SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 49
HISTÓRIA
Iluminismo, Revolução Francesa e Império
Napoleônico
Iluminismo
 Este movimento surgiu na França do século
XVII e defendia o domínio da razão sobre a
visão teocêntrica que dominava a Europa
desde a Idade Média. Segundo os filósofos
iluministas, esta forma de pensamento tinha o
propósito de iluminar as trevas em que se
encontrava a sociedade.
Iluminismo
 Os pensadores que defendiam estes ideais
acreditavam que o pensamento racional
deveria ser levado adiante substituindo as
crenças religiosas e o
misticismo, que, segundo eles, bloqueavam a
evolução do homem. O homem deveria ser o
centro e passar a buscar respostas para as
questões que, até então, eram justificadas
somente pela fé.
Os principais filósofos do
Iluminismo
Voltaire (1694-1778): ele defendia a liberdade de
pensamento e não poupava crítica a intolerância religiosa.
Os principais filósofos do
Iluminismo
Jean-Jacques Rousseau (1712-1778): ele defendia a ideia
de um estado democrático que garanta igualdade para
Os principais filósofos do
Iluminismo
Montesquieu (1689-1755): ele defendeu a divisão do poder
político em Legislativo, Executivo e Judiciário;
Os principais filósofos do
Iluminismo
Denis Diderot (1713-1784) e Jean Le Rond d´Alembert (1717-1783): juntos
organizaram uma enciclopédia que reunia conhecimentos e pensamentos
Os principais filósofos do
Iluminismo
Jonhn Locke (1632-1704), ele acreditava que o homem adquiria
conhecimento com o passar do tempo através do Empirismo;
Liberalismo
 Os Liberalismo pode ser definido como um
conjunto de princípios e teorias políticas, que
apresenta como ponto principal a defesa da
liberdade política e econômica. Neste sentido, os
liberais são contrários ao forte controle do Estado
na economia e na vida das pessoas.
 Pensadores que defendiam estes ideais
acreditavam que o pensamento racional deveria
ser levado adiante substituindo as crenças
religiosas e o misticismo, que, segundo
eles, bloqueavam a evolução do homem.
 O homem deveria ser o centro e passar a
buscar respostas para as questões que, até
então, eram justificadas somente pela fé.
 O pensamento liberal teve sua origem no
século XVII, através dos trabalhos sobre
política publicados pelo filósofo inglês John
Locke.
 Já no século XVIII, o liberalismo econômico
ganhou força com as idéias defendidas pelo
filósofo e economista escocês Adam Smith.
Liberalismo
Liberalismo
 Defesa da propriedade privada;
 Liberdade econômica (livre mercado);
 Mínima participação do Estado nos assuntos
econômicos da nação (governo limitado);
 Igualdade perante a lei (estado de direito);
Jonhn Locke
Adam Smith
Revolução Francesa
 A situação da França no século XVIII era de
extrema injustiça social na época do Antigo
Regime.
 O Terceiro Estado era formado pelos
trabalhadores urbanos, camponeses e a
pequena burguesia comercial.
 Os impostos eram pagos somente por este
segmento social com o objetivo de manter os
luxos da nobreza.
Revolução Francesa
 A França era um país absolutista nesta época.
O rei governava com poderes
absolutos, controlando a economia, a
justiça, a política e até mesmo a religião dos
súditos.
 Os oposicionistas eram presos na Bastilha
(prisão política da monarquia) ou condenados
à morte.
Revolução Francesa
 A vida dos trabalhadores e camponeses era
de extrema miséria, portanto, desejavam
melhorias na qualidade de vida e de trabalho.
 A burguesia, mesmo tendo uma condição
social melhor, desejava uma participação
política maior e mais liberdade econômica em
seu trabalho.
Revolução Francesa
 A situação social era tão grave e o nível de
insatisfação popular tão grande que o povo foi
às ruas com o objetivo de tomar o poder e
arrancar do governo a monarquia comandada
pelo rei Luis XVI.
 primeiro alvo dos revolucionários foi a
Bastilha. A Queda da Bastilha em 14/07/1789
marca o início do processo
revolucionário, pois a prisão política era o
símbolo da monarquia francesa.
Revolução Francesa
 O lema dos revolucionários era
"Liberdade, Igualdade e Fraternidade ", pois ele
resumia muito bem os desejos do terceiro estado
francês.
 No mês de agosto de 1789, a Assembléia
Constituinte cancelou todos os direitos feudais
que existiam e promulgou a Declaração dos
Direitos do Homem e do Cidadão.
 Este importante documento trazia significativos
avanços sociais, garantindo direitos iguais aos
cidadãos, além de maior participação política para
o povo.
Revolução Francesa
 Os girondinos, por exemplo, representavam a
alta burguesia e queriam evitar uma
participação maior dos trabalhadores urbanos
e rurais na política.
 Os jacobinos representavam a baixa
burguesia e defendiam uma maior
participação popular no governo. Liderados
por Robespierre e Saint-Just, os jacobinos
eram radicais e defendiam também profundas
mudanças na sociedade que beneficiassem
os mais pobres.
Revolução Francesa
 A Revolução Francesa foi um importante
marco na História Moderna da nossa
civilização. Significou o fim do sistema
absolutista e dos privilégios da nobreza.
 A vida dos trabalhadores urbanos e rurais
melhorou significativamente. Por outro lado, a
burguesia conduziu o processo de forma a
garantir seu domínio social.
Revolução Francesa
 Os ideais políticos (principalmente Iluministas)
presentes na França antes da Revolução
Francesa também influenciaram a
