SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 45
Baixar para ler offline
AVISOS
—
2
Estas apresentações podem conter previsões acerca de
eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas
dos administradores da Companhia sobre condições futuras
da economia, além do setor de atuação, do desempenho e
dos resultados financeiros da Companhia, dentre outros. Os
termos “antecipa", "acredita", "espera", "prevê", "pretende",
"planeja", "projeta", "objetiva", "deverá", bem como outros
termos similares, visam a identificar tais previsões, as quais,
evidentemente, envolvem riscos e incertezas previstos ou
não pela Companhia e, consequentemente, não são garantias
de resultados futuros da Companhia. Portanto, os resultados
futuros das operações da Companhia podem diferir das atuais
expectativas, e o leitor não deve se basear exclusivamente
nas informações aqui contidas. A Companhia não se obriga a
atualizar as apresentações e previsões à luz de novas
informações ou de seus desdobramentos futuros. Os valores
informados para 2018 em diante são estimativas ou metas.
Adicionalmente, esta apresentação contém alguns
indicadores financeiros que não são reconhecidos pelo BR
GAAP ou IFRS. Esses indicadores não possuem significados
padronizados e podem não ser comparáveis a indicadores
com descrição similar utilizados por outras companhias. Nós
fornecemos estes indicadores porque os utilizamos como
medidas de performance da companhia; eles não devem ser
considerados de forma isolada ou como substituto para
outras métricas financeiras que tenham sido divulgadas em
acordo com o BR GAAP ou IFRS.
Aviso aos investidores norte-americanos
A SEC somente permite que as companhias de óleo e
gás incluam em seus relatórios arquivados reservas
provadas que a Companhia tenha comprovado por
produção ou testes de formação conclusivos que sejam
viáveis econômica e legalmente nas condições
econômicas e operacionais vigentes. Utilizamos alguns
termos nesta apresentação, tais como descobertas, que
as orientações da SEC nos proíbem de usar em nossos
relatórios arquivados.
NOSSA JORNADA ATÉ AQUI
Onde estamos?
CAMINHOS PARA EVOLUIR
Como chegaremos lá?
MUNDO EM MOVIMENTO
O que esperamos do amanhã?
NOSSAS AMBIÇÕES
Onde queremos chegar?
2
43
1
3
MUNDO EM MOVIMENTO
4
VETORES DA DINÂMICA DOS MERCADOS ENERGÉTICOS
—
SUSTENTABILIDADE SEGURANÇAACESSO
COP 21 ratificado
por 179 países
Duplicação da geração
renovável entre 2000-
2017
~1 bilhão de pessoas a
serem incluídas
42% da produção
em áreas com conflitos
EMISSÕES RENOVÁVEIS
INCLUSÃO
ENERGÉTICA
GEOPOLÍTICA
4 milhões de veículos
elétricos, uso
compartilhado, smart
grid
REVOLUÇÃO
TECNOLÓGICA
5
TRÊS VISÕES DISTINTAS PARA O FUTURO:
CORRENTEZA, CARDUME E CORAL
—
CORRENTEZA - TRANSIÇÃO ENERGÉTICA LENTA
CARDUME – TRANSIÇÃO ENERGÉTICA MODERADA
CORAL – TRANSIÇÃO ENERGÉTICA ACELERADA
velocidadedetransição
+
—
6
65% 35% 48% 52% -14% 114%
1990 2015 2040 2040 20402040
Petróleo
Gás Natural
Renováveis
Carvão
Nuclear8,8
13,6
19,6
16,2
17,9
Petróleo Gás Natural Carvão Hidro
Nuclear Bioenergia Renováveis
OFERTA PRIMÁRIA DE ENERGIA
Bilhões de teps
PETRÓLEO SEGUE COMO PRINCIPAL FONTE DE ENERGIA
—
VARIAÇÃO DA DEMANDA ENERGÉTICA
Período 2015-2040
Fósseis Não fósseis Fósseis Não fósseis Fósseis Não fósseis
7
TENDÊNCIA EM TODOS OS CENÁRIOS
—
Revolução tecnológica na
MOBILIDADE
traz incertezas para
demanda de petróleo
Demanda por
RENOVÁVEIS
apresenta as taxas de
crescimento mais elevadas
em todos cenários
Acordo de Paris traz maiores
RESTRIÇÕES
AMBIENTAIS
Energia
CRESCIMENTO
DA DEMANDA
Entre as energias fósseis, o
GÁS NATURAL
apresenta a maior taxa
de crescimento
8
RESILIÊNCIA
do setor petroquímico
NOSSA JORNADA ATÉ AQUI
9
NOSSOS DESTAQUES
—
Principais destaques de 2015 até 3T18
POLÍTICA DE PREÇOS
alinhada ao mercado
internacional
Entrega das
METAS DE
PRODUÇÃO
8 NOVOS
sistemas de produção
(+3 no 4T18)
5,1

2,7
Redução da
DÍVIDA LÍQUIDA/
EBITDA pela
metade
2,15

1,06
Redução do
TAR
pela metade
US$106 bi
US$ 73 bi
Redução e alongamento
da dívida líquida

