SlideShare uma empresa Scribd logo
Retocolite
INTRODUÇÃO
• A retocolite ulcerativa (RCU) se caracteriza por uma inflamação
crônica do intestino, de causa ainda não esclarecida e em cuja
patologia estão envolvidos fatores genéticos, ambientais e
imunológicos.
• A RCU é uma inflamação crônica que pode acometer algumas
partes do intestino ou todo o intestino grosso – pancolite.
• Quanto mais extensa a área afetada, maior a gravidade do
caso, caracterizando a doença em formas leves, moderadas e
graves.
Ocorre, na maioria dos casos em indivíduos jovens e cursa com
recaídas frequentes.
CAUSAS
É desconhecida a causa da RCU. Ainda não se tem conhecimento
do fator desencadeante da doença, mas sabe-se que fatores
genéticos e imunológicos estão envolvidos.
SINTOMAS
As manifestações clínicas mais comuns são
diarreia, sangramento retal, eliminação de muco nas fezes e dor
abdominal. Podem ocorrer febre, mal-estar, fraqueza e cólica.
DIAGNÓSTICO
• Alguns exames laboratoriais auxiliam o diagnóstico, entre eles o
exame de fezes, que detecta agentes infecciosos, e a
colonoscopia, que permite observar lesões sugestivas de
inflamação intestinal.
• Pela colonoscopia é possível obter fragmentos da mucosa
intestinal realizando a biópsia.
TRATAMENTO
• Procurar um médico aos primeiros sinais da doença é
fundamental para a indicação do melhor tratamento para cada
caso.
• Somente o especialista poderá orientar o paciente em relação
aos procedimentos adequados e ao uso de remédios.
• Existem medicações específicas para o manejo da RCU, entre
elas os aminossalicilatos, substâncias semelhantes aos anti-
inflamatórios, porém mais indicadas para estes pacientes.
• Também podem ser utilizados corticoides, nas crises
agudas, antiespasmódicos, analgésicos e imunossupressores.
• Em alguns casos mais graves pode haver necessidade de
tratamento cirúrgico, quando é feita a ressecção das partes
acometidas.
TRATAMENTO
PREVENÇÃO
• Não existe, até o momento, uma forma comprovada de
prevenção da RCU. Contudo, é possível diminuir a recorrência de
crises com o uso correto das medicações.
• É recomendado, para indivíduos com doença leve, que evitem a
ingestão de cafeína e de alguns vegetais produtores de gases.
Procure sempre o seu médico.
Fontes:
dtr2001.saude.gov.br/sas/dsra/protocolos/do_r30_01.pdf.
www.drauziovarella.com.br/Sintomas/.../retocolite-ulcerativa.
Silva, Edson Jurado da; Seixas, Iara Vasconcellos. Retocolite
Ulcerativa (RCU). Rev. Bras. Colo-proctol; 28(1): 31-35, jan.-mar.
2008.
Editora médica: Dra. Anna Gabriela Fuks (615039-RJ)
Jornalista responsável: Roberto Maggessi (31.250 RJ)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Doenca de crohn manejo 2008
Doenca de crohn manejo 2008Doenca de crohn manejo 2008
Doenca de crohn manejo 2008
Arquivo-FClinico
 
Doença de Crohn
Doença de CrohnDoença de Crohn
Doença de Crohn
Renata Araújo
 
Diretrizes clínicas para o suporte nutricional na pancreatite
Diretrizes clínicas para o suporte nutricional na pancreatiteDiretrizes clínicas para o suporte nutricional na pancreatite
Diretrizes clínicas para o suporte nutricional na pancreatite
LUNATH
 
Doenças do trato intestinal
Doenças do trato intestinalDoenças do trato intestinal
Doenças do trato intestinal
Mayza De Jesus Milhomem
 
Doença de Crohn
Doença de CrohnDoença de Crohn
Doença de Crohn
guest30e4af
 
Doenças do TGI
Doenças do TGIDoenças do TGI
Doenças do TGI
Mayza De Jesus Milhomem
 
Úlceras pepticas e apendicite e o processo de enfermagem
Úlceras pepticas e apendicite e o processo de enfermagemÚlceras pepticas e apendicite e o processo de enfermagem
Úlceras pepticas e apendicite e o processo de enfermagem
Samuel Olivera
 
