SlideShare uma empresa Scribd logo
INTRODUÇÃO AOS
ESTUDOS HISTÓRICOS
 Por que estudar História?
  • No estudo da História, ao você compreender
    o que ocorreu no passado, você entenderá os
    eventos que ocorrem no presente e as
    possibilidades para o futuro.
  • Diante da percepção acima, a História
    contribui para desenvolvermos consciência
    sobre os papéis desempenhados pelos
    indivíduos e grupos e no processo de
    transformação que está em curso na
    sociedade.
 Fontes históricas
  • Os seres humanos vêm deixando sinais de
    sua existência. São restos de esqueletos e de
    construções, objetos, calçados, cartas,
    jornais... Enfim, vários elementos de outros
    tempos. Esses sinais são chamados de
    “fontes históricas”. A partir delas os
    historiadores buscam encontrar informações
    sobre o passado, realizando cuidadosos
    estudos sobre o que significam e
    interpretando o que elas podem informar.
 Fontes históricas
  • Fontes escritas  Certidões, cartas, testa-
    mentos, livros, jornais, revistas, entre
    outros.
  • Fontes não escritas  Pedras, cerâmicas,
    objetos, entre outros.
  • Fontes áudio-visuais  Cinema, televisão,
    música e vários tipos de gravações.
  • Fontes visuais  Imagens, pinturas,
    fotografias, anúncios de publicidade, entre
    outros.
  • Fontes orais  Registros de entrevistas ou
    relatos falados.
 Os limites da História
  • Os historiadores desenvolvem seus estudos,
    apresentam suas ideias sobre os fatos, mas
    elas não são expressões definitivas da
    Verdade.
  • O anacronismo ou anticronismo consiste
    basicamente em utilizar os conceitos e ideias
    de uma época para analisar os fatos de outro
    tempo. Em outras palavras, o anacronismo é
    uma forma equivocada onde tentamos
    avaliar um determinado tempo histórico à luz
    de valores que não pertencem a esse mesmo
    tempo histórico.
 O tempo e História
  • A cronologia é o conjunto de conhecimentos
    sobre as medições do tempo, que é a
    dimensão da História.
  • Há uma grande variação nas cronologias e na
    relação que as sociedades e grupos humanos
    criaram com o tempo.
 Calendários
  • A passagem do tempo costuma ser
    organizada através de calendários, povos
    diferentes construíram os mais variados
    calendários ao longo dos tempos, pois
    utilizaram referências de suas próprias
    culturas e costumes.
  • Povos antigos como chineses, sumérios e
    egípcios já possuíam seus calendários por
    volta de 2.000 anos antes de Cristo.
  • Os calendários tomam como referências os
    ciclos do sol ou da lua (em alguns deles, de
    ambos).
 Calendários
  • O atual calendário cristão é o Gregoriano,
    que foi adotado em 1582 após uma correção
    do calendário que era até então utilizado
    pelos cristão.
            a.C (Antes de Cristo)       d.C (Depois de Cristo)
         CONTAGEM DECRESCENTE       1    CONTAGEM CRESCENTE
                   Referência: Nascimento de Cristo
 Calendários
  • É muito comum vermos referências aos
    séculos, que em nosso caso precisam dos
    seguintes cuidados:


1)                       2)       2000
         1975
Número de centenas       Ano terminado com dois zeros
             +1          Neste caso, o próprio
19 + 1 = 20              número de centenas já
                         indica o século
 Calendários
  • Há uma tradição no uso dos algarismos
    romanos para identificação dos séculos:
    I-1        XI – 11      XXX - 30   D - 500
    II - 2     XII – 12     XL - 40    DC - 600
    III - 3    XIII – 13    L - 50     CM - 900
    IV - 4     XIV – 14     LX - 60    M - 1000
    V-5        XV – 15      XC - 90
    VI - 6     XVI – 16     C - 100
    VII - 7    XVII – 17    CC - 200
    VIII - 8   XVIII – 18   CD - 400
    IX - 9     XIX – 19
    X - 10     XX - 20
 Calendários
 Periodização histórica
  • “Periodizar” implica na separação do tempo
    em períodos em função de eventos
    marcantes reconhecidos como referências
    importantes. Em nosso caso, persiste a
    seguinte periodização:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O que é historia
O que é historiaO que é historia
O que é historia
alinemaiahistoria
 