10
MODELO DE GOVERNANÇA APRIMORADO
—
COMITÊS DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO
• 81% de membros independentes
(mínimo de 40%)
• Vedação de indicação política
(Lei das Estatais)
• Membros independentes pela União:
selecionados em lista tríplice
• Avaliação individual
CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO
• Adesão ao Nível 2 da B3
• Programa Destaque em
Governança das Estatais
• Política de Transações com
Partes Relacionadas
• Eliminação de todas as fraquezas
materiais
Canal de denúncia
independente
+60 mil empregados
treinados desde 2015
+15 mil fornecedores
avaliados desde 2015
11
HISTÓRICO DOS ÚLTIMOS PLANOS
—
PNG 2017-2021 PNG 2018-2022 PNG 2019-2023
1,6 4,1 1,09 3,2 1,06 2,7
3T 20183T 20173T 2016
• Otimização da receita
• Eficiência de processos e custos
• Redução da dívida
• Gestão ativa de portfólio
• Remuneração aos acionistas
• Meta de rentabilidade
• Preços competitivos
• Eficiência de opex e capex
• Redução da dívida
• Parcerias e desinvestimentos
• Preços competitivos
• Eficiência de opex e capex
• Redução da dívida
• Parcerias e desinvestimentos
• Antecipação de dividendos
12
NOSSAS AMBIÇÕES
13
Uma empresa integrada de
energia, que evolui com a
sociedade, gera alto valor e
tem capacidade técnica única
NOSSA VISÃO
—
14
NOSSO PROPÓSITO
—
Prover a energia que move a sociedade a
realizar o seu potencial
15
• Respeito à vida, às pessoas
e ao meio ambiente
• Ética e transparência
• Superação e confiança
• Orientação ao mercado
• Resultados
NOSSOS VALORES
—
16
17
EXPLORAÇÃO E
PRODUÇÃO
• Maximizar o valor
da Petrobras por
meio da gestão
ativa do portfolio
de E&P
• Garantir a
sustentabilidade da
produção de óleo e
gás, priorizando a
atuação em águas
profundas
GÁS NATURAL
• Otimizar a posição
no segmento de gás
natural e energia no
Brasil e desenvolver
posições no mercado
global, por meio de
parcerias
NOSSAS ESTRATÉGIAS
—
17
RENOVÁVEIS
• Atuar em negócios
de energia
renovável de forma
rentável, com foco
em eólica e solar no
Brasil
REFINO, TRANSPORTE,
COMERCIALIZAÇÃO E
PETROQUÍMICA
• Maximizar o valor da
Petrobras por meio de uma
gestão ativa do portfólio de
refino, logística,
comercialização e
petroquímica integrados às
atividades de produção de
óleo e gás nacionais
• Sair dos negócios de
fertilizantes, distribuição de
GLP e das participações e
produção de biodiesel e
etanol
NOSSAS ESTRATÉGIAS
—
18
ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS
• Desenvolver as competências críticas e
uma cultura de alto desempenho para
atender aos novos desafios da
companhia
• Preparar a Petrobras para um ambiente
mais competitivo, apoiando-se na
eficiência de custos, escala e
transformação digital
• Avaliar as parcerias atuais e futuras
buscando a integridade e a criação de
valor
• Fortalecer a credibilidade, o orgulho e a
reputação da Petrobras junto aos nossos
públicos de interesse
NOSSAS ESTRATÉGIAS
—
19
CAMINHOS PARA EVOLUIR
20
MÉTRICAS DE TOPO
—
SEGURANÇA
TAR
Taxa de acidentados
registráveis
ABAIXO DE 1
em 2019
REDUÇÃO DA
DÍVIDA
DL/EBITDA
Dívida líquida/Ebitda ajustado
ABAIXO DE 1,5
em 2020
RENTABILIDADE
ROCE
Retorno sobre o capital
empregado
ACIMA DE 11%
em 2020
21
PREMISSAS DO PNG
—
Faixa dos previsores
22
Preços do Brent
(US$/barril)
Taxa de câmbio nominal
(R$/US$)
57
47
57
74
66 67 72 75 75
2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022 2023
3,3 3,5
3,2 3,6 3,6 3,6 3,7 3,7 3,8
2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022 2023
Intervalo Focus (30/11/2018)
FORÇA PARA EVOLUIR
Expansão alavancando competências
e habilidades do núcleo
US$ 5 bi US$ 0,3 bi
CAPEX
US$ 5,3 biPETROQUÍMICA
MOTORES DE GERAÇÃO DE VALOR
—
MOVIMENTO PARA O FUTURO
Construção de outro motor para
perpetuar equação de crescimento
US$ 0,4 bi
CAPEX
US$ 0,4 biEÓLICA, SOLAR E
BIOCOMBUSTÍVEIS
CAPEX
US$ 78,4 bi
FORÇA MOTRIZ
Elemento central de competitividade,
com liderança setorial clara
US$ 68,8 bi US$ 8,2 bi
REFINO, TRANSPORTE
E COMERCIALIZAÇÃO
E&P
23
GÁS E ENERGIA
CAPEX TOTAL
US$ 84,1 biINVESTIMENTO TOTAL DO PNG 2019-2023 US$ 84,1 bi
( Inclui US$ 1,4 bi de investimentos do corporativo)
EXPLORAÇÃO
E PRODUÇÃO
24
INVESTIMENTOS DO E&P
—
INVESTIMENTOS EM E&P 2019 – 2023
US$ bilhões
25
2,1 2,3
-0,1
2,7
CURVA DE PRODUÇÃO CRESCENTE
—
ÓLEO + GÁS EXTERIOR
GÁS BRASIL
ÓLEO BRASIL
DESINVESTIMENTO
26
2019 2020 2021 2022 20232018
BERBIGÃO
P-68
BÚZIOS 3
P-76
BÚZIOS 4
P-77
MERO 1
SÉPIA
BÚZIOS 5
ATAPU 1
P-70
INTEGRADO PQ.
DAS BALEIAS
MERO 2
REVITALIZAÇÃO
MARLIM 1
SERGIPE ÁGUAS
PROFUNDAS
ITAPU
REVITALIZAÇÃO
MARLIM 2
milhõesboed
BÚZIOS 1
P-74
LULA EXTREMO
SUL P-69
BÚZIOS 2
P-75
LULA NORTE
P-67
TARTARUGA
VERDE
Contratada A contratar
2,8
+10%