independência de alguns países da América
Espanhola e o movimento de Inconfidência
Mineira no Brasil.
Ilustração da Revolução Francesa
Ilustração da Queda da Bastilha
Imagem clássica que representa o objetivo da revolução: Igualdade, Liberdade
e Fraternidade
Luiz XVI
Maria Antonieta
Maxmillien de Robespierre
Napoleão Bonaparte
 Este grande personagem da história nasceu
na Córsega, no ano 1769. Ainda muito
jovem, com somente dez anos de idade, seu
pai o enviou para a França para estudar em
uma escola militar.
 A Revoulução Francesa (de 1789 a 1799), foi
a oportunidade perfeita para Bonaparte
alcançar seu objetivo maior. Tornou-se general
aos 27 anos, saindo-se vitorioso em
várias batalhas na Itália e Áustria.
Napoleão Bonaparte
 Sua estratégia era fazer com que seus
soldados se considerassem invencíveis. No
ano de 1798 ele seguiu em embarcação para
o Egito, com o propósito de tirar os britânicos
do percurso às Índias.
 No ano de 1804, Napoleão finalmente tornou-
se imperador. Com total poder nas mãos, ele
formulou uma nova forma de governo e
também novas leis.
 Após uma derrota, Napoleão foi obrigado a
buscar exílio na ilha de Elba; contudo, fugiu
desta região, em 1815, retornando à França
com seu exército e iniciando seu governo de
Cem Dias na França.
 Após ser derrotado novamente pelos ingleses
na Batalha de Waterloo é enviado para o exílio
na ilha de Santa Helena, local de seu
falecimento em 5 de maio de 1821.
Napoleão Bonaparte
Napoleão Bonaparte: Frases
 "Uma sociedade sem religião é como um
navio sem bússola.“
 "O amor pela pátria é a primeira qualidade do
homem civilizado“
 " O único inimigo que temo é a natureza.“
 "Do sublime ao ridículo é apenas um passo."
Napoleão Bonaparte
Napoleão Bonaparte
Napoleão Bonaparte
Imagem representado o velório de Napoleão Bonaparte
Local onde Napoleão Bonaparte esta enterrado
Império Napoleônico
 A Era Napoleônica tem ínicio após o Golpe de
Estado do 18 Brumário, que foi o que marcou
o final do processo revolucionário na França.
 Podemos dividir o governo de Napoleão em
três períodos: Consolado, Império e Governo
dos cem dias.
Império Napoleônico:
Consulado
 Este período se caracterizou pela recuperação
econômica e pela reorganização jurídica e
administrativa na França.
 O governo do consulado era republicano e
controlado por militares, onde três cônsules
chefiavam o poder executivo
(Napoleão, Roger Ducos e Sieyés), mas como
Napoleão foi eleito primeiro-cônsul da
república era ele quem realmente governava.
Império Napoleônico:
Consulado
 Durante o governo do consulado as oposições
foram aniquiladas, a alta burguesia
consolidou-se e os projetos de emancipação
dos setores populares foram sufocados.
 Com os resultados obtidos neste período
Napoleão foi nomeado cônsul vitalício em
1802, devido ao apoio das elites
francesas, que estavam entusiasmadas com
os avanços.
Imagem representando o Consulado de Napoleão
Império Napoleônico: Império
 O Império foi implantado definitivamente após
a mobilização da opinião pública. Em 1804 foi
realizado um plebiscito, onde foi restabelecido
o regime monárquico e a indicação de
Napoleão ao trono.
 Napoleão liderou uma série de
guerras, expandindo o domínio francês. Em
algum tempo o exército francês se tornou o
mais poderoso da Europa.
Império Napoleônico: Império
 Em 1805 a França tentou invadir a
Inglaterra, mas foi derrotada.
 Em 1806 decretou o Bloqueio Continental, o
qual dizia que todos os países da Europa
deveriam fechar seus portos ao comércio
inglês.
 A Rússia tinha aderido a esse decreto após
um acordo com a França (Paz de Tilsit), mas
como era um país essencialmente agrícola e
estava enfrentando uma grave crise
econômica viu-se obrigado a abandonar o
Bloqueio Continental.
Império Napoleônico: Império
 Em vingança a decisão do Czar Alexandre I, o
governo napoleônico decidiu invadir a Rússia em
1812.
 Os generais acostumados com grandes vitórias
conduziam suas tropas pelo imenso território
russo, enquanto as tropas czaristas recuavam
colocando fogo nas plantações e em tudo que
servisse aos invasores.
 Em Moscou as tropas russas começaram a
enfrentar as tropas francesas que estavam mal-
alimentadas e desgastadas, devido isso Napoleão
não teve outra escolha a não ser em ir embora.
Império Napoleônico: Império
 A desastrosa campanha militar na Rússia
encorajou outros países europeus a reagirem
contra a supremacia francesa.
 Em 6 de Abril de 1814 um exército formado
por ingleses, austríacos, russos e prussianos
tomaram Paris e capturaram Napoleão
enviando-o para a Ilha de Elba.
Local onde Napoleão Bonaparte esta interrado
Imagem representando o Império de Napoleão
Império Napoleônico: Cem Dias
 Napoleão conseguiu fugir da Ilha de Elba e
voltar a França em março de 1815.
 Ele foi recebido em Paris como herói e com
gritos de “viva o imperador!”, ele se instalou no
poder, obrigando a família real a fugir, mas a
sua permanência no poder durou apenas cem
dias.
 A coligação militar da Europa se reorganizou e
derrotaram definitivamente Napoleão
na Batalha de Waterloo.
Imagem representando a Batalha de Waterloo.
Imagem representando a Batalha de Waterloo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Iluminismo, O Século das Luzes
O Iluminismo, O Século das LuzesO Iluminismo, O Século das Luzes
O Iluminismo, O Século das LuzesSamara Coimbra
 
