SlideShare uma empresa Scribd logo
Aprender, sempre é um bom negócio
70 ano
livro do
professor
artesanato
sustentável
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 1 10/09/12 19:01
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 2 10/09/12 19:01
Brasília-DF
2012
artesanato sustentável
7º ANO – LIVRO DO PROFESSOR
Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae
Unidade de Capacitação Empresarial
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 3 10/09/12 19:01
© 2012. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE.
Todos os direitos reservados.
A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610).
Informações e contatos
Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae
Unidade de Capacitação Empresarial – UCE
SGAS 605 – Conj. A – Asa Sul – 70.200-645 – Brasília / DF
Telefone: (61) 3348-7168
Site: www.sebrae.com.br
Presidente do Conselho Deliberativo
Roberto Simões
Diretor-Presidente
Luiz Barretto Pereira Filho
Diretor-Técnico
Carlos Alberto dos Santos
Diretor de Administração e Finanças
José Claudio dos Santos
Gerente da Unidade de Capacitação Empresarial
Mirela Malvestiti
Coordenação Nacional
Flávia Azevedo Fernandes
Coordenação Estadual Sebrae SP
Ana Maria de Araújo Brasílio
Ana Paula Sefton
Rejane Leatrice De Marco
Consultores Conteudistas
Eliana Sabará Teixeira Silva – C&T Cooperativa de Trabalho
Maria Estela Lacerda Ferreira – C&T Cooperativa de Trabalho
Revisão de Conteúdo
Elimara Clélia Rufino – R&R Associados Ltda.
Consultor Educacional
Adilson César de Araujo – Viva Educação Consultoria Ltda.
Revisão Ortográfica
Grupo Informe Comunicação Integrada
Editoração Eletrônica
Grupo Informe Comunicação Integrada
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 4 10/09/12 19:01
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 5 10/09/12 19:01
7º Ano
Livro do Professor
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 6 10/09/12 19:01
sumário
A TURMA DOS JOVENS EMPREENDEDORES
O PRIMEIRO DOS PRIMEIROS PASSOS
A OPORTUNIDADE MORA AO LADO
CONHECENDO MAIS SOBRE ARTESANATO
COMO SERÁ NOSSO PRODUTO?
UM ESPAÇO ORGANIZADO PARA O TRABALHO
PRODUZINDO E APRENDENDO MAIS
SOBRE SUSTENTABILIDADE
PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS
CONTAS, MUITAS CONTAS PARA VENDER
NOSSOS PRODUTOS
QUALIDADE HOJE E SEMPRE
CONVERSANDO COM NOSSOS CLIENTES
PRODUZINDO AINDA MAIS
A RESPONSABILIDADE DE TODOS
RETA FINAL
INAUGURANDO A LOJA DE ARTESANATO
SUSTENTÁVEL
8
9
10
11
12
13
14
7
6
5
4
3
2
1
introdução
encontro
encontro
encontro
encontro
encontro
encontro
encontro
encontro
encontro
encontro
encontro
encontro
encontro
8
108
120
126
138
144
156
164
168
194
98
90
80
68
50
30
18
encontro
15
encontro
AVALIAR E RECOMEÇAR
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 7 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
8
boas-vindas
Prezado(a) professor(a),
O Livro do Professor tem como objetivo dar subsídios teóricos e didáticos para trabalhar o tema
ARTESANATO SUSTENTÁVEL no Curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos – 7º Ano. A proposta é a
montagem de um espaço para produção e venda de artesanato priorizando a reutilização e a reciclagem de
materiais, de forma a agregar valor ecológico aos produtos elaborados.
Oartesanatoéumaatividadequerepresentadiversasoportunidadesdecriação.Oartesanatosustentável
busca favorecer a criação de produtos alinhados com uma perspectiva de colaborar com a sustentabilidade
do planeta. O artesanato sustentável é, então, aquele que é desenvolvido de forma a não agredir o meio
ambiente, que valorize e fortaleça aspectos culturais e que contribua para ampliar a qualidade de vida das
pessoas envolvidas nesse processo.
Assim,esteéumconviteavocê,professor,eaosseusalunosadesenvolveremhabilidadesempreendedoras
eumacondutamaissustentável,reconhecendoaproduçãodeartesanatosustentávelcomoumaoportunidade.
Apresentamos para cada encontro do conteúdo do Livro do Aluno as orientações de como desenvolver as
atividades programadas. Lembramos que um dos pressupostos do curso Jovens Empreendedores Primeiros
Passos é a metodologia semiaberta. Por isso é necessário que o seu olhar, competente em reconhecer o
contexto e circunstâncias locais, e observa limitações e oportunidades, traga para a aplicação deste material
com os alunos as adequações que se fizerem necessárias para atingir os objetivos propostos a cada encontro.
Orientamos não suprimir nenhuma das atividades programadas.
As orientações sobre como trabalhar com os alunos em cada um dos encontros devem ser interpretadas
como sugestões. Sabemos que você conhece o que seus alunos necessitam aprender, como fazer a gestão do
conhecimento dentro da sala de aula e qual o seu papel e o seu compromisso na condição de professor.
Agradecemos sua disposição e comprometimento em dedicar tempo no estudo deste material, para
entender a proposta teórica e metodológica e para organizar e planejar a aplicação do curso Jovens
Empreendedores Primeiros Passos. Ressaltamos que, caso seja necessário, faça adaptações das atividades
propostas no Livro do Aluno, de acordo com a realidade local, respeitando os objetivos do curso.
Bom trabalho! Equipe Sebrae.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 8 10/09/12 19:01
9
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Introdução
A TURMA DOS JOVENS
EMPREENDEDORES
1. propósitos
O curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos, como curso do Sebrae destinado a fomentar a cultura
empreendedora,procuraapresentarpráticasdeaprendizagem,considerandoaautonomiadoalunoparaaprender
o desenvolvimento de atributos e atitudes necessários para a gerência da própria vida (pessoal, profissional e
social). Essa visão vai ao encontro dos quatro pilares da educação, propostos pela Unesco, quais sejam:
Aprender a conhecer, isto é, adquirir os instrumentos da compreensão; aprender a fazer, para poder agir
sobre o meio envolvente; aprender a viver juntos, a fim de participar e cooperar com os outros em todas as
atividades humanas; finalmente, aprender a ser, via essencial que integra as três precedentes (DELORS, 1999).
Neste sentido, a educação empreendedora incentiva o sujeito a buscar conhecimento, novas
aprendizagens, além do espírito de coletividade. Dessa forma, a educação deve atuar como transformadora
desse sujeito e incentivá-lo à quebra de paradigmas e ao desenvolvimento das habilidades e dos
comportamentos empreendedores.
Assim, o curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos, aliado a um ambiente propício à aprendizagem,
favorece o envolvimento do aluno no próprio ato de fazer, pensar e aprender, características fundamentais dos
comportamentos empreendedores. Da mesma forma, o aluno e o grupo no qual está inserido reconhecem
que suas contribuições são importantes e apreciadas. O ambiente da aprendizagem também deve propiciar
que o aluno, mediante atividades lúdicas, assuma riscos calculados, tome decisões e perceba, ao seu redor,
oportunidades e inovações, mesmo em situações desafiadoras.
O perfil do professor de educação empreendedora deve ser de mediador das descobertas do grupo. Além
do mais, este deve ter iniciativa para a sua formação continuada, abrindo- se a novas maneiras de aprender
e ensinar. Para tanto, sua prática necessita interagir com as diferentes formas de aprendizagem, contribuir
para um ambiente motivador, respeitar os estilos individuais e do grupo, acolher a realidade e o interesse da
região, estimular a autonomia, a argumentação e a criação, propiciando a todos alcançarem seus objetivos.
Ressalta-se que o fazer empreendedor nas instituições escolares é um fazer social e econômico também
para a região, Estado ou país onde está incluído, uma vez que o ambiente e a prática da aprendizagem
ultrapassam naturalmente as paredes escolares envolvendo, assim, as pessoas da comunidade em questão.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 9 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
10
2. justificativa, objetivos e competÊncias
Todas as atividades do curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos têm propósito pedagógico e são
alicerçadas na premissa da educação empreendedora, que busca promover a prática, o aprender fazendo,
como estratégia educacional que possibilite estimular atitudes empreendedoras nos alunos.
Com a realização de atividades lúdicas, o curso possibilita aos alunos momentos de conhecimento,
criação e sensibilização à cultura empreendedora, aprendendo de forma prática e contextualizada.
Os alunos são estimulados a pensar coletivamente, avaliar oportunidades, valorizar a cultura local,
interagir e integrar-se com as pessoas e tomar decisões pensando em objetivos comuns.
Dessa forma, toda e qualquer atividade desenvolvida no curso deve estar integrada às demais atividades
escolares e educacionais, para que se ressalte e fique claro o papel do curso como instrumento pedagógico
para o fomento de uma cultura empreendedora voltada a objetivos comuns.
A intenção é despertar nos alunos o espírito empreendedor que deverá ser desenvolvido ao longo de sua
existência, pois ensinar a empreender é algo que pouco se vê no dia a dia. O desenvolvimento deste espírito
empreendedor tem como objetivo fazer com que o aluno aprenda a empreender a própria vida.
É cada vez mais crescente e urgente a necessidade do estímulo de práticas sustentáveis. Observar a
realidade e refletir sobre a importância da sustentabilidade para o planeta são os pontos de partida para o
trabalho no curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos – 7º Ano. Estimulados a pensar nos benefícios de
adotar práticas sustentáveis, os alunos são convidados a aproveitar a atividade empreendedora do artesanato
sustentável como uma oportunidade.
Não se espera (e nem se deve estimular) que os alunos pensem somente na atividade empreendedora
a ser desenvolvida como atividade para gerar lucro financeiro. Os alunos devem reconhecer os benefícios
de agir com foco na sustentabilidade e consciência ecológica, contribuindo para a preservação do meio
ambiente e valorizando a cultura local.
Os alunos serão os artesãos e, nesta vivência empreendedora, encontrarão espaço para exercitar sua
criatividade e fortalecer o respeito mútuo num trabalho em equipe.
Com o desenvolvimento do curso, os alunos vivenciam etapas de trabalho para a montagem de uma loja
onde venderão produtos elaborados artesanalmente com materiais que podem ser reutilizados e reciclados,
como garrafas PET, embalagens longa vida, retalhos de tecido, entre outros. Serão desenvolvidas ações como
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 10 10/09/12 19:01
11
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Introdução
A TURMA DOS JOVENS
EMPREENDEDORES
pesquisar a preferência dos possíveis clientes, analisar o artesanato local e regional, organizar a divulgação
do negócio, entre outras. Os alunos discutem ideias, tomam decisões em conjunto, enfim, realizam atividades
que os remetem a um contexto de ações empreendedoras durante o curso, tendo a chance de um aprendizado
que, como tal, poderá ser levado para suas vidas, de suas famílias e de sua comunidade.
Espera-se que sejam identificadas possibilidades de produtos artesanais que contemplem a participação
efetiva dos alunos em sua elaboração para que, assim, o aprendizado seja mais significativo.
O foco de venda para o artesanato sustentável que será elaborado é o atendimento do público escolar,
ou seja, funcionários e demais alunos da escola. Caso a escola e o professor considerem oportuno, diante
da realidade local, é possível ampliar o atendimento para os pais dos alunos e para a comunidade, com
a realização de evento para inauguração e funcionamento do negócio, por exemplo. Em decisões desta
natureza é preciso sempre respeitar os critérios de que este curso é uma atividade desenvolvida com objetivo
pedagógico.
Os alunos desenvolvem a atividade empreendedora de montar um negócio que, embora funcione como
simulação, envolve aspectos da realidade do mundo dos negócios, como a produção e a venda de produtos,
por exemplo. Toda e qualquer decisão acerca de resultados financeiros positivos que sejam alcançados com
esta atividade empreendedora dos alunos durante o curso, deve ser direcionada para um objetivo comum da
turma de alunos, da escola ou da comunidade.
Com o curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos para o 7º Ano espera-se propiciar condições para
que os alunos desenvolvam as seguintes competências de natureza cognitiva, atitudinal e operacional:
competências cognitivas
• Conheceraspectosdomundodosnegóciospormeiodamontagemdeumalojadeartesanatosustentável.
• Compreender etapas de planejamento para concretizar o objetivo.
• Conhecer características do comportamento empreendedor.
• Estabelecer correlação entre a cultura empreendedora e os valores éticos, culturais e de cidadania.
competências atitudinais
• Posicionar-se de maneira autônoma diante de situações que estimulem o seu perfil como jovem
empreendedor.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 11 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
12
• Predispor-se ao trabalho coletivo para alcançar um objetivo comum.
• Conviver de forma ética e cidadã com o ambiente e as pessoas ao seu redor.
• Perceber o seu potencial criativo de resolver situações.
• Refletir e identificar-se com comportamentos empreendedores.
• Valorizar a cultura local.
• Adotar práticas ecossustentáveis para a montagem da loja de artesanato sustentável.
COMPETêNCIAS OPERACIONAIS
• Tomar decisões para alcançar objetivos comuns.
• Planejar etapas para a montagem da loja de artesanato sustentável.
• Monitorar e avaliar o planejamento realizado, com foco na qualidade e eficiência.
• Empregar diferentes estratégias para resolver situações-problema.
• Identificar e aplicar técnicas manuais de elaboração de produtos, valorizando a cultura local.
3. a importÂncia do papel do professor
O papel do professor é de extrema importância nesse curso, porque ele será o mediador entre a visão
empreendedora proposta e os alunos. Por isso, é necessário que você “compre” a ideia, veja o curso como um
empreendimento e, assim, contribua com suas experiências e sua criatividade.
Se, como professor no curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos, estar com os alunos nesta
empreitada for um prazer, você verá as possibilidades de desenvolver-se como pessoa e como empreendedor,
e com certeza os encontros serão divertidos e produtivos. As atividades propostas serão somente pontos de
partida para uma experiência enriquecedora.
4. conHecendo o livro do aluno
A proposta a ser desenvolvida com os alunos do 7º ano do Ensino Fundamental é a montagem de um
espaço para produção e posterior venda de artesanato sustentável. Os produtos serão elaborados a partir
de materiais que podem ser reutilizados e reciclados e que, normalmente e infelizmente, são comumente
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 12 10/09/12 19:01
13
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Introdução
A TURMA DOS JOVENS
EMPREENDEDORES
descartados como lixo: garrafas pet, embalagens longa vida, retalhos de tecido, embalagens plásticas
diversas, embalagens de metal, outros. Enquanto planejam a montagem da loja de artesanato sustentável
e se dedicam à produção, os alunos vivenciam as etapas de organização de um plano de negócios. A meta
é se dedicar a desenvolver técnicas de trabalho manual, transformando materiais que seriam descartados
como lixo em outros produtos, que sejam úteis e agreguem em seu processo de produção e venda a visão
da sustentabilidade. A escola, realizando o curso dentro de suas atividades educacionais, estará levando os
alunos do 7º ano a oferecerem tais produtos dentro da própria escola.
A trajetória pelo plano de negócios apresenta 15 encontros, tempo em que os alunos vivenciam etapas que
devem e precisam ser consideradas quando se quer montar um negócio. Em cada encontro o aluno realiza uma
sequência de atividades que o auxiliarão na construção de conceitos, procedimentos e atitudes relacionados
ao plano de negócios e ao comportamento empreendedor, os dois eixos temáticos principais do Curso
Jovens Empreendedores Primeiros Passos. Ou seja, tendo a proposta de trabalhar com artesanato
sustentável, os alunos são convidados a exercitar diferentes comportamentos empreendedores, buscando
postura mais consciente e ativa no dia a dia.
Cada encontro tem uma organização. Cada atividade proposta, um objetivo e uma intencionalidade.
Conhecer e compreender o porquê de cada atividade proposta possibilita ao professor criar e propor outras
atividades, fazer adequações se necessário, sempre respeitando os objetivos planejados, as características e
as possibilidades do grupo.
No conjunto de encontros do material do 7º ano, há atividades que se repetem, não em conteúdo,
mas como estratégia de aprendizagem. São blocos de atividades que caracterizam o material e favorecem
o desenvolvimento dos encontros. Por exemplo, as atividades intituladas “Praticando os passos do plano de
negócios” são as atividades em que os alunos se dedicarão a desenvolver as etapas necessárias para organizar e
fazer funcionar a loja de artesanato sustentável, considerando os momentos de criação e de venda dos produtos.
Além disso, as imagens e textos do material atuam como recursos para favorecer a aplicação das
atividades propostas.
4.1. trabalhando com imagens e ilustrações
Ler e compreender o mundo por meio de imagens é uma habilidade que precisa ser trabalhada com os
alunos, que vivem no universo imagético. As imagens que acompanham os encontros podem ser exploradas
como recurso de aprendizagem, mediante diálogo entre o professor e o aluno e entre os próprios alunos.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 13 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
14
4.2. TRABALhANDO COM TEXTOS
Ler não é apenas decifrar palavras. Ler, entender, interpretar, recontar, argumentar são habilidades de
comunicação que precisam ser estimuladas nos alunos. O valor social e cultural da leitura e da escrita precisa
ser percebido pelos jovens como um fator essencial entre as relações pessoais e profissionais.
Os textos iniciais dos encontros introduzem o objeto de estudo proposto para aquele encontro. Cada
professor explora os textos de acordo com o desenvolvimento do seu grupo, podendo ampliar a discussão,
agregandooutroselementostextuaisquandoacharconveniente.Ostextoscolocadosnointeriordosencontros
trabalham alguma informação importante para o conhecimento do negócio, estimulam o conhecimento e
reflexão sobre os comportamentos empreendedores ou apresentam ao aluno uma nova etapa do Plano de
Negócios.
4.3. MOMENTO DAS ATIVIDADES – MEU COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR E PRATICANDO OS PASSOS
DO PLANO DE NEGÓCIOS
As atividades propostas e que acompanham cada encontro têm como objetivo trabalhar
osdoiseixosdestecurso:oplanodenegócioseocomportamentoempreendedor.Sãoatividadesdeleitura
coletiva, de reflexão, de trabalho em duplas ou equipes, de pesquisa, de ampliação do repertório em geral e
também para ampliar conhecimento sobre como montar um negócio (em especial para o desenvolvimento
do artesanato sustentável), de estímulo à cooperação para o alcance de objetivos propostos, entre outras.
Nessas atividades os alunos tomam diversas decisões sobre o trabalho que estão desenvolvendo
conjuntamente.
Sabemos que tomar decisões adequadas é um dos comportamentos que o empreendedor precisa
desenvolver para garantir o sucesso do negócio e para qualquer situação do cotidiano.
Como tomar decisões? Que aspectos devem ser considerados? Quais as consequências de uma
determinada tomada de decisão? O que significa ouvir a opinião do outro visando ao coletivo?
Em diferentes momentos do curso os alunos deverão tomar decisões, contando com o apoio do professor,
que favorecerá a troca de ideias. O professor estimula a reflexão, a interação e faz o encaminhamento das
respostas considerando as questões relacionadas acima, valorizando os momentos coletivos em que o grupo
toma decisões. Com isso, identifica-se a importância desse comportamento empreendedor para o sucesso do
plano de negócios e, assim, estimulam-se atitudes como o respeito e o saber ouvir.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 14 10/09/12 19:01
15
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Introdução
A TURMA DOS JOVENS
EMPREENDEDORES
4.4. momentos de produção
São os momentos planejados para que os alunos se dediquem à elaboração dos produtos que serão
vendidos.
Devem-se trabalhar estes momentos da maneira mais participativa possível, deixando que a criatividade
dos alunos entre como componente principal, para que percebam o potencial de criação numa atividade
empreendedora.
A visão da sustentabilidade deve nortear os trabalhos de produção do artesanato.
São sugeridas algumas atividades, ou seja, alguns produtos a serem feitos pelos alunos ao longo dos
encontros. Lembrando que a metodologia semiaberta do curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos
busca oportunizar a melhor relação possível do material com a realidade local, o professor pode empregar
outras técnicas e desenvolver outros produtos, especialmente visando valorizar a cultura local e os recursos
disponíveis.
4.5. momento do jogo
São atividades e dinâmicas desenvolvidas com os alunos e que têm como objetivo sensibilizar para
os comportamentos empreendedores e integrar o grupo de alunos para as ações realizadas no curso. Os
objetivos dessas atividades são descritos nos
respectivos encontros em que são propostas, de forma que o professor pode adequá-las ou substituí-las
considerando o contexto da turma de alunos e mantendo as intencionalidades pedagógicas.
4.6. para saber mais
Os textos intitulados “Para Saber Mais” trazem informações complementares e de contextualização do
assunto proposto em alguns encontros.
4.7. resumindo
Ao final de cada encontro o professor constrói, juntamente ao grupo, um resumo das atividades mais
importantes que foram realizadas, identificando as ações relacionadas à elaboração do plano de negócios, às
atitudes de um empreendedor e ao trabalho com artesanato sustentável.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 15 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
16
Os alunos também podem ser solicitados a fazer um resumo em seus livros, registrando os momentos
importantes do encontro, conforme planejamento do professor.
Cada encontro já apresenta um resumo elaborado, o que deve servir de base para construção verbal ou
textual do resumo com os alunos, a partir da percepção e entendimento deles.
4.8. TRAZENDO A COMUNIDADE PARA DENTRO DA ESCOLA
As pessoas desenvolvem diferentes saberes e competências. Conhecer essas competências é uma forma
de aprendizagem, pois aprendemos muito na convivência com o outro. Sabemos também que a entrada da
comunidade na escola é uma das propostas presentes em muitos projetos educativos.
Que ações pais, familiares, comunidade e profissionais podem realizar em conjunto com a escola?
Pensamosqueasatividadesparamontagemdalojadeartesanatosustentável,considerandoasetapasde
produção e de venda, poderão ter o envolvimento da comunidade em diversos momentos, desde as pesquisas
para busca de informações até o apoio na elaboração dos produtos. É a comunidade (famílias, vizinhança,
etc.) que pode trazer grande contribuição cultural e social, compartilhando histórias regionais que podem ser
retratadas nos produtos, ensinando técnicas de trabalho manual com papéis, por exemplo. A participação
da comunidade representa um diferencial para essa atividade empreendedora que visa a valorizar a cultura
local e promover a sustentabilidade.
5. orientaçÕes de trabalHo dos encontros
O Livro do Professor tem como objetivo proporcionar subsídios teóricos e didáticos para trabalhar, junto
aos alunos do 7º ano do Ensino Fundamental, a operacionalização de uma
loja de artesanato sustentável, aqui entendida como espaço de elaboração e venda de produtos feitos a
partir de materiais reutilizáveis e/ou reciclados e que seriam descartados como lixo.
Como tornar lúdica, desafiadora e divertida a aprendizagem?
A preocupação com a sustentabilidade permeará essa oportunidade de negócio e, mediante as atividades
planejadas, os alunos são convidados para entrarem nesta aventura de criar novos produtos a partir de
diferentes materiais. O exercício da criatividade será constante. O trabalho em equipe constituirá base do
desenvolvimento das atividades do curso, favorecendo aos alunos perceber que todos fazem parte de uma
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 16 10/09/12 19:01
17
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Introdução
A TURMA DOS JOVENS
EMPREENDEDORES
rede de interações que pode ser baseada na sustentabilidade.
Os alunos são estimulados a refletir sobre a realidade que os cerca para identificar oportunidades.
Apresentamos algumas ideias de produtos a serem feitos pelos alunos, ressaltando e lembrando que tais
sugestões podem ser substituídas por outras mais relacionadas ao contexto local. Afinal é você, professor, um
dos responsáveis pelo agradável impacto que o curso trará aos alunos, à escola e a você mesmo.
Com as atividades planejadas a cada encontro do curso, os alunos são estimulados ao desenvolvimento
de comportamentos empreendedores e orientados a agir de maneira planejada para alcançar o objetivo de
montar a loja de artesanato sustentável, via passos do plano de negócios.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 17 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
18
o primeiro dos primeiros
passos
resumindo o encontro
Neste encontro os alunos são apresentados ao universo dos Jovens Empreendedores Mieko, Pâmela,
Maurício e Leonardo. Estes personagens caracterizam o material e também podem servir de apoio para alguma
explicação.
O encontro faz uma introdução ao conteúdo e tema de atividade do curso. Os alunos vão conhecer
aspectos do comportamento empreendedor e trocar ideias sobre a importância da sustentabilidade.
Neste encontro serão estimulados os seguintes aspectos do comportamento empreendedor e abordados
os elementos a seguir do plano de negócios:
comportamento empreendedor
Estima-se que a identificação e familiaridade com a atividade desenvolvida seja um dos fatores que
diferencia a atuação de um empreendedor, embora não seja o único. Ao abordar o tema sustentabilidade,
espera-se sensibilizar os alunos para a atividade empreendedora a ser desenvolvida.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 18 10/09/12 19:01
19
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
1 O PRIMEIRO DOS
PRIMEIROS PASSOS
Os alunos conhecem características do comportamento empreendedor, tendo uma visão geral sobre
cada uma delas:
• Busca de oportunidades e iniciativa.
• Persistência.
• Correr riscos calculados.
• Exigência de qualidade e eficiência.
• Comprometimento.
• Busca de informação.
• Estabelecimento de metas.
• Planejamento e monitoramento sistemático.
• Persuasão e rede de contatos.
• Independência e autoconfiança.
Destaca-se o estímulo ao comportamento de buscar oportunidades e ter iniciativa.
plano de negócios
Neste primeiro encontro os alunos são apresentados à proposta de negócio da loja de artesanato
sustentáveleasatividadespropostasbuscamtrazerinformaçõesiniciaissobreestaoportunidadedemercado.
Com isso trabalham-se elementos relacionados ao passo do plano de negócios “Identificação da
oportunidade de mercado e definição do tipo de negócio”. Os alunos desenvolvem também estudo do tema
sustentabilidade.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 19 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
20
plano de atividades encontro 1
Tema Atividades Estratégias Recursos Tempo
abertura atividade de abertura do curso
e do encontro 1
(- apresentação do Curso
Jovens empreendedores Pri-
meiros Passos e da turma dos
Jovens empreendedores;
- Motivação para a temática
do curso do 7º ano)
- apresentação dos per-
sonagens pelas imagens
e texto
- atividade de apresenta-
ção e integração
- leitura do texto inicial
do encontro 1
(texto inicial do encontro
– livro do aluno)
livro do aluno,
lápis grafite,
fichas de papel
na quantidade de
alunos da turma
(tamanho suge-
rido: 1/8 de folha
de papel sulfite),
caixa ou envelope
para colocar as
fichas
45’
nós e a sustenta-
bilidade
atividade 1
(- Busca de oportunidades e
iniciativa;
- Comprometimento;
-estudo relacionado ao tema
do negócio: sustentabilidade)
Debate com a turma e
leitura de texto (ativida-
de 1 - livro do aluno)
livro do aluno,
lápis grafite,
fichas de papel
na quantidade de
alunos da turma
(tamanho sugeri-
do: 1/4
de folha de
papel sulfite),
5 conjuntos de
caneta hidrocor,
1 rolo de fita crepe
40’
Comportamento
empreendedor
atividade 2
(- estímulo aos comportamen-
tos empreendedores como um
todo, pelo conhecimento e
reflexão sobre eles)
Conversa com os alunos
(atividade 2 - livro do
aluno)
livro do aluno, lá-
pis grafite, cartaz
dos comporta-
mentos empreen-
dedores
30’
encerramento atividade de encerramento do
encontro 1
(- Comunicação e trabalho em
equipe)
Conversa com os alunos
(resumo – livro do
aluno)
livro do aluno,
lápis grafite
5’
Total 120’
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 20 10/09/12 19:01
21
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
1 O PRIMEIRO DOS
PRIMEIROS PASSOS
atividade de abertura do curso e do encontro 1
Objetivos:
• Apresentar a turma dos jovens empreendedores, formada pelos personagens Mieko, Pâmela, Maurício e
Leonardo (personagens que caracterizam visualmente o material do curso).
• Iniciar o Encontro 1.
• Estimular a curiosidade e a motivação dos alunos para o tema sustentabilidade.
Estratégia sugerida:
• Apresentação dos personagens pelas imagens e texto.
• Atividade de apresentação e integração da turma.
• Leitura do texto inicial do Encontro 1 (Texto inicial do Encontro – Livro do Aluno).
Recursos:
• Livro do Aluno.
• Lápis grafite.
• Fichas de papel na quantidade de alunos da turma (tamanho sugerido: 1/8 de folha de papel sulfite).
• Caixa ou envelope para colocar as fichas.
Tempo estimado:
• 45 minutos.
Orientações gerais:
1ª Etapa: introdução e apresentação da turma dos jovens empreendedores.
» Tempo estimado: 5 minutos
• Apresente os quatro personagens principais do curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos para
os alunos, usando a imagem deles e o texto de apresentação.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 21 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
22
Como a palavra “empreendedor” pode ser nova e complexa para a maioria dos alunos, procure empregar
exemplos simples e da realidade da turma sobre algo que se queira fazer e o que é preciso para alcançar o
objetivo. Pode-se pensar em coisas do dia a dia escolar, por exemplo: quando é preciso fazer um trabalho de
pesquisa ou realizar uma prova, queremos alcançar os melhores resultados, e para isso estudamos, buscamos
informações, organizamos tudo para que a realização do trabalho ou o estudo para a prova não fiquem para
o último momento.
Da mesma forma, a ideia de sonhar e definir metas a serem alcançadas pode ainda ser um tanto abstrata
para os alunos nessa faixa etária. Muitos podem não conseguir definir um sonho para suas vidas, por isso a
sugestão é simplificar a abordagem para menores proporções, como no exemplo citado acima.
2ª Etapa: Atividade de Apresentação e Integração – Jogo qualidade e manias
» Tempo estimado: 30 minutos
• Distribua pequenos pedaços de papel a cada um dos alunos.
• Oriente cada participante a escrever no papel uma qualidade e uma mania que possui, sem deixar que
ninguém veja o que escreveu. Em seguida, deverá dobrar o papel e colocá-lo no local indicado (caixa ou
envelope, conforme recursos disponíveis).
• Explique que esses papéis serão embaralhados e sorteados entre todos do grupo.
• Combine previamente o padrão a ser usado para a dobra do papel, para que todos o dobrem da mesma
forma, e posteriormente, ao ser sorteado, não seja reconhecido pela dobra.
• Oriente também para que todos façam uma pequena marca do lado de fora do papel dobrado, para o
caso de sortear o próprio papel e fazer rápida troca.
• Certifique-se de que todos os alunos tenham colocado seu papel na caixa ou envelope.
Misture os papéis e promova o sorteio.
• Quando todos estiverem com um papel em mão e que não seja o seu, explique que deverão ler em voz
alta o papel que receberamu e tentar identificar o autor. O grupo pode ajudar dando palpites.
• Alerte para o fato de que, no caso de um aluno não ser identificado, este deverá se apresentar e comentar