VALOR DO E&P
—
• 13 novos sistemas de produção
• Revitalização da Bacia de Campos
• Custo de extração do pré-sal a <7 US$/boe
• Custo de extração <10 US$/boe a partir de 2020
AUMENTO DA RECEITA
GESTÃO ATIVA DO PORTFÓLIO
EFICIÊNCIA DE CUSTOS
ROCE ACIMA DE 11%
A PARTIR DE 2020
RISCO
RETORNO
• Investimentos em campos com rentabilidade
superior e parcerias estratégicas
2019
11%
2020
>11%
27
ROBUSTO PORTFOLIO EXPLORATÓRIO
—
Camumu, Almada
& Jequitinhonha
Ceará
Potiguar
Espírito Santo
Sergipe &
Alagoas
Mar
Terra Pelotas
Barreirinhas
Santos
CamposParaná
Parnaíba
Acre
Foz do Amazonas
Pará- Maranhão
Margem
Equatorial
• 21 blocos contratados
• 136 blocos exploratórios
Colômbia
6,8
10,8
PNG 2018-2022 PNG 2019-2023
AUMENTO DO INVESTIMENTO
EXPLORATÓRIO
US$ Bilhões
59%
28
Recôncavo
PRINCIPAIS PROJETOS DE E&P
—
Capex total de
US$ 20,5 bilhões
Parceria estratégica com a
Equinor em Roncador e
novos projetos garantem a
sustentabilidade da
produção
BACIA DE CAMPOS
29
CAMPOS COM COMERCIALIDADE
DECLARADA NO PRÉ-SAL
Contratada A contratar
Capex de US$ 9 bilhões
BÚZIOS
Capex de US$ 3,5 bilhões
MERO
Capex de US$ 2,7 bilhões
ATAPU
Capex de US$ 1,7 bilhão
BERBIGÃO/SURURU
Capex de US$ 4,6 bilhões
LULA / CERNAMBI
8 1
1
1
1
2 2 1
1
OBS: CAPEX 2019-2023 refere-se à participação Petrobras
REFINO, GÁS NATURAL
E RENOVÁVEIS
30
INVESTIMENTOS DO RGN
—
13,9
US$ bilhões
61%
36%
3%
Gás Natural e Energia
Renováveis
INVESTIMENTOS EM RGN 2019 – 2023
US$ bilhões
Refino, Transporte, Comercialização,
Petroquímica e Distribuição
31
2,3 MMbpd
em 2017
REPOSICIONAMENTO EM REFINOV
—
Sétimo maior
consumidor de
derivados de petróleo
do mundo
Tendência de
crescimento, ao
contrário de mercados
mais maduros
99%
60%
1%
1%
2018 Modelo Proposto
Outros
Cluster Sul
Cluster Nordeste
Petrobras
CAPACIDADE DE REFINO* NO BRASILCONDIÇÕES PRIVILEGIADAS PARA A
INDÚSTRIA DE REFINO NO BRASIL
+1,5% ao ano
até 2023
32
*Refinaria do Comperj em estudo de viabilidade,
em parceria com a CNPC
AUMENTO DA CAPACIDADE DE TRATAMENTO
RNEST
+ 160
mil bpd
TRATAMENTO
+ 98
mil bpd
PRINCIPAIS PROJETOS DE REFINO
—
Investimento de US$ 1,3 bilhão
Projetos para atender mercado de Diesel S-10
33
1º TREM - Conclusão da unidade de redução de emissões
atmosféricas (SNOX) e ampliação do processamento
2º TREM - Conclusão da nova unidade
RNEST
SP
RJ
ROTA 1
ROTA 3
em execução
UTG SERGIPE
PRINCIPAIS PROJETOS DE GÁS NATURAL
—
Investimento de US$ 3,7 bilhões
UPGN, Gasoduto Rota 3 e Dutos Norte para aumentar
o escoamento e processamento de gás do pré-sal
Adequação da UTGCA para processar o gás do pré-sal
Viabilizar escoamento e processamento de gás dos campos
de águas profundas de Sergipe/Alagoas
34
SE
DESENVOLVER POSIÇÃO NO
MERCADO GLOBAL DE GÁS NATURAL
—
• 3 TERMINAIS DE RECEBIMENTO
DE GNL
• MERCADO IMPORTADOR E
CONCENTRADO NO BRASIL
• ATUAÇÃO EM TRADING SPOT E
DE CURTO PRAZO
• DESENVOLVIMENTO DE MERCADOS
GLOBAIS
• BUSCA POR SUPRIMENTO
COMPETITIVO E DE LONGO PRAZO
• AUMENTO DA ATIVIDADE DE
OTIMIZAÇÃO/TRADING DO
PRODUTO
ATUAL FUTURO
35
PRINCIPAIS PROJETOS
EM RENOVÁVEIS
—
• Participação em leilões de energia solar
• Entrada gradual no mercado de geração solar
distribuída
• Projetos em Eólica Offshore para a próxima
década
• Produção de BioQAV e GreenDiesel em plantas
integradas às refinarias
• Parcerias com Total e Equinor em andamento
36
Perspectiva de 8% de
redução das emissões da
cadeia de valor**
37
HORIZONTE 2040
METAS E AMBIÇÕES DA PETROBRAS PARA EMISSÕES
—
2015 2017
META
2025
AMBIÇÃO
2025
Intensidade
E&P
kgCO2e/boe
Intensidade
Refino
kgCO2e/t CWT
NOSSAS METAS
22 21 16 15 13
43 43
37 36 34
CWT = Complex Weighted Tonne
Mesmo com aumento da produção nos comprometemos com
crescimento ZERO das emissões absolutas operacionais*
** Escopo 1, 2 e 3
2023
* Crescimento zero em 2025 tendo como base 2015 = emissões absolutas de 78 milhões de toneladas de CO2e.
-32%
-16%
FONTES E USOS
—
84,1
39
20
114,2
2,0
26,9
FONTES USOS
FONTES E USOS 2019 – 2023
US$ bilhões
TOTAL 143,1 143,1
Desinvestimentos orientados pela
gestão ativa de portfólio
Sem novas captações líquidas em
2019-2023
PARCERIAS E DESINVESTIMENTOS
USO DO CAIXA
38
GESTÃO ATIVA DE
PORTFÓLIO
USO DO CAIXA
GERAÇÃO DE CAIXA PÓS
DIVIDENDOS, IMPOSTOS E
CONTINGÊNCIAS
DESPESAS FINANCEIRAS
AMORTIZAÇÕES
INVESTIMENTOS
PARCERIAS E
DESINVESTIMENTOS
—
Braskem: Aguardando a oferta final da LyondellBasell para avaliação do exercício do direito de tag along
FASE VINCULANTE
TEASER E FASE
NÃO VINCULANTE
AGUARDANDO
CONTINUIDADE
• TAG
• PARCERIAS EM REFINO
• UFN-III
• ARAUCÁRIA
NITROGENADOS
• CAMPOS TERRESTRES
(POLO LAGOA PARDA)
• BSBIOS
• CAMPOS DE ÁGUAS
RASAS (RN)
• CAMPO BAÚNA
• CAMPO TARTARUGA VERDE E
MÓDULO 3 DE ESPADARTE (50%)
• SERGIPE ALAGOAS – ÁGUAS
PROFUNDAS
• REFINARIA DE PASADENA
• CAMPOS DE ÁGUAS
RASAS (RJ, SP, CE E SE)
• CAMPOS TERRESTRES
• CAMPOS PIRANEMA E
PIRANEMA SUL (SE)
• CAMPO DE MAROMBA (RJ)
39
RISCOS AO NOSSO NEGÓCIO
—
PRINCIPAIS AÇÕES DE MITIGAÇÃO
RISCOS NO HORIZONTE DO PNG 2019 - 2023
• Monitoramento
contínuo dos
principais riscos de
implantação
• Articulação com
órgãos reguladores
(ANP, IBAMA ...)
GRANDES
PROJETOS
POLÍTICA
COMERCIAL
• Monitoramento de
margem e market-
share
• Preços alinhados com
o mercado
internacional
• Estratégia de hedge
CONTENCIOSO
JURÍDICO
• Avaliação contínua de
risco do contencioso
CONTINUIDADE
OPERACIONAL
• Plano de continuidade
para ativos críticos
• Plano de inspeção
integrado de ativos
PARCERIAS E
DESINVESTIMENTOS
• Gestão ativa do
portfólio
• Compartilhamento de
riscos
40
TRANSFORMAÇÃO CULTURAL
—
Gestão de pessoas movida pela transformação cultural
• Maior foco em eficácia e valor aos negócios
• Capacitação dos empregados para atender aos novos
desafios de negócio
• Mérito como base no reconhecimento
• Estímulo a autonomia, flexibilidade e qualidade no
ambiente de trabalho
• Fortalecimento dos processos de atração,
movimentação, desenvolvimento, retenção e sucessão
• Incorporação da visão da transformação digital no dia a
dia do empregado
41
• Gestão de contratos de parcerias e partilha
• Gestão ativa de portfolio
• Desafios tecnológicos
• Descomissionamento de ativos
E&P
• Prospecção de inovações tecnológicas
• Gestão de grandes projetos
• Descomissionamento de poços e sistemas
submarinos
DP&T
• Cultura de serviços
• Atendimento de pessoas
• Desenvolvimento de líderes e especialistas
• Relacionamento com stakeholders
ÁREAS CORPORATIVAS
• Ampliação da atuação em trading
• Gestão ativa de portfolio
• Desenvolvimento de novos negócios
• Desenvolvimento de competências para o
mercado global de gás
RGN
COMPETÊNCIAS
CRÍTICAS
TRANSVERSAIS
• Gestão e liderança
• Tecnologia e
transformação digital
• Desenvolvimento de
atuação internacional
• Negociação
COMPETÊNCIAS CRÍTICAS MAPEADAS
NO PNG 2019-2023 E PE 2040
—
42
CONTRIBUIÇÃO PARA O INVESTIDOR
—
• Meta de rentabilidade  ROCE
• Alocação eficiente dos investimentos
• Aprovação de projetos com cenários de robustez
• Alavancagem ótima  25%
• Manutenção da política de remuneração aos
acionistas. Eventual alteração da distribuição,
considerando a redução dos indicadores de
endividamento e novas oportunidades de
investimentos
DISCIPLINA DE CAPITAL
DISCIPLINA DE CAPITAL
43
CONTRIBUIÇÃO ESTIMADA PARA A SOCIEDADE
—
• R$ 600 bi em tributos federais, estaduais e municipais
• R$ 13 bi em investimentos em P&D, com metade desse
valor em universidades brasileiras
• R$ 6 bi em projetos sociais e ambientais em todo país
• Criação de cerca de 450 mil postos de trabalho no país
44
45
O desafio é descobrir hoje
o que importará para a Petrobras amanhã
e preparar a companhia para o futuro
que está se desenvolvendo agora
45

