SlideShare uma empresa Scribd logo
QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS
                                                      PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO



                    PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA

01. Sobre as propriedades de um texto, é correto afirmar:
      (A) O significado de um texto é o resultado da mera soma de suas partes, já que
          elas – as partes – podem ser autônomas dentro de um contexto maior.
      (B) O contexto pode ser implícito ou explícito, ou seja, respectivamente
          expresso com palavras ou embutido na situação em que é produzido.
      (C) Nem todo texto é produto de criação coletiva, considerando-se as “vozes”
          que podem constituí-lo.
      (D) Uma das marcas do discurso direto é o fato de que o “eu” passa a ser “ele”,
          isto é, indica alguém a respeito de quem o narrador diz algo.
      (E) O texto é a unidade maior em que uma unidade menor está inserida; é
          necessária, pois, uma combinação geradora de sentidos, para conferir-lhe
          significado.


02. Segundo Geraldi, é exercendo a linguagem que o aluno se preparará para
    deduzir, ele mesmo, a teoria de suas leis. Aprender a respeito da língua, tomar
    consciência dos mecanismos estruturais do sistema linguístico deve ser etapa
    posterior. Tal concepção permite afirmar que:
      (A) Nessa perspectiva, o professor deve abrir espaço para a circulação das
          produções textuais, submetê-las à análise crítica e promover uma leitura
          ativa.
      (B) Através da interlocução cria-se apenas a possibilidade de re-elaborar texto.
      (C) Nesta questão somente o aprendiz se beneficia da construção do saber,
          pois através da linguagem verbal ele aprende sozinho.
      (D) O professor avalia os textos escritos pelos alunos, classificando-os entre
          bons e ruins.
      (E) Se o aluno não foi bem alfabetizado torna-se difícil desenvolver a produção
          de textos com a classe.




PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA   E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br   WWW.VCSIMULADOS.COM.BR   1
QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS
                                                      PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO


03. Na disciplina de português, na 5ª serie, em uma aula, a professora propôs
    exercícios de ortografia, extraídos do livro didático. A proposta é a elaboração de
    frases com as palavras viagem (substantivo) e viajem (verbo). A professora deve
      (A) dar explicações de como e por que cada uma dessas palavras se inserem
          em categorias gramaticais diferentes.
      (B) deve limitar-se apenas a dizer que uma era substantivo e a outra um
          adjetivo.
      (C) escrever frases na lousa e solicitar que os alunos copiem, pois copiar é uma
          forma de mecanizar atitudes diante da escrita, incorporando o hábito de
          organização e limpeza do texto.
      (D) trabalhar a ortografia como um fim em si mesma, descontextualizada do
          texto.
      (E) propor exercícios repetitivos de ortografia, pois são ótimas oportunidades
          para manter o aluno ocupado.


04. Leia o trecho em que Monteiro Lobato descreve o reino das Águas Claras em
    Reinações de Narizinho:
      E canários cantando e beija-flores beijando flores, e camarões camaronando e
      caranguejos caranguejando, tudo que é pequenino e não morde pequeninando e
      não mordendo.
      Nesse texto, o autor empregou o recurso que Nilce Sant´anna Martins, em
      Introdução à estilística, designa como
      (A) aliteração.
      (B) anonimação.
      (C) assonância.
      (D) onomatopéia.
      (E) paranomásia.




PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA   E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br   WWW.VCSIMULADOS.COM.BR   2
QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS
                                                      PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO


05. Analisando-se as formas linguísticas do trecho – Eh … eu vou falá sobre a minha
    família … sobre os meus pais … o que acho deles … como eles me tratam …
    bem … eu tenho uma família … pequena … ela é composta pelo meu pai … pelo
    meu irmão … eu tenho um irmão pequeno de … dez anos … a minha mãe é uma
    pessoa superlegal … sabe? –, conclui-se que ele
      (A) se apresenta desestruturado porque se constrói pelas marcas da
          modalidade oral.
      (B) se legitima quanto à informatividade, tal como os textos da modalidade
          escrita.
      (C) transgride as regras da norma culta e não se presta a modelo de exercício
          em sala de aula.
      (D) se organiza textualmente por mecanismos linguísticos que afetam o princípio
          de coerência.
      (E) denota intenção comunicativa, no entanto, impraticável, pela ausência de
          interlocutor.


06. Considerando-se as características do Português no Brasil, está INCORRETO o
    que se afirma em:
      (A) Os dialetos falados pelas tribos tupis que habitavam o litoral misturaram-se
          ao Português trazido pelos colonizadores, formando-se uma Língua Geral,
          usada pelos brancos em seus contatos com os índios.
      (B) Os missionários jesuítas normatizaram essa Língua Geral em tratados
          gramaticais e a ensinaram com certa metodologia, utilizando-a na catequese
          dos silvícolas e nas negociações com as tribos indígenas.
      (C) A Língua Geral, meio de comunicação normalmente utilizado na vida
          cotidiana da colônia, tornou-se instrumento de uso literário, como atestam as
          peças teatrais e os poemas compostos por José de Anchieta.
      (D) O Português, à medida que se ampliavam o processo de colonização e o
          número de colonizadores, sobrepôs-se à Língua Geral, tornando-se a língua
          padrão, à qual ainda se anexaram elementos africanos.
      (E) As notáveis influências de origem indígena e africana incorporadas ao
          Português trazido pelos colonizadores europeus permitem identificar uma
          Língua Brasileira, com vida própria, diferenciada da Língua Portuguesa.




PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA   E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br   WWW.VCSIMULADOS.COM.BR   3
QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS
                                                      PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO


07. Sobre os gêneros literários a única afirmação INCORRETA é:
      (A) Ao longo dos séculos, a divisão clássica dos gêneros literários em lírico,
          épico e dramático foi sendo questionada por escritores e críticos, já que
          deixou de corresponder à variedade de gêneros existentes, uma vez que
          novos gêneros surgiram e antigas formas se renovaram.
      (B) Os textos épicos narram histórias de um povo ou uma nação. Envolvem
          aventura, guerras, viagens, feitos heroicos e apresentam um tom de
          exaltação, isto é, de valorização de heróis e fatos, enquanto que nos textos
          líricos o autor expressa suas emoções, ideia e impressões.
      (C) Os textos do gênero dramático são sempre escritos para serem encenados
          em forma de diálogos, obrigando a uma sequência rigorosa das cenas e das
          relações de causa e efeito.
      (D) Nas composições do gênero épico, há a presença de um narrador , que
          quase sempre conta uma história que envolve terceiros Isso implica certo
          distanciamento entre o narrador e o assunto tratado, o que também ocorre
          no gênero lírico.


