trabalhos acadêmicos-Biblioteca da EESC- janeiro_2013
Apresentação sobre trabalhos acadêmicos-Biblioteca da EESC- janeiro_2013
Serviço de Biblioteca EESC/USP
 
AVAL_7º_LP_CRUZ_CE
AVAL_7º_LP_CRUZ_CEAVAL_7º_LP_CRUZ_CE
AVAL_7º_LP_CRUZ_CE
SECRET. DA EDUC.ACARAÚ CE
 
Como procurar seu imóvel 2011 completo
Como procurar seu imóvel 2011   completoComo procurar seu imóvel 2011   completo
Como procurar seu imóvel 2011 completo
Fórmula do Sucesso
 
Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)
Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)
Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)
SAN JOSE OBRERO
 
Paypal
PaypalPaypal
Domain-Driven-Design
Domain-Driven-DesignDomain-Driven-Design
Domain-Driven-Design
Wende Mendes
 
Número de inadimplentes em dezembro cresce 3,45%
Número de inadimplentes em dezembro cresce 3,45%Número de inadimplentes em dezembro cresce 3,45%
Número de inadimplentes em dezembro cresce 3,45%
SPC Brasil
 
Iii material trujillo jueves 26 marzo 2015
Iii material trujillo jueves 26 marzo 2015Iii material trujillo jueves 26 marzo 2015
Iii material trujillo jueves 26 marzo 2015
Isela Guerrero Pacheco
 
Aula 1-metodologia-da-pesquisa
Aula 1-metodologia-da-pesquisaAula 1-metodologia-da-pesquisa
Aula 1-metodologia-da-pesquisa
PT
 
1 david romero plataformas tecnológicas
1 david romero   plataformas tecnológicas1 david romero   plataformas tecnológicas
1 david romero plataformas tecnológicas
Fundación Romero
 
33% das compras feitas por impulso são de supermercado
33% das compras feitas por impulso são de supermercado33% das compras feitas por impulso são de supermercado
33% das compras feitas por impulso são de supermercado
SPC Brasil
 
Blog aula 2014 2
Blog aula 2014 2Blog aula 2014 2
Blog aula 2014 2
Fatima Lima
 
Investigaciion social
Investigaciion socialInvestigaciion social
Investigaciion social
fireosve
 
Cristóbal Toral, el pintor de las maletas. Por Juan Carlos Rodríguez
Cristóbal Toral, el pintor de las maletas. Por Juan Carlos Rodríguez Cristóbal Toral, el pintor de las maletas. Por Juan Carlos Rodríguez
Cristóbal Toral, el pintor de las maletas. Por Juan Carlos Rodríguez
Juan Carlos Rodríguez
 
Inadimplência fecha setembro com a menor alta do ano: 3,84%
Inadimplência fecha setembro com a menor alta do ano: 3,84%Inadimplência fecha setembro com a menor alta do ano: 3,84%
Inadimplência fecha setembro com a menor alta do ano: 3,84%
SPC Brasil
 
Regimento interno da II CMC Rio
Regimento interno da II CMC RioRegimento interno da II CMC Rio
Regimento interno da II CMC Rio
Gabriela Agustini
 
Mean
MeanMean
Mean
carohl
 
Aval parc 2ª_2ºtri
Aval parc 2ª_2ºtriAval parc 2ª_2ºtri
Aval parc 2ª_2ºtri
Antonio Carlos da Silva
 
Historia de la
Historia de laHistoria de la
Historia de la
jonatan45
 
Sudeste e Centro-Oeste lideram crescimento de inadimplentes no país
Sudeste e Centro-Oeste lideram crescimento de inadimplentes no paísSudeste e Centro-Oeste lideram crescimento de inadimplentes no país
Sudeste e Centro-Oeste lideram crescimento de inadimplentes no país
SPC Brasil
 

Destaque (20)

Apresentação sobre trabalhos acadêmicos-Biblioteca da EESC- janeiro_2013
Apresentação sobre trabalhos acadêmicos-Biblioteca da EESC- janeiro_2013Apresentação sobre trabalhos acadêmicos-Biblioteca da EESC- janeiro_2013
Apresentação sobre trabalhos acadêmicos-Biblioteca da EESC- janeiro_2013
 
