SlideShare uma empresa Scribd logo
2
Avisos
Estas apresentações podem conter previsões acerca de
eventos futuros. Tais previsões refletem apenas
expectativas dos administradores da Companhia sobre
condições futuras da economia, além do setor de atuação,
do desempenho e dos resultados financeiros da Companhia,
dentre outros. Os termos “antecipa", "acredita", "espera",
"prevê", "pretende", "planeja", "projeta", "objetiva",
"deverá", bem como outros termos similares, visam a
identificar tais previsões, as quais, evidentemente,
envolvem riscos e incertezas previstos ou não pela
Companhia e, consequentemente, não são garantias de
resultados futuros da Companhia. Portanto, os resultados
futuros das operações da Companhia podem diferir das
atuais expectativas, e o leitor não deve se basear
exclusivamente nas informações aqui contidas. A Companhia
não se obriga a atualizar as apresentações e previsões à luz
de novas informações ou de seus desdobramentos futuros.
Os valores informados para 2017 em diante são estimativas
ou metas.
A SEC somente permite que as companhias de óleo e gás
incluam em seus relatórios arquivados reservas provadas
que a Companhia tenha comprovado por produção ou testes
de formação conclusivos que sejam viáveis econômica e
legalmente nas condições econômicas e operacionais
vigentes. Utilizamos alguns termos nesta apresentação, tais
como descobertas, que as orientações da SEC nos proíbem
de usar em nossos relatórios arquivados.
Aviso aos Investidores Norte-Americanos:
Adicionalmente, esta apresentação contém alguns
indicadores financeiros que não são reconhecidos pelo BR
GAAP ou IFRS. Esses indicadores não possuem significados
padronizados e podem não ser comparáveis a indicadores
com descrição similar utilizados por outras companhias. Nós
fornecemos estes indicadores porque os utilizamos como
medidas de performance da companhia; eles não devem ser
considerados de forma isolada ou como substituto para
outras métricas financeiras que tenham sido divulgadas em
acordo com o BR GAAP ou IFRS.
3
Contexto externo
98,88
52,31
44,11
53,07
2014 2015 2016 2017*
Brent (Média Anual – Nominal)
* Média até 18/5/2017Fonte: Bloomberg
US$/barril
1,5
2
1,3
1,8
1,2
0,1
-0,2
0,5
-0,2
87
89
91
93
95
97
99
1T15 2T15 3T15 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17
Excesso de Oferta Oferta de Óleo Demanda de Óleo
Equilíbrio na Oferta e Demanda de Petróleo
Fonte: International Energy Agency – April/2017 Oil Market Report
Milhõesbpd
4
Ambiente regulatório
Modelo Antigo Novo Modelo
Petrobras operadora única do Pré-Sal
Alto índice de conteúdo local
Rodadas sem calendário definido
Direito de preferência no Pré-Sal
Aperfeiçoamento da política de conteúdo local
Previsibilidade das rodadas de licitação
Programa Gás Para Crescer
Programa Combustível Brasil
5
2017
14ª Rodada Concessão
2018 2019
15ª Rodada
Concessão
16ª Rodada
Concessão
4ª Rodada
Partilha
5ª Rodada
Partilha
5ª Rodada
Acumulações
Marginais
6ª Rodada
Acumulações
Marginais
Recôncavo
Potiguar
Espírito
Santo
Sergipe &
Alagoas
Santos
Campos
Parnaíba
Paraná
Pelotas
5 bacias marítimas
6 bacias terrestres
Maior previsibilidade das rodadas da ANP
4ª Rodada
Ac. Marginais
Potiguar
Espírito
Santo
Recôncavo
9 áreas em
3 bacias
terrestres
2ª Rodada Partilha
(Unitização)
3ª Rodada Partilha
SAPINHOÁ
CARCARÁ
GATO DO MATO
TARTARUGA VERDE
Alto de Cabo Frio Oeste
Alto de Cabo Frio Central
Áreas Unitizáveis
Áreas Exploratórias
Pau-Brasil
Peroba
6
Direito de preferência nos leilões de partilha
Manifestação Direito de Preferência
(30 Dias Após publicação de Resolução CNPE )
NÃO SIM
7
NÃO
Participação na licitação com igualdade de
condições em relação às outras empresas
Direito de preferência nos leilões de partilha
8
SIM
Arrematado pela
Petrobras com 100%
ou em consórcio
Arrematado por
terceiro com
excedente em óleo
igual ao mínimo
Arrematado por
terceiro com
excedente em óleo
superior ao mínimo
Petrobras faz parte
do consórcio
vencedor
Petrobras faz parte do
consórcio vencedor de
forma obrigatória
Direito de preferência nos leilões de partilha
9
SIM
Arrematado pela
Petrobras com 100%
ou em consórcio
Arrematado por
terceiro com
excedente em óleo
igual ao mínimo
Arrematado por
terceiro com
excedente em óleo
superior ao mínimo
Petrobras faz parte
do consórcio
vencedor
Petrobras faz parte do
consórcio vencedor de
forma obrigatória
Petrobras
confirma ou não
se faz parte do
consórcio
SIM
NÃO
Petrobras faz parte do
consórcio como operador
com o percentual
aprovado pelo CNPE
Proposta vencedora
prevalece conforme
apresentada
Direito de preferência nos leilões de partilha
10
Entorno de Sapinhoá Peroba Alto de Cabo Frio Central
Rodada 2 Rodada 3
BACIA DE SANTOS – São Paulo
DISTÂNCIA DA COSTA: 330 km
LÂMINA D’ÁGUA: >2.000 metros
BACIA DE SANTOS – São Paulo/Rio de Janeiro
DISTÂNCIA DA COSTA: 370 km da costa e 50
km a sul de Lula
LÂMINA D’ÁGUA: >2.200 metros
BACIA DE SANTOS – Rio de Janeiro
DISTÂNCIA DA COSTA: 150 Km da
costa,130 km a NW de Libra
LÂMINA D’ÁGUA: 1.600 a 2.900 metros
Manifestação de direito de preferência – Rodadas 2 e 3 de Partilha
11
NOSSA VISÃO
Uma empresa integrada de energia com foco em óleo e gás que evolui
com a sociedade, gera alto valor e tem capacidade técnica única
12
Já estamos
abaixo do limite
aceitável do ano
Redução de
36%
da Taxa de Acidentados
Registráveis (TAR*)
PARA
1,4
em 2018
DE
2,2
em 2015
1,2
no 1T17
* TAR = Taxa de Acidentados Registráveis por milhão de homens-hora
Redução consistente da taxa de acidentados registráveis
2,0
1,4
1,6
1,7
1,9
1,9
1,6
1,9
1,4
1,3
1,2
1,4
1,1
1,2
1,4
0,9
jan-16 fev-16 mar-16 abr-16 mai-16 jun-16 jul-16 ago-16 set-16 out-16 nov-16 dez-16 jan-17 fev-17 mar-17 abr-17
13
Estamos
caminhando
para a meta
