1° ano - E.M. - Introdução à história

2.962 visualizações

Publicada em

Professor Daniel 2011

Publicada em: Educação
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Professor muito bom. Poderia liberar para guardar.. Material muito bom... A ultima folha não deu para ler... :)
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.962
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.191
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1° ano - E.M. - Introdução à história

  1. 1. Heródoto Partenon O que é? Qual o objetivo de estudo? Qual sua importância? Por que devemos estudá-la?
  2. 2.  Compreensão do passado humano e da realidade atual!  O passado é onipresente, está exposto aos nossos olhos mas passa despercebido.  Ex:ruas, datas comemorativas, nome de instituições, moedas, modos de vestir.  O estudo se faz por meio do estudo do homem e das duas relações sociais.  Amplia nossa visão de mundo e contribui para o desenvolvimento da cidadania. Democracia
  3. 3.  Considerado o pai da História. No início se propôs a escrever os vestígios das ações praticadas pelos homens. Prática de Heródoto: Narração cronológica, referente a uma realidade concreta. Antes de Heródoto, os homens buscavam a contar o passado por meio de explicações mágicas e religiosas da realidade sem se deter a uma sequência linear (MITO).
  4. 4.  Conceitos considerados fundamentais para entender a História:  Processo Histórico, Historicidade e historiografia, Tempo e temporalidade, Sujeito Histórico, Cultura e Cidadania.  Processo Histórico: a História deriva das diversas interpretações do passado, que são consequência de posicionamentos teóricos e metodológicos diferenciados.  Historiografia e Historicidade:  Historiografia corresponde a escrita da História, esta sofreu grandes mudanças nos últimos três séculos.  Conjunto de fatores da cada época que interferem no pertencer de cada indivíduo a seu tempo, caracterizam a Historicidade.
  5. 5.  Concepção de Tempo:  Desde épocas imemoriais o homem buscou quantificar o tempo.  pré-requisito importante para a compreensão da história. Cronologia (termos gregos Kronos [tempo] e logos [estudo]):  Ciência auxiliar, ajuda a localizar e determinar a ordem dos acontecimentos. Relógio de sol Calendário Asteca
  6. 6.  Tempo Cíclico: ideia de eterno retorno, todo fim é um novo começo. Mais comum aos Mitos. Tempo Linear: Influência judaico-cristã, o tempo tem um começo, um meio e um fim.  Está resente nas sociedades ocidentais e também é a base da organização da história na “Linha do Tempo” dividindo o passado em eras (períodos de tempo).
  7. 7.  Cronologicamente dividida em 4 períodos denominados “idades” ou “eras”.
  8. 8.  Esta é apenas uma divisão didática, estabelecida com o objetivo de organizar o conteúdo estudado. O que efetivamente marca o fim e o início de um período histórico é um conjunto de várias transformações que se sucedem de maneira lenta, podendo durar décadas ou até séculos.
  9. 9.  Durante o século XX, ficou fortalecida a noção de que o passado não pertence apenas às figuras de destaque, mas também, a vários outros personagens, muitas vezes anônimos. Nas construção dos fatos históricos, há muita participação de sujeitos históricos que nem sempre emprestam seus nomes para os livros de História.
  10. 10.  “exercer a cidadania é estar envolvido com o mundo circundante. É saber respeitar as diferenças existentes na sociedade, sejam elas culturais, étnicas, religiosas ou políticas. É assumir uma postura ativa diante das desigualdades , procurando fazer prevalecer sempre a justiça. É saber identificar e preservar o patrimônio histórico e cultural, tanto nosso como o de outros povos. É agir conscientemente em relação aos recursos naturais do planeta, pois o exercício da cidadania é também uma preocupação com a vida e a dignidade humana”. (p. 10 apostila). A História oferece condições para se desenvolver o senso crítico, para se identificar como sujeito histórico.
  11. 11.  Relacionada com as realizações humanas e com os padrões de uma determinada sociedade, pode-se buscar outras informações sobre o passado. Temas como o cotidiano e as mentalidades passam a ser assuntos investigados pelos historiadores.  Alimentação, Brincadeiras, trabalho, festas...  Esse tipo de abordagem ganhou muitos adeptos no final do século XX, enriquecendo o conhecimento do passado.
  12. 12.  Regra utilizada:  1° quando a data termina com dois ou mais zeros, o século ao qual pertence é indicado pela unidade ou dezena que precede os dois zeros: 2000 = séc. XX 1500 = séc. XV 1900 = séc. XIX 300 = séc. III  2° quando a data termina em apenas um zero ou algarismos diferentes de zero, o século ao qual pertence é indicado pelo total de centenas contido na respectiva data, acrescido 1(um): 476 = 4 centenas + 1 = séc. V 1789 = 17 centenas + 1 = séc. XVIII 1492 = 14 centenas + 1 = séc. XV

×