08.           A comunicação apresenta-se em duas situações: verbal e não verbal.
       Enquanto a não verbal diz respeito à leitura de imagens, a verbal manifesta-se
       por meio da oralidade (fala) e da escrita.
              Segundo Ingedore V. Koch, a fala e a escrita constituem duas
       modalidades de uso da língua. Embora se utilizem, evidentemente, do mesmo
       sistema linguístico, elas possuem características próprias. Isto não significa,
       porém, que fala e escrita devam ser vistas de forma dicotômica, estanque, como
       era comum até há algum tempo e, por vezes, acontece ainda hoje. Vem-se
       postulando que os diversos tipos de práticas sociais de produção textual situam-
       se ao longo de um contínuo tipológico, em cujas extremidades estariam, de um
       lado, a escrita formal e, de outro, a conversação espontânea, coloquial.

               De acordo com essa posição teórica, é correto afirmar que
      (A) a fala é uma produção de maior variedade vocabular, enquanto a escrita
          caracteriza-se por menor densidade lexical.
      (B) a fala e a escrita são atividades que se assemelham em relação à
          frequência de estruturas passivas.
      (C) a fala é uma atividade de caráter cultural, e a escrita é uma atividade de
          natureza técnica.
      (D) a fala e a escrita apresentam diferentes graus de formalidade de acordo com
          a situação comunicativa.
      (E) a fala realiza-se sem planejamento, ao contrário da escrita, que é planejada.


PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA   E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br   WWW.VCSIMULADOS.COM.BR   4
QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS
                                                      PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO


      As questões 09 e 10 referem-se ao texto abaixo:

                                  “A Sociedade Secreta Grega”

      “As colônias ao longo dos mares Negro e Mediterrâneo eram pontos de contato
      entre centros antigos de conhecimento como o Egito, a Babilônia e a Magna
      Grécia. Foi uma dessas colônias, Samos, que nos deu um personagem genial,
      meio mágico, meio místico, cujo lema era “tudo é número”. Pitágoras, pois é dele
      que estamos falando, viveu entre 580 e 500 a.C aproximadamente. Viajou muito,
      pode ter conhecido até a Índia. Em Crotona, na costa sudeste do que é hoje a
      Itália, fundou uma sociedade secreta, cuja base era o estudo da matemática e da
      filosofia. A escola pitagórica tinha um código de conduta rígido, acreditava na
      transmigração das alma e, portanto, proibia matar ou comer um animal porque ele
      poderia ser a morada de um amigo morto. Também não se devia comer lentilhas
      ou alimentos que causassem gases. Os pitagóricos imaginavam que os números
      ímpares tinham atributos masculinos e os pares, femininos. O número 1, diziam, é
      o gerador dos outros números, é o número da razão”. (Galileu especial, 2003).


09. Assinale a alternativa que descreve a coerência textual.
      (A) O conceito de texto não se aplica a uma sucessão de frases organizadas,
          capaz de estabelecer contato com nossos interlocutores.
      (B) Pode-se dizer que não há coerência textual, pois o texto prescinde de uma
          concatenação de ideias.
      (C) A coerência do texto ocorre porque cada segmento textual é um pressuposto
          do seguinte, formando uma cadeia em que todos estão harmonicamente
          concatenados.
      (D) O encadeamento de ideias pressupõe certa contradição entre os diversos
          segmentos textuais.
      (E) Não existe uma adequação entre o que se diz e o contexto extraverbal.


10. Assinale a alternativa que descreve a coesão textual.
      (A) No segundo parágrafo a coesão textual, através da conexão lexical do uso
          do pronome ele, esclarece porque o amigo é morto.
      (B) No texto, a palavra colônias referindo-se ao Egito, à Babilônia e à Magna
          Grécia evita a repetição, porém não se pode dizer que promova a coesão.
      (C) Os conectivos que e cujo são elementos de coesão do texto pois
          estabelecem relações lógicas entre os segmentos textuais.
      (D) Conectivos e advérbios prestam-se apenas para estabelecer conexão
          textual.
      (E) O texto carece de coesão, o que o torna pouco didático.
PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA   E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br   WWW.VCSIMULADOS.COM.BR   5
QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS
                                                         PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO



                   Confira suas respostas no gabarito!

                 PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA

           GABARITO - PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA

           01 E      11 A       21 E    31 C     41 D
           02 A      12 A       22 E    32 D     42 C
           03 A Compre a versão completa! 43 D
                     13 B       23 A    33 E
           04 B cinquenta questões com B
            São      14 A       24 D    34 gabarito,
                                                 44 C
           05 B      15 B
                         em formato pdf, C
                                25 D    35       45 E
           06 E      16 C       26 C    36 A     46 E
           07 D      17 por R$:C
                         D      27      37 B     47 C   6,00
           08 Acesse 18 site: www.vcsimulados.com.br A
              D       o A       28 E    38 B     48
           09 C      19 A       29 B    39 D     49 D
           10 C      20 C       30 B    40 A     50 E
                             ACESSE O SITE: WWW.VCSIMULADOS.COM.BR




PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA      E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br   WWW.VCSIMULADOS.COM.BR   6
QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS
                                                      PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO




         VCSIMULADOS
SIMULADOS EM FORMATO PDF POR APENAS R$: 6,00 CADA!
 Caso esteja conectado à internet, clique nas imagens para acessar os simulados no Youtube




 10 QUESTÕES                 40 QUESTÕES               40 QUESTÕES            50 QUESTÕES




 10 QUESTÕES                 40 QUESTÕES               50 QUESTÕES            50 QUESTÕES




 20 QUESTÕES                 40 QUESTÕES               50 QUESTÕES            50 QUESTÕES




 20 QUESTÕES                 40 QUESTÕES               50 QUESTÕES            50 QUESTÕES




 50 QUESTÕES                 50 QUESTÕES               50 QUESTÕES            50 QUESTÕES
                    ACESSE WWW.VCSIMULADOS.COM.BR


PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA   E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br   WWW.VCSIMULADOS.COM.BR   7
QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS
                                                      PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO


                 VCSIMULADOS.COM.BR
 SIMULADOS EM FORMATO PDF POR APENAS R$: 6,00 CADA!
 Caso esteja conectado à internet, clique nas imagens para acessar os simulados no Youtube