sobre suas qualidades e manias.
• Solicite um voluntário para iniciar o ciclo.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 22 10/09/12 19:01
23
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
1 O PRIMEIRO DOS
PRIMEIROS PASSOS
• Ao final, quando todos tiverem sido identificados e comentado suas qualidades e manias, converse
com os alunos sobre:
• o que vocês acharam do jogo?
• foi mais fácil escrever sobre a qualidade ou a mania? Por quê?
• vocês têm ideia do por que realizamos este jogo?
• Estimule a participação de todos e comente que o objetivo dessa atividade foi propiciar descontração,
integração e também a reflexão sobre o quanto os alunos se conhecem como um grupo. Comente que
muitas vezes não damos oportunidade aos colegas de nos conhecer sob outros aspectos e acabamos
surpreendendo-nos com eles.
• Enfatize que o trabalho a ser realizado no Curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos exigirá forte
espírito de equipe, porque os alunos trabalharão em conjunto para alcançar um objetivo comum. Daí a
importância de todos se conhecerem um pouco melhor, potencializando a colaboração e o respeito mútuo.
3ª Etapa: início do Encontro 1
» Tempo estimado: 10 minutos
• Promova a leitura do texto inicial do 1º Encontro e estimule os alunos a compartilharem o que conhecem
ou já ouviram sobre sustentabilidade.
• Explique que no curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos eles desenvolverão uma atividade
empreendedora buscando contribuir para a sustentabilidade.
Observações e sugestões:
• O professor adota o procedimento de leitura que julgar mais adequado: leitura coletiva, individual,
o professor faz a leitura ou conta sobre as informações que o texto apresenta, entre outras opções.
• Os textos iniciais dos encontros do material do 7º ano são simples e objetivam apresentar e introduzir
os temas de trabalho das atividades programadas naquele encontro. O professor pode ampliar essa
abordagem inicial dos encontros, considerando a necessidade de adequar o tempo das demais atividades
e do encontro, caso adote esta estratégia. Isso também pode ser feito para outras atividades que
contemplam leitura de textos.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 23 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
24
atividade 1 – nós e a sustentabilidade
Objetivo:
• Realizar estudo de tema relacionado ao negócio: sustentabilidade.
Estratégia sugerida:
• Debate com a turma e leitura de texto (Atividade 1 – Livro do Aluno).
Recursos:
• Livro do Aluno.
• Lápis grafite.
• Fichas de papel na quantidade de alunos da turma – 1/4 de folha de sulfite.
• 5 conjuntos de caneta hidrocor.
• 1 rolo de fita crepe.
Tempo estimado:
• 40 minutos.
Orientações gerais:
• Promova um debate com a turma de alunos, perguntando o que entendem por sustentabilidade.
• Solicite contribuição para as respostas, de forma a mediar a troca de ideias para construir elementos de
resposta.
• Solicite que os alunos registrem suas respostas, conforme a troca de ideias realizada no item 1.1.
• Promova a leitura do texto e verifique possíveis dúvidas.
• Reforce a importância da atitude e responsabilidade de cada um ao praticar ações de sustentabilidade
no nosso dia a dia.
• Entregue uma ficha de papel para cada aluno e peça que escrevam algo que consideram factível para
contribuir com a sustentabilidade, conforme entendimento do assunto até o momento. Forme um painel
com tais fichas, colando-as na parede ou em um cartaz. Peça que cada aluno leia e cole sua ficha no painel.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 24 10/09/12 19:01
25
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
1 O PRIMEIRO DOS
PRIMEIROS PASSOS
• Comente que vamos aproveitar as ideias da turma durante o curso.
• Solicite um voluntário para a leitura do texto item 1.2 e apresente a oportunidade da loja de artesanato
sustentável.
• Apresente a oportunidade de negócio do 7º ano, a loja de artesanato sustentável, da maneira mais
animada possível para estimular o interesse e participação dos alunos.
Importante:
A proposta de atividade empreendedora principal para o 7º ano é a montagem de um
negócio identificado no material como loja de artesanato sustentável. Espera-se que esse
negócio represente um espaço onde os alunos poderão oferecer aos clientes (outros alunos e
funcionários da escola em especial) produtos feitos artesanalmente, a partir de materiais que
seriam descartados como lixo, como garrafas plásticas e retalhos de tecido. Ou seja, a partir
da aplicação de técnicas de trabalhos manuais, criarão produtos que serão vendidos na loja
de artesanato sustentável.Para que isso aconteça os alunos são orientados a pesquisar sobre
artesanato e ter ideias sobre produtos que podem ser confeccionados.
Observações e sugestões:
• As perguntas apresentadas nas atividades são sugestões e servem como norteadoras para a troca de
ideias entre os alunos. Assim, é possível ampliar a discussão com outras questões ou aprofundando o
debate sobre algumas delas, caso considere adequado.
• As respostas para as perguntas não seguem um gabarito de resposta, pois devem realmente ser
construídas de forma colaborativa.
• Como o curso traz conteúdos e temas que podem ser novos aos alunos, sugerimos manter acessíveis
dicionáriosououtromeiodepesquisa(internet,livros,outros),paraanecessidadedebuscadeinformações
no aprendizado de novas palavras e conceitos.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 25 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
26
atividade 2 – comportamento empreendedor
Objetivos:
• Conhecer o que é um empreendedor e seus comportamentos.
• Estimular comportamentos empreendedores pela reflexão sobre o assunto.
Estratégia sugerida:
• Conversa com os alunos (Atividade 2 – Livro do Aluno).
Recursos:
• Livro do Aluno.
• Lápis grafite.
• Cartaz dos comportamentos empreendedores.
Tempo estimado:
• 30 minutos.
Orientações gerais:
• Prepare previamente um cartaz com as características empreendedoras, conforme o quadro em destaque
na Atividade 2 no Livro do Aluno (esse cartaz será usado em todos os encontros do curso).
• Promova a leitura e debate sobre o texto de introdução da atividade.
• Estimule o grupo a pensar em alguns personagens de desenhos, filmes ou livros e lembrar
algumas de suas características.
• Defina com o grupo um personagem e quais comportamentos o caracterizam. Solicite que registrem em
seus livros.
• Pergunte se também possuem essas características ou gostariam de tê-las.
• Comente sobre a necessidade de se prestar muita atenção nas características que definem uma pessoa
dotada de comportamentos empreendedores.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 26 10/09/12 19:01
27
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
1 O PRIMEIRO DOS
PRIMEIROS PASSOS
• Apresente e explique os comportamentos empreendedores, exemplificando e usando o cartaz.
• Demonstredemaneiraclaraesimplesquetodospodemdesenvolveroscomportamentosempreendedores
no seu dia a dia.
• Informe que em cada encontro o cartaz será lembrado, pois os comportamentos empreendedores serão
praticados durante o curso todo.
Observações e sugestões:
• Para a montagem do cartaz procure usar material alternativo, valorizando a ideia de sustentabilidade
ambiental. Por exemplo, o cartaz pode ser feito tendo como base uma caixa de papelão desmontada,
colam-se ou escrevem-se os comportamentos empreendedores e o cartaz pode ser decorado com imagens
de revistas, por exemplo.
• O ideal é que este cartaz fique afixado na sala de aula durante as atividades do curso. O cartaz servirá
para acompanhamento da prática dos comportamentos empreendedores durante a realização do curso.
• O cartaz pode ser elaborado com a colaboração dos alunos.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 27 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
28
atividade de encerramento do encontro 1
Objetivos:
• Resumir as atividades do encontro 1.
• Encerrar o Encontro 1.
Estratégia sugerida:
• Conversa com os alunos (Resumindo – livro do aluno).
Recursos:
• Livro do Aluno.
Tempo estimado:
• 5 minutos.
Orientações gerais:
• Converse com os alunos para resumir as atividades do encontro, tendo como apoio o “Resumindo” descrito
no Livro do Aluno.
É possível fazer um registro textual em cartaz ou no quadro, por exemplo, do resumo feito com os alunos.
O Livro do Aluno apresenta um resumo do encontro, o que não invalida ou descaracteriza a necessidade
da conversa com os alunos para o resumo ao final do encontro, muito pelo contrário.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 28 10/09/12 19:01
29
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
1 O PRIMEIRO DOS
PRIMEIROS PASSOS
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 29 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
30
a oportunidade mora
ao lado
resumindo o encontro
Neste encontro os alunos estudarão sobre plano de negócios e os passos que devem ser seguidos para
a sua realização. Também conhecerão alguns conceitos comuns no mundo dos negócios como mercado,
produto, serviço, cliente, fornecedor e concorrentes. Serão orientados para o desenvolvimento de uma
pesquisa sobre o artesanato da cidade e região, motivados pelo estudo sobre artesanato no Brasil.
Neste encontro serão estimulados os seguintes aspectos do comportamento empreendedor e abordados
os elementos a seguir do plano de negócios:
comportamento empreendedor
• Busca de oportunidades e iniciativa.
• Planejamento e monitoramento sistemáticos.
• Comprometimento e persistência.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 30 10/09/12 19:01
31
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
2 a oportunidade
mora ao lado
• Busca de informações.
• Comunicação e trabalho em equipe.
plano de negócios
Os alunos trabalham com as informações sobre quais são os passos de planejamento que deverão seguir.
Com isso trabalham-se elementos relacionados ao passo do plano de negócios ”Identificação da oportunidade
de mercado e definição do tipo de negócio”.
Os alunos também conhecem conceitos relacionados ao mundo dos negócios (mercado, produto, serviço,
cliente, fornecedor, concorrente) e realizam estudo relacionado ao tema do negócio e estudam casos sobre
artesanato no Brasil.
Os alunos são orientados, ainda, para realizar uma pesquisa sobre artesanato na cidade e região.
plano de atividades encontro 2
Tema Atividades Estratégias Recursos Tempo
Abertura
Atividade de abertura do
Encontro 2
(- Motivação para a temática
do curso do 7º ano)
Leitura texto inicial do
encontro 2
(Texto inicial do Encontro
2 – Livro do Aluno)
Livro do aluno. 5’
Plano de Negócios
Atividade 1
(- Planejamento e monitora-
mento sistemáticos;
- Conhecimento dos passos
de um Plano de Negócios)
Leitura de texto e
resolução de situação-
problema
(Atividade 1 Livro do
Aluno)
Livro do Aluno,
lápis grafite,
cartaz dos passos
do Plano de Ne-
gócios
30’
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 31 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
32
Tema Atividades Estratégias Recursos Tempo
Praticando os
passos do Plano de
negócios
atividade 2
(- Busca de oportunidades e
iniciativa;
- Passo do Plano de ne-
gócios: identificação da
oportunidade de mercado e
definição do tipo de negócio;
- apresentar conceitos de
mercado, produtos, serviços,
mercado fornecedor e merca-
do concorrente)
Conversa com a turma e
leitura de texto. (ativida-
de 2 - livro do aluno)
livro do aluno,
lápis grafite,
cartaz dos passos
do Plano de ne-
gócios
25’
artesanato susten-
tável
atividade 3
(- Busca de oportunidades e
iniciativa;
- Busca de informações;
- Comprometimento e persis-
tência;
- Comunicação e trabalho em
equipe;
- estudo sobre artesanato
sustentável e exemplos
brasileiros)
leitura de texto e estudo
de caso
(atividade 3 - livro do
aluno)
livro do aluno,
lápis grafite,
2 cópias de cada
caso apresentado
para estudo (con-
forme descrição
da atividade)
45’
Meu comportamen-
to empreendedor
atividade 4
(- Busca de oportunidades e
iniciativas)
leitura de texto e
Conversa com os alunos
atividade 4 - livro do
aluno
livro do aluno,
lápis grafite,
cartaz dos
comportamentos
empreendedores
10’
encerramento
atividade de encerramento
do
encontro 2
Conversa com os alunos
(resumindo – livro do
aluno)
livro do aluno 5’
Total 120’
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 32 10/09/12 19:01
33
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
2 a oportunidade
mora ao lado
atividade de abertura do encontro 2
Objetivos:
• Iniciar o Encontro 2
• Estimular a motivação dos alunos para a temática do curso e realização da atividade empreendedora
com artesanato sustentável.
Estratégia sugerida:
• Leitura do texto inicial do Encontro 2 (Texto inicial do Encontro - Livro do Aluno).
Recurso:
• Livro do Aluno.
Tempo estimado:
• 5 minutos.
Orientações gerais:
• Promova a leitura do texto inicial do encontro com os alunos, reforçando a importância do plano de
negócios no planejamento da atividade empreendedora que será desenvolvida.
• Argumente sobre a necessidade de conhecer mais sobre artesanato sustentável;afinal esta é a proposta
deste curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 33 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
34
atividade 1 – plano de negócios
Objetivos:
• Conceituar planejamento e plano de negócios.
• Estimular comportamentos empreendedores: planejamento e monitoramento sistemáticos.
Estratégia sugerida:
• Leitura de texto e resolução de situação-problema (Atividade 1 – Livro do Aluno).
Recursos:
• Livro do Aluno;
• Lápis grafite;
• Cartaz dos passos do plano de negócios.
Tempo estimado:
• 30 minutos.
Orientações gerais:
• Prepare previamente um cartaz com os passos do plano de negócios, conforme o quadro em destaque na
Atividade 1 no Livro do Aluno (esse cartaz será usado em todos os encontros do curso).
• Questione se os alunos já planejaram algo que quiseram ou precisaram fazer, por exemplo, uma viagem,
uma tarde de jogos com os amigos, um passeio em grupo, entre outros exemplos.
• Explique que, da mesma forma que planejar é importante para as situações do dia a dia, é também
importante para a atividade empreendedora que será desenvolvida pelos alunos – a loja de artesanato
sustentável.
• Promova a leitura do texto apresentando os passos para um plano de negócios.
• Esclareça que durante os encontros do curso serão desenvolvidas atividades relacionadas a cada um
desses passos do plano de negócios, que tornarão a loja de artesanato sustentável um sucesso com a
valorização da cultura da nossa região e o desenvolvimento de ações que contribuam para uma relação
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 34 10/09/12 19:01
35
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
2 a oportunidade
mora ao lado
mais equilibrada com o meio ambiente e de maneira mais justa entre as pessoas.
• OrientearealizaçãodaAtividade1.1,dizendoaosalunosparaimaginarestaremajudandoPâmelaaorganizar
uma festa para seus amigos. A fim de que dê tudo certo na realização da festa, será necessário planejar. Para
essa atividade, os alunos devem seguir os passos do plano de negócios no planejamento da festa.
• Promova um debate geral para a construção do planejamento da festa de Pâmela pelos passos do plano
de negócios.
• Após a atividade, converse com o grupo, explorando os conceitos e o entendimento a respeito dos passos
que compõem o plano de negócios.
• Enfatize que os alunos já exercitaram a realização de um plano de negócios. Esta experiência será
importante na realização do plano de negócios da loja de artesanato sustentável.
Informações de referências para o debate da Atividade 1.1.:
IDENTIFICAR A OPORTUNIDADE DE MERCADO E DEFINIR O TIPO DE NEGóCIO
Como a turma anda sem eventos para se reunir, existe uma oportunidade de se fazer um encontro de amigos.
Pâmela definiu que a oportunidade é a realização de uma festa para os amigos.
DEFINIR UM NOME PARA O NEGóCIO
Definir um nome para a festa. Pode até ser, simplesmente, “Festa da Pâmela”. Caso a festa seja temática (por
exemplo: carnaval, rock, junina, outros temas quaisquer), o tema pode ser incluído no nome da festa.
DEFINIR OS PRODUTOS E SERvIçOS
Aqui temos um tipo de “serviço” que será oferecido – uma festa. Como será a festa?
Para definir os produtos e serviços é preciso pensar e decidir sobre algumas questões: terá petiscos, comidas e
bebidas? Quais serão as opções? Como será a decoração? Qual horário para a festa? Terá música, DJ? Será um
“simples” encontro de amigos ou será uma festa para ninguém mais esquecer?
DEFINIR OS ClIENTES DO NEGóCIO
Os clientes são as pessoas a quem se destina a festa (o serviço), isto é, o grupo de amigos.
É preciso decidir: quem será convidado? Quais os critérios para se definir quem será ou não convidado?
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 35 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
36
iDentiFiCar os ConCorrentes
Opa! Será que não vai ter alguém oferecendo outro evento no mesmo dia e horário? Algum aniversário, uma
excursão ou mesmo outra festa?
DeFinir o loCal De FunCionaMento Do neGóCio
Identificar o local onde acontecerá a festa da Pâmela – ela pretender fazer a festa em sua casa.
estaBeleCer as açÕes De ProDução e Para o DesenvolviMento Dos ProDutos e serviços
É preciso listar o que precisa ser feito para que a festa aconteça.
Quais são os preparativos necessários? O que comprar, o que providenciar?
DeFinir reCursos Materiais neCessários e ParCerias Para iMPlantação Do Plano De neGóCios
Pensar na estrutura necessária.
Analisar quais recursos materiais serão necessários: mesas, cadeiras, copos, guardanapos, aparelho de som,
jogos (podem ser deixados disponíveis para os amigos durante a festa), etc.
Quem vai fornecer o que precisamos? Onde adquirir um produto de qualidade?
Podemos fazer algumas parcerias para obter ajuda de pessoas ou colaboração na obtenção dos recursos neces-
sários, por exemplo, emprestar cadeiras de alguns vizinhos amigos.
DeFinir reCursos FinanCeiros neCessários Para DesenvolviMento Do neGóCio
Quanto custa fazer a festa? Quanto a Pâmela precisará para a festa? Qual será o investimento?
Como conseguir os recursos financeiros?
DeFinir açÕes De MarKetinG Para DivulGação Do neGóCio
Preparar campanha de divulgação: serão feitos convites? Serão enviados e-mails, torpedos? Serão feitos cartazes?
Como mostrar aos convidados que a festa será legal?
Como incentivar os convidados para que todos realmente decidam participar da festa? Numa visão um pouco
mais ampliada, é possível analisar vários componentes do marketing.
Aqui estão os componentes para a festa se tornar atraente, imperdível aos olhos dos convidados. Podemos, em
marketing, pensar nos famosos quatro “Ps”: produto, preço, ponto e promoção.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 36 10/09/12 19:01
37
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
2 a oportunidade
mora ao lado
1 - A festa é um bom produto, ou seja, terá qualidade, é do jeito que a turma gosta ou “é uma fria”?
2 - Para ir a essa festa gasta-se muito – preço? E vale a pena pagar/gastar bastante? Vamos cobrar ingresso,
dividir os gastos?
3 - O local – ponto – é acessível, gasta-se muito tempo para chegar lá? O local é agradável?
4 - Como vamos comunicar, divulgar a festa – fazer a promoção? Como é o costume de se convidar nessa turma?
ORGANIzAR E DISTRIbUIR AS TAREFAS ENTRE OS RESPONSÁvEIS PElO NEGóCIO
Organizar e dividir as tarefas entre as pessoas responsáveis. Quem será o responsável pelo que, antes, durante
e depois da festa? Pâmela fará tudo sozinha? Quem mais a ajudará?
AvAlIAR RESUlTADOS DO NEGóCIO E DESENvOlvER O SISTEMA DE PóS-vENDA, vISANDO à MANUTENçãO
DOS ClIENTES.
Quais seriam as ações para depois da festa, para se saber o grau de satisfação de todos com relação ao encon-
tro dos amigos? Bate-papo pessoal e na internet, fotos da festa, ideias para projeto de próxima festa?
Observações e sugestões:
• Para a montagem do cartaz procure usar material alternativo, valorizando a ideia de sustentabilidade
ambiental. Por exemplo, o cartaz pode ser feito tendo como base uma caixa de papelão desmontada,
colam-se ou escrevem-se os passos do plano de negócios e o cartaz pode ser decorado com imagens de
revistas, por exemplo.
• O ideal é que esse cartaz fique afixado na sala de aula durante as atividades do curso. O cartaz servirá
para acompanhamento da realização dos passos do plano de negócios durante a realização do curso.
• O cartaz pode ser elaborado com a colaboração dos alunos. Neste caso, ajustar tempo da atividade e do
encontro.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 37 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
38
atividade 2 – praticando os passos do plano de negócios
Objetivos:
• Orientar passos ou atividades relacionadas do plano de negócios: Identificação da
oportunidade de mercado e definição do tipo de negócio.
• Apresentar conceitos de mercado, produtos, serviços, mercado fornecedor e mercado concorrente.
Estratégia sugerida:
• Conversa com a turma e leitura de texto (Atividade 2 – Livro do Aluno).
Recursos:
• Livro do Aluno.
• Lápis grafite.
• Cartaz dos passos do plano de negócios.
Tempo estimado:
• 25 minutos.
Orientações gerais:
• Promova a leitura do texto inicial da Atividade 2, estimule a participação e o entendimento dos conceitos
apresentados a partir de algumas perguntas; por exemplo, “No momento em que estão comprando algo,
vocês são clientes ou fornecedores?” “Quais exemplos de produtos poderiam dar?” “Qual a diferença entre
produto e serviço?”
• Reforceoentendimentodequeserãorealizadospassosdeplanejamentoparamontaralojadeartesanato
sustentável, relacionando no cartaz o primeiro passo do plano de negócios a ser dado: Identificação da
oportunidade de mercado e definição do tipo de negócio.
• Solicite que os alunos respondam as questões do item 2.1., reforçando os conceitos apresentados no texto
lido nesta atividade.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 38 10/09/12 19:01
39
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
2 a oportunidade
mora ao lado
• Estimule, na sequência, que compartilhem suas respostas e conversem com os alunos de forma a mediar
a troca de ideias e construir e fortalecer esses conceitos tão importantes no desenvolvimento da loja de
artesanato sustentável.
• Reforce a informação de que a relação de mercado entre concorrentes deve ter como base a cooperação,
e que isso será tratado nos próximos encontros.
Gabarito Atividade 2.1:
Maurício foi com seus pais ao centro da cidade onde mora para comprar um novo caderno.
Existem 4 papelarias no centro da cidade: papelaria a, papelaria b, papelaria c e papelaria d.
Todas as papelarias vendem cadernos. Assim, elas são fornecedores desse tipo de produto.
Certamentetodasaspapelariastambémficariamfelizesemvenderum cadernoparaomaurício.
Como vendem produtos iguais ou similares, estão localizadas numa mesma região e esperam
atender aos clientes que vão ao centro da cidade, podemos dizer que as quatro papelarias são
concorrentes entre si.
Após pesquisar as opções, maurício resolveu comprar seu caderno na papelaria b. Nesse
momento ele assumiu o papel de cliente/consumidor da papelaria b e esta, por sua vez, o papel
de fornecedora do caderno de maurício.
Observações e sugestões:
• É possível ampliar a discussão do tema da atividade com outras questões ou aprofundando o debate
sobre algumas informações apresentadas, caso considere adequado.
• Como o curso traz conteúdos e temas que podem ser novos aos alunos, sugerimos manter acessíveis
dicionáriosououtromeiodepesquisa(internet,livros,outros),paraanecessidadedebuscadeinformações
no aprendizado de novas palavras e conceitos.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 39 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
40
atividade 3 – artesanato sustentável
Objetivo:
• Estimular o estudo e interesse sobre artesanato sustentável, temática do negócio a ser desenvolvido.
Estratégia sugerida:
• Leitura de texto e estudo de caso (Atividade 3 – Livro do Aluno).
Recursos:
• Livro do Aluno.
• Lápis grafite.
• 2 cópias de cada caso apresentado para estudo (conforme descrição da atividade).
Tempo estimado:
• 45 minutos.
Orientações gerais:
• Promova a leitura e debate sobre o texto inicial da Atividade 3, destacando a importância do artesanato
brasileiro e o que significa artesanato sustentável.
• Para a realização da atividade 3.1., recorte uma cópia dos cinco casos propostos para estudo de forma
irregular, como peças de um quebra-cabeça. Recorte cada texto na quantidade de partes (peças) que
represente a quantidade de participantes que cada grupo deve ter, conforme número de alunos da turma.
• Misture os papéis e distribua uma parte (peça do quebra-cabeça) a cada aluno. Peça- lhes que encontrem
as demais partes do texto junto aos colegas, como se fossem montar um quebra-cabeça.
• Oriente cada grupo para que faça a leitura do caso recebido, responda as questões sugeridas no item 3.1.
e escolha um representante para apresentar as respostas para os demais colegas da turma. Para facilitar
a leitura dos grupos, entregue a cada um, respectivamente, uma cópia do caso a ser estudado (folha sem
recorte e não colada).
• Informe o tempo de 15 minutos para a atividade dos grupos.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 40 10/09/12 19:01
41
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
2 a oportunidade
mora ao lado
• Solicite que os alunos compartilhem seus comentários sobre os casos estudados, contando aos demais
colegas um resumo da situação conhecida.
• Comente as respostas dos grupos, sempre estabelecendo relação com os benefícios que o trabalho com
artesanato trouxe às pessoas, em cada história apresentada, bem como aborde aspectos que se refiram
a práticas sustentáveis.
• Questione se os alunos gostaram de conhecer tais exemplos com relação ao artesanato e direcione a
importância de saber sobre o artesanato da cidade ou região em que estão.
• Diga que será preciso estudar também o artesanato da nossa cidade ou região, e para isso deverão
realizar uma pesquisa.
• Solicite a um voluntário ler no item 3.2 as ideias de informações a serem pesquisadas e converse sobre
outras informações que também possam ser levantadas na pesquisa que realizarão em grupos.
• Comente que, com essa atividade, fazem uma introdução sobre assunto de grande importância: o
artesanato em nossa cidade ou região, e que esta pesquisa muito ajudará no desenvolvimento dos
produtos que serão feitos na loja de artesanato sustentável.
• Oriente a formação de grupos (4 a 5 grupos) que deverão apresentar para os demais colegas de turma,
no próximo encontro, cartaz com as principais informações pesquisadas.
• Explique que a pesquisa deve ser feita pela observação, podendo também ser feitas perguntas nos locais
visitados ou pesquisados.
Observações e sugestões:
Os casos apresentados se referem a exemplos de trabalho com artesanato nas diferentes regiões do
Brasil. É possível usar outros exemplos, se julgar adequado fazer essa mudança.
(Fonte dos casos para estudo: www.sebrae.com.br/setor/artesanato)
• O material de pesquisa poderá ser solicitado por escrito, formando um arquivo específico de assuntos
sobre artesanato. Nesse caso, oriente os alunos sobre como entregar a pesquisa, além da elaboração do
cartaz de apresentação.
• A pesquisa sobre artesanato da cidade e região pode ser feita na escola, com material de pesquisa.
Também pode ser programada visita da turma a um ou dois lugares da cidade ou região que trabalhem
com artesanato, conforme realidade local.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 41 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
42
• Como o curso traz conteúdos e temas que podem ser novos aos alunos, sugerimos manter acessíveis
dicionáriosououtromeiodepesquisa(internet,livros,outros),paraanecessidadedebuscadeinformações
no aprendizado de novas palavras e conceitos.
Caso 1
• Cidade: Laguna
• Estado: Santa Catarina
• Região Sul do Brasil
Conchas e Escamas:
Joias Raras em Artesanato
Laguna é um local em Santa Catarina que atrai muitos turistas, devido a possuir belas praias, lagoas e
outras belezas naturais, além de ter um dos carnavais mais famosos do Brasil.
Em 2001, quando começou a explorar o turismo, sentiram falta de um artesanato que caracterizaria a
região. Depois de certo tempo, o prefeito trouxe de Portugal um artesanato feito com escamas de peixe. E
então a artesã Mariza começou a explorar o emprego de escamas de peixe na fabricação de artesanato.
Empregando como matéria-prima básica as conchas e escamas de peixe, a artesã criou uma variedade de
produtos: flores em escamas, confeccionadas ao natural e tingidas nas mais variadas cores; vasos cobertos
com cascalho de conchas, além de pequenas caixas, ovais, redondas e quadradas, que eram revestidas com
cascalho de concha moído, decoradas com pequenas conchas em suas tampas. A artesã também produzia
miniflores em escamas, usando no acabamento fios de prata, bem como bijuterias (brincos, colares e anéis).
As escamas também serviam como matéria-prima para bordados em roupas.
Seus produtos eram expostos em feiras e eventos, além de serem comercializados na Casa dos Açores e
na Associação de Artesãs Artes do Mar, localizada no Mercado Público Municipal de Laguna.
Alguns anos depois, Mariza já produzia cerca de 200 peças por mês, uma grande conquista para quem
inicialmente confeccionava apenas 20 peças mensais.
SANTA CATARINA (SUL)
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 42 10/09/12 19:01
43
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
2 a oportunidade
mora ao lado
Mariza aliou a vontade de fazer algo diferente à tradição local; a criatividade de uma pessoa
empreendedora à oportunidade. A sustentabilidade no processo de crescimento econômico, agregando valor
ao turismo, e a divulgação da própria região eram os desafios de empreendedores como a artesã.
Caso 2
• Cidade: Jaú
• Estado: Tocantins
• Região Norte do Brasil
Trançado Africano
TOCANTINS (NORTE)
O desafio da cidade de peixe era promover uma atividade produtiva que valorizasse os talentos dos
moradores do entroncamento do Jaú. Mas o primeiro obstáculo era descobrir esse talento e explorá-lo de
forma a garantir a sustentabilidade.
O trançado africano, um traço cultural histórico que estava em vias de desaparecer, poderia ser uma
alternativa. A saída, ou melhor, a porta de entrada para a liberdade econômica sustentável. Marilene Martins
Andrade era uma das únicas e últimas mulheres a guardar e preservar na memória o trançado.
Algum tempo depois, por meio de uma parceria entre o Sebrae, a Prefeitura Municipal e o governo do
Estado, deu-se início a um trabalho de resgate cultural e valorização da comunidade local para desenvolver o
trançado africano, e as mulheres daquela comunidade começaram a se organizar para participar de oficinas
onde conheceriam a cultura local e o trançado africano.
A comunidade se organizou formalmente, criando a Artejaú, associação que conta com 25 membros e
trabalha a partir das peças, valorizando a cultura local.
TOCANTINS (NORTE)
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 43 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
44
Caso 3
• Cidade: Minas Novas – Comunidade Coqueiro
Campo (região do Vale do Jequitinhonha)
• Estado: Minas Gerais
• Região Sudeste do Brasil
Bonecas do Vale do Jequitinhonha – MG
MINAS GERAIS (SUDESTE)
A comunidade de Coqueiro Campo é distante 22 quilômetros de Minas Novas, um dos municípios
mais antigos do Vale do Jequitinhonha e com a maioria da população vivendo na zona rural. Grande parte
do Vale do Jequitinhonha sofre com a falta de chuva e, com isso, o trabalho em plantações de cana-de-
açúcar no interior de São Paulo arrebanhava muitos trabalhadores dessa região que, no período da seca,
ausentavam-se de suas casas, deixando a família alimentada pela esperança de seu retorno. As mulheres,
chamadas de “viúvas da seca”, tinham que assumir a tarefa de cuidar do sustento da casa, cuidar dos filhos,
da lavoura e das pequenas criações.
Diante dessa situação, as mulheres da comunidade de Coqueiro Campo enxergaram no trabalho com o
barro, antiga brincadeira de criança e ofício herdado por gerações, oportunidade de aumentar a renda familiar,
melhorando suas condições de vida. O trabalho, que antes servia para produzir utensílios domésticos de uso
próprio e até mesmo brinquedos despontava como uma possibilidade de negócio. O trabalho com o barro
virava, então, artesanato em cerâmica.
Assim, nove mulheres da comunidade de Coqueiro Campo, Josefina Francisco Alecrim, Deusani Gomes
dos Santos, Irene Gomes da Silva, Áurea Gomes dos Santos, Maria Tereza Gomes da Costa, Salete Gomes da
