SlideShare uma empresa Scribd logo
GEOLOGIA
Professora Carolina Corrêa
Compreender o processo intempérico;
Identificar os diferentes tipos de
intemperismo;
Identificar os agentes erosivos.
Objetivos
carolcorreageo.blogspot.com
Intemperismo
Quando as rochas ígneas são
expostas na superfície, sofrem a
ação de agentes como a água, as
variações de temperatura,
mecanismos de oxidação, entre
outros.
Intemperismo
Estes agentes causam a
desintegração e a decomposição
das rochas na superfície em um
processo chamado de intemperismo
ou meteorização.
Em função dos mecanismos
predominantes de atuação, são
classificados em:
Intemperismo químico;
Intemperismo biológico;
Intemperismo físico.
Intemperismo Físico
É a desagregação física das rochas;
Prepara a rocha para a atuação do
intemperismo químico;
Não há alteração da composição
química das rochas.
Intemperismo Físico
Os principais fatores desta
desintegração são:
Alívio de pressão;
Expansão térmica;
Crescimento de cristais pelo
congelamento da água.
A cor e a granulometria da rocha,
influenciam na sua fragmentação, assim
rochas mais escuras tendem a aquecer com
mais facilidade, e as rochas mais grosseiras
tendem a se desintegrar mais facilmente do
que as de grãos pequenos.
Quando a água congela aumenta
cerca de 9% do seu volume devido ao
rearranjo das moléculas da água em
uma estrutura cristalina aberta.
Isto ocorre principalmente em
áreas de altas latitudes.
Crescimento de cristais nos poros ou
fendas – congelamento (crioclastia);
cristalização de cloretos sulfatos e carbonatos.
Bloco de gnaisse fraturado pela ação do gelo nas fissuras (Antartida) . Foto: M.
Hambrey
O intemperismo físico prepara a rocha
para a atuação do intemperismo químico
faces
(Área superficial total)
(Área superficial total)
faces
cubos
Consiste na decomposição das
rochas devido ao rompimento do
equilíbrio do conjunto de íons que
constituem os minerais.
Intemperismo Químico
Seu principal agente:
A água de infiltração por ser
levemente ácida e quimicamente
ativa;
Gruta: Lago Azul/Bonto-MS
Fonte: http://www.infobibos.com/Artigos/2010_1/Aguas1/index.htm
Intemperismo e erosão
Consiste na
desagregação física
e na decomposição
química das rochas
causada pelos
organismos vivos.
Intemperismo Biológico
Exemplo de Intemperismo biológico que contribui para o
intemperismo mecânico através das raízes das plantas. Podemos
ver a ação desagregadora das raízes. No Arpoador – RJ.
Outro exemplo de intemperismo biológico apresentando neste
caso, orifícios de ouriços do mar. No Arpoador – RJ.
Intemperismo e erosão
Erosão
Chamamos de erosão ao desgaste da
superfície do planeta por agentes naturais,
como o vento, água de chuva, rios, mares e
geleiras, que possibilitem transporte de
material. Processo erosivo é o processo
mecânico de remoção dos materiais da
superfície pelos agentes de transporte.
 GUERRA, A. J. T. & CUNHA, S. B. da (org.).
Geomorfologia: exercícios, técnicas e aplicações.
Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996, 334p.
 GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. Geomorfologia: uma
atualização de bases e conceitos. Rio de Janeiro:
Bertrand Brasil, 2. ed., 1995. 472 p.
 PINTO C. S. Curso Básico de Mecânica dos Solos.
Editora Oficina de textos, 2005.
 TEIXEIRA, W.; TAIOLI, F. & FAIRCHILD T.
Decifrando a Terra. Ed. Oficina de Textos
Bibliografia
Sites
 CONCEITOS E TEMAS. Disponível em:
<http://conceitosetemas.blogspot.com.br/2009/03/inte
mperismo.html>. Acesso em: 25/02/2015.
 OOCITIES. Disponivel em:
<http://www.oocities.org/fundamentos_geologia/intemp
erismo2.html>. Acesso em: 25/02/2015.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Nº 3 rochas sedimentares
Nº 3 rochas sedimentaresNº 3 rochas sedimentares
Nº 3 rochas sedimentares
MINEDU
 
Estrutura Interna Da Terra
Estrutura Interna Da TerraEstrutura Interna Da Terra
Estrutura Interna Da Terra
Sérgio Luiz
 