 50 QUESTÕES
                    ACESSE WWW.VCSIMULADOS.COM.BR




PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA   E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br   WWW.VCSIMULADOS.COM.BR   8

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...
Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...
Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...
jupaulino
 
Literatura no enem 2010
Literatura no enem 2010Literatura no enem 2010
Literatura no enem 2010
ma.no.el.ne.ves
 
Aspectos gramaticais no enem 2010
Aspectos gramaticais no enem 2010Aspectos gramaticais no enem 2010
Aspectos gramaticais no enem 2010
ma.no.el.ne.ves
 
Gêneros textuais no enem 2012
Gêneros textuais no enem 2012Gêneros textuais no enem 2012
Gêneros textuais no enem 2012
ma.no.el.ne.ves
 
Linguagens Hildalene
Linguagens HildaleneLinguagens Hildalene
Linguagens Hildalene
Pré-Enem Seduc
 
Linguagens Códigos E suas Tecnologias
Linguagens Códigos E suas Tecnologias Linguagens Códigos E suas Tecnologias
Linguagens Códigos E suas Tecnologias
André Valença
 
Enem 2013, aspectos gramaticais
Enem 2013, aspectos gramaticaisEnem 2013, aspectos gramaticais
Enem 2013, aspectos gramaticais
ma.no.el.ne.ves
 
Segunda aplicação do enem 2009, literatura
Segunda aplicação do enem 2009, literaturaSegunda aplicação do enem 2009, literatura
Segunda aplicação do enem 2009, literatura
ma.no.el.ne.ves
 
Enem 2012, compreensão textual
Enem 2012, compreensão textualEnem 2012, compreensão textual
Enem 2012, compreensão textual
ma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do enem 2014: Literatura
Terceira aplicação do enem 2014: LiteraturaTerceira aplicação do enem 2014: Literatura
Terceira aplicação do enem 2014: Literatura
ma.no.el.ne.ves
 
Enem 2012, literatura
Enem 2012, literaturaEnem 2012, literatura
Enem 2012, literatura
ma.no.el.ne.ves
 
Simulado assistente-em-administr aca-o-ufpe
Simulado assistente-em-administr aca-o-ufpeSimulado assistente-em-administr aca-o-ufpe
Simulado assistente-em-administr aca-o-ufpe
Marly Lima
 
Prova: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagemProva: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagem
Marilza Fuentes
 
Conteúdo de linguagem cobrado no enem
Conteúdo de linguagem cobrado no enemConteúdo de linguagem cobrado no enem
Conteúdo de linguagem cobrado no enem
Valéria Alves de Arantes
 
CÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANO
CÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANOCÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANO
CÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANO
Paulo Alexandre
 
Segunda prova do enem 2010: aspectos gramaticais
Segunda prova do enem 2010: aspectos gramaticaisSegunda prova do enem 2010: aspectos gramaticais
Segunda prova do enem 2010: aspectos gramaticais
ma.no.el.ne.ves
 
Funcoes da linguagem enem
Funcoes da linguagem   enemFuncoes da linguagem   enem
Funcoes da linguagem enem
Estude Mais
 
Português Enem
Português EnemPortuguês Enem
Português Enem
Prof Palmito Rocha
 
Prova cancelada do ENEM-2009 resolvida e cancelada: Literatura
Prova cancelada do ENEM-2009 resolvida e cancelada: LiteraturaProva cancelada do ENEM-2009 resolvida e cancelada: Literatura
Prova cancelada do ENEM-2009 resolvida e cancelada: Literatura
ma.no.el.ne.ves
 
Terceira aplicação do enem 2014: Aspectos gramaticais
Terceira aplicação do enem 2014: Aspectos gramaticaisTerceira aplicação do enem 2014: Aspectos gramaticais
Terceira aplicação do enem 2014: Aspectos gramaticais
ma.no.el.ne.ves
 

Mais procurados (20)

Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...
Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...
Um estudo breve sobre as questões avaliadas no Enem na área de Linguagens e c...
 
Literatura no enem 2010
Literatura no enem 2010Literatura no enem 2010
Literatura no enem 2010
 
Aspectos gramaticais no enem 2010
Aspectos gramaticais no enem 2010Aspectos gramaticais no enem 2010
Aspectos gramaticais no enem 2010
 
Gêneros textuais no enem 2012
Gêneros textuais no enem 2012Gêneros textuais no enem 2012
Gêneros textuais no enem 2012
 
Linguagens Hildalene
Linguagens HildaleneLinguagens Hildalene
Linguagens Hildalene
 
Linguagens Códigos E suas Tecnologias
Linguagens Códigos E suas Tecnologias Linguagens Códigos E suas Tecnologias
Linguagens Códigos E suas Tecnologias
 
Enem 2013, aspectos gramaticais
Enem 2013, aspectos gramaticaisEnem 2013, aspectos gramaticais
Enem 2013, aspectos gramaticais
 
Segunda aplicação do enem 2009, literatura
Segunda aplicação do enem 2009, literaturaSegunda aplicação do enem 2009, literatura
Segunda aplicação do enem 2009, literatura
 
Enem 2012, compreensão textual
Enem 2012, compreensão textualEnem 2012, compreensão textual
Enem 2012, compreensão textual
 
Terceira aplicação do enem 2014: Literatura
Terceira aplicação do enem 2014: LiteraturaTerceira aplicação do enem 2014: Literatura
Terceira aplicação do enem 2014: Literatura
 
Enem 2012, literatura
Enem 2012, literaturaEnem 2012, literatura
Enem 2012, literatura
 
Simulado assistente-em-administr aca-o-ufpe
Simulado assistente-em-administr aca-o-ufpeSimulado assistente-em-administr aca-o-ufpe
Simulado assistente-em-administr aca-o-ufpe
 
Prova: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagemProva: funçoes da linguagem
Prova: funçoes da linguagem
 
Conteúdo de linguagem cobrado no enem
Conteúdo de linguagem cobrado no enemConteúdo de linguagem cobrado no enem
Conteúdo de linguagem cobrado no enem
 
CÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANO
CÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANOCÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANO
CÓDIGOS E LINGUAGENS - SEGUNDO ANO
 
Segunda prova do enem 2010: aspectos gramaticais
Segunda prova do enem 2010: aspectos gramaticaisSegunda prova do enem 2010: aspectos gramaticais
Segunda prova do enem 2010: aspectos gramaticais
 
Funcoes da linguagem enem
Funcoes da linguagem   enemFuncoes da linguagem   enem
Funcoes da linguagem enem
 