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

3. cpc 26 r1 apresentação das demonstrações contábeis
3. cpc 26 r1 apresentação das demonstrações contábeis3. cpc 26 r1 apresentação das demonstrações contábeis
3. cpc 26 r1 apresentação das demonstrações contábeisProfacp
 
Capital asset pricing model
Capital asset pricing modelCapital asset pricing model
Capital asset pricing modelZhan Hui
 
Relatorio Educacao Especial
Relatorio Educacao EspecialRelatorio Educacao Especial
Relatorio Educacao EspecialJorge Barbosa
 
CONTABILIDADE GERENCIAL, IFRS, BR GAAP E USGAAP
CONTABILIDADE GERENCIAL, IFRS, BR GAAP E USGAAPCONTABILIDADE GERENCIAL, IFRS, BR GAAP E USGAAP
CONTABILIDADE GERENCIAL, IFRS, BR GAAP E USGAAPantonielsimoes
 
Aula 4-analise-vertical-e-horizontal
Aula 4-analise-vertical-e-horizontalAula 4-analise-vertical-e-horizontal
Aula 4-analise-vertical-e-horizontalReginaldo Santana
 
EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!
EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!
EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!Sónia Cruz
 
Lucro real legislação e apuração
Lucro real legislação e apuraçãoLucro real legislação e apuração
Lucro real legislação e apuraçãoBruno_fbrandao
 
MCASP Esquematizado - Parte II
MCASP Esquematizado - Parte IIMCASP Esquematizado - Parte II
MCASP Esquematizado - Parte IIgpossati
 
FACTORS AFFECTING TAX AUDIT EFFECTIVENESS IN EAST GOJJAM ZONE REVENUE OFFICE ...
FACTORS AFFECTING TAX AUDIT EFFECTIVENESS IN EAST GOJJAM ZONE REVENUE OFFICE ...FACTORS AFFECTING TAX AUDIT EFFECTIVENESS IN EAST GOJJAM ZONE REVENUE OFFICE ...
FACTORS AFFECTING TAX AUDIT EFFECTIVENESS IN EAST GOJJAM ZONE REVENUE OFFICE ...Debre Tabor University Ethiopia
 
RECOMPOSIÇÃO DAS APRENDIZAGENS.pptx
RECOMPOSIÇÃO DAS APRENDIZAGENS.pptxRECOMPOSIÇÃO DAS APRENDIZAGENS.pptx
RECOMPOSIÇÃO DAS APRENDIZAGENS.pptxEsterLeite4
 
Títulos de Renda Fixa
Títulos de Renda FixaTítulos de Renda Fixa
Títulos de Renda FixaEder Nogueira
 
CPC 05 (R1) - Divulgação por Partes Relacionadas
CPC 05 (R1) - Divulgação por Partes RelacionadasCPC 05 (R1) - Divulgação por Partes Relacionadas
CPC 05 (R1) - Divulgação por Partes RelacionadasMoore Stephens Brasil
 
Análise de investimento (tir, val, payback)
Análise de investimento (tir, val, payback)Análise de investimento (tir, val, payback)
Análise de investimento (tir, val, payback)Universidade Pedagogica
 
Projecto de expansão do Porto de Maputo
Projecto de expansão do Porto de MaputoProjecto de expansão do Porto de Maputo
Projecto de expansão do Porto de Maputoaplop
 
2º lista de exercício de administração financeira
2º lista de exercício de administração financeira2º lista de exercício de administração financeira
2º lista de exercício de administração financeiraFelipe Pontes
 
Introdução à Regressão Linear Simples e Múltipla
Introdução à Regressão Linear Simples e MúltiplaIntrodução à Regressão Linear Simples e Múltipla
Introdução à Regressão Linear Simples e MúltiplaCélia M. D. Sales
 

Mais procurados (20)

3. cpc 26 r1 apresentação das demonstrações contábeis
3. cpc 26 r1 apresentação das demonstrações contábeis3. cpc 26 r1 apresentação das demonstrações contábeis
3. cpc 26 r1 apresentação das demonstrações contábeis
 
Capital asset pricing model
Capital asset pricing modelCapital asset pricing model
Capital asset pricing model
 
SA 600 (Revisi 2021).ppt
SA 600 (Revisi 2021).pptSA 600 (Revisi 2021).ppt
SA 600 (Revisi 2021).ppt
 
Relatorio Educacao Especial
Relatorio Educacao EspecialRelatorio Educacao Especial
Relatorio Educacao Especial
 
CONTABILIDADE GERENCIAL, IFRS, BR GAAP E USGAAP
CONTABILIDADE GERENCIAL, IFRS, BR GAAP E USGAAPCONTABILIDADE GERENCIAL, IFRS, BR GAAP E USGAAP
CONTABILIDADE GERENCIAL, IFRS, BR GAAP E USGAAP
 
Aula 4-analise-vertical-e-horizontal
Aula 4-analise-vertical-e-horizontalAula 4-analise-vertical-e-horizontal
Aula 4-analise-vertical-e-horizontal
 
EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!
EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!
EdPuzzle: individualizar a aprendizagem com recurso ao vídeo!
 
Lucro real legislação e apuração
Lucro real legislação e apuraçãoLucro real legislação e apuração
Lucro real legislação e apuração
 
MCASP Esquematizado - Parte II
MCASP Esquematizado - Parte IIMCASP Esquematizado - Parte II
MCASP Esquematizado - Parte II
 
FACTORS AFFECTING TAX AUDIT EFFECTIVENESS IN EAST GOJJAM ZONE REVENUE OFFICE ...
FACTORS AFFECTING TAX AUDIT EFFECTIVENESS IN EAST GOJJAM ZONE REVENUE OFFICE ...FACTORS AFFECTING TAX AUDIT EFFECTIVENESS IN EAST GOJJAM ZONE REVENUE OFFICE ...
FACTORS AFFECTING TAX AUDIT EFFECTIVENESS IN EAST GOJJAM ZONE REVENUE OFFICE ...
 
RECOMPOSIÇÃO DAS APRENDIZAGENS.pptx
RECOMPOSIÇÃO DAS APRENDIZAGENS.pptxRECOMPOSIÇÃO DAS APRENDIZAGENS.pptx
RECOMPOSIÇÃO DAS APRENDIZAGENS.pptx
 
Títulos de Renda Fixa
Títulos de Renda FixaTítulos de Renda Fixa
Títulos de Renda Fixa
 
CPC 05 (R1) - Divulgação por Partes Relacionadas
CPC 05 (R1) - Divulgação por Partes RelacionadasCPC 05 (R1) - Divulgação por Partes Relacionadas
CPC 05 (R1) - Divulgação por Partes Relacionadas
 
FRTB
FRTBFRTB
FRTB
 
Análise de investimento (tir, val, payback)
Análise de investimento (tir, val, payback)Análise de investimento (tir, val, payback)
Análise de investimento (tir, val, payback)
 
Projecto de expansão do Porto de Maputo
Projecto de expansão do Porto de MaputoProjecto de expansão do Porto de Maputo
Projecto de expansão do Porto de Maputo
 
2º lista de exercício de administração financeira
2º lista de exercício de administração financeira2º lista de exercício de administração financeira
2º lista de exercício de administração financeira
 