A formação da terra
A formação da terraA formação da terra
A formação da terra
Professor
 
Aula Geologia
Aula Geologia Aula Geologia
Aula Geologia
Eduardo Mendes
 
Tipos de Rochas
Tipos de RochasTipos de Rochas
Tipos de Rochas
Márcia Dutra
 
Tipos de Rochas - Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Tipos de Rochas  -  Magmática, Sedimentares e MetamórficasTipos de Rochas  -  Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Tipos de Rochas - Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Linguagem Geográfica
 
Crosta terrestre
Crosta terrestreCrosta terrestre
Crosta terrestre
Roberta Sumar
 
Erosões
ErosõesErosões
Agentes modeladores do relevo externos
Agentes modeladores do relevo externosAgentes modeladores do relevo externos
Agentes modeladores do relevo externos
Fernanda Lopes
 
Deriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placasDeriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placas
Cláudia Moura
 
Intemperismo
IntemperismoIntemperismo
Intemperismo
Fabrício Almeida
 
Teoria Da Tectónica De Placas
Teoria Da Tectónica De  PlacasTeoria Da Tectónica De  Placas
Teoria Da Tectónica De Placas
Tânia Reis
 
Eras geológicas
Eras geológicasEras geológicas
Eras geológicas
Cláudia Moura
 
Identificando as rochas aula 1
Identificando as rochas   aula 1Identificando as rochas   aula 1
Identificando as rochas aula 1
Marcus Corradini
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
Tânia Reis
 
X - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARESX - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARES
Sandra Nascimento
 
A estrutura da terra 6o ano
A estrutura da terra 6o anoA estrutura da terra 6o ano
A estrutura da terra 6o ano
Nahya Paola Souza
 
Dinâmica da crosta terrestre
Dinâmica da crosta terrestreDinâmica da crosta terrestre
Dinâmica da crosta terrestre
Portal do Vestibulando
 
Pedologia
PedologiaPedologia
Introdução a geologia
Introdução a geologiaIntrodução a geologia
Introdução a geologia
JoseAlexandreRocha
 

Mais procurados (20)

Nº 3 rochas sedimentares
Nº 3 rochas sedimentaresNº 3 rochas sedimentares
Nº 3 rochas sedimentares
 
Estrutura Interna Da Terra
Estrutura Interna Da TerraEstrutura Interna Da Terra
Estrutura Interna Da Terra
 
A formação da terra
A formação da terraA formação da terra
A formação da terra
 
Aula Geologia
Aula Geologia Aula Geologia
Aula Geologia
 
Tipos de Rochas
Tipos de RochasTipos de Rochas
Tipos de Rochas
 
Tipos de Rochas - Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Tipos de Rochas  -  Magmática, Sedimentares e MetamórficasTipos de Rochas  -  Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Tipos de Rochas - Magmática, Sedimentares e Metamórficas
 
Crosta terrestre
Crosta terrestreCrosta terrestre
Crosta terrestre
 
Erosões
ErosõesErosões
Erosões
 
Agentes modeladores do relevo externos
Agentes modeladores do relevo externosAgentes modeladores do relevo externos
Agentes modeladores do relevo externos
 
Deriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placasDeriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placas
 
Intemperismo
IntemperismoIntemperismo
Intemperismo
 
Teoria Da Tectónica De Placas
Teoria Da Tectónica De  PlacasTeoria Da Tectónica De  Placas
Teoria Da Tectónica De Placas
 
Eras geológicas
Eras geológicasEras geológicas
Eras geológicas
 
Identificando as rochas aula 1
Identificando as rochas   aula 1Identificando as rochas   aula 1
Identificando as rochas aula 1
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
X - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARESX - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARES
 
A estrutura da terra 6o ano
A estrutura da terra 6o anoA estrutura da terra 6o ano
A estrutura da terra 6o ano
 
Dinâmica da crosta terrestre
Dinâmica da crosta terrestreDinâmica da crosta terrestre
Dinâmica da crosta terrestre
 
Pedologia
PedologiaPedologia
Pedologia
 
Introdução a geologia
Introdução a geologiaIntrodução a geologia
Introdução a geologia
 