AVAL_7º_LP_CRUZ_CE
AVAL_7º_LP_CRUZ_CEAVAL_7º_LP_CRUZ_CE
AVAL_7º_LP_CRUZ_CE
 
Como procurar seu imóvel 2011 completo
Como procurar seu imóvel 2011   completoComo procurar seu imóvel 2011   completo
Como procurar seu imóvel 2011 completo
 
Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)
Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)
Evoluciondematerialesytecnicas 110302144708-phpapp01 (2)
 
Paypal
PaypalPaypal
Paypal
 
Domain-Driven-Design
Domain-Driven-DesignDomain-Driven-Design
Domain-Driven-Design
 
Número de inadimplentes em dezembro cresce 3,45%
Número de inadimplentes em dezembro cresce 3,45%Número de inadimplentes em dezembro cresce 3,45%
Número de inadimplentes em dezembro cresce 3,45%
 
Iii material trujillo jueves 26 marzo 2015
Iii material trujillo jueves 26 marzo 2015Iii material trujillo jueves 26 marzo 2015
Iii material trujillo jueves 26 marzo 2015
 
Aula 1-metodologia-da-pesquisa
Aula 1-metodologia-da-pesquisaAula 1-metodologia-da-pesquisa
Aula 1-metodologia-da-pesquisa
 
1 david romero plataformas tecnológicas
1 david romero   plataformas tecnológicas1 david romero   plataformas tecnológicas
1 david romero plataformas tecnológicas
 
33% das compras feitas por impulso são de supermercado
33% das compras feitas por impulso são de supermercado33% das compras feitas por impulso são de supermercado
33% das compras feitas por impulso são de supermercado
 
Blog aula 2014 2
Blog aula 2014 2Blog aula 2014 2
Blog aula 2014 2
 
Investigaciion social
Investigaciion socialInvestigaciion social
Investigaciion social
 
Cristóbal Toral, el pintor de las maletas. Por Juan Carlos Rodríguez
Cristóbal Toral, el pintor de las maletas. Por Juan Carlos Rodríguez Cristóbal Toral, el pintor de las maletas. Por Juan Carlos Rodríguez
Cristóbal Toral, el pintor de las maletas. Por Juan Carlos Rodríguez
 
Inadimplência fecha setembro com a menor alta do ano: 3,84%
Inadimplência fecha setembro com a menor alta do ano: 3,84%Inadimplência fecha setembro com a menor alta do ano: 3,84%
Inadimplência fecha setembro com a menor alta do ano: 3,84%
 
Regimento interno da II CMC Rio
Regimento interno da II CMC RioRegimento interno da II CMC Rio
Regimento interno da II CMC Rio
 
Mean
MeanMean
Mean
 
Aval parc 2ª_2ºtri
Aval parc 2ª_2ºtriAval parc 2ª_2ºtri
Aval parc 2ª_2ºtri
 
Historia de la
Historia de laHistoria de la
Historia de la
 
Sudeste e Centro-Oeste lideram crescimento de inadimplentes no país
Sudeste e Centro-Oeste lideram crescimento de inadimplentes no paísSudeste e Centro-Oeste lideram crescimento de inadimplentes no país
Sudeste e Centro-Oeste lideram crescimento de inadimplentes no país
 

Semelhante a Pos Oficina Ii

Pos Oficina Ii
Pos Oficina IiPos Oficina Ii
Pos Oficina Ii
guest6b0ad3
 
AçõEs Nte 2012
AçõEs Nte 2012AçõEs Nte 2012
AçõEs Nte 2012
IvanaAbrantes
 
ProInfo Integrado
ProInfo IntegradoProInfo Integrado
ProInfo Integrado
donicleo
 
Curso Apresentacao
Curso ApresentacaoCurso Apresentacao
Curso Apresentacao
marizaliealvares
 
Proinfo integrado aqz
Proinfo integrado aqzProinfo integrado aqz
Proinfo integrado aqz
Evenio Matos
 
Proposta Pedagógica do NTM
Proposta Pedagógica do NTMProposta Pedagógica do NTM
Proposta Pedagógica do NTM
Moisés Rodrigues
 
Apresentacao curso introedudigital 40h - 2012
Apresentacao curso introedudigital 40h - 2012Apresentacao curso introedudigital 40h - 2012
Apresentacao curso introedudigital 40h - 2012
Dirce Reges Crispim Sousa
 