Cpc 27
Cpc 27Cpc 27
Cpc 27
 
BNCC MATEMÁTICA
BNCC MATEMÁTICABNCC MATEMÁTICA
BNCC MATEMÁTICA
 
Introdução à Regressão Linear Simples e Múltipla
Introdução à Regressão Linear Simples e MúltiplaIntrodução à Regressão Linear Simples e Múltipla
Introdução à Regressão Linear Simples e Múltipla
 

Semelhante a Plano Estratégico 2040 || Plano de Negócios e Gestão 2019-2023

Apresentação PNG 2018-2022
Apresentação PNG 2018-2022Apresentação PNG 2018-2022
Apresentação PNG 2018-2022Petrobras
 
Visão Geral Petrobras
Visão Geral PetrobrasVisão Geral Petrobras
Visão Geral PetrobrasPetrobras
 
Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021
Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021
Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021Petrobras
 
Visão Geral 2017 fevereiro
Visão Geral   2017 fevereiro Visão Geral   2017 fevereiro
Visão Geral 2017 fevereiro Petrobras
 
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018Petrobras
 
009512000101011 (4).pdf
009512000101011 (4).pdf009512000101011 (4).pdf
009512000101011 (4).pdfRenandantas16
 
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023Conceição Lemes
 
Plano de investimentos 2008 2012
Plano de investimentos 2008 2012Plano de investimentos 2008 2012
Plano de investimentos 2008 2012Petrobras
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São PauloApresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São PauloPetrobras
 
Apresentação cpfl para previ 08jun15
Apresentação cpfl para previ   08jun15Apresentação cpfl para previ   08jun15
Apresentação cpfl para previ 08jun15ersa_ri
 
Apresentação CPFL - Evento organizado pela PREVI
Apresentação CPFL - Evento organizado pela PREVIApresentação CPFL - Evento organizado pela PREVI
Apresentação CPFL - Evento organizado pela PREVICPFL RI
 
Apimec 2013 final
Apimec 2013 finalApimec 2013 final
Apimec 2013 finalCteep
 
HVGV - Hidrogeno Veículos Geração Verde
HVGV - Hidrogeno Veículos Geração VerdeHVGV - Hidrogeno Veículos Geração Verde
HVGV - Hidrogeno Veículos Geração VerdeMarco Coghi
 
Plano Estratégico TIM 2017-2019
Plano Estratégico TIM 2017-2019Plano Estratégico TIM 2017-2019
Plano Estratégico TIM 2017-2019TIM RI
 

Semelhante a Plano Estratégico 2040 || Plano de Negócios e Gestão 2019-2023 (20)

Apresentação PNG 2018-2022
Apresentação PNG 2018-2022Apresentação PNG 2018-2022
Apresentação PNG 2018-2022
 
Visão Geral Petrobras
Visão Geral PetrobrasVisão Geral Petrobras
Visão Geral Petrobras
 
Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021
Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021
Plano Estratégico e Plano de Negócios e Gestão 2017-2021
 
Visão Geral 2017 fevereiro
Visão Geral   2017 fevereiro Visão Geral   2017 fevereiro
Visão Geral 2017 fevereiro
 
Apresentação petrobras
Apresentação petrobrasApresentação petrobras
Apresentação petrobras
 
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
 
009512000101011 (4).pdf
009512000101011 (4).pdf009512000101011 (4).pdf
009512000101011 (4).pdf
 
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
 
Plano de investimentos 2008 2012
Plano de investimentos 2008 2012Plano de investimentos 2008 2012
Plano de investimentos 2008 2012
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São PauloApresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo
 
Apresentação cpfl para previ 08jun15
Apresentação cpfl para previ   08jun15Apresentação cpfl para previ   08jun15
Apresentação cpfl para previ 08jun15
 
Apresentação CPFL - Evento organizado pela PREVI
Apresentação CPFL - Evento organizado pela PREVIApresentação CPFL - Evento organizado pela PREVI
Apresentação CPFL - Evento organizado pela PREVI
 
015539000101011.pdf
015539000101011.pdf015539000101011.pdf
015539000101011.pdf
 
Apimec 2013 final
Apimec 2013 finalApimec 2013 final
Apimec 2013 final
 
CGD | Relatorio Sustentabilidade 2015
CGD | Relatorio Sustentabilidade 2015CGD | Relatorio Sustentabilidade 2015
CGD | Relatorio Sustentabilidade 2015
 
via 2t23
via 2t23via 2t23
via 2t23
 
bradesco 3t23
bradesco 3t23bradesco 3t23
bradesco 3t23
 
4413 release-4 t20
4413 release-4 t204413 release-4 t20
4413 release-4 t20
 
HVGV - Hidrogeno Veículos Geração Verde
HVGV - Hidrogeno Veículos Geração VerdeHVGV - Hidrogeno Veículos Geração Verde
HVGV - Hidrogeno Veículos Geração Verde
 
Plano Estratégico TIM 2017-2019
Plano Estratégico TIM 2017-2019Plano Estratégico TIM 2017-2019
Plano Estratégico TIM 2017-2019
 

Mais de Petrobras

Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023Petrobras
 
Petrobras Overview - September 2018
Petrobras Overview - September 2018Petrobras Overview - September 2018
Petrobras Overview - September 2018Petrobras
 
Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras Investor Day - London 2018Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras Investor Day - London 2018Petrobras
 
Sustentabilidade 2017
Sustentabilidade 2017Sustentabilidade 2017
Sustentabilidade 2017Petrobras
 
Apresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Apresentacao png-2018-2022-webcast-inglesApresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Apresentacao png-2018-2022-webcast-inglesPetrobras
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova YorkApresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova YorkPetrobras
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day LondresApresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day LondresPetrobras
 
Petrobras General Overview
Petrobras General OverviewPetrobras General Overview
Petrobras General OverviewPetrobras
 
Petrobras at a Glance
Petrobras at a GlancePetrobras at a Glance
Petrobras at a GlancePetrobras
 
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management PlanStrategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management PlanPetrobras
 
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019 Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019 Petrobras
 
Webcast 1T16
Webcast 1T16Webcast 1T16
Webcast 1T16Petrobras
 
Webcast 1Q16
Webcast 1Q16Webcast 1Q16
Webcast 1Q16Petrobras
 
Webcast 4Q15
Webcast 4Q15Webcast 4Q15
Webcast 4Q15Petrobras
 
Webcast 4T15
Webcast 4T15Webcast 4T15
Webcast 4T15Petrobras
 
Webcast 3T15
Webcast 3T15Webcast 3T15
Webcast 3T15Petrobras
 
Webcast 3T15
Webcast 3T15Webcast 3T15
Webcast 3T15Petrobras
 
Petrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras
 
Visão Geral
Visão GeralVisão Geral
Visão GeralPetrobras
 
Fact Sheet 2015
Fact Sheet 2015Fact Sheet 2015
Fact Sheet 2015Petrobras
 

Mais de Petrobras (20)

Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
 
Petrobras Overview - September 2018
Petrobras Overview - September 2018Petrobras Overview - September 2018
Petrobras Overview - September 2018
 
Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras Investor Day - London 2018Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras Investor Day - London 2018
 
Sustentabilidade 2017
Sustentabilidade 2017Sustentabilidade 2017
Sustentabilidade 2017
 
Apresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Apresentacao png-2018-2022-webcast-inglesApresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Apresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova YorkApresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day LondresApresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
 
