SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
Company name appears here
OPORTUNIDADES NA
EXPLORAÇÃO E OPERAÇÃO
MECSHOW
Vitória
22.07.2014
Flávio Ofugi Rodrigues
Diretor de Relações Governamentais e Assuntos Regulatórios
13/12/2014Footer here
Company name appears here
DEFINIÇÕES E TERMO DE RESPONSABILIDADE
2
Essa apresentação contém declarações de perspectiva futura relativamente à situação financeira, resultados de operações e negócios
da Shell Brasil Petróleo Ltda e das suas subsidiárias e afiliadas (“Shell”). Todas as declarações que não sejam declarações de fato de
natureza histórica são, ou podem ser consideradas, declarações de perspectiva futura. As declarações de perspectiva futura são
declarações de expectativas futuras que se baseiam em expectativas e pressuposições correntes da direção e envolvem riscos e
incertezas, conhecidos e desconhecidos, que poderiam fazer com que resultados, desempenho ou eventos concretos se tornem
distintos substancialmente daqueles expressos ou implícitos nessas declarações. As declarações de perspectiva futura incluem, entre
outras coisas, declarações referentes à exposição em potencial da Shell a riscos de mercado e declarações que expressam
expectativas, convicções, estimativas, previsões, projeções e pressuposições da direção. As declarações de perspectiva futura são
identificadas pelo fato de fazerem uso de termos e frases tais como "antecipar", "acreditar", "poderia", "calcular", "esperar", "tencionar",
"poderia/poderiam", "planejar", "objetivos", "perspectiva", "provavelmente", "projeto", "irá/irão", "buscar/procurar", "visar", "riscos",
"metas", "deveria/deveriam" e termos e frases semelhantes. Também está inclusa, como declaração de perspectiva futura nesta
apresentação, a descoberta de nossas reservas, reservas verificadas de óleo e gás, reservas de mineração testadas, reservas
orgânicas, reservas de detritos e de recursos. Existem vários fatores que poderiam afetar as futuras operações da Shell e fazer com
que aqueles resultados se tornem distintos substancialmente daqueles expressos nas declarações de perspectiva futura contidas
nesta apresentação, o que inclui (sem limitar-se a): (a) flutuações dos preços do óleo cru e do gás natural; (b) alterações na demanda
dos produtos do Grupo; (c) flutuações cambiais; (d) resultados de atividades de perfuração e produção; (e) estimativas de reservas; (f )
perda de mercado e concorrência da indústria; (g) riscos físicos e ambientais; (h) riscos associados à identificação de propriedades e
alvos adequados para aquisição em potencial, e a negociação e conclusão bem-sucedidas de tais transações; (i) o risco de manter
atividades comerciais em países em desenvolvimento e países sujeitos a sanções internacionais; (j) desenvolvimentos de natureza
legislativa, fiscal e reguladora, inclusive litígio em potencial e efeitos de regulação decorrentes da re-categorização de reservas; (k)
condições de mercado de natureza econômica e financeira em diversos países e regiões; (l) riscos políticos, inclusive os riscos de
expropriação e renegociação dos termos de contratos com entidades governamentais; atraso ou antecipação de aprovação e atraso
no reembolso de custos compartilhados; e (m) mudanças nas condições comerciais. Todas as declarações de perspectiva futura
contidas nesta apresentação estão expressamente qualificadas, em sua inteireza, pelas declarações cautelosas contidas ou
mencionadas nesta seção. Os leitores não devem basear-se excessivamente em declarações de perspectiva futura. Cada uma das
declarações de perspectiva futura se aplica apenas a partir da data desta apresentação. Nem a Shell nem qualquer das suas
subsidiárias assumem qualquer obrigação no sentido de atualizar ou rever publicamente nenhuma declaração de perspectiva futura
em resultado de novas informações, eventos futuros ou outras informações. Levando em consideração tais riscos, os resultados
poderão diferir substancialmente daqueles declarados, implícitos ou inferidos a partir das declarações de perspectiva futura contidas
nesta apresentação.Esta apresentação agrega nossa posição imparcial em projetos de interesses diretos e indiretos.
Company name appears here
AGENDA
 A Shell no Brasil
 Presença no Espírito Santo – Parque das
Conchas(BC10)
Um projeto desenvolvido a partir da construção sólida de
parcerias
Fornecedores Locais
Recursos Humanos
Projetos Sociais – Iniciativa Empreendedora
Segurança Operacional
3/12/2014 3Footer here
RAÍZEN (JV)
A SHELL NO BRASIL – 100 ANOS DE PRESENÇA
SHELL BRASIL
PETRÓLEO
4
Company name appears here
PORTFOLIO DA SHELL BRASIL PETRÓLEO
3/12/2014
BMES-23BMES-27
Tupi
Jupiter
LibraFranco
Iara
Guara
Sao Francisco
Pre-Salt Discovery
Post-Salt Discovery
Shell Non Operated
Shell Operated
BMS-54
 GdM
BC-10
B & S
ICOLU
B
Downstream
Sao Francisco
Libra
Footer here 5
Company name appears here
BC-10 VISÃO GERAL
66
Paste Concept
Picture Here
 Parceiros: Shell (50%) ONGC (27%) QPI (23%)
 Localizado na Bacia de Campos no ES
 1500-2000 mts / 16-42º API
 FPSO Espírito Santo : - capacidade de armazenamento óleo ~1.5 MM barris
- capacidade de processamento óleo ~ 100k barris/dia
 17 poços produtores, 1 poço injetor de gás e 4 de água
 Nível de Produção Atual ~ 66 k barris/dia
 Produção Cumulativa Total > 83 MM barris (base: Maio/2014)
 Mais de 1200 dias sem acidente com afastamento
Histórico
Company name appears here
BC-10 FASES 2 E 3: DESTAQUES
5 produtores 2 injetores de água
Pico Produção
Estimado
28.000 barris/dia
Phase-3
7
7 produtores 4 injetores de água
Pico Produção
Estimado
35.000 barris/dia
Phase-1
Phase-2
BC-10 FASE 2: DESTAQUES
 Sonda Noble Bully II no Brasil desde abril/2012