Úlceras Pépticas
Úlceras PépticasÚlceras Pépticas
Úlceras Pépticas
Gabriel Resende
 
Úlcera Gástrica
Úlcera GástricaÚlcera Gástrica
Úlcera Gástrica
Arita155
 
Caso clínico – Sistema digestório
Caso clínico – Sistema digestórioCaso clínico – Sistema digestório
Caso clínico – Sistema digestório
LUAH
 
Tratamento Cirúrgico da Pancreatite Aguda
Tratamento Cirúrgico da Pancreatite AgudaTratamento Cirúrgico da Pancreatite Aguda
Tratamento Cirúrgico da Pancreatite Aguda
Ozimo Gama
 
Neoplasia de Estômago
Neoplasia de EstômagoNeoplasia de Estômago
Neoplasia de Estômago
Rodrigo Mont'Alverne
 
Doença diverticular
Doença diverticularDoença diverticular
Doença diverticular
luzienne moraes
 
Pancreatite Aguda - Clínica Cirúrgica
Pancreatite Aguda - Clínica CirúrgicaPancreatite Aguda - Clínica Cirúrgica
Pancreatite Aguda - Clínica Cirúrgica
Aillyn F. Bianchi, Faculdade de Medicina - UNIC
 
Doenças Intestinais
Doenças IntestinaisDoenças Intestinais
Doenças Intestinais
ThamyNoronha
 
Caso Clínico
Caso ClínicoCaso Clínico
Caso Clínico
Laryssa Machado
 
Apresentação de estudo de caso
Apresentação de estudo de casoApresentação de estudo de caso
Apresentação de estudo de caso
Danimilene
 
Gastrite (1)
Gastrite (1)Gastrite (1)
Gastrite (1)
Deolinda Silva
 

Mais procurados (18)

Doenca de crohn manejo 2008
Doenca de crohn manejo 2008Doenca de crohn manejo 2008
Doenca de crohn manejo 2008
 
Doença de Crohn
Doença de CrohnDoença de Crohn
Doença de Crohn
 
Diretrizes clínicas para o suporte nutricional na pancreatite
Diretrizes clínicas para o suporte nutricional na pancreatiteDiretrizes clínicas para o suporte nutricional na pancreatite
Diretrizes clínicas para o suporte nutricional na pancreatite
 
Doenças do trato intestinal
Doenças do trato intestinalDoenças do trato intestinal
Doenças do trato intestinal
 
Doença de Crohn
Doença de CrohnDoença de Crohn
Doença de Crohn
 
Doenças do TGI
Doenças do TGIDoenças do TGI
Doenças do TGI
 
Úlceras pepticas e apendicite e o processo de enfermagem
Úlceras pepticas e apendicite e o processo de enfermagemÚlceras pepticas e apendicite e o processo de enfermagem
Úlceras pepticas e apendicite e o processo de enfermagem
 
Úlceras Pépticas
Úlceras PépticasÚlceras Pépticas
Úlceras Pépticas
 
Úlcera Gástrica
Úlcera GástricaÚlcera Gástrica
Úlcera Gástrica
 
Caso clínico – Sistema digestório
Caso clínico – Sistema digestórioCaso clínico – Sistema digestório
Caso clínico – Sistema digestório
 
Tratamento Cirúrgico da Pancreatite Aguda
Tratamento Cirúrgico da Pancreatite AgudaTratamento Cirúrgico da Pancreatite Aguda
Tratamento Cirúrgico da Pancreatite Aguda
 
Neoplasia de Estômago
Neoplasia de EstômagoNeoplasia de Estômago
Neoplasia de Estômago
 
Doença diverticular
Doença diverticularDoença diverticular
Doença diverticular
 
Pancreatite Aguda - Clínica Cirúrgica
Pancreatite Aguda - Clínica CirúrgicaPancreatite Aguda - Clínica Cirúrgica
Pancreatite Aguda - Clínica Cirúrgica
 
Doenças Intestinais
Doenças IntestinaisDoenças Intestinais
Doenças Intestinais
 
Caso Clínico
Caso ClínicoCaso Clínico
Caso Clínico
 
Apresentação de estudo de caso
Apresentação de estudo de casoApresentação de estudo de caso
Apresentação de estudo de caso
 
Gastrite (1)
Gastrite (1)Gastrite (1)
Gastrite (1)
 