O Tempo e a História - 6 ANO
O Tempo e a História - 6 ANOO Tempo e a História - 6 ANO
O Tempo e a História - 6 ANO
Diego Bian Filo Moreira
 
O QUE É HISTÓRIA
O QUE É HISTÓRIAO QUE É HISTÓRIA
O QUE É HISTÓRIA
Nila Michele Bastos Santos
 
1. introdução aos estudos históricos
1. introdução aos estudos históricos1. introdução aos estudos históricos
1. introdução aos estudos históricos
Suellen Barbosa
 
Aula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anosAula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anos
Carlos Néri
 
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
Daniel Alves Bronstrup
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Janaína Tavares
 
Para que estudar História
Para que estudar HistóriaPara que estudar História
Para que estudar História
Liz Prates
 
O brasil na primeira republica
O brasil na primeira republicaO brasil na primeira republica
O brasil na primeira republica
Simone P Baldissera
 
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
Nefer19
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
Elaine Bogo Pavani
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
Portal do Vestibulando
 
O Estado Moderno
O Estado ModernoO Estado Moderno
O Estado Moderno
Aulas de História
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
Nila Michele Bastos Santos
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)
Edenilson Morais
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Fatima Freitas
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
Daniel Alves Bronstrup
 
1° ano - Grécia Antiga
1° ano -  Grécia Antiga1° ano -  Grécia Antiga
1° ano - Grécia Antiga
Daniel Alves Bronstrup
 
1° ano - Mesopotâmia
1° ano - Mesopotâmia1° ano - Mesopotâmia
1° ano - Mesopotâmia
Daniel Alves Bronstrup
 
Imperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismoImperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismo
Paulo Alexandre
 

Mais procurados (20)

O que é historia
O que é historiaO que é historia
O que é historia
 
O Tempo e a História - 6 ANO
O Tempo e a História - 6 ANOO Tempo e a História - 6 ANO
O Tempo e a História - 6 ANO
 
O QUE É HISTÓRIA
O QUE É HISTÓRIAO QUE É HISTÓRIA
O QUE É HISTÓRIA
 
1. introdução aos estudos históricos
1. introdução aos estudos históricos1. introdução aos estudos históricos
1. introdução aos estudos históricos
 
Aula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anosAula fontes históricas- 6º anos
Aula fontes históricas- 6º anos
 
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
1° ano - E.M. - Primeiras civilizações
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Para que estudar História
Para que estudar HistóriaPara que estudar História
Para que estudar História
 
O brasil na primeira republica
O brasil na primeira republicaO brasil na primeira republica
O brasil na primeira republica
 
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
As origens do ser humano - 6º Ano (2017)
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
 
O Estado Moderno
O Estado ModernoO Estado Moderno
O Estado Moderno
 
Povos pré colombianos
Povos pré colombianosPovos pré colombianos
Povos pré colombianos
 
Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)Primeiro Reinado (1822-1831)
Primeiro Reinado (1822-1831)
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
 
1° ano - Grécia Antiga
1° ano -  Grécia Antiga1° ano -  Grécia Antiga
1° ano - Grécia Antiga
 
1° ano - Mesopotâmia
1° ano - Mesopotâmia1° ano - Mesopotâmia
1° ano - Mesopotâmia
 
Imperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismoImperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismo
 

Destaque

Introdução ao estudo da história pps
Introdução ao estudo da história ppsIntrodução ao estudo da história pps
Introdução ao estudo da história pps
William Cirilo Teixeira Rodrigues
 
Introdução a historia - fontes históricas
Introdução a historia - fontes históricasIntrodução a historia - fontes históricas
Introdução a historia - fontes históricas
Isabel Aguiar
 
O TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇO
O TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇOO TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇO
O TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇO
Ana Selma Sena Santos
 
O Tempo e a História - 6o ano
O Tempo e a História - 6o anoO Tempo e a História - 6o ano
O Tempo e a História - 6o ano
Lucas Degiovani
 
6º anos - Fontes históricas
6º anos - Fontes históricas6º anos - Fontes históricas
6º anos - Fontes históricas
Handel Ching
 
Introdução aos estudos históricos
Introdução aos estudos históricosIntrodução aos estudos históricos
Introdução aos estudos históricos
Professor Marcelo
 