Redução da
ALAVANCAGEM
Dívida Líquida/EBITDA
PARA
2,5
até 2018
DE
5,1
em 2015
3,2
no 1T17
* TAR = Taxa de Acidentados Registráveis por milhão de homens-hora
** Dados atualizados para 2015
Eficiência em CAPEX
Eficiência em OPEX
Parcerias e
Desinvestimentos
Preços Competitivos
Alavancagem convergindo para a meta
4,9
4,6
5,4
5,1
4,8
4,3
3,9
3,5
3,2
1T15 2T15 3T15 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17
Clique para editar o texto mestre
Clique para editar o título
mestre
PRINCIPAIS PROJETOS
—
E&P
15
LEGENDA
CONCESSÃO
PARTILHA
CESSÃO ONEROSA
2017 2018 2019 2020 2021
TARTARUGA
VERDE E MESTIÇA
LULA NORTE
LULA SUL
TLD DE LIBRA
BÚZIOS 2
BÚZIOS 1
BÚZIOS 3
BÚZIOS 4 BÚZIOS 5
PILOTO LIBRA
REVIT. DE MARLIM
MÓD. 1
REVIT. DE MARLIM
MÓD. 2
LIBRA 2 NW
ITAPU
INTEGRADO PARQUE
DAS BALEIAS
BERBIGÃO
LULA EXT. SUL
ATAPU 1
SÉPIA
Cronograma de entrada dos projetos de E&P 2017 – 2021
Obs: Em amarelo, projetos na Bacia de Campos.
Em branco, projetos na Bacia de Santos.
Contratados
Em processo de
contratação
A contratar
16
Principais projetos de E&P em 2017
PIONEIRO DE LIBRA P-67
CIDADE DE CAMPOS
DOS GOYTACAZES
Tart. Verde e Mestiça
Estaleiro Brasfels
Lula Norte
Estaleiro COOEC
P-66 Lula Sul
Início da produção em 17/05/2017
TLD de Libra
Na locação
Produção atual de 27 mil bpd
17
P-67 (Projeto Lula Norte) - 1º Óleo 4T17
Estaleiro COOEC, China
Realização Física No de Poços
97% 6
18
P-68 (Projeto Berbigão/Sururu) - 1º Óleo 2018
Estaleiro Jurong Aracruz, ES
Realização Física No de Poços
83% 3
19
P-69 (Projeto Lula Extremo Sul) - 1º Óleo 2018
Chegada do casco no BrasFels, RJ
Realização Física No de Poços
89% 6
20
P-74 (Projeto Búzios 1) - 1º Óleo 2018
Estaleiro EBR, São José do Norte, RS
Realização Física No de Poços
93% 2
21
P-75 (Projeto Búzios 2) - 1º Óleo 2018
Estaleiro COSCO, China
Realização Física No de Poços
87% 1
22
P-76 (Projeto Búzios 3) - 1º Óleo 2018
Estaleiro Unidade Offshore Techint, PR
Realização Física No de Poços
90% 1
23
P-70 (Projeto Atapu 1) - 1º Óleo 2019
Estaleiro COSCO, China
Realização Física No de Poços
78% 1
24
P-77 (Projeto Búzios 4) - 1º Óleo 2019
Estaleiro COSCO, China
Realização Física No de Poços
85% 1
25
Produção de óleo e gás
2017 2021
Óleo + LGN Brasil
Óleo + gás internacional
2,52
3,34
2,07
2,77
Gás natural Brasil
2,62
3,41
Produção de Óleo, LGN e Gás
(milhão boed)
26
Distribuição %
do investimento
Poços
35%
UEP
35%
Subsea
30%
Somos pioneiros na construção de poços
no Pré-sal e, após 7 anos de
desenvolvimento tecnológico, já
construímos poços 3 vezes mais rápido.
Desde 2010, colocamos em produção, em
média, uma nova grande unidade do Pré-
sal a cada sete meses.
Custos de sistemas submarinos 8%
menores que o benchmark da indústria*.
Grandes volumes, contratos de longo prazo
e padronização em árvores de natal
molhadas e linhas oferecem os custos mais
competitivos do setor.
Nossas vantagens
competitivas
* Fonte: IPA (Independent Project Analysis)
Projeto típico do Pré-sal
27
Otimizações nos investimentos e maior produtividade
16
14
20
17
Planejado Revisto
Capex 2017 (US$ bi)
E&P
Demais
Segmentos
• Renegociações
contratuais
• Revisão do cronograma
de poços, considerando
otimização nos projetos
• Maior produção
no Parque das Baleias
(P-58)
Meta de
produção
mantida
2,62
MMboed
28
Redução do
break-even
da área em
US$13/bbl
• Redução de 20% na
duração da fase de
avaliação dos poços
exploratórios
• Projeto simplificado
de completação
inteligente
• Aumento do fator de
recuperação
• Envolvimento das
companhias
fornecedoras
LIBRA@35
Colaboração entre os parceiros possibilitou redução no preço de equilíbrio
29
Número de Empregados
do Sistema
Gastos Operacionais
Gerenciáveis (GOG)
R$Bilhão
78.470
68.829 65.169
2015 2016 1T17
93 87
21 22 18
1 2 3
Padronização
técnica
Redução de pessoal
próprio (PIDV) e de
terceiros
Racionalização de
intervenções em
poços
Reorganização dos
processos
Renegociação de
contratos: redução
da frota e taxas
diárias
Reestruturação
organizacional
(corte de funções
gerenciais)
Racionalização dos
custos
administrativos
Aumento da
eficiência da frota
e dutos/terminais
Redução dos gastos operacionais gerenciáveis
2015 1T15 2016 1T16 1T17
30
Petroquímica
Biocombustíveis
Gasodutos
Distribuidoras
Ativos no Exterior
Parcerias Estratégicas
Alcançamos US$ 13,6 bilhões em 2015-16 e estamos comprometidos com a meta de 2017-18
13,6
21,0
2015-2016 2017-2018
Parcerias
Estratégicas:
Programa de parcerias e desinvestimentos
31
A Petrobras também está interessada em encontrar parceiros para suas atividades de downstream,
mantendo a sua estratégia de cadeia de suprimentos integrada
• O Brasil é sexto maior mercado de consumo de petróleo mundial
• Posição vendedora em petróleo cru e compradora em produtos de refino, longe dos principais mercados
Posição geográfica privilegiada para spreads
Derivados
Petróleo
0,5
3,0
3,5
0,0
5,0
4,5
4,0
2040203620322028202420202016
Consumo anual de combustíveis* no Brasil
*Inclui derivados de petróleo, gás natural e biocombustíveis
Fonte: EIA International Energy Outlook 2016
Milhõesbpd
Parcerias em refino no Brasil
32
• A Sistemática revisada de desinvestimentos conta com o aval do Tribunal de Contas da União (TCU)
• Cada projeto será objeto de divulgação ao mercado em seus principais marcos
Processo de desinvestimentos e divulgação ao mercado
FASE 1
ESTRUTURAÇÃO
PROCEDIMENTO DE DESINVESTIMENTO
FASE 2
DESENVOLVIMENTO DO PROJETO
FASE 3
FECHAMENTO
DEFINIÇÃO
DA CARTEIRA
PREPARAÇÃO E
ESTRUTURAÇÃO
APROVAÇÕES
EXTERNAS
E FECHAMENTO
CRITÉRIOS DE
SELEÇÃO E
PASSAGEM DE
FASE
TEASER E
ACORDO DE
CONFIDENCIALIDADE
PROPOSTAS
NÃO
VINCULANTES
DUE
DILIGENCE E
PROPOSTAS
VINCULANTES
NEGOCIAÇÃO E
APROVAÇÕES
INTERNAS
TEASER
INÍCIO DA
FASE NÃO
VINCULANTE
INÍCIO DA FASE
VINCULANTE
ASSINATURA FECHAMENTODIVULGAÇÃO AO
MERCADO
33
Melhora consistente dos resultados
EBITDA Ajustado
R$ Bilhões
50
57 60 59 62 53
63 59
77
89
25
2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 1T17
Margem EBITDA Ajustado
%
Fluxo de Caixa Livre
R$ Bilhões
29
27
33
28
25
19 21
18
24
31
37
2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 1T17
-3,3 -3,5
-18,9
-26,9
-13,1
-25,7
-41,8
-19,6
15,9
41,6
13,4
2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 1T17
Brent
US$/barril
73 99 63 80 111 112 109 99 52 44 55
34
Petrobras vs. Peers em 2016
Fonte: Evaluate Energy
0 0,5 1 1,5 2 2,5 3 3,5 4 4,5
ExxonMobil
Total
BP
Chevron
Shell
Dívida Líquida/EBITDA
0 5 10 15 20 25 30 35 40
BP
Chevron
Total
Shell
ExxonMobil
Petrobras
EBITDA (US$ Bi)
0 5 10 15 20 25 30 35
BP
Shell
Total
Chevron
ExxonMobil
Petrobras
Margem EBITDA (%)
-10 -5 0 5 10 15
Chevron
BP
Total
Shell
ExxonMobil
Petrobras
Fluxo de Caixa Livre (US$ Bi)
Petrobras
Valor divulgado nas Demonstrações Financeiras em R$
Petrobras
Petrobras Petrobras
35
Gestão ativa da dívida permitiu o alongamento dos vencimentos
5,9
Janeiro 2017
Emissão de US$ 18 bilhões e recompra de US$ 17 bilhões em títulos ajudaram a reduzir o custo da dívida e
estender os prazos de amortização
6,8
Emissão
6,3
TenderBookbuilding
19,0
Maio 2016
3,0 3,0
7,0
Julho 2016
4,0
19,0
Maio 2017
Emissão TenderBookbuilding Emissão TenderBookbuilding
4,0
20,0
Emissão Make-Whole*Bookbuilding
1,8
*A liquidação do make-whole deverá ocorrer no dia 22 de junho
US$ Bilhões
Calendário de amortização da dívida
10,9
18,9
2020
13,7
15,4
2019
16,3
22,7
2018
9,2
16,2
2021
Posição em 31/12/2015
Posição em 02/06/2017
36
Principais riscos
Riscos
Operacionais
Riscos de
Negócio
Riscos
Estratégicos
Gestão integrada e proativa de riscos é fundamental para a entrega de resultados
de maneira segura e sustentável.
Riscos
Riscos
Financeiros
$
Riscos de
Conformidade
 Acidentes
 Falhas ou atrasos
por parte dos
fornecedores
 Greves ou
paralisações
 Volatilidade do preço
do petróleo e taxa
de câmbio
 Reposição de
reservas
 Atrasos em
licenciamentos
 Instabilidades política
e regulatória
 Execução dos
desinvestimentos
 Mudanças na
sociedade mais
rápidas do que o
previsto
 Incapacidade de servir a
dívida
 Obrigações do plano de
pensão
 Risco de crédito de
clientes/inadimplência
 Litígios e arbitragens
(tributário/trabalhista,
class action, DoJ, SEC)
 Comportamentos
incompatíveis
com ética e
conformidade
Clique para editar o texto mestre
Clique para editar o título
mestre
Relatório de
Sustentabilidade 2016
RELACIONAMENTO
COM PÚBLICOS
DE INTERESSE
Clique para editar o texto mestre
Clique para editar o título
mestre
NOSSOS
RECURSOS...
APLICADOS AOS
NOSSOS PROCESSOS...
RESULTAM
EM PRODUTOS...
E POTENCIAIS
IMPACTOS...
...E TENDO IDENTIFICADO, ACOMPANHADO E MITIGADO
OS RISCOS DO NEGÓCIO, GERAM VALOR para:
Modelo de Negócios
39
Meio ambiente e mudança do clima
INICIATIVAS DE MITIGAÇÃO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA (GEE) (MM tCO2e)
Plataformas offshore de E&P :
Otimização, aproveitamento do gás e
redução da queima nas operações de E&P
Refinarias:
Aumento da eficiência energética nas
operações do Refino
Plantas Termelétricas:
Cogeração, integração energética e
fechamento de ciclos
Emissões de GEE
E&P, Termelétricas e Refinarias
40
Indicadores de meio ambiente
VAZO (M3)*
Vazamento de Óleo e Derivados
69,5 71,6
51,9
1,25
2014 2015 2016 1T17
-28%
-25%
* VAZO = volume vazado de petróleo ou derivados > 1 barril que atingiu o meio ambiente
GEE (MM t CO2 e)
Gases de Efeito Estufa
81,4 78,1
66,5
14,8
2014 2015 2016 1T17
-15%
-18%
41
Meio ambiente e mudança do clima
GERENCIAMENTO DE CO2 NO PRÉ-SAL
Separação de CO2 por membranas de permeação seletiva
Primeiro uso de WAG (Water Alternating Gas) em águas
profundas
Reinjeção pioneira em águas profundas e em escala industrial
(2.200m)
• 4,5 milhões de toneladas de CO2 reinjetados desde 2010
• 1,6 milhões de toneladas de CO2 reinjetados em 2016
• Campos de Lula e Sapinhoá
TECNOLOGIAS-CHAVE (OTC 2015)
42
10
membros
7: controlador
2: minoritários
1: empregados
100%
independentes
25% é o mínimo exigido
no Estatuto Social
Requisitos e vedações para a
indicação para CA, DE, CF e
executivos da alta
administração
CEO ≠ Chairman
Mandato de 2 anos
Máximo 3 reconduções
BCI para todos executivos
Avaliação de integridade dos
indicados para todos os
membros da alta
administração
Comitê de Elegibilidade
verifica conformidade das
indicações
Plano de Sucessão dos
Diretores Executivos
Política
BCI
Seleção de ExecutivosComposição do Conselho
de Administração
Estatuto
Social
Avaliação de desempenho
por consultoria
independente
Fortalecimento da governança corporativa na Petrobras
43
Implantação do Canal de Denúncias
independente com garantia de
anonimato:
contatoseguro.com.br/petrobras
Processo de Due Diligence de
Integridade no
cadastramento e seleção de
fornecedores e contrapartes
Adesão ao Código de Ética e
treinamento permanente da força
de trabalho
6 Comitês de assessoramento ao
CA, compostos por conselheiros
Comitê de Minoritários para
avaliar transações relevantes
entre a Petrobras e suas partes
relacionadas
Comitês Estatutários para
reforçar compromisso e
responsabilização dos Gerentes
Executivos no processo decisório
Implementação do processo de
autorização compartilhada para
decisões materiais
Ética e TransparênciaProcesso Decisório
Fortalecimento da governança corporativa na Petrobras
Reformulação do portal da
transparência:
transparencia.petrobras.com.br
Obrigado!
Informações:
Relacionamento com Investidores
+55 21 3224-1510
petroinvest@petrobras.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Webcast 2T15
Webcast 2T15Webcast 2T15
Webcast 2T15
Petrobras
 
Visão Geral da Petrobras
Visão Geral da PetrobrasVisão Geral da Petrobras
Visão Geral da Petrobras
Petrobras
 
Plano Estratégico 2040 || Plano de Negócios e Gestão 2019-2023
Plano Estratégico 2040 || Plano de Negócios e Gestão 2019-2023Plano Estratégico 2040 || Plano de Negócios e Gestão 2019-2023
Plano Estratégico 2040 || Plano de Negócios e Gestão 2019-2023
Petrobras
 
"Plano de Negócios 2007-2011" FIRJAN
"Plano de Negócios 2007-2011"  FIRJAN"Plano de Negócios 2007-2011"  FIRJAN
"Plano de Negócios 2007-2011" FIRJAN
Petrobras
 
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Petrobras
 
Bpm day v1 petrobras
Bpm day v1 petrobrasBpm day v1 petrobras
Bpm day v1 petrobras
DC-DinsmoreCompass
 
Sustentabilidade 2017
Sustentabilidade 2017Sustentabilidade 2017
Sustentabilidade 2017
Petrobras
 
Webcast 1T16
Webcast 1T16Webcast 1T16
Webcast 1T16
Petrobras
 
Fato Relevante: Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão...
Fato Relevante: Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão...Fato Relevante: Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão...
Fato Relevante: Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão...
Petrobras
 
Webcast 4T15
Webcast 4T15Webcast 4T15
Webcast 4T15
Petrobras
 
Webcast 1T15
Webcast 1T15Webcast 1T15
Webcast 1T15
Petrobras
 
Plano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensa
Plano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensaPlano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensa
Plano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensa
Petrobras
 
Panorama 2013
Panorama 2013Panorama 2013
Panorama 2013
Petrobras
 
Estratégia de Negócio - Petrobras
Estratégia de Negócio - PetrobrasEstratégia de Negócio - Petrobras
Estratégia de Negócio - Petrobras
diogom1603
 
Webcast 3 t14-nao-revisado-portugues
Webcast 3 t14-nao-revisado-portuguesWebcast 3 t14-nao-revisado-portugues
Webcast 3 t14-nao-revisado-portugues
Petrobras
 
Webcast sobre o 1º trimestre de 2013
Webcast sobre o 1º trimestre de 2013Webcast sobre o 1º trimestre de 2013
Webcast sobre o 1º trimestre de 2013
Petrobras
 
Webcast 3T13
Webcast 3T13Webcast 3T13
Webcast 3T13
Petrobras
 
Webcast sobre Resultados do 4º trimestre e exercício de 2013
Webcast sobre Resultados do 4º trimestre e exercício de 2013Webcast sobre Resultados do 4º trimestre e exercício de 2013
Webcast sobre Resultados do 4º trimestre e exercício de 2013
Petrobras
 
Plano de Negócios e Gestão 2015-2019
Plano de Negócios e Gestão 2015-2019Plano de Negócios e Gestão 2015-2019
Plano de Negócios e Gestão 2015-2019
Petrobras
 

Mais procurados (19)

Webcast 2T15
Webcast 2T15Webcast 2T15
Webcast 2T15
 
Visão Geral da Petrobras
Visão Geral da PetrobrasVisão Geral da Petrobras
Visão Geral da Petrobras
 
Plano Estratégico 2040 || Plano de Negócios e Gestão 2019-2023
Plano Estratégico 2040 || Plano de Negócios e Gestão 2019-2023Plano Estratégico 2040 || Plano de Negócios e Gestão 2019-2023
Plano Estratégico 2040 || Plano de Negócios e Gestão 2019-2023
 
"Plano de Negócios 2007-2011" FIRJAN
"Plano de Negócios 2007-2011"  FIRJAN"Plano de Negócios 2007-2011"  FIRJAN
"Plano de Negócios 2007-2011" FIRJAN
 
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
Apresentação Investor Day, São Paulo, 2018
 
Bpm day v1 petrobras
Bpm day v1 petrobrasBpm day v1 petrobras
Bpm day v1 petrobras
 
Sustentabilidade 2017
Sustentabilidade 2017Sustentabilidade 2017
Sustentabilidade 2017
 
Webcast 1T16
Webcast 1T16Webcast 1T16
Webcast 1T16
 
Fato Relevante: Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão...
Fato Relevante: Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão...Fato Relevante: Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão...
Fato Relevante: Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão...
 
Webcast 4T15
Webcast 4T15Webcast 4T15
Webcast 4T15
 
Webcast 1T15
Webcast 1T15Webcast 1T15
Webcast 1T15
 
Plano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensa
Plano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensaPlano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensa
Plano de Negocios-e-gestao-2015-2019-apresentacao-a-imprensa
 
Panorama 2013
Panorama 2013Panorama 2013
Panorama 2013
 
Estratégia de Negócio - Petrobras
Estratégia de Negócio - PetrobrasEstratégia de Negócio - Petrobras
Estratégia de Negócio - Petrobras
 
Webcast 3 t14-nao-revisado-portugues
Webcast 3 t14-nao-revisado-portuguesWebcast 3 t14-nao-revisado-portugues
Webcast 3 t14-nao-revisado-portugues
 
Webcast sobre o 1º trimestre de 2013
Webcast sobre o 1º trimestre de 2013Webcast sobre o 1º trimestre de 2013
Webcast sobre o 1º trimestre de 2013
 
Webcast 3T13
Webcast 3T13Webcast 3T13
Webcast 3T13
 
Webcast sobre Resultados do 4º trimestre e exercício de 2013
Webcast sobre Resultados do 4º trimestre e exercício de 2013Webcast sobre Resultados do 4º trimestre e exercício de 2013
Webcast sobre Resultados do 4º trimestre e exercício de 2013
 
Plano de Negócios e Gestão 2015-2019
Plano de Negócios e Gestão 2015-2019Plano de Negócios e Gestão 2015-2019
Plano de Negócios e Gestão 2015-2019
 

Semelhante a Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo

Visão Geral
Visão GeralVisão Geral
Visão Geral
Petrobras
 
Apresentação 1
Apresentação 1Apresentação 1
Apresentação 1
Conversa Afiada
 
PNG PETROBRAS
PNG PETROBRAS PNG PETROBRAS
PNG PETROBRAS
JJP GESTÃO EMPRESARIAL
 
Petrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e Lima
Petrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e LimaPetrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e Lima
Petrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e Lima
Portal NE10
 
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019 Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Petrobras
 
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Conceição Lemes
 
Estrategia, Crescimento e Resultados - Petrobras - Ativa
Estrategia, Crescimento e Resultados - Petrobras - AtivaEstrategia, Crescimento e Resultados - Petrobras - Ativa
Estrategia, Crescimento e Resultados - Petrobras - Ativa
Ativa Corretora
 
Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013
Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013
Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013
Petrobras
 
009512000101011 (4).pdf
009512000101011 (4).pdf009512000101011 (4).pdf
009512000101011 (4).pdf
Renandantas16
 
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré salApresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
FatoseDados
 
Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017
Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017
Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017
Petrobras
 
Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018
Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018
Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018
Petrobras
 
Petrobras PE 2024-2028
Petrobras PE 2024-2028Petrobras PE 2024-2028
Petrobras PE 2024-2028
DIana776890
 
Apresentação da presidenta da Petrobras, Graça Foster, na Comissões de Assunt...
Apresentação da presidenta da Petrobras, Graça Foster, na Comissões de Assunt...Apresentação da presidenta da Petrobras, Graça Foster, na Comissões de Assunt...
Apresentação da presidenta da Petrobras, Graça Foster, na Comissões de Assunt...
HumbertoCostaPT
 
Apresentação Gabrielli Assembléia Legislativa Ceará
Apresentação Gabrielli Assembléia Legislativa CearáApresentação Gabrielli Assembléia Legislativa Ceará
Apresentação Gabrielli Assembléia Legislativa Ceará
FatoseDados
 
Edição 41 - Petrobras em Ações - Março 2014
 Edição 41 - Petrobras em Ações - Março 2014 Edição 41 - Petrobras em Ações - Março 2014
Edição 41 - Petrobras em Ações - Março 2014
Petrobras
 
Webcast: Resultados do 2º trimestre de 2008
Webcast: Resultados do 2º trimestre de 2008Webcast: Resultados do 2º trimestre de 2008
Webcast: Resultados do 2º trimestre de 2008
Petrobras
 
Webcast 2T10 IFRS
Webcast 2T10 IFRSWebcast 2T10 IFRS
Webcast 2T10 IFRS
Petrobras
 
O futuro da petrobras em jogo
O futuro da petrobras em jogoO futuro da petrobras em jogo
O futuro da petrobras em jogo
Fernando Alcoforado
 
Relatório de Sustentabilidade 2010
Relatório de Sustentabilidade 2010Relatório de Sustentabilidade 2010
Relatório de Sustentabilidade 2010
Petrobras
 

Semelhante a Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo (20)

Visão Geral
Visão GeralVisão Geral
Visão Geral
 
Apresentação 1
Apresentação 1Apresentação 1
Apresentação 1
 
PNG PETROBRAS
PNG PETROBRAS PNG PETROBRAS
PNG PETROBRAS
 
Petrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e Lima
Petrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e LimaPetrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e Lima
Petrobras pretende concluir 2º trem da Refinaria Abreu e Lima
 
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019 Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
Plano de Negócios e Gestão 2015 – 2019
 
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
Petrobrás: Fato relevante PNG 2019-2023
 
Estrategia, Crescimento e Resultados - Petrobras - Ativa
Estrategia, Crescimento e Resultados - Petrobras - AtivaEstrategia, Crescimento e Resultados - Petrobras - Ativa
Estrategia, Crescimento e Resultados - Petrobras - Ativa
 
Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013
Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013
Edição 38 - Petrobras em Ações - Junho de 2013
 
009512000101011 (4).pdf
009512000101011 (4).pdf009512000101011 (4).pdf
009512000101011 (4).pdf
 
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré salApresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
Apresentação no Instituto Ethos sobre o pré sal
 
Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017
Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017
Fato Relevante: Plano de Negocios e Gestao - 2013-2017
 
Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018
Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018
Webcast sobre Resultados do 4T13 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018
 
Petrobras PE 2024-2028
Petrobras PE 2024-2028Petrobras PE 2024-2028
Petrobras PE 2024-2028
 
Apresentação da presidenta da Petrobras, Graça Foster, na Comissões de Assunt...
Apresentação da presidenta da Petrobras, Graça Foster, na Comissões de Assunt...Apresentação da presidenta da Petrobras, Graça Foster, na Comissões de Assunt...
Apresentação da presidenta da Petrobras, Graça Foster, na Comissões de Assunt...
 
Apresentação Gabrielli Assembléia Legislativa Ceará
Apresentação Gabrielli Assembléia Legislativa CearáApresentação Gabrielli Assembléia Legislativa Ceará
Apresentação Gabrielli Assembléia Legislativa Ceará
 
Edição 41 - Petrobras em Ações - Março 2014
 Edição 41 - Petrobras em Ações - Março 2014 Edição 41 - Petrobras em Ações - Março 2014
Edição 41 - Petrobras em Ações - Março 2014
 
Webcast: Resultados do 2º trimestre de 2008
Webcast: Resultados do 2º trimestre de 2008Webcast: Resultados do 2º trimestre de 2008
Webcast: Resultados do 2º trimestre de 2008
 
Webcast 2T10 IFRS
Webcast 2T10 IFRSWebcast 2T10 IFRS
Webcast 2T10 IFRS
 
O futuro da petrobras em jogo
O futuro da petrobras em jogoO futuro da petrobras em jogo
O futuro da petrobras em jogo
 
Relatório de Sustentabilidade 2010
Relatório de Sustentabilidade 2010Relatório de Sustentabilidade 2010
Relatório de Sustentabilidade 2010
 

Mais de Petrobras

Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Petrobras
 
Petrobras Overview - September 2018
Petrobras Overview - September 2018Petrobras Overview - September 2018
Petrobras Overview - September 2018
Petrobras
 
Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras Investor Day - London 2018Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras
 
Apresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Apresentacao png-2018-2022-webcast-inglesApresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Apresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Petrobras
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova YorkApresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Petrobras
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day LondresApresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Petrobras
 
Petrobras General Overview
Petrobras General OverviewPetrobras General Overview
Petrobras General Overview
Petrobras
 
Petrobras at a Glance
Petrobras at a GlancePetrobras at a Glance
Petrobras at a Glance
Petrobras
 
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management PlanStrategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Petrobras
 
Webcast 1Q16
Webcast 1Q16Webcast 1Q16
Webcast 1Q16
Petrobras
 
Webcast 4Q15
Webcast 4Q15Webcast 4Q15
Webcast 4Q15
Petrobras
 
Webcast 3T15
Webcast 3T15Webcast 3T15
Webcast 3T15
Petrobras
 
Webcast 3T15
Webcast 3T15Webcast 3T15
Webcast 3T15
Petrobras
 
Petrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras at Glance
Petrobras at Glance
Petrobras
 
Fact Sheet 2015
Fact Sheet 2015Fact Sheet 2015
Fact Sheet 2015
Petrobras
 
2015 Fact Sheet
2015 Fact Sheet2015 Fact Sheet
2015 Fact Sheet
Petrobras
 
Petrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras at Glance
Petrobras at Glance
Petrobras
 
Webcast 2Q15
Webcast 2Q15Webcast 2Q15
Webcast 2Q15
Petrobras
 

Mais de Petrobras (18)

Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
Strategic Plan 2040 || Business and Management Plan 2019-2023
 
Petrobras Overview - September 2018
Petrobras Overview - September 2018Petrobras Overview - September 2018
Petrobras Overview - September 2018
 
Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras Investor Day - London 2018Petrobras Investor Day - London 2018
Petrobras Investor Day - London 2018
 
Apresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Apresentacao png-2018-2022-webcast-inglesApresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
Apresentacao png-2018-2022-webcast-ingles
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova YorkApresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Nova York
 
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day LondresApresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
Apresentação de Pedro Parente no Investor Day Londres
 
Petrobras General Overview
Petrobras General OverviewPetrobras General Overview
Petrobras General Overview
 
Petrobras at a Glance
Petrobras at a GlancePetrobras at a Glance
Petrobras at a Glance
 
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management PlanStrategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
Strategic Plan and 2017-2021 Business & Management Plan
 
Webcast 1Q16
Webcast 1Q16Webcast 1Q16
Webcast 1Q16
 
Webcast 4Q15
Webcast 4Q15Webcast 4Q15
Webcast 4Q15
 
Webcast 3T15
Webcast 3T15Webcast 3T15
Webcast 3T15
 
Webcast 3T15
Webcast 3T15Webcast 3T15
Webcast 3T15
 
Petrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras at Glance
Petrobras at Glance
 
Fact Sheet 2015
Fact Sheet 2015Fact Sheet 2015
Fact Sheet 2015
 
2015 Fact Sheet
2015 Fact Sheet2015 Fact Sheet
2015 Fact Sheet
 
Petrobras at Glance
Petrobras at GlancePetrobras at Glance
Petrobras at Glance
 
Webcast 2Q15
Webcast 2Q15Webcast 2Q15
Webcast 2Q15
 

Apresentação de Pedro Parente no Investor Day São Paulo

  • 1.
  • 2. 2 Avisos Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia sobre condições futuras da economia, além do setor de atuação, do desempenho e dos resultados financeiros da Companhia, dentre outros. Os termos “antecipa", "acredita", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "projeta", "objetiva", "deverá", bem como outros termos similares, visam a identificar tais previsões, as quais, evidentemente, envolvem riscos e incertezas previstos ou não pela Companhia e, consequentemente, não são garantias de resultados futuros da Companhia. Portanto, os resultados futuros das operações da Companhia podem diferir das atuais expectativas, e o leitor não deve se basear exclusivamente nas informações aqui contidas. A Companhia não se obriga a atualizar as apresentações e previsões à luz de novas informações ou de seus desdobramentos futuros. Os valores informados para 2017 em diante são estimativas ou metas. A SEC somente permite que as companhias de óleo e gás incluam em seus relatórios arquivados reservas provadas que a Companhia tenha comprovado por produção ou testes de formação conclusivos que sejam viáveis econômica e legalmente nas condições econômicas e operacionais vigentes. Utilizamos alguns termos nesta apresentação, tais como descobertas, que as orientações da SEC nos proíbem de usar em nossos relatórios arquivados. Aviso aos Investidores Norte-Americanos: Adicionalmente, esta apresentação contém alguns indicadores financeiros que não são reconhecidos pelo BR GAAP ou IFRS. Esses indicadores não possuem significados padronizados e podem não ser comparáveis a indicadores com descrição similar utilizados por outras companhias. Nós fornecemos estes indicadores porque os utilizamos como medidas de performance da companhia; eles não devem ser considerados de forma isolada ou como substituto para outras métricas financeiras que tenham sido divulgadas em acordo com o BR GAAP ou IFRS.
  • 3. 3 Contexto externo 98,88 52,31 44,11 53,07 2014 2015 2016 2017* Brent (Média Anual – Nominal) * Média até 18/5/2017Fonte: Bloomberg US$/barril 1,5 2 1,3 1,8 1,2 0,1 -0,2 0,5 -0,2 87 89 91 93 95 97 99 1T15 2T15 3T15 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17 Excesso de Oferta Oferta de Óleo Demanda de Óleo Equilíbrio na Oferta e Demanda de Petróleo Fonte: International Energy Agency – April/2017 Oil Market Report Milhõesbpd
  • 4. 4 Ambiente regulatório Modelo Antigo Novo Modelo Petrobras operadora única do Pré-Sal Alto índice de conteúdo local Rodadas sem calendário definido Direito de preferência no Pré-Sal Aperfeiçoamento da política de conteúdo local Previsibilidade das rodadas de licitação Programa Gás Para Crescer Programa Combustível Brasil
  • 5. 5 2017 14ª Rodada Concessão 2018 2019 15ª Rodada Concessão 16ª Rodada Concessão 4ª Rodada Partilha 5ª Rodada Partilha 5ª Rodada Acumulações Marginais 6ª Rodada Acumulações Marginais Recôncavo Potiguar Espírito Santo Sergipe & Alagoas Santos Campos Parnaíba Paraná Pelotas 5 bacias marítimas 6 bacias terrestres Maior previsibilidade das rodadas da ANP 4ª Rodada Ac. Marginais Potiguar Espírito Santo Recôncavo 9 áreas em 3 bacias terrestres 2ª Rodada Partilha (Unitização) 3ª Rodada Partilha SAPINHOÁ CARCARÁ GATO DO MATO TARTARUGA VERDE Alto de Cabo Frio Oeste Alto de Cabo Frio Central Áreas Unitizáveis Áreas Exploratórias Pau-Brasil Peroba
  • 6. 6 Direito de preferência nos leilões de partilha Manifestação Direito de Preferência (30 Dias Após publicação de Resolução CNPE ) NÃO SIM
  • 7. 7 NÃO Participação na licitação com igualdade de condições em relação às outras empresas Direito de preferência nos leilões de partilha
  • 8. 8 SIM Arrematado pela Petrobras com 100% ou em consórcio Arrematado por terceiro com excedente em óleo igual ao mínimo Arrematado por terceiro com excedente em óleo superior ao mínimo Petrobras faz parte do consórcio vencedor Petrobras faz parte do consórcio vencedor de forma obrigatória Direito de preferência nos leilões de partilha
  • 9. 9 SIM Arrematado pela Petrobras com 100% ou em consórcio Arrematado por terceiro com excedente em óleo igual ao mínimo Arrematado por terceiro com excedente em óleo superior ao mínimo Petrobras faz parte do consórcio vencedor Petrobras faz parte do consórcio vencedor de forma obrigatória Petrobras confirma ou não se faz parte do consórcio SIM NÃO Petrobras faz parte do consórcio como operador com o percentual aprovado pelo CNPE Proposta vencedora prevalece conforme apresentada Direito de preferência nos leilões de partilha
  • 10. 10 Entorno de Sapinhoá Peroba Alto de Cabo Frio Central Rodada 2 Rodada 3 BACIA DE SANTOS – São Paulo DISTÂNCIA DA COSTA: 330 km LÂMINA D’ÁGUA: >2.000 metros BACIA DE SANTOS – São Paulo/Rio de Janeiro DISTÂNCIA DA COSTA: 370 km da costa e 50 km a sul de Lula LÂMINA D’ÁGUA: >2.200 metros BACIA DE SANTOS – Rio de Janeiro DISTÂNCIA DA COSTA: 150 Km da costa,130 km a NW de Libra LÂMINA D’ÁGUA: 1.600 a 2.900 metros Manifestação de direito de preferência – Rodadas 2 e 3 de Partilha
  • 11. 11 NOSSA VISÃO Uma empresa integrada de energia com foco em óleo e gás que evolui com a sociedade, gera alto valor e tem capacidade técnica única