Destaque

3ª aula fatores de formação do solo.
3ª aula fatores de formação do solo.3ª aula fatores de formação do solo.
3ª aula fatores de formação do solo.
Ariádila Gonçalves
 
Aula 3 Intemperismo
Aula 3    IntemperismoAula 3    Intemperismo
Aula 3 Intemperismo
kelvilyn franco
 
DINÂMICAS DO RELEVO: AGENTES MODELADORES
DINÂMICAS DO RELEVO:  AGENTES MODELADORESDINÂMICAS DO RELEVO:  AGENTES MODELADORES
DINÂMICAS DO RELEVO: AGENTES MODELADORES
Josimar Nunes
 
Aula sobre "Fatores de formação do solo", Faculdade de Agronomia da UFRGS
Aula sobre "Fatores de formação do solo", Faculdade de Agronomia da UFRGSAula sobre "Fatores de formação do solo", Faculdade de Agronomia da UFRGS
Aula sobre "Fatores de formação do solo", Faculdade de Agronomia da UFRGS
Elvio Giasson
 
Litosfera e relevo
Litosfera e relevoLitosfera e relevo
Litosfera e relevo
flaviocosac
 
Intemperismo e sedimentologia
Intemperismo e sedimentologiaIntemperismo e sedimentologia
Intemperismo e sedimentologia
Wendell Fabrício
 
Aula 04 processos de formação do solo
Aula 04   processos de formação do soloAula 04   processos de formação do solo
Aula 04 processos de formação do solo
Jadson Belem de Moura
 
LITOSFERA: AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES
LITOSFERA:  AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES LITOSFERA:  AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES
LITOSFERA: AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES
DANUBIA ZANOTELLI
 
Passo a passo para régua e compasso
Passo a passo para  régua e compassoPasso a passo para  régua e compasso
Passo a passo para régua e compasso
Ana Patricia Manffrenatti
 
Fatores de formação do solo
Fatores de formação do soloFatores de formação do solo
Fatores de formação do solo
Leandro Araujo
 
Os fatores e processos de formação dos solos
Os fatores e processos de formação dos solosOs fatores e processos de formação dos solos
Os fatores e processos de formação dos solos
Jadson Belem de Moura
 
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
Cap. 5   os agentes modeladores do relevoCap. 5   os agentes modeladores do relevo
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
profacacio
 
Manejo da Materia Orgânica
Manejo da Materia OrgânicaManejo da Materia Orgânica
Manejo da Materia Orgânica
Bruno Anacleto
 
Dinâmica do Relevo
Dinâmica do RelevoDinâmica do Relevo
Dinâmica do Relevo
Maria Olandina Machado
 
Aula 1 Fundamentos do Sensoriamento Remoto
Aula 1 Fundamentos do Sensoriamento RemotoAula 1 Fundamentos do Sensoriamento Remoto
Aula 1 Fundamentos do Sensoriamento Remoto
CEULJI/ULBRA Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná
 
Relevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivosRelevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivos
Professor
 
Formas de representação da superfície terrestre
Formas de representação da superfície terrestreFormas de representação da superfície terrestre
Formas de representação da superfície terrestre
Paula Tomaz
 
6. Intemperismo, erosión y suelo
6. Intemperismo, erosión y suelo6. Intemperismo, erosión y suelo
6. Intemperismo, erosión y suelo
geologia
 

Destaque (18)

3ª aula fatores de formação do solo.
3ª aula fatores de formação do solo.3ª aula fatores de formação do solo.
3ª aula fatores de formação do solo.
 
Aula 3 Intemperismo
Aula 3    IntemperismoAula 3    Intemperismo
Aula 3 Intemperismo
 
DINÂMICAS DO RELEVO: AGENTES MODELADORES
DINÂMICAS DO RELEVO:  AGENTES MODELADORESDINÂMICAS DO RELEVO:  AGENTES MODELADORES
DINÂMICAS DO RELEVO: AGENTES MODELADORES
 
Aula sobre "Fatores de formação do solo", Faculdade de Agronomia da UFRGS
Aula sobre "Fatores de formação do solo", Faculdade de Agronomia da UFRGSAula sobre "Fatores de formação do solo", Faculdade de Agronomia da UFRGS
Aula sobre "Fatores de formação do solo", Faculdade de Agronomia da UFRGS
 