Petrobras General Overview
Petrobras General OverviewPetrobras General Overview
Petrobras General Overview
 
Petrobras at a Glance
Petrobras at a GlancePetrobras at a Glance
Petrobras at a Glance
 
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management PlanStrategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
 
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019 Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
 
Webcast 1T16
Webcast 1T16Webcast 1T16
Webcast 1T16
 
Webcast 1Q16
Webcast 1Q16Webcast 1Q16
Webcast 1Q16
 
Webcast 4Q15
Webcast 4Q15Webcast 4Q15
Webcast 4Q15
 
Webcast 4T15
Webcast 4T15Webcast 4T15
Webcast 4T15
 
Webcast 3T15
Webcast 3T15Webcast 3T15
Webcast 3T15
 
Webcast 3T15
Webcast 3T15Webcast 3T15
Webcast 3T15
 
Petrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras at Glance
Petrobras at Glance
 
Visão Geral
Visão GeralVisão Geral
Visão Geral
 
Fact Sheet 2015
Fact Sheet 2015Fact Sheet 2015
Fact Sheet 2015
 

Plano Estratégico 2040 || Plano de Negócios e Gestão 2019-2023

  • 1.
  • 2. AVISOS — 2 Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia sobre condições futuras da economia, além do setor de atuação, do desempenho e dos resultados financeiros da Companhia, dentre outros. Os termos “antecipa", "acredita", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "projeta", "objetiva", "deverá", bem como outros termos similares, visam a identificar tais previsões, as quais, evidentemente, envolvem riscos e incertezas previstos ou não pela Companhia e, consequentemente, não são garantias de resultados futuros da Companhia. Portanto, os resultados futuros das operações da Companhia podem diferir das atuais expectativas, e o leitor não deve se basear exclusivamente nas informações aqui contidas. A Companhia não se obriga a atualizar as apresentações e previsões à luz de novas informações ou de seus desdobramentos futuros. Os valores informados para 2018 em diante são estimativas ou metas. Adicionalmente, esta apresentação contém alguns indicadores financeiros que não são reconhecidos pelo BR GAAP ou IFRS. Esses indicadores não possuem significados padronizados e podem não ser comparáveis a indicadores com descrição similar utilizados por outras companhias. Nós fornecemos estes indicadores porque os utilizamos como medidas de performance da companhia; eles não devem ser considerados de forma isolada ou como substituto para outras métricas financeiras que tenham sido divulgadas em acordo com o BR GAAP ou IFRS. Aviso aos investidores norte-americanos A SEC somente permite que as companhias de óleo e gás incluam em seus relatórios arquivados reservas provadas que a Companhia tenha comprovado por produção ou testes de formação conclusivos que sejam viáveis econômica e legalmente nas condições econômicas e operacionais vigentes. Utilizamos alguns termos nesta apresentação, tais como descobertas, que as orientações da SEC nos proíbem de usar em nossos relatórios arquivados.
  • 3. NOSSA JORNADA ATÉ AQUI Onde estamos? CAMINHOS PARA EVOLUIR Como chegaremos lá? MUNDO EM MOVIMENTO O que esperamos do amanhã? NOSSAS AMBIÇÕES Onde queremos chegar? 2 43 1 3
  • 5. VETORES DA DINÂMICA DOS MERCADOS ENERGÉTICOS — SUSTENTABILIDADE SEGURANÇAACESSO COP 21 ratificado por 179 países Duplicação da geração renovável entre 2000- 2017 ~1 bilhão de pessoas a serem incluídas 42% da produção em áreas com conflitos EMISSÕES RENOVÁVEIS INCLUSÃO ENERGÉTICA GEOPOLÍTICA 4 milhões de veículos elétricos, uso compartilhado, smart grid REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA 5
  • 6. TRÊS VISÕES DISTINTAS PARA O FUTURO: CORRENTEZA, CARDUME E CORAL — CORRENTEZA - TRANSIÇÃO ENERGÉTICA LENTA CARDUME – TRANSIÇÃO ENERGÉTICA MODERADA CORAL – TRANSIÇÃO ENERGÉTICA ACELERADA velocidadedetransição + — 6
  • 7. 65% 35% 48% 52% -14% 114% 1990 2015 2040 2040 20402040 Petróleo Gás Natural Renováveis Carvão Nuclear8,8 13,6 19,6 16,2 17,9 Petróleo Gás Natural Carvão Hidro Nuclear Bioenergia Renováveis OFERTA PRIMÁRIA DE ENERGIA Bilhões de teps PETRÓLEO SEGUE COMO PRINCIPAL FONTE DE ENERGIA — VARIAÇÃO DA DEMANDA ENERGÉTICA Período 2015-2040 Fósseis Não fósseis Fósseis Não fósseis Fósseis Não fósseis 7
  • 8. TENDÊNCIA EM TODOS OS CENÁRIOS — Revolução tecnológica na MOBILIDADE traz incertezas para demanda de petróleo Demanda por RENOVÁVEIS apresenta as taxas de crescimento mais elevadas em todos cenários Acordo de Paris traz maiores RESTRIÇÕES AMBIENTAIS Energia CRESCIMENTO DA DEMANDA Entre as energias fósseis, o GÁS NATURAL apresenta a maior taxa de crescimento 8 RESILIÊNCIA do setor petroquímico
  • 10. NOSSOS DESTAQUES — Principais destaques de 2015 até 3T18 POLÍTICA DE PREÇOS alinhada ao mercado internacional Entrega das METAS DE PRODUÇÃO 8 NOVOS sistemas de produção (+3 no 4T18) 5,1  2,7 Redução da DÍVIDA LÍQUIDA/ EBITDA pela metade 2,15  1,06 Redução do TAR pela metade US$106 bi US$ 73 bi Redução e alongamento da dívida líquida  10
  • 11. MODELO DE GOVERNANÇA APRIMORADO — COMITÊS DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO • 81% de membros independentes (mínimo de 40%) • Vedação de indicação política (Lei das Estatais) • Membros independentes pela União: selecionados em lista tríplice • Avaliação individual CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO • Adesão ao Nível 2 da B3 • Programa Destaque em Governança das Estatais • Política de Transações com Partes Relacionadas • Eliminação de todas as fraquezas materiais Canal de denúncia independente +60 mil empregados treinados desde 2015 +15 mil fornecedores avaliados desde 2015 11