Português Enem
Português EnemPortuguês Enem
Português Enem
 
Prova cancelada do ENEM-2009 resolvida e cancelada: Literatura
Prova cancelada do ENEM-2009 resolvida e cancelada: LiteraturaProva cancelada do ENEM-2009 resolvida e cancelada: Literatura
Prova cancelada do ENEM-2009 resolvida e cancelada: Literatura
 
Terceira aplicação do enem 2014: Aspectos gramaticais
Terceira aplicação do enem 2014: Aspectos gramaticaisTerceira aplicação do enem 2014: Aspectos gramaticais
Terceira aplicação do enem 2014: Aspectos gramaticais
 

Destaque

APOSTILA DIRETOR E DIRETOR ASSISTENTE DE UNIDADE ESCOLAR - SME/BARUERI/SP
APOSTILA DIRETOR E DIRETOR ASSISTENTE DE UNIDADE ESCOLAR - SME/BARUERI/SPAPOSTILA DIRETOR E DIRETOR ASSISTENTE DE UNIDADE ESCOLAR - SME/BARUERI/SP
APOSTILA DIRETOR E DIRETOR ASSISTENTE DE UNIDADE ESCOLAR - SME/BARUERI/SP
Valdeci Correia
 
PROFESSOR-PEDAGOGO - SME/FORTALEZA/CE 2015
PROFESSOR-PEDAGOGO - SME/FORTALEZA/CE 2015PROFESSOR-PEDAGOGO - SME/FORTALEZA/CE 2015
PROFESSOR-PEDAGOGO - SME/FORTALEZA/CE 2015
Valdeci Correia
 
CHEFE DE DIVISÃO DE COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA - SME/BARUERI-2015
CHEFE DE DIVISÃO DE COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA - SME/BARUERI-2015CHEFE DE DIVISÃO DE COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA - SME/BARUERI-2015
CHEFE DE DIVISÃO DE COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA - SME/BARUERI-2015
Valdeci Correia
 
APOSTILA TIANGUÁ/CE - PROFESSORES - DIDÁTICA E LEGISLAÇÃO
APOSTILA TIANGUÁ/CE - PROFESSORES - DIDÁTICA E LEGISLAÇÃOAPOSTILA TIANGUÁ/CE - PROFESSORES - DIDÁTICA E LEGISLAÇÃO
APOSTILA TIANGUÁ/CE - PROFESSORES - DIDÁTICA E LEGISLAÇÃO
Valdeci Correia
 
500 questões pedagógicos
500 questões pedagógicos500 questões pedagógicos
500 questões pedagógicos
Kelly De Albuquerque Boaventura
 
AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...
AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...
AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...
Valdeci Correia
 
APOSTILA PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL II E MÉDIO - SME/SP 2016
APOSTILA PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL II E MÉDIO - SME/SP 2016APOSTILA PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL II E MÉDIO - SME/SP 2016
APOSTILA PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL II E MÉDIO - SME/SP 2016
Valdeci Correia
 
SME - FORTALEZA/CE - PROFESSOR-2015 - APOSTILA PARA CONCURSO PÚBLICO
SME - FORTALEZA/CE  -  PROFESSOR-2015  -  APOSTILA PARA CONCURSO PÚBLICOSME - FORTALEZA/CE  -  PROFESSOR-2015  -  APOSTILA PARA CONCURSO PÚBLICO
SME - FORTALEZA/CE - PROFESSOR-2015 - APOSTILA PARA CONCURSO PÚBLICO
Valdeci Correia
 
APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...
APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...
APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...
Valdeci Correia
 
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS - AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM - HOFFMANN, VASCONCELLO...
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS - AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM - HOFFMANN, VASCONCELLO...CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS - AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM - HOFFMANN, VASCONCELLO...
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS - AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM - HOFFMANN, VASCONCELLO...
Valdeci Correia
 
Tipos de telas de televisores crt, plasma, lcd, led, 3 d
Tipos de telas de televisores   crt, plasma, lcd, led, 3 dTipos de telas de televisores   crt, plasma, lcd, led, 3 d
Tipos de telas de televisores crt, plasma, lcd, led, 3 d
CDIM Daniel
 
SECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSSECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
ESPORTE EM BARRA DO CORDA/MA Incentivo e Inovações
ESPORTE EM BARRA DO CORDA/MA Incentivo e InovaçõesESPORTE EM BARRA DO CORDA/MA Incentivo e Inovações
ESPORTE EM BARRA DO CORDA/MA Incentivo e Inovações
Leonardo Delgado
 
Legislação e pedagogia simulado (64 questões)+gabarito
Legislação e pedagogia   simulado (64 questões)+gabaritoLegislação e pedagogia   simulado (64 questões)+gabarito
Legislação e pedagogia simulado (64 questões)+gabarito
CDIM Daniel
 
Lista de questões tendencias (1)
Lista de questões   tendencias (1)Lista de questões   tendencias (1)
Lista de questões tendencias (1)
Rosenice Mendes
 
DIRETOR DE ESCOLA - SEE/MG 2015
DIRETOR DE ESCOLA - SEE/MG 2015DIRETOR DE ESCOLA - SEE/MG 2015
DIRETOR DE ESCOLA - SEE/MG 2015
Valdeci Correia
 
Lei de criação do Conselho de Esporte e Lazer
Lei de criação do Conselho de Esporte e LazerLei de criação do Conselho de Esporte e Lazer
Lei de criação do Conselho de Esporte e Lazer
Leonardo Delgado
 
504 conhecimentos pedagógicos 500 questões comentadas -amostra
504 conhecimentos pedagógicos  500 questões comentadas -amostra504 conhecimentos pedagógicos  500 questões comentadas -amostra
504 conhecimentos pedagógicos 500 questões comentadas -amostra
Elisangela Godoi
 
CONSELHEIRO TUTELAR - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSO PÚBLICO
CONSELHEIRO TUTELAR - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSO PÚBLICOCONSELHEIRO TUTELAR - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSO PÚBLICO
CONSELHEIRO TUTELAR - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSO PÚBLICO
Valdeci Correia
 
APOSTILA GESTÃO ESCOLAR - CONCURSO SELETIVO - SME/BARUERI/SP 2015
APOSTILA GESTÃO ESCOLAR - CONCURSO SELETIVO - SME/BARUERI/SP 2015APOSTILA GESTÃO ESCOLAR - CONCURSO SELETIVO - SME/BARUERI/SP 2015
APOSTILA GESTÃO ESCOLAR - CONCURSO SELETIVO - SME/BARUERI/SP 2015
Valdeci Correia
 

Destaque (20)

APOSTILA DIRETOR E DIRETOR ASSISTENTE DE UNIDADE ESCOLAR - SME/BARUERI/SP
APOSTILA DIRETOR E DIRETOR ASSISTENTE DE UNIDADE ESCOLAR - SME/BARUERI/SPAPOSTILA DIRETOR E DIRETOR ASSISTENTE DE UNIDADE ESCOLAR - SME/BARUERI/SP
APOSTILA DIRETOR E DIRETOR ASSISTENTE DE UNIDADE ESCOLAR - SME/BARUERI/SP
 
PROFESSOR-PEDAGOGO - SME/FORTALEZA/CE 2015
PROFESSOR-PEDAGOGO - SME/FORTALEZA/CE 2015PROFESSOR-PEDAGOGO - SME/FORTALEZA/CE 2015
PROFESSOR-PEDAGOGO - SME/FORTALEZA/CE 2015
 
CHEFE DE DIVISÃO DE COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA - SME/BARUERI-2015
CHEFE DE DIVISÃO DE COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA - SME/BARUERI-2015CHEFE DE DIVISÃO DE COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA - SME/BARUERI-2015
CHEFE DE DIVISÃO DE COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA - SME/BARUERI-2015
 
APOSTILA TIANGUÁ/CE - PROFESSORES - DIDÁTICA E LEGISLAÇÃO
APOSTILA TIANGUÁ/CE - PROFESSORES - DIDÁTICA E LEGISLAÇÃOAPOSTILA TIANGUÁ/CE - PROFESSORES - DIDÁTICA E LEGISLAÇÃO
APOSTILA TIANGUÁ/CE - PROFESSORES - DIDÁTICA E LEGISLAÇÃO
 
500 questões pedagógicos
500 questões pedagógicos500 questões pedagógicos
500 questões pedagógicos
 
AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...
AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...
AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...
 
APOSTILA PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL II E MÉDIO - SME/SP 2016
APOSTILA PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL II E MÉDIO - SME/SP 2016APOSTILA PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL II E MÉDIO - SME/SP 2016
APOSTILA PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL II E MÉDIO - SME/SP 2016
 
SME - FORTALEZA/CE - PROFESSOR-2015 - APOSTILA PARA CONCURSO PÚBLICO
SME - FORTALEZA/CE  -  PROFESSOR-2015  -  APOSTILA PARA CONCURSO PÚBLICOSME - FORTALEZA/CE  -  PROFESSOR-2015  -  APOSTILA PARA CONCURSO PÚBLICO
SME - FORTALEZA/CE - PROFESSOR-2015 - APOSTILA PARA CONCURSO PÚBLICO
 
APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...
APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...
APOSTILA SEE/PE - PROFESSOR - CONCURSO PÚBLICO 2016 - PARTE COMUM A TODOS OS ...
 
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS - AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM - HOFFMANN, VASCONCELLO...
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS - AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM - HOFFMANN, VASCONCELLO...CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS - AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM - HOFFMANN, VASCONCELLO...
CONHECIMENTOS PEDAGÓGICOS - AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM - HOFFMANN, VASCONCELLO...
 
Tipos de telas de televisores crt, plasma, lcd, led, 3 d
Tipos de telas de televisores   crt, plasma, lcd, led, 3 dTipos de telas de televisores   crt, plasma, lcd, led, 3 d
Tipos de telas de televisores crt, plasma, lcd, led, 3 d
 
SECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSSECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
ESPORTE EM BARRA DO CORDA/MA Incentivo e Inovações
ESPORTE EM BARRA DO CORDA/MA Incentivo e InovaçõesESPORTE EM BARRA DO CORDA/MA Incentivo e Inovações
ESPORTE EM BARRA DO CORDA/MA Incentivo e Inovações
 
Legislação e pedagogia simulado (64 questões)+gabarito
Legislação e pedagogia   simulado (64 questões)+gabaritoLegislação e pedagogia   simulado (64 questões)+gabarito
Legislação e pedagogia simulado (64 questões)+gabarito
 
Lista de questões tendencias (1)
Lista de questões   tendencias (1)Lista de questões   tendencias (1)
Lista de questões tendencias (1)
 
DIRETOR DE ESCOLA - SEE/MG 2015
DIRETOR DE ESCOLA - SEE/MG 2015DIRETOR DE ESCOLA - SEE/MG 2015
DIRETOR DE ESCOLA - SEE/MG 2015
 
Lei de criação do Conselho de Esporte e Lazer
Lei de criação do Conselho de Esporte e LazerLei de criação do Conselho de Esporte e Lazer
Lei de criação do Conselho de Esporte e Lazer
 
504 conhecimentos pedagógicos 500 questões comentadas -amostra
504 conhecimentos pedagógicos  500 questões comentadas -amostra504 conhecimentos pedagógicos  500 questões comentadas -amostra
504 conhecimentos pedagógicos 500 questões comentadas -amostra
 
CONSELHEIRO TUTELAR - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSO PÚBLICO
CONSELHEIRO TUTELAR - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSO PÚBLICOCONSELHEIRO TUTELAR - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSO PÚBLICO
CONSELHEIRO TUTELAR - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSO PÚBLICO
 
APOSTILA GESTÃO ESCOLAR - CONCURSO SELETIVO - SME/BARUERI/SP 2015
APOSTILA GESTÃO ESCOLAR - CONCURSO SELETIVO - SME/BARUERI/SP 2015APOSTILA GESTÃO ESCOLAR - CONCURSO SELETIVO - SME/BARUERI/SP 2015
APOSTILA GESTÃO ESCOLAR - CONCURSO SELETIVO - SME/BARUERI/SP 2015
 

Semelhante a PEB II - PORTUGUÊS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS

Exercícios variações linguísticas
Exercícios variações linguísticasExercícios variações linguísticas
Exercícios variações linguísticas
Andriane Cursino
 
Variedades linguísticas- exercício
Variedades linguísticas-  exercícioVariedades linguísticas-  exercício
Variedades linguísticas- exercício
Cláudia Heloísa
 
Prova segundo ano 2009
Prova   segundo ano 2009Prova   segundo ano 2009
Prova segundo ano 2009
Wilson Freire
 