Silva, Maria Aparecida Lopes da Silva e Dona Rosa Gomes Ferreira, motivadas por Maria José Gomes da Silva,
mais conhecida como Zezinha, decidiram criar um grupo de artesãs e dedicar mais tempo ao artesanato,
trocando ideias, compartilhando experiências, aperfeiçoando sua arte e fortalecendo seus laços.
Em 1990 começaram a produzir e vender as mais variadas peças em Minas Novas e Turmalina, ainda a
preço muito baixo, mas que de certa maneira já contribuía para o orçamento familiar. Após algum tempo, o
MINAS GERAIS (SUDESTE)
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 44 10/09/12 19:01
45
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
2 a oportunidade
mora ao lado
grupo vinha colhendo resultados bem positivos, cresceu e se desenvolveu e hoje garantem a sustentabilidade
e o desenvolvimento.
Zezinha pretende transformar uma antiga casa no seu museu particular, com suas peças e sua história,
para contar às gerações futuras. “Já encomendei um casal de bonecas à minha mãe para guardar no museu.
Foi ela quem me ensinou este ofício abençoado. Quero que meus netos, bisnetos e tataranetos conheçam a
história de Zezinha” – concluiu orgulhosa.
Antes Vale da Pobreza, o Vale do Jequitinhonha aspirava voltar a ser conhecido como Vale da Riqueza.
Não mais pelo ouro, diamante ou pedras preciosas do passado, mas sim rico na cultura, na arte, nas histórias,
em novas oportunidades e na esperança do seu povo.
Caso 4
• Cidade: Campo Grande
• Estado: Mato Grosso do Sul
• Região Centro-Oeste do Brasil
Liarte – Sonho que se sonha junto
MATO GROSSO DO SUL (CENTRO-OESTE)
Em 2005, Lígia foi passar férias no Japão e trabalhou como arubaito (trabalho temporário
no Japão, realizado em curtos períodos de tempo, geralmente durante as férias). Nessa época, conheceu
o dia a dia de sua família, que estava morando e trabalhando nesse país.
Lígia decidiu, ainda em 2005, que precisaria ajudar seus parentes que estavam trabalhando no
Japão a retornar definitivamente para o Brasil. Sendo assim, era necessário encontrar em Campo Grande
uma fonte de renda para eles. Ela passou a se preocupar com a identificação de uma oportunidade de negócio
sustentável, com menos riscos e, ao mesmo tempo, que atendesse a sua expectativa de reunir toda a família.
Passou então a estudar oportunidades de negócios, participando de cursos e palestras, quando sentiu a
motivação pelo artesanato que, ao mesmo tempo, dar-lhe-ia prazer e possibilidade de gerar bons lucros.
Em Campo Grande, Lígia participou de pesquisas e estágios em lojas de artesanato, o que lhe deu maior
confiança em seu plano de abertura de um negócio.
MATO GROSSO DO SUL
(CENTRO-OESTE)
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 45 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
46
Após pesquisas e planejamento, a Liarte foi inaugurada em 2006. A empresa comercializava, entre
outros produtos, peças fabricadas em MDF (material de resíduo de madeira), valorizando também a cultura
japonesa em várias delas.
Lígia relatou como iniciou o trabalho com o material MDF: “Comecei a fabricar as peças em MDF no
segundo semestre de 2006. Por ser um material fácil de manusear, ofereceu inúmeras vantagens em relação
a outros similares. Conheci o MDF logo no início da minha busca de informações, antes de abrir a empresa.
Foi reconhecida como a principal matéria-prima usada na fabricação das peças para pintura.”
Após algum tempo da abertura, a loja ganhou visibilidade e se expandiu, o que proporcionou condições
para que a família toda voltasse do Japão e conseguisse fazer do negócio, um projeto lucrativo e capaz de
gerar renda para toda a família.
Caso 5
• Cidade: Açu
• Estado: Rio Grande do Norte
• Região Nordeste do Brasil
Carnaúba: do artesanato à indústria do petróleo
RIO GRANDE DO NORTE (NORDESTE
Os artesãos da palha da carnaúba, vegetação característica da região e da cidade de Açu, passaram por
um grande problema de queda nas vendas devido à entrada de novos produtos no mercado internacional, mas
apesar das grandes dificuldades eles não ficaram parados e contaram com a ajuda do técnico da Petrobras,
que via na palha da carnaúba uma alternativa para proporcionar melhoria de vida e renda aos artesãos.
Eles já conheciam a técnica e precisavam se organizar, uma vez que o mercado não estava recebendo bem
os objetos que até então eles produziam – precisavam de algo novo, diferenciado, que atraíssem os clientes.
Desta forma, João Batista Dantas desenvolveu uma tecnologia para revestir os dutos onde passava vapor a
ser injetado nos poços terrestres de extração de petróleo.
Uma vez sensibilizados e mobilizados, os grupos de artesãos começaram o trabalho na produção das
esteiras e tranças com a palha da carnaúba, que passaram a ter mercado certo e venda garantida. A partir
desse momento, o projeto Carnaúba Viva estava entrando em funcionamento, mantendo viva a cultura do
RIO GRANDE DO NORTE (NORDESTE)
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 46 10/09/12 19:01
47
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
2 a oportunidade
mora ao lado
artesanato e o desejo de viver e de ver a continuidade da arte que vinha fazendo discípulos de geração em
geração. Esse foi apenas um dos objetivos que levaram a funcionar a ONG Carnaúba Viva, desenvolvendo
trabalhos comunitários, de arte, desportos e preservação do meio ambiente.
atividade 4 – meu comportamento empreendedor
Objetivo:
• Estimular comportamentos empreendedores pela reflexão sobre o assunto, em
especial buscar oportunidades e ter iniciativa.
Estratégia sugerida:
• Leitura de texto e conversa com os alunos (Atividade 4 – Livro do Aluno).
Recursos:
• Livro do Aluno;
• Lápis grafite;
• Cartaz dos comportamentos empreendedores.
Tempo estimado:
• 10 minutos.
Orientações gerais:
• Promova a leitura do texto e uma conversa com os alunos sobre a importância de se buscarem
oportunidades e ter iniciativa nessa atividade empreendedora que será desenvolvida.
• Enfatize que para a loja de artesanato sustentável ser um sucesso esse comportamento empreendedor é
fundamental,poissenãoagiremnadaacontecerá–aideiadalojaseráapenasumaideiaquenãosairádopapel.
• Peça que os alunos respondam as questões propostas no item 4.1. sobre a prática de comportamentos
empreendedores e solicite que três alunos, no mínimo, compartilhem suas respostas.
• Destaque o comportamento citado no cartaz dos comportamentos empreendedores.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 47 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
48
atividade de encerramento do encontro 2
Objetivos:
• Resumir as atividades do Encontro 2.
• Encerrar o Encontro 2.
Estratégia sugerida:
• Conversa com os alunos (Resumindo – Livro do Aluno).
Recurso:
• Livro do Aluno.
Tempo estimado:
• 5 minutos.
Orientação geral:
• Converse com os alunos para resumir as atividades do encontro, tendo como apoio o “Resumindo” descrito
no Livro do Aluno.
É possível fazer um registro textual em cartaz ou no quadro, por exemplo, do resumo feito com os alunos.
O Livro do Aluno apresenta um resumo do encontro, o que não invalida ou descaracteriza a necessidade
da conversa com os alunos para o resumo ao final do encontro, muito pelo contrário.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 48 10/09/12 19:01
49
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
2 a oportunidade
mora ao lado
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 49 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
50
conhecendo mais sobre
artesanato
resumindo o encontro
Neste encontro os alunos apresentarão os resultados da pesquisa sobre o artesanato da cidade e região,
serão definidos os produtos que produzirão e os clientes para esses produtos. Os alunos estudarão um pouco
mais sobre a importância dos comportamentos empreendedores e iniciarão a produção de peças para a loja
de artesanato sustentável.
comportamento empreendedor
• Estabelecimento de metas
• Planejamento e monitoramento sistemáticos
• Busca de informações
• Busca de oportunidades e iniciativa
• Criatividade
• Organização
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 50 10/09/12 19:01
51
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
3 CONHECENDO MAIS
SOBRE ARTESANATO
plano de negócios
Trabalham-se elementos relacionados aos passos do plano de negócios “Identificação da oportunidade
de mercado e definição do tipo de negócio” e “Definição de clientes”.
Os alunos serão orientados a realizar uma pesquisa de preferência com os clientes, a partir da definição
de ideias de produtos a serem feitos. Desta forma, trabalham elementos ligados ao passo do plano de negócios
“Definição dos produtos e serviços”, que será realizado posteriormente.
Com o início das atividades produtivas, os alunos desenvolvem atividades relacionadas ao passo
“Estabelecer ações de produção para o desenvolvimento do produto”.
plano de atividades encontro 3
Tema Atividades Estratégias Recursos Tempo
Abertura
Atividade de abertura do Encontro 3
Motivação para a temática do curso
do 7º ano
Leitura do
texto inicial
do Encontro 3
(Texto inicial do
Encontro - Livro
do Aluno)
Livro do aluno. 5’
Informações da
pesquisa sobre
artesanato
Atividade 1
(- Busca de informações;
- Estudo sobre oportunidade de
mercado)
Debate com a
turma (Ativida-
de 1 – Livro do
Aluno)
Livro do Aluno, lá-
pis grafite, cartaz
dos passos do Pla-
no de Negócios.
45’
Praticando os
passos do Plano de
Negócios
Atividade 2
(- Planejamento e monitoramento
sistemáticos;
- Estabelecimento de metas;
- Orientação passos do Plano de
Negócios “Identificação de oportuni-
dade de mercado e definição do tipo
de negócio” e “definição de clientes”)
Conversa com os
alunos
(Atividade 2 -
Livro do Aluno)
Livro do Aluno,
lápis grafite,
cartaz dos passos
do Plano de Ne-
gócios.
20’
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 51 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
52
Tema Atividades Estratégias Recursos Tempo
Meu comportamen-
to empreendedor
atividade 3
(- estabelecimento de metas;
- Planejamento e monitoramento
sistemáticos)
Conversa com os
alunos
(atividade 3 -
livro do aluno)
livro do aluno, lá-
pis grafite, cartaz
dos comporta-
mentos empreen-
dedores.
15’
Momento da pro-
dução
atividade
(- estabelecimento de metas;
- Planejamento e monitoramento
sistemáticos;
- Busca de oportunidades e inicia-
tiva;
- Criatividade;
- Organização;
- estabelecer ações de produção
e desenvolvimento dos produtos e
serviços)
elaboração de
produtos e regis-
tro do histórico
de produção
(atividade 4 -
livro do aluno)
livro do aluno,
lápis grafite,
material confor-
me decisão dos
produtos a serem
elaborados.
30’
encerramento
atividade de encerramento do
encontro 3
Conversa com os
alunos (resu-
mindo – livro do
aluno)
livro do aluno. 5’
Total 120’
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 52 10/09/12 19:01
53
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
3 CONHECENDO MAIS
SOBRE ARTESANATO
atividade de abertura do encontro 3
Objetivos:
• Iniciar o Encontro 3.
• Estimular a motivação dos alunos para a temática do curso e realização da atividade empreendedora
com artesanato sustentável.
Estratégia sugerida:
• Leitura do texto inicial do Encontro 3 (Texto inicial do Encontro – Livro do Aluno).
Recurso:
• Livro do Aluno.
Tempo estimado:
• 5 minutos.
Orientações gerais:
• Promova a leitura do texto inicial do encontro e explique aos alunos que neste encontro continuarão o
plano de negócios conhecendo mais informações sobre nossa oportunidade de mercado, o artesanato
sustentável.
• Diga, de maneira entusiasmada, que também iniciarão a primeira atividade produtiva de artesanato
sustentável.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 53 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
54
atividade 1 – informaçÕes da pesQuisa sobre artesanato
Objetivos:
• Ampliar conhecimento sobre artesanato na cidade e região.
Estratégia sugerida:
• Debate com a turma (Atividade 1 – Livro do Aluno).
Recursos:
• Livro do Aluno.
• Lápis grafite.
• Cartaz dos passos do plano de negócios.
Tempo estimado:
• 45 minutos.
Orientações gerais:
• Orientar para que cada grupo faça a sua apresentação, solicitando a atenção de todos para este momento,
pois teremos informações muito importantes sobre o artesanato da nossa cidade e região – tempo médio de
5 minutos por grupo. Ao final de cada apresentação solicite uma salva de palmas para estimular os grupos.
• Promova um debate e troca de ideias, terminadas as apresentações dos grupos, para resposta das
questões propostas na atividade 1.1.
• Enfatize sobre a importância de conhecer aspectos sobre o artesanato local e regional.
• Solicite a um voluntário fazer a leitura do quadro Dicas, e reforce que essas informações podem nos
ajudar a ter ideias dos produtos que poderão ser desenvolvidos e comercializados pela loja de artesanato
sustentável.
• Liste com os alunos algumas ideias de produtos e escolham duas delas.
• Oriente para realizarem a atividade do item 1.2. que ajudará na decisão da ideia mais apropriada de
produto a ser desenvolvido pela loja de artesanato sustentável, considerando materiais disponíveis (que
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 54 10/09/12 19:01
55
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
3 CONHECENDO MAIS
SOBRE ARTESANATO
seriam descartados como lixo) e características culturais da cidade e região. Faça essa atividade em
conversa com a turma toda.
• Esclareça que esta atividade colabora com a definição dos produtos para a loja de artesanato
sustentável.
• Indique no cartaz dos passos do plano o passo referente a definir produtos e serviços. Alerte para o fato
de que este passo será realizado por completo nos próximos encontros, pois outras informações serão
buscadas para essa decisão.
• Explique, dando seguimento para a próxima atividade, que as informações já discutidas nesta atividade
serão analisadas em conjunto com as opiniões que ouviremos dos nossos possíveis clientes.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 55 10/09/12 19:01
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
56
atividade 2 – praticando os passos do plano de negócios
Objetivos:
• Orientar passos do plano de negócios: Identificação da oportunidade de mercado,
definição do tipo de negócio e definição de clientes.
• Estimular comportamentos empreendedores: estabelecimento de metas e planejamento e
monitoramento sistemáticos.
Estratégia sugerida:
• Conversa com os alunos (Atividade 2 – Livro do Aluno).
Recursos:
• Livro do Aluno.
• Lápis grafite.
• Cartaz dos passos do plano de negócios.
Tempo estimado:
• 20 minutos.
Orientações gerais:
• Promova a leitura do texto e converse com os alunos sobre a importância de ser empreendedor, de
identificar oportunidades de mercado e de definir o tipo de negócio, sabendo o que será realizado.
• Reforce que a atividade anterior proporcionou a todos algumas ideias de produtos que podemos fazer
como artesanato sustentável e que, nos próximos encontros, serão definidos os produtos a serem
desenvolvidos.
• Diga que ouvir a opinião dos clientes ajudará, e muito, nessa decisão e, para isso, é preciso pensar em
quais pessoas esperamos que sejam os nossos clientes e comprem nossos produtos.
• Defina com o grupo a resposta para a atividade 2.1. e solicite que a registrem em seus livros.
• Destaque no cartaz dos passos do plano de negócios a realização do passo “Definição dos clientes”.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 56 10/09/12 19:02
57
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
3 CONHECENDO MAIS
SOBRE ARTESANATO
Também destaque o passo “Identificação da oportunidade de mercado e definição do tipo de negócio”.
• Informe que conhecer a opinião dos prováveis clientes sobre suas preferências é fundamental no
desenvolvimento dos produtos de nossa loja de artesanato sustentável. Para isso será realizada uma
pesquisa usando o roteiro de pesquisa de preferência dos clientes, item 2.2.
• Oriente para que cada aluno realize a pesquisa com no máximo três pessoas, para facilitar no momento
da tabulação dos resultados.
• Alerte os alunos para o fato de que o passo de definição dos produtos ainda será revisto, conforme
os resultados a serem obtidos na pesquisa junto aos clientes.
Observações e sugestões:
• Para resposta da atividade 2.1., reforçamos que o público principal a ser atendido pela atividade
empreendedora que os alunos estão desenvolvendo é o escolar (demais alunos e funcionários). Caso
a escola decida ampliar esse público, considerando pais, comunidade, e também conforme o evento
planejado para a inauguração, lembramos que tal decisão deve levar em conta os objetivos pedagógicos
deste curso.
• É possível adaptar as perguntas sugeridas no roteiro de pesquisa de preferência dos clientes. A pesquisa
pode ser ampliada para mais de três produtos.
• Podem ser tiradas cópias da ficha de pesquisa ou os alunos podem copiá-la, fazendo as adaptações, se
necessário.
• A pesquisa pode ser planejada para realização na escola. Pode ser combinado com outra turma de alunos
um momento para se fazer a pesquisa, por exemplo.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 57 10/09/12 19:02
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
58
atividade 3 – meu comportamento empreendedor
Objetivo:
• Estimular comportamentos empreendedores: estabelecimento de metas e planejamento e
monitoramento sistemáticos.
Estratégia sugerida:
• Conversa com os alunos (Atividade 3 – Livro do Aluno).
Recursos:
• Livro do Aluno.
• Lápis grafite.
• Cartaz dos comportamentos empreendedores.
Tempo estimado:
• 15 minutos.
Orientações gerais:
• Promova a leitura da fábula do cavalo-marinho e uma conversa com os alunos sobre a postura percebida
no personagem principal, exemplificando sempre que necessário.
• Apresente as informações sobre os comportamentos empreendedores de estabelecer metas e planejar
e monitorar sistematicamente. A atividade anterior facilita a compreensão da importância desses
comportamentos mencionados.
• Peça que os alunos respondam as questões propostas nos itens 3.1. e 3.2. e solicite que ao menos um
aluno compartilhe suas respostas.
• Reforce o entendimento dos comportamentos abordados, estimulando os alunos a refletirem sobre
o comportamento adotado pelo cavalo-marinho e o resultado obtido pela falta de clareza do que ele
realmente desejava.
• Destaque os comportamentos citados na atividade, referindo-se ao cartaz dos comportamentos
empreendedores.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 58 10/09/12 19:02
59
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
3 CONHECENDO MAIS
SOBRE ARTESANATO
atividade 4 – momento de produção
Objetivo:
• Estabelecer ações de produção e desenvolvimento dos produtos e serviços.
Estratégia sugerida:
• Elaboração de produtos e registro do histórico de produção (Atividade 4 – Livro do
Aluno).
Recursos:
• Livro do Aluno.
• Lápis grafite.
• Material conforme decisão dos produtos a serem elaborados.
Tempo estimado:
• 30 minutos.
Orientações gerais:
• Fazendo uma ligação com a atividade anterior, comente que nos momentos de produção é necessário
estipular a meta, planejar e acompanhar as ações de produção.
• Conforme o planejamento definido de que produtos serão feitos nos momentos de produção, organize com
os alunos o material que já foi pedido, separado e que será usado no momento de produção deste encontro.
• Explique e coordene o registro do histórico de produção e oriente os alunos no passo a passo do que será
produzido.
• Solicite a colaboração de todos para a devida organização e limpeza ao final do momento de
produção.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 59 10/09/12 19:02
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
60
ImPORTANTE:
• Estão previstos seis momentos produtivos que acontecerão nos Encontros 3, 5, 6, 9, 11 e 13.
• Os produtos que deverão ser elaborados a cada momento produtivo deverão ser decididos pelo professor
com seus alunos, conforme recursos disponíveis. Sugerimos algumas técnicas e produtos a serem feitos.
• Apresentamos também uma sugestão de como escalonar tais sugestões de produtos durante os encontros
que contemplam momentos de produção.
• É fundamental que você, professor, decida quais produtos serão elaborados e em que momentos de
produção ao longo dos encontros, especialmente para pedir o material necessário com antecedência
(garrafas plásticas, retalhos de tecido, embalagens longa vida, outros). Sempre que possível decida sobre
isso com os alunos.
• É possível empregar uma única técnica ou decidir por um ou poucos modelos de produtos e produzir
várias unidades.
• Também é possível produzir objetos diferentes a cada momento de produção, conforme as sugestões
apresentadas ou outras.
• Lembramos que as sugestões apresentadas podem ser adaptadas conforme recursos disponíveis e
que, ainda, outras ideias de produtos e/ou outras técnicas de trabalho manual com papéis podem ser
desenvolvidas, conforme planejamento.
ATENÇãO:
Sugerimos evitar o uso de papéis como matéria-prima principal na elaboração de produtos para
diferenciação da temática do 6º ano – eco papelaria.
• Sugerimos, ainda e sempre, privilegiar o exercício da criatividade, seja qual for a decisão:
• Se a opção for trabalhar uma única técnica ou decidir por um ou poucos modelos de produtos, estimule
os alunos a identificarem formas diferentes, acabamento e utilidades diferentes também.
• Se a opção for trabalhar com vários tipos de produto, deixar os alunos sempre livres para criarem além
dos roteiros sugeridos como etapas de produção.
O artesanato sustentável que os alunos elaborarão será pautado em trabalhos manuais (ver texto de
apoio), conforme as sugestões de produtos apresentadas.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 60 10/09/12 19:02
61
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
3 CONHECENDO MAIS
SOBRE ARTESANATO
• Também, a partir de pesquisa sobre o artesanato da cidade e região, podem ser identificadas técnicas
específicas, característica da cultura local, e mais elaboradas, que podem ser desenvolvidas com os alunos.
• Confira no Anexo as sugestões de produtos apresentadas e planeje os momentos de produção ao
longo dos encontros dos cursos. O passo a passo de cada produto está listado considerando os recursos
e materiais necessários.
• Conforme já comentado, é possível fazer maior volume de um dos produtos ou técnicas sugeridas,
repetindo a mesma atividade nos momentos de produção ao longo dos encontros, ou planejar a
elaboração de diferentes produtos.
• Se julgar necessário, é possível planejar outros momentos para elaboração dos produtos, além dos
previstos nos encontros.
• Reforçamos para que, nos momentos de produção, seja privilegiado o estímulo à criatividade dos alunos;
proponha desafios para elaboração de produtos a partir de um determinado material, sem direcionar o
que deve ser feito, por exemplo. E sempre tendo como base a proposta de agir da maneira mais ecológica
possível, evitando desperdícios ou o uso de produtos de impacto negativo na preservação do meio
ambiente e/ou bem-estar das pessoas.
Privilegie a cultura local! Os produtos artesanais podem representar aspectos da região e da cultura
local!
Sugestões apresentadas no Anexo e sugestão de escalonamento nos momentos de produção:
ENCONTRO SUGESTãO
Encontro 3 - Produto: bolsa de tecido
Encontro 5 - Papietagem – peso de porta de garrafa PET
Encontro 6
- Produto: jogo americano
- Produto: colar de tira de camisetas
Encontro 9 - Porta objetos variados: PET, latinhas, embalagens plásticas
Encontro 11
- Produto: porta-revista de garrafa PET
- Produtos: customização de camisetas
Encontro 13 - Conforme produtos elaborados até o momento
Pesquise sobre materiais que tenham maior disponibilidade para servirem de matéria-prima. Crie
opções de produtos a partir desses materiais.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 61 10/09/12 19:02
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
62
Observações e sugestões:
• Sugerimos a organização de um material de apoio para os momentos de produção, considerando o
número de alunos da turma:
• Tesouras sem ponta;
• Tubos de cola branca;
• Régua;
• Lápis de cor;
• Canetas hidrocor;
• Giz de cera;
• Rolo de barbante;
• Papel sulfite;
• Tinta acrílica, em cores disponíveis;
• Pincéis;
• Pano de limpeza;
• Furador;
• Grampeador;
• Fita adesiva.
• Lembramos que o “Momento de Produção” é presente em vários encontros. Nos momentos de produção os
alunos liberam a criatividade, trabalham em equipe e vivenciam etapas de desenvolvimento de produtos.
• Durante os trabalhos produtivos com os alunos, orientar constantemente para a importância da
organização, de fazer benfeito e de caprichar, e do trabalho em equipe, valorizando a iniciativa, as ideias
e a participação dos alunos. Enfatizar a valorização da cultura e das pessoas e o cuidado com o meio
ambiente como norteadores para os momentos de produção.
• Sempre que possível, colocar os alunos para o trabalho em grupos, desenvolvendo essas etapas de
produção ao longo dos encontros.
• Na medida em que ocorre a elaboração dos produtos, reforçar a ideia do reaproveitamento de materiais que
seriam lixo e também trazer ao trabalho a ideia de que são necessários fornecedores de materiais diversos.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 62 10/09/12 19:02
63
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
3 CONHECENDO MAIS
SOBRE ARTESANATO
• Partindo da atividade de registrar o histórico de produção, sugerimos fazer cartazes ou fichas para
relacionar os materiais usados para cada tipo de produto e os valores respectivos. Desta forma, será
possível usar esses cartazes ou fichas nos encontros seguintes e especialmente para definição do
preço de venda, além de estimular o comportamento empreendedor, planejamento e monitoramento
sistemáticos. Tal informação do valor dos materiais empregados pode também ser agregada no histórico
de produção.
• Modelos de sugestão:
1 – Ficha de cada produto
Produto:
Tempo de construção:
Material Quantidade Valor
Total:
* Sobre preço de materiais recicláveis, como garrafas PET, latinhas e outros:
• Consulte na cidade ou região os valores pagos na venda desses materiais, uma vez que são valores que
variam consideravelmente entre diversas regiões do Brasil.
• Importante ressaltar que mesmo para tais materiais, normalmente trazidos pelos alunos, é indicado
considerar o custo de cada um deles, mesmo que estimado, para efeito de definição dos preços de venda
– a definição de preços ocorrerá no Encontro 8 do curso.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 63 10/09/12 19:02
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
64
2 – Tabela para controle dos gastos gerais eventuais, por exemplo, com aquisição de cola, pincéis, fita
adesiva, outros itens.
Gastos gerais
Descrição / Material Quantidade valor
total:
TEXTO DE APOIO:
Categorias dos produtos artesanais
As categorias dos produtos artesanais são definidas de acordo com seu processo de produção, sua origem,
uso e destino
As categorias dos produtos artesanais são definidas de acordo com seu processo de produção,
origem, uso e destino.
• Arte popular
Características: produção de peças únicas; arquétipo; compromisso consigo mesmo; fruto da criação
individual.
Conjunto de atividades poéticas, musicais, plásticas e expressivas que configuram o modo de ser
e de viver do povo de um lugar.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 64 10/09/12 19:02
65
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
3 CONHECENDO MAIS
SOBRE ARTESANATO
• Artesanato
Características: produção de pequenas séries com regularidade; produtos semelhantes, porém
diferenciados entre si; compromisso com o mercado; fruto da necessidade.
A partir do conceito proposto pelo Conselho Mundial do Artesanato, define-se como artesanato
toda atividade produtiva que resulte em objetos e artefatos acabados, feitos manualmente ou com o emprego
de meios tradicionais ou rudimentares, com habilidade, destreza, qualidade e criatividade.
• Trabalhos manuais
Características: produção assistemática; reprodução ou cópia; ocupação secundária; fruto da destreza.
Os trabalhos manuais exigem destreza e habilidade, porém usam moldes e padrões predefinidos,
resultando em produtos de estética pouco elaborada. Não são resultantes de processo criativo efetivo. É,
muitas vezes, ocupação secundária, que usa o tempo disponível das tarefas domésticas, ou como passatempo.
• Produtos alimentícios (típicos)
Os produtos típicos são, em geral, produtos alimentícios processados segundo métodos tradicionais, em
pequena escala, muitas vezes em família ou por um determinado grupo.
• Produtos semi-industriais e industriais
Produção em grande escala, em série, com emprego de moldes e formas, máquinas e equipamentos de
reprodução, com pessoas envolvidas e conhecedoras apenas de partes do processo. Souvenires são objetos
produzidos com foco no mercado turístico, que expressam identidade cultural, comunica conceitos e busca
qualidade e funcionalidade das peças.
• Artesanato indígena
São os objetos produzidos no seio de uma comunidade indígena, por seus próprios integrantes. É, em
sua maioria, resultante de uma produção coletiva, incorporada ao cotidiano da vida tribal, que prescinde da
figura do artista ou do autor.
• Artesanato tradicional
Conjunto de artefatos mais expressivos da cultura de um determinado grupo, representativo de suas
tradições, porém incorporados à sua vida cotidiana. Sua produção é, em geral, de origem familiar ou de
pequenos grupos vizinhos, o que possibilita e favorece a transferência de conhecimentos sobre técnicas,
processos e desenhos originais. Sua importância e seu valor cultural decorrem do fato de ser depositária
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 65 10/09/12 19:02
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
66
de um passado, de acompanhar histórias transmitidas de geração em geração, de fazer parte integrante e
indissociável dos usos e costumes de um determinado grupo.
• Artesanato de referência cultural
São produtos cuja característica é a incorporação de elementos culturais tradicionais da região onde são
produzidos. São, em geral, resultantes de uma intervenção planejada de artistas e designers, em parceria
com os artesãos, com o objetivo de diversificar os produtos, porém preservando seus traços culturais mais
representativos.
• Artesanato conceitual
Objetos produzidos a partir de um projeto deliberado de afirmação de um estilo de vida ou afinidade
cultural. A inovação é o elemento principal que distingue esse artesanato das demais categorias. Por detrás
desses produtos existe sempre uma proposta, uma afirmação sobre estilos de vida e de valores, muitas vezes
explícitos por meio dos sistemas de promoção usados, sobretudo aqueles ligados ao movimento ecológico e
naturalista.
(Fonte: http://www.sebrae.com.br/setor/artesanato/)
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 66 10/09/12 19:02
67
Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor
Encontro
3 CONHECENDO MAIS
SOBRE ARTESANATO
atividade de encerramento do encontro 3
Objetivos:
• Resumir as atividades do Encontro 3.
• Encerrar o Encontro 3.
Estratégia sugerida:
• Conversa com os alunos (Resumindo – Livro do Aluno).
Recurso:
• Livro do Aluno.
Tempo estimado:
• 5 minutos.
Orientações gerais:
• Converse com os alunos para resumir as atividades do encontro, tendo como apoio o
“Resumindo” descrito no Livro do Aluno.
É possível fazer um registro textual em cartaz ou no quadro, por exemplo, do resumo feito com os alunos.
O Livro do Aluno apresenta um resumo do encontro, o que não invalida ou descaracteriza a necessidade
da conversa com os alunos para o resumo ao final do encontro, muito pelo contrário.
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 67 10/09/12 19:02
Jovens Empreendedores Primeiros Passos
68
como será nosso produto?
resumindo o encontro
Neste encontro os alunos analisarão o resultado da pesquisa sobre a preferência dos clientes e decidirão
sobre quais produtos farão como artesanato sustentável, reconhecendo a importância de buscar informações
que ajudem na tomada de decisões. Os alunos definem um nome para a loja de artesanato sustentável e
iniciam estudo sobre concorrência.
Neste encontro serão estimulados os seguintes aspectos do comportamento empreendedor e abordados
os elementos a seguir do plano de negócios:
JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 68 10/09/12 19:02
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf
JEPP EE07.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Humanizar o Cuidado
Humanizar o CuidadoHumanizar o Cuidado
Humanizar o Cuidado
Márcio Borges
 