  • 12. HISTÓRICO DOS ÚLTIMOS PLANOS — PNG 2017-2021 PNG 2018-2022 PNG 2019-2023 1,6 4,1 1,09 3,2 1,06 2,7 3T 20183T 20173T 2016 • Otimização da receita • Eficiência de processos e custos • Redução da dívida • Gestão ativa de portfólio • Remuneração aos acionistas • Meta de rentabilidade • Preços competitivos • Eficiência de opex e capex • Redução da dívida • Parcerias e desinvestimentos • Preços competitivos • Eficiência de opex e capex • Redução da dívida • Parcerias e desinvestimentos • Antecipação de dividendos 12
  • 14. Uma empresa integrada de energia, que evolui com a sociedade, gera alto valor e tem capacidade técnica única NOSSA VISÃO — 14
  • 15. NOSSO PROPÓSITO — Prover a energia que move a sociedade a realizar o seu potencial 15
  • 16. • Respeito à vida, às pessoas e ao meio ambiente • Ética e transparência • Superação e confiança • Orientação ao mercado • Resultados NOSSOS VALORES — 16
  • 17. 17 EXPLORAÇÃO E PRODUÇÃO • Maximizar o valor da Petrobras por meio da gestão ativa do portfolio de E&P • Garantir a sustentabilidade da produção de óleo e gás, priorizando a atuação em águas profundas GÁS NATURAL • Otimizar a posição no segmento de gás natural e energia no Brasil e desenvolver posições no mercado global, por meio de parcerias NOSSAS ESTRATÉGIAS — 17
  • 18. RENOVÁVEIS • Atuar em negócios de energia renovável de forma rentável, com foco em eólica e solar no Brasil REFINO, TRANSPORTE, COMERCIALIZAÇÃO E PETROQUÍMICA • Maximizar o valor da Petrobras por meio de uma gestão ativa do portfólio de refino, logística, comercialização e petroquímica integrados às atividades de produção de óleo e gás nacionais • Sair dos negócios de fertilizantes, distribuição de GLP e das participações e produção de biodiesel e etanol NOSSAS ESTRATÉGIAS — 18
  • 19. ESTRATÉGIAS CORPORATIVAS • Desenvolver as competências críticas e uma cultura de alto desempenho para atender aos novos desafios da companhia • Preparar a Petrobras para um ambiente mais competitivo, apoiando-se na eficiência de custos, escala e transformação digital • Avaliar as parcerias atuais e futuras buscando a integridade e a criação de valor • Fortalecer a credibilidade, o orgulho e a reputação da Petrobras junto aos nossos públicos de interesse NOSSAS ESTRATÉGIAS — 19
  • 21. MÉTRICAS DE TOPO — SEGURANÇA TAR Taxa de acidentados registráveis ABAIXO DE 1 em 2019 REDUÇÃO DA DÍVIDA DL/EBITDA Dívida líquida/Ebitda ajustado ABAIXO DE 1,5 em 2020 RENTABILIDADE ROCE Retorno sobre o capital empregado ACIMA DE 11% em 2020 21
  • 22. PREMISSAS DO PNG — Faixa dos previsores 22 Preços do Brent (US$/barril) Taxa de câmbio nominal (R$/US$) 57 47 57 74 66 67 72 75 75 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022 2023 3,3 3,5 3,2 3,6 3,6 3,6 3,7 3,7 3,8 2015 2016 2017 2018 2019 2020 2021 2022 2023 Intervalo Focus (30/11/2018)
  • 23. FORÇA PARA EVOLUIR Expansão alavancando competências e habilidades do núcleo US$ 5 bi US$ 0,3 bi CAPEX US$ 5,3 biPETROQUÍMICA MOTORES DE GERAÇÃO DE VALOR — MOVIMENTO PARA O FUTURO Construção de outro motor para perpetuar equação de crescimento US$ 0,4 bi CAPEX US$ 0,4 biEÓLICA, SOLAR E BIOCOMBUSTÍVEIS CAPEX US$ 78,4 bi FORÇA MOTRIZ Elemento central de competitividade, com liderança setorial clara US$ 68,8 bi US$ 8,2 bi REFINO, TRANSPORTE E COMERCIALIZAÇÃO E&P 23 GÁS E ENERGIA CAPEX TOTAL US$ 84,1 biINVESTIMENTO TOTAL DO PNG 2019-2023 US$ 84,1 bi ( Inclui US$ 1,4 bi de investimentos do corporativo)
  • 25. INVESTIMENTOS DO E&P — INVESTIMENTOS EM E&P 2019 – 2023 US$ bilhões 25
  • 26. 2,1 2,3 -0,1 2,7 CURVA DE PRODUÇÃO CRESCENTE — ÓLEO + GÁS EXTERIOR GÁS BRASIL ÓLEO BRASIL DESINVESTIMENTO 26 2019 2020 2021 2022 20232018 BERBIGÃO P-68 BÚZIOS 3 P-76 BÚZIOS 4 P-77 MERO 1 SÉPIA BÚZIOS 5 ATAPU 1 P-70 INTEGRADO PQ. DAS BALEIAS MERO 2 REVITALIZAÇÃO MARLIM 1 SERGIPE ÁGUAS PROFUNDAS ITAPU REVITALIZAÇÃO MARLIM 2 milhõesboed BÚZIOS 1 P-74 LULA EXTREMO SUL P-69 BÚZIOS 2 P-75 LULA NORTE P-67 TARTARUGA VERDE Contratada A contratar 2,8 +10%    
  • 27. VALOR DO E&P — • 13 novos sistemas de produção • Revitalização da Bacia de Campos • Custo de extração do pré-sal a <7 US$/boe • Custo de extração <10 US$/boe a partir de 2020 AUMENTO DA RECEITA GESTÃO ATIVA DO PORTFÓLIO EFICIÊNCIA DE CUSTOS ROCE ACIMA DE 11% A PARTIR DE 2020 RISCO RETORNO • Investimentos em campos com rentabilidade superior e parcerias estratégicas 2019 11% 2020 >11% 27
  • 28. ROBUSTO PORTFOLIO EXPLORATÓRIO — Camumu, Almada & Jequitinhonha Ceará Potiguar Espírito Santo Sergipe & Alagoas Mar Terra Pelotas Barreirinhas Santos CamposParaná Parnaíba Acre Foz do Amazonas Pará- Maranhão Margem Equatorial • 21 blocos contratados • 136 blocos exploratórios Colômbia 6,8 10,8 PNG 2018-2022 PNG 2019-2023 AUMENTO DO INVESTIMENTO EXPLORATÓRIO US$ Bilhões 59% 28 Recôncavo
  • 29. PRINCIPAIS PROJETOS DE E&P — Capex total de US$ 20,5 bilhões Parceria estratégica com a Equinor em Roncador e novos projetos garantem a sustentabilidade da produção BACIA DE CAMPOS 29 CAMPOS COM COMERCIALIDADE DECLARADA NO PRÉ-SAL Contratada A contratar Capex de US$ 9 bilhões BÚZIOS Capex de US$ 3,5 bilhões MERO Capex de US$ 2,7 bilhões ATAPU Capex de US$ 1,7 bilhão BERBIGÃO/SURURU Capex de US$ 4,6 bilhões LULA / CERNAMBI 8 1 1 1 1 2 2 1 1 OBS: CAPEX 2019-2023 refere-se à participação Petrobras
  • 30. REFINO, GÁS NATURAL E RENOVÁVEIS 30
  • 31. INVESTIMENTOS DO RGN — 13,9 US$ bilhões 61% 36% 3% Gás Natural e Energia Renováveis INVESTIMENTOS EM RGN 2019 – 2023 US$ bilhões Refino, Transporte, Comercialização, Petroquímica e Distribuição 31
  • 32. 2,3 MMbpd em 2017 REPOSICIONAMENTO EM REFINOV — Sétimo maior consumidor de derivados de petróleo do mundo Tendência de crescimento, ao contrário de mercados mais maduros 99% 60% 1% 1% 2018 Modelo Proposto Outros Cluster Sul Cluster Nordeste Petrobras CAPACIDADE DE REFINO* NO BRASILCONDIÇÕES PRIVILEGIADAS PARA A INDÚSTRIA DE REFINO NO BRASIL +1,5% ao ano até 2023 32 *Refinaria do Comperj em estudo de viabilidade, em parceria com a CNPC