Semelhante a Apresentação retocolite

Apresentação doença de crohn
Apresentação doença de crohnApresentação doença de crohn
Apresentação doença de crohn
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação doença de crohn
Apresentação doença de crohnApresentação doença de crohn
Apresentação doença de crohn
Sérgio Franco - CDPI
 
Trabalho de biologia
Trabalho de biologiaTrabalho de biologia
Trabalho de biologia
Silvio Gonçalves
 
Radiologianota10 Enema opaco
Radiologianota10 Enema opacoRadiologianota10 Enema opaco
Radiologianota10 Enema opaco
Danilo Leandro Sanches
 
Apresentação lupus
Apresentação lupusApresentação lupus
Apresentação lupus
Sérgio Franco - CDPI
 
Apresentação lupus
Apresentação lupusApresentação lupus
Apresentação lupus
Laboratório Sérgio Franco
 
Ms ru 01
Ms ru 01Ms ru 01
Ms ru 01
amdii
 
farmacoterapêutica, bomba de prótons.....
farmacoterapêutica, bomba de prótons.....farmacoterapêutica, bomba de prótons.....
farmacoterapêutica, bomba de prótons.....
JulianaAparecidadeSo4
 
Emergências oncologias
Emergências oncologiasEmergências oncologias
Emergências oncologias
ctisaolucascopacabana
 
Vasculites raras sistêmicas da infância
Vasculites raras sistêmicas da infânciaVasculites raras sistêmicas da infância
Vasculites raras sistêmicas da infância
gisa_legal
 
Ms dc 01
Ms dc 01Ms dc 01
Ms dc 01
amdii
 
Meningite tuberculosa
Meningite tuberculosaMeningite tuberculosa
Meningite tuberculosa
Jefferson Lennard
 
Gastrite
GastriteGastrite
Assistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e Pâncreas
Assistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e PâncreasAssistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e Pâncreas
Assistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e Pâncreas
Bruno Cavalcante Costa
 
CLINICA MEDICA- INTRODUÇÃO.pdf
CLINICA MEDICA- INTRODUÇÃO.pdfCLINICA MEDICA- INTRODUÇÃO.pdf
CLINICA MEDICA- INTRODUÇÃO.pdf
joseigor7
 
Câncer de fígado
Câncer de fígadoCâncer de fígado
Câncer de fígado
Laboratório Sérgio Franco
 
Câncer de Estômago
Câncer de EstômagoCâncer de Estômago
Câncer de Estômago
Oncoguia
 
Aprim sp2e 3-ebserh
Aprim sp2e 3-ebserhAprim sp2e 3-ebserh
Aprim sp2e 3-ebserh
Ismael Costa
 
Câncer de Intestino Delgado
Câncer de Intestino DelgadoCâncer de Intestino Delgado
Câncer de Intestino Delgado
Oncoguia
 
Mac
MacMac

Semelhante a Apresentação retocolite (20)

Apresentação doença de crohn
Apresentação doença de crohnApresentação doença de crohn
Apresentação doença de crohn
 
Apresentação doença de crohn
Apresentação doença de crohnApresentação doença de crohn
Apresentação doença de crohn
 
Trabalho de biologia
Trabalho de biologiaTrabalho de biologia
Trabalho de biologia
 
Radiologianota10 Enema opaco
Radiologianota10 Enema opacoRadiologianota10 Enema opaco
Radiologianota10 Enema opaco
 
Apresentação lupus
Apresentação lupusApresentação lupus
Apresentação lupus
 
Apresentação lupus
Apresentação lupusApresentação lupus
Apresentação lupus
 
Ms ru 01
Ms ru 01Ms ru 01
Ms ru 01
 
farmacoterapêutica, bomba de prótons.....
farmacoterapêutica, bomba de prótons.....farmacoterapêutica, bomba de prótons.....
farmacoterapêutica, bomba de prótons.....
 
Emergências oncologias
Emergências oncologiasEmergências oncologias
Emergências oncologias
 
Vasculites raras sistêmicas da infância
Vasculites raras sistêmicas da infânciaVasculites raras sistêmicas da infância
Vasculites raras sistêmicas da infância
 
Ms dc 01
Ms dc 01Ms dc 01
Ms dc 01
 
Meningite tuberculosa
Meningite tuberculosaMeningite tuberculosa
Meningite tuberculosa
 
Gastrite
GastriteGastrite
Gastrite
 
Assistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e Pâncreas
Assistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e PâncreasAssistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e Pâncreas
Assistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e Pâncreas
 
CLINICA MEDICA- INTRODUÇÃO.pdf
CLINICA MEDICA- INTRODUÇÃO.pdfCLINICA MEDICA- INTRODUÇÃO.pdf
CLINICA MEDICA- INTRODUÇÃO.pdf
 
Câncer de fígado
Câncer de fígadoCâncer de fígado
Câncer de fígado
 
Câncer de Estômago
Câncer de EstômagoCâncer de Estômago
Câncer de Estômago
 
Aprim sp2e 3-ebserh
Aprim sp2e 3-ebserhAprim sp2e 3-ebserh
Aprim sp2e 3-ebserh
 
Câncer de Intestino Delgado
Câncer de Intestino DelgadoCâncer de Intestino Delgado
Câncer de Intestino Delgado
 
Mac
MacMac
Mac
 

Mais de Laboratório Sérgio Franco

Mudamos!
Mudamos!Mudamos!
Cancer de próstata
Cancer de próstataCancer de próstata
Cancer de próstata
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação trombose venosa profunda
Apresentação trombose venosa profundaApresentação trombose venosa profunda
Apresentação trombose venosa profunda
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação toxoplasmose
Apresentação toxoplasmoseApresentação toxoplasmose
Apresentação toxoplasmose
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação tétano
Apresentação tétanoApresentação tétano
Apresentação tétano
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação síndrome nefrótica
Apresentação síndrome nefróticaApresentação síndrome nefrótica
Apresentação síndrome nefrótica
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação síndrome metabólica
Apresentação síndrome metabólicaApresentação síndrome metabólica
Apresentação síndrome metabólica
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação rubéola
Apresentação rubéolaApresentação rubéola
Apresentação rubéola
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação rinite alérgica
Apresentação rinite alérgicaApresentação rinite alérgica
Apresentação rinite alérgica
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação pneumonia
Apresentação pneumoniaApresentação pneumonia
Apresentação pneumonia
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação mononucleose
Apresentação mononucleoseApresentação mononucleose
Apresentação mononucleose
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação miocardite
Apresentação miocarditeApresentação miocardite
Apresentação miocardite
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação micose
Apresentação micoseApresentação micose
Apresentação micose
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação miastenia
Apresentação miasteniaApresentação miastenia
Apresentação miastenia
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação meningite
Apresentação meningiteApresentação meningite
Apresentação meningite
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação leucemia
Apresentação leucemiaApresentação leucemia
Apresentação leucemia
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação insuficiência renal crônica
Apresentação insuficiência renal crônicaApresentação insuficiência renal crônica
Apresentação insuficiência renal crônica
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação infarto
Apresentação infartoApresentação infarto
Apresentação infarto
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação hpv na laringe
Apresentação hpv na laringeApresentação hpv na laringe
Apresentação hpv na laringe
Laboratório Sérgio Franco
 
Apresentação homocistinúria
Apresentação homocistinúriaApresentação homocistinúria
Apresentação homocistinúria
Laboratório Sérgio Franco
 

Mais de Laboratório Sérgio Franco (20)

Mudamos!
Mudamos!Mudamos!
Mudamos!
 
Cancer de próstata
Cancer de próstataCancer de próstata
Cancer de próstata
 
Apresentação trombose venosa profunda
Apresentação trombose venosa profundaApresentação trombose venosa profunda
Apresentação trombose venosa profunda
 
Apresentação toxoplasmose
Apresentação toxoplasmoseApresentação toxoplasmose
Apresentação toxoplasmose
 
Apresentação tétano
Apresentação tétanoApresentação tétano
Apresentação tétano
 
Apresentação síndrome nefrótica
Apresentação síndrome nefróticaApresentação síndrome nefrótica
Apresentação síndrome nefrótica
 
Apresentação síndrome metabólica
Apresentação síndrome metabólicaApresentação síndrome metabólica
Apresentação síndrome metabólica
 
Apresentação rubéola
Apresentação rubéolaApresentação rubéola
Apresentação rubéola
 