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 3
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 3SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 3
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 3
Gustavo Henrique
 
PPT encontro com Professores Coordenadores
PPT encontro com Professores CoordenadoresPPT encontro com Professores Coordenadores
PPT encontro com Professores Coordenadores
Giani de Cássia Santana
 
Aula saude do idoso
Aula saude do idosoAula saude do idoso
Aula saude do idoso
morgausesp
 
Modelo relato de experiencia
Modelo relato de experienciaModelo relato de experiencia
Modelo relato de experiencia
Ézio José Campos Filho
 
Família x Escola
Família x EscolaFamília x Escola
Família x Escola
estercotrim
 
Promação da Saúde
Promação da SaúdePromação da Saúde
Promação da Saúde
feraps
 
ENFRENTAMENTO DO HIV E Aids EM IDOSOS
ENFRENTAMENTO DO HIV E Aids EM IDOSOSENFRENTAMENTO DO HIV E Aids EM IDOSOS
ENFRENTAMENTO DO HIV E Aids EM IDOSOS
Valdirene1977
 
Idoso no mercado de trabalho
Idoso no mercado de trabalho Idoso no mercado de trabalho
Idoso no mercado de trabalho
Danielle Alexia
 
Atps projeto de extensão a comunidade
Atps projeto de extensão a comunidadeAtps projeto de extensão a comunidade
Atps projeto de extensão a comunidade
Klebiana Correia
 
Comunicação em saúde
Comunicação em saúdeComunicação em saúde
Relátorio da escola alvaro gaudêncio
Relátorio da escola alvaro gaudêncio Relátorio da escola alvaro gaudêncio
Relátorio da escola alvaro gaudêncio
Lenivaldo Costa
 
A família do idoso dependente
A família do idoso dependenteA família do idoso dependente
A família do idoso dependente
Cuidar de Idosos
 
Saúde do idoso
 Saúde do idoso Saúde do idoso
Saúde do idoso
Marcos Figueiredo
 
Palestra sobre educação inclusiva
Palestra sobre educação inclusivaPalestra sobre educação inclusiva
Palestra sobre educação inclusiva
Bárbara Delpretto
 
Saude do idoso caderno de atenção básica (1)
Saude do idoso caderno de atenção básica (1)Saude do idoso caderno de atenção básica (1)
Saude do idoso caderno de atenção básica (1)
Cleicy Almeida
 
PTD de Projeto Sensorial- Educação Infantil/Educação Especial
PTD de Projeto Sensorial- Educação Infantil/Educação EspecialPTD de Projeto Sensorial- Educação Infantil/Educação Especial
PTD de Projeto Sensorial- Educação Infantil/Educação Especial
Ivete Diniz
 
Fisiologia do envelhecimento
Fisiologia do envelhecimentoFisiologia do envelhecimento
Fisiologia do envelhecimento
André Fidelis
 
Os Quatro Pilares da Educação - Jacques Delors
Os Quatro Pilares da Educação - Jacques DelorsOs Quatro Pilares da Educação - Jacques Delors
Os Quatro Pilares da Educação - Jacques Delors
crisdefensor
 
O Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira Idade
O Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira IdadeO Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira Idade
O Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira Idade
Greicy Kapisch
 

Mais procurados (20)

Humanizar o Cuidado
Humanizar o CuidadoHumanizar o Cuidado
Humanizar o Cuidado
 
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 3
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 3SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 3
SAÚDE DO IDOSO ENFERMAGEM 3
 
PPT encontro com Professores Coordenadores
PPT encontro com Professores CoordenadoresPPT encontro com Professores Coordenadores
PPT encontro com Professores Coordenadores
 
Aula saude do idoso
Aula saude do idosoAula saude do idoso
Aula saude do idoso
 
Modelo relato de experiencia
Modelo relato de experienciaModelo relato de experiencia
Modelo relato de experiencia
 
Família x Escola
Família x EscolaFamília x Escola
Família x Escola
 
Promação da Saúde
Promação da SaúdePromação da Saúde
Promação da Saúde
 
ENFRENTAMENTO DO HIV E Aids EM IDOSOS
ENFRENTAMENTO DO HIV E Aids EM IDOSOSENFRENTAMENTO DO HIV E Aids EM IDOSOS
ENFRENTAMENTO DO HIV E Aids EM IDOSOS
 
Idoso no mercado de trabalho
Idoso no mercado de trabalho Idoso no mercado de trabalho
Idoso no mercado de trabalho
 
Atps projeto de extensão a comunidade
Atps projeto de extensão a comunidadeAtps projeto de extensão a comunidade
Atps projeto de extensão a comunidade
 
Comunicação em saúde
Comunicação em saúdeComunicação em saúde
Comunicação em saúde
 
Relátorio da escola alvaro gaudêncio
Relátorio da escola alvaro gaudêncio Relátorio da escola alvaro gaudêncio
Relátorio da escola alvaro gaudêncio
 
A família do idoso dependente
A família do idoso dependenteA família do idoso dependente
A família do idoso dependente
 
Saúde do idoso
 Saúde do idoso Saúde do idoso
Saúde do idoso
 
Palestra sobre educação inclusiva
Palestra sobre educação inclusivaPalestra sobre educação inclusiva
Palestra sobre educação inclusiva
 
Saude do idoso caderno de atenção básica (1)
Saude do idoso caderno de atenção básica (1)Saude do idoso caderno de atenção básica (1)
Saude do idoso caderno de atenção básica (1)
 
PTD de Projeto Sensorial- Educação Infantil/Educação Especial
PTD de Projeto Sensorial- Educação Infantil/Educação EspecialPTD de Projeto Sensorial- Educação Infantil/Educação Especial
PTD de Projeto Sensorial- Educação Infantil/Educação Especial
 
Fisiologia do envelhecimento
Fisiologia do envelhecimentoFisiologia do envelhecimento
Fisiologia do envelhecimento
 
Os Quatro Pilares da Educação - Jacques Delors
Os Quatro Pilares da Educação - Jacques DelorsOs Quatro Pilares da Educação - Jacques Delors
Os Quatro Pilares da Educação - Jacques Delors
 
O Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira Idade
O Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira IdadeO Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira Idade
O Idoso, Suas Teorias e as Principais Modificações da Terceira Idade
 

Semelhante a JEPP EE07.pdf

JEPP EE06.pdf
JEPP EE06.pdfJEPP EE06.pdf
JEPP EE06.pdf
AntoniaVieiradeSouza
 
Jovens Empreendedores
Jovens EmpreendedoresJovens Empreendedores
Jovens Empreendedores
Ana Maria Magni Coelho
 
O Professor o Coordernador e a Importância da Formação Continuada
O Professor o Coordernador e a Importância da Formação ContinuadaO Professor o Coordernador e a Importância da Formação Continuada
O Professor o Coordernador e a Importância da Formação Continuada
Seduc MT
 