A europa em_12_licoes
A europa em_12_licoesA europa em_12_licoes
A europa em_12_licoesBeacarol
 
Revolucao industrial
Revolucao industrialRevolucao industrial
Revolucao industrialSilvia Basso
 
Das revoluções inglesas à revolução industrial
Das revoluções inglesas à revolução industrialDas revoluções inglesas à revolução industrial
Das revoluções inglesas à revolução industrialMaiquel Laux
 
Da Revolução Francesa Ao ImpéRio De NapoleãO
Da Revolução Francesa Ao ImpéRio De NapoleãODa Revolução Francesa Ao ImpéRio De NapoleãO
Da Revolução Francesa Ao ImpéRio De NapoleãOjdlimaaear
 
A vinda da familia real e a independência do brasil
A vinda da familia real e a independência do brasilA vinda da familia real e a independência do brasil
A vinda da familia real e a independência do brasilJanayna Lira
 
10.a revolução industrial e o liberalismo econômico
10.a revolução industrial e o liberalismo econômico10.a revolução industrial e o liberalismo econômico
10.a revolução industrial e o liberalismo econômicovaldeck1
 
Colonização da america
Colonização da americaColonização da america
Colonização da americaIsabel Aguiar
 
A revolução haitiana
A revolução haitiana A revolução haitiana
A revolução haitiana DeaaSouza
 
História do Socialismo Utópico e Científico
História do Socialismo Utópico e CientíficoHistória do Socialismo Utópico e Científico
História do Socialismo Utópico e CientíficoMarcos Mamute
 
Causas e consequências da revolução americana
Causas e consequências da revolução americanaCausas e consequências da revolução americana
Causas e consequências da revolução americanaLucilia Fonseca
 
Independências na América Espanhola
Independências na América EspanholaIndependências na América Espanhola
Independências na América EspanholaElton Zanoni
 

Mais procurados (20)

O Iluminismo, O Século das Luzes
O Iluminismo, O Século das LuzesO Iluminismo, O Século das Luzes
O Iluminismo, O Século das Luzes
 
A europa em_12_licoes
A europa em_12_licoesA europa em_12_licoes
A europa em_12_licoes
 
Revolucao industrial
Revolucao industrialRevolucao industrial
Revolucao industrial
 
Absolutismo Monárquico
Absolutismo MonárquicoAbsolutismo Monárquico
Absolutismo Monárquico
 
A Revolução Inglesa
A Revolução InglesaA Revolução Inglesa
A Revolução Inglesa
 
Das revoluções inglesas à revolução industrial
Das revoluções inglesas à revolução industrialDas revoluções inglesas à revolução industrial
Das revoluções inglesas à revolução industrial
 
Nascimento da burguesia
Nascimento da burguesiaNascimento da burguesia
Nascimento da burguesia
 
3º ano primeira guerra mundial
3º ano   primeira guerra mundial3º ano   primeira guerra mundial
3º ano primeira guerra mundial
 
Da Revolução Francesa Ao ImpéRio De NapoleãO
Da Revolução Francesa Ao ImpéRio De NapoleãODa Revolução Francesa Ao ImpéRio De NapoleãO
Da Revolução Francesa Ao ImpéRio De NapoleãO
 
A vinda da familia real e a independência do brasil
A vinda da familia real e a independência do brasilA vinda da familia real e a independência do brasil
A vinda da familia real e a independência do brasil
 
10.a revolução industrial e o liberalismo econômico
10.a revolução industrial e o liberalismo econômico10.a revolução industrial e o liberalismo econômico
10.a revolução industrial e o liberalismo econômico
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
 
O império napoleônico
O império napoleônicoO império napoleônico
O império napoleônico
 
Colonização da america
Colonização da americaColonização da america
Colonização da america
 
A revolução haitiana
A revolução haitiana A revolução haitiana
A revolução haitiana
 
História do Socialismo Utópico e Científico
História do Socialismo Utópico e CientíficoHistória do Socialismo Utópico e Científico
História do Socialismo Utópico e Científico
 
Causas e consequências da revolução americana
Causas e consequências da revolução americanaCausas e consequências da revolução americana
Causas e consequências da revolução americana
 
Ideologias do século xix
Ideologias do século xixIdeologias do século xix
Ideologias do século xix
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Independências na América Espanhola
Independências na América EspanholaIndependências na América Espanhola
Independências na América Espanhola
 

Destaque

Amanda e gabriella rev. francesa e império napoleônico
Amanda e gabriella rev. francesa e império napoleônicoAmanda e gabriella rev. francesa e império napoleônico
Amanda e gabriella rev. francesa e império napoleônicoAmandaKikuti
 
Napoleao Bonaparte
Napoleao BonaparteNapoleao Bonaparte
Napoleao BonaparteLevi Lima
 
Revolução Francesa até o fim do Império Napoleonico
Revolução Francesa até o fim do Império NapoleonicoRevolução Francesa até o fim do Império Napoleonico
Revolução Francesa até o fim do Império Napoleonicoalunoitv
 
168 ab expansão maritíma espanha frança holanda inglaterra
168 ab expansão maritíma espanha frança holanda inglaterra168 ab expansão maritíma espanha frança holanda inglaterra
168 ab expansão maritíma espanha frança holanda inglaterracristianoperinpissolato
 
Revolução Francesa ao Fim da Era Napoleônica
Revolução Francesa ao Fim da Era NapoleônicaRevolução Francesa ao Fim da Era Napoleônica
Revolução Francesa ao Fim da Era Napoleônicaalunoitv
 
www.CentroApoio.com - História - O Império Napoleônico - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - História - O Império Napoleônico - Vídeo Aulawww.CentroApoio.com - História - O Império Napoleônico - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - História - O Império Napoleônico - Vídeo AulaVídeo Aulas Apoio
 
O Império Napoleônico (PDF)
O Império Napoleônico (PDF)O Império Napoleônico (PDF)
O Império Napoleônico (PDF)Paulo Alexandre
 
2 aula 9 revolução francesa e império napoleônico
2   aula 9 revolução francesa e império napoleônico2   aula 9 revolução francesa e império napoleônico
2 aula 9 revolução francesa e império napoleônicoprofdu
 
A era napoleônica
A era napoleônicaA era napoleônica
A era napoleônicaUeber Vale
 
Napoleão Bonaparte
Napoleão BonaparteNapoleão Bonaparte
Napoleão BonaparteCRIATIVO
 

Destaque (20)

15 de setiembre del 2014
15 de setiembre del 201415 de setiembre del 2014
15 de setiembre del 2014
 
Amanda e gabriella rev. francesa e império napoleônico
Amanda e gabriella rev. francesa e império napoleônicoAmanda e gabriella rev. francesa e império napoleônico
Amanda e gabriella rev. francesa e império napoleônico
 
Napoleao Bonaparte
Napoleao BonaparteNapoleao Bonaparte
Napoleao Bonaparte
 
Revolução Francesa até o fim do Império Napoleonico
Revolução Francesa até o fim do Império NapoleonicoRevolução Francesa até o fim do Império Napoleonico
Revolução Francesa até o fim do Império Napoleonico
 
Período napoleônico
Período napoleônicoPeríodo napoleônico
Período napoleônico
 
168 ab expansão maritíma espanha frança holanda inglaterra
168 ab expansão maritíma espanha frança holanda inglaterra168 ab expansão maritíma espanha frança holanda inglaterra
168 ab expansão maritíma espanha frança holanda inglaterra
 
Revolução Francesa ao Fim da Era Napoleônica
Revolução Francesa ao Fim da Era NapoleônicaRevolução Francesa ao Fim da Era Napoleônica
Revolução Francesa ao Fim da Era Napoleônica
 
Era napoleônica 8 ano
Era napoleônica 8 anoEra napoleônica 8 ano
Era napoleônica 8 ano
 
www.CentroApoio.com - História - O Império Napoleônico - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - História - O Império Napoleônico - Vídeo Aulawww.CentroApoio.com - História - O Império Napoleônico - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - História - O Império Napoleônico - Vídeo Aula
 
C:\fakepath\periodo napoleonico
C:\fakepath\periodo napoleonicoC:\fakepath\periodo napoleonico
C:\fakepath\periodo napoleonico
 
Império napoleônico
Império napoleônicoImpério napoleônico
Império napoleônico
 
O Império Napoleônico (PDF)
O Império Napoleônico (PDF)O Império Napoleônico (PDF)
O Império Napoleônico (PDF)
 
2 aula 9 revolução francesa e império napoleônico
2   aula 9 revolução francesa e império napoleônico2   aula 9 revolução francesa e império napoleônico
2 aula 9 revolução francesa e império napoleônico
 
A era napoleônica
A era napoleônicaA era napoleônica
A era napoleônica
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
Napoleão Bonaparte
Napoleão BonaparteNapoleão Bonaparte
Napoleão Bonaparte
 
Napoleão Bonaparte
Napoleão BonaparteNapoleão Bonaparte
Napoleão Bonaparte
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Periodo napoleonico
Periodo napoleonicoPeriodo napoleonico
Periodo napoleonico
 
Era napoleonica
Era napoleonicaEra napoleonica
Era napoleonica
 

Semelhante a História 2º ano 3º

Revolução Francesa ate o fim do Imperio Romano
Revolução Francesa ate o fim do Imperio RomanoRevolução Francesa ate o fim do Imperio Romano
Revolução Francesa ate o fim do Imperio Romanoalunoitv
 
Revolução Francesa ate o fim do Imperio Romano
Revolução Francesa ate o fim do Imperio RomanoRevolução Francesa ate o fim do Imperio Romano
Revolução Francesa ate o fim do Imperio Romanoalunoitv
 
Revolução francesa ate o fim do Imperio Romano
Revolução francesa ate o fim do Imperio RomanoRevolução francesa ate o fim do Imperio Romano
Revolução francesa ate o fim do Imperio Romanoalunoitv
 
Revolução Francesa até o final do Império Napoleonico
Revolução Francesa até o final do Império NapoleonicoRevolução Francesa até o final do Império Napoleonico
Revolução Francesa até o final do Império Napoleonicoalunoitv
 