  • 33. AUMENTO DA CAPACIDADE DE TRATAMENTO RNEST + 160 mil bpd TRATAMENTO + 98 mil bpd PRINCIPAIS PROJETOS DE REFINO — Investimento de US$ 1,3 bilhão Projetos para atender mercado de Diesel S-10 33 1º TREM - Conclusão da unidade de redução de emissões atmosféricas (SNOX) e ampliação do processamento 2º TREM - Conclusão da nova unidade RNEST
  • 34. SP RJ ROTA 1 ROTA 3 em execução UTG SERGIPE PRINCIPAIS PROJETOS DE GÁS NATURAL — Investimento de US$ 3,7 bilhões UPGN, Gasoduto Rota 3 e Dutos Norte para aumentar o escoamento e processamento de gás do pré-sal Adequação da UTGCA para processar o gás do pré-sal Viabilizar escoamento e processamento de gás dos campos de águas profundas de Sergipe/Alagoas 34 SE
  • 35. DESENVOLVER POSIÇÃO NO MERCADO GLOBAL DE GÁS NATURAL — • 3 TERMINAIS DE RECEBIMENTO DE GNL • MERCADO IMPORTADOR E CONCENTRADO NO BRASIL • ATUAÇÃO EM TRADING SPOT E DE CURTO PRAZO • DESENVOLVIMENTO DE MERCADOS GLOBAIS • BUSCA POR SUPRIMENTO COMPETITIVO E DE LONGO PRAZO • AUMENTO DA ATIVIDADE DE OTIMIZAÇÃO/TRADING DO PRODUTO ATUAL FUTURO 35
  • 36. PRINCIPAIS PROJETOS EM RENOVÁVEIS — • Participação em leilões de energia solar • Entrada gradual no mercado de geração solar distribuída • Projetos em Eólica Offshore para a próxima década • Produção de BioQAV e GreenDiesel em plantas integradas às refinarias • Parcerias com Total e Equinor em andamento 36
  • 37. Perspectiva de 8% de redução das emissões da cadeia de valor** 37 HORIZONTE 2040 METAS E AMBIÇÕES DA PETROBRAS PARA EMISSÕES — 2015 2017 META 2025 AMBIÇÃO 2025 Intensidade E&P kgCO2e/boe Intensidade Refino kgCO2e/t CWT NOSSAS METAS 22 21 16 15 13 43 43 37 36 34 CWT = Complex Weighted Tonne Mesmo com aumento da produção nos comprometemos com crescimento ZERO das emissões absolutas operacionais* ** Escopo 1, 2 e 3 2023 * Crescimento zero em 2025 tendo como base 2015 = emissões absolutas de 78 milhões de toneladas de CO2e. -32% -16%
  • 38. FONTES E USOS — 84,1 39 20 114,2 2,0 26,9 FONTES USOS FONTES E USOS 2019 – 2023 US$ bilhões TOTAL 143,1 143,1 Desinvestimentos orientados pela gestão ativa de portfólio Sem novas captações líquidas em 2019-2023 PARCERIAS E DESINVESTIMENTOS USO DO CAIXA 38 GESTÃO ATIVA DE PORTFÓLIO USO DO CAIXA GERAÇÃO DE CAIXA PÓS DIVIDENDOS, IMPOSTOS E CONTINGÊNCIAS DESPESAS FINANCEIRAS AMORTIZAÇÕES INVESTIMENTOS
  • 39. PARCERIAS E DESINVESTIMENTOS — Braskem: Aguardando a oferta final da LyondellBasell para avaliação do exercício do direito de tag along FASE VINCULANTE TEASER E FASE NÃO VINCULANTE AGUARDANDO CONTINUIDADE • TAG • PARCERIAS EM REFINO • UFN-III • ARAUCÁRIA NITROGENADOS • CAMPOS TERRESTRES (POLO LAGOA PARDA) • BSBIOS • CAMPOS DE ÁGUAS RASAS (RN) • CAMPO BAÚNA • CAMPO TARTARUGA VERDE E MÓDULO 3 DE ESPADARTE (50%) • SERGIPE ALAGOAS – ÁGUAS PROFUNDAS • REFINARIA DE PASADENA • CAMPOS DE ÁGUAS RASAS (RJ, SP, CE E SE) • CAMPOS TERRESTRES • CAMPOS PIRANEMA E PIRANEMA SUL (SE) • CAMPO DE MAROMBA (RJ) 39
  • 40. RISCOS AO NOSSO NEGÓCIO — PRINCIPAIS AÇÕES DE MITIGAÇÃO RISCOS NO HORIZONTE DO PNG 2019 - 2023 • Monitoramento contínuo dos principais riscos de implantação • Articulação com órgãos reguladores (ANP, IBAMA ...) GRANDES PROJETOS POLÍTICA COMERCIAL • Monitoramento de margem e market- share • Preços alinhados com o mercado internacional • Estratégia de hedge CONTENCIOSO JURÍDICO • Avaliação contínua de risco do contencioso CONTINUIDADE OPERACIONAL • Plano de continuidade para ativos críticos • Plano de inspeção integrado de ativos PARCERIAS E DESINVESTIMENTOS • Gestão ativa do portfólio • Compartilhamento de riscos 40
  • 41. TRANSFORMAÇÃO CULTURAL — Gestão de pessoas movida pela transformação cultural • Maior foco em eficácia e valor aos negócios • Capacitação dos empregados para atender aos novos desafios de negócio • Mérito como base no reconhecimento • Estímulo a autonomia, flexibilidade e qualidade no ambiente de trabalho • Fortalecimento dos processos de atração, movimentação, desenvolvimento, retenção e sucessão • Incorporação da visão da transformação digital no dia a dia do empregado 41
  • 42. • Gestão de contratos de parcerias e partilha • Gestão ativa de portfolio • Desafios tecnológicos • Descomissionamento de ativos E&P • Prospecção de inovações tecnológicas • Gestão de grandes projetos • Descomissionamento de poços e sistemas submarinos DP&T • Cultura de serviços • Atendimento de pessoas • Desenvolvimento de líderes e especialistas • Relacionamento com stakeholders ÁREAS CORPORATIVAS • Ampliação da atuação em trading • Gestão ativa de portfolio • Desenvolvimento de novos negócios • Desenvolvimento de competências para o mercado global de gás RGN COMPETÊNCIAS CRÍTICAS TRANSVERSAIS • Gestão e liderança • Tecnologia e transformação digital • Desenvolvimento de atuação internacional • Negociação COMPETÊNCIAS CRÍTICAS MAPEADAS NO PNG 2019-2023 E PE 2040 — 42
  • 43. CONTRIBUIÇÃO PARA O INVESTIDOR — • Meta de rentabilidade  ROCE • Alocação eficiente dos investimentos • Aprovação de projetos com cenários de robustez • Alavancagem ótima  25% • Manutenção da política de remuneração aos acionistas. Eventual alteração da distribuição, considerando a redução dos indicadores de endividamento e novas oportunidades de investimentos DISCIPLINA DE CAPITAL DISCIPLINA DE CAPITAL 43
  • 44. CONTRIBUIÇÃO ESTIMADA PARA A SOCIEDADE — • R$ 600 bi em tributos federais, estaduais e municipais • R$ 13 bi em investimentos em P&D, com metade desse valor em universidades brasileiras • R$ 6 bi em projetos sociais e ambientais em todo país • Criação de cerca de 450 mil postos de trabalho no país 44
  • 45. 45 O desafio é descobrir hoje o que importará para a Petrobras amanhã e preparar a companhia para o futuro que está se desenvolvendo agora 45