SlideShare uma empresa Scribd logo
M-learning em contexto
      educativo

      Zélia Patrocínio
Definição do termo m-learning

  A utilização dos dispositivos móveis para a
  educação também é uma variante do e-
  learning e é normalmente citada como m-
  learning, mobile learning ou aprendizagem
  móvel.
O que é o m-learning?

Com o avanço das tecnologias, em especial o
wireless ou o hi-fi e o aumento do potencial
dos dispositivos móveis (telemóvel, PDA,
pocket PC ou tablet PC), surge um movo
paradigma educacional designado por m-
learning. O avanço das tecnologias móveis
permite actualmente a possibilidade de aceder
a informação em tempo real, em qualquer hora
e em qualquer ponto geográfico.
Evolução do m-learning

O m-learning desponta como uma grande
promessa de se tornar o meio mais utilizado
para o acesso ao e-learning num futuro
próximo, visto que o custo de aquisição dos
dispositivos móveis é bem menor do que um
PC ou portátil.
M-learning na educação

As vantagens deste sistema para a educação
são inúmeras se pensarmos na possibilidade de
mobilidade em que os alunos podem aceder a
informações mais actuais de diversos assuntos
em todas as partes da escola, com rapidez e
facilidade, permitindo também a interacção
directa com o professor, que pode estar a enviar
os conteúdos e a comunicar com os alunos em
tempo real.
O uso do telemóvel

Em vários países do mundo decorrem
projectos que envolvem o uso de telemóveis
como ferramenta educativa.
Nenhum alcançou ainda uma grande
escala, sendo a maioria dos projectos de
âmbito muito limitado envolvendo por exemplo
o ensino de línguas ou tendo terminado ainda
na fase piloto.
Projecto “Janala”
Decorre em Bangladesh em parceria com a
BBC um projecto conhecido como “Janala”
que consiste na disponibilização de aulas de
Inglês por telemóvel. O projecto traduz-se no
acesso a gravações com dois a três minutos
de duração que chegam aos telemóveis de
quem enviar um SMS para um determinado
número com um código de quatro dígitos.
Apesar do sucesso, o projecto “Janala” está
ainda numa fase inicial.
É inquestionável que o telemóvel é um dos
artefactos de comunicação mais populares. A
sua taxa de adopção cresceu a um ritmo nunca
visto. Este crescimento foi particularmente
espectacular em Portugal. Os telemóveis estão
a acelerar tendências de mudança que já se
haviam iniciado com a Internet como a
exigência de autonomia dos alunos, a
necessidade de contacto permanente, a
motivação para a aprendizagem colaborativa
em rede.
Uso do telemóvel na sala de
aula, sim? Ou não?

Nesta primeira década do século XXI, um dos
dilemas que mais se coloca nas salas de aula é
saber se os alunos deveriam ou não usar o
telemóvel na sala de aula. Esta polémica
coloca-se desde que as crianças têm acesso
ao telemóvel, com idades cada vez mais
jovens.
Nalgumas escolas o uso dos telemóveis ou
outros aparelhos electrónicos, está vedado na
maioria das salas de aula.
Estas proibições prendem-se no dizer dos
professores, com falta de atenção e dispersão
dos alunos provocadas pelos aparelhos.
Há, pois, uma falta de cultura digital da
comunicação, neste sentido, o papel da
escola é fucral. Shudle (2009) sugere que as
tecnologias móveis tais como o telemóvel, o
ipod e as consolas de jogos sejam mais
usadas para aprendizagem.
Os telemóveis mais recentes apresentam
desenho ergonómico, aparência, sensação e
funcionalidades de um diminuto computador
portátil.
Como as tecnologias móveis se tornaram tão
importantes nas vidas dos jovens de todo o
mundo, muitos governos e escolas estão a
experimentar o uso deste popular dispositivo
para uma série de diferentes finalidades de
ensino e aprendizagem.
As tecnologias móveis têm sido objecto de
vários estudos, desde há alguns anos. Alguns
projectos centram-se no desenvolvimento nas
crianças de competências de
colaboração, pensamento crítico e resolução
de problemas, em diferentes matérias
curriculares: línguas
estrangeiras, ciências, tecnologias, engenharia
s e matemáticas, quer no interior, quer fora da
escola.
Só quem quer virar as costas às tecnologias
móveis é que não se apercebe das
potencialidades e benefícios que estes
dispositivos oferecem, à sociedade em geral, e
ao sistema educativo em particular. Para que
se possam usar estes dispositivos ou outros
similares, é necessário que os professores
passem por uma reciclagem tecnológica. É
necessário consciencializar o aluno de que o
telemóvel é uma ferramenta de comunicação e
de construção de conhecimento. Enquanto os
serviços de acesso à
Conclusão