 Lições Aprendidas da Fase 1
 7 novos poços produtores e 4 injetores de água
 SMS: 228 dias sem acidentes reportados. Zero fatalidades (Maio/14)
 Início da produção em outubro/2013
 Injeção de água para otimização das reservas recuperáveis
8
Company name appears here
BC-10 FASE 2: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA
9
Sistema de Monitoramento do Campo - Sísmica 4D
 Monitoramento a longo prazo da produção de óleo e injeção de água no campo
através de um sistema permanente instalado no fundo do mar.
 Shell finalizou a instalação do sistema para a fase 2 no segundo trimestre de 2013.
 Primeiro sistema operado no mundo cobrindo todo um campo em águas dessa
profundidade (~1650 m).
BC-10 FASE 3: DESTAQUES
 Sonda Noble Bully II
 Campanha de poços apresentando ótima performance, resultado das lições
aprendidas nas fases anteriores
 Modificação na unidade de produção: módulo adicional de injeção de água
 Uso de nova tecnologia DDR para Geosteering. Utilizado pela fase 2 pela 1ª vez no
Brasil
 Linhas de fluxo parcialmente enterradas
Company name appears here
GASTOS VIA FORNECEDORES NO ESTADO
 Gasto direto aproximado com fornecedores do ES:
 R$ 170 MM/ano
 Gastos indiretos substanciais
Principais Setores de Atuação:
1. Certificação e aquisição de eslingas
2. Gerenciamento de Resíduos Sólidos
3. Inspeção de Mergulho
4. Programa de Educação Ambiental
5. Fluidos de perfuração e complementação
6. Operação e Manutenção de FPSOs
8. Aluguel de Compressores
9. Armazenagem de Diesel
10.Base de Operações, Armazenagem e Logística
11
Company name appears here
PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE
FORNECEDORES Parceria SHELL, FINDES, SEDES e BNDES
/FINEP
Objetivos & Resultados Esperados:
- Promover a inserção dos fornecedores locais na Cadeia de
Suprimentos de P&G através dos fornecedores globais e grandes
contratantes através de parcerias empresariais e tecnlógicas,
gerando oportunidades de negócios e empregos e divulgação
das experiências das empresas capixabas em projetos industriais
realizados no Espírito Santo.
- Identificar e desenvolver produtos e serviços para atender os
projetos de Upstream na região no médio-longo prazo e
ampliando o foco para novos operadores internacionais
(fornecedores identificados após o evento de Junho de 2013:
Columbia, HKM, BNG e Tecvix
- Fomentar a indústria local, com apoio do BNDES e FINEP (foco
em produtos e serviços de tecnologia e inovação)
Company name appears here
INICIATIVAS EM PARCERIA COM A UFES
 Palestra de Lançamento dos Novos Cenários de Energia – 3 de Julho
(Estudantes e Professores da UFES estavam presentes no evento que
ocorreu em São Paulo)
 Implementação do Programa Embaixadores na UFES: Reunião com
Reitor e Pró-Reitores
 Participação no 4º Workshop de Produção e Exploração de Óleo e Gás (4 a
7 de Junho)
 Palestra: Ricardo Uehara (Tema: Desenvolvimento de Projetos na
Indústria de Energia)
 Mesa Redonda: Ricardo Uehara. Mesa composta por estudantes,
professores, outros profissionais da indústria, e membros da Energy Jr.
 Programa Ciência sem Fronteiras – Reuniões de Engajamento com
Coordenadores de Curso (Outubro/Novembro)
 V SENES (Semana de Engenharia do Norte do ES – 25 a 29 de Novembro)
 Palestra Magna: Fabio Caldas (Tema: Novos Cenários de Energia) 13
Company name appears here
4º WORKSHOP DE PRODUÇÃO E EXPLORAÇÃO DE
ÓLEO E GÁS
Sul Capixaba
Pres.
Kennedy
Vila Velha
Itapemirim
Piúma
Anchieta
Marataízes
Guarapari
SELO DE EMPREENDIMENTO SUSTENTÁVEL
Objetivos:
Promover a criação /
desenvolvimento de novos
micro empreendedores
ligados a cadeia de O&G;
Estimular o trabalho em rede;
Demonstrar comprometimento
voluntário com Conteúdo
Local;
Demonstrar comprometimento
de médio/longo prazo.
1. 2. 3
.
4.
15
Site: http://www.iniciativaempreendedora.org.br/
Email: contato@iniciativaempreendedora.org.br
Company name appears here
SEGURANÇA OPERACIONAL
163/12/2014Footer
Prevensão Intervensão Resposta
Entre 10 e 11 de abril, foi realizado um exercício
prático de proteção de costa, entre os municipios
de Presidente Kennedy e São Francisco de
Itabapoana, com participação do IBAMA, ANP,
Marinha e representantes locais
Envolvimento da comunidade local e pescadores
na simulando a proteção da costa.
A Shell utiliza as mais avançadas tecnologias e
práticas reconhecidas no mercado nacional e
internacional
Compartilhamos nosso “know how” com as
diversas entidades da indústria, contribuindo para
o desenvolvimento da atividade de O&G do nosso
país
SIMULAÇÃO
Company name appears here
ARRECADAÇÃO TRIBUTÁRIA
 Royalties em 2013: R$ 201 MM
 Royalties em 2014 (jun): R$ 181
MM
 Tributos no Estado do ES:
 2013: R$ 15,3 MM
 2014 (jun): R$ 16,8 MM
173/12/2014Footer
Company name appears here
CONCLUSÕES
A Shell possui 100 anos de presença contínua no
Brasil
Já investiu mais de USD 6.7 bilhões em Exploração e
Produção no Brasil
Desde o primeiro óleo em 2009, o BC-10 já produziu
mais de 83 milhões de barris de petróleo no total
Pioneira em águas profundas, comprometida com
tecnologias e inovações
O Espírito Santo segue sendo um grade foco das
atividades da empresa no Brasil
183/12/2014Footer
Company name appears here
Phase 2
Escopo do Sistema de Produção
• 7 poços horizontais
• 1 manifold de elevação artificial
• 2 manifolds de produção
• flowlines de produção 2 x 10”
• 4x umbilicais
Escopo do Sistema de Injeção De Água
• 4 poços horizontais
• Flowline 1 x 10”
• 2x umbilicais
Escopo no FPSO
• 3 controles de variação de freqüência
• upgrade do sistema de injeção de água
• modificações no Turret
• suporte do Riser
1º ÓLEO Outubro/2013
Pico
Produção
Estimado
35.000 barris/dia
PHASE 2
SCOPE