Apresentação rinite alérgica
Apresentação rinite alérgicaApresentação rinite alérgica
Apresentação rinite alérgica
 
Apresentação pneumonia
Apresentação pneumoniaApresentação pneumonia
Apresentação pneumonia
 
Apresentação mononucleose
Apresentação mononucleoseApresentação mononucleose
Apresentação mononucleose
 
Apresentação miocardite
Apresentação miocarditeApresentação miocardite
Apresentação miocardite
 
Apresentação micose
Apresentação micoseApresentação micose
Apresentação micose
 
Apresentação miastenia
Apresentação miasteniaApresentação miastenia
Apresentação miastenia
 
Apresentação meningite
Apresentação meningiteApresentação meningite
Apresentação meningite
 
Apresentação leucemia
Apresentação leucemiaApresentação leucemia
Apresentação leucemia
 
Apresentação insuficiência renal crônica
Apresentação insuficiência renal crônicaApresentação insuficiência renal crônica
Apresentação insuficiência renal crônica
 
Apresentação infarto
Apresentação infartoApresentação infarto
Apresentação infarto
 
Apresentação hpv na laringe
Apresentação hpv na laringeApresentação hpv na laringe
Apresentação hpv na laringe
 
Apresentação homocistinúria
Apresentação homocistinúriaApresentação homocistinúria
Apresentação homocistinúria
 

Apresentação retocolite

  • 2. INTRODUÇÃO • A retocolite ulcerativa (RCU) se caracteriza por uma inflamação crônica do intestino, de causa ainda não esclarecida e em cuja patologia estão envolvidos fatores genéticos, ambientais e imunológicos. • A RCU é uma inflamação crônica que pode acometer algumas partes do intestino ou todo o intestino grosso – pancolite. • Quanto mais extensa a área afetada, maior a gravidade do caso, caracterizando a doença em formas leves, moderadas e graves. Ocorre, na maioria dos casos em indivíduos jovens e cursa com recaídas frequentes.
  • 3. CAUSAS É desconhecida a causa da RCU. Ainda não se tem conhecimento do fator desencadeante da doença, mas sabe-se que fatores genéticos e imunológicos estão envolvidos.
  • 4. SINTOMAS As manifestações clínicas mais comuns são diarreia, sangramento retal, eliminação de muco nas fezes e dor abdominal. Podem ocorrer febre, mal-estar, fraqueza e cólica.
  • 5. DIAGNÓSTICO • Alguns exames laboratoriais auxiliam o diagnóstico, entre eles o exame de fezes, que detecta agentes infecciosos, e a colonoscopia, que permite observar lesões sugestivas de inflamação intestinal. • Pela colonoscopia é possível obter fragmentos da mucosa intestinal realizando a biópsia.
  • 6. TRATAMENTO • Procurar um médico aos primeiros sinais da doença é fundamental para a indicação do melhor tratamento para cada caso. • Somente o especialista poderá orientar o paciente em relação aos procedimentos adequados e ao uso de remédios.
  • 7. • Existem medicações específicas para o manejo da RCU, entre elas os aminossalicilatos, substâncias semelhantes aos anti- inflamatórios, porém mais indicadas para estes pacientes. • Também podem ser utilizados corticoides, nas crises agudas, antiespasmódicos, analgésicos e imunossupressores. • Em alguns casos mais graves pode haver necessidade de tratamento cirúrgico, quando é feita a ressecção das partes acometidas. TRATAMENTO
  • 8. PREVENÇÃO • Não existe, até o momento, uma forma comprovada de prevenção da RCU. Contudo, é possível diminuir a recorrência de crises com o uso correto das medicações. • É recomendado, para indivíduos com doença leve, que evitem a ingestão de cafeína e de alguns vegetais produtores de gases.
  • 9. Procure sempre o seu médico. Fontes: dtr2001.saude.gov.br/sas/dsra/protocolos/do_r30_01.pdf. www.drauziovarella.com.br/Sintomas/.../retocolite-ulcerativa. Silva, Edson Jurado da; Seixas, Iara Vasconcellos. Retocolite Ulcerativa (RCU). Rev. Bras. Colo-proctol; 28(1): 31-35, jan.-mar. 2008. Editora médica: Dra. Anna Gabriela Fuks (615039-RJ) Jornalista responsável: Roberto Maggessi (31.250 RJ)