6º ano introdução aos estudos históricos
6º ano   introdução aos estudos históricos6º ano   introdução aos estudos históricos
6º ano introdução aos estudos históricos
João Ferreira
 
O tempo em historia
O tempo em historiaO tempo em historia
O tempo em historia
Ana Barreiros
 
Introdução à História
Introdução à HistóriaIntrodução à História
Introdução à História
Valéria Shoujofan
 
Conceito de História
Conceito de HistóriaConceito de História
Conceito de História
João Medeiros
 
Tempo cronólogico
Tempo cronólogicoTempo cronólogico
Tempo cronólogico
Cristina Soares
 
Atividades o que e historia e papel do historiador
Atividades o que e historia e papel do historiadorAtividades o que e historia e papel do historiador
Atividades o que e historia e papel do historiador
Atividades Diversas Cláudia
 
Introdução à história e pré história
Introdução à história e pré históriaIntrodução à história e pré história
Introdução à história e pré história
Valeria Kosicki
 
Quem produz o cohecimento histórico?
Quem produz o cohecimento histórico?Quem produz o cohecimento histórico?
Quem produz o cohecimento histórico?
Renata Telha
 
Aula 1 o que é história
Aula 1   o que é históriaAula 1   o que é história
Aula 1 o que é história
Dalton Lopes Reis Jr.
 
Capítulo I:História e Fontes históricas (História, cultura e tempo).
Capítulo I:História e Fontes históricas (História, cultura e tempo).Capítulo I:História e Fontes históricas (História, cultura e tempo).
Capítulo I:História e Fontes históricas (História, cultura e tempo).
PibidHistoriaUEPB
 
Aula históriaeotempo
Aula históriaeotempoAula históriaeotempo
Aula históriaeotempo
Rosely Monteiro
 
Iniciação à história
Iniciação à históriaIniciação à história
Iniciação à história
Liz Prates
 
El señor de los milagros1
El señor de los milagros1El señor de los milagros1
El señor de los milagros1
bigolivera
 
Fontes históricas Guilherme G. Longaray
Fontes históricas Guilherme G. LongarayFontes históricas Guilherme G. Longaray
Fontes históricas Guilherme G. Longaray
emefguerreiro
 

Destaque (20)

Introdução ao estudo da história pps
Introdução ao estudo da história ppsIntrodução ao estudo da história pps
Introdução ao estudo da história pps
 
Introdução a historia - fontes históricas
Introdução a historia - fontes históricasIntrodução a historia - fontes históricas
Introdução a historia - fontes históricas
 
O TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇO
O TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇOO TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇO
O TEMPO NA HISTÓRIA - HISTÓRIA TEMPO E ESPAÇO
 
O Tempo e a História - 6o ano
O Tempo e a História - 6o anoO Tempo e a História - 6o ano
O Tempo e a História - 6o ano
 
6º anos - Fontes históricas
6º anos - Fontes históricas6º anos - Fontes históricas
6º anos - Fontes históricas
 
Introdução aos estudos históricos
Introdução aos estudos históricosIntrodução aos estudos históricos
Introdução aos estudos históricos
 
6º ano introdução aos estudos históricos
6º ano   introdução aos estudos históricos6º ano   introdução aos estudos históricos
6º ano introdução aos estudos históricos
 
O tempo em historia
O tempo em historiaO tempo em historia
O tempo em historia
 
Introdução à História
Introdução à HistóriaIntrodução à História
Introdução à História
 
Conceito de História
Conceito de HistóriaConceito de História
Conceito de História
 
Tempo cronólogico
Tempo cronólogicoTempo cronólogico
Tempo cronólogico
 
Atividades o que e historia e papel do historiador
Atividades o que e historia e papel do historiadorAtividades o que e historia e papel do historiador
Atividades o que e historia e papel do historiador
 
Introdução à história e pré história
Introdução à história e pré históriaIntrodução à história e pré história
Introdução à história e pré história
 
Quem produz o cohecimento histórico?
Quem produz o cohecimento histórico?Quem produz o cohecimento histórico?
Quem produz o cohecimento histórico?
 