Linguagem de Programação Comercial
Linguagem de Programação ComercialLinguagem de Programação Comercial
Linguagem de Programação Comercial
Tathiana Machado
 
Projeto Linux - E.E.B Melo e Alvim
Projeto Linux - E.E.B Melo e AlvimProjeto Linux - E.E.B Melo e Alvim
Projeto Linux - E.E.B Melo e Alvim
Lucas Wanderlei Pratto
 
Sessao web20
Sessao web20Sessao web20
Sessao web20
Teresa Lacerda
 
Blog
BlogBlog
Tecnologias da informação e da comunicação na educação
Tecnologias da informação e da comunicação na educação Tecnologias da informação e da comunicação na educação
Tecnologias da informação e da comunicação na educação
Katia Tavares
 
Segundaversao tcc silvia_figueiredo_2
Segundaversao tcc silvia_figueiredo_2Segundaversao tcc silvia_figueiredo_2
Segundaversao tcc silvia_figueiredo_2
Sílvia Figueiredo de Sousa
 
Abertura tic
Abertura ticAbertura tic
Abertura tic
Ângela Szinvelski
 
Objetos educacionais
Objetos educacionaisObjetos educacionais
Objetos educacionais
Valter Jasonil Rodrigues
 
Cópia de slide
Cópia de slideCópia de slide
Cópia de slide
Bethreis
 
Cópia de slide
Cópia de slideCópia de slide
Cópia de slide
Bethreis
 
Tecnologia na educação
Tecnologia na educaçãoTecnologia na educação
Tecnologia na educação
Gustavo Freitas
 
Moodle Apresentação Escola Professores
Moodle Apresentação Escola  ProfessoresMoodle Apresentação Escola  Professores
As novas tecnologias da informação e comunicação
As novas tecnologias da informação e comunicaçãoAs novas tecnologias da informação e comunicação
As novas tecnologias da informação e comunicação
Juliana Medeiros
 

Semelhante a Pos Oficina Ii (20)

Pos Oficina Ii
Pos Oficina IiPos Oficina Ii
Pos Oficina Ii
 
AçõEs Nte 2012
AçõEs Nte 2012AçõEs Nte 2012
AçõEs Nte 2012
 
ProInfo Integrado
ProInfo IntegradoProInfo Integrado
ProInfo Integrado
 
Curso Apresentacao
Curso ApresentacaoCurso Apresentacao
Curso Apresentacao
 
Proinfo integrado aqz
Proinfo integrado aqzProinfo integrado aqz
Proinfo integrado aqz
 
Proposta Pedagógica do NTM
Proposta Pedagógica do NTMProposta Pedagógica do NTM
Proposta Pedagógica do NTM
 
Apresentacao curso introedudigital 40h - 2012
Apresentacao curso introedudigital 40h - 2012Apresentacao curso introedudigital 40h - 2012
Apresentacao curso introedudigital 40h - 2012
 
Linguagem de Programação Comercial
Linguagem de Programação ComercialLinguagem de Programação Comercial
Linguagem de Programação Comercial
 
Projeto Linux - E.E.B Melo e Alvim
Projeto Linux - E.E.B Melo e AlvimProjeto Linux - E.E.B Melo e Alvim
Projeto Linux - E.E.B Melo e Alvim
 
Sessao web20
Sessao web20Sessao web20
Sessao web20
 
Blog
BlogBlog
Blog
 
Tecnologias da informação e da comunicação na educação
Tecnologias da informação e da comunicação na educação Tecnologias da informação e da comunicação na educação
Tecnologias da informação e da comunicação na educação
 
Segundaversao tcc silvia_figueiredo_2
Segundaversao tcc silvia_figueiredo_2Segundaversao tcc silvia_figueiredo_2
Segundaversao tcc silvia_figueiredo_2
 
Abertura tic
Abertura ticAbertura tic
Abertura tic
 
Objetos educacionais
Objetos educacionaisObjetos educacionais
Objetos educacionais
 
Cópia de slide
Cópia de slideCópia de slide
Cópia de slide
 
Cópia de slide
Cópia de slideCópia de slide
Cópia de slide
 
Tecnologia na educação
Tecnologia na educaçãoTecnologia na educação
Tecnologia na educação
 