  • 12. 12 Já estamos abaixo do limite aceitável do ano Redução de 36% da Taxa de Acidentados Registráveis (TAR*) PARA 1,4 em 2018 DE 2,2 em 2015 1,2 no 1T17 * TAR = Taxa de Acidentados Registráveis por milhão de homens-hora Redução consistente da taxa de acidentados registráveis 2,0 1,4 1,6 1,7 1,9 1,9 1,6 1,9 1,4 1,3 1,2 1,4 1,1 1,2 1,4 0,9 jan-16 fev-16 mar-16 abr-16 mai-16 jun-16 jul-16 ago-16 set-16 out-16 nov-16 dez-16 jan-17 fev-17 mar-17 abr-17
  • 13. 13 Estamos caminhando para a meta Redução da ALAVANCAGEM Dívida Líquida/EBITDA PARA 2,5 até 2018 DE 5,1 em 2015 3,2 no 1T17 * TAR = Taxa de Acidentados Registráveis por milhão de homens-hora ** Dados atualizados para 2015 Eficiência em CAPEX Eficiência em OPEX Parcerias e Desinvestimentos Preços Competitivos Alavancagem convergindo para a meta 4,9 4,6 5,4 5,1 4,8 4,3 3,9 3,5 3,2 1T15 2T15 3T15 4T15 1T16 2T16 3T16 4T16 1T17
  • 14. Clique para editar o texto mestre Clique para editar o título mestre PRINCIPAIS PROJETOS — E&P
  • 15. 15 LEGENDA CONCESSÃO PARTILHA CESSÃO ONEROSA 2017 2018 2019 2020 2021 TARTARUGA VERDE E MESTIÇA LULA NORTE LULA SUL TLD DE LIBRA BÚZIOS 2 BÚZIOS 1 BÚZIOS 3 BÚZIOS 4 BÚZIOS 5 PILOTO LIBRA REVIT. DE MARLIM MÓD. 1 REVIT. DE MARLIM MÓD. 2 LIBRA 2 NW ITAPU INTEGRADO PARQUE DAS BALEIAS BERBIGÃO LULA EXT. SUL ATAPU 1 SÉPIA Cronograma de entrada dos projetos de E&P 2017 – 2021 Obs: Em amarelo, projetos na Bacia de Campos. Em branco, projetos na Bacia de Santos. Contratados Em processo de contratação A contratar
  • 16. 16 Principais projetos de E&P em 2017 PIONEIRO DE LIBRA P-67 CIDADE DE CAMPOS DOS GOYTACAZES Tart. Verde e Mestiça Estaleiro Brasfels Lula Norte Estaleiro COOEC P-66 Lula Sul Início da produção em 17/05/2017 TLD de Libra Na locação Produção atual de 27 mil bpd
  • 17. 17 P-67 (Projeto Lula Norte) - 1º Óleo 4T17 Estaleiro COOEC, China Realização Física No de Poços 97% 6
  • 18. 18 P-68 (Projeto Berbigão/Sururu) - 1º Óleo 2018 Estaleiro Jurong Aracruz, ES Realização Física No de Poços 83% 3
  • 19. 19 P-69 (Projeto Lula Extremo Sul) - 1º Óleo 2018 Chegada do casco no BrasFels, RJ Realização Física No de Poços 89% 6
  • 20. 20 P-74 (Projeto Búzios 1) - 1º Óleo 2018 Estaleiro EBR, São José do Norte, RS Realização Física No de Poços 93% 2
  • 21. 21 P-75 (Projeto Búzios 2) - 1º Óleo 2018 Estaleiro COSCO, China Realização Física No de Poços 87% 1
  • 22. 22 P-76 (Projeto Búzios 3) - 1º Óleo 2018 Estaleiro Unidade Offshore Techint, PR Realização Física No de Poços 90% 1
  • 23. 23 P-70 (Projeto Atapu 1) - 1º Óleo 2019 Estaleiro COSCO, China Realização Física No de Poços 78% 1
  • 24. 24 P-77 (Projeto Búzios 4) - 1º Óleo 2019 Estaleiro COSCO, China Realização Física No de Poços 85% 1
  • 25. 25 Produção de óleo e gás 2017 2021 Óleo + LGN Brasil Óleo + gás internacional 2,52 3,34 2,07 2,77 Gás natural Brasil 2,62 3,41 Produção de Óleo, LGN e Gás (milhão boed)
  • 26. 26 Distribuição % do investimento Poços 35% UEP 35% Subsea 30% Somos pioneiros na construção de poços no Pré-sal e, após 7 anos de desenvolvimento tecnológico, já construímos poços 3 vezes mais rápido. Desde 2010, colocamos em produção, em média, uma nova grande unidade do Pré- sal a cada sete meses. Custos de sistemas submarinos 8% menores que o benchmark da indústria*. Grandes volumes, contratos de longo prazo e padronização em árvores de natal molhadas e linhas oferecem os custos mais competitivos do setor. Nossas vantagens competitivas * Fonte: IPA (Independent Project Analysis) Projeto típico do Pré-sal
  • 27. 27 Otimizações nos investimentos e maior produtividade 16 14 20 17 Planejado Revisto Capex 2017 (US$ bi) E&P Demais Segmentos • Renegociações contratuais • Revisão do cronograma de poços, considerando otimização nos projetos • Maior produção no Parque das Baleias (P-58) Meta de produção mantida 2,62 MMboed
  • 28. 28 Redução do break-even da área em US$13/bbl • Redução de 20% na duração da fase de avaliação dos poços exploratórios • Projeto simplificado de completação inteligente • Aumento do fator de recuperação • Envolvimento das companhias fornecedoras LIBRA@35 Colaboração entre os parceiros possibilitou redução no preço de equilíbrio
  • 29. 29 Número de Empregados do Sistema Gastos Operacionais Gerenciáveis (GOG) R$Bilhão 78.470 68.829 65.169 2015 2016 1T17 93 87 21 22 18 1 2 3 Padronização técnica Redução de pessoal próprio (PIDV) e de terceiros Racionalização de intervenções em poços Reorganização dos processos Renegociação de contratos: redução da frota e taxas diárias Reestruturação organizacional (corte de funções gerenciais) Racionalização dos custos administrativos Aumento da eficiência da frota e dutos/terminais Redução dos gastos operacionais gerenciáveis 2015 1T15 2016 1T16 1T17
  • 30. 30 Petroquímica Biocombustíveis Gasodutos Distribuidoras Ativos no Exterior Parcerias Estratégicas Alcançamos US$ 13,6 bilhões em 2015-16 e estamos comprometidos com a meta de 2017-18 13,6 21,0 2015-2016 2017-2018 Parcerias Estratégicas: Programa de parcerias e desinvestimentos
  • 31. 31 A Petrobras também está interessada em encontrar parceiros para suas atividades de downstream, mantendo a sua estratégia de cadeia de suprimentos integrada • O Brasil é sexto maior mercado de consumo de petróleo mundial • Posição vendedora em petróleo cru e compradora em produtos de refino, longe dos principais mercados Posição geográfica privilegiada para spreads Derivados Petróleo 0,5 3,0 3,5 0,0 5,0 4,5 4,0 2040203620322028202420202016 Consumo anual de combustíveis* no Brasil *Inclui derivados de petróleo, gás natural e biocombustíveis Fonte: EIA International Energy Outlook 2016 Milhõesbpd Parcerias em refino no Brasil
  • 32. 32 • A Sistemática revisada de desinvestimentos conta com o aval do Tribunal de Contas da União (TCU) • Cada projeto será objeto de divulgação ao mercado em seus principais marcos Processo de desinvestimentos e divulgação ao mercado FASE 1 ESTRUTURAÇÃO PROCEDIMENTO DE DESINVESTIMENTO FASE 2 DESENVOLVIMENTO DO PROJETO FASE 3 FECHAMENTO DEFINIÇÃO DA CARTEIRA PREPARAÇÃO E ESTRUTURAÇÃO APROVAÇÕES EXTERNAS E FECHAMENTO CRITÉRIOS DE SELEÇÃO E PASSAGEM DE FASE TEASER E ACORDO DE CONFIDENCIALIDADE PROPOSTAS NÃO VINCULANTES DUE DILIGENCE E PROPOSTAS VINCULANTES NEGOCIAÇÃO E APROVAÇÕES INTERNAS TEASER INÍCIO DA FASE NÃO VINCULANTE INÍCIO DA FASE VINCULANTE ASSINATURA FECHAMENTODIVULGAÇÃO AO MERCADO