Litosfera e relevo
Litosfera e relevoLitosfera e relevo
Litosfera e relevo
 
Intemperismo e sedimentologia
Intemperismo e sedimentologiaIntemperismo e sedimentologia
Intemperismo e sedimentologia
 
Aula 04 processos de formação do solo
Aula 04   processos de formação do soloAula 04   processos de formação do solo
Aula 04 processos de formação do solo
 
LITOSFERA: AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES
LITOSFERA:  AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES LITOSFERA:  AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES
LITOSFERA: AS FORMAS DE RELEVO E SEUS AGENTES TRANSFORMADORES
 
Passo a passo para régua e compasso
Passo a passo para  régua e compassoPasso a passo para  régua e compasso
Passo a passo para régua e compasso
 
Fatores de formação do solo
Fatores de formação do soloFatores de formação do solo
Fatores de formação do solo
 
Os fatores e processos de formação dos solos
Os fatores e processos de formação dos solosOs fatores e processos de formação dos solos
Os fatores e processos de formação dos solos
 
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
Cap. 5   os agentes modeladores do relevoCap. 5   os agentes modeladores do relevo
Cap. 5 os agentes modeladores do relevo
 
Manejo da Materia Orgânica
Manejo da Materia OrgânicaManejo da Materia Orgânica
Manejo da Materia Orgânica
 
Dinâmica do Relevo
Dinâmica do RelevoDinâmica do Relevo
Dinâmica do Relevo
 
Aula 1 Fundamentos do Sensoriamento Remoto
Aula 1 Fundamentos do Sensoriamento RemotoAula 1 Fundamentos do Sensoriamento Remoto
Aula 1 Fundamentos do Sensoriamento Remoto
 
Relevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivosRelevo agentes formadores e erosivos
Relevo agentes formadores e erosivos
 
Formas de representação da superfície terrestre
Formas de representação da superfície terrestreFormas de representação da superfície terrestre
Formas de representação da superfície terrestre
 
6. Intemperismo, erosión y suelo
6. Intemperismo, erosión y suelo6. Intemperismo, erosión y suelo
6. Intemperismo, erosión y suelo
 

Semelhante a Intemperismo e erosão

Agentes Externos do Relevo, apresentação elaborada para o 1º Ano do Ensino Mé...
Agentes Externos do Relevo, apresentação elaborada para o 1º Ano do Ensino Mé...Agentes Externos do Relevo, apresentação elaborada para o 1º Ano do Ensino Mé...
Agentes Externos do Relevo, apresentação elaborada para o 1º Ano do Ensino Mé...
ErotildeDamascenoSal
 
Aula rochas sedimentares
Aula rochas sedimentaresAula rochas sedimentares
Aula rochas sedimentares
Carolina Corrêa
 
Intemperismo e erosão
Intemperismo e erosãoIntemperismo e erosão
Intemperismo e erosão
Mateus Ribeiro
 
08 solo da - aulas senai maio 2013 marcio freire -
08   solo da - aulas senai maio  2013 marcio freire  -08   solo da - aulas senai maio  2013 marcio freire  -
Minerais e rochas
Minerais e rochasMinerais e rochas
Minerais e rochas
karolpoa
 
Aula revisão intemperismo
Aula  revisão intemperismoAula  revisão intemperismo
Aula revisão intemperismo
Carolina Corrêa
 
Aula 1.2 revisão intemperismo
Aula 1.2 revisão intemperismoAula 1.2 revisão intemperismo
Aula 1.2 revisão intemperismo
karolpoa
 
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluiçãoCiências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
elonvila
 
UNIDADE I - SOLOS, ORIGEM, FORMAÇÃO E MINERAis CONSTITUINTES
UNIDADE I - SOLOS, ORIGEM, FORMAÇÃO E MINERAis CONSTITUINTESUNIDADE I - SOLOS, ORIGEM, FORMAÇÃO E MINERAis CONSTITUINTES
UNIDADE I - SOLOS, ORIGEM, FORMAÇÃO E MINERAis CONSTITUINTES
Rodrigo Andrade Brígido
 
Agentes do relevo
Agentes do relevo Agentes do relevo
Agentes do relevo
César Berçott
 
Química Ambiental
Química AmbientalQuímica Ambiental
Química Ambiental
Sthefanny Pina
 
Química Ambiental
Química AmbientalQuímica Ambiental
Química Ambiental
SthefannyPina18
 