Moodle Apresentação Escola Professores
Moodle Apresentação Escola  ProfessoresMoodle Apresentação Escola  Professores
Moodle Apresentação Escola Professores
 
As novas tecnologias da informação e comunicação
As novas tecnologias da informação e comunicaçãoAs novas tecnologias da informação e comunicação
As novas tecnologias da informação e comunicação
 

Pos Oficina Ii

  • 1. Oficina II Recursos Tecnológicos na Educação Superior
  • 2. Ementa  Tecnologia e educação.  O uso de softwares pedagógicos como instrumento de apoio ás atividades de ensino.  Emprego de recursos da tecnologia nas aulas: desenvolvimento de vídeos, filmes, páginas de internet e pequenos softwares.
  • 4. Informática Educativa A informática é mais uma disciplina integrada ao currículo. Ensina-se, por exemplo, linguagens de programação e a utilizar os softwares do Office.
  • 5. A informática é utilizada como um recurso, uma ferramenta para a construção de conhecimento. A principal forma de trabalhar é através de projetos, webquests, webgincanas, projetos colaborativos entre escolas geograficamente separadas. Tecnologias na Educação
  • 6. Histórico da Tecnologia na Educação 1975 - A Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, iniciou cooperação técnica com o LAB do Massachussets Institute of Technology - MIT, criando um grupo interdisciplinar para pesquisar o uso de computadores com linguagem LOGO na educação de crianças.
  • 7. Histórico da Tecnologia na Educação  “LOGO” é, ao mesmo tempo, uma linguagem de programação de alto nível, uma metodologia de ensino e uma filosofia educacional, ela propõe o uso do computador como ferramenta no processo educacional, permitindo que as pessoas dominem conceitos mais profundos de Matemática, Ciências, Linguagem e em muitas outras áreas do conhecimento. (PAPERT, 1985).
  • 8. Histórico da Tecnologia na Educação  Algumas versões do LOGO  SuperLogo  MswLogo  TinyLogo  NetLogo Mais informações:  http://omnis.if.ufrj.br/~carlos/infoenci/logo.html
  • 9. Histórico da Tecnologia na Educação  A cultura nacional de informática na educação teve início nos anos 80, a partir dos resultados de dois seminários internacionais (1981 e 1982) sobre o uso do computador como ferramenta auxiliar do processo de ensino-aprendizagem. Fonte:História da Informática Educativa no Brasil do Site do MEC/SEED/PROINFO
  • 10. Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC´s)
  • 11. Tecnologias da informação e comunicação (TIC´s)  Principais tecnologias da informação e comunicação- Projetos  Projeto Praia - Projeto realizado a distância por Multiplicadores, Professores e Especialistas  Resolução de Problemas no Ensino Médio - Exemplo de atividade, realizada a distância  Projeto Brasil/Argentina - Projeto realizado entre alunos do Ensino Fundamental do Brasil e Argentina  Aprender Juntos - Projeto Brasil/Canadá  LTNet-Brasil - Espaço virtual aberto para trocas entre escolas e construção de projetos
  • 12.  Clube Virtual de Matemática - Clube virtual destinado a profissionais de educação, independente da área do conhecimento, que queiram contribuir para a desmistificação da Matemática como disciplina isolada Artes, usando planilha  Desafios sugeridos pelos Multiplicadores Djalma Hermenegildo Giovanelli do NTE de Gurupi/TO e Denise Arakaki Takemoto do Centro Municipal de Tecnologia Educacional Campo Grande/MS  Peixe no Excel  Ambiente aquático  Mosaico  Oficina Excel: Criando propostas de projetos - Diversas atividades e projeto do trabalho, enviados pelo Prof. Adalto Dias Soares, CAIC Santa Maria/DF. Trabalho com alfabeto, sílabas, cruzadinhas e muito mais.
  • 13. Papéis dos aprendizes e dos educadores em ambientes de aprendizagem baseados nas TICs  Analisar e debater as mudanças nos papéis de aprendizes e educadores a partir da introdução das novas TICs  http://www.portalensinando.com.br/ensinand o/principal/principal.asp
  • 14. Impacto das TICs em diferentes contextos educacionais  Analisar e debater o impacto das TICs nos ambientes offline, online e à distância, envolvendo exemplos de ensino e aprendizado nos níveis superior, médio e básico.