O telemóvel está a tornar-se no novo papel e
lápis, como refere Matt Cook, um professor da
Keller     Trinity  Meadows      Intermediate
School, onde os alunos usam o telemóvel, na
sala de aula como um computador.
A dependência do telemóvel é proporcional à
sociabilidade da juventude actual. É vulgar
“conhecer” pessoas, primeiro, no MSN, no
Hi5, no Facebook ou no Twitter e passar
depois em
muitos casos para o “mundo real”, segundo Tito
Morais do MiúdosSegurosNa.net. O importante
é que a escola os ajude a não se deixarem
dominar pela tecnologia e aprendam a potenciá-
la na promoção de uma verdadeira
aprendizagem.
Enquanto os serviços de aceso à internet em
banda larga forem caros, é possível usar os
serviços que os telemóveis oferecem, como
complemento ao processo de ensino e
aprendizagem.
Para tal basta que o professor ao planear a sua
aula o faça incluindo também esta ferramenta
que anda nos bolsos dos alunos.


Muito haveria ainda para falar sobre o m-
learning, apenas foquei os aspectos que achei
mais relevantes para o enquadramento deste
projecto, “O presente e o futuro da educação
online: perspectivas e desafios”.
Referências bibliográficas
ALAVA, Séraphin & colaboradores. Ciberespaço e formações
abertas: rumo a novas tecnologias? Porto Alegre: Artmed,
2002
ARRUDA, Eucidio. Ciberprofessor: Novas Tecnologias,
Ensino e Trabalho Docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2004
CASTELLS, Manuel. A galáxia da Internet: reflexões sobre a
Internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro, Jorge
Zahar Editor, 2003.

GIDDENS, Anthony. As conseqüências da modernidade. São
Paulo: Unesp, 1991.
http://movv.org/2010/10/20/o-projeto-janala-de-ensino-do-
ingles-por-telemovel-no-bangladesh/ acedido a 10/07/2011

LÉVY, Pierre (1997). Cibercultura, Lisboa, Instituto Piaget.

McLUHAN, H. (1964). Understanding             Media:   The
Extensions of Man. NY: McGraw-

PAIVA, José Eustáquio Machado de. Um estudo acerca do
conceito de tecnologia. In: Educação & Tecnologia.
Belo Horizonte: Revista do Centro Federal de
Educação Tecnológica de Minas Gerais, v. 4 n. ½ jan/dez.
1999.


A fonte das imagens foi:
http://www.flickr.com/creativecommons
Este trabalho foi realizado no âmbito da unidade
curricular de Materiais e Recursos para E-learning do 5º
Mestrado em Pedagogia do E-learning da Universidade
Aberta.




                      18 de Julho de 2011

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tecnologias na educação
Tecnologias na educaçãoTecnologias na educação
Tecnologias na educação
SimoneMarcele
 
Tecnologias também servem para fazer educação
Tecnologias também servem para fazer educaçãoTecnologias também servem para fazer educação
Tecnologias também servem para fazer educação
Tics-Pauliny-Luana
 
Challenges 2011
Challenges 2011Challenges 2011
A tecnologia e a educação
A tecnologia e a educaçãoA tecnologia e a educação
A tecnologia e a educação
Simonyr Castro
 
Reflexão da educação em face das novas mídias
Reflexão da educação em face das novas mídiasReflexão da educação em face das novas mídias
Reflexão da educação em face das novas mídias
Leandro Oliveira
 
Capítulo 3
Capítulo 3Capítulo 3
Capítulo 3
leilareny
 
Educação mediada por TICs e Mercado de Trabalho em TI
Educação mediada por TICs e Mercado de Trabalho em TIEducação mediada por TICs e Mercado de Trabalho em TI
Educação mediada por TICs e Mercado de Trabalho em TI
Fábio Assunção
 
Mobile Learning REA
Mobile Learning   REAMobile Learning   REA
Mobile Learning REA
moutta
 
Mobile Learning
Mobile LearningMobile Learning
Mobile Learning
moutta
 
Educacao tecnologias 4_terminador
Educacao tecnologias 4_terminadorEducacao tecnologias 4_terminador
Educacao tecnologias 4_terminador
Pedro Henrique
 
