SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
EDUCAÇÃO NO JAPÃO: Panorama atual Professora Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque
Estrutura da educação no Japão Educação Infantil (kindergarten) – até 5 anos Educação fundamental (Elementary school) – 6 a 12 anos Ensino médio inferior (Lower secondary schools) -  12 a 15 anos / ensino obrigatório/ Ensino médio superior (Upper secondary schools) – 15 a 18 anos (95,9% Junior Colleges e universidades
Situação atual Educação superior – mais de 60% Quantitativamente é excelente :  		Oportunidades iguais de estudo da Educação Infantil ao superior. 		Exame internacional - PISA Problemas relatados desde 80 A-socialização:maus-tratos entre companheiros, apatia, fobia escolar, falta de concentração, quase autismo, abandono da carreira no ensino médio, hikikomori.
Problemas Perda do entusiasmo pelo estudo e trabalho: 1969 – 70% queriam continuar estudando até o superior. 2000 – 25% querem continuar estudando.  Atualmente: 1 em cada 4 alunos querem continuar estudando. 1955 – queriam se esforçar para ter status social. 1995- a maioria achava que não valia a pena se esforçar. Jovens que não fazem nada após o ensino obrigatório: 15 e 20 anos – 400.000.000 15 a 34 anos (20%) – 520.000.000 FREETERS ( trabalhadores livres)- condições precárias – 4.170.000
Problemas relatados pelos professores Deteriorização das habilidades acadêmicas Lacuna entre os alunos com mais condições financeiras e aqueles com poucos recursos.
EDUCAÇÃO PÓS-GUERRA Lei fundamental da educação – 1947 (modelo americano) Sistema 6-3-3-4 Educação alcança o mesmo nível em qualquer local do país, não importando as condições financeiras de cada município.
PROPOSTAS PARA A REFORMA CURRICULAR: Plano para o período de 5 anos Educação livre de pressão Redução de 30% dos conteúdos disciplinares 100 h/ano de classe integral (trancurrículares)  Mudar o sistema 6-3-3-4 Semana de 5 dias Momento de busca
Alguns pontos interessantes: Formação de professores: estágio pago de 1 ano Formação obrigatória durante um período de férias  Tecnologia: disciplina sobre sistema de computação e como meio de aprendizagem. No ensino fundamental, as aulas acontecem quase sempre na mesma sala de aula, mas a partir da 4º ano existem salas de ciências, música, arte, línguas.  No ensino médio superior, os estudantes mudam de salas.Disciplinas de história mundial e economia do lar são obrigatórias no Ensino médio superior. Ensino médio: geral/ técnico
Report card: fornece aos pais informações sobre o desempenho do aluno a cada 3 meses.  Conteúdo: nome, nº de faltas no período, coluna para contato, registro das disciplinas, registro de comportamento. Avaliação é qualitativa não comparativa.
Escola de educação especial(escola modelo) Programa de ensino individual após diagnóstico das crianças (entrevistas com  médicos, nutricionistas, etc) A maior parte das crianças avançam ao E. médio superior. Um professor por aluno Orientação para os pais acompanharem os filhos durante o 1º mês do ano letivo.
Escola de ensino médio superior Curso geral (preparação para a universidade) escolha de matérias optativas – currículo flexível, disciplina obrigatória (seres humanos e sociedade) curso técnico Salas ambientes Excelente disciplina
Escola ensino médio inferior Classes de 30/35 alunos Professores de apoio 1 Reunião mensal por especialidade Atividades extra-classes (clubes -0brigatório) – objetivo: concentração e integração Divisão das classes nas aulas de inglês e matemática Inglês: o aluno faz uma prova para verificação do nível (sistema novo) Ênfase no ensino dos direitos humanos Trabalho de voluntariado
Ficha técnica Relato de experiência de intercâmbiorealizadopor Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasqueem 2004.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mapa conceitual
Mapa conceitualMapa conceitual
Mapa conceitual
RoseParre
 
Educação a Distância - EAD
Educação a Distância - EADEducação a Distância - EAD
Educação a Distância - EAD
daianadelima
 
A 1ª República e o ensino global
A 1ª República e o ensino global A 1ª República e o ensino global
A 1ª República e o ensino global
becreebsr
 

Mais procurados (7)