O Desafio de ser um professor reflexivo
O Desafio de ser um professor reflexivoO Desafio de ser um professor reflexivo
O Desafio de ser um professor reflexivo
Claudio Roberto Ribeiro Junior
 
Desafios para um professor reflexivo
Desafios para um professor reflexivoDesafios para um professor reflexivo
Desafios para um professor reflexivo
Claudio Ribeiro
 
Palestraapresentacaojepp 110404115326-phpapp01
Palestraapresentacaojepp 110404115326-phpapp01Palestraapresentacaojepp 110404115326-phpapp01
Palestraapresentacaojepp 110404115326-phpapp01
Joseane Nascimento
 
Apresentação Educação Empreendedora 2021 - Ensino Fundamental e Médio.pptx
Apresentação Educação Empreendedora 2021 - Ensino Fundamental e Médio.pptxApresentação Educação Empreendedora 2021 - Ensino Fundamental e Médio.pptx
Apresentação Educação Empreendedora 2021 - Ensino Fundamental e Médio.pptx
ErlissonPinheiro
 
Ensinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escolaEnsinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escola
cefaprodematupa
 
Educao_Empreendedora_e_seu_potencial_para_transformar_a_educao.pdf
Educao_Empreendedora_e_seu_potencial_para_transformar_a_educao.pdfEducao_Empreendedora_e_seu_potencial_para_transformar_a_educao.pdf
Educao_Empreendedora_e_seu_potencial_para_transformar_a_educao.pdf
Nadsongeohistory1
 
Heterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisHeterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciais
renatalguterres
 
Trabalho educativo _2004[1]
Trabalho educativo _2004[1]Trabalho educativo _2004[1]
Trabalho educativo _2004[1]
NandaTome
 
Universidade do estado da bahia.docx pro
Universidade do estado da bahia.docx proUniversidade do estado da bahia.docx pro
Universidade do estado da bahia.docx pro
Conceição Ramos
 
nada
nadanada
Palestragestores 130915174239-phpapp02 (1)
Palestragestores 130915174239-phpapp02 (1)Palestragestores 130915174239-phpapp02 (1)
Palestragestores 130915174239-phpapp02 (1)
professoramichele
 
Capacitação dos Professores de Língua Portuguesa do PROETI
Capacitação dos Professores de Língua Portuguesa do PROETICapacitação dos Professores de Língua Portuguesa do PROETI
Capacitação dos Professores de Língua Portuguesa do PROETI
Marcos Antonio Leopoldino
 
Heterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisHeterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciais
Rosinara Azeredo
 
Aprimoramento e Formação de Professores de Ensino Infantil e Fundamental
Aprimoramento e Formação de Professores de Ensino Infantil e FundamentalAprimoramento e Formação de Professores de Ensino Infantil e Fundamental
Aprimoramento e Formação de Professores de Ensino Infantil e Fundamental
Geraldo Campos
 
2-Corrigido - Apresentação - Maria Vitória e Maria Luiza.pptx
2-Corrigido - Apresentação - Maria Vitória e Maria Luiza.pptx2-Corrigido - Apresentação - Maria Vitória e Maria Luiza.pptx
2-Corrigido - Apresentação - Maria Vitória e Maria Luiza.pptx
marcos443083
 
Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014
Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014
Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014
Adilson P Motta Motta
 
Portifólio eliane castro 2010 slide
Portifólio eliane castro 2010 slidePortifólio eliane castro 2010 slide
Portifólio eliane castro 2010 slide
Elianebaby
 

Semelhante a JEPP EE07.pdf (20)

JEPP EE06.pdf
JEPP EE06.pdfJEPP EE06.pdf
JEPP EE06.pdf
 
Jovens Empreendedores
Jovens EmpreendedoresJovens Empreendedores
Jovens Empreendedores
 
O Professor o Coordernador e a Importância da Formação Continuada
O Professor o Coordernador e a Importância da Formação ContinuadaO Professor o Coordernador e a Importância da Formação Continuada
O Professor o Coordernador e a Importância da Formação Continuada
 
O Desafio de ser um professor reflexivo
O Desafio de ser um professor reflexivoO Desafio de ser um professor reflexivo
O Desafio de ser um professor reflexivo
 
Desafios para um professor reflexivo
Desafios para um professor reflexivoDesafios para um professor reflexivo
Desafios para um professor reflexivo
 
Palestraapresentacaojepp 110404115326-phpapp01
Palestraapresentacaojepp 110404115326-phpapp01Palestraapresentacaojepp 110404115326-phpapp01
Palestraapresentacaojepp 110404115326-phpapp01
 
Apresentação Educação Empreendedora 2021 - Ensino Fundamental e Médio.pptx
Apresentação Educação Empreendedora 2021 - Ensino Fundamental e Médio.pptxApresentação Educação Empreendedora 2021 - Ensino Fundamental e Médio.pptx
Apresentação Educação Empreendedora 2021 - Ensino Fundamental e Médio.pptx
 
Ensinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escolaEnsinar e aprender na escola
Ensinar e aprender na escola
 
Educao_Empreendedora_e_seu_potencial_para_transformar_a_educao.pdf
Educao_Empreendedora_e_seu_potencial_para_transformar_a_educao.pdfEducao_Empreendedora_e_seu_potencial_para_transformar_a_educao.pdf
Educao_Empreendedora_e_seu_potencial_para_transformar_a_educao.pdf
 
Heterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisHeterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciais
 
Trabalho educativo _2004[1]
Trabalho educativo _2004[1]Trabalho educativo _2004[1]
Trabalho educativo _2004[1]
 
Universidade do estado da bahia.docx pro
Universidade do estado da bahia.docx proUniversidade do estado da bahia.docx pro
Universidade do estado da bahia.docx pro
 
nada
nadanada
nada
 
Palestragestores 130915174239-phpapp02 (1)
Palestragestores 130915174239-phpapp02 (1)Palestragestores 130915174239-phpapp02 (1)
Palestragestores 130915174239-phpapp02 (1)
 
Capacitação dos Professores de Língua Portuguesa do PROETI
Capacitação dos Professores de Língua Portuguesa do PROETICapacitação dos Professores de Língua Portuguesa do PROETI
Capacitação dos Professores de Língua Portuguesa do PROETI
 
Heterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciaisHeterogeneidade nos anos iniciais
Heterogeneidade nos anos iniciais
 
Aprimoramento e Formação de Professores de Ensino Infantil e Fundamental
Aprimoramento e Formação de Professores de Ensino Infantil e FundamentalAprimoramento e Formação de Professores de Ensino Infantil e Fundamental
Aprimoramento e Formação de Professores de Ensino Infantil e Fundamental
 
2-Corrigido - Apresentação - Maria Vitória e Maria Luiza.pptx
2-Corrigido - Apresentação - Maria Vitória e Maria Luiza.pptx2-Corrigido - Apresentação - Maria Vitória e Maria Luiza.pptx
2-Corrigido - Apresentação - Maria Vitória e Maria Luiza.pptx
 
Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014
Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014
Projeto Político Pedagógico Escola Ney Braga 2014
 
Portifólio eliane castro 2010 slide
Portifólio eliane castro 2010 slidePortifólio eliane castro 2010 slide
Portifólio eliane castro 2010 slide
 

Mais de AntoniaVieiradeSouza

JEPP EE08.pdf
JEPP EE08.pdfJEPP EE08.pdf
JEPP EE08.pdf
AntoniaVieiradeSouza
 
JEPP EE09.pdf
JEPP EE09.pdfJEPP EE09.pdf
JEPP EE09.pdf
AntoniaVieiradeSouza
 
EE - SLIDE QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO.pptx
EE - SLIDE QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO.pptxEE - SLIDE QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO.pptx
EE - SLIDE QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO.pptx
AntoniaVieiradeSouza
 
As 21 leis irrefutáveis da liderança
As 21 leis irrefutáveis da liderançaAs 21 leis irrefutáveis da liderança
As 21 leis irrefutáveis da liderança
AntoniaVieiradeSouza
 
Apostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligiosoApostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligioso
AntoniaVieiradeSouza
 
Livro er 19_3_2015
Livro er 19_3_2015Livro er 19_3_2015
Livro er 19_3_2015
AntoniaVieiradeSouza
 

Mais de AntoniaVieiradeSouza (6)

JEPP EE08.pdf
JEPP EE08.pdfJEPP EE08.pdf
JEPP EE08.pdf
 
JEPP EE09.pdf
JEPP EE09.pdfJEPP EE09.pdf
JEPP EE09.pdf
 
EE - SLIDE QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO.pptx
EE - SLIDE QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO.pptxEE - SLIDE QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO.pptx
EE - SLIDE QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO.pptx
 
As 21 leis irrefutáveis da liderança
As 21 leis irrefutáveis da liderançaAs 21 leis irrefutáveis da liderança
As 21 leis irrefutáveis da liderança
 
Apostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligiosoApostila ensinoreligioso
Apostila ensinoreligioso
 
Livro er 19_3_2015
Livro er 19_3_2015Livro er 19_3_2015
Livro er 19_3_2015
 

Último

05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 

Último (20)