Aula 1 o que é história
Aula 1   o que é históriaAula 1   o que é história
Aula 1 o que é história
 
Capítulo I:História e Fontes históricas (História, cultura e tempo).
Capítulo I:História e Fontes históricas (História, cultura e tempo).Capítulo I:História e Fontes históricas (História, cultura e tempo).
Capítulo I:História e Fontes históricas (História, cultura e tempo).
 
Aula históriaeotempo
Aula históriaeotempoAula históriaeotempo
Aula históriaeotempo
 
Iniciação à história
Iniciação à históriaIniciação à história
Iniciação à história
 
El señor de los milagros1
El señor de los milagros1El señor de los milagros1
El señor de los milagros1
 
Fontes históricas Guilherme G. Longaray
Fontes históricas Guilherme G. LongarayFontes históricas Guilherme G. Longaray
Fontes históricas Guilherme G. Longaray
 

Semelhante a Introdução à história

Aula história e o tempo
Aula história e o tempoAula história e o tempo
Aula história e o tempo
Rosely Monteiro
 
Aula históriaeotempo
Aula históriaeotempoAula históriaeotempo
Aula históriaeotempo
Rosely Monteiro
 
Introdução à história em
Introdução à história emIntrodução à história em
Introdução à história em
Adriana Gomes Messias
 
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE HISTÓRIA- DBN
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE HISTÓRIA- DBNINTRODUÇÃO AO ESTUDO DE HISTÓRIA- DBN
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE HISTÓRIA- DBN
Danilo Novaes
 
Introducao historia
Introducao historiaIntroducao historia
Introducao historia
Elisângela Martins Rodrigues
 
Trabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdf
Trabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdfTrabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdf
Trabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdf
VinciusKusma
 
O tempo e a história
O  tempo e a históriaO  tempo e a história
O tempo e a história
Debora Barros
 
2°periodização da história
2°periodização da história2°periodização da história
2°periodização da história
Ajudar Pessoas
 
O que é História?
O que é História?O que é História?
O que é História?
Debora Barros
 
Divisão dos períodos da História
Divisão dos períodos da HistóriaDivisão dos períodos da História
Divisão dos períodos da História
Patrícia Éderson Dias
 
Cultura e tempo
Cultura e tempoCultura e tempo
Cultura e tempo
Paulo Gomes
 
O que é historia
O que é historiaO que é historia
O que é historia
alinemaiahistoria
 
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à história
RODRIGO Cicéro
 
Introdução ao estudo da história
Introdução ao estudo da históriaIntrodução ao estudo da história
Introdução ao estudo da história
Patrícia Éderson Dias
 
Prevupe - Introdução aos estudos históricos
Prevupe - Introdução aos estudos históricosPrevupe - Introdução aos estudos históricos
Prevupe - Introdução aos estudos históricos
Rodrigo Ferreira
 
1 refletindo a-historia
1 refletindo a-historia1 refletindo a-historia
1 refletindo a-historia
Lucas Cechinel
 
Primeira aula 1 ano 2014
Primeira aula 1 ano 2014Primeira aula 1 ano 2014
Primeira aula 1 ano 2014
Vitor Ferreira
 
1 refletindo a-historia
1 refletindo a-historia1 refletindo a-historia
1 refletindo a-historia
Lucas Cechinel
 
Antiguidade e idade média
Antiguidade e idade médiaAntiguidade e idade média
Antiguidade e idade média
Antonio Carlos Souza
 
A construção da história
A construção da históriaA construção da história
A construção da história
Dione Pereira
 

Semelhante a Introdução à história (20)

Aula história e o tempo
Aula história e o tempoAula história e o tempo
Aula história e o tempo
 
Aula históriaeotempo
Aula históriaeotempoAula históriaeotempo
Aula históriaeotempo
 
Introdução à história em
Introdução à história emIntrodução à história em
Introdução à história em
 
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE HISTÓRIA- DBN
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE HISTÓRIA- DBNINTRODUÇÃO AO ESTUDO DE HISTÓRIA- DBN
INTRODUÇÃO AO ESTUDO DE HISTÓRIA- DBN
 
Introducao historia
Introducao historiaIntroducao historia
Introducao historia
 
Trabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdf
Trabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdfTrabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdf
Trabalho sobre HISTORIA ANTIGA - 6º-ANO.pdf
 
O tempo e a história
O  tempo e a históriaO  tempo e a história
O tempo e a história
 
2°periodização da história
2°periodização da história2°periodização da história
2°periodização da história
 
O que é História?
O que é História?O que é História?
O que é História?
 