Mapa conceitual
Mapa conceitualMapa conceitual
Mapa conceitual
 
A educação na segunda república "Angola"
A educação na segunda república "Angola"A educação na segunda república "Angola"
A educação na segunda república "Angola"
 
Projeto Obesidade Realizado com o Professor Cledecir Brigo
Projeto Obesidade Realizado com o Professor Cledecir Brigo Projeto Obesidade Realizado com o Professor Cledecir Brigo
Projeto Obesidade Realizado com o Professor Cledecir Brigo
 
Educação a Distância - EAD
Educação a Distância - EADEducação a Distância - EAD
Educação a Distância - EAD
 
A 1ª República e o ensino global
A 1ª República e o ensino global A 1ª República e o ensino global
A 1ª República e o ensino global
 
Literacy and Lettering: A Needed Junction
Literacy and Lettering: A Needed JunctionLiteracy and Lettering: A Needed Junction
Literacy and Lettering: A Needed Junction
 
O sistema de educação da frança
O sistema de educação da françaO sistema de educação da frança
O sistema de educação da frança
 

Destaque

Using virtual learning spaces to enhance learning and teaching #SHUspice
Using virtual learning spaces to enhance learning and teaching #SHUspiceUsing virtual learning spaces to enhance learning and teaching #SHUspice
Using virtual learning spaces to enhance learning and teaching #SHUspice
Sue Beckingham
 
Leveraging Social Media For Increased Student Engagement
Leveraging Social Media For Increased Student EngagementLeveraging Social Media For Increased Student Engagement
Leveraging Social Media For Increased Student Engagement
Red Rover
 
ראש אחר מאמרה של לילך וסרמן
ראש אחר מאמרה של לילך וסרמןראש אחר מאמרה של לילך וסרמן
ראש אחר מאמרה של לילך וסרמן
hila_el
 
Social Media Strategies for Planning
Social Media Strategies for PlanningSocial Media Strategies for Planning
Social Media Strategies for Planning
Jennifer Evans-Cowley
 

Destaque (20)

Seminário Japão Antigo
Seminário  Japão AntigoSeminário  Japão Antigo
Seminário Japão Antigo
 
O japão antigo
O japão antigoO japão antigo
O japão antigo
 
Cultura japonesa
Cultura japonesaCultura japonesa
Cultura japonesa
 
Nuevo sistema educativo en Japón
Nuevo sistema educativo en JapónNuevo sistema educativo en Japón
Nuevo sistema educativo en Japón
 
História do japão
História do japãoHistória do japão
História do japão
 
Matemáticas
MatemáticasMatemáticas
Matemáticas
 
Using virtual learning spaces to enhance learning and teaching #SHUspice
Using virtual learning spaces to enhance learning and teaching #SHUspiceUsing virtual learning spaces to enhance learning and teaching #SHUspice
Using virtual learning spaces to enhance learning and teaching #SHUspice
 
Leveraging Social Media For Increased Student Engagement
Leveraging Social Media For Increased Student EngagementLeveraging Social Media For Increased Student Engagement
Leveraging Social Media For Increased Student Engagement
 
Foro parte 1 Pereira Nathaly- Economía Popular y Solidaria
Foro parte 1 Pereira Nathaly- Economía Popular y SolidariaForo parte 1 Pereira Nathaly- Economía Popular y Solidaria
Foro parte 1 Pereira Nathaly- Economía Popular y Solidaria
 
ראש אחר מאמרה של לילך וסרמן
ראש אחר מאמרה של לילך וסרמןראש אחר מאמרה של לילך וסרמן
ראש אחר מאמרה של לילך וסרמן
 
Social Media Strategies for Planning
Social Media Strategies for PlanningSocial Media Strategies for Planning
Social Media Strategies for Planning
 
Hadoop Hackday at the SlideShare office
Hadoop Hackday at the SlideShare officeHadoop Hackday at the SlideShare office
Hadoop Hackday at the SlideShare office
 
Releasing the Power of Your Network - 17-12-2015 - Phill Butler
Releasing the Power of Your Network - 17-12-2015 - Phill ButlerReleasing the Power of Your Network - 17-12-2015 - Phill Butler
Releasing the Power of Your Network - 17-12-2015 - Phill Butler
 
genuine-highlighter: マクロを認識するClojure向けのシンタックスハイライター
genuine-highlighter: マクロを認識するClojure向けのシンタックスハイライターgenuine-highlighter: マクロを認識するClojure向けのシンタックスハイライター
genuine-highlighter: マクロを認識するClojure向けのシンタックスハイライター
 