Considerar este jv e pedro - revoluçao francesa ate o fim do imperio napole...
Considerar este   jv e pedro - revoluçao francesa ate o fim do imperio napole...Considerar este   jv e pedro - revoluçao francesa ate o fim do imperio napole...
Considerar este jv e pedro - revoluçao francesa ate o fim do imperio napole...alunoitv
 
Revolução Francesa e Governo Napoleônico
Revolução Francesa e Governo NapoleônicoRevolução Francesa e Governo Napoleônico
Revolução Francesa e Governo Napoleônicoalunoitv
 
Revolução francesa 8° b
Revolução francesa 8° bRevolução francesa 8° b
Revolução francesa 8° balunoitv
 
Revolução Francesa e Governo Napoleônico
Revolução Francesa e Governo NapoleônicoRevolução Francesa e Governo Napoleônico
Revolução Francesa e Governo Napoleônicoalunoitv
 
Revolução Francesa e Império Napoleônico M2.pptx
Revolução Francesa e Império Napoleônico M2.pptxRevolução Francesa e Império Napoleônico M2.pptx
Revolução Francesa e Império Napoleônico M2.pptxKarinedeParisGaspari
 
Revolucaofrancesa 1789 1799
Revolucaofrancesa 1789 1799Revolucaofrancesa 1789 1799
Revolucaofrancesa 1789 1799Rondinelly Silva
 
8º ano as revoluções liberais
8º ano   as revoluções liberais8º ano   as revoluções liberais
8º ano as revoluções liberaisborgia
 
Revolução Francesa - Prof André Teixeira 1º A,B,C E D
Revolução Francesa - Prof André Teixeira 1º A,B,C E DRevolução Francesa - Prof André Teixeira 1º A,B,C E D
Revolução Francesa - Prof André Teixeira 1º A,B,C E DTâmara Almeida
 
Revolução Francesa/Governo Napoleônico - Giovanna e Gabriela B. - 8ºB
Revolução Francesa/Governo Napoleônico - Giovanna e Gabriela B. - 8ºBRevolução Francesa/Governo Napoleônico - Giovanna e Gabriela B. - 8ºB
Revolução Francesa/Governo Napoleônico - Giovanna e Gabriela B. - 8ºBalunoitv
 

Semelhante a História 2º ano 3º (20)

Revolução Francesa ate o fim do Imperio Romano
Revolução Francesa ate o fim do Imperio RomanoRevolução Francesa ate o fim do Imperio Romano
Revolução Francesa ate o fim do Imperio Romano
 
Revolução Francesa ate o fim do Imperio Romano
Revolução Francesa ate o fim do Imperio RomanoRevolução Francesa ate o fim do Imperio Romano
Revolução Francesa ate o fim do Imperio Romano
 
Revolução francesa ate o fim do Imperio Romano
Revolução francesa ate o fim do Imperio RomanoRevolução francesa ate o fim do Imperio Romano
Revolução francesa ate o fim do Imperio Romano
 
Revolução Francesa até o final do Império Napoleonico
Revolução Francesa até o final do Império NapoleonicoRevolução Francesa até o final do Império Napoleonico
Revolução Francesa até o final do Império Napoleonico
 
Considerar este jv e pedro - revoluçao francesa ate o fim do imperio napole...
Considerar este   jv e pedro - revoluçao francesa ate o fim do imperio napole...Considerar este   jv e pedro - revoluçao francesa ate o fim do imperio napole...
Considerar este jv e pedro - revoluçao francesa ate o fim do imperio napole...
 
Revolução Francesa e Governo Napoleônico
Revolução Francesa e Governo NapoleônicoRevolução Francesa e Governo Napoleônico
Revolução Francesa e Governo Napoleônico
 
Revolução francesa 8° b
Revolução francesa 8° bRevolução francesa 8° b
Revolução francesa 8° b
 
As revoluções burguesas do século XIX
As revoluções burguesas do século XIXAs revoluções burguesas do século XIX
As revoluções burguesas do século XIX
 
As revoluções burguesas
As revoluções burguesasAs revoluções burguesas
As revoluções burguesas
 
Revolução Francesa e Governo Napoleônico
Revolução Francesa e Governo NapoleônicoRevolução Francesa e Governo Napoleônico
Revolução Francesa e Governo Napoleônico
 
Revoluções liberais de 1830 e 1848
Revoluções liberais de 1830 e 1848Revoluções liberais de 1830 e 1848
Revoluções liberais de 1830 e 1848
 
A revolução francesa
A revolução francesaA revolução francesa
A revolução francesa
 
3ºano - Revoluções na França
3ºano - Revoluções na França3ºano - Revoluções na França
3ºano - Revoluções na França
 
Revolução Francesa e Império Napoleônico M2.pptx
Revolução Francesa e Império Napoleônico M2.pptxRevolução Francesa e Império Napoleônico M2.pptx
Revolução Francesa e Império Napoleônico M2.pptx
 
Revolucaofrancesa 1789 1799
Revolucaofrancesa 1789 1799Revolucaofrancesa 1789 1799
Revolucaofrancesa 1789 1799
 
8º ano as revoluções liberais
8º ano   as revoluções liberais8º ano   as revoluções liberais
8º ano as revoluções liberais
 