  • 33. 33 Melhora consistente dos resultados EBITDA Ajustado R$ Bilhões 50 57 60 59 62 53 63 59 77 89 25 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 1T17 Margem EBITDA Ajustado % Fluxo de Caixa Livre R$ Bilhões 29 27 33 28 25 19 21 18 24 31 37 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 1T17 -3,3 -3,5 -18,9 -26,9 -13,1 -25,7 -41,8 -19,6 15,9 41,6 13,4 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 1T17 Brent US$/barril 73 99 63 80 111 112 109 99 52 44 55
  • 34. 34 Petrobras vs. Peers em 2016 Fonte: Evaluate Energy 0 0,5 1 1,5 2 2,5 3 3,5 4 4,5 ExxonMobil Total BP Chevron Shell Dívida Líquida/EBITDA 0 5 10 15 20 25 30 35 40 BP Chevron Total Shell ExxonMobil Petrobras EBITDA (US$ Bi) 0 5 10 15 20 25 30 35 BP Shell Total Chevron ExxonMobil Petrobras Margem EBITDA (%) -10 -5 0 5 10 15 Chevron BP Total Shell ExxonMobil Petrobras Fluxo de Caixa Livre (US$ Bi) Petrobras Valor divulgado nas Demonstrações Financeiras em R$ Petrobras Petrobras Petrobras
  • 35. 35 Gestão ativa da dívida permitiu o alongamento dos vencimentos 5,9 Janeiro 2017 Emissão de US$ 18 bilhões e recompra de US$ 17 bilhões em títulos ajudaram a reduzir o custo da dívida e estender os prazos de amortização 6,8 Emissão 6,3 TenderBookbuilding 19,0 Maio 2016 3,0 3,0 7,0 Julho 2016 4,0 19,0 Maio 2017 Emissão TenderBookbuilding Emissão TenderBookbuilding 4,0 20,0 Emissão Make-Whole*Bookbuilding 1,8 *A liquidação do make-whole deverá ocorrer no dia 22 de junho US$ Bilhões Calendário de amortização da dívida 10,9 18,9 2020 13,7 15,4 2019 16,3 22,7 2018 9,2 16,2 2021 Posição em 31/12/2015 Posição em 02/06/2017
  • 36. 36 Principais riscos Riscos Operacionais Riscos de Negócio Riscos Estratégicos Gestão integrada e proativa de riscos é fundamental para a entrega de resultados de maneira segura e sustentável. Riscos Riscos Financeiros $ Riscos de Conformidade  Acidentes  Falhas ou atrasos por parte dos fornecedores  Greves ou paralisações  Volatilidade do preço do petróleo e taxa de câmbio  Reposição de reservas  Atrasos em licenciamentos  Instabilidades política e regulatória  Execução dos desinvestimentos  Mudanças na sociedade mais rápidas do que o previsto  Incapacidade de servir a dívida  Obrigações do plano de pensão  Risco de crédito de clientes/inadimplência  Litígios e arbitragens (tributário/trabalhista, class action, DoJ, SEC)  Comportamentos incompatíveis com ética e conformidade
  • 37. Clique para editar o texto mestre Clique para editar o título mestre Relatório de Sustentabilidade 2016 RELACIONAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE
  • 38. Clique para editar o texto mestre Clique para editar o título mestre NOSSOS RECURSOS... APLICADOS AOS NOSSOS PROCESSOS... RESULTAM EM PRODUTOS... E POTENCIAIS IMPACTOS... ...E TENDO IDENTIFICADO, ACOMPANHADO E MITIGADO OS RISCOS DO NEGÓCIO, GERAM VALOR para: Modelo de Negócios
  • 39. 39 Meio ambiente e mudança do clima INICIATIVAS DE MITIGAÇÃO DE EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA (GEE) (MM tCO2e) Plataformas offshore de E&P : Otimização, aproveitamento do gás e redução da queima nas operações de E&P Refinarias: Aumento da eficiência energética nas operações do Refino Plantas Termelétricas: Cogeração, integração energética e fechamento de ciclos Emissões de GEE E&P, Termelétricas e Refinarias
  • 40. 40 Indicadores de meio ambiente VAZO (M3)* Vazamento de Óleo e Derivados 69,5 71,6 51,9 1,25 2014 2015 2016 1T17 -28% -25% * VAZO = volume vazado de petróleo ou derivados > 1 barril que atingiu o meio ambiente GEE (MM t CO2 e) Gases de Efeito Estufa 81,4 78,1 66,5 14,8 2014 2015 2016 1T17 -15% -18%
  • 41. 41 Meio ambiente e mudança do clima GERENCIAMENTO DE CO2 NO PRÉ-SAL Separação de CO2 por membranas de permeação seletiva Primeiro uso de WAG (Water Alternating Gas) em águas profundas Reinjeção pioneira em águas profundas e em escala industrial (2.200m) • 4,5 milhões de toneladas de CO2 reinjetados desde 2010 • 1,6 milhões de toneladas de CO2 reinjetados em 2016 • Campos de Lula e Sapinhoá TECNOLOGIAS-CHAVE (OTC 2015)
  • 42. 42 10 membros 7: controlador 2: minoritários 1: empregados 100% independentes 25% é o mínimo exigido no Estatuto Social Requisitos e vedações para a indicação para CA, DE, CF e executivos da alta administração CEO ≠ Chairman Mandato de 2 anos Máximo 3 reconduções BCI para todos executivos Avaliação de integridade dos indicados para todos os membros da alta administração Comitê de Elegibilidade verifica conformidade das indicações Plano de Sucessão dos Diretores Executivos Política BCI Seleção de ExecutivosComposição do Conselho de Administração Estatuto Social Avaliação de desempenho por consultoria independente Fortalecimento da governança corporativa na Petrobras
  • 43. 43 Implantação do Canal de Denúncias independente com garantia de anonimato: contatoseguro.com.br/petrobras Processo de Due Diligence de Integridade no cadastramento e seleção de fornecedores e contrapartes Adesão ao Código de Ética e treinamento permanente da força de trabalho 6 Comitês de assessoramento ao CA, compostos por conselheiros Comitê de Minoritários para avaliar transações relevantes entre a Petrobras e suas partes relacionadas Comitês Estatutários para reforçar compromisso e responsabilização dos Gerentes Executivos no processo decisório Implementação do processo de autorização compartilhada para decisões materiais Ética e TransparênciaProcesso Decisório Fortalecimento da governança corporativa na Petrobras Reformulação do portal da transparência: transparencia.petrobras.com.br
  • 44. Obrigado! Informações: Relacionamento com Investidores +55 21 3224-1510 petroinvest@petrobras.com.br