Variação linguística - Atividade 09999999999999.pdf
Variação linguística - Atividade 09999999999999.pdfVariação linguística - Atividade 09999999999999.pdf
Variação linguística - Atividade 09999999999999.pdf
JaineCarolaineLima
 
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
Antônio Fernandes
 
Portugues 1EM 1BIM
Portugues 1EM 1BIM Portugues 1EM 1BIM
Portugues 1EM 1BIM
Alice MLK
 
Atividade com a variação linguística (1).pptx
Atividade com a variação linguística (1).pptxAtividade com a variação linguística (1).pptx
Atividade com a variação linguística (1).pptx
Everardo Rocha
 
Literatura 1º-ano
Literatura 1º-anoLiteratura 1º-ano
Literatura 1º-ano
moisaniel furtado
 
Pet português instrumental e e geraldino r cunha
Pet português instrumental e e geraldino r cunhaPet português instrumental e e geraldino r cunha
Pet português instrumental e e geraldino r cunha
MariaLusadeJesusRodo1
 
Aula 2 Pre/SEED INN
Aula 2 Pre/SEED INNAula 2 Pre/SEED INN
Aula 2 Pre/SEED INN
SMEdeItabaianinha
 
Simulado agora2013-2
Simulado agora2013-2Simulado agora2013-2
Simulado agora2013-2
Fundação Casa
 
AULA 4 - SEMANTICA .docx
AULA 4 - SEMANTICA .docxAULA 4 - SEMANTICA .docx
AULA 4 - SEMANTICA .docx
ItaViana1
 
Apostila preparatória concurso see 2ª semana
Apostila preparatória concurso see 2ª semanaApostila preparatória concurso see 2ª semana
Apostila preparatória concurso see 2ª semana
Antônio Fernandes
 
Conteúdo de linguagem cobrado no enem
Conteúdo de linguagem cobrado no enemConteúdo de linguagem cobrado no enem
Conteúdo de linguagem cobrado no enem
Valéria Alves de Arantes
 
03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf
ELIVELSON MAIA
 
03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf
Nivea Neves
 
Exercicio variacao linguistica_2
Exercicio variacao linguistica_2Exercicio variacao linguistica_2
Exercicio variacao linguistica_2
Isabella Silva
 
Slides sobre as Funções da Linguagem.pptx
Slides sobre as Funções da Linguagem.pptxSlides sobre as Funções da Linguagem.pptx
Slides sobre as Funções da Linguagem.pptx
MauricioOliveira258223
 
funcoes-da-linguagem.ppt
funcoes-da-linguagem.pptfuncoes-da-linguagem.ppt
funcoes-da-linguagem.ppt
LuizGustavoTMLopes
 
Funções da Linguagem para alunos de ensino médio
Funções da Linguagem para alunos de ensino médioFunções da Linguagem para alunos de ensino médio
Funções da Linguagem para alunos de ensino médio
dasmargensaocentro
 

Semelhante a PEB II - PORTUGUÊS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS (20)

Exercícios variações linguísticas
Exercícios variações linguísticasExercícios variações linguísticas
Exercícios variações linguísticas
 
Variedades linguísticas- exercício
Variedades linguísticas-  exercícioVariedades linguísticas-  exercício
Variedades linguísticas- exercício
 
Prova segundo ano 2009
Prova   segundo ano 2009Prova   segundo ano 2009
Prova segundo ano 2009
 
Variação linguística - Atividade 09999999999999.pdf
Variação linguística - Atividade 09999999999999.pdfVariação linguística - Atividade 09999999999999.pdf
Variação linguística - Atividade 09999999999999.pdf
 
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
SIMULADO UNIFICADO ESCOLA CORNÉLIA. 1º ANO ENSINO MÉDIO. DOCUMENTO PÚBLICO.
 
Portugues 1EM 1BIM
Portugues 1EM 1BIM Portugues 1EM 1BIM
Portugues 1EM 1BIM
 
Atividade com a variação linguística (1).pptx
Atividade com a variação linguística (1).pptxAtividade com a variação linguística (1).pptx
Atividade com a variação linguística (1).pptx
 
Literatura 1º-ano
Literatura 1º-anoLiteratura 1º-ano
Literatura 1º-ano
 
Pet português instrumental e e geraldino r cunha
Pet português instrumental e e geraldino r cunhaPet português instrumental e e geraldino r cunha
Pet português instrumental e e geraldino r cunha
 
Aula 2 Pre/SEED INN
Aula 2 Pre/SEED INNAula 2 Pre/SEED INN
Aula 2 Pre/SEED INN
 
Simulado agora2013-2
Simulado agora2013-2Simulado agora2013-2
Simulado agora2013-2
 
AULA 4 - SEMANTICA .docx
AULA 4 - SEMANTICA .docxAULA 4 - SEMANTICA .docx
AULA 4 - SEMANTICA .docx
 
Apostila preparatória concurso see 2ª semana
Apostila preparatória concurso see 2ª semanaApostila preparatória concurso see 2ª semana
Apostila preparatória concurso see 2ª semana
 
Conteúdo de linguagem cobrado no enem
Conteúdo de linguagem cobrado no enemConteúdo de linguagem cobrado no enem
Conteúdo de linguagem cobrado no enem
 
03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf
 
03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Produção-Textual-8º-ano.pdf
 
Exercicio variacao linguistica_2
Exercicio variacao linguistica_2Exercicio variacao linguistica_2
Exercicio variacao linguistica_2
 
Slides sobre as Funções da Linguagem.pptx
Slides sobre as Funções da Linguagem.pptxSlides sobre as Funções da Linguagem.pptx
Slides sobre as Funções da Linguagem.pptx
 
funcoes-da-linguagem.ppt
funcoes-da-linguagem.pptfuncoes-da-linguagem.ppt
funcoes-da-linguagem.ppt
 
Funções da Linguagem para alunos de ensino médio
Funções da Linguagem para alunos de ensino médioFunções da Linguagem para alunos de ensino médio
Funções da Linguagem para alunos de ensino médio
 

Mais de Valdeci Correia

PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...
PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...
PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...
Valdeci Correia
 
DIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSDIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
LDB - ATUALIZADA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
LDB - ATUALIZADA  - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSLDB - ATUALIZADA  - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
LDB - ATUALIZADA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSOS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I - SIMULADO 2011
PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I  -  SIMULADO 2011PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I  -  SIMULADO 2011
PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I - SIMULADO 2011
Valdeci Correia
 
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...
RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...
RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...
Valdeci Correia
 
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
SUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSSUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
DIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSDIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSEDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
Isabel Alarcão - Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva
Isabel Alarcão -  Professores Reflexivos em uma Escola ReflexivaIsabel Alarcão -  Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva
Isabel Alarcão - Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva
Valdeci Correia
 

Mais de Valdeci Correia (12)

PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...
PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...
PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...
 
DIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSDIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
LDB - ATUALIZADA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
LDB - ATUALIZADA  - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSLDB - ATUALIZADA  - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
LDB - ATUALIZADA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSOS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I - SIMULADO 2011
PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I  -  SIMULADO 2011PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I  -  SIMULADO 2011
PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I - SIMULADO 2011
 
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...
RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...
RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...
 
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
SUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSSUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
DIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSDIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSEDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
Isabel Alarcão - Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva
Isabel Alarcão -  Professores Reflexivos em uma Escola ReflexivaIsabel Alarcão -  Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva
Isabel Alarcão - Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva
 

Último

Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
Aviação de Reconhecimento e Ataque na FAB. A Saga dos Guerreiros Polivalentes...
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdfIntendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
Intendência da Aeronáutica. Somos um, sou você Intendência!.pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 

PEB II - PORTUGUÊS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS

  • 1. QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA 01. Sobre as propriedades de um texto, é correto afirmar: (A) O significado de um texto é o resultado da mera soma de suas partes, já que elas – as partes – podem ser autônomas dentro de um contexto maior. (B) O contexto pode ser implícito ou explícito, ou seja, respectivamente expresso com palavras ou embutido na situação em que é produzido. (C) Nem todo texto é produto de criação coletiva, considerando-se as “vozes” que podem constituí-lo. (D) Uma das marcas do discurso direto é o fato de que o “eu” passa a ser “ele”, isto é, indica alguém a respeito de quem o narrador diz algo. (E) O texto é a unidade maior em que uma unidade menor está inserida; é necessária, pois, uma combinação geradora de sentidos, para conferir-lhe significado. 02. Segundo Geraldi, é exercendo a linguagem que o aluno se preparará para deduzir, ele mesmo, a teoria de suas leis. Aprender a respeito da língua, tomar consciência dos mecanismos estruturais do sistema linguístico deve ser etapa posterior. Tal concepção permite afirmar que: (A) Nessa perspectiva, o professor deve abrir espaço para a circulação das produções textuais, submetê-las à análise crítica e promover uma leitura ativa. (B) Através da interlocução cria-se apenas a possibilidade de re-elaborar texto. (C) Nesta questão somente o aprendiz se beneficia da construção do saber, pois através da linguagem verbal ele aprende sozinho. (D) O professor avalia os textos escritos pelos alunos, classificando-os entre bons e ruins. (E) Se o aluno não foi bem alfabetizado torna-se difícil desenvolver a produção de textos com a classe. PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br WWW.VCSIMULADOS.COM.BR 1
  • 2. QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO 03. Na disciplina de português, na 5ª serie, em uma aula, a professora propôs exercícios de ortografia, extraídos do livro didático. A proposta é a elaboração de frases com as palavras viagem (substantivo) e viajem (verbo). A professora deve (A) dar explicações de como e por que cada uma dessas palavras se inserem em categorias gramaticais diferentes. (B) deve limitar-se apenas a dizer que uma era substantivo e a outra um adjetivo. (C) escrever frases na lousa e solicitar que os alunos copiem, pois copiar é uma forma de mecanizar atitudes diante da escrita, incorporando o hábito de organização e limpeza do texto. (D) trabalhar a ortografia como um fim em si mesma, descontextualizada do texto. (E) propor exercícios repetitivos de ortografia, pois são ótimas oportunidades para manter o aluno ocupado. 04. Leia o trecho em que Monteiro Lobato descreve o reino das Águas Claras em Reinações de Narizinho: E canários cantando e beija-flores beijando flores, e camarões camaronando e caranguejos caranguejando, tudo que é pequenino e não morde pequeninando e não mordendo. Nesse texto, o autor empregou o recurso que Nilce Sant´anna Martins, em Introdução à estilística, designa como (A) aliteração. (B) anonimação. (C) assonância. (D) onomatopéia. (E) paranomásia. PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br WWW.VCSIMULADOS.COM.BR 2
  • 3. QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO 05. Analisando-se as formas linguísticas do trecho – Eh … eu vou falá sobre a minha família … sobre os meus pais … o que acho deles … como eles me tratam … bem … eu tenho uma família … pequena … ela é composta pelo meu pai … pelo meu irmão … eu tenho um irmão pequeno de … dez anos … a minha mãe é uma pessoa superlegal … sabe? –, conclui-se que ele (A) se apresenta desestruturado porque se constrói pelas marcas da modalidade oral. (B) se legitima quanto à informatividade, tal como os textos da modalidade escrita. (C) transgride as regras da norma culta e não se presta a modelo de exercício em sala de aula. (D) se organiza textualmente por mecanismos linguísticos que afetam o princípio de coerência. (E) denota intenção comunicativa, no entanto, impraticável, pela ausência de interlocutor. 06. Considerando-se as características do Português no Brasil, está INCORRETO o que se afirma em: (A) Os dialetos falados pelas tribos tupis que habitavam o litoral misturaram-se ao Português trazido pelos colonizadores, formando-se uma Língua Geral, usada pelos brancos em seus contatos com os índios. (B) Os missionários jesuítas normatizaram essa Língua Geral em tratados gramaticais e a ensinaram com certa metodologia, utilizando-a na catequese dos silvícolas e nas negociações com as tribos indígenas. (C) A Língua Geral, meio de comunicação normalmente utilizado na vida cotidiana da colônia, tornou-se instrumento de uso literário, como atestam as peças teatrais e os poemas compostos por José de Anchieta. (D) O Português, à medida que se ampliavam o processo de colonização e o número de colonizadores, sobrepôs-se à Língua Geral, tornando-se a língua padrão, à qual ainda se anexaram elementos africanos. (E) As notáveis influências de origem indígena e africana incorporadas ao Português trazido pelos colonizadores europeus permitem identificar uma Língua Brasileira, com vida própria, diferenciada da Língua Portuguesa. PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br WWW.VCSIMULADOS.COM.BR 3
  • 4. QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO 07. Sobre os gêneros literários a única afirmação INCORRETA é: (A) Ao longo dos séculos, a divisão clássica dos gêneros literários em lírico, épico e dramático foi sendo questionada por escritores e críticos, já que deixou de corresponder à variedade de gêneros existentes, uma vez que novos gêneros surgiram e antigas formas se renovaram. (B) Os textos épicos narram histórias de um povo ou uma nação. Envolvem aventura, guerras, viagens, feitos heroicos e apresentam um tom de exaltação, isto é, de valorização de heróis e fatos, enquanto que nos textos líricos o autor expressa suas emoções, ideia e impressões. (C) Os textos do gênero dramático são sempre escritos para serem encenados em forma de diálogos, obrigando a uma sequência rigorosa das cenas e das relações de causa e efeito. (D) Nas composições do gênero épico, há a presença de um narrador , que quase sempre conta uma história que envolve terceiros Isso implica certo distanciamento entre o narrador e o assunto tratado, o que também ocorre no gênero lírico. 08. A comunicação apresenta-se em duas situações: verbal e não verbal. Enquanto a não verbal diz respeito à leitura de imagens, a verbal manifesta-se por meio da oralidade (fala) e da escrita. Segundo Ingedore V. Koch, a fala e a escrita constituem duas modalidades de uso da língua. Embora se utilizem, evidentemente, do mesmo sistema linguístico, elas possuem características próprias. Isto não significa, porém, que fala e escrita devam ser vistas de forma dicotômica, estanque, como era comum até há algum tempo e, por vezes, acontece ainda hoje. Vem-se postulando que os diversos tipos de práticas sociais de produção textual situam- se ao longo de um contínuo tipológico, em cujas extremidades estariam, de um lado, a escrita formal e, de outro, a conversação espontânea, coloquial. De acordo com essa posição teórica, é correto afirmar que (A) a fala é uma produção de maior variedade vocabular, enquanto a escrita caracteriza-se por menor densidade lexical. (B) a fala e a escrita são atividades que se assemelham em relação à frequência de estruturas passivas. (C) a fala é uma atividade de caráter cultural, e a escrita é uma atividade de natureza técnica. (D) a fala e a escrita apresentam diferentes graus de formalidade de acordo com a situação comunicativa. (E) a fala realiza-se sem planejamento, ao contrário da escrita, que é planejada. PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br WWW.VCSIMULADOS.COM.BR 4
  • 5. QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO As questões 09 e 10 referem-se ao texto abaixo: “A Sociedade Secreta Grega” “As colônias ao longo dos mares Negro e Mediterrâneo eram pontos de contato entre centros antigos de conhecimento como o Egito, a Babilônia e a Magna Grécia. Foi uma dessas colônias, Samos, que nos deu um personagem genial, meio mágico, meio místico, cujo lema era “tudo é número”. Pitágoras, pois é dele que estamos falando, viveu entre 580 e 500 a.C aproximadamente. Viajou muito, pode ter conhecido até a Índia. Em Crotona, na costa sudeste do que é hoje a Itália, fundou uma sociedade secreta, cuja base era o estudo da matemática e da filosofia. A escola pitagórica tinha um código de conduta rígido, acreditava na transmigração das alma e, portanto, proibia matar ou comer um animal porque ele poderia ser a morada de um amigo morto. Também não se devia comer lentilhas ou alimentos que causassem gases. Os pitagóricos imaginavam que os números ímpares tinham atributos masculinos e os pares, femininos. O número 1, diziam, é o gerador dos outros números, é o número da razão”. (Galileu especial, 2003). 09. Assinale a alternativa que descreve a coerência textual. (A) O conceito de texto não se aplica a uma sucessão de frases organizadas, capaz de estabelecer contato com nossos interlocutores. (B) Pode-se dizer que não há coerência textual, pois o texto prescinde de uma concatenação de ideias. (C) A coerência do texto ocorre porque cada segmento textual é um pressuposto do seguinte, formando uma cadeia em que todos estão harmonicamente concatenados. (D) O encadeamento de ideias pressupõe certa contradição entre os diversos segmentos textuais. (E) Não existe uma adequação entre o que se diz e o contexto extraverbal. 10. Assinale a alternativa que descreve a coesão textual. (A) No segundo parágrafo a coesão textual, através da conexão lexical do uso do pronome ele, esclarece porque o amigo é morto. (B) No texto, a palavra colônias referindo-se ao Egito, à Babilônia e à Magna Grécia evita a repetição, porém não se pode dizer que promova a coesão. (C) Os conectivos que e cujo são elementos de coesão do texto pois estabelecem relações lógicas entre os segmentos textuais. (D) Conectivos e advérbios prestam-se apenas para estabelecer conexão textual. (E) O texto carece de coesão, o que o torna pouco didático. PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br WWW.VCSIMULADOS.COM.BR 5
  • 6. QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO Confira suas respostas no gabarito! PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA GABARITO - PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA 01 E 11 A 21 E 31 C 41 D 02 A 12 A 22 E 32 D 42 C 03 A Compre a versão completa! 43 D 13 B 23 A 33 E 04 B cinquenta questões com B São 14 A 24 D 34 gabarito, 44 C 05 B 15 B em formato pdf, C 25 D 35 45 E 06 E 16 C 26 C 36 A 46 E 07 D 17 por R$:C D 27 37 B 47 C 6,00 08 Acesse 18 site: www.vcsimulados.com.br A D o A 28 E 38 B 48 09 C 19 A 29 B 39 D 49 D 10 C 20 C 30 B 40 A 50 E ACESSE O SITE: WWW.VCSIMULADOS.COM.BR PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br WWW.VCSIMULADOS.COM.BR 6
  • 7. QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO VCSIMULADOS SIMULADOS EM FORMATO PDF POR APENAS R$: 6,00 CADA! Caso esteja conectado à internet, clique nas imagens para acessar os simulados no Youtube 10 QUESTÕES 40 QUESTÕES 40 QUESTÕES 50 QUESTÕES 10 QUESTÕES 40 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 20 QUESTÕES 40 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 20 QUESTÕES 40 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES 50 QUESTÕES ACESSE WWW.VCSIMULADOS.COM.BR PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br WWW.VCSIMULADOS.COM.BR 7
  • 8. QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS PÚBLICOS DO MAGISTÉRIO VCSIMULADOS.COM.BR SIMULADOS EM FORMATO PDF POR APENAS R$: 6,00 CADA! Caso esteja conectado à internet, clique nas imagens para acessar os simulados no Youtube 50 QUESTÕES ACESSE WWW.VCSIMULADOS.COM.BR PEB II - LÍNGUA PORTUGUESA E-mail:vcsimulados@hotmail.com.br WWW.VCSIMULADOS.COM.BR 8