DANIEL
DANIELDANIEL
DANIEL
 
DANIEL 2.0
DANIEL 2.0DANIEL 2.0
DANIEL 2.0
 
Revolução Francesa - Prof André Teixeira 1º A,B,C E D
Revolução Francesa - Prof André Teixeira 1º A,B,C E DRevolução Francesa - Prof André Teixeira 1º A,B,C E D
Revolução Francesa - Prof André Teixeira 1º A,B,C E D
 
Revolução Francesa/Governo Napoleônico - Giovanna e Gabriela B. - 8ºB
Revolução Francesa/Governo Napoleônico - Giovanna e Gabriela B. - 8ºBRevolução Francesa/Governo Napoleônico - Giovanna e Gabriela B. - 8ºB
Revolução Francesa/Governo Napoleônico - Giovanna e Gabriela B. - 8ºB
 

Mais de dinicmax

Símbolos blog
Símbolos   blogSímbolos   blog
Símbolos blogdinicmax
 
O que nos une blog
O que nos une   blogO que nos une   blog
O que nos une blogdinicmax
 
Estado e governo blog
Estado e governo   blogEstado e governo   blog
Estado e governo blogdinicmax
 
O trabalho nas nossas vidas blog
O trabalho nas nossas vidas   blogO trabalho nas nossas vidas   blog
O trabalho nas nossas vidas blogdinicmax
 
O povo e suas manifestações
O povo e suas manifestaçõesO povo e suas manifestações
O povo e suas manifestaçõesdinicmax
 
A cultura do homem
A cultura do homemA cultura do homem
A cultura do homemdinicmax
 
O jovem na sociedade
O jovem na sociedadeO jovem na sociedade
O jovem na sociedadedinicmax
 
A sociologia e a sociedade
A sociologia e a sociedadeA sociologia e a sociedade
A sociologia e a sociedadedinicmax
 
Cidadão e cidadania
Cidadão e cidadaniaCidadão e cidadania
Cidadão e cidadaniadinicmax
 
Diversidades no brasil
Diversidades no brasilDiversidades no brasil
Diversidades no brasildinicmax
 
Redemocratização e neoliberalismo
Redemocratização e  neoliberalismoRedemocratização e  neoliberalismo
Redemocratização e neoliberalismodinicmax
 
Reforma agrária no brasil
Reforma agrária no brasilReforma agrária no brasil
Reforma agrária no brasildinicmax
 
Redemocratização
RedemocratizaçãoRedemocratização
Redemocratizaçãodinicmax
 
Manifestações culturais no brasil durante a ditadura
Manifestações culturais no brasil durante a ditaduraManifestações culturais no brasil durante a ditadura
Manifestações culturais no brasil durante a ditaduradinicmax
 
Direitos humanos
Direitos humanosDireitos humanos
Direitos humanosdinicmax
 
Ditadura militar e direitos humanos
Ditadura militar e direitos humanosDitadura militar e direitos humanos
Ditadura militar e direitos humanosdinicmax
 
Década de 60
Década de 60Década de 60
Década de 60dinicmax
 
Independencias
IndependenciasIndependencias
Independenciasdinicmax
 
Movimentos políticos na década 50
Movimentos políticos na década 50Movimentos políticos na década 50
Movimentos políticos na década 50dinicmax
 

Mais de dinicmax (20)

Símbolos blog
Símbolos   blogSímbolos   blog
Símbolos blog
 
O que nos une blog
O que nos une   blogO que nos une   blog
O que nos une blog
 
Estado e governo blog
Estado e governo   blogEstado e governo   blog
Estado e governo blog
 
O trabalho nas nossas vidas blog
O trabalho nas nossas vidas   blogO trabalho nas nossas vidas   blog
O trabalho nas nossas vidas blog
 
O povo e suas manifestações
O povo e suas manifestaçõesO povo e suas manifestações
O povo e suas manifestações
 
A cultura do homem
A cultura do homemA cultura do homem
A cultura do homem
 
O jovem na sociedade
O jovem na sociedadeO jovem na sociedade
O jovem na sociedade
 
A sociologia e a sociedade
A sociologia e a sociedadeA sociologia e a sociedade
A sociologia e a sociedade
 
Cidadão e cidadania
Cidadão e cidadaniaCidadão e cidadania
Cidadão e cidadania
 
Diversidades no brasil
Diversidades no brasilDiversidades no brasil
Diversidades no brasil
 
Redemocratização e neoliberalismo
Redemocratização e  neoliberalismoRedemocratização e  neoliberalismo
Redemocratização e neoliberalismo
 
Reforma agrária no brasil
Reforma agrária no brasilReforma agrária no brasil
Reforma agrária no brasil
 
Redemocratização
RedemocratizaçãoRedemocratização
Redemocratização
 
Manifestações culturais no brasil durante a ditadura
Manifestações culturais no brasil durante a ditaduraManifestações culturais no brasil durante a ditadura
Manifestações culturais no brasil durante a ditadura
 
Direitos humanos
Direitos humanosDireitos humanos
Direitos humanos
 
História
HistóriaHistória
História
 
Ditadura militar e direitos humanos
Ditadura militar e direitos humanosDitadura militar e direitos humanos
Ditadura militar e direitos humanos
 
Década de 60
Década de 60Década de 60
Década de 60
 
Independencias
IndependenciasIndependencias
Independencias
 
Movimentos políticos na década 50
Movimentos políticos na década 50Movimentos políticos na década 50
Movimentos políticos na década 50
 

História 2º ano 3º

  • 2. Iluminismo  Este movimento surgiu na França do século XVII e defendia o domínio da razão sobre a visão teocêntrica que dominava a Europa desde a Idade Média. Segundo os filósofos iluministas, esta forma de pensamento tinha o propósito de iluminar as trevas em que se encontrava a sociedade.
  • 3. Iluminismo  Os pensadores que defendiam estes ideais acreditavam que o pensamento racional deveria ser levado adiante substituindo as crenças religiosas e o misticismo, que, segundo eles, bloqueavam a evolução do homem. O homem deveria ser o centro e passar a buscar respostas para as questões que, até então, eram justificadas somente pela fé.
  • 4. Os principais filósofos do Iluminismo Voltaire (1694-1778): ele defendia a liberdade de pensamento e não poupava crítica a intolerância religiosa.
  • 5. Os principais filósofos do Iluminismo Jean-Jacques Rousseau (1712-1778): ele defendia a ideia de um estado democrático que garanta igualdade para
  • 6. Os principais filósofos do Iluminismo Montesquieu (1689-1755): ele defendeu a divisão do poder político em Legislativo, Executivo e Judiciário;
  • 7. Os principais filósofos do Iluminismo Denis Diderot (1713-1784) e Jean Le Rond d´Alembert (1717-1783): juntos organizaram uma enciclopédia que reunia conhecimentos e pensamentos
  • 8. Os principais filósofos do Iluminismo Jonhn Locke (1632-1704), ele acreditava que o homem adquiria conhecimento com o passar do tempo através do Empirismo;
  • 9. Liberalismo  Os Liberalismo pode ser definido como um conjunto de princípios e teorias políticas, que apresenta como ponto principal a defesa da liberdade política e econômica. Neste sentido, os liberais são contrários ao forte controle do Estado na economia e na vida das pessoas.  Pensadores que defendiam estes ideais acreditavam que o pensamento racional deveria ser levado adiante substituindo as crenças religiosas e o misticismo, que, segundo eles, bloqueavam a evolução do homem.
  • 10.  O homem deveria ser o centro e passar a buscar respostas para as questões que, até então, eram justificadas somente pela fé.  O pensamento liberal teve sua origem no século XVII, através dos trabalhos sobre política publicados pelo filósofo inglês John Locke.  Já no século XVIII, o liberalismo econômico ganhou força com as idéias defendidas pelo filósofo e economista escocês Adam Smith. Liberalismo
  • 11. Liberalismo  Defesa da propriedade privada;  Liberdade econômica (livre mercado);  Mínima participação do Estado nos assuntos econômicos da nação (governo limitado);  Igualdade perante a lei (estado de direito);
  • 14. Revolução Francesa  A situação da França no século XVIII era de extrema injustiça social na época do Antigo Regime.  O Terceiro Estado era formado pelos trabalhadores urbanos, camponeses e a pequena burguesia comercial.  Os impostos eram pagos somente por este segmento social com o objetivo de manter os luxos da nobreza.
  • 15. Revolução Francesa  A França era um país absolutista nesta época. O rei governava com poderes absolutos, controlando a economia, a justiça, a política e até mesmo a religião dos súditos.  Os oposicionistas eram presos na Bastilha (prisão política da monarquia) ou condenados à morte.
  • 16. Revolução Francesa  A vida dos trabalhadores e camponeses era de extrema miséria, portanto, desejavam melhorias na qualidade de vida e de trabalho.  A burguesia, mesmo tendo uma condição social melhor, desejava uma participação política maior e mais liberdade econômica em seu trabalho.
  • 17. Revolução Francesa  A situação social era tão grave e o nível de insatisfação popular tão grande que o povo foi às ruas com o objetivo de tomar o poder e arrancar do governo a monarquia comandada pelo rei Luis XVI.  primeiro alvo dos revolucionários foi a Bastilha. A Queda da Bastilha em 14/07/1789 marca o início do processo revolucionário, pois a prisão política era o símbolo da monarquia francesa.
  • 18. Revolução Francesa  O lema dos revolucionários era "Liberdade, Igualdade e Fraternidade ", pois ele resumia muito bem os desejos do terceiro estado francês.  No mês de agosto de 1789, a Assembléia Constituinte cancelou todos os direitos feudais que existiam e promulgou a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão.  Este importante documento trazia significativos avanços sociais, garantindo direitos iguais aos cidadãos, além de maior participação política para o povo.
  • 19. Revolução Francesa  Os girondinos, por exemplo, representavam a alta burguesia e queriam evitar uma participação maior dos trabalhadores urbanos e rurais na política.  Os jacobinos representavam a baixa burguesia e defendiam uma maior participação popular no governo. Liderados por Robespierre e Saint-Just, os jacobinos eram radicais e defendiam também profundas mudanças na sociedade que beneficiassem os mais pobres.
  • 20. Revolução Francesa  A Revolução Francesa foi um importante marco na História Moderna da nossa civilização. Significou o fim do sistema absolutista e dos privilégios da nobreza.  A vida dos trabalhadores urbanos e rurais melhorou significativamente. Por outro lado, a burguesia conduziu o processo de forma a garantir seu domínio social.