Estrutura Forma Relevo
Estrutura Forma RelevoEstrutura Forma Relevo
Estrutura Forma Relevo
antoniogeo
 
Intemperismo e formação dos solos
Intemperismo e formação dos solosIntemperismo e formação dos solos
Intemperismo e formação dos solos
Giovanna Martins
 
Geo tema iv - pp6 - meteorização
Geo   tema iv - pp6 - meteorizaçãoGeo   tema iv - pp6 - meteorização
Geo tema iv - pp6 - meteorização
Rui Magalhães
 
A floresta e o solo (1)
A floresta e o solo (1)A floresta e o solo (1)
A floresta e o solo (1)
Aulas Abel
 
Intemperismo químico
Intemperismo químicoIntemperismo químico
Intemperismo químico
jessica zambonato
 
Intemperismo e erosão
Intemperismo e erosãoIntemperismo e erosão
Intemperismo e erosão
Sabrina Medeiros
 
Texto Intemperismo e Erosão
Texto Intemperismo e ErosãoTexto Intemperismo e Erosão
Texto Intemperismo e Erosão
CADUCOCFRENTE2
 
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ
 

Semelhante a Intemperismo e erosão (20)

Agentes Externos do Relevo, apresentação elaborada para o 1º Ano do Ensino Mé...
Agentes Externos do Relevo, apresentação elaborada para o 1º Ano do Ensino Mé...Agentes Externos do Relevo, apresentação elaborada para o 1º Ano do Ensino Mé...
Agentes Externos do Relevo, apresentação elaborada para o 1º Ano do Ensino Mé...
 
Aula rochas sedimentares
Aula rochas sedimentaresAula rochas sedimentares
Aula rochas sedimentares
 
Intemperismo e erosão
Intemperismo e erosãoIntemperismo e erosão
Intemperismo e erosão
 
08 solo da - aulas senai maio 2013 marcio freire -
08   solo da - aulas senai maio  2013 marcio freire  -08   solo da - aulas senai maio  2013 marcio freire  -
08 solo da - aulas senai maio 2013 marcio freire -
 
Minerais e rochas
Minerais e rochasMinerais e rochas
Minerais e rochas
 
Aula revisão intemperismo
Aula  revisão intemperismoAula  revisão intemperismo
Aula revisão intemperismo
 
Aula 1.2 revisão intemperismo
Aula 1.2 revisão intemperismoAula 1.2 revisão intemperismo
Aula 1.2 revisão intemperismo
 
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluiçãoCiências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
 
UNIDADE I - SOLOS, ORIGEM, FORMAÇÃO E MINERAis CONSTITUINTES
UNIDADE I - SOLOS, ORIGEM, FORMAÇÃO E MINERAis CONSTITUINTESUNIDADE I - SOLOS, ORIGEM, FORMAÇÃO E MINERAis CONSTITUINTES
UNIDADE I - SOLOS, ORIGEM, FORMAÇÃO E MINERAis CONSTITUINTES
 
Agentes do relevo
Agentes do relevo Agentes do relevo
Agentes do relevo
 
Química Ambiental
Química AmbientalQuímica Ambiental
Química Ambiental
 
Química Ambiental
Química AmbientalQuímica Ambiental
Química Ambiental
 
Estrutura Forma Relevo
Estrutura Forma RelevoEstrutura Forma Relevo
Estrutura Forma Relevo
 
Intemperismo e formação dos solos
Intemperismo e formação dos solosIntemperismo e formação dos solos
Intemperismo e formação dos solos
 
Geo tema iv - pp6 - meteorização
Geo   tema iv - pp6 - meteorizaçãoGeo   tema iv - pp6 - meteorização
Geo tema iv - pp6 - meteorização
 
A floresta e o solo (1)
A floresta e o solo (1)A floresta e o solo (1)
A floresta e o solo (1)
 
Intemperismo químico
Intemperismo químicoIntemperismo químico
Intemperismo químico
 
Intemperismo e erosão
Intemperismo e erosãoIntemperismo e erosão
Intemperismo e erosão
 
Texto Intemperismo e Erosão
Texto Intemperismo e ErosãoTexto Intemperismo e Erosão
Texto Intemperismo e Erosão
 