Mobile learning: Proibir ou integrar?
Mobile learning: Proibir ou integrar?Mobile learning: Proibir ou integrar?
Mobile learning: Proibir ou integrar?
Fernanda Ledesma
 
CiberEscola - TecnoFaceca 2011
CiberEscola - TecnoFaceca 2011CiberEscola - TecnoFaceca 2011
M learning ap_intermedia
M learning ap_intermediaM learning ap_intermedia
M learning ap_intermedia
pjgscunha
 
EducaçãO Mediada Por Tecnologia
EducaçãO Mediada Por TecnologiaEducaçãO Mediada Por Tecnologia
EducaçãO Mediada Por Tecnologia
edlayara
 
Ricardo aires simas
Ricardo aires simas Ricardo aires simas
Ricardo aires simas
equipetics
 
Vantagens e desvantagens do uso da informática
Vantagens e desvantagens do uso da informáticaVantagens e desvantagens do uso da informática
Vantagens e desvantagens do uso da informática
umburaconaparede
 
As novas tecnologias da comunicação e informação, a escola e os professores
As novas tecnologias da comunicação e informação, a escola e os professoresAs novas tecnologias da comunicação e informação, a escola e os professores
As novas tecnologias da comunicação e informação, a escola e os professores
Mafuane Oliveira
 
Apresentaçõa power point
Apresentaçõa power pointApresentaçõa power point
Apresentaçõa power point
Thais Emanuela
 
Apresentação de slides pronto
Apresentação de slides prontoApresentação de slides pronto
Apresentação de slides pronto
candidacbertao
 
Atividade02 amandamachadoviana
Atividade02 amandamachadovianaAtividade02 amandamachadoviana
Atividade02 amandamachadoviana
AmandaMViana
 

Mais procurados (20)

Tecnologias na educação
Tecnologias na educaçãoTecnologias na educação
Tecnologias na educação
 
Tecnologias também servem para fazer educação
Tecnologias também servem para fazer educaçãoTecnologias também servem para fazer educação
Tecnologias também servem para fazer educação
 
Challenges 2011
Challenges 2011Challenges 2011
Challenges 2011
 
A tecnologia e a educação
A tecnologia e a educaçãoA tecnologia e a educação
A tecnologia e a educação
 
Reflexão da educação em face das novas mídias
Reflexão da educação em face das novas mídiasReflexão da educação em face das novas mídias
Reflexão da educação em face das novas mídias
 
Capítulo 3
Capítulo 3Capítulo 3
Capítulo 3
 
Educação mediada por TICs e Mercado de Trabalho em TI
Educação mediada por TICs e Mercado de Trabalho em TIEducação mediada por TICs e Mercado de Trabalho em TI
Educação mediada por TICs e Mercado de Trabalho em TI
 
Mobile Learning REA
Mobile Learning   REAMobile Learning   REA
Mobile Learning REA
 
Mobile Learning
Mobile LearningMobile Learning
Mobile Learning
 
Educacao tecnologias 4_terminador
Educacao tecnologias 4_terminadorEducacao tecnologias 4_terminador
Educacao tecnologias 4_terminador
 
Mobile learning: Proibir ou integrar?
Mobile learning: Proibir ou integrar?Mobile learning: Proibir ou integrar?
Mobile learning: Proibir ou integrar?
 
CiberEscola - TecnoFaceca 2011
CiberEscola - TecnoFaceca 2011CiberEscola - TecnoFaceca 2011
CiberEscola - TecnoFaceca 2011
 
M learning ap_intermedia
M learning ap_intermediaM learning ap_intermedia
M learning ap_intermedia
 
EducaçãO Mediada Por Tecnologia
EducaçãO Mediada Por TecnologiaEducaçãO Mediada Por Tecnologia
EducaçãO Mediada Por Tecnologia
 
Ricardo aires simas
Ricardo aires simas Ricardo aires simas
Ricardo aires simas
 
Vantagens e desvantagens do uso da informática
Vantagens e desvantagens do uso da informáticaVantagens e desvantagens do uso da informática
Vantagens e desvantagens do uso da informática
 
As novas tecnologias da comunicação e informação, a escola e os professores
As novas tecnologias da comunicação e informação, a escola e os professoresAs novas tecnologias da comunicação e informação, a escola e os professores
As novas tecnologias da comunicação e informação, a escola e os professores
 
Apresentaçõa power point
Apresentaçõa power pointApresentaçõa power point
Apresentaçõa power point
 
Apresentação de slides pronto
Apresentação de slides prontoApresentação de slides pronto
Apresentação de slides pronto
 
Atividade02 amandamachadoviana
Atividade02 amandamachadovianaAtividade02 amandamachadoviana
Atividade02 amandamachadoviana
 

Destaque

Camboja
CambojaCamboja
Camboja
Mayjö .
 
