SlideShare uma empresa Scribd logo
O episódio da Ilha dosO episódio da Ilha dos
Amores n’Amores n’ Os LusíadasOs Lusíadas
5. Os Lusíadas de Camões
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
“Episódio que conclui a ação d’ Os Lusíadas,
considerada nos três grandes níveis que a
compõem:
▪ a primeira viagem marítima dos
Portugueses à Índia;
▪ a história dos Lusitanos;
▪ a intriga mitológica.”
(José Augusto Cardoso Bernardes)
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
“Os navegadores, partindo da Europa, tinham
cumprido o seu dever de rasgar o caminho
marítimo para a Índia até a alcançar; tinham
contactado novas culturas e gentes; tinham
celebrizado o nome do seu Rei e da sua Pátria:
eram verdadeiros Heróis, apagando de vez as
celebridades antigas, cantadas nas epopeias
clássicas.”
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
“Merecem pois a honra e a glória de serem
também celebrizados e imortalizados com o
nome gigante de “deuses”, porque
necessariamente a memória das pessoas nunca
mais os irá esquecer.
O regresso prepara-lhes um lugar
paradisíaco, onde a satisfação e o descanso
sejam os seus pratos fortes.”
(José Oliveira Macêdo)
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
O aparecimento da Ilha
O encontro das ninfas
com os marinheiros
A perseguição das
ninfas pelos nautas
(IX, est. 52-53)
(IX, est. 66-69)
(IX, est. 70)
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
A união entre os
navegadores e as ninfas
O significado
alegórico da ilha
(IX, est. 88)
(IX, est. 89-92)
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
“O prémio das grandes ações” dos heróis lusitanos
(José Saramago)
“O poeta torna imortais os feitos do herói nacional,
elevando os nautas, que, metonimicamente,
representam o povo português, à condição de deuses”
(Conceição Jacinto e Gabriela Lança)
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
“os heróis lusíadas alcançam na
Ilha dos Amores o clímax da sua
ascensão divinificatória”
(Vítor Aguiar e Silva)
Mitificação do herói
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
“Que as Ninfas do Oceano, tão fermosas,
Tethys e a Ilha angélica pintada,
Outra cousa não é que as deleitosas
Honras que a vida fazem sublimada.”
(Os Lusíadas, IX – est. 89)
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
“Vénus consegue, por artes mágicas, atrair os
navegantes para a sua Ilha Divina. Última etapa
da escada ascendente da Glória, a Ilha dos
Amores constitui:
▪ uma alegoria da justeza do prémio dado ao
mérito e ao valor;
▪ a desmistificação da mitologia clássica;
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
▪ a imortalidade ideal, concedida aos
humanos, que se transcenderam e que
exigem dos restantes mortais a memória
inesquecível dos seus feitos e da sua
consagração aos ditames da fé e do
Império, da virtude e do dever, do valor e
da aventura, da razão e da loucura… de
ser Português.”
(José Oliveira Macêdo)
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
O convite de Tethys a
Gama para ver
“o que não pode a vã
ciência / Dos errados e
míseros mortais”
Descrição do “globo”
(X, est. 75-76)
(X, est. 77-79)
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
Explicação sobre o
significado da “grande
máquina do Mundo” e
apresentação
detalhada dos seus
elementos
constituintes
(X, est. 81-91)
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
In CAMÕES, Luís de, 2014. Os Lusíadas (Edição organizada por Emanuel Paulo Ramos). Porto: Porto Editora (p. 576)
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
“Por concessão de Deus, Vasco da Gama vai
poder ver o que a ciência dos homens não pode
ver […].
A contemplação da máquina do mundo, que
Tétis proporcionou a Vasco da Gama, tem algo
de iniciação ao conhecimento do Universo,
porque a iniciação é a passagem do mundo
profano, vulgar, para um mundo sagrado, para
um nível diferente.”
Outras Expressões, 10.º ano
O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores
n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas
“O espectáculo da “máquina do mundo” […]
constitui sem dúvida uma notável celebração da
felicidade, pela inteligência e contemplação,
proporcionada por Tétis aos navegantes, como
prémio das suas altas realizações.”
(Silvério Benedito)
Outras Expressões, 10.º ano

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

J jacinto os lusiadas
J jacinto os lusiadasJ jacinto os lusiadas
J jacinto os lusiadas
Pedro Gonçalves
 
Os lusíadas resumo
Os lusíadas resumoOs lusíadas resumo
Os lusíadas resumo
Mirceya Lima
 
Ilha dos amores
Ilha dos amoresIlha dos amores
Ilha dos amores
Susana Sobrenome
 
Tudo sobre "Os lusíadas"
Tudo sobre "Os lusíadas"Tudo sobre "Os lusíadas"
Tudo sobre "Os lusíadas"
Inês Santos
 
Os Lusíadas - Análise do Canto II
Os Lusíadas - Análise do Canto IIOs Lusíadas - Análise do Canto II
Os Lusíadas - Análise do Canto II
Letróloga Blog
 
Os Lusíadas - Canto VII
Os Lusíadas -  Canto VIIOs Lusíadas -  Canto VII
Os Lusíadas - Canto VII
Maria Inês de Souza Vitorino Justino
 
Tétis e a ilha dos amores
Tétis e a ilha dos amoresTétis e a ilha dos amores
Tétis e a ilha dos amores
Bruno Neves
 
Camões os lusíadas
Camões os lusíadasCamões os lusíadas
Camões os lusíadas
Pedro Lopes
 
Comemoração dos 550 anos da morte do Infante D. Henrique - Mensagem, de Ferna...
Comemoração dos 550 anos da morte do Infante D. Henrique - Mensagem, de Ferna...Comemoração dos 550 anos da morte do Infante D. Henrique - Mensagem, de Ferna...
Comemoração dos 550 anos da morte do Infante D. Henrique - Mensagem, de Ferna...
Ana Cristina Matias
 
Os lusiadas
Os lusiadasOs lusiadas
Os lusiadas
Ronald Simoes
 
Os Dez Cantos d´Os Lusíadas
Os Dez Cantos d´Os LusíadasOs Dez Cantos d´Os Lusíadas
Os Dez Cantos d´Os Lusíadas
Maria Gomes
 
Os lusiadas resumo
Os lusiadas resumoOs lusiadas resumo
Os lusiadas resumo
Jonatham Siqueira
 
António Vieira
António VieiraAntónio Vieira
António Vieira
Ana Cruz
 
Análise do Poema - A Última Nau
Análise do Poema - A Última NauAnálise do Poema - A Última Nau
Análise do Poema - A Última Nau
Maria Freitas
 
Os lusíadas
Os lusíadasOs lusíadas
Os lusíadas
Angela Santos
 
Os Lusíadas Canto 8
Os Lusíadas Canto 8Os Lusíadas Canto 8
Os Lusíadas Canto 8
Gabriel Barbosa Doria
 
A Carta De Pero Vaz De Caminha
A Carta De Pero Vaz De CaminhaA Carta De Pero Vaz De Caminha
A Carta De Pero Vaz De Caminha
guest88249c
 
en-literatura.blogspot.com
en-literatura.blogspot.comen-literatura.blogspot.com
en-literatura.blogspot.com
isaianabrito
 
Texto expositivo
Texto expositivoTexto expositivo
Texto expositivo
claudiapinto7a
 
Fundo do mar de Sophia de Mello Breyner Andresen
Fundo do mar de Sophia de Mello Breyner AndresenFundo do mar de Sophia de Mello Breyner Andresen
Fundo do mar de Sophia de Mello Breyner Andresen
VanessaGPita16
 

Mais procurados (20)

J jacinto os lusiadas
J jacinto os lusiadasJ jacinto os lusiadas
J jacinto os lusiadas
 
Os lusíadas resumo
Os lusíadas resumoOs lusíadas resumo
Os lusíadas resumo
 
Ilha dos amores
Ilha dos amoresIlha dos amores
Ilha dos amores
 
Tudo sobre "Os lusíadas"
Tudo sobre "Os lusíadas"Tudo sobre "Os lusíadas"
Tudo sobre "Os lusíadas"
 
Os Lusíadas - Análise do Canto II
Os Lusíadas - Análise do Canto IIOs Lusíadas - Análise do Canto II
Os Lusíadas - Análise do Canto II
 
Os Lusíadas - Canto VII
Os Lusíadas -  Canto VIIOs Lusíadas -  Canto VII
Os Lusíadas - Canto VII
 
Tétis e a ilha dos amores
Tétis e a ilha dos amoresTétis e a ilha dos amores
Tétis e a ilha dos amores
 
Camões os lusíadas
Camões os lusíadasCamões os lusíadas
Camões os lusíadas
 
Comemoração dos 550 anos da morte do Infante D. Henrique - Mensagem, de Ferna...
Comemoração dos 550 anos da morte do Infante D. Henrique - Mensagem, de Ferna...Comemoração dos 550 anos da morte do Infante D. Henrique - Mensagem, de Ferna...
Comemoração dos 550 anos da morte do Infante D. Henrique - Mensagem, de Ferna...
 
Os lusiadas
Os lusiadasOs lusiadas
Os lusiadas
 
Os Dez Cantos d´Os Lusíadas
Os Dez Cantos d´Os LusíadasOs Dez Cantos d´Os Lusíadas
Os Dez Cantos d´Os Lusíadas
 
Os lusiadas resumo
Os lusiadas resumoOs lusiadas resumo
Os lusiadas resumo
 
António Vieira
António VieiraAntónio Vieira
António Vieira
 
Análise do Poema - A Última Nau
Análise do Poema - A Última NauAnálise do Poema - A Última Nau
Análise do Poema - A Última Nau
 
Os lusíadas
Os lusíadasOs lusíadas
Os lusíadas
 
Os Lusíadas Canto 8
Os Lusíadas Canto 8Os Lusíadas Canto 8
Os Lusíadas Canto 8
 
A Carta De Pero Vaz De Caminha
A Carta De Pero Vaz De CaminhaA Carta De Pero Vaz De Caminha
A Carta De Pero Vaz De Caminha
 
en-literatura.blogspot.com
en-literatura.blogspot.comen-literatura.blogspot.com
en-literatura.blogspot.com
 
Texto expositivo
Texto expositivoTexto expositivo
Texto expositivo
 
Fundo do mar de Sophia de Mello Breyner Andresen
Fundo do mar de Sophia de Mello Breyner AndresenFundo do mar de Sophia de Mello Breyner Andresen
Fundo do mar de Sophia de Mello Breyner Andresen
 

Semelhante a Oexp10 episodio ilha_amores_lusiadas

oexp10_episodio_ilha_amores_lusiadas.ppt
oexp10_episodio_ilha_amores_lusiadas.pptoexp10_episodio_ilha_amores_lusiadas.ppt
oexp10_episodio_ilha_amores_lusiadas.ppt
Catarina Nunes
 
lusiadas_lexicoenarradores.docx
lusiadas_lexicoenarradores.docxlusiadas_lexicoenarradores.docx
lusiadas_lexicoenarradores.docx
FamIndisciplinadAA
 
Apresentação em powerpoint Lusíadas 10 ano
Apresentação em powerpoint Lusíadas 10 anoApresentação em powerpoint Lusíadas 10 ano
Apresentação em powerpoint Lusíadas 10 ano
mako851
 
Teste de preparação correção
Teste de preparação   correçãoTeste de preparação   correção
Teste de preparação correção
Isabel Couto
 
Teste de preparação
Teste de preparaçãoTeste de preparação
Teste de preparação
Isabel Couto
 
Aula 04 camões épico - os lusíadas
Aula 04   camões épico - os lusíadasAula 04   camões épico - os lusíadas
Aula 04 camões épico - os lusíadas
Jonatas Carlos
 
Os Lusíadas - Estrutura e resumo.pdf
Os Lusíadas - Estrutura e resumo.pdfOs Lusíadas - Estrutura e resumo.pdf
Os Lusíadas - Estrutura e resumo.pdf
Paula Vieira
 
Resumos de Português: Os Lusíadas
Resumos de Português: Os LusíadasResumos de Português: Os Lusíadas
Resumos de Português: Os Lusíadas
Raffaella Ergün
 
Estrutura d'Os Lusíadas
Estrutura d'Os LusíadasEstrutura d'Os Lusíadas
Estrutura d'Os Lusíadas
complementoindirecto
 
Os Lusíadas de Luís de Camões
Os Lusíadas de Luís de CamõesOs Lusíadas de Luís de Camões
Os Lusíadas de Luís de Camões
Gijasilvelitz 2
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
olga nunes
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
Maria Gois
 
Brasil Rio De Janeiro Ilha Paquetá
Brasil Rio De Janeiro Ilha PaquetáBrasil Rio De Janeiro Ilha Paquetá
Brasil Rio De Janeiro Ilha Paquetá
Lúcia Moreira
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
Anderson Silva
 
Ficha de avaliação formativa
Ficha de avaliação formativaFicha de avaliação formativa
Ficha de avaliação formativa
maria ceu pita
 
Os lusíadas, de luís de camões
Os lusíadas, de luís de camõesOs lusíadas, de luís de camões
Os lusíadas, de luís de camões
António Fraga
 
Lusiadas resumo2
Lusiadas resumo2Lusiadas resumo2
Lusiadas resumo2
Inês Barão
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
Ana Tapadas
 
Os lusíadas, de luís de camões(1)
Os lusíadas, de luís de camões(1)Os lusíadas, de luís de camões(1)
Os lusíadas, de luís de camões(1)
António Fraga
 
Intertextualidade Mensagem e Os Lusíadas
Intertextualidade Mensagem e Os LusíadasIntertextualidade Mensagem e Os Lusíadas
Intertextualidade Mensagem e Os Lusíadas
António Teixeira
 

Semelhante a Oexp10 episodio ilha_amores_lusiadas (20)

oexp10_episodio_ilha_amores_lusiadas.ppt
oexp10_episodio_ilha_amores_lusiadas.pptoexp10_episodio_ilha_amores_lusiadas.ppt
oexp10_episodio_ilha_amores_lusiadas.ppt
 
lusiadas_lexicoenarradores.docx
lusiadas_lexicoenarradores.docxlusiadas_lexicoenarradores.docx
lusiadas_lexicoenarradores.docx
 
Apresentação em powerpoint Lusíadas 10 ano
Apresentação em powerpoint Lusíadas 10 anoApresentação em powerpoint Lusíadas 10 ano
Apresentação em powerpoint Lusíadas 10 ano
 
Teste de preparação correção
Teste de preparação   correçãoTeste de preparação   correção
Teste de preparação correção
 
Teste de preparação
Teste de preparaçãoTeste de preparação
Teste de preparação
 
Aula 04 camões épico - os lusíadas
Aula 04   camões épico - os lusíadasAula 04   camões épico - os lusíadas
Aula 04 camões épico - os lusíadas
 
Os Lusíadas - Estrutura e resumo.pdf
Os Lusíadas - Estrutura e resumo.pdfOs Lusíadas - Estrutura e resumo.pdf
Os Lusíadas - Estrutura e resumo.pdf
 
Resumos de Português: Os Lusíadas
Resumos de Português: Os LusíadasResumos de Português: Os Lusíadas
Resumos de Português: Os Lusíadas
 
Estrutura d'Os Lusíadas
Estrutura d'Os LusíadasEstrutura d'Os Lusíadas
Estrutura d'Os Lusíadas
 
Os Lusíadas de Luís de Camões
Os Lusíadas de Luís de CamõesOs Lusíadas de Luís de Camões
Os Lusíadas de Luís de Camões
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
 
Brasil Rio De Janeiro Ilha Paquetá
Brasil Rio De Janeiro Ilha PaquetáBrasil Rio De Janeiro Ilha Paquetá
Brasil Rio De Janeiro Ilha Paquetá
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
 
Ficha de avaliação formativa
Ficha de avaliação formativaFicha de avaliação formativa
Ficha de avaliação formativa
 
Os lusíadas, de luís de camões
Os lusíadas, de luís de camõesOs lusíadas, de luís de camões
Os lusíadas, de luís de camões
 
Lusiadas resumo2
Lusiadas resumo2Lusiadas resumo2
Lusiadas resumo2
 
Os Lusíadas
Os LusíadasOs Lusíadas
Os Lusíadas
 
Os lusíadas, de luís de camões(1)
Os lusíadas, de luís de camões(1)Os lusíadas, de luís de camões(1)
Os lusíadas, de luís de camões(1)
 
Intertextualidade Mensagem e Os Lusíadas
Intertextualidade Mensagem e Os LusíadasIntertextualidade Mensagem e Os Lusíadas
Intertextualidade Mensagem e Os Lusíadas
 

Último

Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptxQualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
MariaJooSilva58
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptxQualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 

Oexp10 episodio ilha_amores_lusiadas

  • 1. O episódio da Ilha dosO episódio da Ilha dos Amores n’Amores n’ Os LusíadasOs Lusíadas 5. Os Lusíadas de Camões Outras Expressões, 10.º ano
  • 2. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas “Episódio que conclui a ação d’ Os Lusíadas, considerada nos três grandes níveis que a compõem: ▪ a primeira viagem marítima dos Portugueses à Índia; ▪ a história dos Lusitanos; ▪ a intriga mitológica.” (José Augusto Cardoso Bernardes) Outras Expressões, 10.º ano
  • 3. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas “Os navegadores, partindo da Europa, tinham cumprido o seu dever de rasgar o caminho marítimo para a Índia até a alcançar; tinham contactado novas culturas e gentes; tinham celebrizado o nome do seu Rei e da sua Pátria: eram verdadeiros Heróis, apagando de vez as celebridades antigas, cantadas nas epopeias clássicas.” Outras Expressões, 10.º ano
  • 4. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas “Merecem pois a honra e a glória de serem também celebrizados e imortalizados com o nome gigante de “deuses”, porque necessariamente a memória das pessoas nunca mais os irá esquecer. O regresso prepara-lhes um lugar paradisíaco, onde a satisfação e o descanso sejam os seus pratos fortes.” (José Oliveira Macêdo) Outras Expressões, 10.º ano
  • 5. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas O aparecimento da Ilha O encontro das ninfas com os marinheiros A perseguição das ninfas pelos nautas (IX, est. 52-53) (IX, est. 66-69) (IX, est. 70) Outras Expressões, 10.º ano
  • 6. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas A união entre os navegadores e as ninfas O significado alegórico da ilha (IX, est. 88) (IX, est. 89-92) Outras Expressões, 10.º ano
  • 7. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas “O prémio das grandes ações” dos heróis lusitanos (José Saramago) “O poeta torna imortais os feitos do herói nacional, elevando os nautas, que, metonimicamente, representam o povo português, à condição de deuses” (Conceição Jacinto e Gabriela Lança) Outras Expressões, 10.º ano
  • 8. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas “os heróis lusíadas alcançam na Ilha dos Amores o clímax da sua ascensão divinificatória” (Vítor Aguiar e Silva) Mitificação do herói Outras Expressões, 10.º ano
  • 9. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas “Que as Ninfas do Oceano, tão fermosas, Tethys e a Ilha angélica pintada, Outra cousa não é que as deleitosas Honras que a vida fazem sublimada.” (Os Lusíadas, IX – est. 89) Outras Expressões, 10.º ano
  • 10. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas “Vénus consegue, por artes mágicas, atrair os navegantes para a sua Ilha Divina. Última etapa da escada ascendente da Glória, a Ilha dos Amores constitui: ▪ uma alegoria da justeza do prémio dado ao mérito e ao valor; ▪ a desmistificação da mitologia clássica; Outras Expressões, 10.º ano
  • 11. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas ▪ a imortalidade ideal, concedida aos humanos, que se transcenderam e que exigem dos restantes mortais a memória inesquecível dos seus feitos e da sua consagração aos ditames da fé e do Império, da virtude e do dever, do valor e da aventura, da razão e da loucura… de ser Português.” (José Oliveira Macêdo) Outras Expressões, 10.º ano
  • 12. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas O convite de Tethys a Gama para ver “o que não pode a vã ciência / Dos errados e míseros mortais” Descrição do “globo” (X, est. 75-76) (X, est. 77-79) Outras Expressões, 10.º ano
  • 13. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas Explicação sobre o significado da “grande máquina do Mundo” e apresentação detalhada dos seus elementos constituintes (X, est. 81-91) Outras Expressões, 10.º ano
  • 14. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas In CAMÕES, Luís de, 2014. Os Lusíadas (Edição organizada por Emanuel Paulo Ramos). Porto: Porto Editora (p. 576)
  • 15. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas “Por concessão de Deus, Vasco da Gama vai poder ver o que a ciência dos homens não pode ver […]. A contemplação da máquina do mundo, que Tétis proporcionou a Vasco da Gama, tem algo de iniciação ao conhecimento do Universo, porque a iniciação é a passagem do mundo profano, vulgar, para um mundo sagrado, para um nível diferente.” Outras Expressões, 10.º ano
  • 16. O episódio da Ilha dos AmoresO episódio da Ilha dos Amores n’n’ Os LusíadasOs Lusíadas “O espectáculo da “máquina do mundo” […] constitui sem dúvida uma notável celebração da felicidade, pela inteligência e contemplação, proporcionada por Tétis aos navegantes, como prémio das suas altas realizações.” (Silvério Benedito) Outras Expressões, 10.º ano