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
 

Mais de karolpoa

Aula preocessos superficiais, conservação e uso de geossintéticos
Aula preocessos superficiais, conservação e uso de geossintéticosAula preocessos superficiais, conservação e uso de geossintéticos
Aula preocessos superficiais, conservação e uso de geossintéticos
karolpoa
 
Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficas
karolpoa
 
Minerais
MineraisMinerais
Minerais
karolpoa
 
Os ventos e a circulação geral da atmosfera
Os ventos e a circulação geral da atmosferaOs ventos e a circulação geral da atmosfera
Os ventos e a circulação geral da atmosfera
karolpoa
 
Climatologia no brasil
Climatologia no brasilClimatologia no brasil
Climatologia no brasil
karolpoa
 
Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2
Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2
Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2
karolpoa
 
4 ciclo hidrológico
4 ciclo hidrológico4 ciclo hidrológico
4 ciclo hidrológico
karolpoa
 
4 ciclo hidrológico
4 ciclo hidrológico4 ciclo hidrológico
4 ciclo hidrológico
karolpoa
 
5 fatores e elementos climáticos
5 fatores e elementos climáticos5 fatores e elementos climáticos
5 fatores e elementos climáticos
karolpoa
 
Agua nos solos
Agua nos solosAgua nos solos
Agua nos solos
karolpoa
 
Aula classificação dos solos
Aula classificação dos solosAula classificação dos solos
Aula classificação dos solos
karolpoa
 
Ciclodas rochas rochas magmaticas
Ciclodas rochas rochas magmaticasCiclodas rochas rochas magmaticas
Ciclodas rochas rochas magmaticas
karolpoa
 
3 atmosfera
3 atmosfera3 atmosfera
3 atmosfera
karolpoa
 
2 paleoclimatologia
2 paleoclimatologia2 paleoclimatologia
2 paleoclimatologia
karolpoa
 
1 noções de tempo e clima
1 noções de tempo e clima1 noções de tempo e clima
1 noções de tempo e clima
karolpoa
 
Aula 2
Aula 2Aula 2
Aula 2
karolpoa
 
3.1 análise granulométrica
3.1 análise granulométrica3.1 análise granulométrica
3.1 análise granulométrica
karolpoa
 
Aula 3 propriedades morfológicas
Aula 3 propriedades morfológicasAula 3 propriedades morfológicas
Aula 3 propriedades morfológicas
karolpoa
 
Aula 2 origem dos solos
Aula 2 origem dos solosAula 2 origem dos solos
Aula 2 origem dos solos
karolpoa
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
karolpoa
 

Mais de karolpoa (20)

Aula preocessos superficiais, conservação e uso de geossintéticos
Aula preocessos superficiais, conservação e uso de geossintéticosAula preocessos superficiais, conservação e uso de geossintéticos
Aula preocessos superficiais, conservação e uso de geossintéticos
 
Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficas
 
Minerais
MineraisMinerais
Minerais
 
Os ventos e a circulação geral da atmosfera
Os ventos e a circulação geral da atmosferaOs ventos e a circulação geral da atmosfera
Os ventos e a circulação geral da atmosfera
 
Climatologia no brasil
Climatologia no brasilClimatologia no brasil
Climatologia no brasil
 
Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2
Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2
Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2
 
4 ciclo hidrológico
4 ciclo hidrológico4 ciclo hidrológico
4 ciclo hidrológico
 
4 ciclo hidrológico
4 ciclo hidrológico4 ciclo hidrológico
4 ciclo hidrológico
 
5 fatores e elementos climáticos
5 fatores e elementos climáticos5 fatores e elementos climáticos
5 fatores e elementos climáticos
 
Agua nos solos
Agua nos solosAgua nos solos
Agua nos solos
 
Aula classificação dos solos
Aula classificação dos solosAula classificação dos solos
Aula classificação dos solos
 
Ciclodas rochas rochas magmaticas
Ciclodas rochas rochas magmaticasCiclodas rochas rochas magmaticas
Ciclodas rochas rochas magmaticas
 
3 atmosfera
3 atmosfera3 atmosfera
3 atmosfera
 
2 paleoclimatologia
2 paleoclimatologia2 paleoclimatologia
2 paleoclimatologia
 
1 noções de tempo e clima
1 noções de tempo e clima1 noções de tempo e clima
1 noções de tempo e clima
 