Bases do sucesso da educação na coreia do sul e no japão
Bases do sucesso da educação na coreia do sul e no japãoBases do sucesso da educação na coreia do sul e no japão
Bases do sucesso da educação na coreia do sul e no japão
Fernando Alcoforado
 
Digital
DigitalDigital
Digital
lubiabadaro
 
Sri lanka
Sri lankaSri lanka
Sri lanka
Luzia Gabriele
 
10 Encontro dos Viajantes - Bangladesh
10 Encontro dos Viajantes - Bangladesh 10 Encontro dos Viajantes - Bangladesh
10 Encontro dos Viajantes - Bangladesh
Quatro Cantos do Mundo
 
Indonésia
IndonésiaIndonésia
Indonésia
mariaarabel
 
REPÚBLICA iSLÂMICA DO PAQUISTÃO
REPÚBLICA iSLÂMICA DO PAQUISTÃOREPÚBLICA iSLÂMICA DO PAQUISTÃO
REPÚBLICA iSLÂMICA DO PAQUISTÃO
mariaarabel
 
Bangladesh
BangladeshBangladesh
Bangladesh
Rafaela Grochewski
 
Estratégias de busca no Serviço de Referência
Estratégias de busca no Serviço de ReferênciaEstratégias de busca no Serviço de Referência
Estratégias de busca no Serviço de Referência
Ana Glenyr
 
Historia Da Educação - Japão - Delmir
Historia Da Educação -  Japão -   DelmirHistoria Da Educação -  Japão -   Delmir
Historia Da Educação - Japão - Delmir
geografia
 
O sistema de educação da china
O sistema de educação da chinaO sistema de educação da china
O sistema de educação da china
Fernando Alcoforado
 
Educação digital e MOOCs
Educação digital e MOOCsEducação digital e MOOCs
Educação digital e MOOCs
Munir Ahmad
 
rapidFTR - Open Source para refugiados e situações de emergência, por Vini An...
rapidFTR - Open Source para refugiados e situações de emergência, por Vini An...rapidFTR - Open Source para refugiados e situações de emergência, por Vini An...
rapidFTR - Open Source para refugiados e situações de emergência, por Vini An...
Thoughtworks
 
Sistema educacional do Japão
Sistema educacional do JapãoSistema educacional do Japão
Sistema educacional do Japão
Kelley Cristine Gasque
 
Coreia do norte
Coreia do norteCoreia do norte
Coreia do norte
aulasdejornalismo
 
Coréia do sul.
Coréia do sul.Coréia do sul.
Coréia do sul.
rosaband
 
Mongólia
MongóliaMongólia
Mongólia
Mayjö .
 
Apresentação - Coréia do Norte
Apresentação - Coréia do NorteApresentação - Coréia do Norte
Apresentação - Coréia do Norte
hudsonnogueira
 
Princípios da Educação Inclusiva
Princípios da Educação InclusivaPrincípios da Educação Inclusiva
Princípios da Educação Inclusiva
Paulo Alves de Araujo
 
História da educação índia - valdir
História da educação   índia - valdirHistória da educação   índia - valdir
História da educação índia - valdir
geografia
 

Destaque (20)

Camboja
CambojaCamboja
Camboja
 
Bases do sucesso da educação na coreia do sul e no japão
Bases do sucesso da educação na coreia do sul e no japãoBases do sucesso da educação na coreia do sul e no japão
Bases do sucesso da educação na coreia do sul e no japão
 
Digital
DigitalDigital
Digital
 
Sri lanka
Sri lankaSri lanka
Sri lanka
 
10 Encontro dos Viajantes - Bangladesh
10 Encontro dos Viajantes - Bangladesh 10 Encontro dos Viajantes - Bangladesh
10 Encontro dos Viajantes - Bangladesh
 
Indonésia
IndonésiaIndonésia
Indonésia
 
REPÚBLICA iSLÂMICA DO PAQUISTÃO
REPÚBLICA iSLÂMICA DO PAQUISTÃOREPÚBLICA iSLÂMICA DO PAQUISTÃO
REPÚBLICA iSLÂMICA DO PAQUISTÃO
 