March Pictures
March PicturesMarch Pictures
March Pictures
 
How to Build a Collaborative Approach to Reaching Your UUPG
How to Build a Collaborative Approach to Reaching Your UUPGHow to Build a Collaborative Approach to Reaching Your UUPG
How to Build a Collaborative Approach to Reaching Your UUPG
 
The Great Pairs Series #1
The Great Pairs Series #1The Great Pairs Series #1
The Great Pairs Series #1
 
James Caan Business Secrets App
James Caan Business Secrets AppJames Caan Business Secrets App
James Caan Business Secrets App
 
Picture of the Day - Handouts
Picture of the Day - HandoutsPicture of the Day - Handouts
Picture of the Day - Handouts
 
Tirrell
TirrellTirrell
Tirrell
 

Semelhante a Sistema educacional do Japão

College Readiness (Portuguese version)
College Readiness (Portuguese version)College Readiness (Portuguese version)
College Readiness (Portuguese version)
Millie Gonzalez
 
PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...
PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...
PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...
Alexandre da Rosa
 
[Seminário] François Caillods -
[Seminário] François Caillods - [Seminário] François Caillods -
[Seminário] François Caillods -
Instituto Unibanco
 
Apostila Práticas Pedagógicas I
Apostila Práticas Pedagógicas IApostila Práticas Pedagógicas I
Apostila Práticas Pedagógicas I
na educação
 
Método fônico excelente
Método fônico excelenteMétodo fônico excelente
Método fônico excelente
Inez Kwiecinski
 

Semelhante a Sistema educacional do Japão (20)

RessignificaçãO Do Ensino MéDio
RessignificaçãO Do Ensino MéDio RessignificaçãO Do Ensino MéDio
RessignificaçãO Do Ensino MéDio
 
Caraterísticas do ensino finlandês
Caraterísticas do ensino finlandêsCaraterísticas do ensino finlandês
Caraterísticas do ensino finlandês
 
Pibic 2014
Pibic 2014Pibic 2014
Pibic 2014
 
College Readiness (Portuguese version)
College Readiness (Portuguese version)College Readiness (Portuguese version)
College Readiness (Portuguese version)
 
Evasão Escolar
Evasão EscolarEvasão Escolar
Evasão Escolar
 
Perfil do aluno noturno eja
Perfil do aluno noturno ejaPerfil do aluno noturno eja
Perfil do aluno noturno eja
 
Interdidática 2010
Interdidática 2010Interdidática 2010
Interdidática 2010
 
Educação que futuro nos espera - Prof. Dr. Mozart Neves
Educação que futuro nos espera - Prof. Dr. Mozart NevesEducação que futuro nos espera - Prof. Dr. Mozart Neves
Educação que futuro nos espera - Prof. Dr. Mozart Neves
 
Jovens, educação e trabalho
Jovens, educação e trabalhoJovens, educação e trabalho
Jovens, educação e trabalho
 
Ufba12ing2
Ufba12ing2Ufba12ing2
Ufba12ing2
 
[Seminário] Ensino Médio: Como Aumentar a Atratividade das Escolas e Evitar a...
[Seminário] Ensino Médio: Como Aumentar a Atratividade das Escolas e Evitar a...[Seminário] Ensino Médio: Como Aumentar a Atratividade das Escolas e Evitar a...
[Seminário] Ensino Médio: Como Aumentar a Atratividade das Escolas e Evitar a...
 
i
ii
i
 
PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...
PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...
PROEJA-FIC - Trabalhando o Universo de Jovens e Adultos na EJA e PROEJA - EME...
 