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mmx outubro 2013 - português - vfinal
Mmx   outubro 2013 - português - vfinalMmx   outubro 2013 - português - vfinal
Mmx outubro 2013 - português - vfinal
mmxriweb
 
LATEC - UFF. Materia petrole e p&d - junho -2015
LATEC - UFF. Materia   petrole e p&d - junho -2015LATEC - UFF. Materia   petrole e p&d - junho -2015
LATEC - UFF. Materia petrole e p&d - junho -2015
LATEC - UFF
 
1 apresentao planode-negcioscamposeparnaba
1   apresentao planode-negcioscamposeparnaba1   apresentao planode-negcioscamposeparnaba
1 apresentao planode-negcioscamposeparnaba
Ogx2011
 
OGX Apresentação Institucional
OGX Apresentação InstitucionalOGX Apresentação Institucional
OGX Apresentação Institucional
Ogx2011
 
Mmx novembro 2013 - português - vfinal
Mmx   novembro 2013 - português - vfinalMmx   novembro 2013 - português - vfinal
Mmx novembro 2013 - português - vfinal
mmxriweb
 
Mmx agosto 2013 - português - vfinal
Mmx   agosto 2013 - português - vfinalMmx   agosto 2013 - português - vfinal
Mmx agosto 2013 - português - vfinal
mmxriweb
 
Jornal do Acionista nº 23
Jornal do Acionista nº 23 Jornal do Acionista nº 23
Jornal do Acionista nº 23
Petrobras
 
Apresentação Gabrielli Assembléia Legislativa Ceará
Apresentação Gabrielli Assembléia Legislativa CearáApresentação Gabrielli Assembléia Legislativa Ceará
Apresentação Gabrielli Assembléia Legislativa Ceará
FatoseDados
 
Mmx julho 2013 - português - vfinal
Mmx   julho 2013 - português - vfinalMmx   julho 2013 - português - vfinal
Mmx julho 2013 - português - vfinal
mmxriweb
 

Mais procurados (19)

Newsletter SPE Brasil - Edição 02/2017
Newsletter SPE Brasil - Edição 02/2017Newsletter SPE Brasil - Edição 02/2017
Newsletter SPE Brasil - Edição 02/2017
 
Mmx outubro 2013 - português - vfinal
Mmx   outubro 2013 - português - vfinalMmx   outubro 2013 - português - vfinal
Mmx outubro 2013 - português - vfinal
 