Bangladesh
BangladeshBangladesh
Bangladesh
 
Estratégias de busca no Serviço de Referência
Estratégias de busca no Serviço de ReferênciaEstratégias de busca no Serviço de Referência
Estratégias de busca no Serviço de Referência
 
Historia Da Educação - Japão - Delmir
Historia Da Educação -  Japão -   DelmirHistoria Da Educação -  Japão -   Delmir
Historia Da Educação - Japão - Delmir
 
O sistema de educação da china
O sistema de educação da chinaO sistema de educação da china
O sistema de educação da china
 
Educação digital e MOOCs
Educação digital e MOOCsEducação digital e MOOCs
Educação digital e MOOCs
 
rapidFTR - Open Source para refugiados e situações de emergência, por Vini An...
rapidFTR - Open Source para refugiados e situações de emergência, por Vini An...rapidFTR - Open Source para refugiados e situações de emergência, por Vini An...
rapidFTR - Open Source para refugiados e situações de emergência, por Vini An...
 
Sistema educacional do Japão
Sistema educacional do JapãoSistema educacional do Japão
Sistema educacional do Japão
 
Coreia do norte
Coreia do norteCoreia do norte
Coreia do norte
 
Coréia do sul.
Coréia do sul.Coréia do sul.
Coréia do sul.
 
Mongólia
MongóliaMongólia
Mongólia
 
Apresentação - Coréia do Norte
Apresentação - Coréia do NorteApresentação - Coréia do Norte
Apresentação - Coréia do Norte
 
Princípios da Educação Inclusiva
Princípios da Educação InclusivaPrincípios da Educação Inclusiva
Princípios da Educação Inclusiva
 
História da educação índia - valdir
História da educação   índia - valdirHistória da educação   índia - valdir
História da educação índia - valdir
 

Semelhante a Mrel m learning

Celulares e o contexto educacional
Celulares e o contexto educacionalCelulares e o contexto educacional
Celulares e o contexto educacional
JssicaSantos79632
 
A modernidade do celular em sala de aula.pptx
A modernidade do celular em sala de aula.pptxA modernidade do celular em sala de aula.pptx
A modernidade do celular em sala de aula.pptx
Matheus Rodrigues Silva
 
M Learningtftr
M LearningtftrM Learningtftr
M learningtftrsd-090915210536-phpapp02
M learningtftrsd-090915210536-phpapp02M learningtftrsd-090915210536-phpapp02
M learningtftrsd-090915210536-phpapp02
Mestrado em Pedagogia do eLearning
 
M Learningtftrsd
M LearningtftrsdM Learningtftrsd
Ad01
Ad01Ad01
As universidades portuguesas devem implementar estratégias de mobile learning...
As universidades portuguesas devem implementar estratégias de mobile learning...As universidades portuguesas devem implementar estratégias de mobile learning...
As universidades portuguesas devem implementar estratégias de mobile learning...
Hugo Domingos
 
O smartphone como_nova_ferramenta_didati
O smartphone como_nova_ferramenta_didatiO smartphone como_nova_ferramenta_didati
O smartphone como_nova_ferramenta_didati
THIAGO MACIEL
 
Promover a Literacia digital através de dispositivos móveis: desafios e oport...
Promover a Literacia digital através de dispositivos móveis: desafios e oport...Promover a Literacia digital através de dispositivos móveis: desafios e oport...
Promover a Literacia digital através de dispositivos móveis: desafios e oport...
GILT (Games, Interaction and Learning Technologies) IS Engenharia do Porto
 
Tecnologias Móveis para o Ensino e a Aprendizagem de Português Língua Materna...
Tecnologias Móveis para o Ensino e a Aprendizagem de Português Língua Materna...Tecnologias Móveis para o Ensino e a Aprendizagem de Português Língua Materna...
Tecnologias Móveis para o Ensino e a Aprendizagem de Português Língua Materna...
GILT (Games, Interaction and Learning Technologies) IS Engenharia do Porto
 
Atividade 2
Atividade 2Atividade 2
Atividade 2
LauraRocha80
 
Pós tice
Pós ticePós tice
Pós tice
simonereginainf
 
Estratégias educativas para potenciar os dispositivos móveis dos alunos e pro...
Estratégias educativas para potenciar os dispositivos móveis dos alunos e pro...Estratégias educativas para potenciar os dispositivos móveis dos alunos e pro...
Estratégias educativas para potenciar os dispositivos móveis dos alunos e pro...
GILT (Games, Interaction and Learning Technologies) IS Engenharia do Porto
 