  • 15. Educação à distância mediada pelas TICs  Desenvolver a habilidade de estruturar ensino e aprendizado utilizando sistemas de ensino à distância.
  • 16. Termos Educacionais  Educação on line: A educação acontece através de uma rede, porém, não existe uma mediação por parte de um docente, além do material ficar disponível de forma linear, bastando apenas o aluno avançar até o final do curso.  Educação a distância: Ao contrario da “educação on line”, essa sim é mediada por um docente e por uma equipe de profissionais que utiliza diversos recursos que podem ser através de chat, fórum ou utilizando diferentes outros formatos tecnológicos.
  • 17.
  • 18. EAD  Conceitos e Características Aspectos tecnológicos  Uso de recursos básicos da Internet para o Ensino a Distância  Videoconferência: requisitos ambientais, de rede, computacionais ,Compressão de vídeo, formas de transmissão e padrões
  • 19. Conceitos e Características Aspectos tecnológicos - EAD  O termo e-Learning é fruto maduro de uma combinação ocorrida entre o ensino com auxílio da tecnologia e a educação a distância.  Ambas modalidades convergiram para a educação on-line e para o treinamento baseado em Web, que ao final resultou no e- Learning.
  • 20.
  • 22. Ferramentas de EAD  Teleconferência  Videoconferência
  • 23.
  • 24.
  • 25. Definições em EAD  E-Learning  Sistemas LMS  BLOG  Twitter  WEB 2.0  Wikipédia  FAQ´s
  • 26. E-Learning  O termo e-Learning é fruto maduro de uma combinação ocorrida entre o ensino com auxílio da tecnologia e a educação a distância.  No e-Learning, as etapas de ensino são pré- programadas, divididas em módulos e são utilizados diversos recursos como o e-mail, textos e imagens digitalizadas, sala de bate-papo, links para fontes externas de informações, vídeos e teleconferências, entre outras.
  • 27. Sistemas LMS  A fim de apoiar o processo de e-Learning, foram desenvolvidos os LMS’s (Learning Management System), sistemas de gestão de ensino e aprendizagem na web. Softwares projetados para atuarem como salas de aula virtuais, gerando várias possibilidades de interações entre os seus participantes.
  • 28. A diferença entre o Jornal, Blog e o Twitter  Jornal: "Lennon foi assassinado ontem".  Blog: "Lennon acaba de ser assassinado".  Twitter: "Lennon está dando autógrafo p/ um esquisitão"
  • 29. BLOG  Um blog (contração do termo "Web log"), é um site cuja estrutura permite a atualização rápida a partir de acréscimos dos chamados artigos, ou "posts".  Muitos blogs fornecem comentários ou notícias sobre um assunto em particular; outros funcionam mais como diários online.  Um blog típico combina texto, imagens e links para outros blogs, páginas da web e mídias relacionadas a seu tema. A capacidade de leitores deixarem comentários de forma a interagir com o autor e outros leitores é uma parte importante de muitos blogs.
  • 30. BLOG  Muitos sites oferecem gratuitamente serviço de hospedagem de blog com ferramentas que ajudam na configuração da página na web.  http:// www.fazerblogs.com  https://www.blogger.com/start  http://srsregina.blogspot.com
  • 32. Twitter  Twitter é uma rede social e servidor para microblogging que permite aos usuários que enviem e leiam atualizações pessoais de outros contatos (em textos de até 140 caracteres, conhecidos como "tweets"), através da própria Web, por SMS e por softwares específicos instalados em dispositivos portateis como o Twitterberry desenvolvido para o Blackberry.
  • 33. Web 2.0  "Web 2.0 é a mudança para uma internet como plataforma, e um entendimento das regras para obter sucesso nesta nova plataforma. Entre outras, a regra mais importante é desenvolver aplicativos que aproveitem os efeitos de rede para se tornarem melhores quanto mais são usados pelas pessoas, aproveitando a inteligência coletiva" — Tim O'Reilly
  • 34. Wiki  Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.  A palavra "wiki" é muitas vezes associada ao acrônimo "what I know, is, " ("o que sei é"). A palavra é também associada a "wiki" que, na linguagem indígena havaiana, significa rápido ou acelerado..  Muitos wikis são criados por grupos de pessoas com afinidades sobre determinados assuntos, que se reúnem e trocam pensamentos e ideias.