Aula 2
Aula 2Aula 2
Aula 2
 
3.1 análise granulométrica
3.1 análise granulométrica3.1 análise granulométrica
3.1 análise granulométrica
 
Aula 3 propriedades morfológicas
Aula 3 propriedades morfológicasAula 3 propriedades morfológicas
Aula 3 propriedades morfológicas
 
Aula 2 origem dos solos
Aula 2 origem dos solosAula 2 origem dos solos
Aula 2 origem dos solos
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 

Último

Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 

Intemperismo e erosão

  • 2. Compreender o processo intempérico; Identificar os diferentes tipos de intemperismo; Identificar os agentes erosivos. Objetivos carolcorreageo.blogspot.com
  • 3. Intemperismo Quando as rochas ígneas são expostas na superfície, sofrem a ação de agentes como a água, as variações de temperatura, mecanismos de oxidação, entre outros.
  • 4. Intemperismo Estes agentes causam a desintegração e a decomposição das rochas na superfície em um processo chamado de intemperismo ou meteorização.
  • 5. Em função dos mecanismos predominantes de atuação, são classificados em: Intemperismo químico; Intemperismo biológico; Intemperismo físico.
  • 6. Intemperismo Físico É a desagregação física das rochas; Prepara a rocha para a atuação do intemperismo químico; Não há alteração da composição química das rochas.
  • 7. Intemperismo Físico Os principais fatores desta desintegração são: Alívio de pressão; Expansão térmica; Crescimento de cristais pelo congelamento da água.
  • 8. A cor e a granulometria da rocha, influenciam na sua fragmentação, assim rochas mais escuras tendem a aquecer com mais facilidade, e as rochas mais grosseiras tendem a se desintegrar mais facilmente do que as de grãos pequenos.
  • 9. Quando a água congela aumenta cerca de 9% do seu volume devido ao rearranjo das moléculas da água em uma estrutura cristalina aberta. Isto ocorre principalmente em áreas de altas latitudes.
  • 10. Crescimento de cristais nos poros ou fendas – congelamento (crioclastia); cristalização de cloretos sulfatos e carbonatos.
  • 11. Bloco de gnaisse fraturado pela ação do gelo nas fissuras (Antartida) . Foto: M. Hambrey
  • 12. O intemperismo físico prepara a rocha para a atuação do intemperismo químico faces (Área superficial total) (Área superficial total) faces cubos
  • 13. Consiste na decomposição das rochas devido ao rompimento do equilíbrio do conjunto de íons que constituem os minerais. Intemperismo Químico
  • 14. Seu principal agente: A água de infiltração por ser levemente ácida e quimicamente ativa;
  • 15. Gruta: Lago Azul/Bonto-MS Fonte: http://www.infobibos.com/Artigos/2010_1/Aguas1/index.htm
  • 17. Consiste na desagregação física e na decomposição química das rochas causada pelos organismos vivos. Intemperismo Biológico
  • 18. Exemplo de Intemperismo biológico que contribui para o intemperismo mecânico através das raízes das plantas. Podemos ver a ação desagregadora das raízes. No Arpoador – RJ.
  • 19. Outro exemplo de intemperismo biológico apresentando neste caso, orifícios de ouriços do mar. No Arpoador – RJ.
  • 21. Erosão Chamamos de erosão ao desgaste da superfície do planeta por agentes naturais, como o vento, água de chuva, rios, mares e geleiras, que possibilitem transporte de material. Processo erosivo é o processo mecânico de remoção dos materiais da superfície pelos agentes de transporte.
  • 22.  GUERRA, A. J. T. & CUNHA, S. B. da (org.). Geomorfologia: exercícios, técnicas e aplicações. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996, 334p.  GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. Geomorfologia: uma atualização de bases e conceitos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2. ed., 1995. 472 p.  PINTO C. S. Curso Básico de Mecânica dos Solos. Editora Oficina de textos, 2005.  TEIXEIRA, W.; TAIOLI, F. & FAIRCHILD T. Decifrando a Terra. Ed. Oficina de Textos Bibliografia
  • 23. Sites  CONCEITOS E TEMAS. Disponível em: <http://conceitosetemas.blogspot.com.br/2009/03/inte mperismo.html>. Acesso em: 25/02/2015.  OOCITIES. Disponivel em: <http://www.oocities.org/fundamentos_geologia/intemp erismo2.html>. Acesso em: 25/02/2015.