Apimec MG CCDI
Apimec MG CCDIApimec MG CCDI
Apimec MG CCDI
 
Apresentação Institucional Dez/2010
Apresentação Institucional Dez/2010Apresentação Institucional Dez/2010
Apresentação Institucional Dez/2010
 
LATEC - UFF. Materia petrole e p&d - junho -2015
LATEC - UFF. Materia   petrole e p&d - junho -2015LATEC - UFF. Materia   petrole e p&d - junho -2015
LATEC - UFF. Materia petrole e p&d - junho -2015
 
Troca de Óleo Delivery
Troca de Óleo DeliveryTroca de Óleo Delivery
Troca de Óleo Delivery
 
1 apresentao planode-negcioscamposeparnaba
1   apresentao planode-negcioscamposeparnaba1   apresentao planode-negcioscamposeparnaba
1 apresentao planode-negcioscamposeparnaba
 
Nações Unidas Seca
Nações Unidas SecaNações Unidas Seca
Nações Unidas Seca
 
Nações Unidas Seca
Nações Unidas SecaNações Unidas Seca
Nações Unidas Seca
 
Nações Unidas seca
Nações Unidas secaNações Unidas seca
Nações Unidas seca
 
Panorama
PanoramaPanorama
Panorama
 
OGX Apresentação Institucional
OGX Apresentação InstitucionalOGX Apresentação Institucional
OGX Apresentação Institucional
 
Mmx novembro 2013 - português - vfinal
Mmx   novembro 2013 - português - vfinalMmx   novembro 2013 - português - vfinal
Mmx novembro 2013 - português - vfinal
 
Mmx agosto 2013 - português - vfinal
Mmx   agosto 2013 - português - vfinalMmx   agosto 2013 - português - vfinal
Mmx agosto 2013 - português - vfinal
 
Jornal do Acionista nº 23
Jornal do Acionista nº 23 Jornal do Acionista nº 23
Jornal do Acionista nº 23
 
Apresentação Gabrielli Assembléia Legislativa Ceará
Apresentação Gabrielli Assembléia Legislativa CearáApresentação Gabrielli Assembléia Legislativa Ceará
Apresentação Gabrielli Assembléia Legislativa Ceará
 
Mmx julho 2013 - português - vfinal
Mmx   julho 2013 - português - vfinalMmx   julho 2013 - português - vfinal
Mmx julho 2013 - português - vfinal
 
Espaço Vagalume
Espaço VagalumeEspaço Vagalume
Espaço Vagalume
 
Revista GBC Brasil | 15ª Edição | 2017
Revista GBC Brasil | 15ª Edição | 2017Revista GBC Brasil | 15ª Edição | 2017
Revista GBC Brasil | 15ª Edição | 2017
 

Destaque

22221.001_FPSO Congress Brazil_Portugues
22221.001_FPSO Congress Brazil_Portugues22221.001_FPSO Congress Brazil_Portugues
22221.001_FPSO Congress Brazil_Portugues
Ary Adurens
 
Inside The Computer
Inside The ComputerInside The Computer
Inside The Computer
faustynj
 
14.10.2009 Apresentação do Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo sobre...
14.10.2009  Apresentação do Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo sobre...14.10.2009  Apresentação do Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo sobre...
14.10.2009 Apresentação do Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo sobre...
Petrobras
 
Mecshow 2014 giuliano santos
Mecshow 2014 giuliano santosMecshow 2014 giuliano santos
Mecshow 2014 giuliano santos
glenmilanez
 
Mecshow 2014 jurong rubens galvão
Mecshow 2014  jurong   rubens galvãoMecshow 2014  jurong   rubens galvão
Mecshow 2014 jurong rubens galvão
glenmilanez
 
Mec show sedes jul 14
Mec show sedes jul 14Mec show sedes jul 14
Mec show sedes jul 14
glenmilanez
 
Mec show 2014 onip jorge bruno
Mec show 2014  onip   jorge brunoMec show 2014  onip   jorge bruno
Mec show 2014 onip jorge bruno
glenmilanez
 
Vipetro mecshow2014 raphael resende de souza
Vipetro mecshow2014 raphael resende de souzaVipetro mecshow2014 raphael resende de souza
Vipetro mecshow2014 raphael resende de souza
glenmilanez
 
Plano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensa
Plano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensaPlano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensa
Plano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensa
Petrobras
 

Destaque (20)

22221.001_FPSO Congress Brazil_Portugues
22221.001_FPSO Congress Brazil_Portugues22221.001_FPSO Congress Brazil_Portugues
22221.001_FPSO Congress Brazil_Portugues
 
Inside The Computer
Inside The ComputerInside The Computer
Inside The Computer
 
apresentação primeiro óleo ES
apresentação primeiro óleo ESapresentação primeiro óleo ES
apresentação primeiro óleo ES
 
Andre Araujo - Credit Suisse Brazil Oil Trip - April 13, 2011
Andre Araujo - Credit Suisse Brazil Oil Trip - April 13, 2011Andre Araujo - Credit Suisse Brazil Oil Trip - April 13, 2011
Andre Araujo - Credit Suisse Brazil Oil Trip - April 13, 2011
 
14.10.2009 Apresentação do Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo sobre...
14.10.2009  Apresentação do Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo sobre...14.10.2009  Apresentação do Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo sobre...
14.10.2009 Apresentação do Presidente José Sergio Gabrielli de Azevedo sobre...
 