[Seminário] François Caillods -
[Seminário] François Caillods - [Seminário] François Caillods -
[Seminário] François Caillods -
 
Relatorio global-pt
Relatorio global-ptRelatorio global-pt
Relatorio global-pt
 
O sistema de educação da china
O sistema de educação da chinaO sistema de educação da china
O sistema de educação da china
 
Ciclo De FormaçãO Humana
Ciclo De FormaçãO HumanaCiclo De FormaçãO Humana
Ciclo De FormaçãO Humana
 
Apostila Práticas Pedagógicas I
Apostila Práticas Pedagógicas IApostila Práticas Pedagógicas I
Apostila Práticas Pedagógicas I
 
Capitulo 1 simone versao gustavo
Capitulo 1 simone versao gustavoCapitulo 1 simone versao gustavo
Capitulo 1 simone versao gustavo
 
Método fônico excelente
Método fônico excelenteMétodo fônico excelente
Método fônico excelente
 

Mais de Kelley Cristine Gasque

Experiência e perspectiva contemporânea do comportamento informacional humano
Experiência e perspectiva contemporânea do comportamento informacional humanoExperiência e perspectiva contemporânea do comportamento informacional humano
Experiência e perspectiva contemporânea do comportamento informacional humano
Kelley Cristine Gasque
 
Letramento informacional desafios e possibilidades video
Letramento informacional desafios e possibilidades videoLetramento informacional desafios e possibilidades video
Letramento informacional desafios e possibilidades video
Kelley Cristine Gasque
 

Mais de Kelley Cristine Gasque (19)

Letramento e curriculo
Letramento e curriculoLetramento e curriculo
Letramento e curriculo
 
Letramento informacional e projetos
Letramento informacional e projetosLetramento informacional e projetos
Letramento informacional e projetos
 
LETRAMENTO INFORMACIONAL: em direçao aos projetos portugues pdf
LETRAMENTO INFORMACIONAL:  em direçao aos projetos  portugues  pdfLETRAMENTO INFORMACIONAL:  em direçao aos projetos  portugues  pdf
LETRAMENTO INFORMACIONAL: em direçao aos projetos portugues pdf
 
Em direção aos projetos
Em direção aos projetosEm direção aos projetos
Em direção aos projetos
 
Em direção aos projetos
Em direção aos projetosEm direção aos projetos
Em direção aos projetos
 
A construção de um programa de letramento informacional e arte educação
A construção de um programa de letramento informacional e arte educaçãoA construção de um programa de letramento informacional e arte educação
A construção de um programa de letramento informacional e arte educação
 
Letramento informacional e Currículo
Letramento informacional e CurrículoLetramento informacional e Currículo
Letramento informacional e Currículo
 
Letramento informacional e educação básica
Letramento informacional e educação básicaLetramento informacional e educação básica
Letramento informacional e educação básica
 
A mediação do bibliotecario no letramento informacional 2013
A mediação do bibliotecario no letramento informacional 2013A mediação do bibliotecario no letramento informacional 2013
A mediação do bibliotecario no letramento informacional 2013
 
Acesso `a informação - estratégias
Acesso `a informação - estratégiasAcesso `a informação - estratégias
Acesso `a informação - estratégias
 
Letramento informacional - Palestra para o maristinha estudantes 9 ano
Letramento informacional - Palestra para o maristinha estudantes 9 anoLetramento informacional - Palestra para o maristinha estudantes 9 ano
Letramento informacional - Palestra para o maristinha estudantes 9 ano
 
Experiência e perspectiva contemporânea do comportamento informacional humano
Experiência e perspectiva contemporânea do comportamento informacional humanoExperiência e perspectiva contemporânea do comportamento informacional humano
Experiência e perspectiva contemporânea do comportamento informacional humano
 
Apresentação maristinha 2012
Apresentação maristinha 2012Apresentação maristinha 2012
Apresentação maristinha 2012
 
Sociedade da aprendizagem
Sociedade da aprendizagemSociedade da aprendizagem
Sociedade da aprendizagem
 
E bookv2 multirreferencialidades
E bookv2 multirreferencialidadesE bookv2 multirreferencialidades
E bookv2 multirreferencialidades
 
O pensamento reflexivo na busca e no uso da informação na comunicação cienti...
O pensamento reflexivo  na busca e no uso da informação na comunicação cienti...O pensamento reflexivo  na busca e no uso da informação na comunicação cienti...
O pensamento reflexivo na busca e no uso da informação na comunicação cienti...
 
Visita Técnica . Bibliotecas dos EUA
Visita Técnica . Bibliotecas dos EUAVisita Técnica . Bibliotecas dos EUA
Visita Técnica . Bibliotecas dos EUA
 
Bibliotecas escolares como CRAs
Bibliotecas escolares como CRAs Bibliotecas escolares como CRAs
Bibliotecas escolares como CRAs
 
Letramento informacional desafios e possibilidades video
Letramento informacional desafios e possibilidades videoLetramento informacional desafios e possibilidades video
Letramento informacional desafios e possibilidades video
 

Sistema educacional do Japão

  • 1. EDUCAÇÃO NO JAPÃO: Panorama atual Professora Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque
  • 2. Estrutura da educação no Japão Educação Infantil (kindergarten) – até 5 anos Educação fundamental (Elementary school) – 6 a 12 anos Ensino médio inferior (Lower secondary schools) - 12 a 15 anos / ensino obrigatório/ Ensino médio superior (Upper secondary schools) – 15 a 18 anos (95,9% Junior Colleges e universidades
  • 3. Situação atual Educação superior – mais de 60% Quantitativamente é excelente : Oportunidades iguais de estudo da Educação Infantil ao superior. Exame internacional - PISA Problemas relatados desde 80 A-socialização:maus-tratos entre companheiros, apatia, fobia escolar, falta de concentração, quase autismo, abandono da carreira no ensino médio, hikikomori.
  • 4. Problemas Perda do entusiasmo pelo estudo e trabalho: 1969 – 70% queriam continuar estudando até o superior. 2000 – 25% querem continuar estudando. Atualmente: 1 em cada 4 alunos querem continuar estudando. 1955 – queriam se esforçar para ter status social. 1995- a maioria achava que não valia a pena se esforçar. Jovens que não fazem nada após o ensino obrigatório: 15 e 20 anos – 400.000.000 15 a 34 anos (20%) – 520.000.000 FREETERS ( trabalhadores livres)- condições precárias – 4.170.000
  • 5. Problemas relatados pelos professores Deteriorização das habilidades acadêmicas Lacuna entre os alunos com mais condições financeiras e aqueles com poucos recursos.
  • 6. EDUCAÇÃO PÓS-GUERRA Lei fundamental da educação – 1947 (modelo americano) Sistema 6-3-3-4 Educação alcança o mesmo nível em qualquer local do país, não importando as condições financeiras de cada município.
  • 7. PROPOSTAS PARA A REFORMA CURRICULAR: Plano para o período de 5 anos Educação livre de pressão Redução de 30% dos conteúdos disciplinares 100 h/ano de classe integral (trancurrículares) Mudar o sistema 6-3-3-4 Semana de 5 dias Momento de busca
  • 8. Alguns pontos interessantes: Formação de professores: estágio pago de 1 ano Formação obrigatória durante um período de férias Tecnologia: disciplina sobre sistema de computação e como meio de aprendizagem. No ensino fundamental, as aulas acontecem quase sempre na mesma sala de aula, mas a partir da 4º ano existem salas de ciências, música, arte, línguas. No ensino médio superior, os estudantes mudam de salas.Disciplinas de história mundial e economia do lar são obrigatórias no Ensino médio superior. Ensino médio: geral/ técnico
  • 9. Report card: fornece aos pais informações sobre o desempenho do aluno a cada 3 meses. Conteúdo: nome, nº de faltas no período, coluna para contato, registro das disciplinas, registro de comportamento. Avaliação é qualitativa não comparativa.
  • 10. Escola de educação especial(escola modelo) Programa de ensino individual após diagnóstico das crianças (entrevistas com médicos, nutricionistas, etc) A maior parte das crianças avançam ao E. médio superior. Um professor por aluno Orientação para os pais acompanharem os filhos durante o 1º mês do ano letivo.
  • 11. Escola de ensino médio superior Curso geral (preparação para a universidade) escolha de matérias optativas – currículo flexível, disciplina obrigatória (seres humanos e sociedade) curso técnico Salas ambientes Excelente disciplina
  • 12. Escola ensino médio inferior Classes de 30/35 alunos Professores de apoio 1 Reunião mensal por especialidade Atividades extra-classes (clubes -0brigatório) – objetivo: concentração e integração Divisão das classes nas aulas de inglês e matemática Inglês: o aluno faz uma prova para verificação do nível (sistema novo) Ênfase no ensino dos direitos humanos Trabalho de voluntariado
  • 13. Ficha técnica Relato de experiência de intercâmbiorealizadopor Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasqueem 2004.