05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 

JEPP EE07.pdf

  • 1. Aprender, sempre é um bom negócio 70 ano livro do professor artesanato sustentável JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 1 10/09/12 19:01
  • 3. Brasília-DF 2012 artesanato sustentável 7º ANO – LIVRO DO PROFESSOR Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae Unidade de Capacitação Empresarial JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 3 10/09/12 19:01
  • 4. © 2012. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE. Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610). Informações e contatos Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae Unidade de Capacitação Empresarial – UCE SGAS 605 – Conj. A – Asa Sul – 70.200-645 – Brasília / DF Telefone: (61) 3348-7168 Site: www.sebrae.com.br Presidente do Conselho Deliberativo Roberto Simões Diretor-Presidente Luiz Barretto Pereira Filho Diretor-Técnico Carlos Alberto dos Santos Diretor de Administração e Finanças José Claudio dos Santos Gerente da Unidade de Capacitação Empresarial Mirela Malvestiti Coordenação Nacional Flávia Azevedo Fernandes Coordenação Estadual Sebrae SP Ana Maria de Araújo Brasílio Ana Paula Sefton Rejane Leatrice De Marco Consultores Conteudistas Eliana Sabará Teixeira Silva – C&T Cooperativa de Trabalho Maria Estela Lacerda Ferreira – C&T Cooperativa de Trabalho Revisão de Conteúdo Elimara Clélia Rufino – R&R Associados Ltda. Consultor Educacional Adilson César de Araujo – Viva Educação Consultoria Ltda. Revisão Ortográfica Grupo Informe Comunicação Integrada Editoração Eletrônica Grupo Informe Comunicação Integrada JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 4 10/09/12 19:01
  • 6. 7º Ano Livro do Professor JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 6 10/09/12 19:01
  • 7. sumário A TURMA DOS JOVENS EMPREENDEDORES O PRIMEIRO DOS PRIMEIROS PASSOS A OPORTUNIDADE MORA AO LADO CONHECENDO MAIS SOBRE ARTESANATO COMO SERÁ NOSSO PRODUTO? UM ESPAÇO ORGANIZADO PARA O TRABALHO PRODUZINDO E APRENDENDO MAIS SOBRE SUSTENTABILIDADE PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS CONTAS, MUITAS CONTAS PARA VENDER NOSSOS PRODUTOS QUALIDADE HOJE E SEMPRE CONVERSANDO COM NOSSOS CLIENTES PRODUZINDO AINDA MAIS A RESPONSABILIDADE DE TODOS RETA FINAL INAUGURANDO A LOJA DE ARTESANATO SUSTENTÁVEL 8 9 10 11 12 13 14 7 6 5 4 3 2 1 introdução encontro encontro encontro encontro encontro encontro encontro encontro encontro encontro encontro encontro encontro 8 108 120 126 138 144 156 164 168 194 98 90 80 68 50 30 18 encontro 15 encontro AVALIAR E RECOMEÇAR REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 7 10/09/12 19:01
  • 8. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 8 boas-vindas Prezado(a) professor(a), O Livro do Professor tem como objetivo dar subsídios teóricos e didáticos para trabalhar o tema ARTESANATO SUSTENTÁVEL no Curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos – 7º Ano. A proposta é a montagem de um espaço para produção e venda de artesanato priorizando a reutilização e a reciclagem de materiais, de forma a agregar valor ecológico aos produtos elaborados. Oartesanatoéumaatividadequerepresentadiversasoportunidadesdecriação.Oartesanatosustentável busca favorecer a criação de produtos alinhados com uma perspectiva de colaborar com a sustentabilidade do planeta. O artesanato sustentável é, então, aquele que é desenvolvido de forma a não agredir o meio ambiente, que valorize e fortaleça aspectos culturais e que contribua para ampliar a qualidade de vida das pessoas envolvidas nesse processo. Assim,esteéumconviteavocê,professor,eaosseusalunosadesenvolveremhabilidadesempreendedoras eumacondutamaissustentável,reconhecendoaproduçãodeartesanatosustentávelcomoumaoportunidade. Apresentamos para cada encontro do conteúdo do Livro do Aluno as orientações de como desenvolver as atividades programadas. Lembramos que um dos pressupostos do curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos é a metodologia semiaberta. Por isso é necessário que o seu olhar, competente em reconhecer o contexto e circunstâncias locais, e observa limitações e oportunidades, traga para a aplicação deste material com os alunos as adequações que se fizerem necessárias para atingir os objetivos propostos a cada encontro. Orientamos não suprimir nenhuma das atividades programadas. As orientações sobre como trabalhar com os alunos em cada um dos encontros devem ser interpretadas como sugestões. Sabemos que você conhece o que seus alunos necessitam aprender, como fazer a gestão do conhecimento dentro da sala de aula e qual o seu papel e o seu compromisso na condição de professor. Agradecemos sua disposição e comprometimento em dedicar tempo no estudo deste material, para entender a proposta teórica e metodológica e para organizar e planejar a aplicação do curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos. Ressaltamos que, caso seja necessário, faça adaptações das atividades propostas no Livro do Aluno, de acordo com a realidade local, respeitando os objetivos do curso. Bom trabalho! Equipe Sebrae. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 8 10/09/12 19:01
  • 9. 9 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Introdução A TURMA DOS JOVENS EMPREENDEDORES 1. propósitos O curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos, como curso do Sebrae destinado a fomentar a cultura empreendedora,procuraapresentarpráticasdeaprendizagem,considerandoaautonomiadoalunoparaaprender o desenvolvimento de atributos e atitudes necessários para a gerência da própria vida (pessoal, profissional e social). Essa visão vai ao encontro dos quatro pilares da educação, propostos pela Unesco, quais sejam: Aprender a conhecer, isto é, adquirir os instrumentos da compreensão; aprender a fazer, para poder agir sobre o meio envolvente; aprender a viver juntos, a fim de participar e cooperar com os outros em todas as atividades humanas; finalmente, aprender a ser, via essencial que integra as três precedentes (DELORS, 1999). Neste sentido, a educação empreendedora incentiva o sujeito a buscar conhecimento, novas aprendizagens, além do espírito de coletividade. Dessa forma, a educação deve atuar como transformadora desse sujeito e incentivá-lo à quebra de paradigmas e ao desenvolvimento das habilidades e dos comportamentos empreendedores. Assim, o curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos, aliado a um ambiente propício à aprendizagem, favorece o envolvimento do aluno no próprio ato de fazer, pensar e aprender, características fundamentais dos comportamentos empreendedores. Da mesma forma, o aluno e o grupo no qual está inserido reconhecem que suas contribuições são importantes e apreciadas. O ambiente da aprendizagem também deve propiciar que o aluno, mediante atividades lúdicas, assuma riscos calculados, tome decisões e perceba, ao seu redor, oportunidades e inovações, mesmo em situações desafiadoras. O perfil do professor de educação empreendedora deve ser de mediador das descobertas do grupo. Além do mais, este deve ter iniciativa para a sua formação continuada, abrindo- se a novas maneiras de aprender e ensinar. Para tanto, sua prática necessita interagir com as diferentes formas de aprendizagem, contribuir para um ambiente motivador, respeitar os estilos individuais e do grupo, acolher a realidade e o interesse da região, estimular a autonomia, a argumentação e a criação, propiciando a todos alcançarem seus objetivos. Ressalta-se que o fazer empreendedor nas instituições escolares é um fazer social e econômico também para a região, Estado ou país onde está incluído, uma vez que o ambiente e a prática da aprendizagem ultrapassam naturalmente as paredes escolares envolvendo, assim, as pessoas da comunidade em questão. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 9 10/09/12 19:01
  • 10. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 10 2. justificativa, objetivos e competÊncias Todas as atividades do curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos têm propósito pedagógico e são alicerçadas na premissa da educação empreendedora, que busca promover a prática, o aprender fazendo, como estratégia educacional que possibilite estimular atitudes empreendedoras nos alunos. Com a realização de atividades lúdicas, o curso possibilita aos alunos momentos de conhecimento, criação e sensibilização à cultura empreendedora, aprendendo de forma prática e contextualizada. Os alunos são estimulados a pensar coletivamente, avaliar oportunidades, valorizar a cultura local, interagir e integrar-se com as pessoas e tomar decisões pensando em objetivos comuns. Dessa forma, toda e qualquer atividade desenvolvida no curso deve estar integrada às demais atividades escolares e educacionais, para que se ressalte e fique claro o papel do curso como instrumento pedagógico para o fomento de uma cultura empreendedora voltada a objetivos comuns. A intenção é despertar nos alunos o espírito empreendedor que deverá ser desenvolvido ao longo de sua existência, pois ensinar a empreender é algo que pouco se vê no dia a dia. O desenvolvimento deste espírito empreendedor tem como objetivo fazer com que o aluno aprenda a empreender a própria vida. É cada vez mais crescente e urgente a necessidade do estímulo de práticas sustentáveis. Observar a realidade e refletir sobre a importância da sustentabilidade para o planeta são os pontos de partida para o trabalho no curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos – 7º Ano. Estimulados a pensar nos benefícios de adotar práticas sustentáveis, os alunos são convidados a aproveitar a atividade empreendedora do artesanato sustentável como uma oportunidade. Não se espera (e nem se deve estimular) que os alunos pensem somente na atividade empreendedora a ser desenvolvida como atividade para gerar lucro financeiro. Os alunos devem reconhecer os benefícios de agir com foco na sustentabilidade e consciência ecológica, contribuindo para a preservação do meio ambiente e valorizando a cultura local. Os alunos serão os artesãos e, nesta vivência empreendedora, encontrarão espaço para exercitar sua criatividade e fortalecer o respeito mútuo num trabalho em equipe. Com o desenvolvimento do curso, os alunos vivenciam etapas de trabalho para a montagem de uma loja onde venderão produtos elaborados artesanalmente com materiais que podem ser reutilizados e reciclados, como garrafas PET, embalagens longa vida, retalhos de tecido, entre outros. Serão desenvolvidas ações como JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 10 10/09/12 19:01
  • 11. 11 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Introdução A TURMA DOS JOVENS EMPREENDEDORES pesquisar a preferência dos possíveis clientes, analisar o artesanato local e regional, organizar a divulgação do negócio, entre outras. Os alunos discutem ideias, tomam decisões em conjunto, enfim, realizam atividades que os remetem a um contexto de ações empreendedoras durante o curso, tendo a chance de um aprendizado que, como tal, poderá ser levado para suas vidas, de suas famílias e de sua comunidade. Espera-se que sejam identificadas possibilidades de produtos artesanais que contemplem a participação efetiva dos alunos em sua elaboração para que, assim, o aprendizado seja mais significativo. O foco de venda para o artesanato sustentável que será elaborado é o atendimento do público escolar, ou seja, funcionários e demais alunos da escola. Caso a escola e o professor considerem oportuno, diante da realidade local, é possível ampliar o atendimento para os pais dos alunos e para a comunidade, com a realização de evento para inauguração e funcionamento do negócio, por exemplo. Em decisões desta natureza é preciso sempre respeitar os critérios de que este curso é uma atividade desenvolvida com objetivo pedagógico. Os alunos desenvolvem a atividade empreendedora de montar um negócio que, embora funcione como simulação, envolve aspectos da realidade do mundo dos negócios, como a produção e a venda de produtos, por exemplo. Toda e qualquer decisão acerca de resultados financeiros positivos que sejam alcançados com esta atividade empreendedora dos alunos durante o curso, deve ser direcionada para um objetivo comum da turma de alunos, da escola ou da comunidade. Com o curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos para o 7º Ano espera-se propiciar condições para que os alunos desenvolvam as seguintes competências de natureza cognitiva, atitudinal e operacional: competências cognitivas • Conheceraspectosdomundodosnegóciospormeiodamontagemdeumalojadeartesanatosustentável. • Compreender etapas de planejamento para concretizar o objetivo. • Conhecer características do comportamento empreendedor. • Estabelecer correlação entre a cultura empreendedora e os valores éticos, culturais e de cidadania. competências atitudinais • Posicionar-se de maneira autônoma diante de situações que estimulem o seu perfil como jovem empreendedor. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 11 10/09/12 19:01
  • 12. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 12 • Predispor-se ao trabalho coletivo para alcançar um objetivo comum. • Conviver de forma ética e cidadã com o ambiente e as pessoas ao seu redor. • Perceber o seu potencial criativo de resolver situações. • Refletir e identificar-se com comportamentos empreendedores. • Valorizar a cultura local. • Adotar práticas ecossustentáveis para a montagem da loja de artesanato sustentável. COMPETêNCIAS OPERACIONAIS • Tomar decisões para alcançar objetivos comuns. • Planejar etapas para a montagem da loja de artesanato sustentável. • Monitorar e avaliar o planejamento realizado, com foco na qualidade e eficiência. • Empregar diferentes estratégias para resolver situações-problema. • Identificar e aplicar técnicas manuais de elaboração de produtos, valorizando a cultura local. 3. a importÂncia do papel do professor O papel do professor é de extrema importância nesse curso, porque ele será o mediador entre a visão empreendedora proposta e os alunos. Por isso, é necessário que você “compre” a ideia, veja o curso como um empreendimento e, assim, contribua com suas experiências e sua criatividade. Se, como professor no curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos, estar com os alunos nesta empreitada for um prazer, você verá as possibilidades de desenvolver-se como pessoa e como empreendedor, e com certeza os encontros serão divertidos e produtivos. As atividades propostas serão somente pontos de partida para uma experiência enriquecedora. 4. conHecendo o livro do aluno A proposta a ser desenvolvida com os alunos do 7º ano do Ensino Fundamental é a montagem de um espaço para produção e posterior venda de artesanato sustentável. Os produtos serão elaborados a partir de materiais que podem ser reutilizados e reciclados e que, normalmente e infelizmente, são comumente JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 12 10/09/12 19:01
  • 13. 13 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Introdução A TURMA DOS JOVENS EMPREENDEDORES descartados como lixo: garrafas pet, embalagens longa vida, retalhos de tecido, embalagens plásticas diversas, embalagens de metal, outros. Enquanto planejam a montagem da loja de artesanato sustentável e se dedicam à produção, os alunos vivenciam as etapas de organização de um plano de negócios. A meta é se dedicar a desenvolver técnicas de trabalho manual, transformando materiais que seriam descartados como lixo em outros produtos, que sejam úteis e agreguem em seu processo de produção e venda a visão da sustentabilidade. A escola, realizando o curso dentro de suas atividades educacionais, estará levando os alunos do 7º ano a oferecerem tais produtos dentro da própria escola. A trajetória pelo plano de negócios apresenta 15 encontros, tempo em que os alunos vivenciam etapas que devem e precisam ser consideradas quando se quer montar um negócio. Em cada encontro o aluno realiza uma sequência de atividades que o auxiliarão na construção de conceitos, procedimentos e atitudes relacionados ao plano de negócios e ao comportamento empreendedor, os dois eixos temáticos principais do Curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos. Ou seja, tendo a proposta de trabalhar com artesanato sustentável, os alunos são convidados a exercitar diferentes comportamentos empreendedores, buscando postura mais consciente e ativa no dia a dia. Cada encontro tem uma organização. Cada atividade proposta, um objetivo e uma intencionalidade. Conhecer e compreender o porquê de cada atividade proposta possibilita ao professor criar e propor outras atividades, fazer adequações se necessário, sempre respeitando os objetivos planejados, as características e as possibilidades do grupo. No conjunto de encontros do material do 7º ano, há atividades que se repetem, não em conteúdo, mas como estratégia de aprendizagem. São blocos de atividades que caracterizam o material e favorecem o desenvolvimento dos encontros. Por exemplo, as atividades intituladas “Praticando os passos do plano de negócios” são as atividades em que os alunos se dedicarão a desenvolver as etapas necessárias para organizar e fazer funcionar a loja de artesanato sustentável, considerando os momentos de criação e de venda dos produtos. Além disso, as imagens e textos do material atuam como recursos para favorecer a aplicação das atividades propostas. 4.1. trabalhando com imagens e ilustrações Ler e compreender o mundo por meio de imagens é uma habilidade que precisa ser trabalhada com os alunos, que vivem no universo imagético. As imagens que acompanham os encontros podem ser exploradas como recurso de aprendizagem, mediante diálogo entre o professor e o aluno e entre os próprios alunos. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 13 10/09/12 19:01
  • 14. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 14 4.2. TRABALhANDO COM TEXTOS Ler não é apenas decifrar palavras. Ler, entender, interpretar, recontar, argumentar são habilidades de comunicação que precisam ser estimuladas nos alunos. O valor social e cultural da leitura e da escrita precisa ser percebido pelos jovens como um fator essencial entre as relações pessoais e profissionais. Os textos iniciais dos encontros introduzem o objeto de estudo proposto para aquele encontro. Cada professor explora os textos de acordo com o desenvolvimento do seu grupo, podendo ampliar a discussão, agregandooutroselementostextuaisquandoacharconveniente.Ostextoscolocadosnointeriordosencontros trabalham alguma informação importante para o conhecimento do negócio, estimulam o conhecimento e reflexão sobre os comportamentos empreendedores ou apresentam ao aluno uma nova etapa do Plano de Negócios. 4.3. MOMENTO DAS ATIVIDADES – MEU COMPORTAMENTO EMPREENDEDOR E PRATICANDO OS PASSOS DO PLANO DE NEGÓCIOS As atividades propostas e que acompanham cada encontro têm como objetivo trabalhar osdoiseixosdestecurso:oplanodenegócioseocomportamentoempreendedor.Sãoatividadesdeleitura coletiva, de reflexão, de trabalho em duplas ou equipes, de pesquisa, de ampliação do repertório em geral e também para ampliar conhecimento sobre como montar um negócio (em especial para o desenvolvimento do artesanato sustentável), de estímulo à cooperação para o alcance de objetivos propostos, entre outras. Nessas atividades os alunos tomam diversas decisões sobre o trabalho que estão desenvolvendo conjuntamente. Sabemos que tomar decisões adequadas é um dos comportamentos que o empreendedor precisa desenvolver para garantir o sucesso do negócio e para qualquer situação do cotidiano. Como tomar decisões? Que aspectos devem ser considerados? Quais as consequências de uma determinada tomada de decisão? O que significa ouvir a opinião do outro visando ao coletivo? Em diferentes momentos do curso os alunos deverão tomar decisões, contando com o apoio do professor, que favorecerá a troca de ideias. O professor estimula a reflexão, a interação e faz o encaminhamento das respostas considerando as questões relacionadas acima, valorizando os momentos coletivos em que o grupo toma decisões. Com isso, identifica-se a importância desse comportamento empreendedor para o sucesso do plano de negócios e, assim, estimulam-se atitudes como o respeito e o saber ouvir. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 14 10/09/12 19:01
  • 15. 15 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Introdução A TURMA DOS JOVENS EMPREENDEDORES 4.4. momentos de produção São os momentos planejados para que os alunos se dediquem à elaboração dos produtos que serão vendidos. Devem-se trabalhar estes momentos da maneira mais participativa possível, deixando que a criatividade dos alunos entre como componente principal, para que percebam o potencial de criação numa atividade empreendedora. A visão da sustentabilidade deve nortear os trabalhos de produção do artesanato. São sugeridas algumas atividades, ou seja, alguns produtos a serem feitos pelos alunos ao longo dos encontros. Lembrando que a metodologia semiaberta do curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos busca oportunizar a melhor relação possível do material com a realidade local, o professor pode empregar outras técnicas e desenvolver outros produtos, especialmente visando valorizar a cultura local e os recursos disponíveis. 4.5. momento do jogo São atividades e dinâmicas desenvolvidas com os alunos e que têm como objetivo sensibilizar para os comportamentos empreendedores e integrar o grupo de alunos para as ações realizadas no curso. Os objetivos dessas atividades são descritos nos respectivos encontros em que são propostas, de forma que o professor pode adequá-las ou substituí-las considerando o contexto da turma de alunos e mantendo as intencionalidades pedagógicas. 4.6. para saber mais Os textos intitulados “Para Saber Mais” trazem informações complementares e de contextualização do assunto proposto em alguns encontros. 4.7. resumindo Ao final de cada encontro o professor constrói, juntamente ao grupo, um resumo das atividades mais importantes que foram realizadas, identificando as ações relacionadas à elaboração do plano de negócios, às atitudes de um empreendedor e ao trabalho com artesanato sustentável. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 15 10/09/12 19:01
  • 16. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 16 Os alunos também podem ser solicitados a fazer um resumo em seus livros, registrando os momentos importantes do encontro, conforme planejamento do professor. Cada encontro já apresenta um resumo elaborado, o que deve servir de base para construção verbal ou textual do resumo com os alunos, a partir da percepção e entendimento deles. 4.8. TRAZENDO A COMUNIDADE PARA DENTRO DA ESCOLA As pessoas desenvolvem diferentes saberes e competências. Conhecer essas competências é uma forma de aprendizagem, pois aprendemos muito na convivência com o outro. Sabemos também que a entrada da comunidade na escola é uma das propostas presentes em muitos projetos educativos. Que ações pais, familiares, comunidade e profissionais podem realizar em conjunto com a escola? Pensamosqueasatividadesparamontagemdalojadeartesanatosustentável,considerandoasetapasde produção e de venda, poderão ter o envolvimento da comunidade em diversos momentos, desde as pesquisas para busca de informações até o apoio na elaboração dos produtos. É a comunidade (famílias, vizinhança, etc.) que pode trazer grande contribuição cultural e social, compartilhando histórias regionais que podem ser retratadas nos produtos, ensinando técnicas de trabalho manual com papéis, por exemplo. A participação da comunidade representa um diferencial para essa atividade empreendedora que visa a valorizar a cultura local e promover a sustentabilidade. 5. orientaçÕes de trabalHo dos encontros O Livro do Professor tem como objetivo proporcionar subsídios teóricos e didáticos para trabalhar, junto aos alunos do 7º ano do Ensino Fundamental, a operacionalização de uma loja de artesanato sustentável, aqui entendida como espaço de elaboração e venda de produtos feitos a partir de materiais reutilizáveis e/ou reciclados e que seriam descartados como lixo. Como tornar lúdica, desafiadora e divertida a aprendizagem? A preocupação com a sustentabilidade permeará essa oportunidade de negócio e, mediante as atividades planejadas, os alunos são convidados para entrarem nesta aventura de criar novos produtos a partir de diferentes materiais. O exercício da criatividade será constante. O trabalho em equipe constituirá base do desenvolvimento das atividades do curso, favorecendo aos alunos perceber que todos fazem parte de uma JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 16 10/09/12 19:01
  • 17. 17 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Introdução A TURMA DOS JOVENS EMPREENDEDORES rede de interações que pode ser baseada na sustentabilidade. Os alunos são estimulados a refletir sobre a realidade que os cerca para identificar oportunidades. Apresentamos algumas ideias de produtos a serem feitos pelos alunos, ressaltando e lembrando que tais sugestões podem ser substituídas por outras mais relacionadas ao contexto local. Afinal é você, professor, um dos responsáveis pelo agradável impacto que o curso trará aos alunos, à escola e a você mesmo. Com as atividades planejadas a cada encontro do curso, os alunos são estimulados ao desenvolvimento de comportamentos empreendedores e orientados a agir de maneira planejada para alcançar o objetivo de montar a loja de artesanato sustentável, via passos do plano de negócios. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 17 10/09/12 19:01
  • 18. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 18 o primeiro dos primeiros passos resumindo o encontro Neste encontro os alunos são apresentados ao universo dos Jovens Empreendedores Mieko, Pâmela, Maurício e Leonardo. Estes personagens caracterizam o material e também podem servir de apoio para alguma explicação. O encontro faz uma introdução ao conteúdo e tema de atividade do curso. Os alunos vão conhecer aspectos do comportamento empreendedor e trocar ideias sobre a importância da sustentabilidade. Neste encontro serão estimulados os seguintes aspectos do comportamento empreendedor e abordados os elementos a seguir do plano de negócios: comportamento empreendedor Estima-se que a identificação e familiaridade com a atividade desenvolvida seja um dos fatores que diferencia a atuação de um empreendedor, embora não seja o único. Ao abordar o tema sustentabilidade, espera-se sensibilizar os alunos para a atividade empreendedora a ser desenvolvida. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 18 10/09/12 19:01
  • 19. 19 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 1 O PRIMEIRO DOS PRIMEIROS PASSOS Os alunos conhecem características do comportamento empreendedor, tendo uma visão geral sobre cada uma delas: • Busca de oportunidades e iniciativa. • Persistência. • Correr riscos calculados. • Exigência de qualidade e eficiência. • Comprometimento. • Busca de informação. • Estabelecimento de metas. • Planejamento e monitoramento sistemático. • Persuasão e rede de contatos. • Independência e autoconfiança. Destaca-se o estímulo ao comportamento de buscar oportunidades e ter iniciativa. plano de negócios Neste primeiro encontro os alunos são apresentados à proposta de negócio da loja de artesanato sustentáveleasatividadespropostasbuscamtrazerinformaçõesiniciaissobreestaoportunidadedemercado. Com isso trabalham-se elementos relacionados ao passo do plano de negócios “Identificação da oportunidade de mercado e definição do tipo de negócio”. Os alunos desenvolvem também estudo do tema sustentabilidade. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 19 10/09/12 19:01
  • 20. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 20 plano de atividades encontro 1 Tema Atividades Estratégias Recursos Tempo abertura atividade de abertura do curso e do encontro 1 (- apresentação do Curso Jovens empreendedores Pri- meiros Passos e da turma dos Jovens empreendedores; - Motivação para a temática do curso do 7º ano) - apresentação dos per- sonagens pelas imagens e texto - atividade de apresenta- ção e integração - leitura do texto inicial do encontro 1 (texto inicial do encontro – livro do aluno) livro do aluno, lápis grafite, fichas de papel na quantidade de alunos da turma (tamanho suge- rido: 1/8 de folha de papel sulfite), caixa ou envelope para colocar as fichas 45’ nós e a sustenta- bilidade atividade 1 (- Busca de oportunidades e iniciativa; - Comprometimento; -estudo relacionado ao tema do negócio: sustentabilidade) Debate com a turma e leitura de texto (ativida- de 1 - livro do aluno) livro do aluno, lápis grafite, fichas de papel na quantidade de alunos da turma (tamanho sugeri- do: 1/4 de folha de papel sulfite), 5 conjuntos de caneta hidrocor, 1 rolo de fita crepe 40’ Comportamento empreendedor atividade 2 (- estímulo aos comportamen- tos empreendedores como um todo, pelo conhecimento e reflexão sobre eles) Conversa com os alunos (atividade 2 - livro do aluno) livro do aluno, lá- pis grafite, cartaz dos comporta- mentos empreen- dedores 30’ encerramento atividade de encerramento do encontro 1 (- Comunicação e trabalho em equipe) Conversa com os alunos (resumo – livro do aluno) livro do aluno, lápis grafite 5’ Total 120’ JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 20 10/09/12 19:01
  • 21. 21 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 1 O PRIMEIRO DOS PRIMEIROS PASSOS atividade de abertura do curso e do encontro 1 Objetivos: • Apresentar a turma dos jovens empreendedores, formada pelos personagens Mieko, Pâmela, Maurício e Leonardo (personagens que caracterizam visualmente o material do curso). • Iniciar o Encontro 1. • Estimular a curiosidade e a motivação dos alunos para o tema sustentabilidade. Estratégia sugerida: • Apresentação dos personagens pelas imagens e texto. • Atividade de apresentação e integração da turma. • Leitura do texto inicial do Encontro 1 (Texto inicial do Encontro – Livro do Aluno). Recursos: • Livro do Aluno. • Lápis grafite. • Fichas de papel na quantidade de alunos da turma (tamanho sugerido: 1/8 de folha de papel sulfite). • Caixa ou envelope para colocar as fichas. Tempo estimado: • 45 minutos. Orientações gerais: 1ª Etapa: introdução e apresentação da turma dos jovens empreendedores. » Tempo estimado: 5 minutos • Apresente os quatro personagens principais do curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos para os alunos, usando a imagem deles e o texto de apresentação. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 21 10/09/12 19:01
  • 22. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 22 Como a palavra “empreendedor” pode ser nova e complexa para a maioria dos alunos, procure empregar exemplos simples e da realidade da turma sobre algo que se queira fazer e o que é preciso para alcançar o objetivo. Pode-se pensar em coisas do dia a dia escolar, por exemplo: quando é preciso fazer um trabalho de pesquisa ou realizar uma prova, queremos alcançar os melhores resultados, e para isso estudamos, buscamos informações, organizamos tudo para que a realização do trabalho ou o estudo para a prova não fiquem para o último momento. Da mesma forma, a ideia de sonhar e definir metas a serem alcançadas pode ainda ser um tanto abstrata para os alunos nessa faixa etária. Muitos podem não conseguir definir um sonho para suas vidas, por isso a sugestão é simplificar a abordagem para menores proporções, como no exemplo citado acima. 2ª Etapa: Atividade de Apresentação e Integração – Jogo qualidade e manias » Tempo estimado: 30 minutos • Distribua pequenos pedaços de papel a cada um dos alunos. • Oriente cada participante a escrever no papel uma qualidade e uma mania que possui, sem deixar que ninguém veja o que escreveu. Em seguida, deverá dobrar o papel e colocá-lo no local indicado (caixa ou envelope, conforme recursos disponíveis). • Explique que esses papéis serão embaralhados e sorteados entre todos do grupo. • Combine previamente o padrão a ser usado para a dobra do papel, para que todos o dobrem da mesma forma, e posteriormente, ao ser sorteado, não seja reconhecido pela dobra. • Oriente também para que todos façam uma pequena marca do lado de fora do papel dobrado, para o caso de sortear o próprio papel e fazer rápida troca. • Certifique-se de que todos os alunos tenham colocado seu papel na caixa ou envelope. Misture os papéis e promova o sorteio. • Quando todos estiverem com um papel em mão e que não seja o seu, explique que deverão ler em voz alta o papel que receberamu e tentar identificar o autor. O grupo pode ajudar dando palpites. • Alerte para o fato de que, no caso de um aluno não ser identificado, este deverá se apresentar e comentar sobre suas qualidades e manias. • Solicite um voluntário para iniciar o ciclo. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 22 10/09/12 19:01