Inovaçoes Tecnologicas para o Pre Sal
Inovaçoes Tecnologicas para o Pre SalInovaçoes Tecnologicas para o Pre Sal
Inovaçoes Tecnologicas para o Pre Sal
 
Pré-sal: Panorama e Oportunidades - Rio Oil & Gas 2012
Pré-sal: Panorama e Oportunidades - Rio Oil & Gas 2012Pré-sal: Panorama e Oportunidades - Rio Oil & Gas 2012
Pré-sal: Panorama e Oportunidades - Rio Oil & Gas 2012
 
Mecshow 2014 giuliano santos
Mecshow 2014 giuliano santosMecshow 2014 giuliano santos
Mecshow 2014 giuliano santos
 
Mecshow 2014 jurong rubens galvão
Mecshow 2014  jurong   rubens galvãoMecshow 2014  jurong   rubens galvão
Mecshow 2014 jurong rubens galvão
 
Mec show sedes jul 14
Mec show sedes jul 14Mec show sedes jul 14
Mec show sedes jul 14
 
Mec show 2014 onip jorge bruno
Mec show 2014  onip   jorge brunoMec show 2014  onip   jorge bruno
Mec show 2014 onip jorge bruno
 
Vipetro mecshow2014 raphael resende de souza
Vipetro mecshow2014 raphael resende de souzaVipetro mecshow2014 raphael resende de souza
Vipetro mecshow2014 raphael resende de souza
 
O perfil do professor no século 21
O perfil do professor no século 21O perfil do professor no século 21
O perfil do professor no século 21
 
Noções Básicas Seis Sigma, Lean e Qualidade v3
Noções Básicas Seis Sigma, Lean e Qualidade v3Noções Básicas Seis Sigma, Lean e Qualidade v3
Noções Básicas Seis Sigma, Lean e Qualidade v3
 
Plano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensa
Plano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensaPlano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensa
Plano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensa
 
Aluminio
Aluminio Aluminio
Aluminio
 
Gestão de projetos e ativos no centro da operação da indústria naval
Gestão de projetos e ativos no centro da operação da indústria navalGestão de projetos e ativos no centro da operação da indústria naval
Gestão de projetos e ativos no centro da operação da indústria naval
 
Aluminio e suas ligas
Aluminio e suas ligasAluminio e suas ligas
Aluminio e suas ligas
 
Projeto 6 sigma - Apresentação slide share
Projeto 6 sigma - Apresentação slide shareProjeto 6 sigma - Apresentação slide share
Projeto 6 sigma - Apresentação slide share
 
Resistência estrutural do navio
Resistência estrutural do navioResistência estrutural do navio
Resistência estrutural do navio
 

Semelhante a Mecshow 2014 shell flávio rodrigues

Clube Militar Marco Regulatório V
Clube  Militar    Marco  Regulatório    VClube  Militar    Marco  Regulatório    V
Clube Militar Marco Regulatório V
FatoseDados
 
Apresentação 2T11 final
Apresentação 2T11 finalApresentação 2T11 final
Apresentação 2T11 final
Ogx2011
 
Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013
Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013
Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013
Petrobras
 
21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final
21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final
21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final
Archie Watts-Farmer
 
21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final
21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final
21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final
Archie Watts-Farmer
 
Relatório de Sustentabilidade 2010
Relatório de Sustentabilidade 2010Relatório de Sustentabilidade 2010
Relatório de Sustentabilidade 2010
Petrobras
 
Odebrecht realizações imobiliárias
Odebrecht realizações imobiliáriasOdebrecht realizações imobiliárias
Odebrecht realizações imobiliárias
Karina Moraes
 
Luiz henrique paiva
Luiz henrique   paivaLuiz henrique   paiva
Luiz henrique paiva
licianecosta
 
OGX Apresentação Institucional
OGX Apresentação InstitucionalOGX Apresentação Institucional
OGX Apresentação Institucional
Ogx2011
 
Apresentação cpfl para previ 08jun15
Apresentação cpfl para previ   08jun15Apresentação cpfl para previ   08jun15
Apresentação cpfl para previ 08jun15
ersa_ri
 

Semelhante a Mecshow 2014 shell flávio rodrigues (20)

Clube Militar Marco Regulatório V
Clube  Militar    Marco  Regulatório    VClube  Militar    Marco  Regulatório    V
Clube Militar Marco Regulatório V
 
Apresentação 2T11 final
Apresentação 2T11 finalApresentação 2T11 final
Apresentação 2T11 final
 
Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013
Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013
Edição 40 - Petrobras em Ações - Novembro 2013
 