Integração do telemóvel como ferramenta de aprendizagem em contexto educativo
Integração do telemóvel como ferramenta de aprendizagem em contexto educativoIntegração do telemóvel como ferramenta de aprendizagem em contexto educativo
Integração do telemóvel como ferramenta de aprendizagem em contexto educativo
GILT (Games, Interaction and Learning Technologies) IS Engenharia do Porto
 
Apresentação ntics - ifrn - valkley hollanda
Apresentação   ntics - ifrn - valkley hollandaApresentação   ntics - ifrn - valkley hollanda
Apresentação ntics - ifrn - valkley hollanda
valkley
 
Tecnófilo
TecnófiloTecnófilo
Tecnófilo
Camila Corrêa
 
Artigo Monica Velosa M Learning
Artigo Monica Velosa M LearningArtigo Monica Velosa M Learning
Artigo Monica Velosa M Learning
Mónica Velosa
 
Apresentacao I EADCE relatos de experiências exitosas de uso de tecnologias v...
Apresentacao I EADCE relatos de experiências exitosas de uso de tecnologias v...Apresentacao I EADCE relatos de experiências exitosas de uso de tecnologias v...
Apresentacao I EADCE relatos de experiências exitosas de uso de tecnologias v...
Universidade Federal do Cariri
 
Atividade - terceiro Capítulo - Apresentação Power Point
Atividade - terceiro Capítulo - Apresentação Power PointAtividade - terceiro Capítulo - Apresentação Power Point
Atividade - terceiro Capítulo - Apresentação Power Point
Pedro Henrique
 
Mobile learning na Educação
Mobile learning na EducaçãoMobile learning na Educação

Semelhante a Mrel m learning (20)

Celulares e o contexto educacional
Celulares e o contexto educacionalCelulares e o contexto educacional
Celulares e o contexto educacional
 
A modernidade do celular em sala de aula.pptx
A modernidade do celular em sala de aula.pptxA modernidade do celular em sala de aula.pptx
A modernidade do celular em sala de aula.pptx
 
M Learningtftr
M LearningtftrM Learningtftr
M Learningtftr
 
M learningtftrsd-090915210536-phpapp02
M learningtftrsd-090915210536-phpapp02M learningtftrsd-090915210536-phpapp02
M learningtftrsd-090915210536-phpapp02
 
M Learningtftrsd
M LearningtftrsdM Learningtftrsd
M Learningtftrsd
 
Ad01
Ad01Ad01
Ad01
 
As universidades portuguesas devem implementar estratégias de mobile learning...
As universidades portuguesas devem implementar estratégias de mobile learning...As universidades portuguesas devem implementar estratégias de mobile learning...
As universidades portuguesas devem implementar estratégias de mobile learning...
 
O smartphone como_nova_ferramenta_didati
O smartphone como_nova_ferramenta_didatiO smartphone como_nova_ferramenta_didati
O smartphone como_nova_ferramenta_didati
 
Promover a Literacia digital através de dispositivos móveis: desafios e oport...
Promover a Literacia digital através de dispositivos móveis: desafios e oport...Promover a Literacia digital através de dispositivos móveis: desafios e oport...
Promover a Literacia digital através de dispositivos móveis: desafios e oport...
 
Tecnologias Móveis para o Ensino e a Aprendizagem de Português Língua Materna...
Tecnologias Móveis para o Ensino e a Aprendizagem de Português Língua Materna...Tecnologias Móveis para o Ensino e a Aprendizagem de Português Língua Materna...
Tecnologias Móveis para o Ensino e a Aprendizagem de Português Língua Materna...
 
Atividade 2
Atividade 2Atividade 2
Atividade 2
 
Pós tice
Pós ticePós tice
Pós tice
 
Estratégias educativas para potenciar os dispositivos móveis dos alunos e pro...
Estratégias educativas para potenciar os dispositivos móveis dos alunos e pro...Estratégias educativas para potenciar os dispositivos móveis dos alunos e pro...
Estratégias educativas para potenciar os dispositivos móveis dos alunos e pro...
 