  • 23. 23 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 1 O PRIMEIRO DOS PRIMEIROS PASSOS • Ao final, quando todos tiverem sido identificados e comentado suas qualidades e manias, converse com os alunos sobre: • o que vocês acharam do jogo? • foi mais fácil escrever sobre a qualidade ou a mania? Por quê? • vocês têm ideia do por que realizamos este jogo? • Estimule a participação de todos e comente que o objetivo dessa atividade foi propiciar descontração, integração e também a reflexão sobre o quanto os alunos se conhecem como um grupo. Comente que muitas vezes não damos oportunidade aos colegas de nos conhecer sob outros aspectos e acabamos surpreendendo-nos com eles. • Enfatize que o trabalho a ser realizado no Curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos exigirá forte espírito de equipe, porque os alunos trabalharão em conjunto para alcançar um objetivo comum. Daí a importância de todos se conhecerem um pouco melhor, potencializando a colaboração e o respeito mútuo. 3ª Etapa: início do Encontro 1 » Tempo estimado: 10 minutos • Promova a leitura do texto inicial do 1º Encontro e estimule os alunos a compartilharem o que conhecem ou já ouviram sobre sustentabilidade. • Explique que no curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos eles desenvolverão uma atividade empreendedora buscando contribuir para a sustentabilidade. Observações e sugestões: • O professor adota o procedimento de leitura que julgar mais adequado: leitura coletiva, individual, o professor faz a leitura ou conta sobre as informações que o texto apresenta, entre outras opções. • Os textos iniciais dos encontros do material do 7º ano são simples e objetivam apresentar e introduzir os temas de trabalho das atividades programadas naquele encontro. O professor pode ampliar essa abordagem inicial dos encontros, considerando a necessidade de adequar o tempo das demais atividades e do encontro, caso adote esta estratégia. Isso também pode ser feito para outras atividades que contemplam leitura de textos. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 23 10/09/12 19:01
  • 24. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 24 atividade 1 – nós e a sustentabilidade Objetivo: • Realizar estudo de tema relacionado ao negócio: sustentabilidade. Estratégia sugerida: • Debate com a turma e leitura de texto (Atividade 1 – Livro do Aluno). Recursos: • Livro do Aluno. • Lápis grafite. • Fichas de papel na quantidade de alunos da turma – 1/4 de folha de sulfite. • 5 conjuntos de caneta hidrocor. • 1 rolo de fita crepe. Tempo estimado: • 40 minutos. Orientações gerais: • Promova um debate com a turma de alunos, perguntando o que entendem por sustentabilidade. • Solicite contribuição para as respostas, de forma a mediar a troca de ideias para construir elementos de resposta. • Solicite que os alunos registrem suas respostas, conforme a troca de ideias realizada no item 1.1. • Promova a leitura do texto e verifique possíveis dúvidas. • Reforce a importância da atitude e responsabilidade de cada um ao praticar ações de sustentabilidade no nosso dia a dia. • Entregue uma ficha de papel para cada aluno e peça que escrevam algo que consideram factível para contribuir com a sustentabilidade, conforme entendimento do assunto até o momento. Forme um painel com tais fichas, colando-as na parede ou em um cartaz. Peça que cada aluno leia e cole sua ficha no painel. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 24 10/09/12 19:01
  • 25. 25 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 1 O PRIMEIRO DOS PRIMEIROS PASSOS • Comente que vamos aproveitar as ideias da turma durante o curso. • Solicite um voluntário para a leitura do texto item 1.2 e apresente a oportunidade da loja de artesanato sustentável. • Apresente a oportunidade de negócio do 7º ano, a loja de artesanato sustentável, da maneira mais animada possível para estimular o interesse e participação dos alunos. Importante: A proposta de atividade empreendedora principal para o 7º ano é a montagem de um negócio identificado no material como loja de artesanato sustentável. Espera-se que esse negócio represente um espaço onde os alunos poderão oferecer aos clientes (outros alunos e funcionários da escola em especial) produtos feitos artesanalmente, a partir de materiais que seriam descartados como lixo, como garrafas plásticas e retalhos de tecido. Ou seja, a partir da aplicação de técnicas de trabalhos manuais, criarão produtos que serão vendidos na loja de artesanato sustentável.Para que isso aconteça os alunos são orientados a pesquisar sobre artesanato e ter ideias sobre produtos que podem ser confeccionados. Observações e sugestões: • As perguntas apresentadas nas atividades são sugestões e servem como norteadoras para a troca de ideias entre os alunos. Assim, é possível ampliar a discussão com outras questões ou aprofundando o debate sobre algumas delas, caso considere adequado. • As respostas para as perguntas não seguem um gabarito de resposta, pois devem realmente ser construídas de forma colaborativa. • Como o curso traz conteúdos e temas que podem ser novos aos alunos, sugerimos manter acessíveis dicionáriosououtromeiodepesquisa(internet,livros,outros),paraanecessidadedebuscadeinformações no aprendizado de novas palavras e conceitos. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 25 10/09/12 19:01
  • 26. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 26 atividade 2 – comportamento empreendedor Objetivos: • Conhecer o que é um empreendedor e seus comportamentos. • Estimular comportamentos empreendedores pela reflexão sobre o assunto. Estratégia sugerida: • Conversa com os alunos (Atividade 2 – Livro do Aluno). Recursos: • Livro do Aluno. • Lápis grafite. • Cartaz dos comportamentos empreendedores. Tempo estimado: • 30 minutos. Orientações gerais: • Prepare previamente um cartaz com as características empreendedoras, conforme o quadro em destaque na Atividade 2 no Livro do Aluno (esse cartaz será usado em todos os encontros do curso). • Promova a leitura e debate sobre o texto de introdução da atividade. • Estimule o grupo a pensar em alguns personagens de desenhos, filmes ou livros e lembrar algumas de suas características. • Defina com o grupo um personagem e quais comportamentos o caracterizam. Solicite que registrem em seus livros. • Pergunte se também possuem essas características ou gostariam de tê-las. • Comente sobre a necessidade de se prestar muita atenção nas características que definem uma pessoa dotada de comportamentos empreendedores. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 26 10/09/12 19:01
  • 27. 27 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 1 O PRIMEIRO DOS PRIMEIROS PASSOS • Apresente e explique os comportamentos empreendedores, exemplificando e usando o cartaz. • Demonstredemaneiraclaraesimplesquetodospodemdesenvolveroscomportamentosempreendedores no seu dia a dia. • Informe que em cada encontro o cartaz será lembrado, pois os comportamentos empreendedores serão praticados durante o curso todo. Observações e sugestões: • Para a montagem do cartaz procure usar material alternativo, valorizando a ideia de sustentabilidade ambiental. Por exemplo, o cartaz pode ser feito tendo como base uma caixa de papelão desmontada, colam-se ou escrevem-se os comportamentos empreendedores e o cartaz pode ser decorado com imagens de revistas, por exemplo. • O ideal é que este cartaz fique afixado na sala de aula durante as atividades do curso. O cartaz servirá para acompanhamento da prática dos comportamentos empreendedores durante a realização do curso. • O cartaz pode ser elaborado com a colaboração dos alunos. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 27 10/09/12 19:01
  • 28. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 28 atividade de encerramento do encontro 1 Objetivos: • Resumir as atividades do encontro 1. • Encerrar o Encontro 1. Estratégia sugerida: • Conversa com os alunos (Resumindo – livro do aluno). Recursos: • Livro do Aluno. Tempo estimado: • 5 minutos. Orientações gerais: • Converse com os alunos para resumir as atividades do encontro, tendo como apoio o “Resumindo” descrito no Livro do Aluno. É possível fazer um registro textual em cartaz ou no quadro, por exemplo, do resumo feito com os alunos. O Livro do Aluno apresenta um resumo do encontro, o que não invalida ou descaracteriza a necessidade da conversa com os alunos para o resumo ao final do encontro, muito pelo contrário. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 28 10/09/12 19:01
  • 29. 29 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 1 O PRIMEIRO DOS PRIMEIROS PASSOS JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 29 10/09/12 19:01
  • 30. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 30 a oportunidade mora ao lado resumindo o encontro Neste encontro os alunos estudarão sobre plano de negócios e os passos que devem ser seguidos para a sua realização. Também conhecerão alguns conceitos comuns no mundo dos negócios como mercado, produto, serviço, cliente, fornecedor e concorrentes. Serão orientados para o desenvolvimento de uma pesquisa sobre o artesanato da cidade e região, motivados pelo estudo sobre artesanato no Brasil. Neste encontro serão estimulados os seguintes aspectos do comportamento empreendedor e abordados os elementos a seguir do plano de negócios: comportamento empreendedor • Busca de oportunidades e iniciativa. • Planejamento e monitoramento sistemáticos. • Comprometimento e persistência. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 30 10/09/12 19:01
  • 31. 31 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 2 a oportunidade mora ao lado • Busca de informações. • Comunicação e trabalho em equipe. plano de negócios Os alunos trabalham com as informações sobre quais são os passos de planejamento que deverão seguir. Com isso trabalham-se elementos relacionados ao passo do plano de negócios ”Identificação da oportunidade de mercado e definição do tipo de negócio”. Os alunos também conhecem conceitos relacionados ao mundo dos negócios (mercado, produto, serviço, cliente, fornecedor, concorrente) e realizam estudo relacionado ao tema do negócio e estudam casos sobre artesanato no Brasil. Os alunos são orientados, ainda, para realizar uma pesquisa sobre artesanato na cidade e região. plano de atividades encontro 2 Tema Atividades Estratégias Recursos Tempo Abertura Atividade de abertura do Encontro 2 (- Motivação para a temática do curso do 7º ano) Leitura texto inicial do encontro 2 (Texto inicial do Encontro 2 – Livro do Aluno) Livro do aluno. 5’ Plano de Negócios Atividade 1 (- Planejamento e monitora- mento sistemáticos; - Conhecimento dos passos de um Plano de Negócios) Leitura de texto e resolução de situação- problema (Atividade 1 Livro do Aluno) Livro do Aluno, lápis grafite, cartaz dos passos do Plano de Ne- gócios 30’ JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 31 10/09/12 19:01
  • 32. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 32 Tema Atividades Estratégias Recursos Tempo Praticando os passos do Plano de negócios atividade 2 (- Busca de oportunidades e iniciativa; - Passo do Plano de ne- gócios: identificação da oportunidade de mercado e definição do tipo de negócio; - apresentar conceitos de mercado, produtos, serviços, mercado fornecedor e merca- do concorrente) Conversa com a turma e leitura de texto. (ativida- de 2 - livro do aluno) livro do aluno, lápis grafite, cartaz dos passos do Plano de ne- gócios 25’ artesanato susten- tável atividade 3 (- Busca de oportunidades e iniciativa; - Busca de informações; - Comprometimento e persis- tência; - Comunicação e trabalho em equipe; - estudo sobre artesanato sustentável e exemplos brasileiros) leitura de texto e estudo de caso (atividade 3 - livro do aluno) livro do aluno, lápis grafite, 2 cópias de cada caso apresentado para estudo (con- forme descrição da atividade) 45’ Meu comportamen- to empreendedor atividade 4 (- Busca de oportunidades e iniciativas) leitura de texto e Conversa com os alunos atividade 4 - livro do aluno livro do aluno, lápis grafite, cartaz dos comportamentos empreendedores 10’ encerramento atividade de encerramento do encontro 2 Conversa com os alunos (resumindo – livro do aluno) livro do aluno 5’ Total 120’ JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 32 10/09/12 19:01
  • 33. 33 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 2 a oportunidade mora ao lado atividade de abertura do encontro 2 Objetivos: • Iniciar o Encontro 2 • Estimular a motivação dos alunos para a temática do curso e realização da atividade empreendedora com artesanato sustentável. Estratégia sugerida: • Leitura do texto inicial do Encontro 2 (Texto inicial do Encontro - Livro do Aluno). Recurso: • Livro do Aluno. Tempo estimado: • 5 minutos. Orientações gerais: • Promova a leitura do texto inicial do encontro com os alunos, reforçando a importância do plano de negócios no planejamento da atividade empreendedora que será desenvolvida. • Argumente sobre a necessidade de conhecer mais sobre artesanato sustentável;afinal esta é a proposta deste curso Jovens Empreendedores Primeiros Passos. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 33 10/09/12 19:01
  • 34. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 34 atividade 1 – plano de negócios Objetivos: • Conceituar planejamento e plano de negócios. • Estimular comportamentos empreendedores: planejamento e monitoramento sistemáticos. Estratégia sugerida: • Leitura de texto e resolução de situação-problema (Atividade 1 – Livro do Aluno). Recursos: • Livro do Aluno; • Lápis grafite; • Cartaz dos passos do plano de negócios. Tempo estimado: • 30 minutos. Orientações gerais: • Prepare previamente um cartaz com os passos do plano de negócios, conforme o quadro em destaque na Atividade 1 no Livro do Aluno (esse cartaz será usado em todos os encontros do curso). • Questione se os alunos já planejaram algo que quiseram ou precisaram fazer, por exemplo, uma viagem, uma tarde de jogos com os amigos, um passeio em grupo, entre outros exemplos. • Explique que, da mesma forma que planejar é importante para as situações do dia a dia, é também importante para a atividade empreendedora que será desenvolvida pelos alunos – a loja de artesanato sustentável. • Promova a leitura do texto apresentando os passos para um plano de negócios. • Esclareça que durante os encontros do curso serão desenvolvidas atividades relacionadas a cada um desses passos do plano de negócios, que tornarão a loja de artesanato sustentável um sucesso com a valorização da cultura da nossa região e o desenvolvimento de ações que contribuam para uma relação JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 34 10/09/12 19:01
  • 35. 35 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 2 a oportunidade mora ao lado mais equilibrada com o meio ambiente e de maneira mais justa entre as pessoas. • OrientearealizaçãodaAtividade1.1,dizendoaosalunosparaimaginarestaremajudandoPâmelaaorganizar uma festa para seus amigos. A fim de que dê tudo certo na realização da festa, será necessário planejar. Para essa atividade, os alunos devem seguir os passos do plano de negócios no planejamento da festa. • Promova um debate geral para a construção do planejamento da festa de Pâmela pelos passos do plano de negócios. • Após a atividade, converse com o grupo, explorando os conceitos e o entendimento a respeito dos passos que compõem o plano de negócios. • Enfatize que os alunos já exercitaram a realização de um plano de negócios. Esta experiência será importante na realização do plano de negócios da loja de artesanato sustentável. Informações de referências para o debate da Atividade 1.1.: IDENTIFICAR A OPORTUNIDADE DE MERCADO E DEFINIR O TIPO DE NEGóCIO Como a turma anda sem eventos para se reunir, existe uma oportunidade de se fazer um encontro de amigos. Pâmela definiu que a oportunidade é a realização de uma festa para os amigos. DEFINIR UM NOME PARA O NEGóCIO Definir um nome para a festa. Pode até ser, simplesmente, “Festa da Pâmela”. Caso a festa seja temática (por exemplo: carnaval, rock, junina, outros temas quaisquer), o tema pode ser incluído no nome da festa. DEFINIR OS PRODUTOS E SERvIçOS Aqui temos um tipo de “serviço” que será oferecido – uma festa. Como será a festa? Para definir os produtos e serviços é preciso pensar e decidir sobre algumas questões: terá petiscos, comidas e bebidas? Quais serão as opções? Como será a decoração? Qual horário para a festa? Terá música, DJ? Será um “simples” encontro de amigos ou será uma festa para ninguém mais esquecer? DEFINIR OS ClIENTES DO NEGóCIO Os clientes são as pessoas a quem se destina a festa (o serviço), isto é, o grupo de amigos. É preciso decidir: quem será convidado? Quais os critérios para se definir quem será ou não convidado? JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 35 10/09/12 19:01
  • 36. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 36 iDentiFiCar os ConCorrentes Opa! Será que não vai ter alguém oferecendo outro evento no mesmo dia e horário? Algum aniversário, uma excursão ou mesmo outra festa? DeFinir o loCal De FunCionaMento Do neGóCio Identificar o local onde acontecerá a festa da Pâmela – ela pretender fazer a festa em sua casa. estaBeleCer as açÕes De ProDução e Para o DesenvolviMento Dos ProDutos e serviços É preciso listar o que precisa ser feito para que a festa aconteça. Quais são os preparativos necessários? O que comprar, o que providenciar? DeFinir reCursos Materiais neCessários e ParCerias Para iMPlantação Do Plano De neGóCios Pensar na estrutura necessária. Analisar quais recursos materiais serão necessários: mesas, cadeiras, copos, guardanapos, aparelho de som, jogos (podem ser deixados disponíveis para os amigos durante a festa), etc. Quem vai fornecer o que precisamos? Onde adquirir um produto de qualidade? Podemos fazer algumas parcerias para obter ajuda de pessoas ou colaboração na obtenção dos recursos neces- sários, por exemplo, emprestar cadeiras de alguns vizinhos amigos. DeFinir reCursos FinanCeiros neCessários Para DesenvolviMento Do neGóCio Quanto custa fazer a festa? Quanto a Pâmela precisará para a festa? Qual será o investimento? Como conseguir os recursos financeiros? DeFinir açÕes De MarKetinG Para DivulGação Do neGóCio Preparar campanha de divulgação: serão feitos convites? Serão enviados e-mails, torpedos? Serão feitos cartazes? Como mostrar aos convidados que a festa será legal? Como incentivar os convidados para que todos realmente decidam participar da festa? Numa visão um pouco mais ampliada, é possível analisar vários componentes do marketing. Aqui estão os componentes para a festa se tornar atraente, imperdível aos olhos dos convidados. Podemos, em marketing, pensar nos famosos quatro “Ps”: produto, preço, ponto e promoção. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 36 10/09/12 19:01
  • 37. 37 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 2 a oportunidade mora ao lado 1 - A festa é um bom produto, ou seja, terá qualidade, é do jeito que a turma gosta ou “é uma fria”? 2 - Para ir a essa festa gasta-se muito – preço? E vale a pena pagar/gastar bastante? Vamos cobrar ingresso, dividir os gastos? 3 - O local – ponto – é acessível, gasta-se muito tempo para chegar lá? O local é agradável? 4 - Como vamos comunicar, divulgar a festa – fazer a promoção? Como é o costume de se convidar nessa turma? ORGANIzAR E DISTRIbUIR AS TAREFAS ENTRE OS RESPONSÁvEIS PElO NEGóCIO Organizar e dividir as tarefas entre as pessoas responsáveis. Quem será o responsável pelo que, antes, durante e depois da festa? Pâmela fará tudo sozinha? Quem mais a ajudará? AvAlIAR RESUlTADOS DO NEGóCIO E DESENvOlvER O SISTEMA DE PóS-vENDA, vISANDO à MANUTENçãO DOS ClIENTES. Quais seriam as ações para depois da festa, para se saber o grau de satisfação de todos com relação ao encon- tro dos amigos? Bate-papo pessoal e na internet, fotos da festa, ideias para projeto de próxima festa? Observações e sugestões: • Para a montagem do cartaz procure usar material alternativo, valorizando a ideia de sustentabilidade ambiental. Por exemplo, o cartaz pode ser feito tendo como base uma caixa de papelão desmontada, colam-se ou escrevem-se os passos do plano de negócios e o cartaz pode ser decorado com imagens de revistas, por exemplo. • O ideal é que esse cartaz fique afixado na sala de aula durante as atividades do curso. O cartaz servirá para acompanhamento da realização dos passos do plano de negócios durante a realização do curso. • O cartaz pode ser elaborado com a colaboração dos alunos. Neste caso, ajustar tempo da atividade e do encontro. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 37 10/09/12 19:01
  • 38. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 38 atividade 2 – praticando os passos do plano de negócios Objetivos: • Orientar passos ou atividades relacionadas do plano de negócios: Identificação da oportunidade de mercado e definição do tipo de negócio. • Apresentar conceitos de mercado, produtos, serviços, mercado fornecedor e mercado concorrente. Estratégia sugerida: • Conversa com a turma e leitura de texto (Atividade 2 – Livro do Aluno). Recursos: • Livro do Aluno. • Lápis grafite. • Cartaz dos passos do plano de negócios. Tempo estimado: • 25 minutos. Orientações gerais: • Promova a leitura do texto inicial da Atividade 2, estimule a participação e o entendimento dos conceitos apresentados a partir de algumas perguntas; por exemplo, “No momento em que estão comprando algo, vocês são clientes ou fornecedores?” “Quais exemplos de produtos poderiam dar?” “Qual a diferença entre produto e serviço?” • Reforceoentendimentodequeserãorealizadospassosdeplanejamentoparamontaralojadeartesanato sustentável, relacionando no cartaz o primeiro passo do plano de negócios a ser dado: Identificação da oportunidade de mercado e definição do tipo de negócio. • Solicite que os alunos respondam as questões do item 2.1., reforçando os conceitos apresentados no texto lido nesta atividade. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 38 10/09/12 19:01
  • 39. 39 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 2 a oportunidade mora ao lado • Estimule, na sequência, que compartilhem suas respostas e conversem com os alunos de forma a mediar a troca de ideias e construir e fortalecer esses conceitos tão importantes no desenvolvimento da loja de artesanato sustentável. • Reforce a informação de que a relação de mercado entre concorrentes deve ter como base a cooperação, e que isso será tratado nos próximos encontros. Gabarito Atividade 2.1: Maurício foi com seus pais ao centro da cidade onde mora para comprar um novo caderno. Existem 4 papelarias no centro da cidade: papelaria a, papelaria b, papelaria c e papelaria d. Todas as papelarias vendem cadernos. Assim, elas são fornecedores desse tipo de produto. Certamentetodasaspapelariastambémficariamfelizesemvenderum cadernoparaomaurício. Como vendem produtos iguais ou similares, estão localizadas numa mesma região e esperam atender aos clientes que vão ao centro da cidade, podemos dizer que as quatro papelarias são concorrentes entre si. Após pesquisar as opções, maurício resolveu comprar seu caderno na papelaria b. Nesse momento ele assumiu o papel de cliente/consumidor da papelaria b e esta, por sua vez, o papel de fornecedora do caderno de maurício. Observações e sugestões: • É possível ampliar a discussão do tema da atividade com outras questões ou aprofundando o debate sobre algumas informações apresentadas, caso considere adequado. • Como o curso traz conteúdos e temas que podem ser novos aos alunos, sugerimos manter acessíveis dicionáriosououtromeiodepesquisa(internet,livros,outros),paraanecessidadedebuscadeinformações no aprendizado de novas palavras e conceitos. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 39 10/09/12 19:01
  • 40. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 40 atividade 3 – artesanato sustentável Objetivo: • Estimular o estudo e interesse sobre artesanato sustentável, temática do negócio a ser desenvolvido. Estratégia sugerida: • Leitura de texto e estudo de caso (Atividade 3 – Livro do Aluno). Recursos: • Livro do Aluno. • Lápis grafite. • 2 cópias de cada caso apresentado para estudo (conforme descrição da atividade). Tempo estimado: • 45 minutos. Orientações gerais: • Promova a leitura e debate sobre o texto inicial da Atividade 3, destacando a importância do artesanato brasileiro e o que significa artesanato sustentável. • Para a realização da atividade 3.1., recorte uma cópia dos cinco casos propostos para estudo de forma irregular, como peças de um quebra-cabeça. Recorte cada texto na quantidade de partes (peças) que represente a quantidade de participantes que cada grupo deve ter, conforme número de alunos da turma. • Misture os papéis e distribua uma parte (peça do quebra-cabeça) a cada aluno. Peça- lhes que encontrem as demais partes do texto junto aos colegas, como se fossem montar um quebra-cabeça. • Oriente cada grupo para que faça a leitura do caso recebido, responda as questões sugeridas no item 3.1. e escolha um representante para apresentar as respostas para os demais colegas da turma. Para facilitar a leitura dos grupos, entregue a cada um, respectivamente, uma cópia do caso a ser estudado (folha sem recorte e não colada). • Informe o tempo de 15 minutos para a atividade dos grupos. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 40 10/09/12 19:01
  • 41. 41 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 2 a oportunidade mora ao lado • Solicite que os alunos compartilhem seus comentários sobre os casos estudados, contando aos demais colegas um resumo da situação conhecida. • Comente as respostas dos grupos, sempre estabelecendo relação com os benefícios que o trabalho com artesanato trouxe às pessoas, em cada história apresentada, bem como aborde aspectos que se refiram a práticas sustentáveis. • Questione se os alunos gostaram de conhecer tais exemplos com relação ao artesanato e direcione a importância de saber sobre o artesanato da cidade ou região em que estão. • Diga que será preciso estudar também o artesanato da nossa cidade ou região, e para isso deverão realizar uma pesquisa. • Solicite a um voluntário ler no item 3.2 as ideias de informações a serem pesquisadas e converse sobre outras informações que também possam ser levantadas na pesquisa que realizarão em grupos. • Comente que, com essa atividade, fazem uma introdução sobre assunto de grande importância: o artesanato em nossa cidade ou região, e que esta pesquisa muito ajudará no desenvolvimento dos produtos que serão feitos na loja de artesanato sustentável. • Oriente a formação de grupos (4 a 5 grupos) que deverão apresentar para os demais colegas de turma, no próximo encontro, cartaz com as principais informações pesquisadas. • Explique que a pesquisa deve ser feita pela observação, podendo também ser feitas perguntas nos locais visitados ou pesquisados. Observações e sugestões: Os casos apresentados se referem a exemplos de trabalho com artesanato nas diferentes regiões do Brasil. É possível usar outros exemplos, se julgar adequado fazer essa mudança. (Fonte dos casos para estudo: www.sebrae.com.br/setor/artesanato) • O material de pesquisa poderá ser solicitado por escrito, formando um arquivo específico de assuntos sobre artesanato. Nesse caso, oriente os alunos sobre como entregar a pesquisa, além da elaboração do cartaz de apresentação. • A pesquisa sobre artesanato da cidade e região pode ser feita na escola, com material de pesquisa. Também pode ser programada visita da turma a um ou dois lugares da cidade ou região que trabalhem com artesanato, conforme realidade local. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 41 10/09/12 19:01
  • 42. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 42 • Como o curso traz conteúdos e temas que podem ser novos aos alunos, sugerimos manter acessíveis dicionáriosououtromeiodepesquisa(internet,livros,outros),paraanecessidadedebuscadeinformações no aprendizado de novas palavras e conceitos. Caso 1 • Cidade: Laguna • Estado: Santa Catarina • Região Sul do Brasil Conchas e Escamas: Joias Raras em Artesanato Laguna é um local em Santa Catarina que atrai muitos turistas, devido a possuir belas praias, lagoas e outras belezas naturais, além de ter um dos carnavais mais famosos do Brasil. Em 2001, quando começou a explorar o turismo, sentiram falta de um artesanato que caracterizaria a região. Depois de certo tempo, o prefeito trouxe de Portugal um artesanato feito com escamas de peixe. E então a artesã Mariza começou a explorar o emprego de escamas de peixe na fabricação de artesanato. Empregando como matéria-prima básica as conchas e escamas de peixe, a artesã criou uma variedade de produtos: flores em escamas, confeccionadas ao natural e tingidas nas mais variadas cores; vasos cobertos com cascalho de conchas, além de pequenas caixas, ovais, redondas e quadradas, que eram revestidas com cascalho de concha moído, decoradas com pequenas conchas em suas tampas. A artesã também produzia miniflores em escamas, usando no acabamento fios de prata, bem como bijuterias (brincos, colares e anéis). As escamas também serviam como matéria-prima para bordados em roupas. Seus produtos eram expostos em feiras e eventos, além de serem comercializados na Casa dos Açores e na Associação de Artesãs Artes do Mar, localizada no Mercado Público Municipal de Laguna. Alguns anos depois, Mariza já produzia cerca de 200 peças por mês, uma grande conquista para quem inicialmente confeccionava apenas 20 peças mensais. SANTA CATARINA (SUL) JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 42 10/09/12 19:01
  • 43. 43 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 2 a oportunidade mora ao lado Mariza aliou a vontade de fazer algo diferente à tradição local; a criatividade de uma pessoa empreendedora à oportunidade. A sustentabilidade no processo de crescimento econômico, agregando valor ao turismo, e a divulgação da própria região eram os desafios de empreendedores como a artesã. Caso 2 • Cidade: Jaú • Estado: Tocantins • Região Norte do Brasil Trançado Africano TOCANTINS (NORTE) O desafio da cidade de peixe era promover uma atividade produtiva que valorizasse os talentos dos moradores do entroncamento do Jaú. Mas o primeiro obstáculo era descobrir esse talento e explorá-lo de forma a garantir a sustentabilidade. O trançado africano, um traço cultural histórico que estava em vias de desaparecer, poderia ser uma alternativa. A saída, ou melhor, a porta de entrada para a liberdade econômica sustentável. Marilene Martins Andrade era uma das únicas e últimas mulheres a guardar e preservar na memória o trançado. Algum tempo depois, por meio de uma parceria entre o Sebrae, a Prefeitura Municipal e o governo do Estado, deu-se início a um trabalho de resgate cultural e valorização da comunidade local para desenvolver o trançado africano, e as mulheres daquela comunidade começaram a se organizar para participar de oficinas onde conheceriam a cultura local e o trançado africano. A comunidade se organizou formalmente, criando a Artejaú, associação que conta com 25 membros e trabalha a partir das peças, valorizando a cultura local. TOCANTINS (NORTE) JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 43 10/09/12 19:01
  • 44. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 44 Caso 3 • Cidade: Minas Novas – Comunidade Coqueiro Campo (região do Vale do Jequitinhonha) • Estado: Minas Gerais • Região Sudeste do Brasil Bonecas do Vale do Jequitinhonha – MG MINAS GERAIS (SUDESTE) A comunidade de Coqueiro Campo é distante 22 quilômetros de Minas Novas, um dos municípios mais antigos do Vale do Jequitinhonha e com a maioria da população vivendo na zona rural. Grande parte do Vale do Jequitinhonha sofre com a falta de chuva e, com isso, o trabalho em plantações de cana-de- açúcar no interior de São Paulo arrebanhava muitos trabalhadores dessa região que, no período da seca, ausentavam-se de suas casas, deixando a família alimentada pela esperança de seu retorno. As mulheres, chamadas de “viúvas da seca”, tinham que assumir a tarefa de cuidar do sustento da casa, cuidar dos filhos, da lavoura e das pequenas criações. Diante dessa situação, as mulheres da comunidade de Coqueiro Campo enxergaram no trabalho com o barro, antiga brincadeira de criança e ofício herdado por gerações, oportunidade de aumentar a renda familiar, melhorando suas condições de vida. O trabalho, que antes servia para produzir utensílios domésticos de uso próprio e até mesmo brinquedos despontava como uma possibilidade de negócio. O trabalho com o barro virava, então, artesanato em cerâmica. Assim, nove mulheres da comunidade de Coqueiro Campo, Josefina Francisco Alecrim, Deusani Gomes dos Santos, Irene Gomes da Silva, Áurea Gomes dos Santos, Maria Tereza Gomes da Costa, Salete Gomes da Silva, Maria Aparecida Lopes da Silva e Dona Rosa Gomes Ferreira, motivadas por Maria José Gomes da Silva, mais conhecida como Zezinha, decidiram criar um grupo de artesãs e dedicar mais tempo ao artesanato, trocando ideias, compartilhando experiências, aperfeiçoando sua arte e fortalecendo seus laços. Em 1990 começaram a produzir e vender as mais variadas peças em Minas Novas e Turmalina, ainda a preço muito baixo, mas que de certa maneira já contribuía para o orçamento familiar. Após algum tempo, o MINAS GERAIS (SUDESTE) JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 44 10/09/12 19:01