Divisão dos períodos da História
Divisão dos períodos da HistóriaDivisão dos períodos da História
Divisão dos períodos da História
 
Cultura e tempo
Cultura e tempoCultura e tempo
Cultura e tempo
 
O que é historia
O que é historiaO que é historia
O que é historia
 
Introdução à história
Introdução à históriaIntrodução à história
Introdução à história
 
Introdução ao estudo da história
Introdução ao estudo da históriaIntrodução ao estudo da história
Introdução ao estudo da história
 
Prevupe - Introdução aos estudos históricos
Prevupe - Introdução aos estudos históricosPrevupe - Introdução aos estudos históricos
Prevupe - Introdução aos estudos históricos
 
1 refletindo a-historia
1 refletindo a-historia1 refletindo a-historia
1 refletindo a-historia
 
Primeira aula 1 ano 2014
Primeira aula 1 ano 2014Primeira aula 1 ano 2014
Primeira aula 1 ano 2014
 
1 refletindo a-historia
1 refletindo a-historia1 refletindo a-historia
1 refletindo a-historia
 
Antiguidade e idade média
Antiguidade e idade médiaAntiguidade e idade média
Antiguidade e idade média
 
A construção da história
A construção da históriaA construção da história
A construção da história
 

Mais de Paulo Alexandre

Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Calendário escolar 2021.xlsx - 1Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Paulo Alexandre
 
El idioma de los indígenas de Brasil
El idioma de los indígenas de BrasilEl idioma de los indígenas de Brasil
El idioma de los indígenas de Brasil
Paulo Alexandre
 
LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
 LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
Paulo Alexandre
 
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBESNATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
Paulo Alexandre
 
Saludos en Quéchua
Saludos en QuéchuaSaludos en Quéchua
Saludos en Quéchua
Paulo Alexandre
 
El Guarani en Paraguay
El Guarani en ParaguayEl Guarani en Paraguay
El Guarani en Paraguay
Paulo Alexandre
 
Espelhos planos e esféricos
Espelhos planos e esféricosEspelhos planos e esféricos
Espelhos planos e esféricos
Paulo Alexandre
 
Conectaaí
ConectaaíConectaaí
Conectaaí
Paulo Alexandre
 
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
Paulo Alexandre
 
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
Paulo Alexandre
 
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
Paulo Alexandre
 
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
Paulo Alexandre
 
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
Paulo Alexandre
 
Citoplasma - parte 2
Citoplasma - parte 2Citoplasma - parte 2
Citoplasma - parte 2
Paulo Alexandre
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
Paulo Alexandre
 
Citoplasma parte 2
Citoplasma parte 2Citoplasma parte 2
Citoplasma parte 2
Paulo Alexandre
 
Responsabilidade social
Responsabilidade socialResponsabilidade social
Responsabilidade social
Paulo Alexandre
 
Subdesenvolvimento
SubdesenvolvimentoSubdesenvolvimento
Subdesenvolvimento
Paulo Alexandre
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
Paulo Alexandre
 
Comunidade sociedade e cidadania
Comunidade sociedade e cidadaniaComunidade sociedade e cidadania
Comunidade sociedade e cidadania
Paulo Alexandre
 

Mais de Paulo Alexandre (20)

Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Calendário escolar 2021.xlsx - 1Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Calendário escolar 2021.xlsx - 1
 
El idioma de los indígenas de Brasil
El idioma de los indígenas de BrasilEl idioma de los indígenas de Brasil
El idioma de los indígenas de Brasil
 
LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
 LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
 
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBESNATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
 
Saludos en Quéchua
Saludos en QuéchuaSaludos en Quéchua
Saludos en Quéchua
 
El Guarani en Paraguay
El Guarani en ParaguayEl Guarani en Paraguay
El Guarani en Paraguay
 
Espelhos planos e esféricos
Espelhos planos e esféricosEspelhos planos e esféricos
Espelhos planos e esféricos
 
Conectaaí
ConectaaíConectaaí
Conectaaí
 
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
 
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
 
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
 
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
 
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
 
Citoplasma - parte 2
Citoplasma - parte 2Citoplasma - parte 2
Citoplasma - parte 2
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
 