Evento Relato Integrado realizado em 04/12/13 - Apresentação da CPFL
Evento Relato Integrado realizado em 04/12/13 - Apresentação da CPFLEvento Relato Integrado realizado em 04/12/13 - Apresentação da CPFL
Evento Relato Integrado realizado em 04/12/13 - Apresentação da CPFL
 
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré salApresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
 
O Regime de Partilha de Produção de Petróleo do Pré-sal
O Regime de Partilha de Produção de Petróleo do Pré-salO Regime de Partilha de Produção de Petróleo do Pré-sal
O Regime de Partilha de Produção de Petróleo do Pré-sal
 
J.gabrieli
J.gabrieliJ.gabrieli
J.gabrieli
 
CCDI Day Painel 1 - Operação CCDI
CCDI Day Painel 1 - Operação CCDICCDI Day Painel 1 - Operação CCDI
CCDI Day Painel 1 - Operação CCDI
 
Webcast sobre Resultados do 4º trimestre e exercício de 2013
Webcast sobre Resultados do 4º trimestre e exercício de 2013Webcast sobre Resultados do 4º trimestre e exercício de 2013
Webcast sobre Resultados do 4º trimestre e exercício de 2013
 
21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final
21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final
21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final
 
21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final
21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final
21 - TCC-COPPE-Archie Watts-Farmer_Final
 
Petrobras PE 2024-2028
Petrobras PE 2024-2028Petrobras PE 2024-2028
Petrobras PE 2024-2028
 
Apres Camara270509
Apres Camara270509Apres Camara270509
Apres Camara270509
 
Relatório de Sustentabilidade 2010
Relatório de Sustentabilidade 2010Relatório de Sustentabilidade 2010
Relatório de Sustentabilidade 2010
 
Odebrecht realizações imobiliárias
Odebrecht realizações imobiliáriasOdebrecht realizações imobiliárias
Odebrecht realizações imobiliárias
 
Luiz henrique paiva
Luiz henrique   paivaLuiz henrique   paiva
Luiz henrique paiva
 
OGX Apresentação Institucional
OGX Apresentação InstitucionalOGX Apresentação Institucional
OGX Apresentação Institucional
 
Apresentação cpfl para previ 08jun15
Apresentação cpfl para previ   08jun15Apresentação cpfl para previ   08jun15
Apresentação cpfl para previ 08jun15
 
Apresentação CPFL - Evento organizado pela PREVI
Apresentação CPFL - Evento organizado pela PREVIApresentação CPFL - Evento organizado pela PREVI
Apresentação CPFL - Evento organizado pela PREVI
 
Texto túlio
Texto túlioTexto túlio
Texto túlio
 

Mecshow 2014 shell flávio rodrigues

  • 1. Company name appears here OPORTUNIDADES NA EXPLORAÇÃO E OPERAÇÃO MECSHOW Vitória 22.07.2014 Flávio Ofugi Rodrigues Diretor de Relações Governamentais e Assuntos Regulatórios 13/12/2014Footer here
  • 2. Company name appears here DEFINIÇÕES E TERMO DE RESPONSABILIDADE 2 Essa apresentação contém declarações de perspectiva futura relativamente à situação financeira, resultados de operações e negócios da Shell Brasil Petróleo Ltda e das suas subsidiárias e afiliadas (“Shell”). Todas as declarações que não sejam declarações de fato de natureza histórica são, ou podem ser consideradas, declarações de perspectiva futura. As declarações de perspectiva futura são declarações de expectativas futuras que se baseiam em expectativas e pressuposições correntes da direção e envolvem riscos e incertezas, conhecidos e desconhecidos, que poderiam fazer com que resultados, desempenho ou eventos concretos se tornem distintos substancialmente daqueles expressos ou implícitos nessas declarações. As declarações de perspectiva futura incluem, entre outras coisas, declarações referentes à exposição em potencial da Shell a riscos de mercado e declarações que expressam expectativas, convicções, estimativas, previsões, projeções e pressuposições da direção. As declarações de perspectiva futura são identificadas pelo fato de fazerem uso de termos e frases tais como "antecipar", "acreditar", "poderia", "calcular", "esperar", "tencionar", "poderia/poderiam", "planejar", "objetivos", "perspectiva", "provavelmente", "projeto", "irá/irão", "buscar/procurar", "visar", "riscos", "metas", "deveria/deveriam" e termos e frases semelhantes. Também está inclusa, como declaração de perspectiva futura nesta apresentação, a descoberta de nossas reservas, reservas verificadas de óleo e gás, reservas de mineração testadas, reservas orgânicas, reservas de detritos e de recursos. Existem vários fatores que poderiam afetar as futuras operações da Shell e fazer com que aqueles resultados se tornem distintos substancialmente daqueles expressos nas declarações de perspectiva futura contidas nesta apresentação, o que inclui (sem limitar-se a): (a) flutuações dos preços do óleo cru e do gás natural; (b) alterações na demanda dos produtos do Grupo; (c) flutuações cambiais; (d) resultados de atividades de perfuração e produção; (e) estimativas de reservas; (f ) perda de mercado e concorrência da indústria; (g) riscos físicos e ambientais; (h) riscos associados à identificação de propriedades e alvos adequados para aquisição em potencial, e a negociação e conclusão bem-sucedidas de tais transações; (i) o risco de manter atividades comerciais em países em desenvolvimento e países sujeitos a sanções internacionais; (j) desenvolvimentos de natureza legislativa, fiscal e reguladora, inclusive litígio em potencial e efeitos de regulação decorrentes da re-categorização de reservas; (k) condições de mercado de natureza econômica e financeira em diversos países e regiões; (l) riscos políticos, inclusive os riscos de expropriação e renegociação dos termos de contratos com entidades governamentais; atraso ou antecipação de aprovação e atraso no reembolso de custos compartilhados; e (m) mudanças nas condições comerciais. Todas as declarações de perspectiva futura contidas nesta apresentação estão expressamente qualificadas, em sua inteireza, pelas declarações cautelosas contidas ou mencionadas nesta seção. Os leitores não devem basear-se excessivamente em declarações de perspectiva futura. Cada uma das declarações de perspectiva futura se aplica apenas a partir da data desta apresentação. Nem a Shell nem qualquer das suas subsidiárias assumem qualquer obrigação no sentido de atualizar ou rever publicamente nenhuma declaração de perspectiva futura em resultado de novas informações, eventos futuros ou outras informações. Levando em consideração tais riscos, os resultados poderão diferir substancialmente daqueles declarados, implícitos ou inferidos a partir das declarações de perspectiva futura contidas nesta apresentação.Esta apresentação agrega nossa posição imparcial em projetos de interesses diretos e indiretos.
  • 3. Company name appears here AGENDA  A Shell no Brasil  Presença no Espírito Santo – Parque das Conchas(BC10) Um projeto desenvolvido a partir da construção sólida de parcerias Fornecedores Locais Recursos Humanos Projetos Sociais – Iniciativa Empreendedora Segurança Operacional 3/12/2014 3Footer here
  • 4. RAÍZEN (JV) A SHELL NO BRASIL – 100 ANOS DE PRESENÇA SHELL BRASIL PETRÓLEO 4
  • 5. Company name appears here PORTFOLIO DA SHELL BRASIL PETRÓLEO 3/12/2014 BMES-23BMES-27 Tupi Jupiter LibraFranco Iara Guara Sao Francisco Pre-Salt Discovery Post-Salt Discovery Shell Non Operated Shell Operated BMS-54  GdM BC-10 B & S ICOLU B Downstream Sao Francisco Libra Footer here 5
  • 6. Company name appears here BC-10 VISÃO GERAL 66 Paste Concept Picture Here  Parceiros: Shell (50%) ONGC (27%) QPI (23%)  Localizado na Bacia de Campos no ES  1500-2000 mts / 16-42º API  FPSO Espírito Santo : - capacidade de armazenamento óleo ~1.5 MM barris - capacidade de processamento óleo ~ 100k barris/dia  17 poços produtores, 1 poço injetor de gás e 4 de água  Nível de Produção Atual ~ 66 k barris/dia  Produção Cumulativa Total > 83 MM barris (base: Maio/2014)  Mais de 1200 dias sem acidente com afastamento Histórico
  • 7. Company name appears here BC-10 FASES 2 E 3: DESTAQUES 5 produtores 2 injetores de água Pico Produção Estimado 28.000 barris/dia Phase-3 7 7 produtores 4 injetores de água Pico Produção Estimado 35.000 barris/dia Phase-1 Phase-2