  • 35. FAQ´s  Frequently Asked Questions- FAQ significa questões frequentemente perguntadas. É um recurso muito útil no atendimento aos clientes pela Internet.
  • 36.
  • 37. Moodle Para se instalar a plataforma é necessário ter alguns pré-requisitos:  Um servidor de páginas – preferencialmente Apache – http://apache.org  O pré-interpretador de textos PHP - http://php.net  Um servidor de Bancos de Dados – preferencialmente MySQL - http://mysql.com Isso é o que chamamos de tríade ou AMP – Apache, MySQL e PHP – e qualquer combinação desses três elementos em qualquer plataforma é capaz de rodar o Moodle sem problemas adicionais.
  • 38. Moodle  Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment - Moodle é um software livre, de apoio à aprendizagem, executado num ambiente virtual.  Em linguagem coloquial, o verbo to moodle descreve o processo de navegar despretensiosamente por algo, enquanto fazem-se outras coisas ao mesmo tempo.  O programa é gratuito (ver licença GNU-GPL) e pode ser instalado em diversos ambientes (Unix, Linux, Windows, Mac OS)  Muitas instituições de ensino (básico e superior) e centros de formação estão adaptando a plataforma aos próprios conteúdos, com sucesso, não apenas para cursos totalmente virtuais, mas também como apoio aos cursos presenciais. A plataforma também vem sendo utilizada para outros tipos de atividades que envolvem formação de grupos de estudo, treinamento de professores e até desenvolvimento de projetos. Muito usado também na Educação a distância.
  • 39. Moodle  Plataformas similares  Amadeus lms  Ambiente Virtual SOLAR  AVA-UNISINOS  Blackboard  Desire2Learn  DeskEaD  Dokeos  TelEduc (Unicamp)  WebCT  Eureka (PUCPR)  AVA (UNITINS)
  • 40. Lista de mitos  Você precisa ter conhecimentos avançados em informática para usar o Moodle: Aqui o ponto é interessante fazer uma comparação, assim como fez o Tomaz Lasic. Você sabe usar um e-mail? Anexar arquivos? Caso saiba, esse é o conhecimento necessário para usar o Moodle! Só isso? Sim, na maioria das situações é apenas um trabalho de gerenciar uma interface na internet, voltava para educação.  Com o Moodle, você precisa estar o tempo todo na frente do computador: Tudo vai depender de como você planejou o seu curso ou disciplina. Por exemplo, um curso assíncrono é projetado para que os alunos possam participar independente da hora em que o tutor esteja online. Agora, se o curso for síncrono, em todos os sistemas e não só no Moodle o tutor precisa ficar online no computador. Portanto, o mito é infundado.  Os alunos adoram o Moodle, por ser uma rede social para educação: Esse é um dos mitos mais perigosos, pois o Moodle sozinho não resolve um curso. A instituição precisa investir em conteúdos e na capacitação de tutores. Nos primeiros momentos, os alunos podem até ficar empolgados com a novidade, mas depois perdem o interesse e deixam de acessar o sistema.  O Moodle é próprio para jogos educativos e atividades recreativas na internet: O sistema até permite a utilização desse tipo de conteúdo, mas o foco dele é na interação entre alunos e tutores. Os jogos são apenas mais uma ferramenta.  O Moodle é apenas mais uma das ferramentas necessárias para ensinar na internet, com o tempo ele será superado: Essa é uma meia verdade. No curto prazo não acredito que o Moodle venha a desaparecer, mas evoluir. O que aprendemos hoje será defasado em pouco tempo? Essa é uma afirmação que se aplica em todos os campos do conhecimento e não apenas ao uso do Moodle.
  • 41. Avaliação  Sistema de Avaliação:  As avaliações comporão 3 notas parciais, sendo a primeira oriunda das notas de Participação em Fóruns e Chats debatendo assuntos relacionados a EAD, a segunda criação de um Portifólio ou Blog elaborado pelo aluno a partir de suas atividades no laboratório e a terceira oriunda da avaliação de um Projeto a ser desenvolvido durante a disciplina.  A nota final será calculada da seguinte forma: MF = (2xNPart + 2xPortOnLine+ 6xNProj )/10