Citoplasma parte 2
Citoplasma parte 2Citoplasma parte 2
Citoplasma parte 2
 
Responsabilidade social
Responsabilidade socialResponsabilidade social
Responsabilidade social
 
Subdesenvolvimento
SubdesenvolvimentoSubdesenvolvimento
Subdesenvolvimento
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
 
Comunidade sociedade e cidadania
Comunidade sociedade e cidadaniaComunidade sociedade e cidadania
Comunidade sociedade e cidadania
 

Último

Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 

Último (20)

Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 

Introdução à história

  • 2.  Por que estudar História? • No estudo da História, ao você compreender o que ocorreu no passado, você entenderá os eventos que ocorrem no presente e as possibilidades para o futuro. • Diante da percepção acima, a História contribui para desenvolvermos consciência sobre os papéis desempenhados pelos indivíduos e grupos e no processo de transformação que está em curso na sociedade.
  • 3.  Fontes históricas • Os seres humanos vêm deixando sinais de sua existência. São restos de esqueletos e de construções, objetos, calçados, cartas, jornais... Enfim, vários elementos de outros tempos. Esses sinais são chamados de “fontes históricas”. A partir delas os historiadores buscam encontrar informações sobre o passado, realizando cuidadosos estudos sobre o que significam e interpretando o que elas podem informar.
  • 4.  Fontes históricas • Fontes escritas  Certidões, cartas, testa- mentos, livros, jornais, revistas, entre outros. • Fontes não escritas  Pedras, cerâmicas, objetos, entre outros. • Fontes áudio-visuais  Cinema, televisão, música e vários tipos de gravações. • Fontes visuais  Imagens, pinturas, fotografias, anúncios de publicidade, entre outros. • Fontes orais  Registros de entrevistas ou relatos falados.
  • 5.  Os limites da História • Os historiadores desenvolvem seus estudos, apresentam suas ideias sobre os fatos, mas elas não são expressões definitivas da Verdade. • O anacronismo ou anticronismo consiste basicamente em utilizar os conceitos e ideias de uma época para analisar os fatos de outro tempo. Em outras palavras, o anacronismo é uma forma equivocada onde tentamos avaliar um determinado tempo histórico à luz de valores que não pertencem a esse mesmo tempo histórico.
  • 6.  O tempo e História • A cronologia é o conjunto de conhecimentos sobre as medições do tempo, que é a dimensão da História. • Há uma grande variação nas cronologias e na relação que as sociedades e grupos humanos criaram com o tempo.
  • 7.  Calendários • A passagem do tempo costuma ser organizada através de calendários, povos diferentes construíram os mais variados calendários ao longo dos tempos, pois utilizaram referências de suas próprias culturas e costumes. • Povos antigos como chineses, sumérios e egípcios já possuíam seus calendários por volta de 2.000 anos antes de Cristo. • Os calendários tomam como referências os ciclos do sol ou da lua (em alguns deles, de ambos).
  • 8.  Calendários • O atual calendário cristão é o Gregoriano, que foi adotado em 1582 após uma correção do calendário que era até então utilizado pelos cristão. a.C (Antes de Cristo) d.C (Depois de Cristo) CONTAGEM DECRESCENTE 1 CONTAGEM CRESCENTE Referência: Nascimento de Cristo
  • 9.  Calendários • É muito comum vermos referências aos séculos, que em nosso caso precisam dos seguintes cuidados: 1) 2) 2000 1975 Número de centenas Ano terminado com dois zeros +1 Neste caso, o próprio 19 + 1 = 20 número de centenas já indica o século
  • 10.  Calendários • Há uma tradição no uso dos algarismos romanos para identificação dos séculos: I-1 XI – 11 XXX - 30 D - 500 II - 2 XII – 12 XL - 40 DC - 600 III - 3 XIII – 13 L - 50 CM - 900 IV - 4 XIV – 14 LX - 60 M - 1000 V-5 XV – 15 XC - 90 VI - 6 XVI – 16 C - 100 VII - 7 XVII – 17 CC - 200 VIII - 8 XVIII – 18 CD - 400 IX - 9 XIX – 19 X - 10 XX - 20
  • 12.  Periodização histórica • “Periodizar” implica na separação do tempo em períodos em função de eventos marcantes reconhecidos como referências importantes. Em nosso caso, persiste a seguinte periodização: