SlideShare uma empresa Scribd logo
Resumo do livro
   de Isabel Alarcão,
 Professores Reflexivos
em uma Escola Reflexiva.

          Profº. Valdeci Correia   1
ESTA VÍDEO-AULA FOI
  ELABORADA PELO
PROFº. VALDECI CORREIA

E-mail: prof.valdecicorreia@yahoo.com.br



               Profº. Valdeci Correia      2
Isabel Alarcão
Maria Isabel Alarcão, nascida a 9 de
Março de 1940, em Coimbra, Portugal,
licenciou-se em Filologia Germânica
pela    Faculdade    de Letras da
Universidade de Coimbra. Exerceu a
docência no ensino secundário durante
sete anos tendo sido também
orientadora de estágios.
Professora catedrática desde 1990,
integra, desde a sua criação (1993), a
Unidade/Centro de Investigação
Didática e Tecnologia Educativa na
Formação de Formadores.
SUMÁRIO
 A era da informação, da comunicação, do
  conhecimento.
 O excesso de informação.
 A competência para lidar com a informação na
  sociedade da aprendizagem.
 O conhecimento pertinente.
 A sociedade da aprendizagem.
 A sala de aula.
 As novas competências exigidas pela
  sociedade da aprendizagem.
 Os alunos na sociedade da aprendizagem.
                    Profº. Valdeci Correia   4
SUMÁRIO
 Os professores na sociedade da
  aprendizagem.
 Como formar professores reflexivos para e
  uma escola reflexiva.
 O que é pesquisa-ação?
 Características importantes de pesquisa-ação.
 Estratégias de desenvolvimento da capacidade
  de reflexão.
 A escola na sociedade da aprendizagem.
 O que é escola reflexiva?
                   Profº. Valdeci Correia     5
SUMÁRIO
 Característica de uma escola reflexiva.
 O que é projeto escolar?
 O que é currículo?
 Gerir uma escola reflexiva é gerir uma escola
  com projeto.
 Gerir um escola reflexiva é...




                    Profº. Valdeci Correia        6
A Era da Informação, da Comunicação,
               do Conhecimento
       A sociedade da informação exige competências
    de acesso, avaliação e gestão da informação
    oferecida.
       Tais competências devem ser adquiridas ou
    reconhecidas e desenvolvidas nas escolas.
       Neste contexto surgem questões como as
    diferenças ao acesso à informação e a necessidade
    de providenciar igualdade de oportunidades para
    evitar a exclusão social: a info-exclusão.
Voltar ao sumário
                        Profº. Valdeci Correia    7
O excesso de informação
        O cidadão comum dificilmente consegue lidar
     com a avalanche de novas informações que o
     inundam e que se entrecruzam com novas ideias
     e problemas, novas oportunidades, desafios e
     ameaças.
        O mundo, marcado por tanta riqueza
     informativa , precisa urgentemente do poder
     clarificador do pensamento .
        A informação, se não for organizada, não se
     constitui em conhecimento, não é saber, e não se
     traduz em poder.
        Não há conhecimento sem aprendizagem.
Voltar ao sumário
                            Profº. Valdeci Correia   8
A competência para lidar com a informação
         na sociedade da aprendizagem
       É preciso saber o que procurar e onde procurar.
    Uma vez conectado, é preciso distinguir entre o
    que é relevante e irrelevante, sério e fraudulento
    para reter o importante e deitar ao lixo o que não
    presta ou não se adapta. A informação, pela sua
    grande quantidade e pela multiplicidade de
    utilizações que potencialmente encerra, tem de
    ser reorganizada por quem a procura, a quem
    compete agora pôr em ação a sua mente
    interpretativa, seletiva, sistematizadora, criadora.
Voltar ao sumário
                         Profº. Valdeci Correia       9
O conhecimento pertinente
        Só o pensamento pode organizar o
     conhecimento. Para conhecer, é preciso pensar.
     Em vez de uma cabeça bem cheia, reclama-se
     uma cabeça bem feita. E uma cabeça bem feita é
     a que é capaz de transformar a informação em
     conhecimento pertinente.
        O conhecimento pertinente é o conhecimento
     que é capaz de situar qualquer informação em seu
     contexto, e se possível, no conjunto em que está
     inscrita. (Morin, 2000)
Voltar ao sumário
                             Profº. Valdeci Correia   10
A Sociedade da Aprendizagem
       A escola não detém o monopólio do saber. A
    escola, como organização, tem de ser um sistema
    aberto, pensante e flexível. Sistema aberto sobre si
    mesmo, e aberto à comunidade em que se insere.
       O professor não é o único transmissor do saber e
    tem de aceitar situar-se nas suas novas circunstâncias,
    que são bem mais exigentes.
       O aluno também já não é mais o receptáculo a
    deixar-se rechear de conteúdos. O seu papel impõe-
    lhe exigências acrescidas. Ele tem de aprender a gerir
    e a relacionar informações para as transformar no seu
    conhecimento e no seu saber.
Voltar ao sumário
                           Profº. Valdeci Correia       11
A sala de aula
           A sala de aula deixou de ser um espaço onde se
        transmitem conhecimentos, passando a ser um
        espaço onde se procura e onde se produz
        conhecimento, (Demo).
           Uma conceptualização da escolarização neste
        sentido implica a utilização de estratégias de
        organização das aprendizagens que assentem no
        próprio aluno e promovam a sua capacidade de
        auto e hetero-aprendizagem. E que, por isso
        mesmo, lhe conferem poder, o responsabilizam e
        autonomizam e, deste modo, contribuem para a
        tão desejada democratização.
Voltar ao sumário
                            Profº. Valdeci Correia     12
As novas competências exigidas pela
              sociedade da aprendizagem
     • Valorizar a curiosidade intelectual;
       A capacidade de:
     • utilizar e recriar o conhecimento;
     • questionar e indagar;
     • ter um pensamento próprio;
     • desenvolver mecanismos de auto-aprendizagem;
     • gerir a sua vida individual e em grupo;
     • se adaptar sem deixar de ter a sua própria
       identidade;
     • se sentir responsável pelo seu desenvolvimento
       constante;
Voltar ao sumário
                        Profº. Valdeci Correia    13
As novas competências exigidas pela
        sociedade da aprendizagem
•   lidar com situações que fujam à rotina;
•   decidir e assumir responsabilidades;
•   resolver problemas;
•   trabalhar em colaboração;
•   aceitar os outros.
•   Que os cidadãos tenham horizontes temporais e
    geográficos alargados não se limitando a ver o seu
    pequeno mundo, que tenham dos acontecimentos
    uma compreensão sistêmica, que sejam capazes
    de comunicar e interagir, e que desenvolvam a
    capacidade de autoconhecimento e auto-estima.
                      Profº. Valdeci Correia       14
Os alunos na sociedade da
                          aprendizagem
     Numa “sociedade que aprende e se desenvolve”1,
  ser aluno é ser aprendente. Em constante interação
  com as oportunidades que o mundo lhe oferece. Mais
  do que isso : é aprender a ser aprendente ao longo da
  vida.
     O aluno tem de se assumir como um ser que
  observa o mundo e se observa a si, se questiona e
  procura atribuir sentido aos objetos, aos
  acontecimentos e às interações. Tem de se convencer
  de que tem de ir à procura do saber.               Continua...

Voltar ao sumário
                            Profº. Valdeci Correia           15
Os alunos na sociedade da
                          aprendizagem
     É o aluno que tem de descobrir o prazer de ser uma
  mente ativa e não meramente receptiva. É um
  indivíduo que faz relação entre as coisas ao seu redor,
  que as define e lhes dá sentido – tem uma mente ativa.
     Os alunos passam a depender menos do professor,
  a ter mais autodeterminação, maior consciência crítica,
  valorizam mais suas capacidades, conhecem o sentido
  de prazer que deriva da consciência do seu próprio
  progresso. São mais responsivos perante os contextos.
     São INDEPENDENTES.
Voltar ao sumário
                            Profº. Valdeci Correia    16
Os professores na sociedade da aprendizagem

           O papel dos professores nos dias de hoje:
     Criar, estruturar e dinamizar situações de
  aprendizagem e estimular a aprendizagem e a
  autoconfiança nas capacidades individuais para
  aprender.
           O grande desafio dos professores:
     É ajudar a desenvolver nos alunos (futuros
  cidadãos) a capacidade de trabalho autônomo e
  colaborativo, não esquecendo o espírito crítico.
                                                       Continua...

Voltar ao sumário
                             Profº. Valdeci Correia            17
Os professores na sociedade da aprendizagem
     Os professores são estruturadores e animadores
  das aprendizagens e não apenas estruturadores do
  ensino. Têm que repensar o seu papel. Têm de se
  consciencializar que são apenas uma fonte de
  informação, entre muitas outras.
     Para não se sentirem ultrapassados, os professores
  precisam urgentemente de recontextualizarem na sua
  identidade e responsabilidades profissionais.
     O professor tem de se considerar num constante
  processo de autoformação e identificação profissional.
  Tem de ser um professor reflexivo numa comunidade
  profissional reflexiva. Profº. Valdeci Correia
Voltar ao sumário
                                                     18
Como formar professores reflexivos para e numa
                   escola reflexiva?
      Queremos que os professores sejam seres
   pensantes, intelectuais, capazes de gerir a sua ação
   profissional. Queremos também que a escola se
   questione a si própria, como motor do seu
   desenvolvimento institucional. Na escola, e nos
   professores, a constante atitude de reflexão manterá
   presente a importante questão da função que os
   professores e a escola desenpemham na sociedade e
   ajudará a equacionar e resolver dilemas e problemas.
      A metodologia de pesquisa-ação apresenta-se com
   potencialidades para servir este objetivo.
Voltar ao sumário
                        Profº. Valdeci Correia      19
O que é pesquisa-ação?
         “Pesquisa-ação é uma aplicação da
      metodologia científica à clarificação e à
      resolução dos problemas práticos. E também um
      processo de mudança pessoal e social planeada.
      Em ambos os sentidos constitui um processo de
      aprendizagem que dá particular relevo à
      qualidade da colaboração no planejamento da
      ação e na avaliação dos resultados” (Benne,
      Bradford e Lippitt, 1964:33).

Voltar ao sumário
                             Profº. Valdeci Correia   20
Características importantes de
                          pesquisa-ação:

                • a contribuição para a mudança;
                • o caráter participativo, motivador e
                  apoiante do grupo;
                • o impulso democrático.



Voltar ao sumário
                               Profº. Valdeci Correia    21
Em complementaridade com a pesquisa-ação, existem
    outras estratégias de desenvolvimento da capacidade de
    reflexão:
    • a análise de casos;
    • as narrativas;
    • a elaboração de portfólios reveladores do processo de
        desenvolvimento seguido;
    • o questionamento dos outros fatores educativos;
    • o confronto de opiniões e abordagens;
    • os grupos de discussão ou círculos de estudo;
    • a auto-observação;
    • a supervisão colaborativa;
    • as perguntas pedagógicas.
Voltar ao sumário
                          Profº. Valdeci Correia        22
A escola na sociedade da aprendizagem
                           O que é escola?
         “Escola comunidade educativa, sistema local de
      aprendizagem e formação: grupo constituído por
      alunos,     professores,            pais/encarregados   de
      educação, representantes do poder autárquico,
      econômico e social que, compartilhando um mesmo
      território e participando de uma herança cultural
      comum, constituem um todo, com características
      específicas e com uma dinâmica própria” (MACEDO,
      1995:68).
         A escola é uma comunidade social, organizada
      para exercer a funçãoProfº. Valdeci Correia e instruir.
Voltar ao sumário
                             de educar                         23
A escola na sociedade da aprendizagem
                    A escola:
        • não detém o monopólio do saber;
        • como organização, tem de ser um sistema
          aberto, pensante e flexível;
        • tem de repensar, para transformar-se por
          dentro com as pessoas que a constituem, e, em
          interação com a comunidade circundante;
        • se questione a si própria, como motor do seu
          desenvolvimento institucional .

Voltar ao sumário
                                Profº. Valdeci Correia   24
A escola na sociedade da aprendizagem
                    O que é escola reflexiva?
          Escola reflexiva é a organização que
        continuadamente se pensa a si
        própria, na sua missão social e na sua
        organização e se confronta com o
        desenrolar da sua atividade num
        processo heurístico simultaneamente
        avaliativo e formativo. (Alarcão, 2001)
Voltar ao sumário
                            Profº. Valdeci Correia   25
A escola na sociedade da aprendizagem
                    Características de uma escola reflexiva:
         Não é telecomandada do exterior. É autogerida;
         Tem projeto próprio, construído com a
          colaboração dos seus membros;
         Sabe para onde quer ir e avalia-se
          permanentemente na sua caminhada;
         Contextualiza-se na comunidade que serve e
          com esta interage;
         Acredita nos seus professores, cuja capacidade
          de pensamento e de ação sempre fomenta;           Continua...

Voltar ao sumário
                                   Profº. Valdeci Correia           26
A escola na sociedade da aprendizagem
   Características de uma escola reflexiva:
  Envolve os alunos na construção de uma escola
   cada vez melhor;
  Não esquece o contributo dos pais e toda a
   comunidade;
  Considera-se       uma      instituição   em
   desenvolvimento e em aprendizagem;
  Pensa-se e avalia-se;
  Constrói conhecimento sobre si própria;
                                             Continua...


                    Profº. Valdeci Correia                 27
A escola na sociedade da aprendizagem
    Características de uma escola reflexiva:
  Nunca está verdadeiramente feita, mas se
   encontra     sempre     em construção, da
   comunidade social, dinâmica; mediada pela
   interação dos diferentes autores sociais que
   nela vivem e com ela convivem;
  Ideias de pensamento e reflexão, organização e
   missão, avaliação e formação;
  É     uma      organização    simultaneamente
   aprendente e qualificante.
                    Profº. Valdeci Correia      28
O currículo no centro do projeto de escola
                    O que é projeto Escolar?
           “ Projeto de escola é a carta de definição da
        política educativa da escola.
           É o cerne da política da escola – política
        distinta e original de cada comunidade
        educativa, definida na gestão de tensões
        positivas, princípios, normas nacionais e
        objetivos, necessidades, recursos e modos de
        funcionamento específicos de cada escola”
        (Macedo, 1995).
Voltar ao sumário
                             Profº. Valdeci Correia   29
O currículo no centro do projeto de escola
                    O que é currículo?
           “Currículo é o conjunto de aprendizagens
        proporcionadas pela escola e consideradas
        socialmente necessárias num dado tempo e
        contexto.
           É o currículo que legitima socialmente a
        escola, como instituição a quem a sociedade
        remete a ‘passagem’ sistemática         das
        aprendizagens tidas como necessárias”
        (Roldão, 2000).
Voltar ao sumário
                          Profº. Valdeci Correia   30
Gerir uma escola reflexiva
                    é gerir uma escola com projeto
           A escola reflexiva tem a capacidade de se pensar
        para se projetar e desenvolver. O projeto de escola,
        na sua dimensão de produto, é um documento. Mas
        esse projeto/documento resulta de um processo de
        pensamento sobre a missão da escola e o modo
        como ela se organiza para cumprir essa missão. Mas
        é também o resultado de um processo de vontade
        para concretizar, na ação, um projeto delineado, o
        que faz com que ele, uma vez aprovado se
        constituia como referência sistemática de atuação e
        avaliação.
Voltar ao sumário
                                                        Continua...



                               Profº. Valdeci Correia        31
Assim, não será “projeto por decreto”, nem
        “projeto mosaico”, conglomerado de projetos
        setoriais avulsos, nem “projeto ghetto”, marginal e
        aceite por um só setor (Barroso, 1992).
           Há em uma          escola reflexiva um gestão
        participada, determinada, coerente, desafiadora e
        exigente, interativa, flexível e resiliente face às
        situações, avaliadora, formadora.




Voltar ao sumário
                            Profº. Valdeci Correia       32
Gerir uma escola reflexiva é:
          ser capaz de liderar e mobilizar as
           pessoas;
          saber agir em situação;
          nortear-se pelo projeto de escola;
          assegurar uma atuação sistêmica;
          assegurar a participação democrática;
          pensar e escutar antes de decidir;
                                                       Continua...


Voltar ao sumário
                              Profº. Valdeci Correia            33
Gerir uma escola reflexiva é:
          saber avaliar e deixar-se avaliar;
          ser consequente;
          ser capaz de ultrapassar dicotomias
           paralisantes;
          decidir;
          acreditar que todos e a própria escola
           se encontram num processo de
           desenvolvimento e de aprendizagem.
Voltar ao sumário
                              Profº. Valdeci Correia   34
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

ALARCÃO, Isabel. Professores reflexivos em uma
escola reflexiva. São Paulo: Cortez, 2003.




                   Profº. Valdeci Correia        35
ESTA VÍDEO-AULA FOI
                     ELABORADA PELO
                   PROFº. VALDECI CORREIA

                   E-mail: prof.valdecicorreia@yahoo.com.br



Voltar ao início
                                  Profº. Valdeci Correia      36

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolaresA atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
Elizangela Quintela Miranda Costa
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
Magda Marques
 
Os 4 Pilares da Educação
Os 4 Pilares da EducaçãoOs 4 Pilares da Educação
Os 4 Pilares da Educação
Joemille Leal
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
carmemlima
 
Resumo inclusão escolar pontos e contrapontos Mantoan
Resumo inclusão escolar  pontos e contrapontos   MantoanResumo inclusão escolar  pontos e contrapontos   Mantoan
Resumo inclusão escolar pontos e contrapontos Mantoan
♥Marcinhatinelli♥
 
Coordenação pedagógica
Coordenação pedagógicaCoordenação pedagógica
Coordenação pedagógica
Grasiela Dourado
 
Relação professor aluno
Relação professor alunoRelação professor aluno
Relação professor aluno
Romes Heriberto
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
Ananda Lima
 
Prática educativa, pedagogia e didática
Prática educativa, pedagogia e didáticaPrática educativa, pedagogia e didática
Prática educativa, pedagogia e didática
Victor Nilu Fabiana Barros
 
Pratica docente es
Pratica docente esPratica docente es
Pratica docente es
Liliane Barros
 
Apresentação gestão educacional
Apresentação gestão  educacionalApresentação gestão  educacional
Apresentação gestão educacional
Cidinha Professora FALC
 
Filosofia da educação
Filosofia da educaçãoFilosofia da educação
Filosofia da educação
PedagogiaModular
 
Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos
Vadeilza Castilho
 
Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolar
eliasdemoch
 
Tendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico críticaTendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico crítica
Fábio Vasconcelos
 
O que é gestão escolar césar tavares
O que é gestão  escolar césar tavaresO que é gestão  escolar césar tavares
O que é gestão escolar césar tavares
CÉSAR TAVARES
 
Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultosEducação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos
Linda-maria12
 
Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
Heilane Santos
 
resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann
 resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann
resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann
Ivanylde Santos
 
Planejamento Educacional
Planejamento EducacionalPlanejamento Educacional
Planejamento Educacional
Simone Lucas
 

Mais procurados (20)

A atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolaresA atuação do pedagogo em espaços não escolares
A atuação do pedagogo em espaços não escolares
 
Organização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógicoOrganização do trabalho pedagógico
Organização do trabalho pedagógico
 
Os 4 Pilares da Educação
Os 4 Pilares da EducaçãoOs 4 Pilares da Educação
Os 4 Pilares da Educação
 
Formação de professor
Formação de professorFormação de professor
Formação de professor
 
Resumo inclusão escolar pontos e contrapontos Mantoan
Resumo inclusão escolar  pontos e contrapontos   MantoanResumo inclusão escolar  pontos e contrapontos   Mantoan
Resumo inclusão escolar pontos e contrapontos Mantoan
 
Coordenação pedagógica
Coordenação pedagógicaCoordenação pedagógica
Coordenação pedagógica
 
Relação professor aluno
Relação professor alunoRelação professor aluno
Relação professor aluno
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
 
Prática educativa, pedagogia e didática
Prática educativa, pedagogia e didáticaPrática educativa, pedagogia e didática
Prática educativa, pedagogia e didática
 
Pratica docente es
Pratica docente esPratica docente es
Pratica docente es
 
Apresentação gestão educacional
Apresentação gestão  educacionalApresentação gestão  educacional
Apresentação gestão educacional
 
Filosofia da educação
Filosofia da educaçãoFilosofia da educação
Filosofia da educação
 
Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos
 
Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolar
 
Tendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico críticaTendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico crítica
 
O que é gestão escolar césar tavares
O que é gestão  escolar césar tavaresO que é gestão  escolar césar tavares
O que é gestão escolar césar tavares
 
Educação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultosEducação de jovens e adultos
Educação de jovens e adultos
 
Educação Inclusiva
Educação Inclusiva Educação Inclusiva
Educação Inclusiva
 
resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann
 resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann
resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann
 
Planejamento Educacional
Planejamento EducacionalPlanejamento Educacional
Planejamento Educacional
 

Semelhante a Isabel Alarcão - Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva

Professores e Alunos reflexivos em uma Escola Reflexiva
Professores e Alunos reflexivos em uma Escola ReflexivaProfessores e Alunos reflexivos em uma Escola Reflexiva
Professores e Alunos reflexivos em uma Escola Reflexiva
Pedro Tavares
 
A escola reflexiva resumo
A escola reflexiva   resumoA escola reflexiva   resumo
A escola reflexiva resumo
Kelly Sauerbonn
 
A prática refelxiva no ensino médio
A prática refelxiva no ensino médioA prática refelxiva no ensino médio
A prática refelxiva no ensino médio
Adriana Melo
 
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocpropostaIzabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
Ba04 grupo a-is-apresentacao
Ba04 grupo a-is-apresentacaoBa04 grupo a-is-apresentacao
Ba04 grupo a-is-apresentacao
Puc Rio
 
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Editora Moderna
 
Resumo do livro professores reflexivos
Resumo do livro professores reflexivosResumo do livro professores reflexivos
Resumo do livro professores reflexivos
profis123
 
Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)
Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)
Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
ATIVIDADE PUC RIO
ATIVIDADE PUC RIOATIVIDADE PUC RIO
Ensaio eronilde modulo v
Ensaio eronilde modulo vEnsaio eronilde modulo v
Ensaio eronilde modulo v
Vania Mendes
 
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Geija Fortunato
 
Edgar morin
Edgar morinEdgar morin
Edgar morin
Isabel Castro
 
Edgar morin
Edgar morinEdgar morin
Edgar morin
Isabel Castro
 
DF08 -Grupo-A-documento-sintese
DF08 -Grupo-A-documento-sinteseDF08 -Grupo-A-documento-sintese
DF08 -Grupo-A-documento-sintese
Adriana Moura
 
A escola frente à era informatizada
A escola frente à era informatizadaA escola frente à era informatizada
A escola frente à era informatizada
Renata Peruce
 
Apresentação1.pptx
Apresentação1.pptxApresentação1.pptx
Apresentação1.pptx
joaquimjunior54
 
MG03_GrupoA_IS_Apresentacao
MG03_GrupoA_IS_ApresentacaoMG03_GrupoA_IS_Apresentacao
MG03_GrupoA_IS_Apresentacao
edmarap
 
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelenteQuadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Adriana Bueno
 
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelenteQuadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
E.E. Mario Martins Pereira
 
Freire, paulo pedagogia da autonomia
Freire, paulo    pedagogia da autonomiaFreire, paulo    pedagogia da autonomia
Freire, paulo pedagogia da autonomia
marcaocampos
 

Semelhante a Isabel Alarcão - Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva (20)

Professores e Alunos reflexivos em uma Escola Reflexiva
Professores e Alunos reflexivos em uma Escola ReflexivaProfessores e Alunos reflexivos em uma Escola Reflexiva
Professores e Alunos reflexivos em uma Escola Reflexiva
 
A escola reflexiva resumo
A escola reflexiva   resumoA escola reflexiva   resumo
A escola reflexiva resumo
 
A prática refelxiva no ensino médio
A prática refelxiva no ensino médioA prática refelxiva no ensino médio
A prática refelxiva no ensino médio
 
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocpropostaIzabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
Izabel pb01-grupo ab-is-consolidacaodocproposta
 
Ba04 grupo a-is-apresentacao
Ba04 grupo a-is-apresentacaoBa04 grupo a-is-apresentacao
Ba04 grupo a-is-apresentacao
 
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
 
Resumo do livro professores reflexivos
Resumo do livro professores reflexivosResumo do livro professores reflexivos
Resumo do livro professores reflexivos
 
Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)
Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)
Grupo b apresentaçao_seminario_informatica_ (1)
 
ATIVIDADE PUC RIO
ATIVIDADE PUC RIOATIVIDADE PUC RIO
ATIVIDADE PUC RIO
 
Ensaio eronilde modulo v
Ensaio eronilde modulo vEnsaio eronilde modulo v
Ensaio eronilde modulo v
 
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
 
Edgar morin
Edgar morinEdgar morin
Edgar morin
 
Edgar morin
Edgar morinEdgar morin
Edgar morin
 
DF08 -Grupo-A-documento-sintese
DF08 -Grupo-A-documento-sinteseDF08 -Grupo-A-documento-sintese
DF08 -Grupo-A-documento-sintese
 
A escola frente à era informatizada
A escola frente à era informatizadaA escola frente à era informatizada
A escola frente à era informatizada
 
Apresentação1.pptx
Apresentação1.pptxApresentação1.pptx
Apresentação1.pptx
 
MG03_GrupoA_IS_Apresentacao
MG03_GrupoA_IS_ApresentacaoMG03_GrupoA_IS_Apresentacao
MG03_GrupoA_IS_Apresentacao
 
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelenteQuadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
 
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelenteQuadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
Quadro resumo conhecimentos pedagógicos excelente
 
Freire, paulo pedagogia da autonomia
Freire, paulo    pedagogia da autonomiaFreire, paulo    pedagogia da autonomia
Freire, paulo pedagogia da autonomia
 

Mais de Valdeci Correia

PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...
PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...
PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...
Valdeci Correia
 
DIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSDIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
LDB - ATUALIZADA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
LDB - ATUALIZADA  - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSLDB - ATUALIZADA  - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
LDB - ATUALIZADA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
SECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSSECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...
AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...
AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...
Valdeci Correia
 
PEB II - PORTUGUÊS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
PEB II - PORTUGUÊS  -  SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSPEB II - PORTUGUÊS  -  SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
PEB II - PORTUGUÊS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
PEB II - LITERATURA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
PEB II - LITERATURA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSPEB II - LITERATURA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
PEB II - LITERATURA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSOS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I - SIMULADO 2011
PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I  -  SIMULADO 2011PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I  -  SIMULADO 2011
PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I - SIMULADO 2011
Valdeci Correia
 
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...
RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...
RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...
Valdeci Correia
 
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
SUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSSUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
DIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSDIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 
EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSEDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
Valdeci Correia
 

Mais de Valdeci Correia (15)

PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...
PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...
PCN - PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚB...
 
DIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSDIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIDÁTICA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
LDB - ATUALIZADA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
LDB - ATUALIZADA  - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSLDB - ATUALIZADA  - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
LDB - ATUALIZADA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
SECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSSECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SECRETÁRIO ESCOLAR - SME/RJ - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...
AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...
AGENTE DE ORGANIZAÇÃO ESCOLAR - SEE/SP - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBL...
 
PEB II - PORTUGUÊS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
PEB II - PORTUGUÊS  -  SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSPEB II - PORTUGUÊS  -  SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
PEB II - PORTUGUÊS - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
PEB II - LITERATURA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
PEB II - LITERATURA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSPEB II - LITERATURA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
PEB II - LITERATURA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSOS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
OS PENSADORES DA EDUCAÇÃO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I - SIMULADO 2011
PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I  -  SIMULADO 2011PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I  -  SIMULADO 2011
PEB I - PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA I - SIMULADO 2011
 
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...
RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...
RCNEI - REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO D...
 
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
ORIENTADOR EDUCACIONAL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
SUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSSUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
SUPERVISOR DE ENSINO - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
DIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSDIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
DIRETOR DE ESCOLA - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 
EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOSEDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
EDUCAÇÃO INFANTIL - SIMULADO DIGITAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS
 

Último

DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
ConservoConstrues
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
davidreyes364666
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 

Último (20)

DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptxDEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
DEUS CURA TODAS AS FERIDAS ESCONDIDAS DA NOSSA.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 

Isabel Alarcão - Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva

  • 1. Resumo do livro de Isabel Alarcão, Professores Reflexivos em uma Escola Reflexiva. Profº. Valdeci Correia 1
  • 2. ESTA VÍDEO-AULA FOI ELABORADA PELO PROFº. VALDECI CORREIA E-mail: prof.valdecicorreia@yahoo.com.br Profº. Valdeci Correia 2
  • 3. Isabel Alarcão Maria Isabel Alarcão, nascida a 9 de Março de 1940, em Coimbra, Portugal, licenciou-se em Filologia Germânica pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Exerceu a docência no ensino secundário durante sete anos tendo sido também orientadora de estágios. Professora catedrática desde 1990, integra, desde a sua criação (1993), a Unidade/Centro de Investigação Didática e Tecnologia Educativa na Formação de Formadores.
  • 4. SUMÁRIO  A era da informação, da comunicação, do conhecimento.  O excesso de informação.  A competência para lidar com a informação na sociedade da aprendizagem.  O conhecimento pertinente.  A sociedade da aprendizagem.  A sala de aula.  As novas competências exigidas pela sociedade da aprendizagem.  Os alunos na sociedade da aprendizagem. Profº. Valdeci Correia 4
  • 5. SUMÁRIO  Os professores na sociedade da aprendizagem.  Como formar professores reflexivos para e uma escola reflexiva.  O que é pesquisa-ação?  Características importantes de pesquisa-ação.  Estratégias de desenvolvimento da capacidade de reflexão.  A escola na sociedade da aprendizagem.  O que é escola reflexiva? Profº. Valdeci Correia 5
  • 6. SUMÁRIO  Característica de uma escola reflexiva.  O que é projeto escolar?  O que é currículo?  Gerir uma escola reflexiva é gerir uma escola com projeto.  Gerir um escola reflexiva é... Profº. Valdeci Correia 6
  • 7. A Era da Informação, da Comunicação, do Conhecimento A sociedade da informação exige competências de acesso, avaliação e gestão da informação oferecida. Tais competências devem ser adquiridas ou reconhecidas e desenvolvidas nas escolas. Neste contexto surgem questões como as diferenças ao acesso à informação e a necessidade de providenciar igualdade de oportunidades para evitar a exclusão social: a info-exclusão. Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 7
  • 8. O excesso de informação O cidadão comum dificilmente consegue lidar com a avalanche de novas informações que o inundam e que se entrecruzam com novas ideias e problemas, novas oportunidades, desafios e ameaças. O mundo, marcado por tanta riqueza informativa , precisa urgentemente do poder clarificador do pensamento . A informação, se não for organizada, não se constitui em conhecimento, não é saber, e não se traduz em poder. Não há conhecimento sem aprendizagem. Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 8
  • 9. A competência para lidar com a informação na sociedade da aprendizagem É preciso saber o que procurar e onde procurar. Uma vez conectado, é preciso distinguir entre o que é relevante e irrelevante, sério e fraudulento para reter o importante e deitar ao lixo o que não presta ou não se adapta. A informação, pela sua grande quantidade e pela multiplicidade de utilizações que potencialmente encerra, tem de ser reorganizada por quem a procura, a quem compete agora pôr em ação a sua mente interpretativa, seletiva, sistematizadora, criadora. Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 9
  • 10. O conhecimento pertinente Só o pensamento pode organizar o conhecimento. Para conhecer, é preciso pensar. Em vez de uma cabeça bem cheia, reclama-se uma cabeça bem feita. E uma cabeça bem feita é a que é capaz de transformar a informação em conhecimento pertinente. O conhecimento pertinente é o conhecimento que é capaz de situar qualquer informação em seu contexto, e se possível, no conjunto em que está inscrita. (Morin, 2000) Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 10
  • 11. A Sociedade da Aprendizagem A escola não detém o monopólio do saber. A escola, como organização, tem de ser um sistema aberto, pensante e flexível. Sistema aberto sobre si mesmo, e aberto à comunidade em que se insere. O professor não é o único transmissor do saber e tem de aceitar situar-se nas suas novas circunstâncias, que são bem mais exigentes. O aluno também já não é mais o receptáculo a deixar-se rechear de conteúdos. O seu papel impõe- lhe exigências acrescidas. Ele tem de aprender a gerir e a relacionar informações para as transformar no seu conhecimento e no seu saber. Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 11
  • 12. A sala de aula A sala de aula deixou de ser um espaço onde se transmitem conhecimentos, passando a ser um espaço onde se procura e onde se produz conhecimento, (Demo). Uma conceptualização da escolarização neste sentido implica a utilização de estratégias de organização das aprendizagens que assentem no próprio aluno e promovam a sua capacidade de auto e hetero-aprendizagem. E que, por isso mesmo, lhe conferem poder, o responsabilizam e autonomizam e, deste modo, contribuem para a tão desejada democratização. Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 12
  • 13. As novas competências exigidas pela sociedade da aprendizagem • Valorizar a curiosidade intelectual; A capacidade de: • utilizar e recriar o conhecimento; • questionar e indagar; • ter um pensamento próprio; • desenvolver mecanismos de auto-aprendizagem; • gerir a sua vida individual e em grupo; • se adaptar sem deixar de ter a sua própria identidade; • se sentir responsável pelo seu desenvolvimento constante; Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 13
  • 14. As novas competências exigidas pela sociedade da aprendizagem • lidar com situações que fujam à rotina; • decidir e assumir responsabilidades; • resolver problemas; • trabalhar em colaboração; • aceitar os outros. • Que os cidadãos tenham horizontes temporais e geográficos alargados não se limitando a ver o seu pequeno mundo, que tenham dos acontecimentos uma compreensão sistêmica, que sejam capazes de comunicar e interagir, e que desenvolvam a capacidade de autoconhecimento e auto-estima. Profº. Valdeci Correia 14
  • 15. Os alunos na sociedade da aprendizagem Numa “sociedade que aprende e se desenvolve”1, ser aluno é ser aprendente. Em constante interação com as oportunidades que o mundo lhe oferece. Mais do que isso : é aprender a ser aprendente ao longo da vida. O aluno tem de se assumir como um ser que observa o mundo e se observa a si, se questiona e procura atribuir sentido aos objetos, aos acontecimentos e às interações. Tem de se convencer de que tem de ir à procura do saber. Continua... Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 15
  • 16. Os alunos na sociedade da aprendizagem É o aluno que tem de descobrir o prazer de ser uma mente ativa e não meramente receptiva. É um indivíduo que faz relação entre as coisas ao seu redor, que as define e lhes dá sentido – tem uma mente ativa. Os alunos passam a depender menos do professor, a ter mais autodeterminação, maior consciência crítica, valorizam mais suas capacidades, conhecem o sentido de prazer que deriva da consciência do seu próprio progresso. São mais responsivos perante os contextos. São INDEPENDENTES. Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 16
  • 17. Os professores na sociedade da aprendizagem O papel dos professores nos dias de hoje: Criar, estruturar e dinamizar situações de aprendizagem e estimular a aprendizagem e a autoconfiança nas capacidades individuais para aprender. O grande desafio dos professores: É ajudar a desenvolver nos alunos (futuros cidadãos) a capacidade de trabalho autônomo e colaborativo, não esquecendo o espírito crítico. Continua... Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 17
  • 18. Os professores na sociedade da aprendizagem Os professores são estruturadores e animadores das aprendizagens e não apenas estruturadores do ensino. Têm que repensar o seu papel. Têm de se consciencializar que são apenas uma fonte de informação, entre muitas outras. Para não se sentirem ultrapassados, os professores precisam urgentemente de recontextualizarem na sua identidade e responsabilidades profissionais. O professor tem de se considerar num constante processo de autoformação e identificação profissional. Tem de ser um professor reflexivo numa comunidade profissional reflexiva. Profº. Valdeci Correia Voltar ao sumário 18
  • 19. Como formar professores reflexivos para e numa escola reflexiva? Queremos que os professores sejam seres pensantes, intelectuais, capazes de gerir a sua ação profissional. Queremos também que a escola se questione a si própria, como motor do seu desenvolvimento institucional. Na escola, e nos professores, a constante atitude de reflexão manterá presente a importante questão da função que os professores e a escola desenpemham na sociedade e ajudará a equacionar e resolver dilemas e problemas. A metodologia de pesquisa-ação apresenta-se com potencialidades para servir este objetivo. Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 19
  • 20. O que é pesquisa-ação? “Pesquisa-ação é uma aplicação da metodologia científica à clarificação e à resolução dos problemas práticos. E também um processo de mudança pessoal e social planeada. Em ambos os sentidos constitui um processo de aprendizagem que dá particular relevo à qualidade da colaboração no planejamento da ação e na avaliação dos resultados” (Benne, Bradford e Lippitt, 1964:33). Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 20
  • 21. Características importantes de pesquisa-ação: • a contribuição para a mudança; • o caráter participativo, motivador e apoiante do grupo; • o impulso democrático. Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 21
  • 22. Em complementaridade com a pesquisa-ação, existem outras estratégias de desenvolvimento da capacidade de reflexão: • a análise de casos; • as narrativas; • a elaboração de portfólios reveladores do processo de desenvolvimento seguido; • o questionamento dos outros fatores educativos; • o confronto de opiniões e abordagens; • os grupos de discussão ou círculos de estudo; • a auto-observação; • a supervisão colaborativa; • as perguntas pedagógicas. Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 22
  • 23. A escola na sociedade da aprendizagem O que é escola? “Escola comunidade educativa, sistema local de aprendizagem e formação: grupo constituído por alunos, professores, pais/encarregados de educação, representantes do poder autárquico, econômico e social que, compartilhando um mesmo território e participando de uma herança cultural comum, constituem um todo, com características específicas e com uma dinâmica própria” (MACEDO, 1995:68). A escola é uma comunidade social, organizada para exercer a funçãoProfº. Valdeci Correia e instruir. Voltar ao sumário de educar 23
  • 24. A escola na sociedade da aprendizagem A escola: • não detém o monopólio do saber; • como organização, tem de ser um sistema aberto, pensante e flexível; • tem de repensar, para transformar-se por dentro com as pessoas que a constituem, e, em interação com a comunidade circundante; • se questione a si própria, como motor do seu desenvolvimento institucional . Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 24
  • 25. A escola na sociedade da aprendizagem O que é escola reflexiva? Escola reflexiva é a organização que continuadamente se pensa a si própria, na sua missão social e na sua organização e se confronta com o desenrolar da sua atividade num processo heurístico simultaneamente avaliativo e formativo. (Alarcão, 2001) Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 25
  • 26. A escola na sociedade da aprendizagem Características de uma escola reflexiva:  Não é telecomandada do exterior. É autogerida;  Tem projeto próprio, construído com a colaboração dos seus membros;  Sabe para onde quer ir e avalia-se permanentemente na sua caminhada;  Contextualiza-se na comunidade que serve e com esta interage;  Acredita nos seus professores, cuja capacidade de pensamento e de ação sempre fomenta; Continua... Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 26
  • 27. A escola na sociedade da aprendizagem Características de uma escola reflexiva:  Envolve os alunos na construção de uma escola cada vez melhor;  Não esquece o contributo dos pais e toda a comunidade;  Considera-se uma instituição em desenvolvimento e em aprendizagem;  Pensa-se e avalia-se;  Constrói conhecimento sobre si própria; Continua... Profº. Valdeci Correia 27
  • 28. A escola na sociedade da aprendizagem Características de uma escola reflexiva:  Nunca está verdadeiramente feita, mas se encontra sempre em construção, da comunidade social, dinâmica; mediada pela interação dos diferentes autores sociais que nela vivem e com ela convivem;  Ideias de pensamento e reflexão, organização e missão, avaliação e formação;  É uma organização simultaneamente aprendente e qualificante. Profº. Valdeci Correia 28
  • 29. O currículo no centro do projeto de escola O que é projeto Escolar? “ Projeto de escola é a carta de definição da política educativa da escola. É o cerne da política da escola – política distinta e original de cada comunidade educativa, definida na gestão de tensões positivas, princípios, normas nacionais e objetivos, necessidades, recursos e modos de funcionamento específicos de cada escola” (Macedo, 1995). Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 29
  • 30. O currículo no centro do projeto de escola O que é currículo? “Currículo é o conjunto de aprendizagens proporcionadas pela escola e consideradas socialmente necessárias num dado tempo e contexto. É o currículo que legitima socialmente a escola, como instituição a quem a sociedade remete a ‘passagem’ sistemática das aprendizagens tidas como necessárias” (Roldão, 2000). Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 30
  • 31. Gerir uma escola reflexiva é gerir uma escola com projeto A escola reflexiva tem a capacidade de se pensar para se projetar e desenvolver. O projeto de escola, na sua dimensão de produto, é um documento. Mas esse projeto/documento resulta de um processo de pensamento sobre a missão da escola e o modo como ela se organiza para cumprir essa missão. Mas é também o resultado de um processo de vontade para concretizar, na ação, um projeto delineado, o que faz com que ele, uma vez aprovado se constituia como referência sistemática de atuação e avaliação. Voltar ao sumário Continua... Profº. Valdeci Correia 31
  • 32. Assim, não será “projeto por decreto”, nem “projeto mosaico”, conglomerado de projetos setoriais avulsos, nem “projeto ghetto”, marginal e aceite por um só setor (Barroso, 1992). Há em uma escola reflexiva um gestão participada, determinada, coerente, desafiadora e exigente, interativa, flexível e resiliente face às situações, avaliadora, formadora. Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 32
  • 33. Gerir uma escola reflexiva é:  ser capaz de liderar e mobilizar as pessoas;  saber agir em situação;  nortear-se pelo projeto de escola;  assegurar uma atuação sistêmica;  assegurar a participação democrática;  pensar e escutar antes de decidir; Continua... Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 33
  • 34. Gerir uma escola reflexiva é:  saber avaliar e deixar-se avaliar;  ser consequente;  ser capaz de ultrapassar dicotomias paralisantes;  decidir;  acreditar que todos e a própria escola se encontram num processo de desenvolvimento e de aprendizagem. Voltar ao sumário Profº. Valdeci Correia 34
  • 35. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA ALARCÃO, Isabel. Professores reflexivos em uma escola reflexiva. São Paulo: Cortez, 2003. Profº. Valdeci Correia 35
  • 36. ESTA VÍDEO-AULA FOI ELABORADA PELO PROFº. VALDECI CORREIA E-mail: prof.valdecicorreia@yahoo.com.br Voltar ao início Profº. Valdeci Correia 36