  • 8. BC-10 FASE 2: DESTAQUES  Sonda Noble Bully II no Brasil desde abril/2012  Lições Aprendidas da Fase 1  7 novos poços produtores e 4 injetores de água  SMS: 228 dias sem acidentes reportados. Zero fatalidades (Maio/14)  Início da produção em outubro/2013  Injeção de água para otimização das reservas recuperáveis 8
  • 9. Company name appears here BC-10 FASE 2: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA 9 Sistema de Monitoramento do Campo - Sísmica 4D  Monitoramento a longo prazo da produção de óleo e injeção de água no campo através de um sistema permanente instalado no fundo do mar.  Shell finalizou a instalação do sistema para a fase 2 no segundo trimestre de 2013.  Primeiro sistema operado no mundo cobrindo todo um campo em águas dessa profundidade (~1650 m).
  • 10. BC-10 FASE 3: DESTAQUES  Sonda Noble Bully II  Campanha de poços apresentando ótima performance, resultado das lições aprendidas nas fases anteriores  Modificação na unidade de produção: módulo adicional de injeção de água  Uso de nova tecnologia DDR para Geosteering. Utilizado pela fase 2 pela 1ª vez no Brasil  Linhas de fluxo parcialmente enterradas
  • 11. Company name appears here GASTOS VIA FORNECEDORES NO ESTADO  Gasto direto aproximado com fornecedores do ES:  R$ 170 MM/ano  Gastos indiretos substanciais Principais Setores de Atuação: 1. Certificação e aquisição de eslingas 2. Gerenciamento de Resíduos Sólidos 3. Inspeção de Mergulho 4. Programa de Educação Ambiental 5. Fluidos de perfuração e complementação 6. Operação e Manutenção de FPSOs 8. Aluguel de Compressores 9. Armazenagem de Diesel 10.Base de Operações, Armazenagem e Logística 11
  • 12. Company name appears here PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DE FORNECEDORES Parceria SHELL, FINDES, SEDES e BNDES /FINEP Objetivos & Resultados Esperados: - Promover a inserção dos fornecedores locais na Cadeia de Suprimentos de P&G através dos fornecedores globais e grandes contratantes através de parcerias empresariais e tecnlógicas, gerando oportunidades de negócios e empregos e divulgação das experiências das empresas capixabas em projetos industriais realizados no Espírito Santo. - Identificar e desenvolver produtos e serviços para atender os projetos de Upstream na região no médio-longo prazo e ampliando o foco para novos operadores internacionais (fornecedores identificados após o evento de Junho de 2013: Columbia, HKM, BNG e Tecvix - Fomentar a indústria local, com apoio do BNDES e FINEP (foco em produtos e serviços de tecnologia e inovação)
  • 13. Company name appears here INICIATIVAS EM PARCERIA COM A UFES  Palestra de Lançamento dos Novos Cenários de Energia – 3 de Julho (Estudantes e Professores da UFES estavam presentes no evento que ocorreu em São Paulo)  Implementação do Programa Embaixadores na UFES: Reunião com Reitor e Pró-Reitores  Participação no 4º Workshop de Produção e Exploração de Óleo e Gás (4 a 7 de Junho)  Palestra: Ricardo Uehara (Tema: Desenvolvimento de Projetos na Indústria de Energia)  Mesa Redonda: Ricardo Uehara. Mesa composta por estudantes, professores, outros profissionais da indústria, e membros da Energy Jr.  Programa Ciência sem Fronteiras – Reuniões de Engajamento com Coordenadores de Curso (Outubro/Novembro)  V SENES (Semana de Engenharia do Norte do ES – 25 a 29 de Novembro)  Palestra Magna: Fabio Caldas (Tema: Novos Cenários de Energia) 13
  • 14. Company name appears here 4º WORKSHOP DE PRODUÇÃO E EXPLORAÇÃO DE ÓLEO E GÁS
  • 15. Sul Capixaba Pres. Kennedy Vila Velha Itapemirim Piúma Anchieta Marataízes Guarapari SELO DE EMPREENDIMENTO SUSTENTÁVEL Objetivos: Promover a criação / desenvolvimento de novos micro empreendedores ligados a cadeia de O&G; Estimular o trabalho em rede; Demonstrar comprometimento voluntário com Conteúdo Local; Demonstrar comprometimento de médio/longo prazo. 1. 2. 3 . 4. 15 Site: http://www.iniciativaempreendedora.org.br/ Email: contato@iniciativaempreendedora.org.br
  • 16. Company name appears here SEGURANÇA OPERACIONAL 163/12/2014Footer Prevensão Intervensão Resposta Entre 10 e 11 de abril, foi realizado um exercício prático de proteção de costa, entre os municipios de Presidente Kennedy e São Francisco de Itabapoana, com participação do IBAMA, ANP, Marinha e representantes locais Envolvimento da comunidade local e pescadores na simulando a proteção da costa. A Shell utiliza as mais avançadas tecnologias e práticas reconhecidas no mercado nacional e internacional Compartilhamos nosso “know how” com as diversas entidades da indústria, contribuindo para o desenvolvimento da atividade de O&G do nosso país SIMULAÇÃO
  • 17. Company name appears here ARRECADAÇÃO TRIBUTÁRIA  Royalties em 2013: R$ 201 MM  Royalties em 2014 (jun): R$ 181 MM  Tributos no Estado do ES:  2013: R$ 15,3 MM  2014 (jun): R$ 16,8 MM 173/12/2014Footer
  • 18. Company name appears here CONCLUSÕES A Shell possui 100 anos de presença contínua no Brasil Já investiu mais de USD 6.7 bilhões em Exploração e Produção no Brasil Desde o primeiro óleo em 2009, o BC-10 já produziu mais de 83 milhões de barris de petróleo no total Pioneira em águas profundas, comprometida com tecnologias e inovações O Espírito Santo segue sendo um grade foco das atividades da empresa no Brasil 183/12/2014Footer
  • 19.
  • 20. Company name appears here Phase 2 Escopo do Sistema de Produção • 7 poços horizontais • 1 manifold de elevação artificial • 2 manifolds de produção • flowlines de produção 2 x 10” • 4x umbilicais Escopo do Sistema de Injeção De Água • 4 poços horizontais • Flowline 1 x 10” • 2x umbilicais Escopo no FPSO • 3 controles de variação de freqüência • upgrade do sistema de injeção de água • modificações no Turret • suporte do Riser 1º ÓLEO Outubro/2013 Pico Produção Estimado 35.000 barris/dia PHASE 2 SCOPE