  • 21. Revolução Francesa  Os ideais políticos (principalmente Iluministas) presentes na França antes da Revolução Francesa também influenciaram a independência de alguns países da América Espanhola e o movimento de Inconfidência Mineira no Brasil.
  • 23. Ilustração da Queda da Bastilha
  • 24. Imagem clássica que representa o objetivo da revolução: Igualdade, Liberdade e Fraternidade
  • 28. Napoleão Bonaparte  Este grande personagem da história nasceu na Córsega, no ano 1769. Ainda muito jovem, com somente dez anos de idade, seu pai o enviou para a França para estudar em uma escola militar.  A Revoulução Francesa (de 1789 a 1799), foi a oportunidade perfeita para Bonaparte alcançar seu objetivo maior. Tornou-se general aos 27 anos, saindo-se vitorioso em várias batalhas na Itália e Áustria.
  • 29. Napoleão Bonaparte  Sua estratégia era fazer com que seus soldados se considerassem invencíveis. No ano de 1798 ele seguiu em embarcação para o Egito, com o propósito de tirar os britânicos do percurso às Índias.  No ano de 1804, Napoleão finalmente tornou- se imperador. Com total poder nas mãos, ele formulou uma nova forma de governo e também novas leis.
  • 30.  Após uma derrota, Napoleão foi obrigado a buscar exílio na ilha de Elba; contudo, fugiu desta região, em 1815, retornando à França com seu exército e iniciando seu governo de Cem Dias na França.  Após ser derrotado novamente pelos ingleses na Batalha de Waterloo é enviado para o exílio na ilha de Santa Helena, local de seu falecimento em 5 de maio de 1821. Napoleão Bonaparte
  • 31. Napoleão Bonaparte: Frases  "Uma sociedade sem religião é como um navio sem bússola.“  "O amor pela pátria é a primeira qualidade do homem civilizado“  " O único inimigo que temo é a natureza.“  "Do sublime ao ridículo é apenas um passo."
  • 35. Imagem representado o velório de Napoleão Bonaparte
  • 36. Local onde Napoleão Bonaparte esta enterrado
  • 37. Império Napoleônico  A Era Napoleônica tem ínicio após o Golpe de Estado do 18 Brumário, que foi o que marcou o final do processo revolucionário na França.  Podemos dividir o governo de Napoleão em três períodos: Consolado, Império e Governo dos cem dias.
  • 38. Império Napoleônico: Consulado  Este período se caracterizou pela recuperação econômica e pela reorganização jurídica e administrativa na França.  O governo do consulado era republicano e controlado por militares, onde três cônsules chefiavam o poder executivo (Napoleão, Roger Ducos e Sieyés), mas como Napoleão foi eleito primeiro-cônsul da república era ele quem realmente governava.
  • 39. Império Napoleônico: Consulado  Durante o governo do consulado as oposições foram aniquiladas, a alta burguesia consolidou-se e os projetos de emancipação dos setores populares foram sufocados.  Com os resultados obtidos neste período Napoleão foi nomeado cônsul vitalício em 1802, devido ao apoio das elites francesas, que estavam entusiasmadas com os avanços.
  • 40. Imagem representando o Consulado de Napoleão
  • 41. Império Napoleônico: Império  O Império foi implantado definitivamente após a mobilização da opinião pública. Em 1804 foi realizado um plebiscito, onde foi restabelecido o regime monárquico e a indicação de Napoleão ao trono.  Napoleão liderou uma série de guerras, expandindo o domínio francês. Em algum tempo o exército francês se tornou o mais poderoso da Europa.
  • 42. Império Napoleônico: Império  Em 1805 a França tentou invadir a Inglaterra, mas foi derrotada.  Em 1806 decretou o Bloqueio Continental, o qual dizia que todos os países da Europa deveriam fechar seus portos ao comércio inglês.  A Rússia tinha aderido a esse decreto após um acordo com a França (Paz de Tilsit), mas como era um país essencialmente agrícola e estava enfrentando uma grave crise econômica viu-se obrigado a abandonar o Bloqueio Continental.
  • 43. Império Napoleônico: Império  Em vingança a decisão do Czar Alexandre I, o governo napoleônico decidiu invadir a Rússia em 1812.  Os generais acostumados com grandes vitórias conduziam suas tropas pelo imenso território russo, enquanto as tropas czaristas recuavam colocando fogo nas plantações e em tudo que servisse aos invasores.  Em Moscou as tropas russas começaram a enfrentar as tropas francesas que estavam mal- alimentadas e desgastadas, devido isso Napoleão não teve outra escolha a não ser em ir embora.
  • 44. Império Napoleônico: Império  A desastrosa campanha militar na Rússia encorajou outros países europeus a reagirem contra a supremacia francesa.  Em 6 de Abril de 1814 um exército formado por ingleses, austríacos, russos e prussianos tomaram Paris e capturaram Napoleão enviando-o para a Ilha de Elba.
  • 45. Local onde Napoleão Bonaparte esta interrado
  • 46. Imagem representando o Império de Napoleão
  • 47. Império Napoleônico: Cem Dias  Napoleão conseguiu fugir da Ilha de Elba e voltar a França em março de 1815.  Ele foi recebido em Paris como herói e com gritos de “viva o imperador!”, ele se instalou no poder, obrigando a família real a fugir, mas a sua permanência no poder durou apenas cem dias.  A coligação militar da Europa se reorganizou e derrotaram definitivamente Napoleão na Batalha de Waterloo.
  • 48. Imagem representando a Batalha de Waterloo.
  • 49. Imagem representando a Batalha de Waterloo.