Integração do telemóvel como ferramenta de aprendizagem em contexto educativo
Integração do telemóvel como ferramenta de aprendizagem em contexto educativoIntegração do telemóvel como ferramenta de aprendizagem em contexto educativo
Integração do telemóvel como ferramenta de aprendizagem em contexto educativo
 
Apresentação ntics - ifrn - valkley hollanda
Apresentação   ntics - ifrn - valkley hollandaApresentação   ntics - ifrn - valkley hollanda
Apresentação ntics - ifrn - valkley hollanda
 
Tecnófilo
TecnófiloTecnófilo
Tecnófilo
 
Artigo Monica Velosa M Learning
Artigo Monica Velosa M LearningArtigo Monica Velosa M Learning
Artigo Monica Velosa M Learning
 
Apresentacao I EADCE relatos de experiências exitosas de uso de tecnologias v...
Apresentacao I EADCE relatos de experiências exitosas de uso de tecnologias v...Apresentacao I EADCE relatos de experiências exitosas de uso de tecnologias v...
Apresentacao I EADCE relatos de experiências exitosas de uso de tecnologias v...
 
Atividade - terceiro Capítulo - Apresentação Power Point
Atividade - terceiro Capítulo - Apresentação Power PointAtividade - terceiro Capítulo - Apresentação Power Point
Atividade - terceiro Capítulo - Apresentação Power Point
 
Mobile learning na Educação
Mobile learning na EducaçãoMobile learning na Educação
Mobile learning na Educação
 

Último

Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
GiselaAlves15
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
WelidaFreitas1
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
Manuais Formação
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
ssuser701e2b
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
Mary Alvarenga
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Acrópole - História & Educação
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 

Último (20)

Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Acróstico - Reciclar é preciso
Acróstico   -  Reciclar é preciso Acróstico   -  Reciclar é preciso
Acróstico - Reciclar é preciso
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 

Mrel m learning

  • 1. M-learning em contexto educativo Zélia Patrocínio
  • 2. Definição do termo m-learning A utilização dos dispositivos móveis para a educação também é uma variante do e- learning e é normalmente citada como m- learning, mobile learning ou aprendizagem móvel.
  • 3. O que é o m-learning? Com o avanço das tecnologias, em especial o wireless ou o hi-fi e o aumento do potencial dos dispositivos móveis (telemóvel, PDA, pocket PC ou tablet PC), surge um movo paradigma educacional designado por m- learning. O avanço das tecnologias móveis permite actualmente a possibilidade de aceder a informação em tempo real, em qualquer hora e em qualquer ponto geográfico.
  • 4. Evolução do m-learning O m-learning desponta como uma grande promessa de se tornar o meio mais utilizado para o acesso ao e-learning num futuro próximo, visto que o custo de aquisição dos dispositivos móveis é bem menor do que um PC ou portátil.
  • 5. M-learning na educação As vantagens deste sistema para a educação são inúmeras se pensarmos na possibilidade de mobilidade em que os alunos podem aceder a informações mais actuais de diversos assuntos em todas as partes da escola, com rapidez e facilidade, permitindo também a interacção directa com o professor, que pode estar a enviar os conteúdos e a comunicar com os alunos em tempo real.
  • 6. O uso do telemóvel Em vários países do mundo decorrem projectos que envolvem o uso de telemóveis como ferramenta educativa. Nenhum alcançou ainda uma grande escala, sendo a maioria dos projectos de âmbito muito limitado envolvendo por exemplo o ensino de línguas ou tendo terminado ainda na fase piloto.
  • 7. Projecto “Janala” Decorre em Bangladesh em parceria com a BBC um projecto conhecido como “Janala” que consiste na disponibilização de aulas de Inglês por telemóvel. O projecto traduz-se no acesso a gravações com dois a três minutos de duração que chegam aos telemóveis de quem enviar um SMS para um determinado número com um código de quatro dígitos. Apesar do sucesso, o projecto “Janala” está ainda numa fase inicial.
  • 8. É inquestionável que o telemóvel é um dos artefactos de comunicação mais populares. A sua taxa de adopção cresceu a um ritmo nunca visto. Este crescimento foi particularmente espectacular em Portugal. Os telemóveis estão a acelerar tendências de mudança que já se haviam iniciado com a Internet como a exigência de autonomia dos alunos, a necessidade de contacto permanente, a motivação para a aprendizagem colaborativa em rede.
  • 9. Uso do telemóvel na sala de aula, sim? Ou não? Nesta primeira década do século XXI, um dos dilemas que mais se coloca nas salas de aula é saber se os alunos deveriam ou não usar o telemóvel na sala de aula. Esta polémica coloca-se desde que as crianças têm acesso ao telemóvel, com idades cada vez mais jovens.
  • 10. Nalgumas escolas o uso dos telemóveis ou outros aparelhos electrónicos, está vedado na maioria das salas de aula. Estas proibições prendem-se no dizer dos professores, com falta de atenção e dispersão dos alunos provocadas pelos aparelhos. Há, pois, uma falta de cultura digital da comunicação, neste sentido, o papel da escola é fucral. Shudle (2009) sugere que as tecnologias móveis tais como o telemóvel, o ipod e as consolas de jogos sejam mais usadas para aprendizagem.
  • 11. Os telemóveis mais recentes apresentam desenho ergonómico, aparência, sensação e funcionalidades de um diminuto computador portátil. Como as tecnologias móveis se tornaram tão importantes nas vidas dos jovens de todo o mundo, muitos governos e escolas estão a experimentar o uso deste popular dispositivo para uma série de diferentes finalidades de ensino e aprendizagem.
  • 12. As tecnologias móveis têm sido objecto de vários estudos, desde há alguns anos. Alguns projectos centram-se no desenvolvimento nas crianças de competências de colaboração, pensamento crítico e resolução de problemas, em diferentes matérias curriculares: línguas estrangeiras, ciências, tecnologias, engenharia s e matemáticas, quer no interior, quer fora da escola.
  • 13. Só quem quer virar as costas às tecnologias móveis é que não se apercebe das potencialidades e benefícios que estes dispositivos oferecem, à sociedade em geral, e ao sistema educativo em particular. Para que se possam usar estes dispositivos ou outros similares, é necessário que os professores passem por uma reciclagem tecnológica. É necessário consciencializar o aluno de que o telemóvel é uma ferramenta de comunicação e de construção de conhecimento. Enquanto os serviços de acesso à
  • 14. Conclusão O telemóvel está a tornar-se no novo papel e lápis, como refere Matt Cook, um professor da Keller Trinity Meadows Intermediate School, onde os alunos usam o telemóvel, na sala de aula como um computador. A dependência do telemóvel é proporcional à sociabilidade da juventude actual. É vulgar “conhecer” pessoas, primeiro, no MSN, no Hi5, no Facebook ou no Twitter e passar depois em
  • 15. muitos casos para o “mundo real”, segundo Tito Morais do MiúdosSegurosNa.net. O importante é que a escola os ajude a não se deixarem dominar pela tecnologia e aprendam a potenciá- la na promoção de uma verdadeira aprendizagem. Enquanto os serviços de aceso à internet em banda larga forem caros, é possível usar os serviços que os telemóveis oferecem, como complemento ao processo de ensino e aprendizagem.
  • 16. Para tal basta que o professor ao planear a sua aula o faça incluindo também esta ferramenta que anda nos bolsos dos alunos. Muito haveria ainda para falar sobre o m- learning, apenas foquei os aspectos que achei mais relevantes para o enquadramento deste projecto, “O presente e o futuro da educação online: perspectivas e desafios”.
  • 17. Referências bibliográficas ALAVA, Séraphin & colaboradores. Ciberespaço e formações abertas: rumo a novas tecnologias? Porto Alegre: Artmed, 2002 ARRUDA, Eucidio. Ciberprofessor: Novas Tecnologias, Ensino e Trabalho Docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2004 CASTELLS, Manuel. A galáxia da Internet: reflexões sobre a Internet, os negócios e a sociedade. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 2003. GIDDENS, Anthony. As conseqüências da modernidade. São Paulo: Unesp, 1991.
  • 18. http://movv.org/2010/10/20/o-projeto-janala-de-ensino-do- ingles-por-telemovel-no-bangladesh/ acedido a 10/07/2011 LÉVY, Pierre (1997). Cibercultura, Lisboa, Instituto Piaget. McLUHAN, H. (1964). Understanding Media: The Extensions of Man. NY: McGraw- PAIVA, José Eustáquio Machado de. Um estudo acerca do conceito de tecnologia. In: Educação & Tecnologia. Belo Horizonte: Revista do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, v. 4 n. ½ jan/dez. 1999. A fonte das imagens foi: http://www.flickr.com/creativecommons
  • 19. Este trabalho foi realizado no âmbito da unidade curricular de Materiais e Recursos para E-learning do 5º Mestrado em Pedagogia do E-learning da Universidade Aberta. 18 de Julho de 2011