  • 45. 45 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 2 a oportunidade mora ao lado grupo vinha colhendo resultados bem positivos, cresceu e se desenvolveu e hoje garantem a sustentabilidade e o desenvolvimento. Zezinha pretende transformar uma antiga casa no seu museu particular, com suas peças e sua história, para contar às gerações futuras. “Já encomendei um casal de bonecas à minha mãe para guardar no museu. Foi ela quem me ensinou este ofício abençoado. Quero que meus netos, bisnetos e tataranetos conheçam a história de Zezinha” – concluiu orgulhosa. Antes Vale da Pobreza, o Vale do Jequitinhonha aspirava voltar a ser conhecido como Vale da Riqueza. Não mais pelo ouro, diamante ou pedras preciosas do passado, mas sim rico na cultura, na arte, nas histórias, em novas oportunidades e na esperança do seu povo. Caso 4 • Cidade: Campo Grande • Estado: Mato Grosso do Sul • Região Centro-Oeste do Brasil Liarte – Sonho que se sonha junto MATO GROSSO DO SUL (CENTRO-OESTE) Em 2005, Lígia foi passar férias no Japão e trabalhou como arubaito (trabalho temporário no Japão, realizado em curtos períodos de tempo, geralmente durante as férias). Nessa época, conheceu o dia a dia de sua família, que estava morando e trabalhando nesse país. Lígia decidiu, ainda em 2005, que precisaria ajudar seus parentes que estavam trabalhando no Japão a retornar definitivamente para o Brasil. Sendo assim, era necessário encontrar em Campo Grande uma fonte de renda para eles. Ela passou a se preocupar com a identificação de uma oportunidade de negócio sustentável, com menos riscos e, ao mesmo tempo, que atendesse a sua expectativa de reunir toda a família. Passou então a estudar oportunidades de negócios, participando de cursos e palestras, quando sentiu a motivação pelo artesanato que, ao mesmo tempo, dar-lhe-ia prazer e possibilidade de gerar bons lucros. Em Campo Grande, Lígia participou de pesquisas e estágios em lojas de artesanato, o que lhe deu maior confiança em seu plano de abertura de um negócio. MATO GROSSO DO SUL (CENTRO-OESTE) JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 45 10/09/12 19:01
  • 46. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 46 Após pesquisas e planejamento, a Liarte foi inaugurada em 2006. A empresa comercializava, entre outros produtos, peças fabricadas em MDF (material de resíduo de madeira), valorizando também a cultura japonesa em várias delas. Lígia relatou como iniciou o trabalho com o material MDF: “Comecei a fabricar as peças em MDF no segundo semestre de 2006. Por ser um material fácil de manusear, ofereceu inúmeras vantagens em relação a outros similares. Conheci o MDF logo no início da minha busca de informações, antes de abrir a empresa. Foi reconhecida como a principal matéria-prima usada na fabricação das peças para pintura.” Após algum tempo da abertura, a loja ganhou visibilidade e se expandiu, o que proporcionou condições para que a família toda voltasse do Japão e conseguisse fazer do negócio, um projeto lucrativo e capaz de gerar renda para toda a família. Caso 5 • Cidade: Açu • Estado: Rio Grande do Norte • Região Nordeste do Brasil Carnaúba: do artesanato à indústria do petróleo RIO GRANDE DO NORTE (NORDESTE Os artesãos da palha da carnaúba, vegetação característica da região e da cidade de Açu, passaram por um grande problema de queda nas vendas devido à entrada de novos produtos no mercado internacional, mas apesar das grandes dificuldades eles não ficaram parados e contaram com a ajuda do técnico da Petrobras, que via na palha da carnaúba uma alternativa para proporcionar melhoria de vida e renda aos artesãos. Eles já conheciam a técnica e precisavam se organizar, uma vez que o mercado não estava recebendo bem os objetos que até então eles produziam – precisavam de algo novo, diferenciado, que atraíssem os clientes. Desta forma, João Batista Dantas desenvolveu uma tecnologia para revestir os dutos onde passava vapor a ser injetado nos poços terrestres de extração de petróleo. Uma vez sensibilizados e mobilizados, os grupos de artesãos começaram o trabalho na produção das esteiras e tranças com a palha da carnaúba, que passaram a ter mercado certo e venda garantida. A partir desse momento, o projeto Carnaúba Viva estava entrando em funcionamento, mantendo viva a cultura do RIO GRANDE DO NORTE (NORDESTE) JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 46 10/09/12 19:01
  • 47. 47 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 2 a oportunidade mora ao lado artesanato e o desejo de viver e de ver a continuidade da arte que vinha fazendo discípulos de geração em geração. Esse foi apenas um dos objetivos que levaram a funcionar a ONG Carnaúba Viva, desenvolvendo trabalhos comunitários, de arte, desportos e preservação do meio ambiente. atividade 4 – meu comportamento empreendedor Objetivo: • Estimular comportamentos empreendedores pela reflexão sobre o assunto, em especial buscar oportunidades e ter iniciativa. Estratégia sugerida: • Leitura de texto e conversa com os alunos (Atividade 4 – Livro do Aluno). Recursos: • Livro do Aluno; • Lápis grafite; • Cartaz dos comportamentos empreendedores. Tempo estimado: • 10 minutos. Orientações gerais: • Promova a leitura do texto e uma conversa com os alunos sobre a importância de se buscarem oportunidades e ter iniciativa nessa atividade empreendedora que será desenvolvida. • Enfatize que para a loja de artesanato sustentável ser um sucesso esse comportamento empreendedor é fundamental,poissenãoagiremnadaacontecerá–aideiadalojaseráapenasumaideiaquenãosairádopapel. • Peça que os alunos respondam as questões propostas no item 4.1. sobre a prática de comportamentos empreendedores e solicite que três alunos, no mínimo, compartilhem suas respostas. • Destaque o comportamento citado no cartaz dos comportamentos empreendedores. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 47 10/09/12 19:01
  • 48. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 48 atividade de encerramento do encontro 2 Objetivos: • Resumir as atividades do Encontro 2. • Encerrar o Encontro 2. Estratégia sugerida: • Conversa com os alunos (Resumindo – Livro do Aluno). Recurso: • Livro do Aluno. Tempo estimado: • 5 minutos. Orientação geral: • Converse com os alunos para resumir as atividades do encontro, tendo como apoio o “Resumindo” descrito no Livro do Aluno. É possível fazer um registro textual em cartaz ou no quadro, por exemplo, do resumo feito com os alunos. O Livro do Aluno apresenta um resumo do encontro, o que não invalida ou descaracteriza a necessidade da conversa com os alunos para o resumo ao final do encontro, muito pelo contrário. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 48 10/09/12 19:01
  • 49. 49 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 2 a oportunidade mora ao lado JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 49 10/09/12 19:01
  • 50. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 50 conhecendo mais sobre artesanato resumindo o encontro Neste encontro os alunos apresentarão os resultados da pesquisa sobre o artesanato da cidade e região, serão definidos os produtos que produzirão e os clientes para esses produtos. Os alunos estudarão um pouco mais sobre a importância dos comportamentos empreendedores e iniciarão a produção de peças para a loja de artesanato sustentável. comportamento empreendedor • Estabelecimento de metas • Planejamento e monitoramento sistemáticos • Busca de informações • Busca de oportunidades e iniciativa • Criatividade • Organização JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 50 10/09/12 19:01
  • 51. 51 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 3 CONHECENDO MAIS SOBRE ARTESANATO plano de negócios Trabalham-se elementos relacionados aos passos do plano de negócios “Identificação da oportunidade de mercado e definição do tipo de negócio” e “Definição de clientes”. Os alunos serão orientados a realizar uma pesquisa de preferência com os clientes, a partir da definição de ideias de produtos a serem feitos. Desta forma, trabalham elementos ligados ao passo do plano de negócios “Definição dos produtos e serviços”, que será realizado posteriormente. Com o início das atividades produtivas, os alunos desenvolvem atividades relacionadas ao passo “Estabelecer ações de produção para o desenvolvimento do produto”. plano de atividades encontro 3 Tema Atividades Estratégias Recursos Tempo Abertura Atividade de abertura do Encontro 3 Motivação para a temática do curso do 7º ano Leitura do texto inicial do Encontro 3 (Texto inicial do Encontro - Livro do Aluno) Livro do aluno. 5’ Informações da pesquisa sobre artesanato Atividade 1 (- Busca de informações; - Estudo sobre oportunidade de mercado) Debate com a turma (Ativida- de 1 – Livro do Aluno) Livro do Aluno, lá- pis grafite, cartaz dos passos do Pla- no de Negócios. 45’ Praticando os passos do Plano de Negócios Atividade 2 (- Planejamento e monitoramento sistemáticos; - Estabelecimento de metas; - Orientação passos do Plano de Negócios “Identificação de oportuni- dade de mercado e definição do tipo de negócio” e “definição de clientes”) Conversa com os alunos (Atividade 2 - Livro do Aluno) Livro do Aluno, lápis grafite, cartaz dos passos do Plano de Ne- gócios. 20’ JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 51 10/09/12 19:01
  • 52. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 52 Tema Atividades Estratégias Recursos Tempo Meu comportamen- to empreendedor atividade 3 (- estabelecimento de metas; - Planejamento e monitoramento sistemáticos) Conversa com os alunos (atividade 3 - livro do aluno) livro do aluno, lá- pis grafite, cartaz dos comporta- mentos empreen- dedores. 15’ Momento da pro- dução atividade (- estabelecimento de metas; - Planejamento e monitoramento sistemáticos; - Busca de oportunidades e inicia- tiva; - Criatividade; - Organização; - estabelecer ações de produção e desenvolvimento dos produtos e serviços) elaboração de produtos e regis- tro do histórico de produção (atividade 4 - livro do aluno) livro do aluno, lápis grafite, material confor- me decisão dos produtos a serem elaborados. 30’ encerramento atividade de encerramento do encontro 3 Conversa com os alunos (resu- mindo – livro do aluno) livro do aluno. 5’ Total 120’ JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 52 10/09/12 19:01
  • 53. 53 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 3 CONHECENDO MAIS SOBRE ARTESANATO atividade de abertura do encontro 3 Objetivos: • Iniciar o Encontro 3. • Estimular a motivação dos alunos para a temática do curso e realização da atividade empreendedora com artesanato sustentável. Estratégia sugerida: • Leitura do texto inicial do Encontro 3 (Texto inicial do Encontro – Livro do Aluno). Recurso: • Livro do Aluno. Tempo estimado: • 5 minutos. Orientações gerais: • Promova a leitura do texto inicial do encontro e explique aos alunos que neste encontro continuarão o plano de negócios conhecendo mais informações sobre nossa oportunidade de mercado, o artesanato sustentável. • Diga, de maneira entusiasmada, que também iniciarão a primeira atividade produtiva de artesanato sustentável. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 53 10/09/12 19:01
  • 54. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 54 atividade 1 – informaçÕes da pesQuisa sobre artesanato Objetivos: • Ampliar conhecimento sobre artesanato na cidade e região. Estratégia sugerida: • Debate com a turma (Atividade 1 – Livro do Aluno). Recursos: • Livro do Aluno. • Lápis grafite. • Cartaz dos passos do plano de negócios. Tempo estimado: • 45 minutos. Orientações gerais: • Orientar para que cada grupo faça a sua apresentação, solicitando a atenção de todos para este momento, pois teremos informações muito importantes sobre o artesanato da nossa cidade e região – tempo médio de 5 minutos por grupo. Ao final de cada apresentação solicite uma salva de palmas para estimular os grupos. • Promova um debate e troca de ideias, terminadas as apresentações dos grupos, para resposta das questões propostas na atividade 1.1. • Enfatize sobre a importância de conhecer aspectos sobre o artesanato local e regional. • Solicite a um voluntário fazer a leitura do quadro Dicas, e reforce que essas informações podem nos ajudar a ter ideias dos produtos que poderão ser desenvolvidos e comercializados pela loja de artesanato sustentável. • Liste com os alunos algumas ideias de produtos e escolham duas delas. • Oriente para realizarem a atividade do item 1.2. que ajudará na decisão da ideia mais apropriada de produto a ser desenvolvido pela loja de artesanato sustentável, considerando materiais disponíveis (que JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 54 10/09/12 19:01
  • 55. 55 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 3 CONHECENDO MAIS SOBRE ARTESANATO seriam descartados como lixo) e características culturais da cidade e região. Faça essa atividade em conversa com a turma toda. • Esclareça que esta atividade colabora com a definição dos produtos para a loja de artesanato sustentável. • Indique no cartaz dos passos do plano o passo referente a definir produtos e serviços. Alerte para o fato de que este passo será realizado por completo nos próximos encontros, pois outras informações serão buscadas para essa decisão. • Explique, dando seguimento para a próxima atividade, que as informações já discutidas nesta atividade serão analisadas em conjunto com as opiniões que ouviremos dos nossos possíveis clientes. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 55 10/09/12 19:01
  • 56. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 56 atividade 2 – praticando os passos do plano de negócios Objetivos: • Orientar passos do plano de negócios: Identificação da oportunidade de mercado, definição do tipo de negócio e definição de clientes. • Estimular comportamentos empreendedores: estabelecimento de metas e planejamento e monitoramento sistemáticos. Estratégia sugerida: • Conversa com os alunos (Atividade 2 – Livro do Aluno). Recursos: • Livro do Aluno. • Lápis grafite. • Cartaz dos passos do plano de negócios. Tempo estimado: • 20 minutos. Orientações gerais: • Promova a leitura do texto e converse com os alunos sobre a importância de ser empreendedor, de identificar oportunidades de mercado e de definir o tipo de negócio, sabendo o que será realizado. • Reforce que a atividade anterior proporcionou a todos algumas ideias de produtos que podemos fazer como artesanato sustentável e que, nos próximos encontros, serão definidos os produtos a serem desenvolvidos. • Diga que ouvir a opinião dos clientes ajudará, e muito, nessa decisão e, para isso, é preciso pensar em quais pessoas esperamos que sejam os nossos clientes e comprem nossos produtos. • Defina com o grupo a resposta para a atividade 2.1. e solicite que a registrem em seus livros. • Destaque no cartaz dos passos do plano de negócios a realização do passo “Definição dos clientes”. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 56 10/09/12 19:02
  • 57. 57 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 3 CONHECENDO MAIS SOBRE ARTESANATO Também destaque o passo “Identificação da oportunidade de mercado e definição do tipo de negócio”. • Informe que conhecer a opinião dos prováveis clientes sobre suas preferências é fundamental no desenvolvimento dos produtos de nossa loja de artesanato sustentável. Para isso será realizada uma pesquisa usando o roteiro de pesquisa de preferência dos clientes, item 2.2. • Oriente para que cada aluno realize a pesquisa com no máximo três pessoas, para facilitar no momento da tabulação dos resultados. • Alerte os alunos para o fato de que o passo de definição dos produtos ainda será revisto, conforme os resultados a serem obtidos na pesquisa junto aos clientes. Observações e sugestões: • Para resposta da atividade 2.1., reforçamos que o público principal a ser atendido pela atividade empreendedora que os alunos estão desenvolvendo é o escolar (demais alunos e funcionários). Caso a escola decida ampliar esse público, considerando pais, comunidade, e também conforme o evento planejado para a inauguração, lembramos que tal decisão deve levar em conta os objetivos pedagógicos deste curso. • É possível adaptar as perguntas sugeridas no roteiro de pesquisa de preferência dos clientes. A pesquisa pode ser ampliada para mais de três produtos. • Podem ser tiradas cópias da ficha de pesquisa ou os alunos podem copiá-la, fazendo as adaptações, se necessário. • A pesquisa pode ser planejada para realização na escola. Pode ser combinado com outra turma de alunos um momento para se fazer a pesquisa, por exemplo. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 57 10/09/12 19:02
  • 58. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 58 atividade 3 – meu comportamento empreendedor Objetivo: • Estimular comportamentos empreendedores: estabelecimento de metas e planejamento e monitoramento sistemáticos. Estratégia sugerida: • Conversa com os alunos (Atividade 3 – Livro do Aluno). Recursos: • Livro do Aluno. • Lápis grafite. • Cartaz dos comportamentos empreendedores. Tempo estimado: • 15 minutos. Orientações gerais: • Promova a leitura da fábula do cavalo-marinho e uma conversa com os alunos sobre a postura percebida no personagem principal, exemplificando sempre que necessário. • Apresente as informações sobre os comportamentos empreendedores de estabelecer metas e planejar e monitorar sistematicamente. A atividade anterior facilita a compreensão da importância desses comportamentos mencionados. • Peça que os alunos respondam as questões propostas nos itens 3.1. e 3.2. e solicite que ao menos um aluno compartilhe suas respostas. • Reforce o entendimento dos comportamentos abordados, estimulando os alunos a refletirem sobre o comportamento adotado pelo cavalo-marinho e o resultado obtido pela falta de clareza do que ele realmente desejava. • Destaque os comportamentos citados na atividade, referindo-se ao cartaz dos comportamentos empreendedores. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 58 10/09/12 19:02
  • 59. 59 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 3 CONHECENDO MAIS SOBRE ARTESANATO atividade 4 – momento de produção Objetivo: • Estabelecer ações de produção e desenvolvimento dos produtos e serviços. Estratégia sugerida: • Elaboração de produtos e registro do histórico de produção (Atividade 4 – Livro do Aluno). Recursos: • Livro do Aluno. • Lápis grafite. • Material conforme decisão dos produtos a serem elaborados. Tempo estimado: • 30 minutos. Orientações gerais: • Fazendo uma ligação com a atividade anterior, comente que nos momentos de produção é necessário estipular a meta, planejar e acompanhar as ações de produção. • Conforme o planejamento definido de que produtos serão feitos nos momentos de produção, organize com os alunos o material que já foi pedido, separado e que será usado no momento de produção deste encontro. • Explique e coordene o registro do histórico de produção e oriente os alunos no passo a passo do que será produzido. • Solicite a colaboração de todos para a devida organização e limpeza ao final do momento de produção. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 59 10/09/12 19:02
  • 60. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 60 ImPORTANTE: • Estão previstos seis momentos produtivos que acontecerão nos Encontros 3, 5, 6, 9, 11 e 13. • Os produtos que deverão ser elaborados a cada momento produtivo deverão ser decididos pelo professor com seus alunos, conforme recursos disponíveis. Sugerimos algumas técnicas e produtos a serem feitos. • Apresentamos também uma sugestão de como escalonar tais sugestões de produtos durante os encontros que contemplam momentos de produção. • É fundamental que você, professor, decida quais produtos serão elaborados e em que momentos de produção ao longo dos encontros, especialmente para pedir o material necessário com antecedência (garrafas plásticas, retalhos de tecido, embalagens longa vida, outros). Sempre que possível decida sobre isso com os alunos. • É possível empregar uma única técnica ou decidir por um ou poucos modelos de produtos e produzir várias unidades. • Também é possível produzir objetos diferentes a cada momento de produção, conforme as sugestões apresentadas ou outras. • Lembramos que as sugestões apresentadas podem ser adaptadas conforme recursos disponíveis e que, ainda, outras ideias de produtos e/ou outras técnicas de trabalho manual com papéis podem ser desenvolvidas, conforme planejamento. ATENÇãO: Sugerimos evitar o uso de papéis como matéria-prima principal na elaboração de produtos para diferenciação da temática do 6º ano – eco papelaria. • Sugerimos, ainda e sempre, privilegiar o exercício da criatividade, seja qual for a decisão: • Se a opção for trabalhar uma única técnica ou decidir por um ou poucos modelos de produtos, estimule os alunos a identificarem formas diferentes, acabamento e utilidades diferentes também. • Se a opção for trabalhar com vários tipos de produto, deixar os alunos sempre livres para criarem além dos roteiros sugeridos como etapas de produção. O artesanato sustentável que os alunos elaborarão será pautado em trabalhos manuais (ver texto de apoio), conforme as sugestões de produtos apresentadas. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 60 10/09/12 19:02
  • 61. 61 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 3 CONHECENDO MAIS SOBRE ARTESANATO • Também, a partir de pesquisa sobre o artesanato da cidade e região, podem ser identificadas técnicas específicas, característica da cultura local, e mais elaboradas, que podem ser desenvolvidas com os alunos. • Confira no Anexo as sugestões de produtos apresentadas e planeje os momentos de produção ao longo dos encontros dos cursos. O passo a passo de cada produto está listado considerando os recursos e materiais necessários. • Conforme já comentado, é possível fazer maior volume de um dos produtos ou técnicas sugeridas, repetindo a mesma atividade nos momentos de produção ao longo dos encontros, ou planejar a elaboração de diferentes produtos. • Se julgar necessário, é possível planejar outros momentos para elaboração dos produtos, além dos previstos nos encontros. • Reforçamos para que, nos momentos de produção, seja privilegiado o estímulo à criatividade dos alunos; proponha desafios para elaboração de produtos a partir de um determinado material, sem direcionar o que deve ser feito, por exemplo. E sempre tendo como base a proposta de agir da maneira mais ecológica possível, evitando desperdícios ou o uso de produtos de impacto negativo na preservação do meio ambiente e/ou bem-estar das pessoas. Privilegie a cultura local! Os produtos artesanais podem representar aspectos da região e da cultura local! Sugestões apresentadas no Anexo e sugestão de escalonamento nos momentos de produção: ENCONTRO SUGESTãO Encontro 3 - Produto: bolsa de tecido Encontro 5 - Papietagem – peso de porta de garrafa PET Encontro 6 - Produto: jogo americano - Produto: colar de tira de camisetas Encontro 9 - Porta objetos variados: PET, latinhas, embalagens plásticas Encontro 11 - Produto: porta-revista de garrafa PET - Produtos: customização de camisetas Encontro 13 - Conforme produtos elaborados até o momento Pesquise sobre materiais que tenham maior disponibilidade para servirem de matéria-prima. Crie opções de produtos a partir desses materiais. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 61 10/09/12 19:02
  • 62. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 62 Observações e sugestões: • Sugerimos a organização de um material de apoio para os momentos de produção, considerando o número de alunos da turma: • Tesouras sem ponta; • Tubos de cola branca; • Régua; • Lápis de cor; • Canetas hidrocor; • Giz de cera; • Rolo de barbante; • Papel sulfite; • Tinta acrílica, em cores disponíveis; • Pincéis; • Pano de limpeza; • Furador; • Grampeador; • Fita adesiva. • Lembramos que o “Momento de Produção” é presente em vários encontros. Nos momentos de produção os alunos liberam a criatividade, trabalham em equipe e vivenciam etapas de desenvolvimento de produtos. • Durante os trabalhos produtivos com os alunos, orientar constantemente para a importância da organização, de fazer benfeito e de caprichar, e do trabalho em equipe, valorizando a iniciativa, as ideias e a participação dos alunos. Enfatizar a valorização da cultura e das pessoas e o cuidado com o meio ambiente como norteadores para os momentos de produção. • Sempre que possível, colocar os alunos para o trabalho em grupos, desenvolvendo essas etapas de produção ao longo dos encontros. • Na medida em que ocorre a elaboração dos produtos, reforçar a ideia do reaproveitamento de materiais que seriam lixo e também trazer ao trabalho a ideia de que são necessários fornecedores de materiais diversos. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 62 10/09/12 19:02
  • 63. 63 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 3 CONHECENDO MAIS SOBRE ARTESANATO • Partindo da atividade de registrar o histórico de produção, sugerimos fazer cartazes ou fichas para relacionar os materiais usados para cada tipo de produto e os valores respectivos. Desta forma, será possível usar esses cartazes ou fichas nos encontros seguintes e especialmente para definição do preço de venda, além de estimular o comportamento empreendedor, planejamento e monitoramento sistemáticos. Tal informação do valor dos materiais empregados pode também ser agregada no histórico de produção. • Modelos de sugestão: 1 – Ficha de cada produto Produto: Tempo de construção: Material Quantidade Valor Total: * Sobre preço de materiais recicláveis, como garrafas PET, latinhas e outros: • Consulte na cidade ou região os valores pagos na venda desses materiais, uma vez que são valores que variam consideravelmente entre diversas regiões do Brasil. • Importante ressaltar que mesmo para tais materiais, normalmente trazidos pelos alunos, é indicado considerar o custo de cada um deles, mesmo que estimado, para efeito de definição dos preços de venda – a definição de preços ocorrerá no Encontro 8 do curso. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 63 10/09/12 19:02
  • 64. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 64 2 – Tabela para controle dos gastos gerais eventuais, por exemplo, com aquisição de cola, pincéis, fita adesiva, outros itens. Gastos gerais Descrição / Material Quantidade valor total: TEXTO DE APOIO: Categorias dos produtos artesanais As categorias dos produtos artesanais são definidas de acordo com seu processo de produção, sua origem, uso e destino As categorias dos produtos artesanais são definidas de acordo com seu processo de produção, origem, uso e destino. • Arte popular Características: produção de peças únicas; arquétipo; compromisso consigo mesmo; fruto da criação individual. Conjunto de atividades poéticas, musicais, plásticas e expressivas que configuram o modo de ser e de viver do povo de um lugar. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 64 10/09/12 19:02
  • 65. 65 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 3 CONHECENDO MAIS SOBRE ARTESANATO • Artesanato Características: produção de pequenas séries com regularidade; produtos semelhantes, porém diferenciados entre si; compromisso com o mercado; fruto da necessidade. A partir do conceito proposto pelo Conselho Mundial do Artesanato, define-se como artesanato toda atividade produtiva que resulte em objetos e artefatos acabados, feitos manualmente ou com o emprego de meios tradicionais ou rudimentares, com habilidade, destreza, qualidade e criatividade. • Trabalhos manuais Características: produção assistemática; reprodução ou cópia; ocupação secundária; fruto da destreza. Os trabalhos manuais exigem destreza e habilidade, porém usam moldes e padrões predefinidos, resultando em produtos de estética pouco elaborada. Não são resultantes de processo criativo efetivo. É, muitas vezes, ocupação secundária, que usa o tempo disponível das tarefas domésticas, ou como passatempo. • Produtos alimentícios (típicos) Os produtos típicos são, em geral, produtos alimentícios processados segundo métodos tradicionais, em pequena escala, muitas vezes em família ou por um determinado grupo. • Produtos semi-industriais e industriais Produção em grande escala, em série, com emprego de moldes e formas, máquinas e equipamentos de reprodução, com pessoas envolvidas e conhecedoras apenas de partes do processo. Souvenires são objetos produzidos com foco no mercado turístico, que expressam identidade cultural, comunica conceitos e busca qualidade e funcionalidade das peças. • Artesanato indígena São os objetos produzidos no seio de uma comunidade indígena, por seus próprios integrantes. É, em sua maioria, resultante de uma produção coletiva, incorporada ao cotidiano da vida tribal, que prescinde da figura do artista ou do autor. • Artesanato tradicional Conjunto de artefatos mais expressivos da cultura de um determinado grupo, representativo de suas tradições, porém incorporados à sua vida cotidiana. Sua produção é, em geral, de origem familiar ou de pequenos grupos vizinhos, o que possibilita e favorece a transferência de conhecimentos sobre técnicas, processos e desenhos originais. Sua importância e seu valor cultural decorrem do fato de ser depositária JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 65 10/09/12 19:02
  • 66. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 66 de um passado, de acompanhar histórias transmitidas de geração em geração, de fazer parte integrante e indissociável dos usos e costumes de um determinado grupo. • Artesanato de referência cultural São produtos cuja característica é a incorporação de elementos culturais tradicionais da região onde são produzidos. São, em geral, resultantes de uma intervenção planejada de artistas e designers, em parceria com os artesãos, com o objetivo de diversificar os produtos, porém preservando seus traços culturais mais representativos. • Artesanato conceitual Objetos produzidos a partir de um projeto deliberado de afirmação de um estilo de vida ou afinidade cultural. A inovação é o elemento principal que distingue esse artesanato das demais categorias. Por detrás desses produtos existe sempre uma proposta, uma afirmação sobre estilos de vida e de valores, muitas vezes explícitos por meio dos sistemas de promoção usados, sobretudo aqueles ligados ao movimento ecológico e naturalista. (Fonte: http://www.sebrae.com.br/setor/artesanato/) JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 66 10/09/12 19:02
  • 67. 67 Artesanato sustentável 7º Ano Livro do Professor Encontro 3 CONHECENDO MAIS SOBRE ARTESANATO atividade de encerramento do encontro 3 Objetivos: • Resumir as atividades do Encontro 3. • Encerrar o Encontro 3. Estratégia sugerida: • Conversa com os alunos (Resumindo – Livro do Aluno). Recurso: • Livro do Aluno. Tempo estimado: • 5 minutos. Orientações gerais: • Converse com os alunos para resumir as atividades do encontro, tendo como apoio o “Resumindo” descrito no Livro do Aluno. É possível fazer um registro textual em cartaz ou no quadro, por exemplo, do resumo feito com os alunos. O Livro do Aluno apresenta um resumo do encontro, o que não invalida ou descaracteriza a necessidade da conversa com os alunos para o resumo ao final do encontro, muito pelo contrário. JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 67 10/09/12 19:02
  • 68. Jovens Empreendedores Primeiros Passos 68 como será nosso produto? resumindo o encontro Neste encontro os alunos analisarão o resultado da pesquisa sobre a preferência dos clientes e decidirão sobre quais produtos farão como artesanato sustentável, reconhecendo a importância de buscar informações que ajudem na tomada de decisões. Os alunos definem um nome para a loja de artesanato sustentável e iniciam estudo sobre concorrência. Neste encontro serão estimulados os seguintes aspectos do comportamento empreendedor e abordados os elementos a seguir do plano de negócios: JEPP_7º_ano_livro_professor_novo.indd 68 10/09/12 19:02